VOTAR COMO UMA ÁGUIA E PROTESTAR COMO UM CORDEIRO

1
593
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Entre as frases que se tornaram famosas nas manifestações do ano passado, há uma que procura ressaltar a importância do voto consciente: “não adianta protestar como leão e votar como jumento”.
Votar bem pode mudar o destino do país. Através dessa arma democrática podemos banir da vida pública homens sem alma e dar oportunidade de governar a homens de espírito público e competentes.
Votar como jumento, portanto, é a jumentice que destrói o país. O oposto, contudo, não pode ser esquecido por nós: “de que vale votar como uma águia e protestar como um cordeiro”.
É jumentice também esquecer que o poder corrompe, podendo levar à bancarrota moral homens que entraram na vida pública movidos por bons ideais. É possível este ser engolido pelo sistema, passando a viver em função da sua perpetuação no poder.
Outro dia encontrei um senador no aeroporto de Brasília, que me disse a seguinte coisa: “Assim que cheguei ao Senado Federal, um político experiente falou para mim: ‘para chegar ao poder precisamos do povo, mas para permanecermos nele precisamos do capital’. Descobri, na vida política, que o Brasil está nas mãos de 5 mil famílias ricas, que detém mais de 60% da riqueza nacional”.
Não sei como ele chegou a essa conclusão. Mas, é certo que ele está falando em parte a verdade. O lobby do rico no Congresso Nacional é poderosíssimo. No Judiciário e no Executivo não é diferente.
O que estou querendo dizer? Precisamos votar com profundo sentimento cívico, ao mesmo tempo, entretanto, compreendendo que sem controle social o poder sempre servirá ao poder.
Estar nas ruas como leão, o que não significa necessariamente cometer atos de selvageria, é uma das formas mais eficazes de combate ao caráter corruptor do poder.
Antônio C. Costa
***
Fonte: Palavra Plena.
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

1 COMENTÁRIO

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui