Paul Washer, “Pão Work” e o compromisso com o Evangelho

2
908
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Paul Washer envolvido na construção de uma capela para os leprosos de San Pablo, Peru (1996), em seu projeto missionário.
Por Antognoni Misael

Deus tem levantado homens para abrir os olhos de nossa geração. Homens comprometidos com o verdadeiro Evangelho, com a cruz de Cristo e com a obra missionária. Paul Washer é um deles!
Basta você ir no youtube e conferir qualquer pregação deste homem e perceberá uma enorme diferença no seu discurso em relação a muitos “evangelhos” ditos por aí.
Tenho notado que aos poucos os jovens de nossa geração tem se apaixonado pela Verdade. Muitos têm compreendido o valor da vida com Deus, a suficiência da presença de Cristo, e a inegociável verdade das Escrituras. Glória a Deus por isso!
Mas a nossa geração tem um espinho na carne bem latente. Parte dela é viciada na forma e efeito! Por vezes, não é difícil se rejeitar um livro pela capa. Na era do design, da beleza passageira, do consumismo e do modismo, algo pode se tornar viral bruscamente.
Vejo muitos colegas de redes sociais freqüentemente compartilharem matérias de conteúdos desprovidos de Evangelho, músicas antropocêntricas, vídeos de pregações duvidosas e até mesmo, fotos pessoais deselegantes (para não dizer erotizadas). Entretanto, no meio deste arsenal de irrelevância, vez por outra, sai um vídeo de Paul Washer ou frases de efeito do mesmo. Sinceramente eu não entendo! Aliás, até entendo, “eles não estão entendendo o Paul Washer”! Só pode!
Parte de nossa geração também, de forma reacionária as várias frentes heréticas surgidas no Brasil, a saber, o neopentecostalismo e suas variações, tem agregado conteúdo às suas defesas de fé. Que benção! Porém, algo torna esta reação anacrônica quando notamos este mesmo segmento da juventude cristã se intelectualizado, ou melhor, se teologizando, mas ao mesmo tempo vivendo de forma descomprometida com o discurso que fala.
Um amigo que tenho sempre me diz esta frase, a qual concorda em gênero e grau: “você quer saber com o que uma pessoa é comprometida? observe como e com quê ela gasta o seu tempo e seu dinheiro”. Pois é, fica uma pulga atrás da minha orelha… Será que muita gente não tem compartilhado e citado pregadores como Paul Washer apenas por “modismo” teológico?
A conclusão que eu chego é a mesma de sempre. Teologia é bom demais. É dever nosso conhecer os ensinamentos de Deus e a cosmovisão correta que ELE quer que tenhamos. Paul Washer é importante? É sim, claro que é! Ele é uma benção pra minha vida, e espero que seja para a sua também!
Finalmente digo, sejamos “Paul”, sem deixar de ser “Washer”, ou seja, teologia sem comprometimento com a missão de levar o Evangelho ao pecador e o pão ao pobre é só intelectualismo vazio.
É como se uma grande parte de nossa geração estivesse querendo muito “Pão” e pouco “Work”!
***
Antognoni Misael, na edição do Púlpito Cristão.
Assine o Blesss
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

2 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia meu Caro irmão…
    É muito dificil pra eu comentar matérias, pois vejo pessoas com lindos argumentos, com críticas, elogios sobre o que está sendo retratado no texto acima, mas esse post, me chamou a atenção desde que ele foi lançado, ninguem até agora no face, fez se quer um comentário, e fica a pergunta por que? É muito para as pessoas se levantarem e criticar, mas posso expor o meu mais sincero sentimentos quando vejo pessoas que criticam, e falam como deve se agir, o que é que tem que ser feito, ou dizem isso aqui é o certo… pra mim são todos facistas, pessoas que se escondem atras de um pc, para falar, julgar, criticar, mas na hora de agir como tal, nada fazem, discute Deus existe… mas quando vem um Ateu perdem toda a classe de como um Cristão deve agir, e a ira toma conta, e o amor que Cristo falou, ame o seu inimigo? (risos).
    É dificil, gostei muito da sua expressão, e compartilho da mesma visão.

    Obs: peço desculpas pelo erros gramaticais, mas espero que tenha entendido o meu desabafo.

    Que a Paz, o Amor e a Consolação do Espirito Santo seja sobre tua vida e ministério.

  2. Bom dia meu Caro irmão…
    É muito dificil pra eu comentar matérias, pois vejo pessoas com lindos argumentos, com críticas, elogios sobre o que está sendo retratado no texto acima, mas esse post, me chamou a atenção desde que ele foi lançado, ninguem até agora no face, fez se quer um comentário, e fica a pergunta por que? É muito para as pessoas se levantarem e criticar, mas posso expor o meu mais sincero sentimentos quando vejo pessoas que criticam, e falam como deve se agir, o que é que tem que ser feito, ou dizem isso aqui é o certo… pra mim são todos facistas, pessoas que se escondem atras de um pc, para falar, julgar, criticar, mas na hora de agir como tal, nada fazem, discute Deus existe… mas quando vem um Ateu perdem toda a classe de como um Cristão deve agir, e a ira toma conta, e o amor que Cristo falou, ame o seu inimigo? (risos).
    É dificil, gostei muito da sua expressão, e compartilho da mesma visão.

    Obs: peço desculpas pelo erros gramaticais, mas espero que tenha entendido o meu desabafo.

    Que a Paz, o Amor e a Consolação do Espirito Santo seja sobre tua vida e ministério.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui