A Teologia Das Porções ou O Evangelho Algemado

28
634
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Jofre Garcia
“Errais, não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus”
(Mateus 22.29)
Outro dia ouvi uma palestra onde um renomado teólogo brasileiro aconselhou seus ouvintes a não lerem a Bíblia, pois ela enlouquece ou pode levar a loucura os seus leitores. E não era uma ironia. Partia das experiências de vida desde sua tenra idade e da sua própria mãe que foram impregnadas em sua existência, e associada a seu caminhar intelectual lhe fez chegar a tal equação: que a leitura constante e ininterrupta da Palavra pode comprometer o equilíbrio mental das pessoas.
Estranho e constrangedor vindo de alguém que deveria nos estimular a leitura das Sagradas Letras como exercício libertário e uma experiência com o poder de Deus na Palavra. Estranho e constrangedor perceber que entre nós, ditos cristãos, têm-se desenvolvido uma religiosidade desamparada do único elemento que fundamenta toda nossa ortodoxia e disciplina vivencial, a Bíblia. Estranho e constrangedor o quanto é incômodo nos dias de hoje, nos disciplinarmos no exercício da leitura diária das Escrituras. Inventamos as desculpas que nos cabem, mas, não cabe no que verbalizamos ser: cristãos!
Observamos, então, existir uma blibliofobia em pleno crescimento entre nós, e que a reboque trás graves conseqüências para Igreja.
Certa vez ouvi de um chefe de família que lia a Bíblia apenas nos encontros de casal, pois, era quando tinham tempo.
Outro, disse que não suportava a leitura por conta das narrativas do tipo genealogias ou Números.
Houve quem alegou que sua indisponibilidade era o fato de que o Antigo Testamento respingava sangue.
Teve ainda, quem confessou o medo do Apocalipse e por isso não lia.
Esses foram alguns casos que testemunhei há pouco tempo. O grande lamento e espanto é que essa negligência gera uma ignorância crônica pelas questões mais básicas da Palavra e que formam a base de nossa fé cristã. Há uma mania de crer no que é proposto pelos pregadores literalmente, sem o menor esforço de buscar a chancelaria do que foi posto na Palavra. Outra mania é optar tão somente pelo simplismo textual como se fosse resposta para tudo o não ter resposta. O que não é verdade, pois, deste modo criamos uma religião não pensante, que não tem o que responder ao mundo de agora, a não ser o clássico: “é coisa do diabo, arreda!”.
Para completar temos a cultura das porções, dos versículos isolados e usados como autorizadores de toda e qualquer bizarrice e cretinice nos campos pelo mundo.
Então, temos a geração das porções.
É a Bíblia mutilada de seu contexto e esvaziada em seu real significado. Aviltada de sua honra como Palavra de Deus, usada e abusada como palavra de homens. Rotulada pelas empresas “ministério” que nos oferece perigosos atalhos para nos fazer enxergar a verdade que eles querem construir. Furtada de seu propósito e instrumentalizada como patuá ou ferramenta de fazer fortunas. Torturada para diga o que não diz, mas sim, a “verdade” do seu torturador. Silenciada, porque não mais expõe o plano de Deus, mas, serve como revelação apenas para o personalismo de cada um, nas porções preferidas, que se contradizem devido o mau uso e não tem significado global apenas o egoísmo do “eu”.
Um dos resultados dessa cultura é o algemar do Evangelho.
Então:
“Deus é amor” (João 4.8) não é mais uma expressão que traz a significação do amor de Deus em conceder seu Filho Unigênito para nos resgatar e purificar do pecado, e que esse entendimento nos deve conduzir a um viver comunitário ditado nesse parâmetro de amor. A teologia das porções transformou num enunciado que paralisa qualquer ação divina de condenação de pecado e conduta humana que fere os mais elementares princípios de sua Palavra. Outro problema desse tipo de teologia é que mundo o absorve rapidamente e assim se nutre da inverdade e tenta inviabilizar e desclassificar a Igreja de Cristo e sua conduta.
“Não julgueis, para que não sejais julgados” (Mateus 7.1) não é mais um princípio norteador para a comunidade e para o “eu” pessoal não emita sentenças condenatórias a cerca de pessoas baseadas em nossa lógica ou nosso parâmetro hipócrita. Ou seja, condenar os outros por aquilo que nós também, de uma forma ou de outra fazemos (às vezes em secreto), além, disso o texto denuncia a nossa incapacidade de exercer misericórdia. A teologia das porções manieta os cristãos com a aplicação simplista do versículo tornando como coisa imprópria a capacidade de discernir as ações, pensamentos e idéias, furtando do ensino de Cristo esse elemento, exposto em Mateus 7.15-16; Lucas 6.43-45.
“E tudo que pedires em meu Nome, isso farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho” (João 14.13) não é mais uma expressão dentro do ensino de oração, pela qual quem ora é identificado com Jesus e os seus propósitos. A teologia das porções transformou esse versículo e seus paralelos numa ferramenta de coação contra Deus, no qual Ele, o Senhor é obrigado a atender os pedidos dos “adoradores” pelo simples fato de o fazerem usando a codificação etimológica do nome “Jesus”. Como ouvi certa vez de um pregador, que Deus era obrigado a assim proceder por causa dos que orassem dessa forma.
Esses são apenas alguns exemplos para não ficar deveras extenso o artigo.
Contra tudo isso, exponho algumas exortações:
Leiamos a Bíblia sempre, e todo dia. Procurar ler ela toda, sem a preocupação se durará um anos ou mais, não fique paranóico com os planos de leituras, use-os como orientação e ajuda para tuas leituras, mas, se não conseguir segui-lo, siga lendo as Escrituras sempre, e todo o dia.
Leia a Bíblia como uma experiência de encontro com o Deus da Palavra. Evite os óculos denominacionais, tente vencer a tentação das Bíblias rotuladas (aquelas que são da “vitória financeira”, “de fulano de tal” “disso ou daquilo”), leia sem a impregnação teológica que procura nos influenciar, mas, como um adorador em busca do Deus que motiva sua adoração.
Leia a Bíblia com temor, reverência e amor, buscando nela os elementos que solidificam a nossa caminhada cristã, mesmo que nosso caminho seja pelo mar revolto.
Leia a Bíblia não como um livro mágico, mas, como a Palavra Revelação Especial de Deus, inspirada pelo Espírito de Deus e pela qual nos tornamos sábios para a salvação.
Leia a Bíblia com sua família.
Leia a Bíblia por que ama a Deus, e quem ama Deus ama a sua Palavra e não sabemos se amamos a Deus se lemos a sua Palavra.
A leitura da Bíblia não enlouquece ninguém. Essa é uma das mais absurdas mentiras que já ouvi. Nunca vi ninguém dizer que alguém ficou maluco por ter lido ou visto muita revista pornográfica, ou jornais, ou livros de piadas indecentes. Sim! A Bíblia tornará quem a lê louco para os sistemas do mundo, porém, sábios para Deus.
Ah! Antes que termine, leia a Bíblia, mas só marque um versículo em destaque quando considerar todo o contexto do parágrafo, para que não ocorre de cair na tentação da teologia das porções e o Evangelho esteja algemado pelos versículos que você gosta.
N’Ele, que é a Palavra.
***
Jofre Garcia é um teólogo, radialista, gente sensata e que ama a verdade. É colunista do Púlpito Cristão e escreve para o Auxílio do Alto.

Assine o Blesss
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

28 COMENTÁRIOS

  1. Texto perfeito.

    Se qualquer um de nós levantarmos em nossas comunidades e perguntarmos "Quantos aqui tem lido a Bíblia nesta última semana fora da igreja?" ficaremos com o queixo caído.

    É triste e lamentável a que nos tornamos. Na Idade Média a Bíblia era propriedade de padres, era escrita geralmente numa língua diferente da do povo e a maioria da sociedade era analfabeta.

    Hoje temos a Bíblia em nossa própria língua, algumas com versões em português mais atual e maioria da sociedade é alfabetizada.

    Tem vezes que lembro do que disse Jesus a Cafarnaum, Corazim e Betsaida, que haveria menos jugo para Sodoma e Gomorra do que para eles.

    Acho que haverá menos jugo para os que viveram nos séculos passados do que para nós. Somos preguiçosos isso sim. Queremos água de torneira e não buscar na fonte.

    Na Paz que Cristo nos deu.

  2. Desulpe-me, mas permita-me discordar do texto.Eu também já fiquei paranóico lendo este livro.E não é a toa:como foi dito no texto, o velho testamento respinga a sangue mesmo.Nele Deus supoetamente manda matar nações inteiras como os amalequitas(inclusive bebes, como Deus sendo bom mandaria matar bebês?contraditório demais, alias ele mesmo condenou isso, aos que sacrificavam bebês a moloque).
    Na bíblia você não vê Deus condenando o estupro de forma direta(é verdade), e há passagens que ele mesmo mostra pouco caso com quem é estrupado(Isaías capitulo 13 le diz que as mulhers de babilônia serão estrupadas, e se não me engano em êxodo, na lei de moisés uma mulher estrupada tinha que se casar com o cara que abusou dela).Vemos ele também castigando famílais inteiras por causa do erro de um.Que tipo de justiça é essa?pra depois chegar em Ezequiel e afirmar que o filho não pagará pelo pecado, e cada um morrerá pel oseu próprio pecado do Pai(e alguns capítulos depois dizer dizer "mate tamto o ímpio quanto o não ímpio").
    É claro que alguns tentam justificar isso com as desculpas de “contexto” e “hermenêutica”, mas com minha experiência vejo que são tentativas frustradas de justificar o injustificável.Muitos especialistas, inclusive teólogos, Hebraístas, já tem dito que a bíblia como é atualmente, não é 100% igual ao original, possui traduções de versículos de forma tendenciosa e enfim, já é o suficiente. Sei que não irão gostar de ouvir isso, mas precisam ouvir o outro lado da moeda também.

  3. depois de ouvir algumas vezes aquela maldita frase de que alguém leu a bíblia e enlouqueceu o senhor me ajudou a ter essa resposta a enlouqueceu lendo a bíblia não e mas se não fosse com a bíblia ia ser com outra e qualquer coisa essa pessoa iria enlouquecer do mesmo jeito por que a bíblia só nos da sabedoria e do alto amem!

  4. A questão e que o filho de DEUS Nos falava das escrituras, e não do livro BÍBLIA que supostamente foi criada com a proposta de nos facilita através dos seus capitulo versículos e epígrafos, mais sera que realmente facilita? ou nos manipula e acomoda as pessoas e os pregadores a usarem de palavras chaves para as suas respostas e explicações, através de versículos, e por sua vez nota se os capítulos com seus títulos levando ao entendimento de quem publico a bíblia, e aqui prefiro ate nem leva em consideração as distorções na tradução, e algumas escritas que foram acrescentada, tirando como base a bíblia primitiva ex: a prostituta maria Madelena, e sem dizer que a propiá bíblia católica através da avaliação dos padres da época tiro determinados livros e a religião evangélica tiro mais ainda, e mudo sutilmente algumas palavras ex: quado AP Paulo fala da Seia, que na católica diz repartir e não comer, se questiona a divisão a onde se acabaria o velho testamento para se começa o novo, ex a nova aliança ela começa a partir da morte de jesus e não partir da estadia, que ele estava ainda sobre a lei, com tudo o único livro mais próximo da escritura que temos gostando ou não e a famosa BÍBLIA,aja vita os ministros católicos nos tiro o acesso as escrituras, ate mesmo para fins de pesquisa e estudo. Eu por ex prefiro ler a bíblia de forma continua esquecendo capítulos, versículos e principalmente, os subtítulos, como se foce um livro, que só assim eu me aproximo mais da origem que e a escritura, que com certeza o espirito de DEUS me revela a verdade que quiseram esconder sobre as linhas.

  5. A melhor tradução que existe em portuguÊs, é a bíblia de Jerusalém, e pasme:é uma bíblai católica.Bíblia almeida, bíblia ave maria e etc nao são confiáveis em seu todo.VocÊ conhece aquele texto "o fim da Lei é Cristo para a salvação de todo aquele que nele crÊ?",pois é, a palavra fim não existe no original…a palavra certa seria cumprimento, propósito mas nunca fim.Isso é só um exemplo.Se liga! A bíblia mente(a bíblia, que seriam a maioria das traduções ,e não os originais).

  6. Amigo,

    concordo com você. Estes religiosos querem seguir a Tora judaica (antigo testamento, repleto de sangue onde tem muitas afirmações de que Deus mandou matar) e o novo testamento junto (onde a ordem é amar até aos inimigos).
    São loucos! Eles dizem leia à bíblia! Leia! Leia! Pois sabem que as pessoas não irão entender quase nada mesmo e vão acabar comendo na mão deles. Eles mesmos não entendem por mais que estudem, pois estão com os olhos vedados. Conforme coforme está própria bíblia:

    “Mas as suas mentes foram endurecidas. Pois até o dia de hoje, na leitura da antiga aliança, permanece o mesmo véu, não lhes sendo revelado que em Cristo é ele tirado.
    2 Coríntios 3:14"

    Leia a bíblia, mas saiba que quase tudo foi manipulado e se quer entender algo, estude, pesquise e não confie nos religiosos.

  7. Noto que uma das grandes dificuldades para o povo entender a Bíblia é a cultura de "versículos". Uns vinte anos atrás, havia mais ensino sistemático do que hoje, mas eles se baseava muito em teologias prontas, nas quais os textos eram encaixados.

    Por muito tempo os pastores tem feito sermões temáticos, mas é extremamente raro que alguém faça um sermão expositivo. Nem mesmo nas escolas bíblicas dominicais haviam estudos expositivos. Arrisco-me a dizer que a maioria dos evangélicos brasileiros JAMAIS ouviu um sermão ou estudo assim.

    A primeira questão é que para estudar a Bíblia dessa forma, uma pessoa precisa saber ler literatura, e a imensa maioria dos brasileiros é incapaz disso. Eu mesmo só vim a aprender a ler de verdade (buscando e entendendo os diversos níveis de estrutura do texto) depois de adulto. Ora, se as pessoas não sabem ler um único livro da Bíblia, compreendendo a sua estrutura (e nem digo o contexto, o estado do debate na época, a geografia, a história e o modo de vida) como terão condições de comparar livro com livro, para compreender os tesouros escondidos. o Eterno, na sua imensa misericórdia, até mostra muitas verdades a pessoas simples, mas dedicadas e fiéis. Mas os relapsos, ainda mais que são ignorantes, nem as coisas evidentes percebem.

    continua…

  8. …continua

    Mas nesse contexto de ignorância e desprezo pela sabedoria, os pastores, mesmo aqueles com conhecimento, prejudicam muitas vezes as pessoas, julgando que as estão ajudando. Ficam citando versículos soltos, que até poderiam ter valor como lembrete, para aqueles que já estudaram e compreenderam. Mas fazendo do seu "ensino" algo tão truncado, induzem as pessoas a acreditarem que cada "verso" é uma verdade fechada em si mesma (como se houvessem versos naturais na Bíblia, fora os Salmos e Provérbios). Em vez de incentivarem as pessoas a lerem cada livro inteiro, e entenderem o ensino daquele livro, as adestram para lerem a Bíblia da forma mais truncada possível. Se dizem defensores da Bíblia, mas tratam-na com tal desprezo, como nenhum outro livro no mundo é tratado. Que estudioso de um autor secular qualquer, desmembraria seus livros em frases curtas, destruindo toda a sua estrutura? Mas os pastores fazem isso com a Bíblia. Sua tarefa seria integrar cada livro com os outros, mostrando como a verdade vai surgindo da comparação e complementaridade. Mas ao contrário, desintegram cada livro.

  9. A tradução desse texto sempre me deixou encafifado. A palava 'fim' em português pode sim ter o sentido de 'finalidade', então o tradutor pode até argumentar que "não está errada". Ocorre que é dúbia, e eu tive de perguntar a alguém que sabe grego para ter certeza sobre o que está escrito. Se o tradutor tivesse escrito 'finalidade', não ficaria dúvidade nenhuma.

    Ocorre que os pastores das igrejas históricas estudam grego e hebraico, e deveriam esclarecer as duviedades das traduções, mas em vez disso, muitos deles ficam perdendo tempo dizendo platitudes.

    Quanto à Bíblia de Jerusalém, não é tão boa quanto você pensa. Os melhores textos originais são os majoritáios, quem acompanha o debate sabe que os textos alexandrinos forma perdendo sua validade, à medida que as teorias sobre recenções foram se mostrando inválidas. Na verdade, o conjunto inteiro das hipóteses sobre as quais se firmavam o texto crítico era improvável desde o começo. Textos derivam para a divergência, conforme são copiados, e não para a convergência. A pasta nunca entra de volta no tubo. São as leis da termodinâmica. Quanto às recensões em si, eram hipóteses sem nenhum indício histórico, simplesmente cridas por serem necessárias para manter a teoria textual. Com o passar do tempo, passaram a serem tratadas como fatos históricos. Mas verifique por si mesmo: Ninguém jamias sequer alegou que eram baseadas em conhecimento histórico, pelo contrário, vieram da teoria textual para a "narrativa histórica". Sendo a teoria original agora tão cambaleante, nem esse motivo tão indireto se pode alegar mais. É o que dá querer adaptar os fatos à teoria…

  10. Os argumentos abaixo são irrefutáveis amigo.O fato é que o povo come na mão disso.É sempre bíblia , bíblia, bíblia , bíblia, nunca se questiona.O que ue falei sobre a tradução errada e tendenciosa do texto " fim da lei é Cristo…" é irrefutável, só pesquisar que vocÊ acha.No rodapé de algumas bíblias mesmo fala que a palavra fim não seria a melhor.PAssa sentido diferente do original.Agora se quiser fechar os olhos para a verdade, ai a escolha é sua amigo.Outro exemplo foi um versículo que Paulo diz para não fornicarmos como outros de outrora que em um só dia cairam 23 mil.Mas na passagem de números, falando do mesmo ocorrido fala que foram 24 mil.São trocentos exemplos, que uma simples reflexão nos leva a uma conclusão:a bíblia mente e pode induzir a idéias totalmente distorcidas!(prove o contrário)

  11. Prove que estamos errados então?somos questionadores, diferentes do que aceitam bíblia bíblia bíblia e nunca questionam nada.Eu já li bastante pra ter minash conclusões e te digo, houve época que lia todo o dia(vc lê).Por isso posso dar bem dado minha conclusão.

  12. Renato,

    Certamente sou manipulador? Fala sério, só falta dizer que Deus revelou pra vc isso.

    Você até pode dizer que acha isso ou aquilo, baseado no que escrevi. Mas, certeza você não tem nem de quem é o seu pai.

  13. " A teologia das porções transformou esse versículo e seus paralelos numa ferramenta de coação contra Deus, no qual Ele, o Senhor é obrigado a atender os pedidos dos “adoradores” pelo simples fato de o fazerem usando a codificação etimológica do nome “Jesus”. Como ouvi certa vez de um pregador, que Deus era obrigado a assim proceder por causa dos que orassem dessa forma."
    COMENTÁRIO:O próprio Deus diz em Sua santa palavra,que Ele se submete a Sua própria Palavra,confere em Números 23.19 e em Salmos 136.3 – Seu Nome e Sua Palavra foi exaltado acima de tudo.Ora,quem prometeu foi Ele e não eu.Moisés numa conversa ao pé do ouvido com Deus cobrou Dele a promessa de tirar o povo do Egito e leva-lo até a terra prometida,e o bate papo entre os dois não foi nada romântico.E só conferir.Mas no resto do artigo acima eu concordo com alguma controvérsia.tito from brasília.

  14. IRMAOS JESUS PEDIU PARA PREGAR O EVANGELHO SOMENTE, QUE COMEÇA MARCOS 1,1 O PRINCIPIO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO O FILHO DE DEUS, O EVANGELHO E O DA GRAÇA SEM LEI.
    AQUELE QUE PREGA O EVANGELHO PREGA E OS QUE OUVEM OUVEM O EVANGELHO,2COR 3,6 NOS HABILITOU COMO MINISTRO DE UMA NOVA ALIANÇA; QUE É SIMPLES E FACIL DE ENTENDER COMO É JESUS, JESUS DISSE AOS JUDEUS ;POR QUE NAO COMPREEDEM MINHA LINGUAGEM, POIS ELES TINHAM COMO REFERENÇIA A LEI MOISES E JESUS NA GRAÇA TINHA REFERENÇIA O REINO DOS CEUS; PAULO DISSE; FIZ-VOS INIMIGO POR DIZER A VERDADE.;
    COMO VOU FALAR VÓ LÊ O LIVRO DE JOSUE, NEEMIAS, LEVITICO…
    COMO ENTENDERÁ SOBRE NABUCODONOSOR, SOBRE DAVI ARRANCANDO CABEÇAS; SE ESSES HOMENS TIVESSEM HOJE CONOSCO COM SEUS ATOS DIRIAMOS QUE DEVERIAM SE CONVERTER,MAS ELES ESTAVAM CERTOS PELA LEI QUE ESTAVA EM VIGOR;;
    PARA A NOIVA, HISTORIA DO PASSADO NAO É EVANGELHO É GENEALOGIA (TITO 3,9 E 1TIMOTEO 1,4 QUE NAO EDIFICAM E VAS. NAO POEM VINHO NOVO E NEM PANO NOVO NO VELHO, NEM O FERMENTO DOS FARISEUS NO MEIO DA IGREJA.
    A VERDADEIRA HISTORIA QUE DEVEMOS DIZER A ESTA IGREJA; QUE ELA NASCEU NO CALVARIO, NUM VITUPERIO TERRIVEL, COMPRADA COM ALTO PREÇO, QUE JESUS A SANTIFICOU, JUSTIFICOU, PERDOOU E LIBERTOU DAS TREVAS E DO ENGODO TERRIVEL DA LEI DOS JUDEUS.;., GALATAS 5,1 PARA LIBERDADE FOI QUE CRISTO VOS LIBERTOU ,PERMANECEI FIRME E NAO VOS SUBMETEIS DENOVO A JULGO DE ESCRAVIDAO. 1COR 15,56 A LEI É A FORÇA DO PECADO.;
    AI DE QUEM ARRANCA A LIBERDADE DESTA NOIVA, QUE NUNCA ESTA ALGEMADA.; ELEITA, ESCOLHIDA, PROPRIEDADE EXCLUSIVA DE CRISTO JESUS
    GRAÇA E PAZ

  15. Deus não me revelou nada, tiro minha opinião da sua forma de se expressar. Mas o conselho que você deu é útil. Estude. De preferência, fontes primárias.

  16. Sergio

    Entenda que na Carta aos Hebreus, no capítulo 11, é dito que pela fé os antigos alcançaram o testemunho, isto é o testemunho de que foram aceitos por Deus, conforme está escrito:

    "Todos estes morreram na fé, sem terem recebido as promessas; mas vendo-as de longe, e crendo-as e abraçando-as, confessaram que eram estrangeiros e peregrinos na terra. Porque, os que isto dizem, claramente mostram que buscam uma pátria. E se, na verdade, se lembrassem daquela de onde haviam saído, teriam oportunidade de tornar. Mas agora desejam uma melhor, isto é, a celestial. Por isso também Deus não se envergonha deles, de se chamar seu Deus, porque já lhes preparou uma cidade." Hebreus 11:13-16.

    Sobre quem fala este capítulo? Daqueles que crerem em Deus no AT. Sergio, a história da salvação é bem mais longo do que você imagina. Todo o que aconteceu antes, depende daquele que veio depois, mas até isto estava previsto, Aqueles que viveram antes do sacrifício de Cristo foram salvos pelo sacrifício de Cristo, e é o próprio Deus que da testemunho de que ele é o Deus deles, conforme disse YESHUA, que o Deus de Abraão, Isaac e Jacó não é Deus de mortos mas Deus de vivos.

    Estude mais, porque a sua teologia é auto-contraditória.

  17. Tito

    Deus não nos deve coisa alguma. Mas como Moisés o conhecia, e sabia que ele não era mentiroso, "cobrou" por assim dizer, o cumprimento da promessa. Mas mostrou com isso fé, e não arrogância, como é o caso dos atuais "cobradores" das promessas de Deus. Basta ler a Bíblia para entender que Deus não lhes prometeu riquezas e uma vida tranqüila. E claramente Jesus promete que Deus atenderá apenas os pedidos feitos de acordo com a Soberana vontade dele. O que passar disso, é arrogancia humana.

  18. RENATO PAZ, MAS É CLARO E EVIDENTE QUE OS ANTIGOS FORAM SALVOS PELA FÉ, SE DAVI TIVESSE QUE SER SALVO PELAS OBRAS TARIA PERDIDO; A LEI NAO É DA FÉ; E EVIDENTE QUE PELAS OBRAS DA LEI NINGUEM SERÁ JUSTIFICADO;
    FICO CHATEADO QUE VC NAO CONSEGUE FAZER DIFERENÇA DO NOVO E VELHO TESTAMENTO, EVANGELHO E LEI, JUDAISMO E CRISTIANISMO, JESUS COMO MEDIADOR E MOISES COMO MEDIADOR PRA VC É UMA COISA SÓ; DIGO QUE JESUS ANDAVA CUMPRINDO A LEI DOS JUDEUS E PREGAVA SOMENTE O EVANGELHO;
    DISSE PRA VC QUE OS LIVROS DO ANTIGO TESTAMENTO JESUS E OS APOSTOLOS CHAMARAM DE LEI, E PARECE QUE NAO LEU.;SE VC FOR NUMA SINAGOGA JUDAICA E PERGUNTAR PARA O RABINO SOBRE AS LEIS DE ISRAEL ELE VAI TE DIZER QUE SAO 613 LEIS DISTRIBUIDAS EM TODO O VELHO TESTAMENTO A QUAL JESUS CRISTO ABOLIU TODA A LICAO DO VELHO PACTO CONFERE 2COR 3,14 E SOMOS MINISTROS SOMENTE DE UM NOVO PACTO, PARA PREGAR SOMENTE O EVANGELHO;.
    O VELHO TESTAMENTO FOI SIM INSPIRADO POR DEUS MAS TEVE SUA VIGENCIA JOAO1,17 E ANTIGAMENTE DEUS FALAVA PELOS ANTIGOS HOJE É SOMENTE POR JESUS CRISTO HB 1,1 , NA SINAGOGA OS RABINOS FALAM QUE JESUS É UMA FARSA MAS PARA IGREJA ESTÁ VIVO E É AQUELE QUE NOS TROUXE A VIDA, A LEI FOI SOMENTE PARA OS JUDEUS, A IGREJA VIVEMOS NA LEI DE CRISTO;
    PAULO UMA VEZ REPREENDEU PEDRO DIZENDO QUE NAO PODIA PROCEDER COMO ANTES (OS JUDEUS NAO SENTAM COM GENTIOS), MAS CONFORME A VERDADE DO EVANGELHO, JESUS TAMBEM REPREENDEU PEDRO DESCENDO NUMA VISAO ANIMAIS JESUS PEDIU PARA COMER E ELE COM UM CORACAO CHEIO DE LEI DISSE QUE NAO;.;
    VC DISSE RENATO QUE O APOSTOLO PAULO IA A JERUSALEM PARA FAZER RITUAIS DA LEI ONDE TA ISSO; PAULO LEVOU TIMOTEO PARA CIRCUNCIDALO POIS QUERIA A SUA COMPANIA PARA PREGAR AOS JUDEUS, COMO UM JUDEU VAI OUVIR ALGUEM QUE NAO ERA CIRCUNCIDADO.;.
    A PRIMEIRA REUNIAO DA IGREJA ERA SOBRE ISSO A QUAL ACHARAM JUSTO QUE COMO NEM OS ANTEPASSADOS PODERAM SUPORTAR DE QUE NEM A CIRCUNCISAO E A INSIRCUCISAO TEM VALOR ALGUM MAS SIM SER UMA NOVA CRIATURA;
    2 JOAO 1,9-10 TODO AQUELE QUE NAO PERMANECE NO ENSINO DE CRISTO, MAS VAI ALEM DELE, NAO TEM DEUS; QUEM PERMANECE NO ENSINO TEM O PAI E TB O FILHO. SE ALGUEM CHEGAR A VOCES E NAO TROUXER ESSE ENSINO NAO O RECEBA EM CASA NEM O SAUDEIS,.
    CRESCENDO NO CONHECIMENTO E NA GRAÇA GRAÇA E PAZ

  19. Sergio

    Primeiro, a respeito da observação dos ritos judaicos em Jerusalém: Releia atentamente a narrativa do que aconteceu anteriormente à prisão de Paulo. Note que Paulo não sé estava purificado, segundo os ritos judaicos (ele mesmo afirma isso no tribunal), como também havia pago pelos ritos de vários homens judeus. Se isso é incompreensivel para você ou qualquer outro, pouco importa, é a narrativa histórica escrita na Bíblia.

    Visto que você ignorou minha argumentação anterior, volto a repetir: Quando algum judeu entrava no Templo, tinha de estar necessariamente purificado (segundo os ritos). Considerando que os crentes que viviam em Jerusalém freqüentavam constantemente o Templo, que conclusão se pode tirar disso?

  20. Sergio

    Agora peço, por favor, que você interprete o seguinte texto:
    "Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido,
    E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus. TODA a ESCRITURA é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra. 2 Timóteo 3:14-17

    Note que é exatamente isso que Paulo (e os outros apóstolos) fizeram: Citavam em suas cartas constantemente o AT, para com isso ensinar.

    Por exemplo, a Carta aos Romanos foi escrita para irmãos que eram, quase todos, gentios. Entretanto, cita profusamente o AT. Mais ainda, o autor espera dos leitores que estes sejam capazes de entender a exegese dos textos que são citados. É uma carta escrita para pessoas que estavam familiarizadas com o AT.

  21. Sergio

    Agora vou citar um caso terrível, mas que serve bem para ilustrar o que quero dizer. Os missionários cristãos que traduzem a Bíblia para grupos étnicos de diversos lugares, geralmente traduzem primeiro o NT, e só depois o AT (considerando o tempo que demora a tradução, ísso é bastante razoável). Ocorre que alguns grupos acabaram ficando definitivamente sem o AT (missionários morreram, ou foram transferidos, ou qualquer outro motivo). Observou-se que entre muitos povos do Pacífico, aqueles que ficaram sem o AT, acabaram sendo presa fácil para seitas heréticas (como os Mormons). Foi trágico o resultado de não fazer o trabalho completo.

  22. RENATO AMEM FICA COM QUE VC VÊ E APRENDEU, EU DIVIDO ANTES E DEPOIS, NOVA E VELHA,. EU CREIO QUE JESUS CUMPRIU E ABOLIU A LIÇAO DO VELHO TESTAMENTO, NOS DANDO UM NOVO;

    POIS O VELHO TRAZ MUITA CONFUSAO PARA O POVO; DEVO MATAR QUEM PISAR NO MEU PÉ, DEVO ODIAR QUEM ME ODEIA POIS TA NA BIBLIA TEM RESPALDO BIBLICO; OU DEVO AMAR MEUS INIMIGOS, DAR OUTRA FACE; DEVO ORAR SENHOR PREPARAS UMA MESA NA PRESENÇA DOS MEUS INIMIGOS E NA NOVA NAO TEMOS INIMIGOS; DEVO PEDIR TENHO SEDE COMO UMA CORSA, NA NOVA SE TU CRE RIOS DE AGUAS VIVAS FLUIRAO DO TEU VENTRE, JESUS MATA A SEDE…
    EU CREIO QUE O VELHO TESTAMENTO SENDO INSPIRADO POR DEUS TEVE SUA VIGENCIA LUCAS 16,16 A LEI E OS PROFETAS DURARAM OU VIGORARAM ATE JOAO; E QUE NAO FOI PARA AS NAÇOES , MAS PARA O POVO DE ISRAEL, EU CREIO QUE JESUS PEDIU PARA PREGAR SOMENTE O EVANGELHO QUE ESTA EM MARCOS 1,1 O PRINCIPIO DO EVANGELIO DO FILHO DE DEUS, EM DIANTE.
    FUI PARA VARIOS PAISES QUE EU POUCO FALAVA A LINGUA DA REGIAO, EU NAO PODIA COMPLICAR COMO GENEALOGIAS QUE SO TRAZ DISCUÇOES E NAO EDIFICA.,
    ESTOU FAZENDO O QUE JESUS PEDIU COMO 2 CORINTIOS 3,6 MINISTRO DE UMA NOVA ALIANÇA NAO DA LETRA POR QUE A LETRA MATA MAS DO ESPIRITO, ASSIM SENDO FIEL EM PREGAR O EVANGELHO SEM A MISTURA E O ENGODO DA LEI…

    GRAÇA E PAZ

  23. Vamos deixar bem claroque jesus aboliu a maldição que está inscrita no Antigo testamento, pois se ele aboliu o Antigo testamanto, n~enhum pregador pode se basear no mesmo para prega-lo.
    Pois os atuais pregadores, envenenam as pessoas fazendo-se valer dos textos do antigo testamento para lucrarem desenfreadamente.
    Na verdade todos os pregadores formados em teologia e cujos corações são cheios de ganância, fazem uso do antigo testamento e invalidam o novo.
    Deveriamos queimar a Bíblia e criarmos com a juda das editoras gospel, Bínlias que só trazem as promessas, pois a Bíblia tem sido uma pedra de tropeço não para os convertidos, mas para os sabichões que nada sabem.
    É lógico que não devemos apedrejar mulheres em adultério, sim isso Cirsto não quer, mas que o adultério tanto humanamente falando como o espiritual raolam solto principalmente nas igrejas isso mais que evidente.
    Enquanto o novo testamento afirma que Ananias e Safira, pregaram mentira e foram fuminados.
    Já pensou se Deus leva isso a sério em começa a fuminar os mentirosos, seria a glória para os irmãos em Cristo e o desespero de muitos que se consideram um presente divino para a humanidade.
    Pq damos dinheiro aos pastores e pregadores?
    Sim, o dinheiro fica pra eles, ou algum anjo vem buscar a propina gospel, ou o mensalão triunfalista?
    Poeuq as palavras de jesus, que são totalmente mal interpretadas quando deveriam ser reveladas a quem ele quer, encomodam a tantos que unica e exclusivamente só visam lucros com a pregação do evangelho?
    É porque a igreja vive a condição das 5 virgens loucas.
    Jr 17:05 – Mt 10:08 I Tm 06:01 a 12…

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui