Considerações Sobre Leituras Teológicas

0
440
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Por Thomas Magnum
Falar de teologia deveria ser algo imprescindível para todo e qualquer trabalho pastoral. O fato é que vivemos um tipo de catarse na saturação e nas facilidades que temos em conseguirmos informação. Lembro-me de que quando comecei meus estudos teológicos ainda na adolescência era muito difícil comprar bons livros, tanto pelo valor, quanto pelo acesso a boa literatura. Posso lembrar de quantas vezes lia o mesmo livro porque não tinha condições para comprar outro, e não queria ficar sem ler enquanto não comprava um novo livro.

Interessante é que temos uma grande quantidade de informação a nossa disposição hoje, não faz tanto tempo assim que era adolescente, mas, o salto foi considerável, obviamente pude comprar mais livros quando comecei a trabalhar e ganhar mais dinheiro, mas, hoje temos incomparavelmente mais material à disposição em plataformas digitais que nos possibilitam comprar livros digitais e lê-los com excelentes preços.
Mas, a leitura que faço dessa saturação de material teológico são basicamente duas: Primeiro, isso é bom, porque temos muito material a disposição do público de língua portuguesa. Segundo, vemos uma inação de conhecimento solidamente construído. A leitura de obras clássicas –  por exemplo – ainda é esparsa e distante da realidade de novos leitores e até de veteranos. O hábito leitor ainda não é produto de leituras e reflexões, conexões, análises, raciocínio e empregabilidade de ferramentas obtidas pela leitura. Comprar tudo que é publicado é um belo exemplo de consumo desenfreado e pouca investidura em material realmente relevante para o saber.

Assine o Blesss

Receba nossos posts em seu e-mail

Informações relevantes sobre o cotidiano, segundo a ótica cristã. Insira seu email:

Delivered by FeedBurner

Obviamente não sou contra a compra de bons livros, pelo contrário, gosto de livros e compro bastante, o que estou discutindo aqui é a irrefletida questão do conhecimento sem direção alguma.
Nessas notas reflexivas, posso dizer que o trabalho teológico começa com o desejo de adorar a Deus e desenvolve-se com leituras, leituras sérias. A leitura de grandes obras teológicas é desmotivadora para alguns. Dizem: “esse livro é muito grosso”. Ora, se a densidade do livro compensa a leitura, então devemos lê-lo. A Bíblia também é um livro bem grande. Deixaremos de lê-la por isso?
Findo minha perambulação dizendo que o trabalho teológico não pode ser preguiçoso, letárgico, deve ser disciplinado e sério. Se alguém quer ser levado a sério no estudo teológico, deve levar o estudo teológico a sério.
***
Electus
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui