Caio Fábio: Parece, mas não é

39
4528
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Foi ao ar uma entrevista com o Caio Fábio, realizada por Danilo Gentili em seu programa, o The Noite (veja aqui). O Caio foi apresentado como um dos mais polêmicos pastores, até mesmo para os evangélicos. Entenda-se polêmico por herege, e o entrevistado até assumiu isso dizendo que a acusação de heresia é resultante a sua declaração de que o Antigo Testamento caducou. Foi um papo (digamos) interessante, que girou em torno de meia-hora. A entrevista, gravada semanas antes causou um frenesi entre os seguidores do Caio, que divulgaram bastante a entrevista. Afinal, havia muito tempo que ele não tinha espaço na televisão.
 
Para quem não sabe ou não conheceu, o auge do ministério do Caio Fábio se deu quando ele era um ministro presbiteriano. Viajando por todo o país, lotando igrejas e auditórios, e tendo inúmeros VHS’s e CD’s com seus sermões vendidos, ele havia se tornado uma referência entre os cristãos evangélicos, sobretudo os protestantes históricos. Era uma unanimidade. Mas o Caio de outros tempos caiu, como é passível de acontecer com qualquer um de nós. A questão não foi o seu pecado, mas a forma orgulhosa de não querer ser tratado. O seu orgulho causou a sua ruína ministerial. Ferido, todavia inchado, juntou-se a outros também machucados e criou o Caminho da Graça, para acolher aqueles que se denominam desigrejados. 
 
Quem não sabe quem ele é fica impressionado, pois sua oratória é das melhores. Outro fator que atrai a simpatia do público são as suas denúncias aos mercadores da fé. Caio começou muitíssimo bem a entrevista. Disse algo que concordo: A igreja brasileira, no geral, é manobrada por pastores mal intencionados e despreza o ensino. Isso é notório, vide as heresias que são denunciadas aqui nesse blog. Ele bateu forte no segmento Neopentecostal, mas bater nos neopentecostais é fácil, pois quem tem um pingo de consciência sabe que suas práticas são antibíblicas. O negócio é defender e preservar a sã doutrina em meio aos heréticos e mercadológicos desvios do neopentecostalismo. E é aqui que o Caio Fábio pisa na bola, e feio.
 
Durante o programa, algumas bobagens foram ditas (não perderei tempo com a questão dos extraterrestres). Uma delas é que o Antigo Testamento está totalmente invalidado. Isto é uma falácia muito fácil de se resolver. Os 10 mandamentos são uma amostra de que a Lei tem uma parte observada, mesmo nós estando agora sobre a benção da nova aliança. John Piper fala muito bem acerca disto:
 
1- Os sacrifícios de sangue cessaram, pois Cristo cumpriu tudo para o que eles estavam apontando. Ele foi o sacrifício final, irrepetível, pelos pecados. Hebreus 9:12: “Nem por sangue de bodes e bezerros, mas por seu próprio sangue, entrou uma vez no santuário, havendo efetuado uma eterna redenção”.
 
2- O sacerdócio que ficava entre o adorador e Deus não existe mais. Hebreus 7:23-24: “E, na verdade, aqueles foram feitos sacerdotes em grande número, porque pela morte foram impedidos de permanecer. Mas este, porque permanece eternamente, tem um sacerdócio perpétuo”.
 
3- O templo físico cessou de ser o centro geográfico da adoração. Agora, o próprio Cristo é o centro da adoração. Ele é o “lugar”, a “tenda” e o “templo” onde encontramos Deus. Portanto, o Cristianismo não tem centro geográfico, nem em Meca, nem em Jerusalém. João 4:21-23: “Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me que a hora vem, em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai…Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem”. João 2:19-21: “Derribai este templo, e em três dias o levantarei…Mas ele falava do templo do seu corpo”. Mateus 18:20: “Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles”.
 
4- As leis alimentícias, que colocavam Israel aparte das nações, foram cumpridas e acabadas em Cristo. Marcos 7:18-19: “E ele [Jesus] disse-lhes: Assim também vós estais sem entendimento? Não compreendeis que tudo o que de fora entra no homem não o pode contaminar, porque não entra no seu coração, mas no ventre, e é lançado fora?… (Assim declarou puros todos os alimentos)”.
 
5- O estabelecimento da lei civil sobre a base de um povo etnicamente fixado, que foi diretamente ordenada por Deus, cessou. O povo de Deus não é mais um corpo político unificado ou um grupo étnico ou um estado-nação, mas são peregrinos e forasteiros entre todos os grupos étnicos e Estados. Portanto, a vontade de Deus para os Estados não deve ser tomada diretamente da ordem teocrática do Antigo Testamento, mas deve ser agora restabelecida de lugar para lugar e de tempo para tempo, pelos meios que correspondam ao governo soberano de Deus sobre todos os povos, e que correspondam ao fato de que a genuína obediência, enraizada como ela é na fé em Cristo, não pode ser coagida pela lei. O Estado é, portanto, fundamentado em Deus, mas não expressivo da regra imediata de Deus. Romanos 13:1: “Toda a alma esteja sujeita às potestades superiores; porque não há potestade que não venha de Deus; e as potestades que há foram ordenadas por Deus”. João 18:36: “Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos”. [1]
 
Estes são os pontos da Lei que não vogam, pois Cristo os cumpriu. Também não estamos mais debaixo de sua condenação. Todavia, sua moralidade não está caduca. É tanto que os apóstolos se valem dos princípios veterotestamentários para trazer ensinamento a igreja do primeiro século. Desprezar todo o Antigo Testamento é ir além do que Jesus e os seus apóstolos fizeram ou ensinaram. Em Mateus 22:37-40, os dois grandes mandamentos ensinados pelo Salvador são do Pentateuco: Levítico 19:18 e Deuteronômio 6:5. Portanto, se nós amarmos a Deus e amarmos ao nosso próximo, estamos cumprindo uma Lei do Antigo Testamento. Prova suficiente para atestar que ele não caducou, como disse o Caio Fábio.
 
A outra bobagem foi a de relatar uma possível contradição bíblica. Respondendo a uma questão levantada por Gentili sobre os nefilins, Caio Fábio falou sobre Ogue, rei de Basã, e disse que ele era um sobrevivente do dilúvio. O próprio Danilo ficou espantado com isso, pois disse ter aprendido que só Noé e sua família sobreviveram. E o apresentador está correto. A Bíblia é categórica: 
 
“E toda a carne que se movia sobre a terra, tanto de aves e de gado, e de animais, e de todo réptil que se arrasta sobre a terra, e  cada homem: Tudo estava em suas narinas o fôlego da vida, tudo o que havia na terra seca, morreu.  E cada substância viva foi destruído o que havia sobre a face da terra, o homem e o gado, e os répteis e as aves do céu; e eles foram exterminados da terra, e ficou somente Noé, e os que estavam com ele na arca”. – Gênesis 7:21-23
 
A lenda de Ogue ter sobrevivido ao dilúvio é folclórica e não histórica. Não há bases bíblicas e arqueológicos que sustentem esta afirmação. Ademais, o Caio Fábio é conhecido por afirmar de maneira axiomática coisas que a Bíblia sequer deixa claro. A regra hermenêutica clássica é a de que a Escritura se auto interpreta. Obviamente, utilizamos recursos como documentos históricos e achados arqueológicos para fazermos uma boa exegese, no entanto estas ferramentas apenas nos servem de apoio aquilo que está biblicamente claro, sendo extremamente perigoso usar de tais recursos para tentar revelar aquilo que Deus soberanamente quis deixar encoberto aos olhos humanos.
 
No fim da entrevista, vemos um Caio bonachão, falando de suas experiências sexuais de uma maneira vulgar, típico de quem quer se mostrar um cara livre das amarras da religião e parecer descolado. Para atestar sua postura fala que Cristo era alguém tão boa praça que não ligava para o fato de uma pessoa ser gay ou de uma mulher ser p*t*. Este Jesus indulgente também está longe de ser o Cristo da Escritura. É bem verdade que pecadores conviveram com ele, porém todos foram transformados pela Palavra e abandonaram as práticas pecaminosas. 
 
É extremamente perigoso o discurso liberal do Caio Fábio. Fere a ortodoxia e estimula pessoas a abandonarem a prática de congregar como igreja. Sabemos da imperfeição da natureza humana presente na igreja visível. Só que devemos nos lembrar que a natureza divina da igreja nos levará em triunfo para a glória. E para isso deve haver perseverança no Corpo dos Santos até o fim. Sinceramente, fico triste por ver alguém com o carisma e o intelecto do Caio prestando um desserviço ao Evangelho. Ainda mais quando recordo de que ele já foi um cooperador do mesmo. Para alguns ele continua pastor. Em certo sentido até parece com um, mas não é. Eu, como um jovem aspirante ao Ministério, devo tomá-lo como exemplo de que o importante não é começar bem, mas sim, terminar bem. Tal como Paulo, antes perseguidor da Igreja, tornou-se o principal divulgador do cristianismo e disse convincentemente: 
 
“Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé”. – 2 Timóteo 4:7
__________
Nota:
[1] – John Piper – Como Cristo Cumpriu e Acabou com o Regime do Antigo Testamento.

***
Púlpito Cristão, via Bereianos
Por Thiago Oliveira

Assine o Blesss
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

39 COMENTÁRIOS

  1. Thiago Oliveira anuncia:

    Ogue é descendente de Noé!

    Afinal o dilúvio foi Universal e na Arca de Noé entraram ornitorrincos e cangurus que vieram da Austrália até no Oriente Médio e depois que as águas secaram, tiveram que voltar para a Austrália.

    Esses defensores da "Sola Scriptura" são hilários quando transformam um Livro de Fé que é a Bíblia em Livro de Ciências, Biologia, História, Astronomia…

    Depois o Caio fala que a Massa Evangélica é burra, daí xingam o cara de Herege! kkkkkkkkkk

  2. Explicar o que não pode ser explicado… Apenas aceitar ou simplesmente rechaçar.
    Pelos ensinos da sabedoria judaica sabe-se que gigantes sobreviveram ao dilúvio. Da mesma forma, sabe-se que Abrão já desde os 3 anos de idade buscava a Deus e que anos mais tarde, opositor da idolatria na época foi jogado a uma fornalha acesa e sobreviveu… seu irmão não.

  3. Desculpe, não concordo com tudo o que o Caio Fábio prega, mas não acho que acreditar na literalidade da bíblia seja sensato, o dilúvio narrado na bíblia também é encontrado em muitas outras culturas antigas relatado de outras maneiras, e também deve-se levar em conta que quem escreveu era humano não um anjo do céu.

  4. Seria uma grade idiotice esperar uma entrevista do Caio Fábio com conteúdo sério e respeitoso. Uma alma amargurada e um coração cheiro de mazelas espirituais só podem externar palavras negativas e um comportamento medíocre. Na verdade, o Caio Fábio hoje não passa de um cristão liberal que beira o ateísmo. Só resta uma coisa: Orar por ele.

  5. Me explique uma frase sua escrita no texto acima por favor.
    Só que devemos nos lembrar que a natureza divina da igreja nos levará em triunfo para a glória.

    Este igreja é referência a templo?

    Se sim, qual fundamento bíblico para tal argumento?

    Obrigado, paz do Senhor.

  6. Infelizmente o próprio Caio transformou suas opiniões em sua religião, ele se gaba dos projetos sociais, se gaba de não ser como os evangélicos ignorantes como ele mesmo diz, sente muito orgulho de si mesmo, se alegra por não ser como os demais, isso sim é típico de fariseu. Ele tem orgulho de saber alguma coisa, mas o que ele tem de discernimento foi Alguém que o deu, e muita gente também recebeu, só que usam esse conhecimento com Amor, por que só o conhecimento incha mas o Amor edifica. Ele tem que tomar muito cuidado com o que fala principalmente diante de impios que pelo menos ainda estão debaixo da ira de Deus, ele as vezes lança pérolas aos porcos. Ele não é imitador de Cristo

  7. Cara, gosto de umas idéias do Caio (e não gosto de outras, como qualquer pastor). Não sou desigrejado, mas nunca me senti conectado a instituição "igreja", dogmática, cheia de regras, cheia de si, engessada e preconceituosa (o que o Caio diz que não é bom e tem base bíblica) mas sim a Igreja, pessoas, os meus amigos e família (o que o Caio faz MUITO melhor que muita instituição por aí). Nessa entrevista, mesmo as borrachas que ele falou, me levaram a pensar e pesquisar mais na Bíblia e MUITO. Assim como eu (que não sou o mestre Jedi da fé), muitas pessoas (algumas que não estão nem aí pra Cristo) podem ter sido mexidas de alguma forma. É aquela velha coisa do "Deus escreve certo por linhas tortas". Se Deus quiser, assim como todo mundo, o Caio ainda vai mudar muita coisa na cabeça dele, até por que na minha fé, quem muda a vida das pessoas não é pastor, mas sim o Espírito Santo. Ouve quem quer, o que quer e o que Deus tem pra vida da pessoa naquele momento.

    Eu particularmente tirei muita coisa boa do que ele disse na entrevista e orei pra que Deus me mostre se eu tô certo ou errado em pensar que o que ele falou estava certo ou errado.

    Ninguém é dono da verdade além de Deus, mas acho bacana a discussão.

    Ótimo texto, a propósito.

    Abraço!

  8. Certamente o Caio Fábio ainda é muito influente, basta vermos o quando repercute a sua entrevista.
    Eu acredito que devemos lembrar esta passagem: "Examinai tudo. Retende o bem." 1 Tessalonicenses 5:21 … não fosse assim 40% das pregações que vemos hoje em dia anularia os pregadores. Ele perdeu a oportunidade de ser mais assertivo nas escrituras, certamente por ter adotado esta postura mais "descolada" proposta do programa de humor ele tenha ganhado a atenção do apresentador. Temos que ter discernimento e conseguir distinguir as coisas de Deus. Belo texto… continue assim, Deus abençoe!

  9. Não entendo como as pessoas defendem tanta a bíblia e suas historias, quem fez a bíblia não foi Constantino e a igreja católica? A bíblia é a palavra de Deus? As escrituras estavam espalhadas e o Imperador Constantino reuniu tudo, distorceu, manipulou e adulterou junto com a Igreja Romana e seus concílios , foi ou não foi ? Ou eu faltei a aula? me digam…

  10. Se vivermos o que Cristo ensinou, não precisamos de nenhuma lei de condenação do VT, pois quado ele diz: Ame a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo, ele engloba todos os 10 mandamentos nestes dois, o autor desta publicação deveria guardar os sábados, uma vez que critica a "caduquice" do VT citando os 10 mandamentos, eu n sei se realmente não entendem ou se estão a se fazer de bobos, todos deveriam saber que o que Cristo ensinou é mais do que suficiente, e não apenas fazer algumas escolhas que ressuscitam parte da LEI e pisam na GRAÇA.

  11. Senhor Thiago, sejamos mais tolerantes, Caio Fabio não é inimigo do evangelho.
    A liberdade dele pode ser (eventualmente) incorreta, mas o contrário é ainda pior e muitos defendem acima de tudo, como seu texto, que alias me permita, é raso.
    Eu sou a favor da critica, penso que ela é contra peso do elogio, mas ficar esperando o cara colocar a cabeça pra fora do buraco pra descer o cajado, não é sábio.
    Eu não defendo homens, defendo ideias, e as que ele expões, a priori, são coerentes e libertadoras.
    Critica pela critica ou elogio pelo elogio como o texto que tem neste espaço de alguém com peninha do Feliciano. Enfim, todos nós em algum momento falamos alguma besteira, inclusive o senhor, então, sejamos mais sábios.

  12. POR QUE MUITAS PESSOAS FICARAM ESCANDALIZADAS COM A ENTREVISTA DO CAIO FÁBIO AO DANILO GENTILI?

    Antes de continuar um AVISO: Esse texto não é uma defesa do Caio e nem das ideias por ele defendidas! (Seria tolo, no mínimo, eu querer defender aquilo que está dito nos milhares de vídeos do próprio Caio).

    MAS… como muita gente não sabe ou não quer entender quais sejam algumas das convicções do Caio… esse texto serve para ajudar aqueles que em coração sincero procuram entender! Sim. Porque alguns não querem e nem se dão ao trabalho posto que já realizaram o juízo antecipadamente. Ademais, como eu mesmo já compartilhei (e ainda compartilharei) muitos vídeos do mesmo e, sendo sabedor das muitas pessoas que me pediram uma opinião sobre a famigerada entrevista… lá vai!

    Antes… outra coisa! Não tenho tempo de pinçar trechos das falas do Caio nos diversos vídeos os quais eu já assisti para comprovar o que direi! Mas, o que direi, direi das minhas percepções em honestidade e verdade daquilo que apreendi das falas do mesmo!

    O que dizem:

    "Caio está no ostracismo e polemiza para ganhar espaço na mídia!"

    O que eu penso:

    Penso que isso revela que no imaginário de muitos a "mídia" ainda é um lugar sagrado de sucesso. Posto que está "lá" define o sucesso e não está "lá" significa viver no ostracismo! Não me espanto de muitos pensarem assim em função de que os que "lá" estão se orgulham de "lá" estarem! Outrossim, Caio também já esteve "lá". Com a diferença de que quando "lá" estava, não se mantinha pelas artimanhas dos que agora "lá" estão seduzidos pelo poder. Além disso, quem conhece o Caio sabe que o "lugar" que ele está agora é o resultado de uma opção feita em liberdade de consciência. Ou você acha que faltaram convites a ele?

  13. O que dizem:

    "Caio chamou todo evangélico de burro"

    O que eu penso:

    Quem se ofendeu com isso é o quê? Por favor! É óbvio que Caio se refere ao inconsciente coletivo instalado em meio a "massa" de milhões de evangélicos que desistiram de pensar por si mesmos! É verdade isso? Não fosse, não veríamos o que vemos no meio evangélico… Doutra sorte, o que dizer dos milhares de evangélicos tratados com amor pelo Caio, além dos muitos amigos pastores evangélicos que ele possui. Ou como ele mesmo diz: "Gente boa de Deus"! Não faz muito tempo ele recebeu a visita do Rev. Guilhermino Cunha, ex-presidente do Supremo Concílio da IPB em seu programa! Tá bom! Já chega sobre isso se não eu é que fico burro!

  14. O que dizem:

    "Caio não acredita na Bíblia. Ele é um Herege!"

    O que eu penso:

    Eu penso que essa questão é muito cara para o Caio, em face de que ela possibilita aquilo que eu considero ser para ele uma questão fundamental: "Jesus como chave hermenêutica". Como ele mesmo afirma: "a Bíblia sem a referência do Evangelho é a mãe das heresias". São tantos os vídeos do Caio sobre essa questão que não preciso me alongar muito! Para o Caio, a Bíblia tem que ser lida a partir de Jesus! O Verbo Encarnado! O que tiver sua validação em Jesus, permanece! Aquilo que não tiver sua validação em Jesus, caducou! Simples assim! Os aplicativos dessa convicção e as implicações da mesma realmente podem chocar aqueles que não discernindo o significado essencial do Evangelho se tornaram religiosos demais para suportarem o barulho dessa convicção.

  15. O que dizem:

    "Caio acredita que os anjos possuíram as filhas dos homens"

    O que eu penso:

    E daí? É uma opinião dele! Na história tem gente que concorda e outros que discordam. Só.

    O que dizem:

    "Caio disse que Jesus não fundou o cristianismo"

    O que eu penso:

    Ué!? Alguém discorda!

    O que dizem:

    "Caio tem uma linguagem chula"

    O que eu penso:

    Eu penso que o problema aqui não é o que ele fala (levando-se em consideração que o programa também é de humor). Mas sim, o fato dele desconstruir o esteriótipo de "santarrice" construído ao longo dos anos no meio evangélico. Ou você não acha que muita gente ficou chocada com o cabelo do Caio?! rsrsrsrs! A franqueza no falar é algo insuportável para quem exacerba o poder da "imagem" do homem-sacerdote! Sem falar de que longe dos microfones e púlpitos tem gente que fica bem a vontade né!?

  16. O que dizem:

    "Caio falou que existe muito gay no movimento evangélico"

    O que eu penso:

    Não conheço nenhuma estatística nesse sentido… sei que tem alguns (rsrsrs)! Mas a questão toda é que a pauta "gay" no meio evangélico atualmente é patrulhamento moral e ideológico! Sem falar de que virou plataforma para que os "ditos" representantes da "família" se perpetuarem no poder! A campanha eleitoral está batendo as portas e você verá se falo a verdade ou não!

    O que dizem:

    "Caio fez apologia a pedofilia ao falar das suas experiências sexuais aos cinco anos"

  17. Por fim… a clássica! O que dizem:

    "Caio caiu! Adulterou e não reconheceu o pecado e agora fica querendo justificar seu erro"

    O que eu penso:

    Aqui eu não digo mais nada! Já chega! Deixa o próprio falar:

    "Eu sou um homem divorciado. Tem gente que pensa que porque me divorciei eu advogo o divórcio. Pelo amor de Deus! O divórcio é uma droga, é horrível. Dói nas entranhas, arrebenta você todo. Só advoga o divórcio quem nunca provou um ou quem passou por um divórcio da maneira mais leviana possível, Porque não basta que a Palavra nos diga que o divórcio é apenas uma amputação para salvar o ser de uma doença maior, e é só em casos extremos que se recorre a ele como medicina, mas não é, de modo algum, uma proposta de existência. Não significa: 'Olha, se não deu certo, parte pra outro, e vai partindo, vai partindo…' Não. O indivíduo tem de fazer o possível para salvar o que tem. Só não dá para ficar se não der para suportar; se a alma estiver morrendo! Isso é uma coisa. Outra, porém, é fazer do divórcio uma proposta de vida. Quem faz dele uma proposta de vida é, em geral, aquele indivíduo que tem uma determinada condição pessoal e quer justificá-la. Então cria uma doutrina para justificar sua condição pessoal e sua doutrina parra a ser um ensino que induz outros para a mesma coisa".

    Por fim, repito, estas são ponderações que fiz em razão dos muitos que me solicitaram opinião sobre a entrevista. Ou seja, se você não concorda nem se dê ao trabalho de contestar. Não estou aberto ao debate!

  18. "Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência. Portanto, não sejais seus companheiros. E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas; mas antes condenai-as." Efésios 5:6-7,11

    "Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência. Portanto, não sejais seus companheiros. E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas; mas antes condenai-as." Efésios 5:6-7,11

  19. Caio diz muitas verdades. Denuncia fatos e figurões que precisam ser desnudados publicamente. No entanto, as muitas verdades que diz se diluem na postura que mantém: incoerente com o Evangelho, incoerente com o próprio cerne do seu discurso, de linguajar torpe e odiento, eivada de extrema soberba. Para Caio e seus seguidores/admiradores, quem pensa diferente é burro, é idiota, descerebrado.

    Age como um “iluminado”, que está acima de todos, e a beleza de sua pregação sobre a graça tornou-se uma muleta para um comportamento frequentemente chulo, afrontoso à própria graça que se derrama sobre a vida de milhares e milhões de cristãos que, embora não tão sábios, não tão filósofos, não tão brilhantes, não tão iluminados, não raro bitolados, não raro limitados em sua compreensão da profundidade do Evangelho e da graça de Deus, não raro ortodoxos demais ou pentecostais demais, foram, de fato, alcançados pelo mistério do favor imerecido do Senhor.

  20. "A questão não foi o seu pecado, mas a forma orgulhosa de não querer ser tratado." ???

    Como assim? o cara confessou, pediu perdão, foi perdoado, a familia se restaurou e vive bem….

    como assim "ser tratado" ? Fala de ser exposto e humilhado nas igrejas, como vejo por aqui no RJ ?

  21. Ok, Ok, Caio Fábio não é o dono da verdade. Mas os seus críticos, menos ainda. no que ele prega, eu aproveito o que julgo ser útil, dispenso o resto. Mas o que noto é uma dose cavalar de despeito, pelo fato de Caio Fábio ter seu próprio julgamento a respeito das coisas, e manifestá-lo com maestria. Quando à insinuação de ele está marcado por seu erro de cunho sexual, lamento o quão raso é o julgamento de seus detratores. Deus conhece o coração de todos. Há muitos que não confessam. É preciso ser muito homem para admitir de pecou e abrir mão de toda aquela paparicagem em torno dos "campeões da fé". Nisso, ou seja, em ele ter pecado, sinto-me mais humano, porque também eu erro, e também eu tive muitas vezes que administrar meu dever de confessar a verdade a Deus e a quem ofendi. Sou um pobre pecador dependente da misericórdia de Deus, e assim também o é o senhor Caio Fábio, que, certo ou errado, possui conteúdo e elabora seus próprios julgamentos, dentro do livre-arbítrio que Deus nos deu. Já pedi a meus filhos que discordem de mim às vezes, questione, examine minhas orientações e decida de acordo com suas consciências, porque eu não sou dono da verdade, nem mesmo quando entendo algo da Bíblia, que suscite diversas interpretações. Aliás, essa é uma das razões pelas quais há tantas religiões. Só lhes advirto a não ser extremamente rudes em julgar-me pelo fato de pensar diferente deles. E isso serve para mim, também. Deixem o Caio Fábio em paz com suas opiniões, pode ser que esteja certo, pode ser que esteja errado, mas ele não é inimigo de ninguém.

  22. Pré-juízos que prejudicam: meu mano, Caio Fábio para você já estava julgado! Você já tinha suas conclusões antes dos fatos.

    Sua exposição, em alguns pontos, ecoa a canalhice reformada que quer ser monolítica: esconder possibilidades e leituras diversas.

    Olha o caso da cessação da Lei. Essa divisão Lei civil, moral, cerimonial, nunca foi unânime e tem enormes dificuldades. Chega como algo mais que a didática. Não é uma divisão que as Escrituras conhecem. E ninguém dá o mapa: ninguém sabe dizer exatamente tudo o que é moral ou civil ou cerimonial.

    Só hoje, antes de ler o seu texto, devo ter lido uns quinze teólogos sobre o assunto da lei.

    Você é pueril. Mas é cheio de zelos pelo seu sistema!

    Tem que tirar a cabeça para fora da janela: e ler os divergentes.

    Aí a linha que separa ortodoxos e hereges não vai te parecer tão visível e linear.

    Cuidado com esse zelo. Tem zelos melhores a zelar.

    Esse monolitismo, quando não é mera ignorância, é uma forma de idolatria.

    O Cristianismo é mais diverso do que o espectro fundamentalista o expõe.

    Como aspirante ao Ministério tem que entender que tudo o que hoje, tem, é o hoje: portanto deve pensar em hoje, estar bem. E meu conselho é começar a falar menos, ou ter mais cuidado com o que fala. Estude mais. Leia mais. Ouça mais. Aprenda mais. Viva mais. E, por favor, ponha a cabeça para fora de "Pipes" (que eu gosto).

  23. Irmão, pra te ser sincero, penso ser uma considerável perda de tempo escrever tanto sobre Caio Fábio, analisando sua ótica sobre bíblia, vida, etc.

    Para começar que é um re-inventor de roda. Em sua carreira, se deu conta que as pessoas não querem ter o pirulito tirado da boca, com base nas distorções bíblicas? Isso tem centenas de anos. Me bastou 2 a 3 semanas abordando alguns assunto para ver o povo virando a cara para mim, ou pegando pedras para se defender, para que eu entendesse que eles não queriam 'ter o entendimento renovado para provar real transformação'. Queriam era que seu padrão de vida não fosse posto em risco.

    No meio evangélico, vejo os desinteressados, que sempre existiram nos relatos bíblicos, e os que assim como vi bastante aqui também, passam a se utilizar das escrituras para massagear o ego do intelecto, quando tentam defender suas teses usando como calço o 'orgulho'. Que diga-se de passagem também vimos na bíblia.

    Se alguém quer ser Cristão de verdade, ame! E faça tudo pelo bem do próximo. E quem não quer ouvir, que não ouça, e vá por pirulito na boca de seu líder espiritual.

  24. Apesar de discordar de algumas visões de Caio Fábio, permaneço vendo-o como grande conhecedor da Bíblia e grande erudito. Para os que são cristãos, abordarei apenas quatro tópicos:
    1.) "O justo viverá da FÉ" (Hb.10:38). O justo de Deus, o que segue a Cristo com sinceridade, não é justificado por teologia, erudição, comprovações científicas e etc., apesar de tais coisas serem úteis.
    2.) A doutrina em que a Igreja cristã primitiva perseverava é a DOUTRINA DOS APÓSTOLOS, e não devemos ensinar outra doutrina (At.2:42; 1Tm.1:3; Tt.1:9 e etc.). Logo, ortodoxia doutrinária é, sim, necessária, pois é como uma cerca que não deixa as ovelhas se desgarrarem. Toda filosofia, ideologia ou religião precisa de "pipes", se não, inevitavelmente, ocorrerão desvios doutrinários grosseiros (todo tipo de apostasia).
    3.) É preciso certa tolerância nas questões de doutrina e de fé, conforme está registrado no texto de Rm.14:1-12.
    4.) É preciso esvaziarmo-nos de julgamentos e preconceitos, sermos sinceros e responsáveis quando formos falar em nome de Deus ou acerca das coisas espirituais, pois: "CADA UM DE NÓS DARÁ CONTA DE SI MESMO A DEUS." (Rm.14:12).
    A Paz de Cristo a todos.

  25. "Não julgueis para não ser julgado", caro aspirante vc deveria seguir isto, se ele é "herege" como vc esta sugerindo, não cabe a vc julgar não e mesmo, que diferença isso faz na sua vida se vc esta certo no que acredita, concordo com o Caio, as pessoas estão alienadas e imbecilizadas, presas no medo de um Deus tirano como as religiões costumam colocar, se ele esta pecando cabe a Deus e não a vc e nem a ninguém julgar, cada um om seu pecado, vc mais do que ninguém deveria saber disso, mas e claro só esta dando mais razão ao que o Caio falou, não é conveniente para os "líderes" a "libertação" das mentes do povo. Fique em paz.

  26. Eu ia dizer o mesmo que a Bianca disse, então só a citarei.
    De fato estou cansando de ver que fariseus e mestres da lei sempre aparecem novamente e mesmo depois que Jesus os chamou de sepulcros caiados! Fala sério aspirante!

  27. Na Bíblia encontra-se matérial para construções de infinitas seitas, religiões, pensamentos, teses, etc. Mas o mais IMPORTANTE é que " JESUS É O CAMINHO A VERDADE É A VIDA!! Leia a palavra de Deus e deixe que ela fale ao seu coração !!

  28. Se o Caio fosse calvinista seria amado pelos calvinistas , se fosse arminiano seria amado pelos arminianos , mas como ele é só de jesus e não está nem aí para as teologias humanas ele é odiado.
    Para um calvinista falar contra o Caio vai ter que deixar essa teologia burra-determinista-fatalista de Calvino e entender o evangelho simples de Jesus.

  29. Impressionante como nós Cristãos perdemos tempo discutindo, enquanto deveríamos estar levando Jesus as pessoas! Só uma observação! As pessoas criticam e rotulam o que não conhecem, principalmente nós evangélicos, e isso me envergonha! Só é de Deus e só está certo quem crê no que eu creio? Poxa, tantas denominações e tantas religiões e Cristo não fundou nenhuma. Nós crentes deveríamos mais amar, pois Jesus nos amou sem acepção de pessoas. Se entregou para que " TODO" aquele que crê, não pereça, mas tenha a vida eterna! Graça, favor imerecido. Muitos de nós crentes seremos salvos apenas por a GRAÇA de Deus, digo de cara limpa, diante de Deus, têm muita gente de Deus de verdade, gente que ama, gente linda, que parece com Cristo. Mas nunca vi tanta gente hipócrita como muitos de nós " evangélicos". muitos de nós somos fariseus, achamos que Deus é só nosso! Perdoem-me os que se ofenderem, mas que sejamos humildes a admitir a realidade, se não, nunca passaremos de sepulcros caiados, podres sem amar! Graça e Paz a todos! Reflitam!

  30. é impressionante com as pessoas julgam os da sua própria casa … Como se não bastasse assolarem a vida de Lanna Holder agora a bola da vez é Caio Fabio .. Hipócritas!! Sabemos que cada um vai ser julgados diante de Deus pelas suas atitudes, e só ele pode julgar pois é nosso advogado fiel. Ao invés de criticá-los, orem por eles.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui