Graffiti Evangelista no Morro Menino de Deus

5
747
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

graffiti evangelista
por Lya Alves
Primeiro vamos estabelecer alguns pontos. O Evangelho não precisa de muletas, nem de animadores de palco. O Evangelho não é entretenimento, é cruz. Gosto muito do sermão “apascentando ovelhas ou entretendo bodes”, de Spurgeon. Também acho que não é tarefa da igreja promover entretenimento aqueles que não tem prazer no Evangelho. Dentre os 5 ministérios, não está citado o de “animador de auditório”. Mas o serviço missionário faz a gente obrigatoriamente revisar alguns conceitos e submetê-los á aprovação divina.
Quando falo da comunidade do Morro menino de Deus, estou me referindo a Rio de Janeiro. Após aquele episódio de intervenção militar nos morros do Rio de janeiro várias comunidades foram pacificadas e tiveram UPP’s instaladas. Várias, mas não todas. Instaladas as UPP’s , morreu o assunto. As cidades de Niterói e São Gonçalo, porém, não tem UPP’s, e se tornaram cidades-refúgio para os traficantes dos morros do Rio de Janeiro. Repentinamente o índice de violência se tornou assutador, a ponto dos moradores se reunirem numa passeata  pela Paz na cidade. Assim, Niterói e São Gonçalo foram invadidas pelos fugitivos da “guerra no Rio”, apesar do governador e do prefeito do Rio terem os louros da vitórias obre o crime organizado.
Nesse contexto violento, conheci a missionária Janaína, que tem um trabalho missionário no Morro Menino de  Deus com as crianças locais. A idéia é evangelizar as crianças antes que sejam adotadas pelo tráfico. Naquela localidade, 12 anos já é muito tarde. Mas Deus colocou em seu coração alcançar os traficantes. E foi nesse ponto que nos conhecemos e começamos a orar por uma estratégia para alcançar o povo do tráfico. Isso significa que precisamos nos aproximar. Isso significa risco. No primeiro dia que a conheci, ela me levou aos famosos locais de “desova” na comunidade pra eu enteder bem onde estava me metendo.
“Por esta causa me ponho de joelhos” – Começamos a ora por esta causa e começamos a ver o resultado da oração. Um dos resultados foi o dia que Deus nos disse que estava abrindo portas para pregar o evangelho naquele local. Portas que nunca foram abertas antes. Dias depois, um irmão entrou no baile funk e pediu para pregar. Depois disso, os traficantes pediram para pregarmos durante o baile. Definitivamente, uma porta aberta por Deus. Na primeira vez, quatro pessoas se converteram durante o baile funk. Na segunda o clima ficou estranho, havia um cheiro de morte no ar e os missionários se retiraram. mas a porta que Deus abre, ninguém fecha…
Então, a estratégia dada por Deus foi realizarmos o Graffiti Evangelista, um projeto que existe desde 2008 na forma de oficinas de graffiti (o Philosoffiti) , e que tem o mutirão como evento principal de evangelismo. A grande pergunta é: como pode um monte de grafiteiros contribuir para o Evangelismo através da sua arte? Certamente não é pela pintura, nem pelo muro. Não é com isso que evangelizamos, é com o Espírito Santo, que nos dá a unção que despedaça todo jugo e com a Palavra de Deus, a Palavra viva e eficaz, apta pra discernir pensamentos e intenções do coração. Mas, o “Bando de Deus”precisava de um pretexto para estar ali reunido e o mutirão de graffiti foi muito bem recebido, e a comunidade, impactada. Após o graffiti Evangelista, pediram que os evangelistas
levassem o teatro de rua no Baile funk. E Lá estaremos com teatro de rua, louvor profético e palavra de arrependimento.
Sim, eu amo a mensagem da cruz – Creio profundamente no potencial transformador da cruz de Cristo. Assim como Cristo transformou a cruz, sinônimo de morte e castigo, em símbolo de vida e perdão, creio que podemos transformar o Baile funk. para aquelas quatro vidas que se converteram, o baile funk foi um Pentecostes.
O Graffiti Evangelista, foi realizado no domingo(10/03/2013), além de deixar a comunidade mais colorida com o  graffiti, teve programação com teatro de rua, animação, malabares, rap, assistência de enfermagem e evangelismo nas casas. Impactamos a comunidade com os graffitis, com a programação, com a visita nas casas, tudo acontecendo ao mesmo tempo! Arte, cultura, quebrantamento! A cultura do Reino sendo propagada bombasticamente. Respiramos Jesus o dia todo. de Bem aventurados os que viram e ouviram o som do MC Deivd Charles abrindo o evento, o som do V1da Crew(o refrão “Quem tá no piloto? Jesus!!”- marcou), e claro, André Alves com o louvor profético e poético, e fechamento ministração de Janaína e minha, também.
No domingo seguinte, retornei ao Morro Menino de Deus para realizar uma oficina de graffiti gratuita para a comunidade e também para fazer mais intervenções nos muros.
Como falei, o Evangelho não precisa de entretenimento, este não é o papel da igreja. Mas é papel da igreja alcançar os perdidos que se afogam no mar da vida. E, se a cultura for o meio de nos aproximarmos daqueles que são excluídos da sociedade, daqueles que ninguém quer, daqueles que são oprimidos pelo sistema mundano e diabólico, então que assim seja feita a vontade de Deus. Não tenha dúvidas: Jesus quer os perdidos, inclusive aqueles que andam fortemente armados e andam vestidos com violência. Para estes Jesus quer dar vestes novas. Para os que tem sangue nas mãos, Cristo quer lava-los da imundície do pecado, e para queles que querem sair do tráfico, mas não sabem como, Ele ainda é A Porta.
Agradecemos a todos que participaram, às meninas da cozinha que fizeram o lanchinho e o almoço com todo o carinho naquele calorããããao que fez no dia, á Janaína e Ricardo que  ousaram dar ouvidos á voz de Deus, ao pessoal de São Paulo que veio na fé e na coragem,enfim, a todos, pessoal, vocês fizeram a diferença. Obrigada por deixar a zona de conforto, obrigada pelo amor ágape em seus corações, obrigada por se importarem com os perdidos e não amarem suas vidas mais do que a Cristo. Nem as águas podem apagar esse amor, nem os rios afogá-lo!
A você, leitor, oro para que entenda que avivamento é muito mais do que gritos e danças: é ouvir a voz do que  clama no deserto e preparar a o Caminho do Senhor; é ouvir o coração do perdido, é ouvir a criação que anseia  deseperadamente pela manifestação dos Filhos de Deus e dizer:”eis-me aqui”. Quer ter uma experiência profunda com Deus? Venha fazer missões. Saia da superfície e mergulhe no rio de Deus.
Mais fotos na página do Ninho das Águias no Facebook, no blog do Ninho e na pág. do Ministério A Gosto de Deus.
Em Cristo,
Lya Alves
 

Lya Alves é missionária, graffiteira, artistaarte educadora, desenhista da história em quadrinhos Guerreiros de Deus , e colaboradora do Púlpito Cristão.

Assine o Blesss
 Veja as outras postagens de Lya Alves no Púlpito Cristão.
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

5 COMENTÁRIOS

  1. No Rio de Janeiro tem tantas estrelas gospel, homens que se dizem de Deus e promovem shows, cultos da prosperidade, onde colocam as mãos tudo vira ouro.
    Porque suas orações só movem corações de investidores para fins particulares.
    Sei que há igrejas de pequeno porte que são verdadeiras preciosidades aos olhos santos de Jesus, mas o que tem de animadores de auditório e cambistas desavergonhados que deveriam ser interrogados pelo Ministério Público e Receita Federal, pois o que está acontecendo é uma tragédia.
    O Rio de Janeiro é uma cidade que como todas as outras do Brasil merecem ser amadas e cuidadas por homens de bem, assim como esses pa$tore$ que deveria aceitar Jesus outra vez e se assentarem no banco e ouvirem pregações que falam de arrependimento, fidelidade ao Senhor e tudo que a verdadeira igreja deveria viver.
    Só se fala em dinheiro nos (cultos) que vergonha!!!

  2. As igrejas de hoje me lembra o palco do Velho Chacrinha e ao contrário de dizer o Chacrinha vocês querem bacalhau o pastor pergunta quem pode dá R$ 1.000,00 para Deus, Ups e Deus precisa ou já precisou de dinheiro e porque Jesus disse Dai a Cezar o que é de Cezar e a Deus o que de Deus.

  3. a graça e a paz de nosso SENHOR JESUS CRISTO pouse sobre todos !!!!!!!

    parabens à missionaria e aos demais irmãos e irmãs que participaram desse verdadiro ato de amor, quando buscamos glorificar a DEUS em primeiro lugar os sinais nos seguem, as portas são abertas e o poder de DEUS nos envolve, a atitude deste pequeno grupo fez a diferença, pois, DEUS os acompanhou e abriu uma brecha na impiedade e na injustiça, possibilitando o resgate de muitos, missões éo EVANGELHO vivo e vivificador, seja ela em outras terras, em outros povos, seja ela na sua cidade, seja ela no seu bairro, seja ela na sua rua, seja ela dentro de sua casa. Quando nos colocamos a disposição de DEUS e buscamos glorificar SEU SANTO NOME em toda e qualquer circustância, acabamos totalmente envolvidos, é apaixonante, é sobrenatural!!!!

  4. concordo com "púlpito cristão." tem muitos mercadegando a palavra de D-us, agora tem que ter cuidado para não ferir os homens honesto de D'us.

  5. C.S Lewis,no século 19 disse que existem jogadores de pedras que já estão tão acostumados a fazerem isso que virou um hábito machucar as pessoas e eles nem percebem o que estão fazendo, por outro lado, outros como os fariseus machucam pessoas pensando que estão defendendo a causa de Deus.Nossa parte é anunciar o evangelho do Reino, que inclui exortação e palavra de arrependimento, mas não inclui apedrejamento, a não ser para aqueles que não tenham nenhum pecado.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui