Quando o namoro vira um deus

3
691
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

praise-640Por Renato Vargens
Na minha experiência pastoral tenho visto inúmeros jovens fazendo do seu namoro um tipo de Deus. Outro dia eu aconselhei um rapaz que compartilhou que a coisa mais importante da vida era a sua namorada. Na Conversa ele chegou a me dizer que a moça com a qual se relacionava era quem ele mais amava no mundo, e que não conseguiria imaginar viver a vida sem ela.
Pois é, assim como esse rapaz um número significativo de cristãos tem feitos dos seus namorados e namoradas pequenos deuses. Nessa perspectiva é comum encontrar moças e rapazes colocando os seus namoros num patamar acima da sua relação com o Criador. Ora, os que agem desta forma sem que percebam comportam-se como idólatras, isto porque, permitem com que seus namoros ocupem um lugar que deveria pertencer exclusivamente ao Senhor.
Caro leitor, sem sombra de dúvidas ouso afirmar que aqueles que colocam suas relações afetivas acima da sua relação com o Senhor, fazem do seu namoro um verdadeiro inferno, isto porque, cobram do namorado ou namorada, aquilo que eles jamais poderiam dar. Se não bastasse isso, é comum percebermos naquele que foi transformado em foco de adoração uma enorme angustia, mesmo porque, ninguém por melhor que seja pode preencher aquilo que somente o Senhor tem poder ou condição de fazê-lo.
Idolatrar alguma coisa ou alguém é pecado e aqueles que fazem dos seus namoros um tipo de deus, além de se frustarem, dão passos significativos a destruição do relacionamento.
Isto posto, pergunto: E você? Será que você tem considerado o seu namorado mais importante que Deus? Será que tem feito do seu relacionamento um deus o qual devota toda a sua expectativa?
Prezado amigo, se assim tem feito, convido-o ao arrependimento e a destruição deste ídolo, mesmo porque, ao agir de forma diferente, você sufocará sua relação, levando-o a curto prazo ao mais profundo caos.
Pense nisso!
***
Texto de Renato Vargens, que é parceiro do Púlpito Cristão e escreve em seu blog pessoal. Divulgação: Púlpito Cristão.

Assine o Blesss
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

3 COMENTÁRIOS

  1. Paulo Sales,

    muitas vezes colocamos a pessoa com quem nos relacionamos acima de Deus. nos preocupamos muito mais com o que ela pensa, do que o que o Deus pensa. pensamos muito mais nela do que em Deus, amamos muito mais ela do que Deus.
    Fomos criados pra viver em comunhão e intimidade com o Pai e só Ele pode nos completar totalmente. Só Ele nos dá felicidade completa, não alguém. Quando colocamos pessoas no lugar que é de Deus, buscamos nelas essa satisfação.
    Nada nem ninguém pode estar acima de Deus nas nossas vias. Ele é o único digno do controle total de tudo o que somos. Quando Ele for o PRIMEIRO pra nós, viveremos a vontade de Deus pras nossas vidas. Quando Ele for a prioridade, o resto do que somos melhorará.

  2. bom ao meu entender acho que é meio confuso este texto porque creio que não tem nada a ver um rapaz ser apaixonado pela sua namorada ,a tal ponto de dizer que não vive sem ela todos nós um dia passamos por isso nos apaixonamos e fazemos eternas juras se amor , claro obcessão é diferente de amor , mas no mundo que vivemos hoje em que tudo está banalizado sendo naquele que diz que ama pra enganar,o sexo se tornou brincadeirinha e competições entre garotos e até já homens formados , em que relacionamentos se dissolvem e se acabam de um dia para o outro eu acho que é melhor um jovem apaixonado que ama e se dedica á sua namorada ou noiva ou esposa do que um moço pervertido á procura somente de aventuras o que se deve fazer nesse caso é somente orientar e dar o respaldo para que se tenha mais cuidado no entanto o que precisamos mesmo é que o amor de verdade se espalhe já que vem diminuindo cada vez mais … desculpe mais acho que essa postagem exagerou um pouco mais opiniões são feitas para ser respeitadas e não discutidas certo? no mais acho muito interessante todos assuntos abordados aqui abraços !!!

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui