Ana Paula Valadão e a Egolatria de uma Igreja Enferma

22
2691
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Por Thiago Oliveira
“Queixo pra cima, Princesa! Rainha! Senão a coroa cai”. Essa é uma frase “mantrica” que se repete numa música* cantada por Ana Paula Valadão num evento da Igreja Batista da Lagoinha. Além da sofrível melodia, que parece canção de programa infantil, a letra é terrível. Num templo que foi pintado de preto e que teve o púlpito retirado, a celebração é do homem para o homem. A líder do grupo Diante do Trono, no meio da música manda um “celebre a sua identidade, mulher”. Como se essa bizarrice não bastasse, ainda há uma coreografia no qual uma senhora é coroada e dança com aquela típica coroa de debutante. Além de deturpar o evangelho, precisa ser tão brega assim?

A grotesca egolatria evangélica, recheada de eventos em que Deus é apenas subserviente, sendo invocado para atender os caprichos de “crentelhos mimados”, chega ao seu ápice quando ao invés de utilizar o momento do louvor para bendizer o nome do SENHOR, e enaltecer seus atributos, um grupo passa a exaltar qualidades humanas. Numa parte da canção, no qual insta as mulheres a se lembrarem do que são, há uma lista de qualidades, dentre elas: bonita, inteligente, sábia, paciente, humilde, submissa, mansa, obediente, respeitadora, encorajadora e etc…etc…etc. Também se exalta o fato da mulher orar e jejuar, redundando em mais um adjetivo elogioso, que seria “fervorosa”.
Não tive como não recordar a parábola que Jesus conta sobre a oração do fariseu e do publicano. O primeiro exalta a si mesmo por conta do cumprimento de atividades religiosas. O segundo apenas bate no peito clamando por misericórdia, reconhecendo sua pecaminosidade. Cristo nos diz que foi o publicano quem saiu justificado diante de Deus (Leia a parábola em Lucas 18. 9-14). No evangelho não existe espaço para autoglorificação. Nós devemos nos lembrar de que somos pó, que nossa vida é como um sopro e ai de nós se não fossem as misericórdias do SENHOR sobre quem somos. Sendo assim, que negócio é esse de “celebre quem você é”?

Receba nossos posts em seu e-mail

Informações relevantes sobre o cotidiano, segundo a ótica cristã. Insira seu email:

Assine o Blesss

Delivered by FeedBurner

O que a Ana Paula Valadão promove vai de encontro com o padrão de humildade prescrito na Bíblia. Ora, para quê essa necessidade de autoafirmação? Pelo que dá a entender, a intenção é levantar a moral de mulheres que estão deprimidas, desiludidas da vida. Precisamos ter amor por tais e procurar ajuda-las a atravessar momentos de dificuldade – talvez um surto depressivo? Sim, devemos. Mas faremos isso apoiados na Palavra, buscando exaltar o nome do Senhor ao invés do nosso. Transformar uma pessoa depressiva numa narcisista não é a solução adequada, muito pelo contrário, só aumenta o prejuízo. Uma pessoa que precisa lutar contra a depressão deve se amar, mas o amor em primazia deve ser dado a Deus. Este é o primeiro grande mandamento. Ademais, amar-se não significa viver caçando elogios ou vangloriando-se pelas suas qualidades. Assim como a humildade – segundo a Bíblia – não significa negá-las. Então, o que vem a ser uma pessoa humilde? Tim Keller responde com a seguinte afirmação:

“A pessoa verdadeiramente humilde não é aquela que se odeia ou se ama, e sim a que tem a humildade do Evangelho. É uma pessoa que se esquece de si mesma e cujo ego é igual aos dedos dos pés. Eles simplesmente exercem sua função. Não imploram por atenção”.

Ao contrário do que muitos pensam, não tenho prazer em escrever esse tipo de texto. Mas mesmo não gostando, me sinto no dever de expor o falso evangelho, até porque ele resulta numa adoração a um deus falso. Sabe qual o nome disso? Idolatria! E a igreja evangélica, de modo geral, tem se especializado em idolatrar o ser humano. Isso é resultado de uma má compreensão da Escritura, que por sua vez, resulta em púlpitos adulterados, em que apesar de ter um pastor e uma Bíblia aberta, prega mensagens moralistas e de autoajuda, massageando o ego de uma geração acomodada e materialista. Quando a pregação expositiva e fiel da Escritura e a sã doutrina são deixadas de lado, a igreja – mesmo aparentando crescimento devido ao seu aumento numérico – está desfalecendo. Está gravemente enferma.

Mulheres e homens não devem colocar queixo pra cima. O mais propício é que ele fique baixo, encostado ao peito. E com a fronte e os joelhos prostrados, nossa oração deve ser a seguinte: “Senhor, diante de ti eu sei que nada sou, mas por Tua graça, livra-me de todo mal. Inclusive, livra-me de mim mesmo e dos maus desejos que afloram de minha natureza pecaminosa. Santifica-me na verdade. A Tua palavra é a verdade, e nela quero me aprofundar. Reina em mim, senhor Jesus. Amém”.
Não queiramos ser tidos por príncipes ou reis. Almejemos o status de servos bons e fiéis, pois, são estes que estarão na presença do verdadeiro Rei, desfrutando das benesses do seu reino. Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre.

assista:

***
Electus

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

22 COMENTÁRIOS

  1. Não sou fã da Ana Paula e até acho a voz dela um pouco chatinha de se ouvir, mas acho que voce se equivocou na análise! Hahaha… Vendo de fora, a visão de queixo para cima, não pareceu ser no sentido de que devemos andar no mesmo nível que Jesus, claro que não, mas no sentido de levantar a cabeça e continuar lutando… Foi assim que vi! E olha que nem sou esse nível de mulher fervorosa! Kk mas achei sua crítica um pouco pesada e desnecessária com alguém que diz ter a mesma fé! �� Não quero que ninguém se sinta ofendido, somos todos irmãos em Cristo! A Ana Paula, exagera sim, em algumas coisas! Mas com relação a essa canção, não visualizei toda essa falta de respeito à Jesus não.

  2. Irmao, você assistiu ao que foi pregado antes e depois desta canção? Você considerou o contexto ao qual ela foi inserida? A mensagem era a respeito da nova identidade que temos em Cristo, sobre o fruto do Espírito Santo em nós. Julgar uma música assim é como querer fazer teologia com um único versículo! Eu também não gostei da música, mas isso é gosto pessoal, um direito meu, assim como respeitar o gosto alheio é um dever. Temos tempo para digitar textos e respostas,mas temos tido tempo para orar por aquilo que achamos que está errado na vida de outros? Se não, também estamos precisando que alguém ore por nós.

  3. Enquanto vcs estão aqui analisando o cculto da Ana Paula Valadão, crianças estão sendo estupradas, o seu vizinho batendo na esposa, pessoas depressão, almas precisando de Cristo, sinto pena dos Cristãos críticos que tudo que vê quer dar o seu ponto de vista, sem a presença do Espírito Santo, sem discernimento, sem coração, que a Ana Paula dê conta de tudo o que ela faz errado ou não, assim como eu tbm darei e como vcs criticos sem Cristo!!! Issso para mim é vergonha alheia, pessoas que se dizem Cristão perderem o seu tempo de vir em site, ou redes sociais criticarem atitudes de outros!!! Lamentável, mandem um email pro pessoal da lagoinha não prestem essa vergonha de expor outras igrejas igrejas assim.. com tanta maldade, ou simplesmente falem de Cristo que é o Centro de tudo..

  4. Por isso que os não crentes não tem vontade de ir a igreja! Pq os crentes são os primeiros a falar deles mesmos! Que Deus tenha misericórdia dos crentes que se tornam pedra de tropeço pra outros virem em nome de "denunciar um falso evangelho". Cada pessoa não crente viu essa matéria e decidiu nunca entrar em uma igreja por disso, vai ser cobrado a sangue dela!!!

  5. Pelo amor de Deus, não tem nada de mais nessa música, ela apenas traz motivação para mulheres deprimidas que precisam de palavras de ânimo dizendo como devemos nos portar perante algumas situações,coisa pior é falar mal do próximo,jugando atitudes que só Deus pode julgar.

  6. Não queiramos ser tidos por príncipes ou reis. Almejemos o status de servos bons e fiéis, pois, são estes que estarão na presença do verdadeiro Rei…
    Como assim?
    Temos q ser humildes diante de Deus, claro, óbvio…
    Mas precisamos também viver o que Ele também diz, na palavra…
    SUBMISSÃO a Deus e RESISTINDO o diabo, ou seja suas mentiras, seus engodos, seus ardis.
    E nos fez reis e sacerdotes para Deus e seu Pai; a ele glória e poder para todo o sempre. Amém.Ap 1.6
    Ler Samos 121.1 e 25.15… Devemos olhar para cima, pois no Senhor temos vitória!

  7. O que Jesus nos ensina? Não é não julgar para não sermos julgados na mesma medida? Só Deus ve a intenção e pode discernir o coração de uma pessoa. Vc é Deus??? O julgamento é fruto claro da religiosidade… assim como os Grandes e Santos Sacerdotes julgavam Jesus por fazer "coisas fora das Escrituras Sagradas"… se achavam tão bons assim que julgaram, prenderam e mataram o Filho do Deus Vivo, que recebeu uma linda Palavra do Pai, inclusive de muita afirmação, e que eu já ouvi muitas vezes sim, pois sou nova Criatura em Cristo e já me senti sem valor nenhum para Deus, e o Pai falou a Ele, e já falou muitas vezes a mim me fazendo entender quem verdadeiramente sou Nele: és meu Filho Amado, em quem tenho prazer! O Evangelho é baseado no amor e na aceitação, estes sim são os mandamentos de Deus, vividos por Jesus… já tive depressão e pude entender, através de muita rendição diante do Pai, que eu sou amada sim, especial, valorizada por Ele, independente de todas as rejeicoes que já tenha sofrido na vida! Ele me chama de filha amada, Reino e sacerdócio Santo, aceita, salva, limpa, moradora dos Céus, princesa filha do Rei dos reis e isso muda e transforma meu coração! Amado irmão, cuidado com o julgamento… amemos não só de palavras, mas em atitudes, e nao julguemos, o Pai não nos deu esse direito… só Ele poderá julgar, e exaltar ou humilhar qq pessoa. Cuidado ao falar e apontar filhos amados Dele, como fizeram os santarrões com Jesus!

  8. Ouvi falar deste site a algum tempo atrás, mto negativamente. Na ocasião não tive o interesse de conhecer. Mas agora com este post novamente ouvi um comentário sobre ele, decidi então acessar e ver ao certo do que se trata. Só serviu para comprovar as apresentações negativas que tinha ouvido falar antes!! báaaaaa.

    Mas para não generaliar quanto aos outros "colunistas" que não conheci o trabalho, THIAGO OLIVEIRA você deturpou completamente o sentido da mensagem proposta, não somente pela canção, mas por todo o trabalho que contempla 4 dias de atividades e mensagens! Suas argumentação é o típico "texto, fora do contexto, que se torna um pretexto", que neste caso, aparenta querer suportar penas suas posições (e preferências) pessoais!

    Não volto mais a este site!
    X

  9. Ao invés de dividir, vai vai multiplicar. Por causa de sites e pessoa como vcs que o evangelho fica difícil de ser pregado. Vão se preocupar com vidas ao invés de levar junto com vcs várias pessoas a cometerem julgo.

  10. Meu Deus que texto triste, realmente você escreveu isso sem entender nada do que foi passado no congresso, me deu tristeza de ler esse texto, fiquei chocada também com a falta de visão e tanta crítica! A igreja é local de cura, muitas mulheres tem testemunhos abençoados para contar desse encontro, Deus está a todo tempo sendo entronizado e glorificado, que pena você não ter visto isso, uma pena mesmo…… Aqui ninguém é fã de Ana Paula ou Diante do Trono, somos pessoas apaixonadas por Cristo e eu gosto de ver os congressos, Deus fala muito ao meu coração. ESTA MATÉRIA QUE FOI POSTADA ESTÁ TOTALMENTE DETURPADA!

  11. Olha, na real, eu tenho certeza que tem muitas mulheres que se identificaram com a música é de alguma forma foram abençoadas. Se vocês não gostam, é simples, ouça o que gosta, fazer essa crítica aí vai melhorar a vida de alguém? O meio cristão é bem variado e tem de tudo, acha algo que vc gosta e deixa o ministério dos outros em paz. Se Deus não estiver satisfeito com essa obra Ele com certeza é Deus suficiente pra abater ou exaltar. Não será eu ou você que fará isso.

  12. Ana Paula é suscetível a erro como qualquer um de nós. Infelizmente hoje em dia, ver-se esses extremos, de um lado os que idolatram endeusando um líder. De outro, aqueles que ficam apenas aguardando um erro para apontar o dedo e expor os outros. Ana, tem músicas muito boas, muitas inclusive cantadas em nossas igrejas. Não creio ser justo, crucificar a mesma, por causa de uma música em um contexto que é até compreensível. Creio que o que devemos fazer é continuar orando e apresentando a nossa vida a Deus, vivendo pra Ele! Se é pra apontar erros, vamos começar dando publicidade aos nossos também, é fácil falar dos outros né… Mas todos nós precisamos nos voltar sempre a Deus! "Aquele que estar em pé, cuidado para que não caia".

    Em Cristo,

    Jonathan Souza

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui