Padre capelão é preso em SP suspeito de desviar dízimo

0
293
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Um padre capelão da Polícia Militar de São Paulo foi preso suspeito de desviar o dízimo dos fiéis e ainda corre o risco de ser excomungado pela Igreja Católica.
Osvaldo Palópito, que é tenente-coronel, é acusado de diversos crimes militares: abandono de serviço, prevaricação e peculato, além de improbidade administrativa.

“Esse capelão praticou vários crimes, mas não em relação ao dinheiro público. O dinheiro que ele subtraída era da igreja, era o dinheiro dos fiéis, era o dízimo que ele subtraía para ele”, diz o secretário de Segurança Pública, Alexandre de Moraes.

Assine o Blesss

Receba nossos posts em seu e-mail

Informações relevantes sobre o cotidiano, segundo a ótica cristã. Insira seu email:

Delivered by FeedBurner

O anúncio da prisão do capelão foi feito durante um evento da Polícia Militar que aconteceu no Sambódromo do Anhembi nesta quarta-feira (27). O capelão estava sendo investigado desde 2014 e a prisão foi determinada pela Justiça Militar a pedido do corregedor coronel Levi Anastácio Félix.
“O inquérito policial militar está sendo concluído para que imediatamente ao processo administrativo possa ser julgado e ele seja expulso, ou seja, como ele é da reserva ele será expulso e terá a aposentadoria cassada”, afirmou o secretário de Segurança Pública.
Osvaldo Palópito se aposentou em janeiro deste ano, antes disso era ele o capelão responsável pela Paróquia de Santo Expedito, localizada na Luz, região central de São Paulo, onde funcionava a Capelania Militar.
Não há informações sobre os valores exatos que foram apropriados indevidamente pelo acusado, mas em fevereiro deste ano o jornal Estadão chegou a citar o desvio de R$ 2 milhões da Capelania Militar. 
***
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui