As “loucuras” dos pregadores que pensam “fora da caixa”

1
434
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Tempos difíceis os nossos, em que pregadores que “pensam fora da caixa” apresentam falsas boas-novas, isto é, um tipo de evangelho que os pecadores querem ouvir, e não o Evangelho, o qual os pecadores precisam ouvir, mesmo que não o apreciem. Não é por acaso que a Palavra de Deus alerta: “virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências” (2 Tm 4.3).
Há algum tempo, um pregador “radical” que gosta de fazer “loucuras gospel” cheirou uma Bíblia como se estivesse usando cocaína. E agora tem outro pregador “radical” — aquele que cita passagens bíblicas de modo “free style”, empregando palavrões e expressões chulas — dizendo que a Igreja, a Noiva do Cordeiro, é uma vagabunda.
O leitor quer um verdadeiro exemplo de pregador que fala a verdade com contundência e agrada a Deus? Olhe para a pregação e a conduta de Estêvão (At 6-7). Ele foi apedrejado não por ter tido uma conduta “radical” ou ter usado palavras humanas “impactantes” (cf. 1 Co 2.1-5), e sim por ter dito a verdade das Escrituras com autoridade.
Há pregadores e escritores evangélicos que se orgulham de pregar e escrever “fora da caixa”. Eles apresentam um outro evangelho — muito diferente do que Jesus e os seus apóstolos pregaram — e ainda acham que são perseguidos por causa disso… Ora, Deus se agrada mesmo é dos pregadores e escritores que, assim como Paulo, pregam e escrevem sem sair da maravilhosa caixa chamada Bíblia Sagrada, a Palavra de Deus (1 Co 11.23).

Ciro Sanches Zibordi

Assine o Blesss
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

1 COMENTÁRIO

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui