A CHAVE DO CRESCIMENTO

14
419
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.


Por Jorge Noda
Eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundância…” (Jo 10:10).
Qual é a chave do crescimento de uma igreja? Finanças saudáveis? Prédios confortáveis? Bons programas? Departamentos bem organizados? Cultos animados? Eventos? Inovações metodológicas? Tudo isso tem o seu lugar, mas é preciso lembrar que nada disso garante o crescimento de uma igreja. Por natureza, igreja é o povo de Deus, formado por aqueles que Deus separou para si através da salvação em Cristo. Ela não se edifica como outras instituições humanas. Podemos ter tudo, mas devemos lembrar que a chave para o crescimento de uma igreja é a vida dos seus membros.
Cometemos um grave erro quando nos envolvemos num acelerado ativismo e negligenciamos os elementos básicos de uma vida espiritual: comunhão com Deus através da oração, meditação na sua palavra, comunhão com os irmãos, exercício de nossos dons espirituais, participação nas ordenanças, adoração espiritual. De que vale todo movimento, todas as atividades, todos os esforços nos ministérios da igreja se não estamos em comunhão com Deus? Acaso pensamos que vidas são salvas por métodos? Acreditamos que resultados espirituais virão sem uma intervenção de Deus?
Não prossiga no seu desenfreado ativismo se você está consciente que não está bem com Deus. Não se torne escravo do urgente, mas lembre-se que nada pode substituir aquelas “preciosas horas na presença de Jesus”. Cuidado com a síndrome de Marta. Siga o exemplo de Maria. Sem a comunhão com o Senhor não conseguimos produzir o fruto do Espírito, não adoramos a Deus em espírito e em verdade, não vemos a atuação sobrenatural de Deus. Pelo contrário, ficamos cansados num serviço sem alegria, num envolvimento sem motivação, numa obra sem paixão. Quando não estamos bem com Deus, nossos relacionamentos são atingidos, nossa mente contamina-se com os valores deste mundo, nossas palavras perdem a eficácia e autoridade que só encontram na presença de Jesus.
Deus não quer seu ativismo. Ele quer sua vida. Não se preocupe com os resultados que você possa produzir, mas com aquilo que ele quer fazer através de pessoas completamente dependentes dele. Frutos espirituais não são produzidos pelo maquinário eclesiástico, mas pela vida que está no coração.
Por isso, volte-se para o seu Pai celestial. Aquiete-se na sua maravilhosa presença, onde há plenitude de alegria e delícias perpetuamente. Experimente a luz da face de Deus banhando sua alma e fortalecendo seu interior. Permita que a semente viva de sua Palavra encontre terreno fértil e deixe que ela germine como o poder de Deus. Quando seu coração estiver quebrantado e contrito, quando seus olhos espirituais perceberem o Senhor na sua formosura, quando seu interior desejar mais que tudo o amor de Deus, então você estará preparado para descer do monte e servir ao Senhor.
Quando há vida, há reprodução. Quando estamos em comunhão com Deus, abandonando o pecado e tudo aquilo que nos afasta dele, então estamos em condições de sermos instrumentos para que vidas sejam alcançadas e transformadas.
Ainda hoje cientistas tentam inutilmente reproduzir vida no laboratório. Não tente fazer o mesmo na esfera da igreja, saiba que só Deus pode produzir e reproduzir vida. A chave do crescimento é a vida.
***
Jorge Noda é pastor, escritor e escreve em seu blog pessoal.

Assine o Blesss
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

14 COMENTÁRIOS

  1. Eu gostaria muito de entender o porque que estes "pastores" geralmente usam um versículo, totalmente fora do contexto para dizer o que quer.
    Será que não há nas escrituras o que precisa ser anunciado?

    – IGREJA é uma união de pessoas, no caso do evangelho é a união no Salvador. Uma pessoa no Japão e outra na Antarctica que são Dele é a Igreja Dele. Uma Igreja sem paredes, sem placas, sem donos e sem fronteiras.
    Este conceito de igreja que se tem hoje é a pura corrupção da Palavra.

    No texto quando o autor diz: "volte para o seu Pai celestial" ele está querendo dizer pra vc frequentar uma denominação e ficar sujeito a ela. Experimente dizer a ele que vc agora vai servir somente a Deus e que vc não precisa da instituição. o "pastor" vai dizer que vc está desviado e que vc está errado e vai usar um monte de versículos fora de contexto para lhe enganar.

  2. Já falei e repito;toda hora vcs lançam post novo, e não da tempo das pessoas comentarem.Sei que eles são rotativos, mas a probabilidade deles aparecerem entre os 4 que são exibidos na tela é pequen, e fica cada evz menor, pois cada vez há masi posts.Postem menos.
    Não se ofendam, é sóuma sugestão par amelhorar o site.
    Abraços

  3. Amado,

    acho que você está transferindo para o texto alguma experiência sua, pois não há em nenhum momento essa implicação.

    O texto fala apenas que antes do ativismo, devemos buscar comunhão com Cristo, basicamente só isso.

    E outra, a "institucionalização" da igreja, de fato, não é uma ordenança Bíblica, mas não deve ser usada como escudo para simplesmente não nos fixarmos em comunidade alguma.

    Na verdade, a "institucionalização" é uma mera decorrência … é o resultado da organização de uma comunidade que cresceu. A "institucionalização" rende bons frutos, como maior poder de mobilização e maior alcance para as ações da Igreja.

    Não critique a institucionalização, também não a coloque em um altar sacro; é um exercício difícil, mas se conseguirmos nos organizar e manter sempre em mente o porquê de vivermos em comunidade, só obteremos vantagens para o reino.

    E outra, essa bandeira de "sou da Igreja como um todo, não me filio à comunidade alguma", já tá caída, é furada e brega.

    😉

    Graça e Paz.

  4. Maninho, a instituição realmente não reflete a igreja de Cristo, mas as "Igrejas" se reúnem e podem se reunir em locais, templos, paredes. O que ocorre é um extremismo sem fim a ponto de querer se legitimar encontros "informais" em locais diversos, chamando-se de reunião da Igreja, enquanto que tal Igreja não pode se reunir em outras construções. Qual a diferença? O nome?

    Caio Fábio faz tais reuniões iguaizinhas a dos desigrejados, e chama-as de reuniões do "caminho". Ele foge da tipificação, mas ao mesmo tempo cria nova denominação: Caminho da Graça! A militância em prol dessa ideia, é até interessante, mas por instantes, irrelevante. Se alguém é "Igrejado" e tal comunidade faz bem a sua vida Cristã, qual o problema nisso?

    Ao que noto, é como se todos estes anos, as denominações não tivesses sido usadas por Deus para o alcance de vidas. Vc chama a coisa de pura corrupção da Palavra, absurdo! Reunir-se, congregar, é uma ordem! Seja na rua, na praça ou em um templo (literal).

    O que vejo é muita gente com a síndrome de "Gabriela": eu nasci assim, eu cresci assim, eu adoro assim, eu vivo assim… Fazendo de sua liberdade o segredo de uma vida descompromissada, fragmentada e totalmente subversiva a ideia de denominação.

    Assim como há lobos nas igrejas, há muitos tmb no meio dessa turma.

    Somos Igreja de Deus, Casa de Deus. Amém! 2 ou 3 reunidos é legal, mas 20, 50, 100 tmb é muito bom.

    Paz e luz

  5. Misael,

    congregar é uma ordem de quem?
    E a diferença é a pratica instituida nestes templos idolatras. Pois se não fosse o altar a liturgia e mais um monte de heresias, não teria problema algum, pois não sria um templo e sim um lugar qualquer.

  6. Amigo,

    se vc não viu o autor do texto começa com um trecho de João 10.10. O que João 10 tem haver com o que ele quer dizer?
    Estude o que é Ikklesia (igreja) e verá que não tem nada a ver com o que vc aprendeu. Os frutos que vc diz até parece que são bons mas estão podres.
    Vc mora no sitio? Isolado? ou mora numa cidade? Se mora na cidade, eis ai sua comunidade. O que passa disso é divisão.

  7. Mano, congregar significa Reunir, ajuntar, agregar. Nós vemos isso em quase todo o NT. Vc quer versículos é?

    Vc fala em prática instituída em "templos idólatras", vc generaliza? É isso?

    Altar, heresias… No local em que congrego não tem nada isso.

    Quanto a liturgia, não vejo mal nenhum. Nâo há nada melhor do que ter um cronograma de reunião.

  8. Medite em Hebreus 10.25: "Não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando‑nos uns aos outros; e tanto mais quanto vedes que se vai aproximando aquele dia".

    Então vc é cristão autônomo! Vive o "evangelho" segundo EU. É pedra independente nessa catedral de Deus. É parte do corpo decepada, isolada.

  9. Misael,

    Meditar num versículo e tirar conclusoes sem ler o antes, o depois e também sem tentar entender onde e a quem e porque foi escrito. Levará vc pro abismo.

    Este versículo da carta aos Hebreus não tem nada de instituição ou reunião de pessoas. O autor estava falando da congregação da Graça; aquela que o Salvador redimiu, aquela que é sem paredes. Ele fala para não deixar a graça e voltar para a lei. Assim como era o costume de alguns Hebreus.

    Se onde vc se reuni tem uma plataforma elevada e um homem sobe lá na função de sacerdote e ali ele ministra orações, rituais… e as pessoas ficam voltadas para este lugar e também fazem orações, rituais… é um altar! É isso o que caracteriza um templo.

    – Ainda aguardo saber de quem foi a ordem. Me ensine por favor.

  10. "Congregar como é costume de muitos". Congregar quer dizer reunir, ajuntar, compartilhar algo. Leia o texto de novo. Sugiro.

    Vc tem trauma com paredes, com ordem, com liturgia. Aonde vc se reúne com seus irmãos mesmo? (To aguardando já faz 3 posteres)

    Desculpa a insistência e perdoe-me se fui áspero. É que vc quer empurrar de goela abaixo uma religiosidade esquisita, recheada de desconfiança e aversão até a arquitetura de um local de reunião.

    Misericórdia de Deus pra nós, pq neste impasse não vejo esperança alguma de concordar contigo nesses pontos.

  11. Misael,

    vc quer ignorar toda uma carta onde não existia as divisões de capítulos e nem versículos e muito menos epígrafes ( introduzidos pelo falso evangelho) ; quer se apoiar numa frase solta e isolada. Lamentavel.

    Vou responder sua pergunta com uma pergunta:

    – Qual era o local em que o Salvador congregava e que os apóstolos congregavam? Quando vc descobrir isto saberá onde congrego.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui