O Inferno em que Rob Bell se Meteu

71
750
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Augustus Nicodemus Lopes
Acabo de ler a entrevista que Rob Bell deu à revista VEJA desta semana (28/11/2012) com o título “Quem falou em céu e inferno?”. A entrevista provocou intensa polêmica nas redes sociais. Rob Bell se tornou uma figura polêmica quando passou a pregar a salvação de todos os seres humanos no final (universalismo) negando, assim, a realidade do inferno. Este ano ele deixou a igreja que fundou, a Mars Hill Bible Church – não confundir com a Mars Hill Church do Mark Driscoll, uma não tem nada a ver com a outra – para se dedicar ao ministério itinerante percorrendo, segundo a revista VEJA, “o mesmo circuito das bandas de rock”.
Inteligente, carismático, conectado e bom comunicador, Rob Bell tem atraído muitos jovens evangélicos no Brasil, especialmente após o lançamento de seu livro O Amor Vence no ano passado e seus vídeos muito bem produzidos no YouTube.
Achei a entrevista dele extremamente esclarecedora, mesmo considerando que estas entrevistas são editadas e por vezes amputadas pelos editores e raramente publicadas na íntegra. Se o que temos na VEJA é realmente o pensamento de Rob Bell, então declaro aqui que poucas vezes na minha vida vi uma figura religiosa de prestígio se contradizer tanto em um espaço tão curto. É por isto que esta entrevista é esclarecedora. Qualquer evangélico de bom senso, que tenha um mínimo de conhecimento bíblico e que saiba seguir um raciocínio de maneira lógica irá se perguntar o que Rob Bell tem que atrai tanta gente.
Vou começar reconhecendo o que não há de tão ruim na entrevista. Bell se posiciona contra o aborto e reconhece as limitações do darwinismo para explicar a totalidade da existência, embora aceite que Deus poderia ter usado o processo evolutivo como o método da vida.
Bell também está certo quando diz que céu e inferno são “como dimensões da nossa existência aqui e agora”. Concordo com ele. Os ímpios já experimentam aqui e agora, alguns mais e outros menos, os sofrimentos iniciais do inferno que se avizinha. Da mesma forma, os salvos pela fé em Cristo, pela graça, já experimentam o céu aqui e agora, embora de forma limitada. Lembremos que Jesus disse que quem crê nele já tem a vida eterna. O Espírito em nós é o penhor da nossa herança e nos proporciona um gosto antecipado do que haverá de vir.
Surpreendente para mim foi ver que nesta entrevista Bell não nega o céu ou o inferno depois da morte, mas sim que possamos saber com certeza que eles existem depois da morte. Nas suas próprias palavras, “acredito que céu e inferno são realidades que se estendem para a dimensão para a qual vamos ao morrer, mas aí já entramos no campo da especulação”. A “bronca” dele é com a certeza e a convicção que as igrejas e os evangélicos têm de que após a morte existe céu e inferno. “Vamos pelo menos ser honestos. Ninguém sabe o que acontece quando morremos. Não tem fotografia, não tem vídeo”. É claro que, por este critério, também não podemos ter certeza se Deus existe ou que Jesus existiu, pois não temos nem foto nem vídeo deles – que eu saiba…
Nesta mesma linha, ao se referir ao fato de que acredita que Deus ao final vai conquistar todos, diz “não sei se isso vai acontecer, também não sei o que acontece quando morremos.”
Então, tá. Não sabemos o que acontece depois da morte. Mas é aí que começam as contradições de Rob Bell. Ao ser perguntado se Gandhi, que não era cristão, estaria no inferno, ele responde “acredito que está com o Deus que tanto amou”. Isso só pode ser o céu, certo? A resposta coerente e honesta com seu pressuposto seria “não sei”.
Da mesma forma, quando a revista pergunta sobre Hitler, se ele está no céu, Bell responde que Deus deu a Hitler o que Hitler buscou a vida toda, “infernos para si e para os outros”. E acrescenta “qualquer reconciliação ou perdão, nesse caso, está além da minha compreensão”. Se esta resposta não quer dizer que Hitler recebeu o inferno da parte de Deus depois da morte não sei o que mais poderia representar. A resposta coerente e honesta deveria ter sido esta: “não sei”, o que significa dizer que ele admite a possibilidade de Hitler ter ido para o céu.
À certa altura o jornalista perspicaz indaga acerca do livre arbítrio: “não existe escolha, então, ninguém pode dizer não ao paraíso?” E Bell retruca, “acho que você pode dizer não ao paraíso e neste caso talvez você fique em algum estado de rejeição ou resistência. Talvez seja esse o estado que as pessoas chamam de ‘inferno’”. Bom, parece por esta resposta que para Bell o inferno é na verdade o céu, só que os condenados no céu viverão em estado constante de rejeição e resistência a Deus. Mas, qual o céu disto e neste ponto, em que difere do inferno? Vá entender… e é claro, de onde ele tirou esta ideia? Se não temos na Bíblia informação suficiente para saber se o céu e o inferno existem, muito menos para uma teoria destas.
Não é difícil identificarmos as origens destas contradições tão óbvias no pensamento de Rob Bell. A primeira e mais importante é que ele rejeita o ensino de Jesus Cristo nos Evangelhos sobre o inferno e o céu. Se Jesus era a personificação do Deus que é amor – e amor é, para Bell, o mais importante, senão o único, atributo de Deus – este é um fato que não pode ser desprezado. Eis alguns poucos exemplos:

Assine o Blesss

· Mat 5:22 Eu, porém, vos digo que todo aquele que sem motivo se irar contra seu irmão estará sujeito a julgamento; e quem proferir um insulto a seu irmão estará sujeito a julgamento do tribunal; e quem lhe chamar: Tolo, estará sujeito ao inferno de fogo.

· Mat 5:29 Se o teu olho direito te faz tropeçar, arranca-o e lança-o de ti; pois te convém que se perca um dos teus membros, e não seja todo o teu corpo lançado no inferno.

· Mat 5:30 E, se a tua mão direita te faz tropeçar, corta-a e lança-a de ti; pois te convém que se perca um dos teus membros, e não vá todo o teu corpo para o inferno.

· Mat 10:28 Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo.

· Mat 11:23 Tu, Cafarnaum, elevar-te-ás, porventura, até ao céu? Descerás até ao inferno; porque, se em Sodoma se tivessem operado os milagres que em ti se fizeram, teria ela permanecido até ao dia de hoje.

· Mat 16:18 Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.

· Mat 18:9 Se um dos teus olhos te faz tropeçar, arranca-o e lança-o fora de ti; melhor é entrares na vida com um só dos teus olhos do que, tendo dois, seres lançado no inferno de fogo.

· Mat 23:15 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque rodeais o mar e a terra para fazer um prosélito; e, uma vez feito, o tornais filho do inferno duas vezes mais do que vós!

· Mat 23:33 Serpentes, raça de víboras! Como escapareis da condenação do inferno?

· Marcos 9:43 E, se tua mão te faz tropeçar, corta-a; pois é melhor entrares maneta na vida do que, tendo as duas mãos, ires para o inferno, para o fogo inextinguível

· Marcos 9:45 E, se teu pé te faz tropeçar, corta-o; é melhor entrares na vida aleijado do que, tendo os dois pés, seres lançado no inferno

· Marcos 9:47 E, se um dos teus olhos te faz tropeçar, arranca-o; é melhor entrares no reino de Deus com um só dos teus olhos do que, tendo os dois seres lançado no inferno,

· Lucas 10:15 Tu, Cafarnaum, elevar-te-ás, porventura, até ao céu? Descerás até ao inferno.

· Lucas 12:5 Eu, porém, vos mostrarei a quem deveis temer: temei aquele que, depois de matar, tem poder para lançar no inferno. Sim, digo-vos, a esse deveis temer.

· Lucas 16:23 No inferno, estando em tormentos, levantou os olhos e viu ao longe a Abraão e Lázaro no seu seio.

· Mat 13:42 e os lançarão na fornalha acesa; ali haverá choro e ranger de dentes.

· Mat 3:12 A sua pá, ele a tem na mão e limpará completamente a sua eira; recolherá o seu trigo no celeiro, mas queimará a palha em fogo inextinguível.

· Mat 25:41 Então, o Rei dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos. E irão estes para o castigo eterno, porém os justos, para a vida eterna.

· João 15:6 Se alguém não permanecer em mim, será lançado fora, à semelhança do ramo, e secará; e o apanham, lançam no fogo e o queimam.

· Mat 22:13 Então, ordenou o rei aos serventes: Amarrai-o de pés e mãos e lançai-o para fora, nas trevas; ali haverá choro e ranger de dentes.

As referências de Jesus ao inferno, como o castigo eterno dos ímpios, formam reconhecidamente um dos temas dominantes do ensino dele, como pode ser claramente visto acima. Contudo, Rob Bell afirma contra todas as evidências que Jesus falou muito mais do sofrimento real que as pessoas têm aqui neste mundo. É claro que o Senhor Jesus se preocupou com o sofrimento presente, mas consistentemente, como pode ser visto nas passagens acima, ele nos avisa que o sofrimento eterno é muito pior.
O que espanta é o uso seletivo que Rob Bell faz das palavras de Jesus. Ele ignora por completo todas as passagens cima em que Jesus fala do inferno mas se refere à fala dele sobre os sofrimentos físicos. Bell fala várias vezes na mensagem de amor pregada por Jesus. Mas, de onde ele tirou estas informações acerca da pregação de Jesus? Só pode ter sido do Novo Testamento, o único documento que a preservou. Mas, então, por que ele ignora uma das maiores ênfases da pregação de Jesus, que foi o castigo eterno preparado para os ímpios?
Se Rob Bell diz que não podemos ter certeza de que o céu e o inferno existem, como ele pode ter certeza, então, que Jesus pregou sobre o amor e o sofrimento das pessoas neste mundo? Estas coisas todas estão no Novo Testamento. É evidente a interpretação enviesada, preconceituosa e selecionada que ele faz, conservando as passagens que lhe interessam e rejeitando as que o contradizem.
Outra razão para as contradições de Rob Bell é a sua base epistemológica. Ele declara: “nunca fiquei preocupado com sistema doutrinário, nunca me empenhei em ter confirmação de meu dogma.” Tudo bem. Mas, então, o que ela pensa sobre céu e inferno é o que? Para mim, é sistema doutrinário e dogma. É teologia. Mas, onde ele baseia suas ideias, enfim? A resposta é surpreendente: “tive alguns encontros meus, profundos, com o amor de Deus que tiveram sobre mim, digamos, um impacto pré-cognitivo.” Parece que ele teve algumas experiências que serviram para orientar a sua teologia. Aqui o ensino das Escrituras passou longe, como única regra de fé e prática. Bell é mais um daqueles hereges que apela para suas experiências como fonte de autoridade. Nada novo aqui.
E deve ser por isto que o conceito dele sobre Deus é tão equivocado. Deus é amor, diz Bell. Por isto, a salvação universal deve ser o ponto de partida. Para ele, é “incompreensível um cristão que não considera a salvação universal como a melhor saída, a melhor história”. O erro deste raciocínio, evidentemente, é não levar em conta que Deus também é justo, verdadeiro, santo e reto. Não se pode separar os atributos de Deus e não podemos considerá-lo a partir de um destes atributos somente. O amor de Deus deve ser levado em conta juntamente com a sua santidade e sua justiça. Portanto, um cristão verdadeiro não considera o universalismo como a melhor saída ou o melhor fim da história. O melhor fim da história é aquele escrito por Paulo:

Que diremos, pois, se Deus, querendo mostrar a sua ira e dar a conhecer o seu poder, suportou com muita longanimidade os vasos de ira, preparados para a perdição, a fim de que também desse a conhecer as riquezas da sua glória em vasos de misericórdia, que para glória preparou de antemão, os quais somos nós, a quem também chamou, não só dentre os judeus, mas também dentre os gentios? (Rom 9:22-24).

A melhor saída é aquela onde Deus expressa a plenitude do seu ser, o seu amor e a sua ira, nos que se salvam e nos que se perdem, no céu e no inferno.
Por fim, Bell faz uma inferência historicamente equivocada em suporte de seu argumento. Afirma ele que “as pessoas mais interessadas em discutir o inferno depois da morte são as menos interessadas em discutir o inferno sobre a terra”. Não há dúvida de que entre os evangélicos que acreditam no céu e no inferno há muitos que não se importam com as questões sociais, mas a afirmação de Bell é uma generalização grosseira. Calvino, Lutero e os demais reformadores criam no inferno e pregavam abertamente sobre ele. Contudo, poucos fizeram tanto para diminuir o sofrimento da Europa de sua época, abrindo escolas, hospitais, orfanatos, brigando contra leis injustas, o monopólio de alimentos e a corrupção do Estado. Outros muitos exemplos poderiam ser dados para contradizer esta falácia de Rob Bell.
Obrigado, revista VEJA, por ter exposto o pensamento de Rob Bell ao Brasil, as suas incoerências, sofismas e as origens de suas ideias estranhas. Como sempre acontece com as seitas, muitos os seguirão. Mas, como nos disse o apóstolo João:

Eles saíram de nosso meio; entretanto, não eram dos nossos; porque, se tivessem sido dos nossos, teriam permanecido conosco; todavia, eles se foram para que ficasse manifesto que nenhum deles é dos nossos. (1Jo 2:19).

***
Augustus Nicodemus Lopes, no blog O Tempora! O Mores!.
Leia a entrevista de Rob Bell à revista Veja aqui

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

71 COMENTÁRIOS

  1. Com o tanto de talvezes, achos e não-seis, podemos ver a categoria de segurança que a mensagem dele dá para quem nela deposita sua fé, ao invés de depositá-la em Jesus.

    Uma teologia moldada em opiniões pessoais (achos…) despreocupadas (“nunca fiquei preocupado com sistema doutrinário, nunca me empenhei em ter confirmação de meu dogma”) e originadas de preconceitos (encontros pré-cognitivos com Deus).

    Seria isso uma teologia ou uma teoignorância?

  2. Resposta ao Crítico, Doutor, Pr. Nicodemus,

    Entristeço-me mais uma vez, ao ler um de seus artigos, onde prepondera um julgamento precipitado sobre um religioso que defende idéias polêmicas.. sim! mas demonstra coerência para com sua crença, e princípios de vida.. "Lembro-me da admoestação de um grande pregador contemporâneo, pr. Ivan Saraiva ("proposital e coerentemente grafado com 'p' minúsculo, por respeito e reverência ao Único Bom Pastor"), homem culto e instruído nas Escrituras mas quase anônimo nas rodas dos "maiorais" literatos do Evangelismo na badalada mídia contemporânea.. em"Julgar é do Diabo", adverte Ivan Saraiva (vídeo YouTube) discorrendo sobre diversos textos nas Escrituras Sagradas. Isso que o Senhor faz, nessa matéria, incitando à uma execração impertinaz, quase "linchamento santo" o que me fêz tremer, relembrando a influência dos poderosos da "Santa Inquisição". O senhor paradoxalmente, acerta, quando recita o texto bíblico "..E até o que chamar tolo a seu irmão, por isso responderá no Juízo.."
    Mas, voltando a discursar sobre sua crítica, justifico minha opinião de que ela na verdade se mostra: presunçosa, equivocada e superficial, baseada em interpretações pessoais próprias, ainda que ditas embasadas na Bíblia, é superficial e limitada elencando diversas passagens , grifando a palavra inferno, para comprovar a tese de sua existencia. E a despeito da forma meio iracunda e irônica, quase debochada mesmo, desprovida de genuína consistência bíblica e o desejável sentimento altruísta que bem qualifica e distingue àquele que traz em si, os autênticos frutos do Espírito: mansidão, domínio próprio, longanimidade e o amor fraternal! ou benignidade..Também, de forma infeliz, não se deteve em questionar a procedência do conteúdo pela fonte da Revista, alvo de tantos desmentidos e ações na Justiça, por veicular mentiras e leviandades sobre diversas personalidades públicas e que editou a matéria, caso tenham distorcido idéias originais e afirmações do reconhecido autor de "O Amor Vence", e que muito pouco ou em nada se ateve, à fonte principal-O Livro, do qual só menciona o título e divulga uma foto mefistofélica de Rob Bell (sic!), o que não deixa de ser lamentável.. principalmente partindo de um emérito e respeitado intelectual e escritor como o senhor, infelizmente, também sujeito às mesmas situações de risco de má interpretação e controvérsia pública.
    Noto finalmente, um tom sensacionalista, quando inicia sua crítica à Rob, chamando a atenção de todos para com o que considera,"o que há de pior na entrevista dele".
    E, finalmente, um indisfarçável ranço de preciosismo e vaidade, em seus escritos contestadores, o que imagino, lhe prejudica em interagir melhor com o leitor mais esclarecido ou avisado do seu blog de forma a lhe promover e assegurar uma maior credibilidade, isenção e transparência de suas intenções, quando defende posição acerca de temas polêmicos na qualidade de importante líder formador de opinião, que é, junto ao povo evangélico-como aliás, costuma mencioná-los em seus escritos.
    Por isso, mais uma vez, manifesto o meu desagrado esperando que considere por oportuno, minha sub-crítica para levá-lo, se possível, a uma reflexão sobre o peso de sua responsabilidade como representante e embaixador da Sã Doutrina.

    Respeitosamente,
    P.Cintra

  3. Prezados, Li atento todos os comentário dos colegas e sinceramente, gostaria de expressar os meus agradecimentos e também desculpas por qualquer falha de comunicação da minha parte. Parabéns a todos! por estarem engajados na nobre missão de divulgar o Verdadeiro Evangelho de Jesus Cristo. Apesar de não concordar com todos os posicionamentos, acho importante este espaço para a livre e salutar discussão sobre temas tão controversos principalmente entre os cristãos. Parabéns a todos e que Deus os Abençoe.. Lembrem-se das palavras de Jesus: “Examinai as Escrituras por que julgais ter nelas a vida eterna e são elas que de Mim testificam..” Portanto, continuem estudando =”o significado transliterado de examinai, no original em aramaico”. A Santa Palavra de Deus..

  4. "Em tempo: conclamo a todos que assistam a excelente programação da TV Novo Tempo – SKY Canal 14 e também a
    Série de Vídeos no YouTube do programa ESTÁ ESCRITO ADORAÇÃO com o ilustre pr. Ivan Saraiva.
    A Paz de N.S.Jesus esteja convosco.

  5. Bell também está certo quando diz que céu e inferno são “como dimensões da nossa existência aqui e agora”. Concordo com ele. Os ímpios já experimentam aqui e agora, alguns mais e outros menos, os sofrimentos iniciais do inferno que se avizinha.

    SEu verme filho de uma puta, seu lixo de gente ..muitas pessoas no mundo todo sofre aflições e não tem nada a ver por serem ímpias seu lixo escroto, voce sabe muito bem que pessoas que talvez até poderiam ser chamadas de ímpias vive uma vida muito melhor do que muito crentes em Deus , foi muito infeliz o maldito que escreveu isto, porque deu a entender que as pessoas sofredoras é logo pessoas ímpias , ímpios são vocês por ter um veiculo de comunicação e escrever tanta merda , é claro as vezes voces acertam , mais quando erram , erram miseravelmente bando de inuteis…1..2..3..pronto todos orando pra jesus me matar

  6. Não me surpreende a aparição de mais um que prega a respeito de Deus baseado em suas "experiências cognitivas". Está cheio de seitas por aí, cujo fundadores possuem o mesmo argumento. O que mais me surpreende e me deixa revoltado são as dezenas, centenas e por que não, milhares de "cristãos" que dão ouvidos a esse tipo de falácia!!! Não fazem como os Bereanos e comparam a teologia desse sujeito com a teologia bíblica. Uma comparação simples como a que foi feita no post pelo pastor Nicodemus esclareceria de vez que esse sujeito e um propagador de heresias! Que volte ao Caminho de onde saiu, se é que alguma vez esteve Nele!
    Misericórdia!

  7. Olá sr. revoltado.
    Educação é o mínimo que se espera de qualquer pessoa.
    Expressar opinião não implica em insultar aqueles que discordam das suas convicções.
    Diante disso, lamento o seu comentário e principalmente covardia em se esconder por traz do pseudônimo "revoltado".
    Peço que DEUS tranquilize o seu coração, sua mente, e o transforme de "revoltado" para "regenerado".
    Abs
    Ita

  8. P Cintra,
    Se todos os textos mencionados nao sao suficientes em tese, o que será? Na boa, mas quando o cara começa a ler a Biblia e sair com perolas tipo: "Nao é bem isso que Jesus quis dizer…", é questao de tempo para se chafurdar na heresia.

  9. Gandhi foi para o Inferno? E a Zilda Arns?
    Nenhum grande nome da humanidade era cristão. Ou muito poucos.
    Hoje eles devem estar queimando no fogo do inferno.

  10. Primeiramente parabéns ao Pastor Nicodemus, apesar que foi até muito benevolente em sua critica.
    Quando li a entrevista do Rob Bell, a primeira coisa que me veio a mente é o que alguém ja disse " os maiores inimigos do Cristianismo estão com a Biblia na mão". Apresentando-se como pastor cristão este senhor é mais pernicioso que qualquer um dois quatro modernos "cavaleiros do ateismo" ou mesmo mais que os três juntos, já que um ´faleceu recentemente. Com suas heresias nunca ajudará conduzir alguem ao arrependimento e à salvação.

  11. Céu e Inferno, existem,mas nós preferimos não tocar neste assunto para não azedar o ambiente. Inferno é uma pregação desmancha prazer e céu ?
    Outro fato que acontece em nosso meio e ninguém fala ou prega e sobre "o meu namorado" , ou "ficar" ,o pastor-lider não consegue desenvolver um estudo bíblico sobre o assunto,e até acha que se Jesus estivesse hoje aqui Ele com certeza iria com uma sacola cheia da camisinha para distribuir na igreja, e na porta de escolas , será? Para reflexão do brother tito from brasília.

  12. Se for para negar o inferno,Jesus está errado e o tal Rob tá certo?E se vai pra onde depois da morte?Será que vamos crer no sono da alma?Ou na extinção dela?Zilda Arns não era irmã de Evaristo Arns?Católica do pé roxo,que acredita na salvação pelas obras?Gente,protestantes,vamos ler a bíblia e vamos crer em Jesus!!Como podemos tolerar este herege que diz não crer no inferno?Não pode subir em um púlpito numa igreja comprometida com a Escritura!Jamais!Quem quiser,que o ouça inferno adentro.Deixem-nos ouvir o que querem!A palavra de Deus não é artigo de $ 1,99!Melhor edificar os que estão ouvindo do que perder tempo com incrédulos!!A paz!

  13. Entendo a fé do pessoal, mas eu fui da "igreja" muito mais tempo que uma molecada leite com pera que comenta aqui, que nem tem tempo de evangelho suficiente para afirmar qualquer coisa que seja. Me cansei das perguntas sem respostas, da hipocrisia gritante dos membros e chutei o balde mesmo. Há erros gravíssimos nessa religião.

  14. Para nossa reflexão:

    Há Só Um Juiz!

    Tiago 4:12 – Há só um legislador que pode salvar e destruir. Tu, porém, quem és, que julgas a outrem?

    Por que não temos o direito de julgar os outros? De acordo com Tiago, a razão é a seguinte: “Há um só Legislador e um Juiz que pode salvar e destruir. Tu, porém, que és, que julgas a outrem?” (Tiago 4:12).

    Um dos mandamentos menos comprido de Jesus é o “não julgueis”. Segundo alguns analistas, a maledicência constitui uma das práticas negativas mais comuns, dentro de nossas igrejas. Julgamos a torto e a direito. Julgamos mal e transmitimos nosso mau julgamento para os quatro ventos. Via internet (!!!).

    Julgar é usurpar de Deus um direito que é só Dele. É um crime contra a divindade. Pelo contrário, aceitar o julgamento do Senhor é um dos caminhos mais eficientes de crescer espiritualmente. Porque, como diz Tiago, o julgamento feito pelo Senhor “pode salvar”. O modo pelo qual o Senhor nos julga é amoroso e recuperador. Deixemos, então, com Ele o fardo pesado que é julgar. Há só um juiz.
    Muito bem Escrito, pelo Dr. pr. Olavo Feijó.

    É prezados, é sempre bom ouvir bem lá no fundo, dentro da nossa alma, palavras edificadoras aquelas que nos levam aos trilhos do Caminho que nos leva ao Bom Pastor – A Santa Palavra de Deus.

    Deus através do profeta Miquéias, nos exorta pela Sua Palavra ao nosso verdadeiro papel aqui na terra, como filhos do Altíssimo, pela graça redentora de N.Salvador Jesus Cristo, para que sejamos um dia chamados de: "carvalhos de justiça, plantados pelo Senhor.."(Isaías 61:3)

    Miquéias 6:8
    -"E o que Deus pede de ti, ó homem? ..senão que pratiques a Justiça..ames a Misericordiosa … e andes na terra Humildemente com o Senhor Teu Deus?.."

    Queridos,
    A Paz de N.Senhor e Salvador Jesus Cristo, seja convosco, hoje e para sempre! Amém!

  15. Revoltado

    Eu não li em nenhum lugar do artigo a afirmção de que o sofrimento é castigo pelo pecado individual. Você inferiu isso, talvez por não ter suficiente treino em leitura. Conforme a Bíblia afirma (e também foi isso que entendi do artigo) em ALGUNS casos é, mas como regra não. Só para dar exemplos, Judas ou Hitler se desesperaram antes da morte, e nesse caso seu desespero refletia seu pecado. Era o inferno pessoal deles. Mas é um absurdo você querer atribuir ao Pr Nicodemus a alegação de que todo sofrimento reflete o pecado.

    Revolte-se à vontade, mas sugiro que estude um pouco de gramática e interpretação de texto antes.

  16. Amigo,

    vc sabe ou deveria saber que a palavra "inferno" não existe nas escrituras. Estes textos citados que contem a palavra inferno são manipulados pelos tradutores. Pois assim entenderam que a palavra inferno seria a melhor palavra para definir o que foi escrito. Mas, não é inferno que foi escrito e não tem o sentido de inferno como vc`s pensam. Estude um pouco mais.

    Quanto ao texto do Nicodemos que critica o seu concorrente, ele mesmo diz no paragrafo 10: … "Se não temos na Bíblia informação suficiente para saber se o céu e o inferno existem, muito menos para uma teoria destas…"

    Ora, se não tem na biblia, onde tem esta teoria?? R: Roma!

    E depois vc`s vem com um tal de "sola escriptura". Aff.

  17. Com o quê o irmão não concorda? A questão de céu e inferno só é controversa para os liberais de plantão como Bell. Para o resto da cristandade, inclusive todos aqueles que pensaram o cristianismo muito mais que eu, você e o Bell juntos, é ponto pacífico.

  18. Nicodemus diz: "Calvino, Lutero e os demais reformadores criam no inferno e pregavam abertamente sobre ele. Contudo, poucos fizeram tanto para diminuir o sofrimento da Europa de sua época, abrindo escolas, hospitais, orfanatos, brigando contra leis injustas, o monopólio de alimentos e a corrupção do Estado." TUDO ISSO É VERDADE!!!

  19. Nicodemus diz: “Calvino, Lutero e os demais reformadores criam no inferno e pregavam abertamente sobre ele. Contudo, poucos fizeram tanto para diminuir o sofrimento da Europa de sua época, abrindo escolas, hospitais, orfanatos, brigando contra leis injustas, o monopólio de alimentos e a corrupção do Estado.” TUDO ISSO É VERDADE!!! mas não se trata deles! a geração deles passou! CADÊ A NOSSA NICODEMUS???!!! Sua geração de presbiterianos barbados que só pensa em recriar a Genebra de Calvino não faz nada! se encastelaram com grandes salários do Mackenzie e congêrenes, criticam os apóstatas da prosperidade mas tem salários de 15, 20, 30 mil reais; numa total dissociação com a realidade brasileira!!! Cadê a Cosmovisão Cristã???!!! Bell está certo, nós jovens estamos cansados de uma geração como a sua, que pensa que defender a verdade é sistematizar e conceituar a Bíblia. Defender a verdade Nicodemus é vivê-la com todas as renúncias e delícias. Mas para vocês ortodoxos a fé é um conceito, então é mais importante entender do que viver.

  20. Como nenhum grande nome da humanidade era cristão? A Zilda Arns era, tem Marthin Luther King, Madre Teresa de Calcuta, entre outros, vc está mal informado.

  21. Distintos irmãos, graça e paz!
    Antes de fazermos nosso limitado comentário sobre a entrevista do "pastor" Rob Bell à revista Veja, sugerimos ao irmão Leonardo Gonçalves, se possível, não libere nesse conceituado blog, opiniões que contêm palavras que vão de encontro aos princípios bíblicos.
    Quanto à discordância respeitosa, somos favoráveis; em relação ao desrespeito, esse sim; deve ser banido dessa tribuna.
    No tocante ao mencionado "pastor", sinceramente, se o texto não foi editado, ele é digno de oração, pois se encontra laçado pelo inimigo das nossas almas.
    Assim dizemos, tendo em vista os absurdos que são defendidos pelo Rob, que vão de encontro às Sagradas Escrituras.
    Do nosso ponto de vista, os irmãos que frequentam a "igreja" dele, com todo o respeito, gostam de um "evangelho" das facilidades, aquele que nunca foi pregado por Cristo, bem como seus apóstolos.
    Além do mais, provavelmente não leem a Bíblia como os crentes de Bereia, conforme Atos 17.10,11.
    Pois se assim procedessem, não estariam entrando nessa barca furada.
    Ele, na condição de líder, será cobrado rigorosamente por Deus, conforme Lucas 12.48, tendo em vista está à frente das ovelhas, ensinando-as de forma distorcida o que se nos diz o texto bíblico.
    Em relação aqueles que imaginam que não devemos fazer julgamentos, por favor, leiam as seguintes passagens: Provérbios 21.3; João 7.24; 1 Tessalonicenses 5.21.
    O que nós nunca seremos: a palmatória do mundo, o dono da verdade, ou está acima do bem e do mal.
    Em Cristo,
    Tadeu de Araújo

  22. Pregar a existência do inferno afasta as pessoas da pregação e da igreja. Pregar a inexistência ou a dúvida acerca da sua existência arrasta multidões, satisfaz o ego (comichão nos ouvidos). São as "profecias" que nós (seres humanos) queremos ouvir. Apostasia.

  23. Fico espantado com os ditos crentes,detentores da salvação,puros,santos,escolhidos e guiados pelo espirito de deus, se referindo aos perdidos,miseráveis,filhos do diabo e predestinados para o fogo eterno,que por sinal, hoje seriam a grande maioria dos humanos que vivem na terra, pois se somos atualmente 6 bilhões de habitantes, fazendo uma conta rápida, diria que 2 bilhões de católicos que são seguidores dos santos já estariam no inferno, mais dois bilhões de mulçumãnos também estariam ferrados, colocaria mais 1 bilhão e meio que vão morrer pecadores…usando esse calculo rápido então diria que iriam para o céu apenas alguns milhares de crentes santos e puros evangélicos que teimam em acreditar não sei porque que a bíblia é cem por cento verdadeira. seu deus é a bíblia. é esse realmente o deus que vcs crêem…

  24. se JESUS morreus na cruz para salvar apenas alguns milhares , e bilhões irem para o inferno, então digo que JESUS perdeu a batalha para satánas,,,,,,graças a DEUS que eu não penso assim…..como tantos tolos.

  25. Acho pertinente a abordagem, e alertta do Pastor, a operação do erro está aí, advertencia é salutar. A defesa da cristandade base em conhecimento teológico, movido por ação do Espirito Santo, parabenizo o Pastor e que Deus continue a se empenhar a esclarecer os desavisados que não examinam a bíblia.

  26. Eu não sei pra que Doutor Nicodemus escreve estes artigos, não entendo porque perde tempo com temas assim. A entrevista baseado nos que ele (Nicodemus) cita no texto não esclarece muito bem a doutrina do Rob Bell que pelo menos aqui (artigo) não chega a ser um absurdo suas respostas, (apesar de mesmo não conhencendo o livro do Bell, e não tenho interesse nenhum em conhecer), mesmo eu discordando do que ele diz.
    Assim ficam duas pessoas inteligentes conjecturando sobre teologia, Bell com suas "novas" ideias e Dr Nicodemos não acrescentando muita coisa ao tema.
    Mas até um crente idiota como eu percebe o estado intelectual que as pessoas adquirem, quando se dedicam excessivamente ao estudo teologico/academico e afins, que faz com que elas trabalhem mais a mente, o racional, o intelecto, a logica, o entendimento baseado em associações de ideias, visto a enorme quantidade de informação antropologicas, historicas e contra analises com toda aquela parafernalha academica e seus agregados, que no final produzem muito mais entendimento filosofio que ação efetiva fazendo com que elas fiquem no mesmo nivel, no mesmo estando, apesar de não necessáriamente do mesmo lado e não necessáriamente compartilhando das mesmas ideias.
    Bell fala e escreve as bobagens dele lá nos estados unidos e logo o driscoll vem "bater", depois o driscoll cheio de razão fala e escreve outras bobagens e outros "batem" nele, é um mico atras do outro aquela turminha lá. Aqui no brasil Dr Nicodemos "bate" no Bell porque faz parte do mesmo seguimento do Driscoll (calvinismo) que não passa de outra intelectualidade "biblica".
    Lutero Zwinglio e Calvino, se vivos, estariam cada um escrevendo livros sobre a transubstciação e teria gente "batendo" em uns e apoiando outros; é o evangelho elevado a nivel academico, pois santa ceia nada mais é que um ato de simbolismo que representa o amor de Cristo por nós e de nós por Ele. (raciocino de crente analfabeto telogico não é mesmo?)
    Por isso eu não acredito em voces, eu não perco meu tempo tentando entender suas "verdades", suas igrejas e suas autoridades patriarcais evengelicas. Eu confio em Jesus, não em voces.

  27. Paulo,ainda vou ver voce coberto com "aquela" bata clerical presbiteriana!!RSRSRSRS brincadeirinha!!!A paz!Obs:isso é pelo seu comentário lá no thales roberto!!

  28. Adilson

    A palavra inferno, no contexto dos textos citados, significa estado de sofrimento, e vem após a morte. Desenvolva a sua idéia e mostre que não é isso em nenhum dos textos citados.

  29. Talvez centenas de milhares de pessoas, cristãos, tem ajudado a tanta gente, ensinando, curando, ajudando, ministrando. Talvez você não saiba, mas durante muito tempo quem ensinava a ler e escreve e quem fundava e dirigia hospitais eram os cristãos.

    Se você quiser jogar isso tudo no lixo, continue sendo ignorante sobre a história.

  30. Renato,

    a palavra "inferno" significa isso para vc`s e estão nos textos citados pela manipulação das Escrituras pelo sistema religioso corrupto. Mas, no contexto das Escrituras não é este o significado. A palavra usada é Geena. Veja:

    Quod si oculus tuus dexter scandalizat te, erue eum et proice abs te; expedit enim tibi, ut pereat unum membrorum tuorum, quam totum corpus tuum mittatur in gehennam.
    Mateus 5:29

    Geena (gehennam) era o nome dado a uma ravina profunda ao sul de Jerusalém, onde sacrifícios humanos eram realizados na época de doutrinas anteriores. Mais tarde, tornou-se uma espécie de lixão da cidade de Jerusalém, frequentemente em chamas devido ao material orgânico.
    O sentido é de juizo e não de estado de sofrimento.

  31. A maior virtude de Rob Bel foi mostrar um Deus de amor, em detrimento do que a grande maioria dos ditos religiosos prega, um deus vingativo e parcial. Ele está no caminho, falta-lhe ainda muita coisa, mas aplausos pelo fato de ele ter a coragem de ir contra a maré evangélica dogmatica e conservadora.

  32. Poderíamos ter um novo post: "O reavivamento por Rob Bell".
    Nunca se falou tanto de inferno, infelizmente alguns aqui quiseram trazer palavras novas e diferentes pra dizer que não existe. Mas, os ensinos do Senhor Jesus já demonstram claramente um Dia do Senhor, quando toda a humanidade comparecerá diante do Cordeiro que foi morto, e hão de lhes prestar contas. Como será? Não sei. Mas, certamente será.

  33. Isso tudo é falta de esclarecimento. As pessoas são pegas pela ignorância e falta de informação de sua própria fé. Além dissociada existe o problema velho de muitos não gostarem de ler, se informar, pesquisar… e aí acaba comendo tudo que se põe à sua frente! Francamente!

  34. Prezados,
    Paulo Sales, Renato, Adilson e Semósthenes, fico feliz em ler seus comentários que merecem uma maior reflexão sobre o tema Céu e Inferno e também, sobre a polêmica acerca do Livro de Rob Bell e as críticas que têm recebido do Rev. Nicodemus e inúmeras pessoas. De fato, o assunto por sua profundidade não se esgotará aqui..
    Recomendo a contínua pesquisa através do texto bíblico, com espírito de humildade e oração, entendendo que só através do dom do Espírito Santo, chegaremos a sua real interpretação..
    Outra boa recomendação que gostaria de compartilhar, é assistir a série de palestras em vídeo do Programa Está Escrito Adoração no YouTube do pr. Ivan Saraiva, que tem inclusive mensagens muito esclarecedoras sobre os temas Céu e Inferno, sempre à Luz do "Assim Diz O Senhor.."
    Saudações a todos!!!

  35. Cara Solange,
    o que provoca avivamento é falar de Cristo, não do inferno. Nós crentes deveríamos lamentar e chorar pela humanidade inconsciente do amor de Deus, nunca ficarmos felizes por causa da condenação alheia. O que reaviva a fé é o grande amor do Salvador, não a certeza de que quem discorda de nós irá perecer.

  36. Nada contra quem acredita no inferno como castigo eterno, mas esta palavra é inexistente no grego original, e mais, eu fico pensando, porque Jesus disse que o corpo e a alma pereceria no inferno? Como é? O corpo vai junto? Será mesmo que é isso? Devemos entender o que significa palavra Geenna, porque essa palavra não significa castigo eterno, e seu Augusto NIcodemos sabe disso, e não adianta dizer que essa palavra pode não existir, mas que o conceito existe, que nem isso (o conceito) existe. Ai coloca um monte de texto que tem a palavra inferno para dizer que existe o inferno sem argumento nenhum. Etmologicamente é impossivel que o geenna seja castigo eterno. Nas escrituras, não há uma alusão a imortalidade da alma, sendo essa uma ideia platonista que alguns pais da igreja adotaram como doutrina para refutar os filosofos do seculo II, mas nas escrituras mesmo não tem nada falando sobre a imortalidade da alma.
    Eu acho que devemos parar de dogmátizar essa ideia romana e começar a estudar as escrituras como elas são realmente.

  37. Lendo os evangelhos ve-se que Jesus falou pelo menos 6 vezes mais sobre o "inferno" do que sobre o "céu". Em todas as referências é simples até para um crianças entender que "lugar existente", uma realidade para todo que rejeita sua graça, e que ali há "choro e ranger de dentes", ou seja, algo que não acaba!!!

  38. Prezados,
    Paulo Sales, Renato, Adilson e Semósthenes, fico feliz em ler seus comentários que merecem uma maior reflexão sobre o tema Céu e Inferno e também, sobre a polêmica acerca do Livro de Rob Bell e as críticas que têm recebido do Rev. Nicodemus e inúmeras pessoas.

    Irmão P. Cintra, pra mim o tema se esgota aqui e lhe digo porque.
    Nós não temos que nos preocupar com o inferno, temos que no preocupar com Deus. Jesus diz que devemos nos afastar do mal, mas diz também que devemos temer a Deus.
    O inferno não deve nos interessar mas sim o bem Deus, Jesus e tudo que podemos ter acesso para nos direcionar em sua palavra (biblia) e no entendimento que o Espirito nós dá. Então veja, por esta ótica a discussão é inutil. De que nós vale debater sobre inferno, se a solução está no bem, de que nós adianta ponderar sobre o inferno se a solução está em Deus.
    O galo cantou 3 vezes para pedro e Jesus depois perguntou 3 vezes para Pedro se ele o amava. Deus tira seu olhar dos maus; isso é motivo de preocupação, mas aber onde fica o inferno, que critérios Deus tem para usa-lo, quem o merece é segundo plano. Qualquer coisa que não esteja focada em Deus já está julgada, agora perdemos nosso tempo adivinhando o que vem depois? Acho que não!

  39. Amados
    Li todos os artigos e comentários. Nao aprendi nada novo, mas me ajudou a ver a necessidade de continuar falando do amor de Cristo e sua mensagem salvadora. So que ao ler, gastei uns 30 ou 40 minutos de meu tempo… neste tempo eu poderia ter ido ao meu vizinho ao lado (que eh indu) e compartilhado com ele o amor de Cristo. Poderia ter ido ao hospital aqui perto e fazer uma visita e levar uma palavra de conforto lendo um salmo a algum doente e necessitado. Poderia ter sentado a mesa com minha esposa e juntos termos tido um tempo de oração e leitura da palavra. Quanto mais falarmos e não agirmos menos resultados teremos. Os muçulmanos estão entrando com tudo na Africa, America e Europa… e nos aqui discutindo e nos ofendendo devido as diferenças doutrinarias… A Bíblia nunca vai mudar… e o que deve fazer e crer esta escrito nela. Vamos trabalhar povo de Deus.
    Paz.

  40. Meus irmãos, o céu é uma realidade, segundo as palavras de Cristo em o evangelho de João 14:1 a 3. Mais claro impossível, pois não se trata de metáfora, mas de realidade, não de uma condição espiritual. O inferno, conforme o entendimento hebraico, é o mesmo que sepultura, não um lugar de tormento a arder, esperando "almas desencarnadas"! Essa concepção de inferno é de origem grega, infiltrada na crença popular de Israel na época do domínio grego. A retribuição a cada um se dará no juízo final, no lago de fogo descrito em apocalipse 20:11 a 15, que se dará depois do milênio, para os que se perderem. A recompensa dos justos será por ocasião da volta de Jesus, que é iminente! Por enquanto tanto justos como injustos estão dormindo o sono da morte, aguardando estes grandes eventos. Sobre quem vai se salvar ou não, não pertence a nós mas a Deus somente! No céu haverá muitas surpresas! Temos porém do Senhor, conforme está em Lucas 12:47 e 48, uma idéia do critério de Deus no julgamento. Cada um será julgado conforme a quantidade de luz recebida, e a resposta do coração a essa luz. Conforme apocalipse 22:12, o nosso estilo de vida aquí nesta terra dá testemunho de quem é o verdadeiro Senhor de nossas vidas. Aguardemos com fé a verdadeira justiça do julgamento de Deus! Paz do Senhor pra todos!

  41. Comentarios interessantes e polêmicos. Mentes brilhantes analisam o livro O amor vence . Aguardo mais comentários para me manifestar. Parabens pelo interesse pela materia da revista veja com com Rob Bell e parabens pelos comentarios e analises de seu conteúdo.

    Reggie Campos/ presidente fundador da Igreja Semente da Prosperidade em Deus.

  42. Não vejo incoerência no pensamento dele. Rob Bell abre para a liberdade de pensar sobre este tema sem a visão dada, que recebemos no pacote doutrinário. Rob Bell não responde categóricos "não sei", porque a sua visão o permite ter esperança e acreditar em questões que não tem respostas. Rob Bell não fecha o debate, mas apresenta uma forma de enxergar e problematizar o tema. Pegamos um recorte da experiência e das falas dele, bem como criticamos pegar trechos isolados da bíblia,e fazemos uma crítica onde já o julgamos como apostata e herege. O argumento de que o céu e o inferno são idéias mais problemáticas do que pensamos é uma construção que passa por pensar a cerca dos termos utilizados no original, pensando em como a idéia de Hades se casou com a idéia de pós-morte. Além disso há uma problematização do conceito de Eternidade, que, segundo Bell, foi mal interpretada dos termos gregos. Eu confesso aqui que simpatizo com as idéias dele, pra mim faz muito mais sentido, mas também me assusta como elas se encaixam ao meu desejo. Realmente há o perigo de atender ao Ego, mas a salvação seleta dos eleitos também PODE ser bastante confortável, especialmente quando você é um deles. De toda forma a discussão é mais profunda do que transformar o evangelho em bam-bam-bam Eu sugiro que para ter uma idéia mais clara do que Bell está dizendo, leiam o livro "o Amor Vence" e não fiquem somente na entrevista da VEJA, que é uma simplificação e toda simplificação não expressa a ideia como um todo. Bom…é isso…

  43. Caramba !

    Estou diante de uma verdadeira "babel" ! Creio que a bíblia é o livro que mais suscita polêmica que já existiu. Se até entre os cristãos existem opiniões doutrinárias, que, extraídas de um mesmo texto, muitas vezes originam-se práticas tão opostas, presentes em grupos aparentemente iguais, o que não dizer de opiniões tão complexas como questões como o destino humano após a morte ? O que sei é que existem questões muito obscuras que precisam ser encaradas por fé. O mais importante de todas essas discussões sem frutos, capitaneadas por líderes que se formam só para confundir a mente das pessoas é a minha fé. Simples, direta, que fala com Deus e Ele me ouve, porque ouço a Sua voz. Quer um exemplo ? Esta madrugada levantei angustiado por problemas pessoais (quem não os tem?), ajoelhei-me, reconhecidamente desanimado, abatido, enfraquecido…alguns minutos se passaram, e eu, de joelhos, falei-Lhe: "Senhor, sinto-me fraco, sem forças até para orar, angustiado…." o tempo passou, e eu, no meu cansaço, adormeci, quando ouvi, em um tom sereno e calmo, a voz do meu Amigo, que me dizia no silêncio da madrugada: "filho, mil cairão ao teu lado, dez mil à tua direita, mas tu não serás atingido". Isso pra mim põe um ponto final em questões que nunca terão respostas.

  44. Este bacana é só mais um charlatão bancando espertalhão provando não ser conhecedor de nada nem mesmo porque esta vivendo,a este tipo e a todos que tem deixado o evangelho de Cristo para outro evangelho segundo o apostolo Paulo nas epistolas aos Galatas."Oh insensatos galatas admiro que voces estão abandonando tão rapidamente aquele que vos chamou pela graça de Cristo para seguirem outro evangelho que na realidade não é outro evangelho. O que ocorre é que algumas pessoas os estão pertubando, querendo perverter o evangelho de Cristo Galatas 1:6-10

  45. Prezado, a Bíblia também é um texto que sofreu interpretações de seres humanos que a escreveram e de alguma forma colocaram seus próprios conceitos.
    Enquanto se falar de Deus amorosamente, ele estará lá…todos julgam o tempo todo e condenam…isso não é pior?
    Att. Laura

  46. O tal lutero fez uma grande revolução, a "sola Scriptura" e cada crente protestante (hoje reformistas e o mundo pentencostalista)interpreta as Sagradas Escrituras a sua visão heterodoxa (relativista). Então, gays se casam, o capeta é pessoa boa, espíritos dos mortos são evocados (eu disse evocados), não existe o inferno e nem a recompensa pela virtude, Jesus quando não é Deus ou Jesus não é homem, a Bíblia não é inspirada, a Tradição e o Magistério é uma abominação (por favor aceitamos a tradição dos rabinos e a interpretação do judaísmo pós queda do Templo de Salomão), vamos abortar a reviria, mulheres sacerdotisas ou pastoras (além dos gays), em fim viva a livre interpretação, viva? Véi, intonssi, pra q "pastor"?

  47. Prezados,
    Acabo de ler todos os comentários e gostaria que vocês levassem em consideração a opinião de uma não envagélica, católica super não praticante que tem como amigo um pastor que está tentando a todo custo convertê-la. A verdade é que o Rob Bell responde aos meus questionamentos. Desde o início da pregação do meu amigo indaguei justamente se Gandhi foi para o inferno e ele disse que SIM! Achei absurdo! Outro absurdo acreditar que os gays são doentes, possuídos desde a gestação por um espírito maligno. Tenho vários amigos gays, pessoas bondosas, caridosas, generosas, corretas, honestas e monogâmicas; por que mesmo que eles deveriam ir para o inferno? Só porque eles não gostam de mulheres? E as várias espécies de animais que são homosexuais? Todos criados por Deus. Também estão "possuídas"?
    Outra: Adão e Eva? Todos nós sabemos que a evolução aconteceu e ponto. É provada cientificamente. Como contestar isto? Não venha me dizer ( como meu amigo pastor disse) que os cientistas são obreiros do diabo… aff.
    Acredito em Deus e em Jesus, mas não na interpretação de vocês. Afinal, se a pessoa se converte depois de matar, roubar, estuprar, traficar ela é salva da mesma maneira né? Então a salvação universal tem fundamento sim!
    E sinceramente gostaria muito que alguém conseguisse me convencer. Sempre digo que felizes são as pessoas de pouco conhecimento que aceitam a pregação como a única verdade. Qualquer pessoa com um pouco mais de estudo QUESTIONA!
    Enfim, estou somente postanto a minha opinião e os meus questionamentos para que vocês entendam que muitos jovens do mundo atual não mais acreditarão na interpretação que vocês tem da Bíblia. Tem que evoluir, tem que acompanhar. O conceito de inferno vem desde o antigos gregos com a crença no submundo de Hades. OU antes até.
    Ah e assitam o filme "O Primeiro Mentiroso". Não que religião seja uma mentira, mas a nossa necessidade de acreditar em algo além de nós mesmos com certeza gera muita discórdia, inverdades e especulação.
    Queria muito que Jesus tivesse escrito a Bíblia. Assim ficaria mais fácil não questionar.

  48. Seu texto é interessante, mas não estaria colocando coisas diferentes no mesmo balaio?
    Existe uma diferença entre religião, opinião pessoal baseada na experiencia de cada um e existe o evangelho de Jesus, e seu texto navega nestas três vertentes de forma confusa.
    A ciencia só explica o que ela pega com as mãos, de resto é só teorias e estudos.
    Nossa existencia é curta e não há respostas, nem a necessidade de entender o mundo, buscar viver o exemplo de cristo (sem nos perder em ideias romanticas sobre o mundo) já é uma ótima ideia, não precisamos nos meter no resto.

  49. Exemplo,já tive muitos questionamentos também.Tem até uma música do Gilberto Gil que fala sobre isso!"Sabe,gente,é tanta coisa pra gente saber…"Mas só quando fui pessoalmente e exclusivamente ver,com meus olhos o que Jesus disse,é que encontrei fundamento e coerência pra viver.Compare os ensinos de Jesus com os de todos que voce quiser,e verá a diferença entre eles.Jesu é o Único que fornece um pano de fundo plausível para a existência do homem,da justiça,da bondade,da integridade,da gratidão,enfim de todas as virtudes.Além disso nos garante um futuro eterno e fácil de assimilar para qualquer um que crer.Sugiro que procure respostas em Jesus,na escritura,para as perguntas.1-de onde vim? 2-Onde estou? 3-Pra que estou aqui? 4-Pra onde vou depois desta vida? 5-Há alguma razão para ser bom,ou justo?6-Há alguma recompensa para o mal?7-posso ter contato com Deus?8-Jesus é mesmo o Filho de Deus? Porque? Que ele fez pra ser chamado assim?São perguntas que se respondidas farão uma enorme diferença em seu coração.Que Ele te ilumine!!!

  50. Tenho afinidade com Rob Bell e suas referências! Não tenho afinidade com Nicodemus e nem com suas referências! Por isso nem vou comentar a aulinha teológica do texto, só acho que isso aí é muita dor de cotovelo por parte dos herdeiros (ir)reformistas!

  51. Madre Teresa de Calcutá era corrupta e enganava todo o mundo se fazendo passar por benfeitora dos pobres. Procure, no Youtube, o vídeo intitulado "A verdade sobre Madre Teresa de Calcutá". Os fatos ali expostos são muito interessantes.

  52. Eram cristãos da Igreja Católica. Se você reconhece o mérito dessas figuras, porque critica o Catolicismo de hoje? Seria apenas por você pertencer a outra denominação religiosa da mesma cristandade? Belo exemplo de espiritualidade.

  53. Ele está certíssimo. Só os fanáticos e hipócritas crêem na existência de um "inferno de fogo" que foi criado para intimidar as massas e enfraquecer a liberdade de pensamento.

  54. É Esse cara tá tipo o Henri Cristo… Louco louco, louco…
    Acho que anos de estudo e escrevendo consumiu todos seus neurônios que não sabe nem definir em quem Acredita… Como você diz que Cristo é realmente Deus, e não acredita em seus ensinos? Logo, se você diz que Cristo é Deus e não acredita no que Ele ensina você diz que Cristo é mentiroso, logo você está dizendo que Deus é mentiroso, e pior dizendo que Deus também está destinado ao inferno…
    Sinceramente esse cara tá pirado, precisa parar de estudar e começar a descansar seus neurônios, começar a orar para que Deus através do Espirito Santo o livre desse cargo terrível que ele está cavando para si…

  55. – Sinceramente, ao ler o texto do Pr. Augustus Nicodemus Lopes, senti uma alegria contagiante por não ser cristão. Confirmando minha visão (ainda não estabelecida) de que o cristianismo é apenas um elemento de poder no controle das possibilidades de sentido para a vida dos humanos.

    – Como sempre, os teólogos tupiniquins de nossa atrasada sociedade brasileira, acreditam estar em poder de uma "ortodoxia bíblica".

    – Estudante desde a infância de hebraico e grego, já que fui alfabetizado nessas duas línguas, fiquei curioso em saber como o Pr. Augustus Nicodemus Lopes pode, de alguma forma, encontrar a tão afamada "doutrina do inferno" na bíblia cristã, bem, digo cristã, pois na bíblia hebraica, tal conceito sobre inferno é inexistente.

    – As criticas do Pr. Augustus Nicodemus Lopes me pareceram preconceituosas, às vezes, fico pensativo sobre um certo ar doutoral que envolve tais pastores. Nos Estados Unidos, pude conhecer o Dr. Peter Enns, que é um estudioso da bíblia, especialista em Povos do Antigo Oriente Médio. O Dr. Enns foi professor na instituição à qual o Pr. Augustus Nicodemus Lopes recebeu seu doutorado em interpretação bíblica, no entando, o Dr. Enns, discorda veementemente do Pr. Augustus Nicodemus Lopes sobre a doutrina do inferno, para o Dr.Enns, a mesma, também não existe, nem na bíblia hebraica, nem na bíblia cristã. Portanto, será que o Dr. Enns, versado como é em línguas antigas, e professor de interpretação bíblica da instituição na qual o Pr. Augustus Nicodemus Lopes recebeu um doutorado é também ilógico? Será que só o Pr. Augustus Nicodemus Lopes é lógico? Claro, ele, e os cristãos evangélicos que "[…] tenha um mínimo de conhecimento bíblico […]", mas também, é claro, se você tiver o mínimo, menos que do que o mínimo, você discordará do Pr. Augustus Nicodemus Lopes.

    – Li primeiro o livro do Rob Bell, lançado recentemente no Brasil e li o artigo da VEJA, conforme explicitado pelo Pr. Augustus Nicodemus Lopes. Bem, ou somente o Pr. Augustus Nicodemus Lopes é detentor da lógica, e nenhum outro mortal consegue compreender logicamente à bíblia, ou então a fala do Pr. Augustus Nicodemus Lopes trata-se de uma falácia.

    Ele diz:

    "Qualquer evangélico de bom senso, que tenha um mínimo de conhecimento bíblico e que saiba seguir um raciocínio de maneira lógica irá se perguntar o que Rob Bell tem que atrai tanta gente."

    – Suspeito que esse texto se trata, em essência, de uma falácia, pois tenta desqualificar o oponente como ilógico, visto que, apenas discorda do ponto de vista do mesmo, mas ao longo do texto, não é capaz de dizer onde está a tamanha "ilógica" das ideias, conforme apresentadas na entrevista, por Rob Bell, e, como se não fosse estranho, lança essa responsabilidade, para o ego dos evangélicos que se arrogam conhecedores do "mínimo" da bíblia, logo, aqueles que se consideram como tal, certamente apenas irão ecoar o ar doutoral do Pr. Augustus Nicodemus Lopes, confirmando tal "ilógica" de Rob Bell, apenas como meio de manterem o próprio status quo!

    – Como um não cristão, penso ser lamentável tal tipo de crítica, mas é bom deixar claro, que não sou contra as críticas, porém, criticar um texto, e, não ser capaz de apontar, onde, no devido texto, estão os problemas, é simplesmente um modo, ao meu ver, de controle da opinião pública, de uma massa de cristãos, geralmente, confiantes na autoridade de seus líderes, e que em cuja autoridade, reside parte de suas fés.

    Parabéns ao PÚLPITO CRISTÃO pelas publicações.

    Cordial Abraço,
    Italo Fabian.

  56. Sobre o Rob Bell algumas pregações dele foram bem edificantes para mim, por outro lado tem coisas que simplesmente não dá para concordar. Nos devemos guardar o que é bom é muito importante, pois há falta de discernimento nas pessoas. Por outro lado separar "momentos de apologia da palavra" de "suportar uns aos outros em amor" é uma tarefa as vezes difícil que requer muita sabedoria e direção do espírito.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui