Saí do Armario: Sou de direita!

21
54
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.


Por Braulia Ribeiro
Cansei das propagandas que pretendem explicar direita e esquerda com clichés mentirosos  que idealizam a esquerda e demonizam a direita.
Por isto resolvi sair do armário. Sou de direita.
Mas como assim Bráulia, você não cresceu em família de tradição socialista e representou por tanto tempo valores costumeiramente associados com a esquerda, como a luta pelos pobres, índios e colonos amazônicos?
 Sim, tudo isto é verdade. Mas ao contrário do Chico Buarque e os intelectuais que param no tempo, não parei. Continuei lendo de tudo e principalmente lendo linhas ideológicas diferentes. Tenho um irmão querido que me questiona em tudo que digo, no blog, no face. Quando lhe pergunto, você leu o que escrevi antes de criticar, ele responde com afrontas: “Não leio o que não presta, não preciso ler burrice para contestar, etc.” Assim é a tradição intelectual esquerdista. Dogmática, hermética, não pratica o sacrilégio de ler os “contrários”.
Pois é, eu ousei fazê-lo. Li David Landes,  Hayek, Friedman, Sowell, Locke, a história americana, Jefferson, os Federalist Papers, e mais um monte de coisas, escritos apócrifos, sacrílegos, praticamente pornografia ideológica. Ousei sair da caixinha, pescar em outro lago, pular a “cerca” intelectual que me restringia.
Li também a Bíblia. Leitura difícil.  A leitura bíblica mais difícil é a que fazemos na intenção de obter um detox ideológico ao invés de buscar afinidade.
E não tenho medo de afirmar que mudei. Não creio que a mudança pra mim tenha representado um abandono dos valores pelos quais vivi até agora.  Pelo contrário,  lamento o quão enganada estive todos este anos pensando que a esquerda ideológica servia os valores pelos quais eu lutava.
Pois então aí vai um resumo dos valores básicos que representam o pensamento de direita e o de esquerda. Se você quer contestar ou concordar procure boas leituras antes dos dois lados da questão. Não seja apenas papagaio de clichês. Estude.  E faça você também a sua escolha.

***
Braulia Ribeiro, no site da Ultimato. Divulgação: Púlpito Cristão

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

21 COMENTÁRIOS

  1. vixe, tô bege… rs

    ainda existe esperança pro movimento evangélico brasileiro!

    digamos que passei quase pelo mesmo processo e hoje posso dizer que não sou um direitista de carteirinha, mas que me alinho com a ideologia que é defendida pela direita, mormente a liberdade de expressão, de religião, proteção à propriedade individual e o incentivo ao empreendedorismo, entre outras.

    minha única contestação ao artigo é que a esquerda ficou na direita, e a direita na esquerda… hahahahah

    mas, tá perdoada, afinal foram muitos anos invertendo as bolas né, Bráulia!

    =)

    abs,

  2. Também sou de direita, pois não acredito na bondade do Estado tanto menos num Estado "laico", "anti-cristão" e "corrompido". Qualquer serviço oferecido por este é pago de forma coercitiva – querendo ou não lá vem as taxas, impostos, contribuições sociais…
    Acredito na necessidade dos funcionários liberais, empresários e empreendedores que oferecem um serviço bom porque precisam do dinheiro.
    Acredito na solidariedade pessoal; não acredito na solidariedade oficial, a qual, faz-se necessária a contratação de mais funcionários, mais impostos, mais burocracis…

  3. Nossa, como preciso estudar.
    Lendo e ouvindo algumas coisas percebo, no entanto, o quão perda de tempo é querer se colocar ou na direita ou na esquerda.
    Para os cristãos que têm como parâmetro a Bíblia, nenhum desses quadros delineados por pensadores e pela política atual chegará perto do ideal.

    Também percebo e agora entendo que o Brasil não tem um partido forte de direita, no máximo centro. Para quem é de direita deverá ser difícil votar ano que vem, hehehhe.

    E esse negócio de "liberdade", "igualdade", "melhora da qualidade de vida" é só para alguns. Se cada um define o que é bom para si, em algum momento esse "bom" irá ultrapassar a fronteira do outro. Gostaria de saber como fazem para achar o ponto ótimo de equilíbrio de bem estar geral (grande dúvida).

    Acredito que este texto é só de opinião pessoal mesmo, e não informativo, pelo fato de, no quadro, só estarem presentes os pontos fortes da direita e os pontos fracos da esquerda. Quem sabe algum outro estudioso possa completá-lo (na espera, rs).

  4. A profundidade das colocações no post lembra uma piscininha que tinha lá em casa para bebês de colo poderem brincar. Sério mesmo que ela não é mais esquerda por conta dos argumentos acima???? Também 'tô bege' como disse alguém por aí…

  5. Bráulia,só faltou a foto da sua cara pintada,entre os índios!Como não tenho afeição a tais leituras,me atenho às escrituras para formar opinião,por isso sou de direita também.Não ter direito á própria casa é um absurdo!

  6. Braulia

    Anos atrás eu também passei por uma mudança semelhante. Me considerava um social-democrata, e votava até no PT. Li muito, e depois do que li não pude deixar de pender para a direita.

    Sobre a Bíblia, um fato interessantíssimo é que o sistema político preconizado na Lei de Moisés era uma miniarquia radical, embora não chegasse a ser uma anarquia. Gostaria de destacar estes pontos:

    1. Atendendo extremamente ao princípio da subsidiaridade, não existia um governo centralizado, mas apenas os governos de cada cidade.
    2. Havia extrema limitação do escopo dos governos. Cuidavam da justiça, do ordenamento da defesa e da presença de estrangeiros, e nada mais.
    3. Não haviam impostos, nem funcionários públicos.
    4. Os governantes das cidades, os anciãos, não eram escolhidos politicamente. Surgiam naturalmente, como árbitros consagrados pela sabedoria e discernimento. Eram cidadãos comuns, que não cobravam impostos, nem formavam uma casta separada. Possivelmente ganhavam algo como árbitros privados, mas como tribunal público e governantes, ganhavam apenas a honra e respeito de seus concidadãos.
    5. A casta sacerdotal não tinha poderes para cobrar impostos. As pessoas traziam o seus dízimos por motivos de devoção íntima e pela dinâmica social, não por que houvessem cobradores de impostos calculando o dízimo de cada um.
    6. As pessoas eram livres para dar os seus dízimos diretamente aos pobres também.
    7. Embora eles tivessem um sistema de bem-estar social maravilhoso e extremamente inclusivo, ele funcionava totalmente SEM funcionário públicos. Era a consciência e o respeito dos concidadãos que induzia as pessoas a cumprir seus deveres para com os necessitados.

  7. Fico perplexa com a falta de instrução política em geral no mundo. A alienação é total. Em um mundo realmente invertido, o verdadeiro é o momento do falso.

    Uns dizem que a Esquerda é a favor do Estado forte, mas comunismo é diferente de socialismo. Aquele significa ausencia de Estado. O grande paradoxo marxista, no entanto, é que para se chegar a ausência do mesmo, faz-se mister que ele seja tomado pela " ditadura" do proletariado. O interessante é que embora atualmente não possamos falar em proletariados, podemos falar em ricos e pobres. Nos Estados Unidos ( o auge do capitalismo atual) , um por centro da população detém mais da metade das riquezas lá produzidas. Ou seja, o proletariado ( os pobres ) seriam nada mais, nada menos que 99%.

    mas enfim. O socialismo seria um estado de transição para a ausencia do Estado. Porque o fim do comunismo, é a extinção dele. Para Marx, o Estado nada mais é do que: O APARATO UTILIZADO PELA BURGUESIA PARA OBTER SEUS INTERESSES.

    Na verdade, nem todos os comunistas são socialistas. E mesmo os que se dizem socialistas, alguns afirmam que o SOCIALISMO NUNCA EXISTIU, o que houve foi um CAPITALISMO DE ESTADO, porque o k
    Modo de produção dos estados ditos como socialistas reais, não mudou.

    Por fim, digo apenas que é impossível ler sobre a historia do capitalismo: baseada na guerra, na exploraçao do homem pelo homem, e continuar sendo a favor dele quando se diz cristão.

    Por isso sou de esquerda, sou comunista e sou cristã.

    E sim, já li diversos clássicos da literatura " maldita" . De Hobbes, aos Federalists . Quanto a estes últimos, eles na verdade são o prenúncio do que há de mais libertario em nossa sociedade. Que demostra as contradições do próprio capital.

    À querida autora, sugiro que leia mais e seja menos pragmática e simplista.

    Se tratarmos a política como ciência, teremos de demonstrar DADOS, e não apenas argumentos. Caso contrário, tudo não passará de retórica. Por isso muitas vezes que de nada adianta " discutir política" com quem não sabe nem mesmo a definição de Estado, povo, etc.

  8. O pior cego é aquele que não quer ver!!Excesso de letras não faz enxergar!!Os livros não têm fim,como disse Salomão.Tal como escriba que afirmou seguir Jesus e recebeu uma resposta bem diferente do que esperava."As raposas têm covis mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça."Ser comunista sem passar dificuldade,trabalhar onde quiser e quando quiser.Escolher qualquer cidade onde morar.Fazer o que quiser com seu dinheiro.São coisas impossíveis na antiga Rússia comunista.É só perguntar aos que viveram lá,se querem voltar ao mesmo regime.Ou ninguém mais lembra do povo nas ruas de Moscou e da derrubada da estátua de Lênin?

  9. A última parte, "vide EUA"… sinceramente, faltou estudo histórico da coisa. Um país onde o sistema de saúde é para alguns, onde qualquer crise financeira torna a vida quase insuportável, não é exemplo de nada. Deveria ter citado a Suécia, a Finlandia, a Bélgica… modelos realmente bons.

  10. Quanto ao "vide União Soviética". Antes do Comunismo aquilo já era miserável. Mais uma vez, sem conhecimento histórico, No período do Czar aquilo era um horror (continuou depois, não melhorou). Seu texto é bom, sua tabela também. Minha crítica é apenas a seu último tópico da tabela. Bem ruim. Sorry

  11. Laura

    Deprimente que exista uma suposta cristã pensando o que você pensa.

    Você começa com um ataque um tanto infantil, dando a entender que é ignorância ser contra a esquerda.

    Depois você tocou de relance na idéia marxista de que, para extinguir o estado seria primeiro necessário criar um estado ditatorial (totalitário, na verdade) sem nem perceber que isso é apenas um truque para justificar o totalitarismo. O estado não será extinto, e a promessa da sua extinção pode simplesmente ser adiada o quanto se queira, mas servirá sempre como justificativa do mal que o estado totalitário fará continuamente.

    Depois você chutou um número dizendo que nos EUA 1% da população teriam metade da riqueza, o que é um disparate. O 1% mais rico da população americana recebe 18% da renda. E mesmo essa distorção imensa, mas muito menor do que você disse é resultado do keynesianismo, e não do livre mercado.

    Em seguida você jogou a conversa mole de que a posse pelo estado de todos os bens de produção não seria o verdadeiro socialismo, mas apenas "capitalismo de estado". Durante muitas décadas, os marxistas cantavam em verso e prosa as supostas grandezas dos socialismos soviético e chinês. Só depois da que o desastre ficou visível, vieram com essa desconversa. Ocorre que Marx preconizava que era justamente através do estado totalitário (a tal "ditadura do proletariado") que os "proletários" iriam se apropriar dos bens de produção. Todas as pessoas inteligentes imediatamente perceberam que isso significaria criar uma casta de dirigentes que seriam os reais donos de tudo.

    Você cita os federalistas, dizendo que eles são o prenuncio do que haverá de mais libertário. Ora, o que é libertário é contrário ao que é socialista.

    Finalmente, você fala de dados. Cite então os dados da Coreia do Norte e Cuba. Até mesmo extremamente falsificados, estes dados só mostram fracasso. E não venha falar do suposto nirvana da saúde cubana, que hoje em dia todo mundo está informado sobre os hospitais imundos e péssimos do povão lá, enquanto só os dirigentes tem direito a hospitais melhores.

  12. Ótima perspectiva. Para ser exequivel requer que abandonemos esse ninho de corrupção que é o Presidencialimo e que saibamos reivindicar o Parlamentarismo.

  13. tão preocupados com bobagem. Brasil não é nada além de casa da mãe joana. Brasileiro é "bicho atoa" malandro, ladrão e folgado. País sem solução, sem saída, cheio de ladrão que jogam pelo ralo tudo que temos. Não somos capitalistas nem comunistas, nem democratas nem socialistas, pois para ser alguma coisa precisamos decidir e nem isso fazemos.
    Mas uma coisa sabemos fazer bem, votar eternamente em safados, nossa, somos adoradores dessa prática, quanto mais corrupto mais votos lhe damos.
    Não esquenta gente, quando o mundo começar a se unificar, brasil vai ser quintal de algum país rico, e vamos voltar ao estado índio e trocaremos smartphones por petróleo e agua.

  14. Cara Laura

    Quando voce fala que é preciso demonstrar DADOS, fico pensando como confiáveis devem os dados de países como (sócio/comunistas) como Cuba, Coreia do Norte e Venezuela, pois se até um conceito básico de cidadania, que é direito do contraditório, do pensar diferente, do questionar é negado as pessoas dessas nações. Muitos intelectuais de esquerda, inclusive muitos cristãos, acham Cuba o paraíso na Terra, mas engraçado que na hora de tirar umas férias ou até mesmo para comprar um produto tecnológico de ponta, recorrem sempre a Imperialismo norte americano.
    Também não vejo muitos norte americanos saindo desesperados daquele país para pedir asilo em Cuba.

  15. Hey, psiu..
    Pra você, querida:

    http://pulpitocristao.com.br/2011/06/esse-regime-maravilhoso-chamado-comunismo/

    http://cristaosmilitantes.blogspot.com.br/2013/02/o-comunismo-matou-100-milhoes-de-seres.html

    E outros milhões de links que é bem fácil para você encontrar na internet pesquisando "comunismo + cristãos + milhões + mortos".

    Você pede dados?? Eu te dou dados: 100 milhões de mortos em menos de 80 anos!!! A grande maioria cristãos!!!!
    Quer o sangue deles nas suas mãos ao se associar à esse regime facínora, diabólico e bestial??

    Pv. 1.11-16: Filho meu, se os pecadores, com blandícias, te quiserem tentar, não consintas.(…) Porque os pés deles correm para o mal e se apressam a derramar sangue.

    Em verdade, se analisarmos friamente o que fez o comunismo, sua repentina morte e os ventos que começam a indicar que sua morte foi uma mentira ou, no mínimo, que está ressuscitando, podemos claramente ver paralelos com a besta do apocalipse.

    Por favor, não seja IDIOTA!! Pare de se deixar levar por pensamentos universopatas esquerdopatéticas e vai estudar, minha filha. O comunismo é a maior desgraça que já pisou nesse mundo!!

    300 anos de perseguição romana sobre a igreja primitiva foi assunto de amador perto do que o comunismo fez em apenas UM ANO contra os cristãos!!

    Burrice me irrita…

  16. Quando seu planinho não pagar uma de suas cirurgias(o que sempre acontece nas mais graves) aí você lembrará do estado mínimo. Que só queremos minimo quando não precisamos dele, mas queremos GRANDÃO quando o nosso plano nos deixa na mão.

  17. Você é evangélico e comunista?
    Mao, Stalin e outros perseguidores da fé e do Evangelho também são. Satanás é o líder dos assassinos de milhões e dos apóstatas, não Jesus Cristo.

  18. É mesmo, grande Paulo!Voce tem toda razão,meu caro!Mas imagine uma ditadura comunista neste hospício!Pelo menos tem &¨*%$%$ pra todo mundo,mas e se até a #%¨$* faltar?Também acho que capitão Nascimento tem razão:"Nunca serão"(emos). Se não fosse a presença de Cristo Jesus nos corações dos que cremos,seria insuportável viver esta realidade.Ainda bem que sabemos pra onde vamos e com Quem estaremos."…para que estejam onde EU estivar…",esta é A esperança!!

  19. A cada dia as coisas pioram, o olha que eu não saio a noite, não vou pra balada, não fica por ai. Estamos vivendo uma opressão, num país a deriva.
    Só na esperança Cardoso, só na esperança irmaozinho.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui