13 Razões Para Viver #09

0
74
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Hannah, a esta altura de nossa conversa espero que você esteja compreendendo que definitivamente não está sozinha nesse barco. Espero estar contribuindo para que sua percepção seja ampliada a ponto de que compreenda o enorme vazio de seus “vilões” demonstrado por suas atitudes egoístas, pelo medo que sentiam, pela insegurança e crueldade. Até que ponto eles são “apenas” vilões?

Ao ouvir o lado A da fita 5 isto ficou ainda mais claro para mim. Justin foi covarde. Ele poderia ter feito algo para defender sua amiga daquela monstruosidade, mas simplesmente não pôde. Hannah, lembre-se do quanto Justin foi lesado em sua própria existência não apenas por sua estrutura familiar — ou a falta dela — mas também pelo próprio Bryce que se aproveitava de sua vulnerabilidade para o controlar, abusando de suas faculdades emocionais. Será que ele próprio não poderia enumerar umas 13 ou 20 razões para desistir de tudo?

Assine o Blesss

Fiquei profundamente abalado pelo relato do que houve naquela noite, chorei com você no canto da cama enquanto tudo aquilo acontecia, mas não pude deixar de perceber também o insondável sofrimento do Justin do lado de fora da porta. Ficou impossível calcular qual de vocês necessitava primeiro de um abraço. Como uma adolescente lida com o que acabara de acontecer naquele quarto? O que fazer primeiro? Não existe protocolo para isso.

Sei que o sentimento de absoluta impotência se apoderou de você fazendo tremer sua carne e congelar seus pensamentos. Foi exatamente assim que os amigos de nosso mestre soberano se sentiram em dado momento de suas histórias. Você se lembra quando comentei que ele foi traído e abandonado por seus amigos mais íntimos no momento em que se encontrava em maior angústia e sofrimento? Foi horrível, mas não foi incompreensível. Não havia instruções o suficiente que os preparasse para enfrentar aquela barbárie. Não consigo imaginar como eles se sentiram enquanto viam seu grande amigo, o homem mais puro e bom, o mestre perfeito sofrendo vergonha, cusparadas e por fim a morte mais cruenta de todas.

Sim Hannah, ele morreu. Você consegue imaginar como se sentiram aqueles amigos que, assim como Justin, optaram por uma postura acovardada por trás de portas? Assim como você, foram congelados pelo assombro aterrorizante do que presenciaram nas sombras? Como pode eles não terem desistido da vida depois de tudo aquilo?

Embora você possa não entender agora, a resposta é paradoxal. Eles não desistiram da vida, porque era sobre isso que se tratava toda aquela cena. Foi precisamente para que eles não morressem que o homem doador de vida teve de morrer. Confuso? Continue a leitura. Sinto que as coisas ficarão mais claras adiante.

M. T. Belohuby
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui