Dia dos mortos? Estou fora. E você?

25
458
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.


Por Renato Vargens
Infelizmente em nosso país, milhões de brasileiros, das classes sociais mais distintas, de todos os estados da federação, cultivam o danoso hábito de visitarem os cemitérios na expectativa de rezar ou interceder pelos seus entes falecidos.
A prática de orar pelos defuntos iniciou-se por volta do 5º século (d.c), quando a igreja passou a dedicar um dia especifico do ano para rezar pelos seus mortos. No entanto, o culto de finados somente seria instituído na França, no século X, através de um abade beneditino de nome Cluny. Um século depois, os papas Silvestre II (1009), João XVII (1009) e Leão IX (1015) obrigaram aos fiéis a dedicarem um dia inteiro aos mortos. Já no século XIII o dia de rezar pelos finados finalmente começou a ser celebrado em 2 de novembro. Essa data foi definida por ser um dia depois da comemoração da Festa de Todos os Santos, onde se celebrava a morte de todos que faleceram em estado de graça e que por algum motivo não foram canonizados.
Caro leitor, a Bíblia é absolutamente clara ao afirmar que após a morte só nos resta o juízo. Ensina também, que o fato de toda e qualquer decisão por Cristo só pode ser tomada em vida, o que, por conseguinte, nos leva a entender de que não existe fundamento teológico para interceder a favor dos mortos.
Para os católicos romanos a referência bíblica que fundamenta esta prática encontra-se em 2 Macabeus 12.44. Entretanto, nós protestantes, não reconhecemos a canonicidade deste livro e nem tampouco a legitimidade desta doutrina, uma vez que o Protestantismo não se submete às tradições católicas e sim as doutrinas das Sagradas Escrituras.
Segundo a interpretação protestante, a Bíblia nos diz que a salvação de uma pessoa depende única e exclusivamente da sua fé na graça salvadora que há em Cristo Jesus e que esta fé seja declarada durante sua vida na terra (Hebreus 7.24-27; Atos 4.12; 1 João 1.7-10) e que, após sua morte, a pessoa passa diretamente pelo juízo (Hebreus 9.27) e que vivos e mortos não podem comunicar-se de maneira alguma (Lucas 16.10-31).
Ora, do ponto de vista bíblico é inaceitável acreditar que os mortos estejam no purgatório ou no limbo aguardando uma segunda oportunidade para a salvação. Em hipótese alguma nós como cristãos devemos celebrar ou participar de culto aos mortos, antes pelo contrário, fomos e somos chamados a anunciar aos vivos a vida que somente podemos experimentar em Cristo Jesus.
Soli Deo gloria
***
Fonte: Blog do autor

Assine o Blesss
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

25 COMENTÁRIOS

  1. mesmo texto do ano passado?!

    meu filho faleceu em 2007. jamais visitei seu túmulo. minha saudade não se expressa em ir ao cemitério ou não. ela fará parte de mim prá sempre… e só Quem me sustentou, nesses anos, foi o Autor da Vida! Aquele à quem devo OBEDIÊNCIA. independente de meus argumentos "humanistas", como pude lêr nos comments do ano passado.

    PARABÉNS pela firmeza. é assim que o Senhor nos quer.

    abçs

    R.

  2. Pessoal, não busquemos cabelo em ovo ou confundamos tomada com focinho de porco.

    Que bobagem este texto …

    O Dia de Finados é o dia da celebração da vida eterna das pessoas que já faleceram.

    É celebrar essa vida eterna que não vai terminar nunca. Pois, a vida cristã é viver em comunhão íntima com Deus, agora e para sempre.

    Desde o século 1º, os cristãos rezam pelos falecidos; costumavam visitar os túmulos dos mártires nas catacumbas para rezar pelos que morreram sem martírio.

    No século 4º, já encontramos a Memória dos Mortos na celebração da missa. Desde o século 5º, a Igreja dedica um dia por ano para rezar por todos os mortos, pelos quais ninguém rezava e dos quais ninguém se lembrava. Desde o século XI, os Papas Silvestre II (1009), João XVIII (1009) e Leão IX (1015) obrigam a comunidade a dedicar um dia por ano aos mortos.

    Desde o século XIII, esse dia anual por todos os mortos é comemorado no dia 2 de novembro, porque no dia 1º de novembro é a festa de "Todos os Santos". O Dia de Todos os Santos celebra todos os que morreram em estado de graça e não foram canonizados. O Dia de Todos os Mortos celebra todos os que morreram e não são lembrados na oração.

    Pessoal, trata-se somente de uma to de respeito, lembrança e demonstração de cuidado e carinho com os falecidos …

    ok, ok, ok, entendo que cada um tem uma maneira de pensar, mas devemos respeitar a maneira de pensar, agir e proceder dos outros.

    Respeito é bom. Se quer receber, passe a dar.

  3. MATEUS 8,21 E22 SENHOR PERMITA-ME IR PRIMEIRO SEPULTAR MEU PAI. REPLICOU-LHE JESUS SEGUE-ME, E DEIXA AOS MORTOS O SEPULTAR OS SEUS PROPRIOS MORTOS;.,

    COMO RESPEITAR OU TER CARINHO POR ALGUEM QUE NAO ESTÁ LÁ MAIS NA SEPULTURA ???? É ANTI-BIBLICO ,DEPOIS DE MORTO VIRA PÓ;.,

    GRAÇA E PAZ

  4. Verdade, é antigo, deve ter uns 2012 anos. Antigo como a santa Igreja e a vinda de Cristo à terra.

    Para vc, suede, o novo é que é legal. A igreja nova que abriu ali. O novo pastor que se formou no novo curso de pastor por correspondência e que traz a nova e diferente interpretação da bíblia.

    É compreensível, o diabo faz um sucesso danado nos tempos atuais.

  5. Não existindo mais o corpo vivo não a sentido em se ir a um local para prestar qualquer tipo de ritual ou homenagem, nos seres humanos temos uma coisa chamada lembrança, se que queres homenageia a um morto faça isso com a lembrança, se bem que isso vai agir de maneira psíquica só sobre quem homenageia, que o homenageado mesmo nada mais vai aproveita disso, deixai que os mortos cuidem dos mortos.

  6. Muito bom o texto. Infelizmente ainda existem pessoas que erram por nao conhecer as sagradas escrituras.
    Rezar ou orar pelos que dormem? Os que morreram salvos em Cristo Jesus, de acordo com a Biblia dormem no Senhor e com certeza estao desfrutando da alegria.

    Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança.
    1 Tessalonicenses 4:13

  7. Vivemos num país que apesar desta recente onda de crescimento do protestanismo pentecostal,ainda se mantém seguidor de tradições católicas.O mundo não gira em torno das interpretações dogmáticas da bíblia.A humanidade cria sua própria cultura e ideias.

  8. Não é bobagem não!É escritura!Vida eterna para os ímpios também?Se não,com saber quem foram os salvos?Visitar não,se esconder.E as catacumbas mostram que muitos que faleceram diziam "não está mais aqui"(livro As Catacumbas de Roma),em suas lápides.A missa é uma ofensa contra Deus,pois tem a pretensão de recriar o sacrifício de Jesus no calvário.Os padres dizem até hoje que eles fazem este sacrifício muitas vezes enquanto nós,os Protestantes,temos apenas o de Jesus há 2000 anos.Outra coisa não existe canonização de santos na Bíblia,isto é mentira.Nós não reconhecemos santo algum,com poder meritório para fazer qualquer coisa no mundo dos vivos ou dos mortos.Ah! Este blog é PROTESTANTE!Não vamos aos seus blogs,queremos o mesmo comportamento.

  9. Meus amados, é só observar e fazer uma análise crítica…
    Aqueles túmulos (algumas super estruturas de mármore e etc)
    são para quem a não ser para desencargo de mental daqueles que estão vivos?
    Alias, quem não esta em cristo esta morto (Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis para que não morrais.
    Gênesis 3:3) aqui se encontra bem claro a situação de morte de TODA HUMANIDADE. Porém Cristo veio para dar vida e vida em abundancia, quem esta em Cristo se encontra vivo para Deus… Jesus fala (Deixa os mortos sepultar os seus próprios mortos; tu, porém, vai e anuncia o reino de Deus. Lucas 9 : 60). Quem são os mortos que Cristo menciona a não ser os mortos para Deus… Essa prática de culto aos mortos é mais antiga que nós imaginamos…
    Ao invés de gastar recursos com um pedaço de carne apodrecido, evangelize… Pois a alma não habita mais aquele corpo e serão vã seus esforços. A não ser que isso te satisfaça de alguma maneira.

  10. Vejo duas formas extremadas de pensamento combatendo.

    1. É verdade que as orações dos vivos não podem mudar a situação dos mortos. Isso é uma doutrina que veio do paganismo e acabou contaminando do judaísmo e o cristianismo.

    2. Isso não significa que é desnecessária a honra à memória das pessoas que já estão mortas. A Bíblia diz "a quem honra, honra", não excluindo nem vivos nem mortos. Jesus disse, da mulher que lhe ungiu, que no mundo inteiro seria contado esse fato PARA MEMÓRIA DELA. Lembrem-se que os filhos de Israel honraram José, transportando seus ossos do Egito para a Terra Prometida, conforme seu pedido. E esse pedido de José não foi considerado um ato tolo ou despropositado, mas uma prova de fé. Lembrem que Neemias respondeu a Artaxerxers "E disse ao rei: Viva o rei para sempre! Como não estaria triste o meu rosto, estando a cidade, o lugar dos sepulcros de meus pais, assolada, e tendo sido consumidas as suas portas a fogo?" Vejam que, no conceito desse homem de Deus, a falta de cudado dos sepulcros dos país também era motivo de , pois esses sepulcros são citados (é evidente que muito mais motivo de tristeza era a desgraça em que estavam os vivos que moravam e sofriam lá).

  11. Em 1 lugar vc tá dando parabéns por que ele não se opôs a vc.2-Não é caso de tratar mal ou bem,e sim de discordar quanto à bíblia.3-Escrever de caixa alta é uma maneira de destacar uma expressão dando ênfase a uma ideia.4-temos que aceitar que as religiões são diferentes e opostas.podemos conviver harmonicamente mas não podemos cultuar juntos.Não queremos ecumenismo e repudiamos toda a tentativa em tal sentido,todavia respeitamos a diferença de cada indivíduo.Sendo assim,não vamos aos blogs de outros para contestar doutrinas e opiniões que não nos apetecem,e gostaríamos de receber o mesmo tratamento.Sem mais.

  12. kkkkkk! Que piada, quem anda pra tras é caranguejo! Preocupa não irmão Paulo, a gnt debate a Palavra com quem A conhece, com o resto é covardia. Ela só deve saber alguns versículos (os preferidos) isolados. Lidiane, palavras suas, respeito é bom, se quer receber, passe a dar. Você vai ser evangélica ainda… escreve!!!!!

  13. Que nada, o diabo faz sucesso desde a antiguidade, quando sua igreja cobrava indulgências, vendia vaga no céu, pregava tudo em latim para os fiéis não descobrirem suas enganações, queimava pessoas na fogueira ao invés de pregar o arrependimento, era intransigente com os que pensavam diferente (isso tudo é história, se aprende na escola) e ainda hoje prega coisas que não existem na Bíblia (batismo de bebês, Maria como mediadora, etc., etc., etc…) Caso não tenha percebido, a igreja que abriu ali e o pastor que formou acolá, estão ganhando em massa os fiéis de sua igreja. Estão em peso em nossas igrejas, mesmo que ainda não tenham se decidido, simplesmente pelo que eles mesmos dizem, quem em nossas igrejas prega-se a Palavra. Que coisa né?!

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui