O pior ano da história para cristãos

0
299
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Por Wesley Moreira

O novo relatório de um importante grupo de vigilância identificou 2016 como o “pior ano da história” no que refere  a perseguição cristã, desde que a organização começou a monitorar a perseguição cristã há 25 anos.

O relatório, produzido anualmente pela Open Doors USA, revelou que a perseguição aos cristãos aumentou globalmente pelo terceiro ano consecutivo, alcançando níveis sem precedentes em países localizados no sul e sudeste da Ásia, entre outros locais.
“Os cristãos de todo o mundo continuam a correr o risco de prisão, perda de lar e bens, tortura, decapitação, estupro e até mesmo a morte como resultado de sua fé”, afirmou o relatório.
A World Watch List (WWL) classifica os 50 países em todo o mundo onde a perseguição dos cristãos é mais severa.
Em 25 anos de classificação das restrições políticas e sociais sobre a liberdade religiosa vivida por cristãos em todo o mundo, os pesquisadores do Open Doors identificaram 2016 como o “pior ano da história”.
O relatório corroborou um estudo anterior do Center for Studies on New Religions (CESNUR), com sede em Turim, que descobriu que durante o ano de 2016 cerca de 90 mil cristãos foram mortos por causa da fé em todo o mundo.
O diretor do CESNUR e líder do estudo, Dr. Massimo Introvigne, afirma que os cristãos são “o grupo religioso mais perseguido do mundo” e que o número de pessoas afetadas é assustador.
O extremismo islâmico continua a ser o principal motor da perseguição cristã no mundo, responsável por incitar a opressão e o conflito em 35 dos 50 países da lista de 2017. Além disso, nove dos dez países onde os cristãos sofrem “perseguição extrema” têm populações que são pelo menos 50% muçulmanas.
“A opressão islâmica continua a ser a causa mais comum da opressão contra os cristãos”, afirma o relatório, “e está aumentando mais acentuadamente na África, onde pessoas são mortas por sua fé cristã mais do que em qualquer outro lugar do mundo”.
Pelo 14º ano consecutivo, a Coreia do Norte é o lugar mais perigoso para um cristão, seguido pela Somália, Afeganistão, Paquistão, Sudão, Síria, Iraque, Irã, Iêmen, Eritreia e Iêmen.
Enquanto as mortes de cristãos na Nigéria viram um aumento dramático de mais de 62 por cento em 2016, a nação mais violenta é agora o Paquistão, que subiu para a posição nº 4 da lista no nível de violência anticristã ultrapassando até mesmo o norte da Nigéria”.
No último domingo de Páscoa, um grupo terrorista islâmico filiado ao Talibã paquistanês realizou um atentado suicida em Lahore, no Paquistão, matando mais de 70 crianças e adultos. “o alvo eram os cristãos”, disse um porta-voz do grupo, acrescentando que os jihadistas queriam enviar uma mensagem ao primeiro-ministro Nawaz Sharif “O Islam está em Lahore”.
A Watchlist examina as pressões enfrentadas pelos cristãos em cinco esferas de vida (privada, familiar, comunitária, nacional e na igreja), além de níveis de violência religiosa, para classificar os 50 países onde os cristãos enfrentam a maior perseguição.
Segundo os critérios específicos, cerca de 215 milhões de cristãos sofrem perseguição alta, muito alta ou extrema, segundo o estudo.
O Open Doors Watch List é auditado pelo Instituto Internacional para a Liberdade Religiosa.

***
Púlpito Cristão

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui