Sua igreja segue a agenda?

0
85
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
por Daniel Clós Cesar

Já passa das 21:37, a reunião que começou as 19:45 com uma oração
de 31 segundos ainda não saiu da primeira pauta: a agenda do mês. Os primeiros
20 minutos foram dedicados para definir em qual sábado seria realizado o “Almoço
da Família de Mãos dadas com Cristo” e o “Sábado do Cachorro-Quente Fogo no
Monte Carmelo”. A líder do ministério de casais, que organiza o almoço, brigou
pelo primeiro sábado do mês pois é quando o pessoal acabou de receber o salário
e está mais disposto a vir ao jantar… mas a líder do ministério de Jovens
pensa o mesmo. Após algumas faíscas que geraram uma fogueira entre as irmãs, o
pastor decide tomar a frente e decide: “o primeiro sábado é do “Almoço”, o
segundo do “Cachorro-Quente”; Põe na ata!”


A primeiro domingo do mês também é o domingo de Ceia, e a irmã
líder do ministério de “Achados e Perdidos” quer aproveitar e fazer um brechó com
roupas, óculos e bíblias deixadas pelos membros na igreja nos últimos meses… “temos
uma regra, passou 3 cultos vai pro brechó!”. O pastor acha a ideia boa, mas a
discussão volta em relação ao “Almoço da Família”, casualmente esse mês começa
no domingo, então se os membros gastarem dinheiro no brechó não terão dinheiro
para o Almoço, argumenta a líder do ministério de casais. São mais 25 minutos,
o pastor deixa o brechó para o segundo domingo… a líder do ministério de
jovens reclama… empurra o brechó para o terceiro domingo.., a líder do ministério
de Achados e Perdidos acha que é melhor nem fazer o brechó… o pastor lembra
que o pastor ali é ele… o brechó vai sair, a líder queira ou não… quem
decide é Espírito Santo diz ele: “Põe na ata!”

Sexta-feira 13, o ministério “Dançando empolgado na chuva até o
dia clarear” foi convidado para participar de um evento na cidade vizinha, mas
no mesmo dia o ministério de louvor foi convidado para estar em uma igreja
próxima… o líder do louvor lembra que metade dos membros do louvor estão na
dança… a líder da dança diz que é importante o ministério participar do
evento… o pastor agora está indeciso, o líder do louvor é seu filho e a líder
da dança é sua nora… o líder do louvor diz que alguém tem que ser
prioridade… a líder da dança diz que a prioridade é Cristo… o líder do
louvor da piti… a da dança começa a chorar e abandona a reunião… o pastor
não sabe mais o que fazer… o líder do ministério do krav maga entra em ação e
com dois dedos deixa o líder do louvor dormindo… o pastor se acalma, verifica
se o filho ainda está vivo, alívio, olha atravessado para o líder do krav maga, vai dar disciplina… partimos para o próximo ponto: “Domingo
com Jesus e as Crianças” ou “Domingo com os pais e Deus”?… “Põe na ata!”

Minha descrição é bastante
exagerada, mas já participei de muitas reuniões de agenda junto ao clero e sei
bem como é. Mas o que tem acontecido nas igrejas contemporâneas é uma intensa disputa
entre líderes e ministérios, todos buscando de alguma forma provar a
importância do seu ministério e de sua grade de programação. Mas ao olhar a
maioria desses lugares, não há nenhuma coesão no que fazem, cada um corre para
um lado buscando de alguma forma provar que o seu método ou em casos mais
espirituais, a sua unção, é maior ou melhor que a do outro.
Pastores podem ser “objetivos” em
dizer o querem das pessoas que vão a sua igreja: um pode dizer que quer “discípulos
de Cristo” e outro que quer “verdadeiros adoradores”; mas você já ousou
perguntar como eles querem fazer isso? A resposta provavelmente será tão
confusa como foi o último dia dos construtores da Torre de Babel. Como pastores
podem afirmar que em suas igrejas há ensino da Palavra, quando seus membros mais
destacados são analfabetos funcionais nos temas mais elementares do
cristianismo? Como pastores podem afirmar que pastorearem igrejas saudáveis,
quando o índice de divórcio e afastamento da congregação é alto? São eles cegos
ou mentirosos? Acontece que a agenda da igreja se
tornou mais importante que qualquer outra coisa. O sábado que foi feito para o
homem, inverte seu papel e agora o homem serve ao sábado. Os membros são
coagidos a moldarem suas vidas não a Cristo e a Seu Evangelho, mas extorquidos psicologicamente
a adaptarem toda a sua programação a agenda da igreja, que vorazmente tem o
papel de podar e amputar os membros.
Se o tempo que a
igreja passa organizando sua agenda de atividades da semana é maior que o tempo
que ela passa orando e estudando a Palavra de Deus, é porque tem alguma coisa muito errada que não está certa.
Uma igreja que preza pela Conversão de pessoas a Cristo não é aquela que cria
uma gigantesca gama de atividades para ocupar seus membros durante a semana,
mas a que cria um real vínculo do cristão com a Palavra para toda a vida.Pastores, abandonem
a igreja da agenda. Abracem de forma quase sufocante uma igreja que não está
preocupada em ocupar todos os dias da semana com um evento diferente para
prender seus membros… acreditem, outras igrejas podem fazer eventos melhores
e você perderá seus cabritos… abracem ferozmente a doutrina bíblica de
discípulos de Cristo… reduzam a carga que vocês tem imposto a jovens e
adolescentes, os incentive a estudar e serem bons pais, responsáveis,
trabalhadores, missionários, pastores… e não desocupados pelos bancos das
igrejas… invistam alto no Ensino da Palavra, tire os recursos do
entretenimento gospel e invistam no crescimento espiritual da igreja, uma ovelha
vale mais que 100 cabritos… temos liberdade em Cristo, não use sua posição
eclesiástica para impor aos membros um outro fardo: o da agenda. Deixe que
carreguem tão somente a cruz imposta por Cristo. Um fardo leve a perfeitamente
apropriado a nós.
Libertem-se de vocês
mesmos!
Soli Deo Gloria

Assine o Blesss
Daniel Clós Cesar, alguém
que descobriu a liberdade em Cristo, e não troca ela por absolutamente nada
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui