Foge também das paixões infames do facebook e do whatsapp

1
685
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Fabio Campos


O facebook deu voz ao coração. As redes sociais democratizaram a opinião do anonimato. Agora não somente ouvimos, mas também somos ouvidos. O verbo veio a público. Gente de todas as religiões (até mesmo pessoas que consideravam, até então, internet coisa do capeta, agora estão online). Militantes de todos os partidos políticos; os extremos estão guerreando; direita versus esquerda. Todos estão lá querendo ser ouvidos. Tudo na santa paz! O respeito reina! Só que não, né!? …

Assine o Blesss
Minha impressão é que o mundo vai explodir a qualquer momento. Sério mesmo! Sem sensacionalismo. As pessoas não querem aprender e nem escutar. Elas anseiam em ser ouvidas (talvez seja por uma demanda reprimida de notoriedade). Raiva, ansiedade, frustração, decepção, inveja etc. Tudo na mesma panela. Imagine o resultado da receita.

Alguém posta algo com um intuito. Outra pessoa, num espírito totalmente diferente, comenta ou compartilha. Chega um terceiro, com outro ânimo, emite a opinião. Ninguém mais ouve ninguém. Vira diálogo de surdo. Cada qual na sua indignação emite o desabafo na sua página. Outros, porém, incomodados (que pensaram ser uma indireta a eles), comentam. Geraram-se mais tretas! E assim é desde o dia que foi dado voz aos escondidos (como eu).

Receba nossos posts em seu e-mail

Informações relevantes sobre o cotidiano, segundo a ótica cristã. Insira seu email:

Delivered by FeedBurner

Nem o futebol tem gerado tanta confusão como política e religião. E por falar em religião; como crente, preciso admitir: nós somos os mais chatos. Divergirmos em TODOS os assuntos. Mas isso não é novo. A “história da teologia” denuncia isso1. É sábio admitir que não exista teologia perfeita. Somente a Escritura é pura e cristalina! Teologia nada mais é que o esforço (legítimo) do homem para compreender o divino. 

Suas várias vertentes de interpretações passou-se por longas discussões. E muitas das vezes, acaloradas. Gente morreu por ter defender seu ponto de vista teológico. Coisas que afirmamos ser inerrantes foram formuladas no calor da paixão através de respostas e refutações! Cada sistemática defende o seu ponto de vista. Diferente das Escrituras. Ainda que contenha refutações (principalmente nas cartas), a Bíblia toda, diferente da teologia, foi inspirada por Deus de forma livre e perfeita, sem paixão humana, para ensinar, para repreender, para corrigir e para instruir na justiça o homem de Deus, preparando-o para toda boa obra. 

Não me entenda mal, por favor. Eu amo teologia mais do que qualquer outra coisa na academia. Mas entendo que ela é um sistema imperfeito para entender o que é perfeito. Isso me ajuda muito, pois quando sou tentado a ensoberbecer-se na minha refutação – este pensamento coloca-me no devido lugar.

Discutir teologia ao vivo já é complicado. Imagine fazer isso pela internet. Poucos são os que sabem usar a ferramenta do diálogo e do debate para a glória de Deus. É desanimador acompanhar certos debates (a maioria deles). Há mais calor do que luz. Será que vale a pena ser afligido pelo o que os outros dizem? Até onde Deus está envolvido nesta gritaria?

Eu mesmo tenho sido mais polido e criterioso em assuntos polêmicos. Não me acovardei (até onde sei); apenas tornei-me seleto pelo o que debater (se precisar). Digo isso porque já errei bastante. Perdi amigos de bobeira. Através da minha beligerância, levantei muros. Lamento muito, de verdade! Sei da importância das “vozes” cristãs a despeito de todos os assuntos. Só não caia na tentação de querer ser um messias cibernético. Quem fala muito traz perturbações (Pr 13.3). Portanto, com sabedoria, escolha a sua treta!

O cristão não pode ser superficial. Nós temos a mente de Cristo. Discernimos o mundo sem por ele se discernidos. As pessoas nos escutarão de fato se falarmos com propriedade. Aquele que possui fundamento não grita –, argumenta. 

Evitaremos muito sofrimento (nosso e para outros) se tivermos mais cuidado com o que iremos publicar, compartilhar e comentar (Pr 21.23). Foge, igualmente, das paixões do facebook e do whatsApp. O conselho bíblico é para seguirmos a justiça, a fé, o amor, e a paz com os que, de coração puro, invocam o Senhor. Faça isso para o bem da sua alma.

Antes de postar algo – pare, pense, reflita, ore. Se for necessário, então escreva. Se não, fuja! Lembre-se que Nosso Senhor, em seu sofrimento, triunfou sobre seus adversários com a boca calada, como está escrito: “… ele não abriu a boca” (Is 53.7). Isso demonstra que não é a persuasão do homem quem faz as coisas, mas o poder de Deus.
Fuja, portanto, das paixões do Facebook e do WhatsApp. Você vai ser mais feliz e menos depressivo. É serio mesmo!
Em Cristo Jesus, considere este artigo e arrazoe isto em seu coração,
Soli Deo Gloria!
________________
1 Para saber mais sobre o assunto sugiro a leitura de OLSON, Roger em “História da Teologia Cristã” publicado pela Editora Vida Acadêmica.
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

1 COMENTÁRIO

  1. A ERA DA SUPERFICIALIDADE – 1

    A superficialidade leva ao imediatismo que leva ao relaxo que é irmão do desperdício.

    Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia. João 15:19

    Introdução

    Estamos vivendo em uma era lastimável como civilização em um mundo onde a superficialidade tem ditado uma nova consciência que leva a um modo de vida instantâneo em busca de praticamente tudo o que cerca o homem.

    A busca pelo novo é constante e quanto mais instantaneamente for alcançado o objetivo pretendido melhor e aceitável se torna, independente da qualidade conseguida ou até mesmo das consequências que está atitude possa gerar, e isto está presente em tudo o que se faz hoje.

    Mas tão rápido quanto são alcançados os objetivos desejados eles também se tornam instantaneamente obsoletos ou enfadonhos e um círculo destrutivamente vicioso se forma.

    Os sentidos são estimulados de forma agressiva para que as pessoas vivam em um ilusório bem estar, a filosofia desta lastimável era é a busca pelo prazer, mutilando o bom senso e o respeito ao próximo e consequentemente tudo o que é de boa moral, o certo se tornou errado e o errado e reprovável se tornou o certo. A inversão de valores e nítida e tem ocasionado um desequilíbrio espiritual mortal à humanidade.

    Está era infeliz está sendo marcada pela desconstrução e uma nova consciência está sendo formada e afirmo sem temor algum de estar errado que a formação desta nova consciência esta bem avançada.

    Como uma religião, com seguidores fanatizados por si mesmos, acabou por transformar o mundo em uma grande igreja onde seus membros se arrastam na escuridão da ignorância de seus atos sem se importarem com o resultado destas atitudes puramente egoístas.

    Está consciência a que me refiro foi alimentada com uma ideia, extremamente venenosa e corrosiva que é está – Que cada um faça suas próprias regras.

    É uma desconstrução destruidora a ideia de que cada habitante deste planeta tenha suas próprias regras vivendo de forma egoísta baseada na irresponsabilidade de seus atos e em uma tormenta continua de rebeldia contra tudo e a todos, principalmente contra Deus.

    Desobediência, irresponsabilidade e rebeldia estes são os pecados originais que levaram o homem a queda e estão presentes intensamente em nossos sombrios dias.

    A continuação desta mensagem está em http://www.vozclama45@blogspot.com.br

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui