MMA não é compatível com os valores cristãos, diz bispo Walter McAlister

4
1040
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Ao contrário de muitos evangélicos, e até mesmo de líderes evangélicos, o bispo Walter McAlister, da Igreja Nova Vida, não acredita que o MMA seja compatível com os valores cristãos. 
Em um vídeo postado em seu canal no Youtube ele comenta sobre o tema descrevendo a luta como uma “pancadaria onde dois homens entram em uma jaula e surram um ao outro até que um fique desacordado”. 
McAlister sabe que há lutadores evangélicos e que tem pastores que apoiam as lutas, mas ele não concorda com essa modalidade esportiva. “É um culto à violência contra o próximo e me parece uma forma muito estranha de entretenimento”, diz. 
 “Creio que qualquer prazer que você tire da violência alheia é algo que não acha abrigo nos valores cristãos. Não concordo com
isso.” 
 O bispo primaz da Igreja Nova Vida é praticante de surf, um esporte radical, mas não violento como ele mesmo pondera. “Eu sei que os lutadores de jiu-jitsu evangélicos e gospel vão me mandar cartas, vocês vão me xingar e vão dizer ‘ah bispo vai lá fazer tricô’, mas não é nada disso… Meu esporte é o surf. Ele é considerado um esporte radical tem uma certa violência no sentido de ser muito difícil fisicamente, muito vigoroso, mas não machuco ninguém, certamente não de propósito, já fui machucado, mas também não de propósito.” 
McAlister chega a comparar o MMA com o circo dos gladiadores, dizendo que gostar desse esporte não é a mesma coisa que gostar de futebol, por exemplo. “A violência, embora esteja presente no futebol, não é o objetivo do jogo. O objetivo é marcar gol.” 
 “Agora o objetivo desse esporte (MMA) é causar a dor, é machucar é vencer o oponente lhe causando dano físico. Você pode dizer que existe lutadores que são cristãos, mas não compreendo isso e apesar de todos os argumentos que já ouvi, não me convenço que essa seja uma atividade cristã”, encerra ele. 
Assista:

Assine o Blesss

[Fonte: Gospel Prime

 *** 
 Então pessoal, acredito que seja bem mais interessante do que eu emitir uma nota, ler o que vocês tem a dizer sobre este tema polêmico.

 Antognoni Misael.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

4 COMENTÁRIOS

  1. concordo plenamente,,,o povo tem que trabalhar,, e viver do seu proprio suor ,e nao ser pesado a seu proximo ,,pois no MMN quando tem alguem ganhando ,,ao mesmo tempo tem alguem perdendo,,

  2. Não vejo onde nem como se pode considerar esporte,nem MMA,nem BOXE,nem esses outros tipos aí de luta que deu pra entender,não tenho muito conhecimento.Mas sei que é violência,e isso não é bom.Perdoe-me minha ignorância,mas nosso corpo é templo do Espírito Santo,e devemos cuidar dele.E cristão lutando então?Cursos de defesa pessoal,para ser usado na profissão,como guardas,vigilantes,e seguranças é outra coisa.Pergunte pra alguém que você conheça,se o que ele sabe é pra se sobressair sobre os outros só pra mostrar superioridade?Acredito que não,porque uma das regras básicas de qualquer ensinamento,vem em primeiro lugar o respeito,e a violência só em último caso.Acho que quem ganha mesmo com isso tudo é os empresários,que depois que o cara tá tudo quebrado,ele acha outro pra substituir,e fica o cara taxado como um fracassado, e isso fica pro resto da vida.Sai dessa povo meu.

  3. Então, segundo alguns aqui, podemos machucar as pessoas, em nome do esporte… Dou muito graças a Deus por tudo isto, apenas a manifestação que as pessoas estão se distanciando da Bíblia, mesmo que dizem que querem sentir Deus, tocar Deus, pular com Deus, provando para esta geração que ela é o fruto da apostasia dos ultimos dias. As pessoas preferem passar horas vendo umas coisas destas, e menos tempo para estudar a Bíblia e orar, e ainda dizem que amam a Deus. È uma pena que esta geração de "crentes" estão mais preocupados com o próprio ventre, em vez da vontade do Senhor Jesus Cristo.

  4. "O que importa é o que as Escrituras ensinam, e não o que você acredita e pensa."
    Eles pensam: “Bem, eu sou igual à maioria do meu grupo de jovens, eu vejo coisas que não deveria ver na TV e rio das coisas que Deus odeia. Eu uso roupas sensuais. Eu falo como o mundo, eu ando como o mundo, eu amo a música do mundo. Eu amo tanto essas coisas do mundo. Mas graças a Deus eu sou um cristão! Por que eu sou um cristão? Eu não pareço diferente da maioria das pessoas da minha igreja. Por que eu sou cristão? Porque houve uma vez na minha vida que eu fiz uma oração e pedi para Jesus entrar no meu coração.”
    Como é que tantas pessoas hoje professam ter tido um encontro com Jesus Cristo e ainda assim não são permanentemente transformados? Paul Washer.
    Amar a Deus e ao próximo, mandamentos de Jesus!
    Hipocrisia humana :Eu amo ao próximo quebrando a cara dele "num esporte violento".
    Maranata!

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui