O que penso sobre a Marcha das vadias no JMJ

4
609
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

media_vadias
Por Renato Vargens
Manifestantes que participaram da “Marcha das Vadias” na tarde deste sábado quebraram imagens de “santos” católicos na Praia de Copacabana, onde milhares de peregrinos aguardavam o início da vigília da Jornada Mundial de Juventude (JMJ). A ação partiu de dois indivíduos que estavam nus, tampando os órgãos sexuais com símbolos religiosos. (veja o vídeo abaixo)

Além destes, inúmeras mulheres vestidas de biquíni e sutiãs, de forma agressiva gritavam palavras de ordem contra o Papa, a favor da descriminalização do aborto e do homossexualismo. A maioria das manifestantes utilizavam adornos em forma de diabinhos, enquanto outros usavam máscaras.
Caro leitor, confesso que fiquei perplexo com que o vi pela televisão. Considero um despropósito, absurda e extremamente desrespeitosa essa “marcha das vadias”. O que fizeram ontem em Copacabana é um verdadeiro acinte. Ora, onde está o Ministério Publico que não indiciou esses vândalos? Estou impressionado com as imagens que vi. Quer dizer então que a fé dos outros pode ser ridicularizada e desrespeitada com deboche e perversidade? Ora, se fosse o contrário? Se tivessem sido católicos ou evangélicos “criticando” os ideais dos manifestantes? Com certeza seriam chamados de “homofóbicos” , fundamentalistas ignorantes e outros adjetivos mais.
Pois é, o que me impressiona é que os manifestantes em questão vivem defendendo o estado laico, só que o que não entendem é que um estado laico não é um estado ateu. Laicismo e ateísmo, são coisas bem distintas.
Aproveito o ensejo e tomo emprestado as palavras da minha amiga Norma Braga que com propriedade escreveu sobre o estado laico:
“Entenda bem isso agora: quando você defende o “Estado laico” como se quisesse tirar a religião da esfera de influência pública – em vez de simplesmente afirmar a separação entre Estado e religião – , você está contribuindo para que o Estado se torne cada vez mais autônomo e poderoso em todas as áreas da vida humana: leis, educação, cultura, até os recônditos privados do lar e da consciência. O cristianismo dava limites ao Estado de um modo que nada mais poderá dar, porque o colocava sujeito à autoridade do Deus cristão, com suas leis eternas, que atribuem uma dignidade ao ser humano que está ausente na política. Sem isso, nós nos tornamos peças de tabuleiro sob o monstruoso deus estatal e ficamos sujeitos ao consenso dos poderosos da vez. Depois você não poderá reclamar se for vítima de abuso estatal: não haverá quem o ouça.”
Pois é, vivemos dias difíceis onde o ódio, o pecado se multiplicam a olhos vistos. Diante da multiplicação da iniquidade resta-nos lembrar das Palavras do apóstolo Paulo a Timóteo que dizia:
“Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te. Porque deste número são os que se introduzem pelas casas, e levam cativas mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências; Que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade.” (2 Timóteo 3:1-7)
***
Fonte: Blog do Renato Vargens. Divulgação: Púlpito Cristão.

Assine o Blesss
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

4 COMENTÁRIOS

  1. DAQUI PRA FRENTE,A COISA VAI FICAR MUITO PIOR,E QUEM NÃO ESTIVER ATENTO,À PALAVRA DE DEUS,E AO QUE ELE NOS ADVERTE,NÃO SUPORTARÁ,E ACABARÁ SUCUMBINDO.JESUS ESTÁ ÀS PORTAS,E QUEM ESTIVER DESAPERCEBIDO,INFELIZMENTE,FICARÁ!

  2. SE VOCE LER O POSTER. DO ASSAPH BORBA. VOCE VAI CHEGAR A CONCLUSAO de que muitos evangelicos aprovaram esta atitude das vadias. pois para muitos o importantes e extinguir o catolicismo nem que para isto, tenha que andar abraçados com as vadias. isto é fato

  3. As mazelas humanas estão a flor a pele e no mundo todo, apesar que no Brasil tudo se potencializa pela pobreza, omissão do poder publico e pelo lixo do primeiro mundo que chega aqui reciclado, seja modismo, seja formulas requentadas e importadas.
    Mas não vamos nos iludir, tudo que está presente hoje na sociedade sempre esteve presente na existência humana.
    Cada geração ou cada século teve seus próprios problemas, atrocidades e escândalos.
    As sociedades sempre tiveram mecanismos neuróticos e estranhos no seu "movimento", e o movimento deste século é a sexualidade e o desmoronamento da igreja enquanto poder "constituído".
    A sociedade brasileira está sendo movida a sexo, e sexo é o termo macro de tudo que se possa correlacionar com o tema.
    Já a religião se enfraquece no papel de intervenção pois sempre se sustentou sobre uma moral mantida pela repressão, tanto é que, ordenar um pastor gay é fruto da ausência de repressão e não do exercício da moral como mecanismo de sobrevivência e organização de determinada sociedade.
    Assim como o sexo não pode se sobrepor aos princípios da conduta pautada pela moderação e recatamento, a religião não pode esperar se mantém no pilar da moral repressiva pois não é mais possível se sustentar desses mecanismo social religioso.
    Ao exigir liberdades em prol mesmo que de minorias e suas intensões, o alvo a ser atingido é a religião que tinha a bem pouco tempo atrás a prerrogativa da moral repressiva.
    Ora, se a sociedade se move fortemente pela liberdade, preferencialmente individual e a religião que tinha como meio de execução da moral repressiva o Estado de que fazia parte, como o Estado pode agora se basear na repressão religiosa para agir se ela não existe mais? Prefere com certeza se omitir baseado na premissa dessa impossibilidade, mesmo que parte do Estado composta por membros religiosos faça uso de repressões veladas para resistir a tudo isso.
    Caso típico da moral não repressiva é a regulamentação da profissão de prostituta na Europa.
    E típico de moral repressiva é a pena de morte para gays em países islâmicos.
    Assim é fácil perceber que a humanidade sempre este em desequilíbrio e o movimento mais forte sempre quer devorar o movimento mais fraco. Hoje o movimento é liberdade mesmo que buscado com métodos incompreensíveis e estúpidos e quem está disposto a se opor se a segunda via, igualmente equivocada do passado está enfraquecida?

  4. Como bem observado, salta ao olhos a omissão das autoridades públicas a respeito de tal agressividade em pleno Estado Democrático de Direito. Onde está, por exemplo, o MP?
    Inteligente a ponderação de que se alguma conduta ocorresse por parte de discordantes dos gays, lésbicas, transexuais e mesmo das não menos estúpidas "vadias", as manchetes dos jornais estariam firmes a denunciar o que chamam erroneamente de homofobia, etc. e etc.
    A tolice desse pessoal os leva, volta e meia, a atirar no próprio pé. Aliás, eles nem se importam com isto, pois sabedores da ausência de argumentos convincentes para suas bestialidades, colocam para fora todo o lixo que resolvem acumular dentro do coração ao longo da vida, de forma que nem conseguem entender os "tiros" que dão em si mesmos perante a sociedade, esta cada vez mais assustada e resistente aos tais.
    De se observar, ainda, que a insensatez, uma vez estabelecida e alimentada, não nos leva a outro destino senão à crescente insensibilidade, daí a conduta cada vez mais atrevida dos tais, incluindo agora este tal grupo de "vadias".
    Veja-se, por exemplo, o ato de ficar quase totalmente nú em via pública, concomitantemente passando a chutar cruzes. Bem, desde quando chutar cruzes no asfalto serve para alterar o registro histórico de que Jesus de Nazaré foi crucificado, derramando Seu sangue inocente em prol do resgate de muitos? (Deus amou tanto o mundo que entregou seu Único Filho para morrer a fim de que aqueles que nEle crerem não morram mas possuam a vida eterna – Jo.3.16).
    Ou seja, sair chutando cruzes e mesmo quebrando imagens de gesso publicamente só serve ao fortalecimento de todos quantos possuem fé. É simples. Estes agressores, se olhassem ao menos para a história humana, veriam que o cristianismo e Seu Fundador sempre foram fortemente atacados e quanto mais ataque mais avanço (As portas do inferno não podem prevalecer contra a igreja – Palavra do Salvador).
    Mais, desde quando utilizar adornos em forma de diabinhos altera a realidade do gênio do mal – Lúcifer, ser em plena atividade neste planeta, escravizador dos próprios referidos agressores? A realidade do domínio diabólico sobre os agressores é vista não só pela mediocridade da manifestação apresentada na via pública mas ainda mais pela pretensa defesa que fazem do aborto e do homossexualismo.
    Também vale ponderar que o uso de máscaras reforça, lembremos, os tiros nos próprios pés, já que covardemente não se identificaram, comprovando sua confusão de mente e de rosto, numa conduta que reforça, no mínimo, o vandalismo.
    E o ato de tampar órgãos genitais com símbolos religiosos? Um fracasso, francamente. Ora, os tais, tão confusos, sequer conseguem explicar a si mesmos a ligação de órgão genital com símbolo religioso. Os órgãos genitais foram dados pelo Santo Criador para finalidade de prazer no âmbito do casamento e procriação. Mas como os tais nem entendem bem o que querem, resolveram colocar símbolos sobre os seus genitais, somente fazendo trazer ainda mais à baila seu papel deveras ridículo, totalmente inconsistente.
    Enfim, vale lembrar, continuam atirando nos seus próprios pés. Estão, com isto, fomentando cada dia resistência contra si mesmos. Conseguiram, com sua burrice, provocar indignação no maior país católico do mundo e com a presença do chefe do catolicismo mas o fizeram e ainda fazem carentes de argumentação à altura, o que os fez e faz lançar mão da estupidez que lamentavelmente se verificou.
    Que o Senhor desperte nossas autoridades, comumente covardes, para coibir atos como os ocorridos e que desperte os cristãos fiéis à consagração de suas vidas ao Salvador a fim de que recebam dEle sabedoria e força para suportar estes tempos finais caracterizados que são, como registra a Bíblia, por um perfil como o de Sodoma e Gomorra.
    O fim está chegando.
    Maranata. Amém.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui