Não concordo com o “linchamento” da Patrícia

4
707
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Pastor Jeremias Pereira

A jovem Patricia foi flagrada pelas câmeras de TV xingando o goleiro Aranha, do Santos. Ela estava ao de dezenas que também xingavam, mas as câmeras pegaram apenas a moça.

Assine o Blesss
Sou Descendente de negros ( bisavó, vó e pai). Sou contra qualquer racismo ou qualquer tipo de discriminação contra negros, brancos, morenos, japoneses, asiáticos, indígenas, quilombolas, ciganos .
A menina errou? É claro que errou. Entretanto num campo de futebol se xinga o juiz, a mãe do juiz e até a Presidente da republica. 
Que eu saiba, ninguém o foi preso, julgado e linchado nas redes sociais e ou teve processo aberto na justiça por dizer um palavrão grosseiro contra a Presidente de nossa pátria. E as câmeras flagraram milhares. 
A justiça deve julgar a Patricia e ela deve ter pleno direito de defesa e de retratar-se ( lembre-s ela estava num campo de futebol e ânimos inflamadíssimos – não estou desculpando o fato). O julgamento nas redes sociais que ela tem sofrido eu discordo e sou totalmente contra isso, principalmente da parte dos que se declaram cristãos.
É hora de não deixar o politicamente correto dominar emoções e pensamentos.
Nada sei sobre a Patricia. Não a conheço. Não conheço sua família. Sei que ela era anonima. E se tornou global por causa de um erro pessoal. Ela é alguém imprestável? Ela é uma marginal? ela é uma bandida? Que moralismo maldoso é este? 
Os cartolas dos esporte e outros aproveitaram para ganharem promoção e posarem de “bonitinhos” aproveitando o erro da moça?
Eu não concordo com a Patricia e muito menos com que xingou a Presidente. Acho que ela deve ser julgada com justiça, e não pelo moralidade hipócrita do “politicamente correto”. 
Oro pelas Patrícias e oro por aqueles que por circunstancias de erro que cometeram estão passando dias de dor, julgamentos, insonia, condenação e falta de bondade da parte de muitos de nós, que precisamos dar uma olhadinha em nosso próprio coração e suplicar a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, antes de atirarmos pedras em nosso semelhante. 
Oro pelos Aranhas que celebram sua vida e seu trabalho e se expõem até mesmo ao erro e xingamento de muitos – de coração endurecido ou que inadvertidamente, seguem a multidão. 
Oro para que o perdão e a graça de Cristo alcance Patrícias e Aranhas e bem assim cada um de nós, para que pensemos bem antes de detonar uma pessoa por suas falhas pessoais ao detonar outros, e que não sejamos encontramos em erros iguais ou piores. Cada um de nós precisa de compaixão, bondade, graça, perdão e justiça.

***

 Postou Jonara Gonçalves no Púlpito Cristão a dica de Jackson Jacques no facebook.
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

4 COMENTÁRIOS

  1. Olá, caro pastor, não precisa se preocupar, logo a moça se transformará em celebridade, pedindo falsas desculpas em um programa global, extraindo daí todos os benefícios possíveis que os 15 segundos de fama podem proporcionar.

  2. Um texto totalmente desnecessário. O argumento central é de que "no estádio os ânimos estão inflamados e por isso se xinga qualquer um". E ainda diz que não está justificando a atitude da moça com essa afirmação. Ah, faça-me o favor! Faltou a aula de língua portuguesa? Não sabe o que é raciocínio linear? É óbvio que o autor deste texto está justificando a conduta de Patrícia, utilizando um argumento bossal e rasteiro! Racismo, senhor pastor, é crime! Seja na arquibancada seja nas ruas! Se os cartolas do futebol utilizaram o acontecimento para posar de bonzinhos, aí é outra história! Pense! Reflita! Um texto desse não poderia partir de um pastor. Abraço.

  3. Apocalipse—-…..
    Achei a historia desta jovem,muito triste tbm, porem oque esta acontecendo é, nosso pais esta se dividindo em varias, parte este e o Plano do inimigo dividir por uma povo, contra outro. e só prestar atenção todos resolverão, corre atras dos direito .

  4. Infelizmente, eu senti que o Pulpito Cristão pegou muito leve com o assunto
    .
    Não é o que eu vejo aqui normalmente, quando um pastor ou um ministro de música erra, vocês expõem os pontos onde eles erraram (ganância, ensino falso da Palavra, por exemplo) e com veemência.
    Certo.
    Mas neste caso do racismo, acabaram criticando mais as críticas contra a garota do que o própio crime em si.
    Racismo é crime. Racismo é pecado. Racismo machuca. E racismo ainda é real e grande no Brasil. Deveríamos atacar da mesma forma que atacamos o homossexualismo, a imoralidade, os enganos e outros pecados.

    A única coisa que concordei foi sobre a mídia ter pegado só esta pessoa na imagem para criminalizarem. Onde está os outros que xingaram o goleiro?

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui