Liberalismo, seu filho ecumenismo, Thalles Roberto no “Esquenta”

31
554
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Thalles no Esquenta_Por Anderson Alcides
E levantou Ló os seus olhos, e viu toda a campina do Jordão, que era toda bem regada, antes do Senhor ter destruído Sodoma e Gomorra, e era como o jardim do Senhor. E escolheu Ló para si, as campinas do Jordão.
“Apenas Ló… o homem justo”.
Não se enganem; de Deus não se zomba. Pois tudo o aquilo que o homem semear, isso ele colherá. – Lembre-se da esposa de Ló.
Não se ponham em jugo desigual com os descrentes: pois que comunhão há entre o justo e o injusto? E que comunhão há entre as luz e as trevas? Portanto saiam do meio deles e se separem, diz o Senhor, e não se contaminem. – Não sejam participantes com eles. Porque vocês estavam em trevas, mas agora estão na luz do Senhor: andem como filhos da luz: provando o que é aceitável ao Senhor e não tenham comunhão com as obras infrutíferas das trevas, mas antes as reprovem.
(Gn. 13:10-11, 2 Pe. 2:7-8, Gl. 6:7, Lc. 17:32, 2 Co 6:14,17, Ef. 5:7,8,10,11).
Intolerância é a palavra da vez. Está na boca do povo das mais variadas classes. Segundo o dicionário MiniAurélio, versão eletrônica, a palavra tolerância significa: “1. Que desculpa; indulgente; 2. Que admite e respeita opiniões contrárias à sua”. Já a palavra, acrescido do sufixo ‘in’, o antônimo intolerante, quer dizer algo contrário, algo ou alguém não tolerante. A definição de intolerante ainda está ligada à inflexibilidade, à intransigência, que por sua vez significa severidade.
O que é mais notório, é que nunca, intolerância está ligada à violência física ou verbal. Embora seu significado esteja ligado à inflexibilidade, – e muitos infelizmente fazem um link entre violência e intolerância –, ser inflexível, rígido, não significa ser violento. O que nos leva a questionar o que é violência, então? (Isto fica para outra oportunidade). Mas vamos sim, pensar um pouco sobre intolerância e violência.
Desrespeitar não é uma atitude louvável, mesmo que haja divergências de opiniões entre as partes, é necessário respeito. É senso comum atualmente, ligar intolerância à violência. É possível discordar de alguém sem lançar mão da violência. Não há motivos para tal atitude grotesca. Pensemos um pouco sobre as questões em pauta na nação brasileira, por exemplo, intolerância religiosa. Embora a nação brasileira seja laica, há aqueles que defendem sua crença fazendo agressões à fé alheia, seja física ou verbal.
Para nós cristãos, devemos entender que a nossa regra de fé e prática, autoridade final é a Bíblia, escrita por homens inspirados pelo Espírito Santo, sendo a Palavra de Deus para o homem e a revelação suprema de quem Deus é e o Seu plano para a vida do ser humano.
“Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra”. 2 Tm. 3:16,17.
“Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração”. Hb. 4:12
“Ecumenismo é o processo em busca da unidade. O termo ecumênico vem do grego oikouméne, designando “toda a terra habitada”. Então, num sentido mais restrito seria a união em favor da unidade das igrejas cristãs, e no sentido lato a unidade entre as religiões. O Dicionário Aurélio define ecumenismo como movimento que visa à unificação das igreja cristãs (católica, ortodoxa e protestante). A definição eclesiástica, mais abrangente, diz que é a aproximação, a cooperação, a busca fraterna da superação das divisões entre as diferentes igrejas cristãs. Do ponto de vista do Cristianismo, pode-se dizer que o ecumenismo é um movimento entre diversas denominações cristãs na busca do diálogo e cooperação comum, buscando superar as divergências históricas e culturais, a partir de uma reconciliação cristã que aceite a diversidade entre as igrejas”.[1]
Assim, é o processo em busca da unidade. Mas em nome de uma unidade entre religiões diferentes a igreja cristã entra num processo de apostasia.
No ano de 1930, o missionário americano David McGraven, foi inquietado por uma pergunta: “Por que algumas igrejas crescem e outras não?”. Em busca da resposta, percorreu vários países e continentes, igrejas em busca da resposta. Tão apaixonado pelo tema começou um instituto de pesquisa de crescimento de igrejas. Mais tarde, em 1969, o Seminário Fuller na Califórnia o convidou para ir à Califórnia, e abriu ali instituto. Naquela época a Igreja Cristã estava enfrentando dois grandes problemas: o liberalismo e o seu filho legítimo, ecumenismo. A igreja estava sendo devastada por estas duas frentes. E a Igreja perdeu seu rumo.
Na Europa, o liberalismo entrou nos seminários, foi para os púlpitos e o que tem surgido deste processo são as conhecidas dead churches (igrejas mortas). Pois o liberalismo teológico relativiza a Palavra, relativiza o pecado e relativiza a verdade. Neste processo, surge o ecumenismo, pois ele sutilmente prega que a verdade pode estar nos dois lados. Tanto um como o outro.
No Canadá, há igrejas que tem apenas quinze ou vinte membros e cultos a cada três meses. Igrejas mortas. Igrejas onde o liberalismo entrou e seu filho legítimo cometeu “assassinato”.
Recentemente (17/03/2013) o cantor Thalles Roberto esteve no programa “Esquenta” da Rede Globo. O tema do programa neste dia era sobre tolerância. A apresentadora perguntou a Thalles se a igreja dele era tolerante, e o mesmo respondeu que era, pois a sua igreja o aceita como ele é. O programa falou sobre a importância da tolerância entre as religiões, portanto levou ao ar um meio encontro entre crenças.
A Igreja de Cristo, tem se enamorado pelas coisas do mundo, deste século, e pelo pragmatismo (aquilo que dá certo, aquilo que é mais fácil). Faz uso de métodos com o objetivo de alcançar almas, mas que na realidade sua eficácia se torna em piedade morta. A mídia tem tentado inculcar-nos que é mais fácil tolerar do que confrontar, mesmo que seja em amor. Nisto, em nome da tolerância, a Igreja tem dado as mãos à outras religiões, participado de eventos ecumênicos como se fosse a coisa mais certa a se fazer. Afinal precisamos de um mundo sem violência, um mundo hoje haja paz. Mas não entendeu que violência e intolerância não são a mesma coisa.
Indignado com o que vi, postei no Facebook: “Ecumenismo maldito”. Um colega questionou o que Jesus teria dito sobre isso? A verdade é que para vermos o que Jesus teria dito basta olharmos para as Escrituras:
“E ao anjo da igreja de Tiatira escreve: Isto diz o Filho de Deus, que tem seus olhos como chama de fogo, e os pés semelhantes ao latão reluzente: Eu conheço as tuas obras, e o teu amor, e o teu serviço, e a tua fé, e a tua paciência, e que as tuas últimas obras são mais do que as primeiras. Mas tenho contra ti que toleras Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensinar e enganar os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria. E dei-lhe tempo para que se arrependesse da sua prostituição; e não se arrependeu. Eis que a porei numa cama, e sobre os que adulteram com ela virá grande tribulação, se não se arrependerem das suas obras.” Ap. 2:18-22
Releiamos o texto exposto no início deste post:
“Não se ponham em jugo desigual com os descrentes: pois que comunhão há entre o justo e o injusto? E que comunhão há entre as luz e as trevas? Portanto saiam do meio deles e se separem, diz o Senhor, e não se contaminem. – Não sejam participantes com eles. Porque vocês estavam em trevas, mas agora estão na luz do Senhor: andem como filhos da luz: provando o que é aceitável ao Senhor e não tenham comunhão com as obras infrutíferas das trevas, mas antes as reprovem. (Gn. 13:10-11, 2 Pe. 2:7-8, Gl. 6:7, Lc. 17:32, 2 Co 6:14,17, Ef. 5:7,8,10,11)”.
De Deus não se zomba. Não se enganem!
Não estou defendendo a violência e tampouco a falta de educação. Mas em nome de uma educação socialmente moral e uma tolerância religiosa, a Igreja de Cristo acaba por vender sua consciência e se esquece da verdade. É impossível haver comunicação religiosa entre cristianismo e outra religião. Embora, particularmente respeite a opinião do outro e sua escolha. Mas isto não me impede de pregar o Evangelho como ele é, e dizer a verdade, ainda que doa e pareça soar, eu disse, PAREÇA soar intolerante.
O verdadeiro cristão é tolerante com pecadores, mas intolerante com o pecado. Tolerante com a ignorância da cruz e do Evangelho, porém intolerante com o que contamina, intolerante com heresias e o que o afasta da cruz. Mas em amor, sem violência. Em amor pregando a verdade e apenas a verdade, custe o que custar.
“E também todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições”. 2 Tm.3:12
Não sejamos como a esposa de Ló – desobedientes, cegos e encantados pelas coisas fáceis e aparentemente bonitas.
Não viremos uma estátua de sal.
Tolerante e intolerante,
Em Cristo e em paz,
Anderson Alcides
*******************
[1] Wikipédia.
***
Então pessoal, deixo pra vocês comentarem também o que acharam desta participação do Thalles no “Esquenta”. Vocês concordam com a perspectiva do autor quando faz uma relação entre o ecumenismo, igreja e a proposta do programa da Regina Casé?

O texto é de Anderson Alcides, que é Tradutor e Intérprete afiliado à ABRATES – Associação Brasileira de Tradutores e Intérpretes, e assim como editor do Blog A voz no deserto. Divulgação: Púlpito Cristão.

Assine o Blesss

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

31 COMENTÁRIOS

  1. Nunca fui fã do Tharlles e nem dos seus excessos, mas Paulo não diz que pregue em todo tempo? Mas será q isso é pregar o tempo todo o bom evangelho? Alguem pode me explicar gentee? Seria uma boa se unir Mas essa forma da união das religioes não concordo muito! A questão é que hje os cristãos nao querem confrontar quem esta nas trevas trazendo para a luz. Quando se confronta, se perde status, fama, dinheiro, seguidores, etc…

    Um abraço!

  2. Paulo foi impedido pelo Espirito Santo varias vezes de ir a um determinado lugar.
    Já fui convidado para eventos seculares e fiz me presente neles, assim como ja fui convidado para outros e não senti de Deus de ir.
    Hoje vemos muitos que se dizem "cristãos" recebendo convites e os aceitando sem nem mesmo consultar a vontade de Deus.
    Esse programa esquenta da Regina Cazé já demonstrou que é parcial e tendencioso, a própria apresentadora já deixou isso bem claro em outros episódios.
    Enfim, infelizmente muitos estão mais preocupados em vender do que em pregar e viver a palavra.
    Um Vitorino Silva não iria há um programa desses, só se fosse a vontade de Deus e com certeza faria a diferença.

  3. Concordo com o irmão Alcides.Ele foi muito claro afirmando que não podemos ter comunhão religiosa(e não comunicação,a não ser que esteja no mesmo sentido).Só achei que deveria estender mais sobre o confronto doutrinário,pois é aí que acontece os mal-entendidos.É no ponto de argumentação que somos acusados de violentos e agredidos por quem não suporta a reprovação de seus atos pela Escritura.Mas a Salvação não é para inocentes,mas para culpados arrependidos!A paz!!

  4. "A que posso, pois, comparar os homens desta geração? ", prosseguiu Jesus. "Com que se parecem?

    São como crianças que ficam sentadas na praça e gritam umas às outras: ‘Nós lhes tocamos flauta, mas vocês não dançaram; cantamos um lamento, mas vocês não choraram’.

    Pois veio João Batista, que jejua e não bebe vinho, e vocês dizem: ‘Ele tem demônio’.

    Veio o Filho do homem, comendo e bebendo, e vocês dizem: ‘Aí está um comilão e beberrão, amigo de publicanos e "pecadores" ’.

    Lucas 7:31-34

  5. O Thales Ramalho como outros ao participar do Esquenta deve ter recebido o seu cachê.Uma vez presente a Regina Casé dona do pedaço elabora perguntas que tem duas respostas.Ramalho escolheu uma delas – a sua igreja é tolerante e aceita tudo,não podia dar outra resposta, o ambiente não lhe permitia,seria vaiado e xingado.Então tb lhe falta maturidade espiritual para enfrentar tais eventos e tais perguntas.Concordo com Anderson Alcides,a igreja tem uma mensagem profética – esse negócio de dizer que ama o pecador e odeia o pecado é balela,a nossa fala diz exatamente o contrário – odiamos os dois,tá?
    tito from brasília com sal e com pimenta.

  6. Na realidade a música evangélica vem ganhando espaço no mercado brasileiro. E penso que os cantores evangélicos quer queira, quer não, acabam envolvendo muito com o mundo secular; o que não deixa de ser perigoso. Eu venho observando que é uma minoria que não se deixa levar pelo glamour e fama. Acho que está na hora da igreja se posicionar e criar algum mecanismo espiritual que possa proteger os seus cantores. Como a influencia "do meio" é grande, torna-se inevitável o ecumenismo.

  7. Ótimo artigo!
    Nossa crise está na omissão da liderança evangélica, seja pela timidez de líderes preparados seja pela ignorância de líderes que têm pretendido se atirar no confronto.
    Oremos todos para que em nossos dias nosso Senhor levante uma liderança que pregue todo o desígnio divino, para tanto bastando Sua Santa Palavra, nada mais, uma vez conhecida, amada, vivida e proclamada. Assim fazendo, certamente sofrimentos experimentaremos mas a glória do Senhor se manifestará sempre, a cada momento. É o que mais importa.
    Que Ele poderosamente continue nos enchendo com Seu Bendito Espirito para que tenhamos mais ousadia e coragem nesta missão. Amém.

  8. Passei minha infância e adolescência ouvindo gênios como Led Zeppelin, Deep Purple, Pink Floyd, Yes, Rush, Jimmy Hendrix e outro 50 ou mais que faziam som de verdade.
    Agora no Brasil, qualquer beberrão que cria uma frase de impacto é considerado intelectual ou filósofo.
    No imundo go$pel não é diferente, surge cada figura que me lembra a coluna cultural brasileira do programa do Chacrinha.
    Veja só, o vocalista da banda de Heavy Metal (Iron Maiden), fala vários idiomas, é piloto de aviação de grande porte entre outras coisas mais, é um cara simples e
    culto.
    Aqui mais parece um espetáculo de cinelândia ao ar livre, as igrejas evangélicas adoram seus shows patéticos e sem graça, sem graça e sem a graça diga-se de passagem.
    Qualquer dia teremos irmãs saborosas escorregando pelo ferro e promovendo a evangelização dos faraós que não congregam com os pobres e só vão aos (culto$) a Baal e Mamom.
    Melhor é ficar em casa do que ser alvo de críticas e continuarem a esbofetear Deus em suas miseráveis e sórdidas atitudes.

  9. Decepcionante. O homem deixou-se calar e compactuou legalmente com as colocações blasfemas da apresentadora.No final ela ainda sugeriu que todos os ''deuses''são idênticos,e que não existe uma divindade única(que em tese o cantor crê) que deva ser adorado.Triste e lamentável. lamentável. Pr. Julio Cesar.

  10. Li todo o texto, concordo o Cristão não pode se envolver com as coisas deste mundo, o thales tem se mostrado faz tempo ser um cantor de multidões, e de muito dinheiro, usa uma corrente com um simbolo oculto e ruim, e além do mais naã vejo nada de Deus nesse cara, Deus que me perdoe. eu canto desde criança mas no momento parei um pouco tenho pedido para Deus , que quero cantar para aquelas pessoas mais pobres que existe, para lugares longes onde não vai cantores ricos e caros. me perdões pela minha opinião

  11. Vou começar como uma pergunta ….Mas a pergunta que nos fazemos é: Onde, estamos brilhando a nossa luz? Que lugares temos levado a nossa luz? Qual o valor da nossa luz para as pessoas que vivem na escuridão? Apenas vamos a Igreja e passamos momentos agradáveis e brincamos de ver quem brilha. Mas afinal, que diferença faz uma luz, onde já existe luz?

    Pra mim o cantor Thalles Roberto esta fazendo a diferença e esta sendo luz em meio as trevas ….levando em seu peito que é dos3 Deus Pai, Deus Filho e Espirito Santo…não importa qual igreja esta sendo representado….nós sabemos que as outras religiões são falsas ….mas as vezes estamos cheios de religiosidade e esquecemos que maio é aquele que está em Cristo do que aquele que no mundo está….Deus abençoe a todos…felizPáscoa…

  12. Parabéns ao Anderson pelo post. Muito esclarecedor e manisfesta exatamente o sentimento de indignação que tomou conta de cristãos sinceros ao ver o Thalles naquele programa que a apresentadora fez questão de dizer que era um culto ao "deus samba", como "representante" dos evangélicos.
    Embora eu o admire pelo seu talento musical, definitivamente ele não me representa.

  13. Bom dia!!

    Como você citou do texto acima: ''de Deus não se zomba. Pois tudo o aquilo que o homem semear, isso ele colherá'' Esta correto. Se o Thalles zomba do nome de Deus ele vai colher o que plantou, pois o que usa de engano não permanece.
    O problema realmente, é que pensamos que a nossa igreja é a única que Salva, e olha isso é errado; O Thalles freqüenta a Igreja Sara Nossa Terra e ele diz que ele procurou uma igreja que aceitasse ele da forma que ele é,imagina só ele entrando na Assembléia de Deus,todo mundo iria questionar,porque?Não que eu questione a Assembléia, pois pertenço a essa congregação,mas vejo isso na minha igreja,quando chega alguém,de calça,brinco,etc…Todo mundo fica horrorizado pois a Doutrina que foi imposta por ''HOMENS'' não permite mulheres que cortam cabelo usam maquiagem,etc…
    Eu sou jovem ainda, e fico muito triste em saber que jovens morrem todo dia, sem conhecerem a Linda palavra de Deus; Vejo meu sobrinhos eu prefiro mil vezes que eles escutem o Thalles cantando,mesmo desse jeito’’maluco’’ diferente do comum ,do que escutando musicas que só falam de drogas,prostituição.Prefiro jovens dentro da igreja sendo diferentes do que lá fora se drogando.O Engraçado é enquanto criticamos todos,esses todos levam a palavra de Deus e salvam vidas.
    Vocês assistiram o vídeo que o Thalles esta conversando com a Regina Casé? O testemunho que um rapaz conta,que um traficante foi salvo através da voz do Thalles,isso é errado para vocês?
    Deus não é bobo, ele sabe quem usa o nome dele em vão ele vai castigar. Só que eu não vejo nada de mais ele ir a programas assim, Como vamos salvar vidas?Dentro das Igrejas?Não, correndo atrás delas, pois o jovem ele tem que ser ajudado.
    Não quer dizer que se o Thalles se contaminou com o sucesso, a minha mente vai virar e ser igual a dele?Cada um é cada um,infelizmente muitos são influenciados,mas o meu foco é em Deus não no homem.
    Prefiro ver jovens em show do Thalles,do que morrendo,por drogas,Prefiro jovens diferente do que se prostituindo…

    Se esse homem é tão errado, só Deus pode julgar, pois nós não temos esse poder. Então oremos a Deus para ele nos dar o Dom para discernimos o que agrada ou não a Deus.
    Devemos parar de questionar e buscar o Espírito Santo, buscar mais a Deus, pois homens são simples homens, cantores vêm e vão mais a essência que é Deus, permanece e sempre é esquecida infelizmente

  14. Para alguns ele se queimou, mas para mim ele se revelou, e vai se soltando cada dia mais, é nisto que dá botar asa em cobra!
    Pra quem sabe um pouquinho de Biblia já perdebeu faz tempo de que lado esse rapaz se encontra…com suas musicas humanistas e epiculturistas, não se espantem se daqui a um pouco ele aparecer dizendo outras declarações do mesmo nível ou pior das quais ele falou.

  15. o tales disse que prega a palavra de Deus atraves da musica,e facil falar isso quando se ganha milhares por isso,´´adorar em igrejas grandes e em programas de tv,queria ver cantar em praça publica,pregar debaixo dos viadutos,e o que ele tem a dizer sobre a roda dos escarnecedores?que saudades do tempo em que louvar a Deus era fechar os olhos e cantar´´Eu te louvarei Senhor de todo meu coraçao…..,nao essa falsa adoraçao de hoje que em nada exalta a Deus,so se fala de promessas e prosperidade,esta dificil servir a Deus nestes ultimos dias.

  16. Eu não creio que a participação no programa foi um erro, mesmo com essa proposta ecumêncica. A questão é que quando um desses artistas gospéis é questionado sobre algo nessas situações eles sempre dão um jeitinho de transparecer um discurso "tolerante". Eles não se mostram tão radicais e convictos como em suas pregações e ministrações perante a igreja em seus shows e gravações de DVD. Eu acharia muito bom se eles respodessem com autoridade e com verdade. Eu acharia muito se Thalles respodesse: a minha igreja é tolerante para com os pecadores, mas intolerante para com o pecado. Desta maneira ele não maquiaria a verdade e ao mesmo tempo seria sábio.

  17. Chefe, muito bom texto. Parabéns!

    Eu estava com minha esposa e via aquilo com espanto…se alguem na hora me perguntasse se eu era evangélico eu iria jogar a cadeira da churrascaria na tv rsss esse tal talles dançou musica evangelica, candomblé, dançou musica catolica e sei lá mais o que ele dançou …………………. certo mesmo foi o judeu que estava lá que nem levantar do lugar levantou e só ficava olhando com muita desconfiança daquilo tudo…

    Esse tal de Talles e aqueles que imitam ou que são iguais a ele estão literalmente acabando com o puro evangelho.

    2 Cor 6:14 "Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?"

    É exatamente o que penso sobre esses cantores que andam fazendo show porae … eu ainda escuto algumas musicas bem selecionadas evangelicas e adventistas, destaquei adventista porque para mim se você separar algumas da qual não interessa são o ideal da música cristã…nada contra adventistas por algumas que não gosto, só algumas coisas que nao concordo e ponto.

    Parabens denovo pelo texto. E esses cantores que cantam e dançam esse tipo de musica nao deveriam estar em igreja nenhuma…o saudade de grupos como altos louvores, etc…

    bons tempos eram aqueles no qual viviam de ofertas alçadas em igrejas ou em convenções.

  18. É pena que o post ficou muito tempo fechado para comentários.Mas quero chamar a atenção para aqueles que catapultaram a carreira deste rapaz.E agora,o quê dizem?onde está o discernimento dos homens que o discipularam? Ninguém aparece para apadrinhar este sucesso,aparecer nas fotos?Por que este moço apareceu em uma destas igrejas cujo pastor é bem contextualizado,bem informado,instruído nas exegeses e homiléticas!!Aludindo a outro post mais recente;como fica a roupa do rei?Ninguém tá vendo?este troço foi criado numa igreja tradicional,digo,sem aquelas manifestações extravagantes tão atacadas por aqui!Isto também é resultado de deixar os jovens decidir sobre aquilo que não sabem.Pensam que o Evangelho é só um modo de ver as coisas e diluem tudo,pensando estar evoluindo quando estão é anestesiando consciências que precisam sentir gosto da Palavra de Deus.Esse Thalles já era!!!

  19. Brother, a paz.

    Espero que você não seja intolerante nem violento com quem não concorda com você.

    Você pescou uns textos legais da Bíblia e tal, o que convinha… mas não dá pra falar o que Jesus acha de algo apenas por um texto.

    Se você pegar a vida de Jesus, é maior exemplo do que qualquer texto fora de contexto nas escrituras.

    Jesus andava com cada um, velho… que se você vivesse na época dEle, aposto que estaria escrevendo um texto contra o nosso salvador.

    Não sou defensor do Thalles. Na verdade, nem sou fã e nem de escutar suas músicas. Mas o cara foi lá, levou louvor e palavra de Deus.

    Apesar de eu não ter visto o programa, pergunte-me como eu sei que foi bênção ele no "esquenta"?

    Sei pelo simples fato de um monte de não-cristãos postarem no face. Diversos.

    Da próxima vez, tente postar algo que incentive as pessoas a ajudarem aos órfãos e viúvas, como a Bíblia manda, ao invés de jogar contra o próprio time.

    Falo isso respeitando sua opinião, não violentamente.

    Abraços.

  20. Imagina, se um homem é julgado por ter quase virado Global… imagina se ele começasse a andar com prostitutas e corruptos? É amigo, Jesus andou com prostitutas e comia com corruptos… deixa o moço em paz! Ele ganhou um bom cachê, mas concordo com o FERNANDO acima: Se fosse na época de Jesus, este post seria dedicado à Ele né…

  21. O thales faz o que pode. É o que ele consegui. Ta errado, ta certo? Eu quando olho para ele sinto que se não fosse assim, seria pior, seria complicado. As vezes queremos coisas das pessoas que elas não tem condição de fazer pois já fazem aquilo que dão conta, mesmo sendo pouco para os outros. Prejudica o meio? Penso que não. O meio é que quer depurar os seus sem entender que nem todos podem fazer, e mesmo os que fazem se estiverem só vivendo pelo meio podem ser tão neoroticos quanto.
    Esse menino e outros tantos e mais outras meninas que fazem musica, fazem o que podem, o que sabem, o que sua igreja e a religião evangelica permite, aprova e ensina.
    Pensem bem, que diferença isso faz para quem não foi e não iria? Só porque ele se diz cristão e nós também, porque se diz evangelico e nós também? Eu não vejo ninguém dizer, sou aquele que arrasta a cruz junto com Jesus, sou aquele que vai por onde Jesus foi, sou aquele que busca agrada-lo, mas sim, sou evangelico, sou denominacional, sou de fulano, sou de sicrano, sou do evangelho puro e simples, ahh, grande coisa!
    A voce susssu, a voce fernando, Jesus não andava com, Jesus amava a todos, é bem diferente.

  22. Jesus andava com todo tipo de gente mesmo, mas nunca fez isso pra ficar debaixo dos holofotes e nunca ganhou um jabá por fora. Jesus ganhava almas e não dineiro com elas. Não dá pra comparar o Evangelho genuíno com este marketing barato.

  23. Vão no Apocalink e vejam a capa do livro de Thalles: ele faz o sinal do olho de Hórus. Eu não tenho certeza do Deus que ele serve, não.

  24. Paulo Sales

    Não vou nem citar Judas Iscariotes, pq esse tá na cara. Mas você sabe quem foi Mateus?

    Jesus o chamou e fez dele um discípulo.

    Podia citar mais uma leva de gente sem vergonha, que os religiosos não acreditavam que o Filho de Deus pudesse andar.

    O grande problema do povo de Deus sempre foi a religiosidade. Isso é perpétuo.

    Eu me proibi de falar mal de qualquer pessoa, ou entrar em qualquer assunto polêmico se eu não ajudar uma pessoa.

    Fica na paz.

  25. Jesus andava com todo tipo de gente, mas não se acovardava e não deixava de falar a verdade para agradar aos que lhe recebiam em casa. O problema não é a participação no programa, mas a falta de firmeza para defender as verdades do cristãs. O ecumenismo é uma grande cilada, já que dilui princípios inegociáveis do evangelho. Eu particularmente acho um desastre as participações desses cantores em programas como o Esquenta. Aline Barros uma vez já cantou no programa da Xuxa "Minha rainha, minha fada madrinha". Lamentável!

  26. É A LÍNGUA NÃO TEM OSSO NÉ, É MAIS FACIL CRITICAR O QUE ALGUEM FAZ DO QUE SAIR DA ZONA DE CONFORTO E FAZER ALGO MELHOR… NÃO PODEMOS NOS ESQUECER DO QUE A PALAVRA DE DEUS NOS ENSINA… IDE E PREGAI O EVANGELHO A TODA A CRIATURA, NÃO A UM POVO SELECIONADO, MAS A TODA A CRIATURA, ISSO QUER SEJA DE QUALQUER POSIÇÃO SOCIAL, CREDO, OPÇÃO SEXUAL ETC, TODA A CRIATURA É TODA. EU AMO DEUS E SUA INFINITA CRIATIVIDADE, A CADA UM QUE ELE LEVANTA PARA FAZER ALGO ELE DÁ UM DOM DIFERENTE E É CLARO QUE OS MAIS TRADICIONAIS, OU MAIS RELIGIOSOS CRITICARÃO. O BRASIL AINDA NÃO É DO SENHOR JESUS PORQUE AO INVÉS DOS CRISTÃOS SE UNIREM PARA SALVAR OS PERDIDOS CRITICAM QUEM FAZ ALGUMA COISA…

  27. Pregar evangelho?Que elho?O sujeito se submeteu a um líder reconhecidamente reprovado por práticas hereges.Aceita profecias mentirosas e concorda com elas.Recebe um caminhão de dinheiro para "levar a palavra".Foi ordenado "pastô" e agora tem platéia cativa.sem falar que não canta nada.Ele tá mais perdido que cego em tirteio,precisa se converter e rápido,pois isso que ele prega é de outro jesus que a escritura condena.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui