Segundo tempo

0
433
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Leitura: 2 minutos
099: da série Cronômetro

Por José Bernardo

Assine o Blesss
O primeiro tempo da evangelização no contexto esportivo foi caracterizado pela indiferença e até aversão da Igreja pelo esporte. Durante esse tempo as conversões de atletas eram incidentais, dificilmente relacionadas com sua atividade. Então, começaram a aparecer ministérios evangelísticos voltados ao contexto esportivo, promovidos por aqueles atletas convertidos, raramente com o apoio de suas igrejas. O piloto Alex Dias Ribeiro e o ministério Atletas de Cristo são pioneiros dessa fase. Houve também a introdução de experiências estrangeiras como Atletas em ação da Cruzada Estudantil e a Coalisão Brasileira de Esportes da ISC.
Há poucos anos, na medida em que a Igreja tem um entendimento mais bíblico de sua separação do mundo e da importância do contexto para a evangelização, começou-se a perceber a oportunidade de ministrar dentro e através do meio esportivo. Atletas começaram a serem mais valorizados na igreja, muitas constituíram ministérios específicos para lidar com essa oportunidade, outras criaram times que inclusive participam no cenário secular ou organizaram eventos e torneios esportivos evangélicos. O PEM da Convenção Batista Brasileira é um bom exemplo dessa fase. Até mesmo as organizações que apareceram no primeiro tempo e que encontraram muita dificuldade no relacionamento com a Igreja, falam agora de servir a Igreja e procuram oferecer treinamento e algum recurso.
Se no primeiro tempo a evangelização veio do campo para a Igreja, no segundo tempo vai da Igreja para o campo, o que é obviamente mais missionário. Contudo, configurado um movimento de pendulo, indo de um extremo a outro, é preciso agora achar o equilíbrio. Nesse sentido há duas questões que preocupam mais. Primeira: a igreja não pode negociar sua identidade e se tornar um clube, focando-se em atividades esportivas como fim. Segunda: ao encontrar o contexto e imergir nele, a Igreja não pode abandonar o texto, me refiro a recortar e omitir a mensagem contundente do Evangelho, na tentativa de evitar confrontos e conflitos. A única razão de a Igreja entrar em campo nesse segundo tempo é ganhar vidas: esse é o gol que celebraremos!

José Bernardo é pastor, pesquisador, escritor, estrategista de evangelização e conferencista. Fundou e preside a agência missionária de mobilização evangelística AMME Evangelizar.
Para saber mais sobre evangelização no contexto esportivo visite www.iniciativa235.org e www.fazebook.com/iniciativa235/
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui