Não, Caio Fábio, Jesus Não É Sua Chave Hermenêutica

54
2248
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

0[1]Por Yago Martins
Nas primeiras vezes que eu li o texto da Grande Comissão e vi Cristo dizendo que deveríamos ensinar os discípulos a obedecer tudo o que Ele ordenou, eu fiquei me perguntando onde o resto do Novo Testamento entrava nisto. Não bastaria ficarmos com aquilo que Cristo falou, e só? Se temos os ensinos do próprio Deus-Filho registrados, para que mais palavras de homens mortais? Com pouco tempo de fé, pude encontrar boas respostas para meus questionamentos infantis. Porém, muitas pessoas ainda estão confundidas com este assunto. Um exemplo de promotor deste tipo de confusão é Caio Fábio, que hoje tem arrebanhado para sua religião muitos seguidores e fiéis:
Eu estou em Jesus, eu não estou na Bíblia. […] O cara que quiser que Jesus e a Bíblia toda deem certo tá danado. […] Pela Bíblia é melhor a gente acabar esse programa porque está todo mundo danado. […] eu não ando [conforme o texto bíblico], tanto quanto Jesus […]. Quem quer andar com Jesus, é assim. Quem quer base bíblica, vira fariseu, joga pedra.[1]
Em outro lugar, Caio Fábio diz que aquilo na Escritura que não está afirmando ou que 1. Jesus é Deus, ou que 2. somos pecadores, não passa de capricho ignorando por Cristo:
É estranho como Jesus e os apóstolos não usaram a Bíblia como argumento de fé […] Afinal, a Bíblia jamais seria a apologia de Jesus; posto que Jesus fosse o Verbo vivo e falando o que a Bíblia nem poderia sonhar em falar, revelar e dizer… Cristãos que vivem para defender a Bíblia ainda não conheceram Jesus mesmo! […] Da Bíblia o que se pode dizer é que ela é fiel como Palavra apenas porque afirma que Jesus é Deus e eu sou dos pecadores o principal! O mais é um diletantismo ao qual Jesus jamais teria tempo e animo para se dar… Depois que o Evangelho entrou em mim a Bíblia passou a ser apenas um Testemunho, mas não o Testemunho! Sim, pois em mim o Testemunho é o do Espírito! [2]
Em outro momento, concordando que o Jesus dos evangelhos não se parece nada com o Jesus que Paulo apresenta em Romanos 9-11, chamando esta posição de “simples, sábia e sensata”, Caio Fábio diz que estes capítulos são “um apêndice de um surto paulino” que não se parece com nenhum outro escrito ou com a prática de Paulo. “Na minha opinião, Romanos 9, 10 e 11 são totalmente dispensáveis. Sabe porque? A descrição de Paulo, tentando explicar o inexplicável, criou uma bananosa filosófica”. Ele ainda diz que as palavras negativas do texto, como “odiou”, não cabem, pois “não parecem com o todo de Jesus”. “Eu prefiro ficar com Jesus, que não sendo Paulo”, pregou coisas diferentes. “Isso é o poder dessa chave hermenêutica”, diz ele. ”Meu amigo Paulo, eu lamento muito que você tenha tentado fazer essa viagem. Você não tinha nem linguagem. Você não tinha adequação”. ”É uma conversa que tem a ver com a dimensão de um homem judeu, psicologicamente maltratado, frustrado, perseguido, magoado”. Ele diz que vê, neste texto, “o surto do Paulo judeu”. Ele chama ainda, esta atitude de Paulo de uma “gafe” que empobreceu e enfeiou Deus. “quando Paulo coincide com Jesus, Paulo tá com tudo, quando Paulo fala como Paulo, eu olho um homem, um tempo, uma relatividade, uma circunstância”. Ele, literalmente, lança várias repreensões e conselhos ao apóstolo Paulo em vários momentos do vídeo [3].
A prerrogativa que ele e seus discípulos usam para tal posição é que eles possuem Jesus como chave-hermenêutica. Para eles, isso significa que só deve ser aceito como verdade Bíblica aquilo que for semelhante à imagem que eles possuem de Cristo. Se qualquer outro trecho da Escritura ensinar algo que, porventura, não pareça pertencer ao Cristo, então deve ser considerado anátema.
O que Caio Fábio e seus pupilos não conseguem perceber é que ter Jesus como nossa chave hermenêutica significa que nós vamos ler toda a Escritura procurando como cada ensino, cada doutrina e cada livro se relaciona com o Plano maior de Deus na redenção de Cristo, e não que vamos solapar tudo aquilo que não gostamos na Escritura com a desculpa de que “Jesus não pregaria isso”. Assim, uma constatação torna-se inegável: praticamente todos que advogam ter Jesus como chave hermenêutica são ímpios que leem a Escritura desconsiderando tudo aquilo que suas mentes carnais odeiam. Você encontra esta loucura nos blogs e comentários de tais homens. Ter Cristo como chave hermenêutica deveria nos motivar a encontrar como a história do Evangelho está prefigurada, confirmada, anunciada, ilustrada ou ensinada em cada página da Bíblia, e não nos fazer arrancar da Escritura tudo aquilo que a gente acha que Jesus não diria. Aqueles que dizem que as palavras de Jesus são mais importantes que as de Paulo, não entenderam as palavras de Jesus.
Eu, sinceramente, não entendo como uma pessoa inteligente pode cair em erro tão crasso. A igreja está fundamentada na doutrina dos Apóstolos (Ef 2:20). Nós não vimos Jesus pessoalmente, eles sim. Por isso que Pedro e João podiam falar sobre “as coisas que vimos e ouvimos”, pois eles estavam lá, e atestaram com sangue o que pregaram. Assim, como alguém comentou no meu Facebook certa vez, só pode ser um louco aquele que cisma em separar o ensino Bíblico do ensino de Jesus, a autoridade bíblica da autoridade de Jesus e a visão bíblica da visão de Jesus. Os discípulos precisam de toda a Escritura, e não de parte dela. É um verdadeiro insulto a Jesus dizer que nada, a não ser parte do que foi registrado de Sua Revelação ao longo da história bíblica – a encarnação – vale a pena considerar como Palavra do Senhor. É como se dissessem que amam tanto suas esposas que não se importam com as mães, amigos, família, conversa ou qualquer coisa que não seja ela própria. Estes caem na condenação de Jesus, através de Paulo, quando condena aqueles que, dizendo ser apenas de Cristo, se recusavam a ouvir o que diziam os apóstolos (ver 1 Co 1:10-17).
Cristo prometeu aos seus apóstolos não apenas que o Espírito Santo os faria “lembrar de tudo o que vos tenho dito” (Jo 14:26), mas também que o Espírito Santo “vos ensinará todas as coisas” (Jo 14:26) e “vos guiará a toda a verdade” (Jo 16:13). Os apóstolos receberam de Cristo, através do Espírito, mais daquilo que o Senhor desejou que soubéssemos. O próprio Jesus deixou claro que ensinaria mais aos Apóstolos mesmo após Sua morte e ascensão. Paulo deixa isso claro aos Gálatas: “Irmãos, quero que saibam que o evangelho por mim anunciado não é de origem humana. Não o recebi de pessoa alguma nem me foi ele ensinado; pelo contrário, eu o recebi de Jesus Cristo por revelação” (Gl 1:11-12). É por isso que o apóstolo Pedro podia dizer que “o mandamento do Senhor e Salvador” foi “ensinado pelos vossos apóstolos” (2 Pe 3:2), além de dizer que os escritos de Paulo estavam equiparados com todo o Antigo Testamento, chamando-os de “Escritura” (2 Pe 3:16). Paulo podia dizer: “Se alguém se considera profeta ou espiritual, reconheça ser mandamento do Senhor o que vos escrevo” (1 Co 14.37). O apóstolo agradecia a Deus sem cessar pelos Tessalonicenses: “ao receberem de nossa parte a palavra de Deus, vocês a aceitaram não como palavra de homens, mas segundo verdadeiramente é, como palavra de Deus” (1 Ts 2:13). Paulo ensinava “não com palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas com palavras ensinadas pelo Espírito” (1 Co 2:13). Paulo não poderia ser mais claro: “Cristo fala por meu intermédio” (2 Co 13:3).
Outros livros também entram neste escopo. O próprio Paulo, em 1 Timóteo 5:17,18 diz fazer uma citação da “Escritura”, e segue fazendo duas referências: uma a Deuteronômio 25:4 e outra a Lucas 10:7 (usando até o mesmo fraseado grego)! Para o apóstolo, os escritos neotestamentários dos evangelhos também eram Palavra de Deus. Tanto os Evangelhos como as Epístolas no Novo Testamento vêm a nós com a autoridade de Jesus, e Ele quer que nós ensinemos essas coisas aos discípulos.
“Somos seguidores de Cristo ou de Paulo?”, podem perguntar alguns. “Como podemos seguir o ensino de outros homens além de Jesus?”, já me foi questionado. Respondo, com sinceridade, que Cristo é meu único Senhor. No entanto, tudo o que sabemos sobre Cristo vem de Paulo e dos outros discípulos de Cristo. Se não acreditarmos nestes, não nos sobra nada dAquele. Como alguém pode dizer que só segue Jesus, e não os apóstolos, se todos os registros que possuímos sobre Jesus provêm dos apóstolos e de seus companheiros? Cristo nunca escreveu sobre si. Tudo o que temos sobre Ele passou pela mão de seus discípulos primitivos.
Crer em Jesus está definitivamente ligado a crer nos Apóstolos e em seus companheiros. Se você não acredita na doutrina de Paulo, de Tiago, de Pedro, de Lucas, de Marcos, de Mateus, de João e de Judas, como você pode acreditar nos registros que alguns deles fizeram do Messias? Se Paulo disse algo em Romanos ou aos Coríntios que foi fruto de seus preconceitos ou de sua criação judaica, por que ele não poderia ter feito o mesmo ao instruir Lucas em seu registro do Evangelho? Se Pedro não é digno de toda a nossa confiança, ou se sua doutrina é inferior ou secundária, como podemos dar tanta atenção àquilo que Marcos aprendeu dele e registrou no Evangelho? Se Tiago poderia errar, por que não Mateus? Se João se enganou em suas epístolas ou no Apocalipse, por que acreditamos em seu registro da vida do Logos? A verdade que muitos tolos ignoram é que, ou você aceita o Novo Testamento por completo, até a última letra, ou você não tem Jesus, não tem cristianismo, não tem Bíblia, não tem fé e não tem salvação. Ou temos o Novo Testamento por completo ou não temos Testamento nenhum.
Deve-se admitir, então, que se vamos ter uma religião não doutrinária, ou uma religião doutrinária fundamentada meramente em verdades gerais, isso significa que não somente temos que nos livrar de Paulo, da igreja primitiva de Jerusalém, mas também de Jesus.[4]
Infelizmente, ainda há, em pleno século XXI, quem tente opor Jesus aos outros escritores bíblicos. Como disse Gresham Machen, tem-se a impressão que o liberal substitui a autoridade da Bíblia pela autoridade de Cristo. Tal homem diz que não pode aceitar o que ele considera um ensino imoral do Antigo Testamento ou um argumento sofisticado de Paulo, em oposição os simples e morais ensinos de Jesus. Assim, ele se considera o mais puro verdadeiro cristão, uma vez que, rejeitando todo o restante da Bíblia, ele só depende de Cristo[5].
Paulo deixa claro que as suas epístolas também são coisas que Jesus agora nos ordena, de tal modo que “aquele que rejeita estas coisas não está rejeitando o homem, mas a Deus” (1 Ts 4:8). Você entendeu bem o que acabou de ler? Você nega a Deus se ignora todo o escopo do Novo Testamento! Como comenta Thomas Edwards: “Quem se recusa a ouvir os apóstolos de Cristo recusa-se a ouvir o próprio Cristo e atrai sobre si seu descontentamento”[6]. Homens como Caio Fábio e sua corja, que tratam o que é revelado após Jesus como contaminado com o machismo, judaísmo ou o diabo estão, na verdade, negando a Deus. O destino dos que tal coisa fazem é certo e inequívoco, a menos que se arrependam de sua blasfêmia. Parafraseando o que o Dr. Jay E. Adams diz sobre Paul Tillich, durante uma das suas preleções na Conferência Fiel para Pastores e Líderes, em 1989: “Ler ou ouvir um sermão de Caio Fábio é ouvir o que o inimigo tem a dizer”[7].
__________________________
[1] FÁBIO, Caio. Pra eles, sou um herege, pois eles estão na bíblia, e eu estou em Jesus! Disponível em: <http://youtu.be/GuCjSuACYMc>. Acesso em: 3 jun. 2013.
[2] FÁBIO, Caio. A Bíblia serve a Jesus, não Jesus à Bíblia! Disponível em: <http://www.caiofabio.net/conteudo.asp?codigo=05222>. Acesso em 5 jun. 2013.
[3] FÁBIO, Caio. Caio, esse trecho da carta de Paulo não parece com Jesus. Por isso odeio a Jesus! Disponível em: <http://vimeo.com/75018092>. Acesso em 28 set. 2013.
[4] MACHEN, Gresham. Cristianismo e Liberalismo. São Paulo, SP: Sheed Publicações, 2012, p. 43.
[5] Ibidem, p. 68.
[6] EDWARDS, Thomas. A commentary on the first epistle to the Corinthians. London: Hodder & Stoughton, 1903, p. 384.
[7] Referência muito bem lembrada por Alan Rennê Alexandrino Lima, no Facebook.
***

Fonte: Blog do Yago Martins, via Ump da Quarta. Divulgação: Púlpito Cristão.

Assine o Blesss
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

54 COMENTÁRIOS

  1. Irmãos,

    Muitas vezes ficamos restritos a “Sola Scriptura” que esquecemos as outras “Solas”.

    Precisamos entender o porque da existência das Escrituras e dar-lhe a autoridade que ela merece. Nem mais e nem menos.

    Cristo é o personagem principal da Bíblia, pois Nele se cumprem as Escrituras (Velho Testamento). Toda a Lei e os Profetas têm total cumprimento em Cristo. ELE É A RAZÃO DE EXISTIR A BÍBLIA!

    Como Lutero disse: “Cristo é o Mestre, as Escrituras são apenas o servo. A verdadeira prova a submeter todos os Livros é ver se eles operam a vontade de Cristo ou não. Nenhum Livro que não prega Cristo pode ser apostólico, muito embora sejam Pedro ou Paulo seu autor. E nenhum Livro que prega a Cristo pode deixar de ser apostólico, sejam seus autores Judas, Ananias, Pilatos ou Herodes”

    Quando Cristo inicia Mateus 5 até 7, explicando a doutrina à multidão, Ele está ensinando o povo sobre ELE PRÓPRIO. Quando o Mestre diz que cobiçar uma mulher no pensamento já é pecado, ele apenas mostra que nós somos pecadores e não conseguimos nos libertar dos nossos pecados, cumprindo o que Ele diz. Porém ao mesmo momento que Cristo mostra isso, Ele também diz: “Eu sou Aquele que tira o pecado do mundo”.

    Por isso se cumprirmos o Velho Testamento, apedrejaremos a mulher adúltera de João 8. E se cumprirmos o Novo Testamento em 1 Coríntios 5:1-5, “Aplicaremos a Disciplina” na mulher em questão, e não lembraremos de 2 Coríntios 2:6-8 em confirmá-la em amor.

    Tudo isto faremos enquanto não entendermos que NÓS SOMOS TÃO PECADORES QUANTO ELA, e declararmos NOSSA FALÊNCIA ESPIRITUAL. Assim, não vamos crer em Cristo.

    SE NÃO VIVERMOS TOTALMENTE DEBAIXO DA GRAÇA, NÃO HÁ SALVAÇÃO PARA NÓS.

    Viveremos falando sobre a Graça, mas não vivendo na Graça, no favor imerecido que Cristo fez por nós. Não compreenderemos os conselhos de Paulo, Tiago, Pedro, João, etc. e os descontextualizaremos, tratando-os como dogmas e nos esquecendo do que Cristo disse. Seremos fariseus do século XXI, idolatrando as Escrituras mas não seguindo a Cristo!

    Portanto não confundamos. A BÍBLIA É A PALAVRA DE DEUS. Ela mostra como somos caídos, pecadores, maus e ela nos mostra como somos necessitados da Graça de Cristo, recebida pela fé que nos foi dada por Deus.
    Cristo é o personagem central da Bíblia.

    A Bíblia serve a Cristo, não Cristo serve a Bíblia.
    Deus abençoe a todos.


    PS: Aos irmãos que se declaram adeptos da “sola Scriptura”, não se esqueçam das outras “solas”, implícitos no final da minha argumentação acima: A Bíblia é a Palavra de Deus (sola Scriptura). Ela mostra como somos caídos, pecadores, maus e ela nos mostra como somos necessitados da Graça (sola Gratia) de Cristo (solo Christus), recebida pela Fé (sola Fide) que nos foi dada por Deus (Soli Deo Gloria).

  2. Apenas complementando, já vi irmãos pastores consagrados dizendo que “não conseguem fazer uma pregação cristocêntrica a partir do Velho Testamento”.

    Isso não ocorre se compreendermos que “A Lei e os Profetas” cumprem-se em Cristo. Pregar o Velho Testamento se torna fácil. Vemos como o homem é caído, que tudo que ele faça não consegue justificação e naquilo que ele acerta é apenas sombra dos tempos futuros com Cristo.

    O mesmo ocorre com as cartas de Paulo, João, Pedro, etc. Lembremos que eles eram homens, usados por Deus, mas homens. Pedro foi repreensível ao deixar os gentios e ir se sentar com os judeus, Paulo brigou feio com Barnabé a respeito de Marcos de tal forma que se separaram e nunca mais andaram juntos. Paulo só foi reconhecer que Marcos lhe era útil ao Evangelho, lá no final quando já estava preso em Roma…

    O Único perfeito é Cristo. Seguir Paulo, Pedro, Apolo? Não!! Devemos seguir a Cristo!!

  3. Comentei no blog do Yago e reproduzo aqui:

    Confesso que o texto de Yago me chocou pelos termos como “Caio Fábio tem arrebanhado para a sua religião muitos seguidores”, “Caio Fábio e seus pupilos não conseguem perceber…”, “Homens como Caio Fábio e sua corja…”, terminando com “Ler ou ouvir um sermão de Caio Fábio é ouvir o que o inimigo tem a dizer”.

    Caio Fábio para mim é um pecador igualzinho a mim, portanto, apesar de ter sido abençoado por Deus através das pregações por ele pregadas, Caio Fábio não é meu guru e muito menos ídolo, mas é meu irmão em Cristo, e disso eu não abro mão.

    Agora sobre o teu texto, Yago, confesso que vi muita destreza tua em citar trechos bíblicos, citações de vários teólogos e escritores, porém, infelizmente vi muito espírito de fariseus, ao debochar, faltar com amor, acusar e até, no final, afirmar que Caio Fábio é porta-voz do diabo.

    Sei que a biografia do Caio Fábio sempre acaba sendo lembrada quando ele prega o Evangelho. Houve leitores aqui que lembraram que o “Caio caiu no adultério”. Outros mencionaram os problemas com o “Dossie” que o Caio enfrentou. Certo, mas eu pergunto: “Quem não peca?”, O Caio sofreu um escrutínio em praça pública pelo seu pecado, mas quantos de nós vivemos escondendo pecados tão mortíferos quanto os que acometeram o Caio? E o pior, o Caio se arrependeu deles e os abandonou. E nós temos feito o mesmo com os nossos pecados?

    Para terminar, Yago, te conhecia do Voltemos ao Evangelho, que tem vídeos e blog interessantes na web, mas desconhecia sua biografia e confesso que fiquei surpreso em saber que você se identifica como “sou noivo da Isa, tenho 21 anos (…) Conheci a Cristo em 2007 e desde 2012 faço parte da membresia da Igreja Batista Manancial, (…) No início de 2012 eu comecei em um seminário batista o curso de bacharelado em Exegese Bíblica, onde tenho sido abençoado com ótimas aulas e amizades edificantes. Neste mesmo ano eu iniciei o Vlog do Yago, que é um canal no Youtube onde eu respondo perguntas teológicas dos internautas e tento transmitir um pouco do que tenho aprendido com meus estudos pessoais.”

    Meu queixo caiu. 21 anos de idade, convertido há 6 anos, com menos de 1 ano e meio de seminário e solteiro. Espera um pouco. Quanta experiência de Evangelho há aí? Quanta visita, sofrimento, escárnio, cuspida no rosto, calúnias, choro próprio e da família, fraldas de bebê trocadas, sofrimentos e angústias no casamento Yago Martins já passou?

    Paulo mesmo disse em 2 Coríntios 11:23-27: "São ministros de Cristo? (falo como fora de mim) EU AINDA MAIS: em trabalhos, muito mais; em açoites, mais do que eles; em prisões, muito mais; em perigo de morte, muitas vezes.Recebi dos judeus cinco quarentenas de açoites menos um.
    Três vezes fui açoitado com varas, uma vez fui apedrejado, três vezes sofri naufrágio, uma noite e um dia passei no abismo;
    Em viagens muitas vezes, em perigos de rios, em perigos de salteadores, em perigos dos da minha nação, em perigos dos gentios, em perigos na cidade, em perigos no deserto, em perigos no mar, em perigos entre os falsos irmãos;
    Em trabalhos e fadiga, em vigílias muitas vezes, em fome e sede, em jejum muitas vezes, em frio e nudez.

    Com amor fraterno te digo que você precisa sair das teologias e seguir os passos de Cristo. Livros e discursos são belos, mas nos sofrimentos dos vergões e cicatrizes é que somos aperfeiçoados na Graça de Cristo, refreando nossa carne e vencendo o pecado.

    Porque o reino de Deus não consiste em palavras, mas em poder. 1 Coríntios 4:20

    Grande abraço.

    Em Cristo que nos cobriu com a Sua Graça.

    HP

  4. A bíblia é um livro que precisa ser lido com a orientação do Espirito. A bíblia pode em alguns momentos ser um livro "morto" como pode em outros trazer iluminação a quem o lê.
    Caio Fabio erra, na minha opinião, quando levanta este tipo de questão da forma como o faz. Não discordo dele quanto a relação entre o velho e o novo testamento, mas não vejo porque depurar se esse ou aquele personagem estava naquele instante sendo humano ou iluminado, pois um simples versículo sob a orientação de Jesus pode se transformar algo muito mais amplo do que de fato é na simples leitura.
    Entendo a bíblia como "chaves" de revelação, que repito, pode, dependendo das circunstancias ser somente papel como pode ser luz para nossa mente e coração.
    Como diz a expressão, "bem dizer" todos os pregadores complicam as coisas quando querem colocar na palavra bíblica iluminada, pitadas de opinião pessoal, baseado em históricos pessoais.
    Jesus fez muita coisa, infinitas, mas deixou claro que Deus estava acima de todas elas. Façamos também coisas, tendo Jesus acima de todas elas.

  5. Irmão Yago, você registra: "Eu, sinceramente, não entendo como uma pessoa inteligente pode cair em erro tão crasso."
    Eu é que não entendo como você ou qualquer fiel de Deus venha alegar não entender tal situação como a que se apresenta através da manifestação do Sr. Caiu, digo Sr.Caio.
    Ora, não desprezemos o essencial discernimento dado pelo Espirito Santo aos fiéis a possibilitar detectar infiltrações contra a Santa Palavra, infiltrações que se afiguram PATENTEMENTE na referida manifestação do Sr. Caio.
    É simples: quando o ego governa, a humildade perde lugar e a arrogância torna-se aliada, alimentada pelo "inteligente" Satanás, a velha serpente.
    Se observares, caso tenhas tempo e estejas firme na fé, o procedimento do Sr. Caio desde sua queda, principalmente suas manifestações, verás uma violência, uma arrogância, uma amargura descomunal, como alguém girando uma metralhadora para todo lado. Ou comunga-se com o pensamento dele ou leva bala. O mesmo se dá com boa parte dos que o defendem com unhas e dentes.
    Com certeza um homem de Deus confiável, tremendamente por Ele usado mas num passado que vai ficando cada vez mais distante.
    Lamentável.
    Se ele pretende realmente defender a bandeira do Evangelho não o demonstra por suas manifestações, extremamente danosas.
    Louvo ao Senhor pela coragem que deu a você, Yago, de honrar as Escrituras Sagradas publicamente, máxime nos trechos que valem aqui repetir, mesmo sabedor de que "pedras" poderão voar contra sua cabeça:
    "Cristo prometeu aos seus apóstolos não apenas que o Espírito Santo os faria “lembrar de tudo o que vos tenho dito” (Jo 14:26), mas também que o Espírito Santo “vos ensinará todas as coisas” (Jo 14:26) e “vos guiará a toda a verdade” (Jo 16:13). Os apóstolos receberam de Cristo, através do Espírito, mais daquilo que o Senhor desejou que soubéssemos. O próprio Jesus deixou claro que ensinaria mais aos Apóstolos mesmo após Sua morte e ascensão. Paulo deixa isso claro aos Gálatas: “Irmãos, quero que saibam que o evangelho por mim anunciado não é de origem humana. Não o recebi de pessoa alguma nem me foi ele ensinado; pelo contrário, eu o recebi de Jesus Cristo por revelação” (Gl 1:11-12). É por isso que o apóstolo Pedro podia dizer que “o mandamento do Senhor e Salvador” foi “ensinado pelos vossos apóstolos” (2 Pe 3:2), além de dizer que os escritos de Paulo estavam equiparados com todo o Antigo Testamento, chamando-os de “Escritura” (2 Pe 3:16). Paulo podia dizer: “Se alguém se considera profeta ou espiritual, reconheça ser mandamento do Senhor o que vos escrevo” (1 Co 14.37). O apóstolo agradecia a Deus sem cessar pelos Tessalonicenses: “ao receberem de nossa parte a palavra de Deus, vocês a aceitaram não como palavra de homens, mas segundo verdadeiramente é, como palavra de Deus” (1 Ts 2:13). Paulo ensinava “não com palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas com palavras ensinadas pelo Espírito” (1 Co 2:13). Paulo não poderia ser mais claro: “Cristo fala por meu intermédio” (2 Co 13:3) (…) Paulo deixa claro que as suas epístolas também são coisas que Jesus agora nos ordena, de tal modo que “aquele que rejeita estas coisas não está rejeitando o homem, mas a Deus” (1 Ts 4:8)."
    Glória a Deus! Eis Sua Santa Palavra, infalível eternamente.
    Assim, amado, oremos muito para que o Senhor continue nos concedendo coração quebrantado com muito fervor e assim sejamos consumidos sofrendo em prol do avanço do Evangelho Pleno, para Sua glória, até que Ele venha.
    Maranata.
    Amém.

  6. Qual o problema de Caio Fábio com a Bíblia? Simples, ele é favorável ao supremacismo gay, e não há como defender isso sem jogar a Bíblia fora. Então o que ele faz? Jogo os apóstolos e profetas fora e diz que está "seguindo Jesus"…

  7. E' meus irmaozinhos, Renata, Claudenor e Joao Lima, a descendencia daqueles religiosos do tempo de Jesus, que a qualquer palavra dita, que nao fosse segundo os conformes da lei e do que eles queriam que fosse, e que pegavam em pedras,cresceu, se multiplicou e infesta o seculo 21. O livro montado de acordo com a politica religiosa de Constatino (e que merece respeito e consideracao por conter parte da verdadeira historia do cristianismo), e' mais adorado do que o proprio Cristo e, inclusive, tomou o Seu lugar, sendo chamado de PALAVRA de Deus. Nao vou entrar em detalhes, mas, cansa essa gente que nao consegue enxergar o que relamente JESUS ensinava, nem o obvio do livro sagrado e tem uma dificuldade eterna em se referir 'a Biblia como Escritura e 'a Jesus com a unica Palavra de Deus. Se pudessem fazer isso iriam ver quem Jesus e' de verdade e o que e', verdadeiramente, o livro.

  8. Virá a apostasia e será revelado o filho da perdição 2Tessalonicenses 2.3. Se prestarmos atenção neste Texto, veremos que Paulo aqui está dizendo que a apostasia colocará o anticristo no poder. E isto, porque rejeitam o amor a verdade e dão crédito a toda mentira. Leia todo este capítulo.
    Já escrevi em outras matérias acerca de Caio Fabio, e aqui repito: Ele, as vezes, surpreende por suas idéias brilhantes, mas, por outras vezes ele desce tão baixo que assusta. Conheço boas e péssimas de suas literaturas; ao ponto de, alguns 20 anos atrás, ter eu pensado que ele seria um dos meus escritores preferidos. Mas, decepcionei-me. Decepcionado estou com o fato de muitos ainda assim, mesmo diante de uma matéria tão fidedigna com a defesa da verdade bíblica, assentada nas mais claras regras fundamentais da hermenêutica, receber críticas de quem deveria agradecer a Deus por iluminar as mentes de seus servos quanto a Sua revelação. O nosso compromisso é com Deus e Sua Palavra. Nosso respeito e admiração por pessoas devem ir à medida do compromisso com Deus, mas nunca ultrapassar disso.
    Portanto, Yago Martins, ainda não conheço a totalidade de seus conceitos teológicos, mas, aqui nesta matéria, você deu provas de estabilidade teológica compromissada com a verdade de Deus. Parabéns.

  9. Sr.João Lima,o seu comentário é "café requentado". O sr.Caio Fábio fez muito mais mal aconselhando aquela irmã que está confusa do que a ajudou – ele complicou a vida dela e de outros.As Escrituras não caducaram,quem caducou foi o Caio.Vamos ler juntos Provérbios 6:29? Essa Escritura não caducou está vigente e atuante e operante. " Quem for para a cama com a mulher de outro sofrerá castigo", o que caducou? O Caio ,o tolo,o idiota que tem muitos seguidores idiotas,e um deles é vc.A Escritura registra que quem pratica tal ato – é burro uma expressão menos ofensiva.
    Bate-Sebas é igual a Bate-cova (cemitério) e isso o seu líder praticou,será por isso que ele acha que o AT e NT
    caducou? Em Romanos 11 diz que devemos considerar a bondade de Deus ,bem como a Sua severidade. O senhor Caio Fábio errou e errou feio,não foi só a questão de ir para a cama com uma mulher casada,houve outras falcatruas que até hoje estão em "sigilo pastoral".Quem ocupa cargo de liderança tem maior responsabilidade e a cobrança é dobrada.Eu não acredito no que o sr.Caio prega,acredito que ele precisa se consertar com Deus e se reconciliar com a igreja-irmãos que ele escandalizou e eu sou um deles,coisa que até hoje ele não fez.Recusei o convite de Caio para me encontrar com ele na casa dele,pois ele é violento e eu não estou disposto a levar porrada como ele sempre tem prometido e desafiado os seus desafetos,Fico com o artigo do Yago,e vcs têm que aprender que quem fala o que quer, escuta o que não quer. tito from brasília.Desapontado.

  10. Caro Yago sugiro que antes de escrever outro artigo a respeito do Caio, passe uma semana assistindo o programa dele para assim você ter argumentos sólidos e ir contra o evangelho, que uns dos poucos homens de Deus ainda pregam nesses últimos 20 anos.

  11. Lamento a falta de respeito, de amor e a ofensividade nos nossos discursos. Posso dizer que não concordo com A ou com B, porém, espera-se respeito. Agora no tocante ao pensamento, penso o seguinte: Se a ideia defendida por Caio estiver certo, todo o cristianismo está errado e não digo o presente cristianismo, e sim, todo o cristianismo. Alguém me corrija, se eu estiver errado, mas não foi o próprio Lutero que classificou o livro de Tiago como um livro menor? Amados, defendemos a doutrina e nos esquecemos da unidade. Como ter unidade com tanto insultos, uns aos outros? O insulto não edifica por mais verdade que seja. Os ensinamentos Paulino são difíceis de entendimento, assim os fortes devem suportar aos fracos em amor.

  12. Olá! Sou Calvinista e sinceramente o Rev. Caio não me incomoda em nada, aliás, chega a acrescentar. É como
    um velho ditado " Quanto mais se critica uma pessoa,
    mais ela cresce" e as pessoas hoje em dia são curiosas, portanto, em virtude das criticas vão procurar ver o que
    há de mal e acabam ficando. Abraços!
    Em Cristo!
    Luiz Carlos

  13. À falta de melhores argumentos, tentam simplesmente desqualificar a pessoa de Caio Fábio. Com todo respeito, o sr. Yago não logrou refutá-lo adequadamente. Por isso, ofende até seus defensores, com termos como "corja". É a dialética da desqualificação.

    O 'problema' da hermenêutica de Caio Fábio, é sua lógica instigante, que nos tira da nossa zona de conforto e nos obriga a pensar. É uma maneira peculiar de enxergar a Cristo, colocando em xeque rótulos e pré-concepções defasadas.

    E, ora, o que se espera dos nossos velhos crentes, além de que nada questionem, que obedeça o rei, o pastor, o governante, o patrão, todo aquele que possua hierarquia superior a você, como se o mundo fosse um grande quartel. Que não questione os rolex, ferraris e jatinhos, as aposentadorias polpudas, as heranças das dinastias, os feudos, as deferências e as castas que se formam em quase todo grupamento humano. Expõe-nos, Caio Fábio, ao perigo de pensar por nós mesmos e sindicar os nossos novos ídolos.

    Yago toma Caio Fábio por inimigo, que não é. Pura perda de tempo e energia, que deveriam ser direcionados ao pensar de argumentos mais consistentes e menos preconceituosos. Estes, sim, seriam edificantes.

    O que parece ser o pecado mortal de Caio Fábio é o fato de ser bem mais culto e inteligente que a média de seu grupo. E, mais ainda, o de pensar e agir por si mesmo, com todos os riscos, numa seara na qual impera a dialética do medo e da obediência servil.

  14. Tá, e o que a gente faz com as passagens de Jesus curando no sábado? E com a prostituta que deveria ser apedrejada? E várias outras passagens em que Jesus não cumpre a Escritura?

  15. Caro Yago,respeito seu ponto de vista,até porque vivemos em um país onde há liberdade de expressão garantida pela constituição… Acredito que todos os pensadores possuem seu lado crítico e equivocado também em vários assuntos… Não fique se apegando ao que A ou B disse sobre isso ou aquilo,viva O Cristo,se você O encontra em toda a bíblia O viva,se O encontra em parte O viva da mesma forma,não deixe que a Letra ofusque o Espirito que habita em você e te dá provas íntimas entre apenas vocês dois da Sua existência e agir… VIVA SUAS EXPERIÊNCIAS COM DEUS… e no restante tudo é vaidade!

  16. Caraca Yago, tenho acompanhado algumas falas suas nos últimos dias, vc anda falando muita merda, pelo amor de Deus fica calado um pouco senão vc vai se queimar e nem vai ser pelo evangelho mas pela sua arrogância.

  17. Depois daqueles problemas, que envolveram o Caio Fábio, ele surtou radicalmente na proposta apresentada como "evangelho", inclusive na sua maneira de se vestir (fato irrelevante). Evidentemente que ele tem fies simpatizantes, assim como o Inri Cristo tem. Suas afirmações são totalmente contraditórias quando colocadas sob o crivo bíblico. Seguindo a linha dos apóstatas, "seus ensinamentos e os seus livros, estão acima da milenar palavra de Deus (absurdo). Mas como estamos atravessando uma apostasia (início) predita na inerrante palavra, apoiada por milhares, segue-se o que está escrito.

  18. Acho que o pastor Caio Fabio nunca passou por Mateus 22.29: "Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus.” E, sobre a bíblia como argumento de fé e apologética, o que dizer sobre as correções da lei que Jesus fazia aos fariseus? "Ouvistes o que foi dito? Eu porém vos digo…" Isto sem contar as inúmeras citações e testificações de Jesus sobre os profetas, os patriarcas e a lei.

    O que mais me intriga, contudo, é de onde Caio Fábio tirou tamanha asneira uma vez que a opinião de Jesus sobre as escrituras está contida, por mais incrível que pareça, nas escrituras. “E, começando por Moisés, e por todos os profetas, explicava-lhes o que dele se achava em todas as Escrituras.” (Lc 24:27)

    No afã de procurar explicações, fico com Gálatas 1.7 – "O que ocorre é que algumas pessoas os estão perturbando(os cristãos de Galácia), querendo perverter o evangelho de Cristo."

  19. É incrível como os "caiofabetes" criticam os argumentos do autor do texto sem se quer refutar um. Comprovem onde ele errou no que escreveu e parem de "mimimi". Toda vez é isso: "Não entendeu o que o Caio falou". Entendemos muito bem, só não concordamos em nada. Dá pra vocês? O Caio tem o direito de não concordar com ninguém e criticar, mas não pode ser criticado. Fã é assim mesmo. Chatice!!

  20. Apesar do texto do Yago Martins parecer uma defesa do evangelho, parte de algumas linhas das palavras de Caio Fabio, veja, não sou advogado do Caio e não concordo com boa parte do que ele ensina, mas não podemos ser injustos. O Caio Fabio diz: "De modo algum se está dizendo aqui que só Jesus interessa na Bíblia, mas, por outro lado, nada interessa senão a partir Dele e nada é Palavra de Deus se não for compatível com Ele, por mais ‗bíblico‘ que seja!". Lendo todas as palavras do Caio somando-se ao contexto pelo qual levou-o a escrever isso, não vi problema nenhum, pelo contrário.

  21. Eu li alguns que morbidamente citam a pegada mal dada do caio Fabio, bem, não vou julgar nem ele nem vocês, mas vou pedir um favor em nome da justiça que alguns querem se fazer conhecer.
    Quando o pastor de vocês mandar abrir a bíblia em algum desses livros abaixo e começar a pregar Davi,
    1 Samuel
    2 Samuel
    1 Reis
    2 Reis
    1 Crônicas
    2 Crônicas
    Salmos
    por gentileza, sejam homens do saco roxo e digam que Davi caiu na tentação, e pior, caiu na condição de opressor sexual de uma mulher que por questões de cultura e época não podiam nem dizer não a ele. E ele o fez mesmo depois de ter recebido muito de Deus.
    Como eu sei que não vão fazer isso, considero o papo de vocês conversa fiada.

  22. Eu li alguns que morbidamente citam a pegada mal dada do caio Fabio, bem, não vou julgar nem ele nem vocês, mas vou pedir um favor em nome da justiça que alguns querem se fazer conhecer.
    Quando o pastor de vocês mandar abrir a bíblia em algum desses livros abaixo e começar a pregar Davi,
    1 Samuel
    2 Samuel
    1 Reis
    2 Reis
    1 Crônicas
    2 Crônicas
    Salmos
    por gentileza, sejam homens do saco roxo e digam que Davi caiu na tentação, e pior, caiu na condição de opressor sexual de uma mulher que por questões de cultura e época não podiam nem dizer não a ele. E ele o fez mesmo depois de ter recebido muito de Deus.
    Como eu sei que não vão fazer isso, considero o papo de vocês conversa fiada.

  23. Recordo-me que, quando morava em Salvador-Ba.,nos meados dos anos 80,em uma pensão de estudantes.Soube que O Caio Fábio estaria em um teatro famoso,Seu objetivo:conquistar almas para Cristo,Então, convidei meus amigos,muitos foram, entre eles o filho da dona da pensão,um viciado nas droga. Pois é, estava lotado,detalhe:ouvir o evangelho naquela época não se pagava"nada".O pregador de almas, naquela noite conquistou para Jesus muitas conversões de vida.O Espirito Santo ungiu aquele lugar.
    Porque estou contando este testemunho do Caio Fábio?… Só para lembrarmos que a simplicidade e o temor o Senhor traz resultados maravilhosos.Só que hoje, o mesmo está se achando que a "sua" teologia fará o mesmo o que fez no passado.

  24. É mais fácil um homem receber a salvação vendo Jesus, como Dimas, do que tentando entender as escrituras quando se trata das inúmeras explicações de Paulo e Pedro ainda assimilando e adaptando os ensinamentos de Jesus ante ao judaísmo, como também, é difícil entender todo pano de fundo histórico d'aqueles dias, que levaram a algumas afirmações radicais em face a realidade histórica de nossos dias. Amo Jesus e as escrituras.

  25. De fato,antes de aceitar a opinião de um neófito,tenho que saber até onde vão estas afirmações.Muitos por aqui fazem questão de tirar fora de contexto as afirmações do Pr. caio.Ademais disto,voce,irmão Henrique,foi brilhante ao expor a "experiência de vida" do irmão(?) Yago.Tá na cara que ele tem pretensões a escritor e referência para para "seguidores",como o Caio(segundo ele).Aposto que ele nunca subiu uma favela,nunca expulsou um demônio,nunca ou por uma cura e viu o doente restaurado,nunca foi humilhado por causa de sua fé,nem desprezado ou abandonado por amigos,por causa de Jesus.São coisa simples,mas com o passar dos anos se constituem em um patrimônio sólido de experiência e modelagem do caráter via sofrimento.deixa ele,é um fedelho enfatuado com sonhos megalomaníacos.Cedo o balãozinho japonês dele se apaga e cai logo ali.

  26. Maninho,se eu escrevesse tão bem como voce!!Parabéns pelo comentário.É isso mesmo,além de um óbvio despeito.E o rapaz nem tirou a fralda ainda!Não pastoreou ninguém!é só um aprendiz sem experiência que ressoa um eco de opinião sub-acadêmica!E olha só,ele nem conhece o Pr.Caio,imagine!!

  27. A diferença é que todos concordam que Davi pecou, e ninguém está sendo proibido de dizer isso. Todos os homens de Deus de todos os tempos, cujas vidas são estudadas sofrem esse escrutínio. Agostinho, Tomás de Aquino, Lutero, Calvino, Wesley, todos eles tem suas falhas apontadas, e ninguém rasga as vestes por causa disso.

    Mas ai de quem apontar um erro em Caio Fábio. As caietes se desesperam e saem atirando para todo lado.

    Eu não tenho paciência com fãs-clubes. E muitos dos mais fanáticos fãs clubes são os de certos pastores e certos cantores cristãos (ou supostamente cristãos).

    Mas já que estamos falando sobre isto, vou dizer o que penso dos discursos de Caio Fábio. Acho que cheiram a conversa mole, de quem quer deixar propositalmente mais de uma interpretação no ar, para que seus fãs, por excesso de boa vontade enxerguem uma interpretação mais aceitável, e para que as outras pessoas enxerguem o mal mas sejam desacreditadas pelo fã clube. Assim ele cria uma polarização entre os do clube e os de fora, reforça o fanatismo dos seguidores, e posa de "perseguido injustamente". Exatamente a mesma técnica dos petistas, e outros grupos supremacistas atuais.

  28. O que mais me impressiona e ver muitos que se dizem "cristão" defendendo esse homem que já não tem mais moral alguma de falar de CRISTO! Pois nunca mais ele poderá falar "seja meus imitadores como eu sou de CRISTO".
    Parabéns pela matéria e continue a defender o evangelho do SENHOR JESUS contra esses que "adulteram" a Palavra do SENHOR.

  29. " JESUS É A CHAVE HERMENEUTICA PARA ENTENDER OS TEXTOS BÍBLICOS" 'DEUS NÃO VEIO DA BIBLIA, MAS A BIBLIA DE DEUS" e ainda "A BÍBLIA NÃO É INERRANTE, NEM INFALÍVEL PORQUE ESCRITA POR HOMENS" são frases do Caio Fábio que atingem o amago dos IDOLATRAS DO LIVRO, e ainda DESAFIAM os dogmas do FUNDAMENTALISMO EVANGÉLICO.

  30. Essas frases por sí só, expressam tamanha verdade, que não precisam de comentários, estudos ou artigos em sites para defendê-las.
    O que precisa ser defendido ideologicamente, é o que não está claro, como o referido texto.

  31. Nando

    Todas as pessoas que dizem isso, sem exceção, o fazem por conta de chegar. Procure, e sempre achara algo específico que a pessoa queira negar nas Escrituras Sagradas.

    Finalmente, alguns afirmam que quem crê nas Escrituras é semelhante aos fariseus. Jesus disse o contrário: "Porém, Abraão lhe disse: Se não ouvem a Moisés e aos profetas, tampouco acreditarão, ainda que algum dos mortos ressuscite.
    Lucas" 16:31
    Jesus disse também "Porque, se vós crêsseis em Moisés, creríeis em mim; porque de mim escreveu ele." João 5:46

    Esse marcionismo requentado de Caio Fábio não pode se basear em Jesus. Se ele tem problemas em crer nas Escrituras, assuma, e não fique jogando a responsabilidade por isso nas costas de Jesus.

  32. Tive a felicidade de ser evangelizado pelo Rev. Caio Fábio há 32 anos atrás.fiquei 4 anos na igreja e depois mudei.Passei um tempo na VINDE com os voluntários e digo que nunca ouvi do Pr Caio uma estupidez.Não sou fã de ninguém e já discordei dele aqui mesmo neste blog.Mostre-me no Brasil qual pastor pecou e admitiu seu pecado via rádio para todo o Brasil e eu o respeitarei,se voce for capaz de achar um sequer.Ele podia ser milionário só com a venda dos livros que escreveu e isso todo mundo pode te dizer.e muitos morrem de inveja pois ele foi o único pastor chamado para uma audiência com o papa católico,sendo apontado como representante da comunidade evangélica brasileira. Isso feriu muita vaidade de lobos e ratos de seminários.Foi traído por gente que é idolatrado neste blog,só porque de vez em quando faz teatro com a miséria do povo.Foi um dos pioneiros na obra social,antes de muitos neste país.e não construiu nenhum templo suntuoso com o dinheiro que arrecadou,com fazem agora para luxarem.Acha mesmo que ele precisa ou busca aplausos?

  33. Amigo Antognoni,

    Li três posts desse blog numa noite e posso te dizer que, seja nos textos, seja nos comentários, só percebi críticas, ódio, pessoas brigando para serem as donas da verdade, etc.

    Uma pessoa com o seu talento tem tanto para dizer. Que pena que esse canal tenha se transformado nessa fonte de ódio, discórdia, julgamentos e brigas.

    Um abraço.

  34. Cardoso

    Acredite no que quiser, eu tenho minha percepção, você tem a sua. Mas alguns pontos do que você disse são facilmente objetáveis.

    1. Admitiu publicamente depois que a bomba estourou. O caso do dossiê das ilhas Caymans saiu em todos os jornais. Ele diz explicitamente que os petistas armaram para ele (até acredito) mas depois continuou amiguinho daqueles que o apunhalaram. Será que não tem mais coisa aí? Ele mesmo conta que o Lula queria jogar o abacaxi do dinheiro do Kadafi no colo dele. E depois disso ainda continuou apoiando o "cara"? Você realmente acredita que não tem mais nenhuma ponta solta nessa estória?

    2. O escândalo do adultério foi a mesma coisa. Depois que não dava mais para esconder, confessou. Não vou dizer que o arrependimento não pode ter vindo depois, só digo que ele não é melhor que ninguém.

    3. Um dos pioneiros da obra social é forçar a barra. Houve tempo em que os cristãos construiam hospitais, escolas, creches, orfanatos, e isso não é coisa que tenha começado neste século nem no século passado. Isso era o comum. A novidade foi o marketing bem feito.

  35. Acredite,não.Eu estava lá e vi o que afirmei.qunto ao Lula é evidente que foi um plano da ICAR para desestabilizar o protestantismo no Brasil.Temiam uma união em torno de um candidato evangélico e o Caio tinha muita influência na mídia.Depois do dossiê o Lula foi acolhido pela Globo como um salvador para o Brasil,quem tem idade lembra,é só perguntar aos mais velhos.Quanto ao adultério,as igrejas escondem s erros do clero para não envergonhar sua "reputação".E isso em todas as igrejas.Mas ele não fez uso disso e PESSOALMENTE falou no rádio.Conhece algum que assumiu suas decisões dessa maneira?DUVIDO!!Além do mais eu disse pioneiro antes de muitos,a não antes de todos.É tão evidente isso que a igreja católica junto com a globo lançou uma tal campanha contra a fome (do betinho) e quando os evangélicos abandonaram o cuidado com as crianças,ela lançou logo o tal "Criança Esperança",como pretexto perfeito para angariar fundos,como hoje se vê.Cadê as igrejas evangélicas que estão na vanguarda das obras sociais,em prol das crianças?Se tiver alguma apresente-as,por favor!

  36. Não duvido nem acredito na descrição que você faz do caio no ultimo paragrafo, se é o ou se não é, sinceramente, não faz muita diferença para mim. Nunca fui a cultos dele, mas já vi vários vídeos e na maioria percebi um evangelho bem pregado, porém raro se tornou assistir alguma coisa dele hoje em dia, mas por opção, não por rejeição.
    No entanto o que eu questiono aqui neste assunto é a forma como as pessoas se portam com os erros dos outros e como avaliam estes erros dependendo de onde vem.
    Eu não sei em que condições os outros o defendem, sei que eu o defendo no quesito "queda por um rabo de saia", que a partir dai serviu para descaracterizar tudo que ele diz ou deixa de dizer, que serve para tirar o mérito das coisas boas que ele diz ou venha a dizer, assim como desconsiderar o que ele pode representar na contribuição da conversão de alguém.
    Eu pessoalmente acho que ele tem hora, e cada vez mais,
    parece um ser místico naquela varanda, com todas as suas poses e cacarecos simbolísticos a sua volta, mas deve ser fruto da idade ou de alguma maluquice dele, sei lá, mas fato é que se isso interferir na percepção positiva que eu venha a ter de suas mensagens, eu simplesmente "troco de canal" e pronto.
    Mas não vou medi-lo por um erro masculino tão comum entre nós e que estamos sujeitos a todo instante, todos nós estamos de alguma forma rodeados por isso, é juntar uma sequencia convincente de fatores e será difícil não cair, portanto vigiemos pois pode ser grande a tentação.
    Quanto a Davi, é um personagem bíblico de relevância, é uma figura, dependendo do segmento evangélico, mais pregada que Jesus e cometeu o mesmo erro, ou pior, e ninguém está disposto a descaracterizar as coisas que ele disse e fez, pelo contrário, é tema de longas pregações.
    As igrejas estão cheias de ex prostitutas, ex pilantras, ex viados, ex bandidos que são aplaudidos em seus testemunhos e vários vão a frente para que estas mesmas pessoas lhe imponham as mãos, mas veja, a pegada mal dada do Caio Fábio não é perdoada, é usada para maledicência de evangélicos, é usada para criticas venenosas, como se nós fossemos assexuados e este tipo de pecado não pode nos atingir. Irmão, é muito hipocrisia!
    Madalena, Jesus a encontro no erro, prestes a ser linchada por atitudes altamente reprováveis, no entanto ser tornou serva do seu Senhor Jesus.
    Pois é.

  37. Sinceramente, uma coisa é você ouvir a interpretação de um ensinamento de um mestre, outra coisa é você ouvir diretamente o mestre, logo, o que Jesus diz é mais significante que as interpretações paulinas, embora a experiência de Paulo continue sendo muito especial e me convida a experimentar Cristo. Abraço gente boa.

  38. E disse-lhes: São estas as palavras que vos disse estando ainda convosco: Que convinha que se cumprisse tudo o que de mim estava escrito na lei de Moisés, e nos profetas e nos Salmos.
    Então abriu-lhes o entendimento para compreenderem as Escrituras.

    Lucas 24:44-45

  39. Caio Fábio está se passando por alguns dos comentaristas? Tanto pela dialética quanto pelo palavriado bem parece, ou tem mesmo feito escola.
    Quanto aos seus pecados passados, esqueçamos.
    Davi pegou gravemente; também o rei Manassés, este foi para o exílio Deus o perdoou e restituiu-o ao toono de Israel. Pedro negou Jesus, foi restaurado, e vêmo-lo em Antooquia da Sria seguindo os mesmos passos de sua queda anterior (Gl 2).
    Somos protestantes conservadores ortodoxos e não católicos papista; por isso não praticamos "confissões auriculares/de sacristia". Sem ofendeu a santidade pública da Igreja, confesse à Igreja e esqueça – esquecendo as coisas que ficaram para trás…
    Quanto a disseminação de heresias devemos sempre refutá-la, assim como exortar quamto aos pecados da carne, se a pessoa insiste em não se arrepender.

  40. Yago, seja homem e vá esfregar na cara dele toda sua teologia. Sairá de lá pedindo perdão e convertido à simplicidade do Evangelho, do qual CF é um HEREGE DO ÓBVIO.

  41. Já vi tudo: o negócio desse pessoal que se trata de "irmão" pra cá, "irmão" pra lá, nada mais é do que tentativa de demonstrar uma erudição que não possui. É um bate-boca sem fundamento, um tal de argumentação teológica sem nexo, e toma falta de amor, de tolerância. Parece que cada um é menos pecador que o outro. E o Caio que se lasque, adúltero, diabólico! E vai por ai. Como disse John Lennon, no filme: A Hard Day's Night, "Eu ouviria esse cara (se referindo ao personagem do diretor de TV) por horas…", eu, contrario sensu, não daria ouvidos a nenhum desses evangélicos que ainda não aprenderam que denominações não são igreja, nem por um minuto. E por não enxergarem a Igreja, não enxergam, também, o amor. Haja saco!

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui