A marcha que nunca foi para Jesus!

31
732
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Ruy Marinho
No próximo final de semana em São Paulo, vai acontecer mais uma edição da Marcha para Jesus. Este evento espalhou-se pelo Brasil de forma gradativa e hoje faz parte do calendário de várias cidades.
No Brasil, o evento começou a ser realizado em terras Pauliceias no ano de 1993, organizado pela Igreja Renascer em Cristo através de seus líderes, o “Apóstolo” Estevão Hernandes e “Bispa” Sônia Hernandes, ambos conhecidos internacionalmente após sérios problemas com a justiça brasileira e americana, em razão de suas respectivas infrações contravencionais. Além disso, são conhecidos por serem expoentes do neopentecostalismo, bem como por pregar as perniciosas doutrinas da restauração apostólica triunfalista e teologia da prosperidade.
Há muitos anos, este evento vem sendo questionado por muita gente, em decorrência de ser organizado por uma única denominação com pessoas duvidosas à frente, bem como pelas práticas e resultados negativos de tais manifestações públicas.
Antes de qualquer análise, é importante salientar a origem de tais eventos. O modelo original da Marcha para Jesus que a Igreja Renascer copiou é tão questionável quanto a existente em nosso país. Aliás, infelizmente no Brasil já é tradição a importação de movimentos controversos de outros países.
O conceito “Marcha para Jesus” começou na Inglaterra em meados de 1987, através de uma ação ecumênica entre protestantes e católicos de Londres. A organização foi iniciativa dos líderes carismáticos Britânicos Gerald Coates, Roger Forster, Lynn Green e Graham Kendrick. Segundo eles, a passeata pública foi feita para demonstrar a “unidade entre a Igreja” e expressar a fé cristã para a sociedade, bem como promover atos proféticos de batalha espiritual contra espíritos territoriais malignos, dominantes da Europa secularizada.
O que muitos não sabem é que estes líderes britânicos são adeptos de práticas neopentecostais controvérsias e de conceitos anti-bíblicos. Para se ter uma idéia, um dos idealizadores da Marcha é Gerald Coates, famoso carismático liberal Britânico, que tem como referência nada menos que Rodney Howard-Browne, Benny Hinn e Kenneth Copeland.
Coates nega abertamente a inerrância e suficiência das Escrituras, defende a benção de Toronto e o derramamento de Pensacola como “mover” do Espírito Santo, utiliza como fontes de ensino a espiritualidade Celta, além de emitir falsas profecias e apoiar falsos profetas como Paul Cain.[1] Lynn Green é um carismático ecumênico que defende a unificação doutrinária das religiões monoteístas, principalmente entre católicos e protestantes.[2] Roger Forster é um carismático controverso, árduo defensor da batalha espiritual e da luta contra espíritos territoriais malignos, através de atos proféticos e outras práticas místicas.[3] Por fim, Graham Lendrick é um ministro de louvor carismático, autor de músicas com letras teologicamente questionáveis, também defende o ecumenismo, a benção de Toronto e é adepto da confissão positiva.
Com estas informações, podemos ter uma ideia do que conceitua-se a original Marcha para Jesus. Entretanto, no Brasil o problema é muito mais grave.
Como todo ano, o evento reúne diversas denominações evangélicas, reunidas em uma grande procissão pelas ruas da capital paulistana. Mas qual o objetivo desta Marcha para Jesus no Brasil?
Segundo o “presidente” da Marcha para Jesus, “Apóstolo” Estevam Hernandes, “a Marcha Para Jesus não foi criada para exaltar nenhum homem, é a expressão do mover do Espírito Santo e um ato proférico!“(sic).[4] Frase contraditória, pois se Estevam é o presidente da Marcha para Jesus, automaticamente o mesmo será exaltado de alguma forma! Ora, presidente é aquele que exerce uma liderança máxima, que ordena, que delega, que dá a palavra final e que sanciona. Nem mesmo os líderes de outras denominações presentes na marcha possuem autoridade sobre o evento, quem dá as cartas é o líder da Renascer. Além do mais, todos sabem que os discípulos da Igreja dos Hernandes “lutam e morrem” por eles, tendo em vista o famoso jargão popularizado na época da prisão dos líderes da Renascer: “Espada pelo Apóstolo e pela Bispa!”
A justificativa para o “fundamento espiritual” do evento é pior ainda, vejamos:
“A Marcha tem como fundamento bíblico as passagens de Êxodo 14, Josue 6 e João 13:35 […]Todos os anos, a Marcha para Jesus têm revelado – em âmbito mundial – o poder e a misericórdia de Deus aos homens. Milhares de pessoas são curadas, libertas e restauradas.”[5]
Francamente, citar passagens do Antigo Testamento não justifica a realização da Marcha para Jesus. As “marchas” do povo Hebreu não tinham como alvo evangelizar ou curar, mas eram marchas de guerra, para conquistar povos ou exterminar inimigos, conforme a vontade de Deus naquela época. No Êxodo, o que ocorreu foi um livramento específico de Deus para com o povo Hebreu e não uma procissão evangelística. É totalmente anti-bíblico alegorizar tais passagens Veterotestamentárias como se o povo Israelita estivesse marchando para fora do Egito e para Canaã, de caras pintadas, com bandeiras e faixas, os levitas fazendo shows gospel com seus respectivos instrumentos, com o objetivo de “ganhar” para o Deus de Israel os egípcios e os cananeus!
Imaginem então, tomar de forma literal o texto de Josué 6 para os dias de hoje! Já que é para literalizar o texto, então os “marchadores” devem também tocar trombetas, marchar em volta da cidade sete vezes (não somente uma dentro da cidade), ficar silenciosos (sem trios elétricos, sem gritos e sem triunfalismos) nas seis primeiras voltas e só gritar na sétima.
O interessante é que não vemos em nenhum lugar no Novo Testamento a ordem evangelística de marchar para Jesus, ou no Antigo Testamento para Deus, muito menos nas literaturas dos pais da Igreja, reformadores, missionários e evangelistas por toda a história. Não há, absolutamente, nenhum fundamento espiritual cristão para se praticar marchas evangelísticas. Na verdade, eu não consigo imaginar como alguém pode se converter em um evento como este.
Além do “presidente” da Marcha para Jesus em destaque, também são destacados os trios elétricos que puxam a “micareta gospel”, ao som de músicas triunfalisticamente antropocêntricas, preparadas cuidadosamente para massagear o ego dos participantes em detrimento do evangelho que confronta o caráter. Uma “musicalidade” com direito ao melhor do gospel atual: funk, axé, pagode e até reggaeton! Aí eu pergunto: A conversão vem através do ato de levantar a mão e ir até a frente do trio em resposta a um apelo feito neste ambiente? É no mínimo questionável esse tipo de evangelismo, pois a palavra quase não é proclamada devido ao foco na euforia festiva, salvo raras exceções quando é falada ou cantada, mas de maneira superficial e distorcida, onde não há entendimento profundo das Escrituras.
Por falar em trio elétrico, muitos vêem os mesmos como uma grande oportunidade de promover seus interesses particulares. Afinal, trata-se de um evento com participação popular de mais de três milhões de pessoas em média. A ocasião é perfeita para os manipuladores de massa de manobra, principalmente políticos, dos quais com certeza vão aproveitar a véspera de ano eleitoral para articular alianças com o “povo gospel”.
O que falar do misticismo, dos atos proféticos, do triunfalismo apostólico exclusivista e das profetadas que nunca se cumprem, dentre outros absurdos que testemunhamos todos os anos nesses eventos? Em 2008, eu postei no meu blog alguns atos anti-bíblicos praticados na respectiva marcha. Pessoas anotavam pedidos e dificuldades num papel, colocava o mesmo dentro dos calçados com o intuito de “marchar” em cima para quebrar as maldições escritas no papel, profetizando a conquista de seus recpectivos pedidos (veja aqui). Ou seja, um ambiente neopentecostal, antropocêntrico em sua essência, onde é potencializada as mais variadas práticas místicas e anti-bíblicas que se pode inventar.
Posto isso, infelizmente concluo que a Marcha para Jesus no Brasil tornou-se num evento com quatro objetivos principais:
1 – Competir com a “marcha do orgulho gay” em termos numéricos;
2 – Servir como trampolim para promoção de cantores, líderes e políticos “gospel”;
3 – promover o comércio milionário de produtos/serviços gospel;
4 – Ser um transtorno para a ordem da cidade, por conta da perturbação do sossego público e do bloqueio ao trânsito, afastando as pessoas do evangelho, bem como envergonhando os cristãos que não compactuam com o evento.
O meu desejo é que o povo acorde de toda essa utopia prisional, que Cristo não seja utilizado como cabo eleitoral de algum político e que o cristianismo deixe de ser um trampolim para o sucesso de alguém. Marchemos pela ética evangélica brasileira!
Soli Deo Gloria!
Notas:
1 – Para saber mais sobre quem são os fundadores da Marcha pra Jesus em Londres, veja estes links: http://op.50megs.com/ditc/coates.htm , http://www.christian-witness.org/archives/van1997/gcoates_1.html e http://www.christian-witness.org/archives/cetf1998/brotherandrewdoor.html .
2 – Ibid.
3 – Ibid.
4 – http://www.marchaparajesus.com.br/2012/marcha.php
5 – Ibid.
***
Ruy Marinho escreve para o Bereianos e faz coluna aqui no Púlpito Cristão.

Assine o Blesss
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

31 COMENTÁRIOS

  1. Marcha para Jesus que nada! A marcha é completamente política bancada pelos "bobos de terno".Político não tem religião de manhã está num culto gospel, à tarde numa missa católica e à noite numa macumbinha.É também uma forma dos "pastores" mostrarem quantas "vaquinhas de presépio" estão ao seu dispor quando precisarem de voto. Políticos são Justos Veríssimos querem mais é que pobre se exploda, mais depois de votar,é claro?

  2. Jesus deve ficar saltando de alegria no céu ao ver milhões de santos irrepreensíveis e convertidíssimos o adorando com as marchinhas carnavalescas criadas em vão.
    Imagine vc emocionando Deus, com um evento que só tem número e nada mais, nenhum conteudo espiritual, apenas uma empolgação da carne reunindo o povo que adora uma muvuca.
    Imagine o cara de pau do Lúcifer que o adorava com louvores mas Deus sabia que era tudo da boca pra fora.
    O homem deveria ter discernimento, ou seja "senso de ridículo" pois Deus tem unisciência…

  3. Caro amigo, concordo com quase tudo que você escreveu, porém de uma coisa eu tenho certeza: eu posso imaginar como alguém pode se converter numa marcha feito essa, pois Deus, faz o inimaginável em nossas vidas, até mesmo em cisrcustâncias para nós incompreensíveis.
    Tem muita picaretagem por aí, mas vou te contar uma coisa, eu me converti numa dessas igrejas neopentecostais, sei lá se o nome é esse mesmo…. Quando Deus quer nos resgatar, e permitimos, ele resgata, de qualquer maneira…. com o passar dos anos, e mover de Deus, pude ir aprendendo e abrindo os meus olhos, no que é verdade, e no que é mentira dos homens, mas hoje posso compreender as coisas por esse lado. Que a marcha, seja uma benção, e que o mover de Deus ali esteja para que seja feita a vontade do Pai.

  4. Esclareceu-me em profundidade, principalmente quanto a origem da marcha. Enquanto o mundo esta "on line" a visão que tenho é de que "o aprisco está off line".

  5. EM MEU PONTO DE VISTA, AS PESSOAS ADEPTAS DESSE MOVIMENTO, ENCONTRA UMA MANEIRA DE SE DESCULPAREM E DIZER QUE, DE ALGUMA FORMA ESTÃO EVANGELIZANDO. MAS, SE ESCONDER NA MASSA E DIZER QUE ESTÃO FALANDO DE CRISTO É MUITO FÁCIL.
    NÃO VEMOS ESSE MESMO INTERESSE EM FAZEREM MISSÕES, FALAR DE JESUS AOS CONHECIDOS OU EVANGELISMO EM SUAS IGREJAS. MAS EM MUVUCAS E EVENTOS "GOSPEL" (QUE DE GOSPEL NÃO TEM NADA)PORQUE NESSAS AGLOMERAÇÕES E DIVULGAÇÃO DE CANTORES, COMO BEM FOI DITO, POUCO SE FALAM DE CRISTO E DE SEU EVANGELHO, QUE É O QUE SIGNIFICA GOSPEL.
    QUEREM PARTICIPAR PORQUE NÃO À COMPROMISSO ALGUM COM O EVANGELHO E COM AS ALMAS PERDIDAS.
    AS MULTIDÕES QUE ESTAVAM COM CRISTO NÃO TINHAM COMPROMISSO CO ELE, MAS SIM COM AS CURAS E BENÇÃOS QUE ELE PROMOVIA.
    SE CADA PESSOA AO INVÉS DE ESTAREM EM UM GRADE AJUNTAMENTO FALA-SE DE JESUS PARA UMA PESSOA, QUE GRANDE IMPACTO SERIA.

  6. É DIFÍCIL ESTIGMATIZAR UMA COISA, DIGO ISSO PORQUE O LADO DE CÁ TAMBÉM PODE COM ISSO SER ESTIGMATIZADO.TAMBÉM NÃO É PELO FATO DOS FUNDADORES DESSE MOVIMENTO NÃO SEREM IDÔNEOS PARA TAL, POIS O MOVIMENTO PODERIA SE LEGITIMAR SE AS INTENÇÕES DE HOJE NÃO FOSSEM AS MESMAS. E AINDA, NÃO SE PODE MEDIR TODAS AS INTENÇÕES COMO SE FOSSEM UMA SÓ, POIS ALI EXISTEM MILHARES, BOAS E MÁS. CONTUDO NÃO DEIXO DE PENSAR QUE TODA VEZ QUE O SER HUMANO COMEÇA A EMPOBRECER INTERNAMENTE, BROTA NELE UMA NECESSIDADE PREMENTE DE MOSTRAR O CONTRÁRIO EXTERNAMENTE. PRIMEIRO QUE A UNIDADE E FÉ CRISTÃ NÃO SE DEMONSTRA DESSA MANEIRA. É O DESEJO DE DE CRISTO QUE TODOS SEJAM UM, ASSIM COMO ELE E O PAI O SÃO. PORÉM, É MAIS FÁCIL COLOCAR ISSO NUM ÚNICO MOMENTO E NUM LUGAR DO QUE VIVÊ-LO NO DIA A DIA EM TODOS OS LUGARES. BATALHA ESPIRITUAL E LUTA CONTRA OS ESPÍRITOS TERRITORIAIS MALIGNOS? HOUVE TEMPO QUE SE FAZIA ISSO, COM JEJUM E ORAÇÃO! O EMPOBRECIMENTO ESPIRITUAL DE NÓS CRISTÃOS NOS LEVA A DEMOSTRAÇÕES DESNECESSÁRIAS DE PODER. A IGREJA NUNCA PERSEGUIDA EM ÉPOCAS EM QUE TINHA QUE SE ESCONDER, E PRATICAMENTE ACABOU QUANDO SE TORNOU RELIGIÃO DO IMPÉRIO, NA ÉPOCA DE CONSTANTINO. A IGREJA NÃO PRECISA DE POLÍTICOS, NÃO PRECISA DE MARCHAS EXUBERANTES, NÃO PRECISA SE PREOCUPAR COM A "LEI DOS GAYS"A IGREJA, E NÃO FALO DO MEMBRO ISOLADAMENTE CONSIDERADO, A IGREJA, SÓ PRECISA ORAR! "E SE O MEU POVO QUE SE CHAMA PELO MEU NOME, SE HUMILHAR E ORAR EU OUVIREI DOS CÉUS".

  7. Bom, acho a marcha uma mistura de micareta com feira livre. Mas, falando da cultura celta e da mistura com elementos do paganismo anglo saxão e da incorporação de pensamentos católicos, vejo que o blog dá muita ênfase a um bispo que deu para citar pensadores católicos direto. Falta Filosofia no meio protestante para a Nova Vida ficar ancorada em S. Agostinho?

  8. com relação ao povo ser usado como "massa de manobra" e coisa semelhante,basta ver o pastor silas malafaia,num destes eventos no rio de janeiro,durante tal evento ele(silas)chama o prefeito para receber oração do povo,e diz em "entrelinhas" que não há nenhum interesse politico nisso,pois o prefeito só esta ali pra ser abençoado pelo povo evangélico,como se a simples presença de uma autoridade publica em um evento destes já não fosse um ato politico.Infelizmente fica evidente que como diz o chavão evangélico o "povo de Deus tem sido vaso"mas de homens e não de Deus.

  9. A paz a todos,
    Discordo que a Marcha pra Jesus seja um movimento totalmente político, parcialmente sim.
    Acredito que o Cristão tem que apreender que não estamos livres de política, por exemplo, ha alguns que no dia da marcha, vão protestar contra a Marcha.
    Ora isso não e política?
    Inclusive o colunista que escreveu esse artigo, a minha intenção não e de maneira nenhuma incrimina-lo, acredito que evangelho também e democracia,afinal posso discordar de alguém e continua-lo amando.
    Precisamos de uma reforma, mas precisamos também de união, a marcha que nos representa perante a sociedade, quer alguns queiram ou não.
    Faz tempo que não vou à marcha, mas com os constantes ataques que a sociedade impõe aos evangélicos tentando coloca-los como homofóbicos, a marcha pra Jesus nunca foi tão importante.
    Sou a favor da marcha.

  10. Concordo plenamente com o autor da postagem, muito boa por sinal!
    O verdadeiro cristão jamais necessita dessas "manifestações de força", muito menos de representantes políticos para lhes dar suporte em alguma necessidade, mesmo porque quando precisar de algum deles para que resolvam alguma questão jamais vão encontrá-los à sua disposição.
    O verdadeiro cristão tem que ser "luz e sal", um exemplo de honestidade, hombridade, caráter reto, personalidade marcante, fazendo isso já estará pregando o evangelho de Jesus Cristo, porque uma atitude positiva valerá por mil palavras ditas em vão.
    Comigo já aconteceu por diversas vezes das pessoas virem até mim, por curiosidade, querer saber se sou cristão, a qual igreja pertenço, e enfim… eu jamais preguei o evangelho para ninguém, mas procuro dar o bom exemplo e seguir os preceitos cristãos.

  11. A questão das tradições de outras religiões na religião cristã vem dês do sua fundação pelos romanos, e apesar das reformas que determinados padres tentaram realizar dando origem a sua sucessora a religião Evangelina ou crente como preferem dizer, pouca coisa foi mudada, como por ex a tradição do natal, a santa ceia e etc, e mais os evangélicos apesar de terem seguido essas reformas para iniciarem a sua religião, começaram a inventa um monte de modas e uma delas entre tantas e essa MARCHA PRA JESUS, que alis ate o nome Jesus também um nome de origem Romana, que nada tem have com o nome do messias que e de origem judaica, emfim tudo isso se começamos a destrincha, não tem nada haver com as coisas do pai espiritual.
    29:13 “Por isso o Senhor disse: Pois que este povo se aproxima de mim, e com a sua boca e com os seus lábios me honra, mas tem afastado para longe de mim o seu coração, e o seu temor para comigo consiste em mandamentos de homens, aprendidos de cor.”
    Colossenses 2:8 “Tendo cuidado para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo.”

  12. João,

    para conhecimento:

    O nome Lúcifer é freqüentemente aplicado a Satanás, mas não há base bíblica para esta idéia. A palavra "Lúcifer" é a tradução em algumas Bíblias (ainda que não nas versões portuguesas mais comuns) da palavra hebraica hêlîl em Isaías 14:12. Versões bem conhecidas como a Revista e Corrigida, a Revista e Atualizada (1 e 2) e a Linguagem de Hoje traduzem esta palavra como "estrela da manhã."

    Isaías 14 é uma profecia sobre a queda do rei de Babilônia (veja 14:4). Este rei exaltava-se, buscando tomar a glória que pertence a Deus. A profecia de Isaías 14 mostra que ele seria derrubado de volta à terra.

    É interessante que o Novo Testamento fale sobre a "estrela da alva" (2 Pedro 1:19) e a "estrela da manhã" (Apocalipse 2:28; 22:16). Em todas estas passagens, é claro que a estrela da manhã não é Satanás, ou qualquer outra criatura blasfema. O próprio Jesus é a brilhante estrela da manhã que abençoa seus servos fiéis. Veja:

    E temos, mui firme, a palavra dos profetas, à qual bem fazeis em estar atentos, como a uma luz que alumia em lugar escuro, até que o dia amanheça, e a estrela da alva apareça em vossos corações.— 2 Pedro 1:19 Tradução Almeida Fiel,

    Este mesmo trecho em latim, na Vulgata é:

    et habemus firmiorem propheticum sermonem cui bene facitis adtendentes quasi lucernae lucenti in caliginoso loco donec dies inlucescat et lucifer oriatur in cordibus estris — 2 Pedro 1:19[11],

    Resumindo: LUCIFER É um titulo (substantivo) que literalmente significa: O Portador da Luz. Não se refere ao diabo. Esta é mais uma mentira que o sistema religioso ensina.

  13. Nao sei porq marcha para JESUS até porq ele nao precisa de defenssores nao é o povo que tem que se curvar pra ele eu entendo como se essa marcha fizese JESUS de um pobre coitado…. me poupe de tanta ipocrissia povo BRASILEIRO acordaaaaaaa nao fiquem comendo pela mao dos outros se as pessoas relamente soubesse o que é evagelio de CRISTO nao veriamos tanta besteira e um povo seguindo ao menos sem saber porq!!!!! fico idiguinada ….

  14. Fico um pouco receoso com estes movimentos, e pelo que li, tenho razão para tal. É verdade que muitos vão pela folia, e que existem muitos interesses por trás destas coisas, afinal, vivemos em meio aos lobos, mas uma coisa também acredito, que este movimento não é somente massa, pois existem pessoas que estão ali para adorar em espirito em verdade, então não posso dizer que isso seria um movimento do diabo pois como a própria bíblia afirma e tem autoridade para tal, PORQUE , ONDE ESTIVEREM DOIS OU TRÊS REUNIDOS EM MEU NOME, AI EU ESTOU NO MEIO DELES.
    Mateus 18:20

  15. Se converter nas marchas, numa igreja neo-pentecostal tudo bem…Mas depois que ler a Bíblia, orar, tiver intimidade com Jesus, continuar achando estas coisas normais, aí já é muito estranho: ou não se converteu ou faz questão de ser cego…

  16. Posto que uma MULTIDÃO de MIRIADES de pessoas se aglomeraram,ao ponto de uns aos outros se atropelarem,passou
    Jesus a dizer antes de tudo aos seus discipulos:Acautelai-vos do FERMENTO dos fariseus,que é a hipocrisia.Nada há encoberto que não venha a ser revelado;e oculto que não venha a ser conhecido.Lc 12,1,2.

    Fermento serve para aumentar a massa.

  17. A grande maioria dessas pessoas estão ali de boa fé. Andam horas debaixo do sol e levantam suas mãos no afã de receberem algo, de resolverem algo ou de agradar a Deus. É um ato equivalente as caminhadas a aparecida do norte. Penso que Jesus se compadece de muitos e entende a situação, mas, complicado fica para os que organizam estas coisas, pois para eles funciona como massa de manobra, estatistica, resultados e metas. Querem traze-los prisioneiros de um sistema que sustente suas vaidades, amor pelo poder, disputas e comandos.
    O pior é que esses caras estão contaminando gerações com suas conversas, com o papo de um deus que existe para nos atender em troca de alguma zoeira de trio eletrico, bandeirinhas e palavras de ordem.
    Não acreditem nesses caras.

  18. Bom, pessoalmente eu não gosto da Marcha para Jesus. Fui uma vez e fiquei só um pouco, e me senti constragido com a Bispa Sônia fazendo sua performace.

    Mas por outro lado, conheço pessoas que participaramvárias vezes, e sei que elas são muito mais cristãs do que eu. Então, embora concorde que há o direito de criticar, causa-me tristeza a forma que essa crítica geralmente adquire, um tom de desprezo (como se fossem mais crentes que os criticados) e ódio contra os que participam. Os "apologetas" ainda tem de aprender a fazer suas colocações sem ferir os irmãos. Mais argumentação lógica e amor, e menos "indignação". Falo até de mim mesmo, porque olhando para trás, percebo com clareza que houveram momentos em que eu devia ter argumentado com clareza sobre certos assuntos, em vez de ferir as pessoas com ironias e sarcasmos.

    Observe que Jesus até era duro em alguns momentos, porque há situações em que dizer a verdade essencial para aquele momento pode soar ríspido, mas como regra ele era conhecido pela sua mansidão. Mesmo do alto da sua inteligência extrema, evitava a ironia e sarcasmo, perdia a piada, mas não perdia a oportunidade de considerar em primeiro lugar a necessidade do pecador endurecido: ouvir a repreensão de maneira tal que a pudesse compreender e se arrepender. Ao final, vários de seus antigos inimigos creram, e houveram dentre eles aqueles que deram a vida em testemunho de sua fé. Até mesmo de dentro do Sinédrio, pelo menos três homens vieram a crer. Mas o preço que Jesus pagou foi falar pouco, quando poderia muito bem ter arrasado pela lógica e pelos fatos a reputação do chefe daquele senado. Ganhar é mais do que vencer.

  19. SEMPRE LEIO COMENTÁRIOS E SO POSSO DIZER A VOCÊS QUE DEVERIAM TIRAR A TRAVE DO OLHO PRA DEPOIS VER O CISCO NO OLHO DO IRMÃO.
    SEMPRE JUGANDO E MANDANDO PARA O INFERNO QUALQUER UM QUE SE OPONHA AO SEU CONCEITOS.
    JULGAR QUE EM UM MILHÃO DE PESSOAS ESTÃO TODOS CULTUANDO DEMÔNIO É ALGO NO MINIMO ESTRANHO DE QUE SE DIZ QUE AMA SEU IRMÃO. E COMO ADORAM CITAR A BÍBLIA AQUI VAI UMA NAO JULGUEIS PARA QUE NÃO SEJAIS JULGADOS" COM PESO MAIOR DIGA-SE DE PASSAGEM.

  20. puxa, vc passou por cima de todas as fronteiras do pensamento sadio: "um exemplo de honestidade, hombridade, caráter reto, personalidade marcante, fazendo isso já estará pregando o evangelho de Jesus Cristo, porque uma atitude positiva valerá por mil palavras ditas em vão"

    a impresssão que tenho é que vc nunca leu a Bíblia…."personalidade marcante" foi pracabar, prarrancar sabiádo toco………….tá loco…….

  21. Sempre tenho dúvidas quanto a certos "eventos gospel". Me vêem a memória o seguinte versículo de Paulo:

    "Mas, que importa? O importante é que de qualquer forma, seja por motivos falsos ou verdadeiros, Cristo está sendo pregado, e por isso me alegro. De fato, continuarei a alegrar-me…"
    Filipenses 1:18

    Como que fica agora? Se UMA, apenas UMA alma se converteu a Jesus dentre aqueles milhões de pessoas, não valeu a pena?

    Como foi falado acima, ainda que a origem do movimento seja errada, ela no decorrer dos anos pode adquirir uma motivação mais coerente com o nome que ela leva. Ou não?

    Eu sou muito edificado com blogs como esse, pregações de David Wilkerson, Paul Washer, John Piper, etc.
    Frequento uma igreja Batista Renovada, e sempre não concordo com tudo que é falado. Aquela história de ouvir tudo é reter o que é bom.

    SEMPRE veja blogs criticando, por exemplo, o lenço do Apóstolo Valdomiro Santiago. Mas como se explica o lenço de Paulo descrito em Atos dos Apóstolos? Não estou comparando eles, mas muitas coisas possuem embasamento bíblico.

    Foi falado nesse post o seguinte: "O que falar do misticismo, dos atos proféticos, do triunfalismo apostólico exclusivista e das profetadas que nunca se cumprem, dentre outros absurdos que testemunhamos todos os anos nesses eventos?"

    Doeu meus olhos ver misticismo e atos proféticos colocados lado a lado. A Bíblia dá base para se fazer atos proféticos. Elas são uma grande arma ESPIRITUAL, para lutarmos contra tudo aquilo que está descrito em Efésios 6.

    Deus nos abençoe e ilumine segundo a sua Palavra.

  22. A paz de Cristo.

    O exagero prejudica a causa, já dizia Hegel.
    Certamente os exageros prejudicam o movimento, mas, certamente havia na multidão pessoas que querem dessa maneira, declarar o seu amor a Cristo, são livres. Estão errados? É pecado? Cristo o puniria?
    Lembro-me de Jesus dizendo aos seus discipulos "…quem não é contra nós, é por nós". Mc. 9.40
    Lembro-me também do conselho de Gamaliel aos israelitas, "..se essa obra é de homens, se desfará". At. 5.38.
    A igreja brasileira perece, e não exclusividade de uma denominação, falta-nos espirituralidade, amor, humildade, compaixão, misericordia e muitas outras coisas.
    O exagero nas criticas cega o nosso entendimento, não conseguimos ver o que é bom, por isso, não conseguimos reter nada.

    A paz de Cristo.

  23. Apenas quando o povo deixar de ser "multidão" e passar a entender que para ter comunhão com Deus tem de ser dicípulo, que o Brasil vai melhorar consideravelmente e terão verdadeiras marchas pra Jesus NO CORAÇÃO e na VIDA DIARIAMENTE!!

    http://www.iesimples.com.br (Igreja do Evangelho Simples) – Pregando o evangelho sem pedir dinheiro nos cultos, Glória a Deus!!

  24. Você ficou chocado e horrorizado com o meu comentário?!?!?
    Pois bem, meu caro Telmo!!!
    Chega de tanta hipocrisia em nosso meio.
    Os dirigentes das seitas e a grande maioria dos pastores evangélicos querem atar um fardo extremamente pesado nas costas de suas ovelhas, como os fariseus o faziam e que foram denunciados por Jesus Cristo quando do seu ministério terreno.
    A responsabilidade pela obra é inteiramente dos pastores e demais obreiros, os quais, presume-se, após terem sido agraciados pelos dons ministeriais por Deus, foram consagrados para a obra, definitivamente capacitados para o exercício do sacerdócio.
    A grande maioria percebem salários muito acima da média dos trabalhadores em geral, o que, em absoluto, nunca fui contra, pela complexidade, privações, sacrifícios e demais "ossos do ofício" a que são expostos em seus deveres e obrigações.
    Até ai tudo bem!
    Agora, não me venha com aqueles chavões de que o lider demonstra sua capacidade à medida sem que delega atribuições aos seus liderados, mesmo porque isso não é justo para com a membresia.
    O lider evangélico deve delegar suas atribuições aos seus obreiros, não a os membros, mesmo porque eles não são remunerados e sequer foram consagrados para tal, e são eles quem dão suporte e sustentação à obra e quem paga os salários dos obreiros.
    Já ouvi muitas balelas e papos furados de pastores dizendo: "PASTORES NÃO GERAM OVELHAS, MAS AS OVELHAS SÃO AS QUEM GERAM OVELHINHAS!!!".
    Já ouvi Pastores dizendo que todos os cristãos devem pregar o evangelho e que devem franquear as portas de suas casas para cultos, tipo células do G/12, e que todos tem que se envolverem com a obra, e que assim fazendo estarão prestando SERVIÇO A DEUS.
    Baseado nisso, os membros teriam a honra e o privilégio de "LAVAREM OS MICTÓRIOS DA IGREJA E DE FAZEREM A FAXINA GERAL DO TEMPLO BEM COMO TODOS OS DEMAIS SERVIÇOS DOS OBREIROS… etc e etc…
    Meus prezados irmãos obreiros, pastores e dirigentes de igreja, não queiram dividir seus fardos com ninguém, muito menos com a membresia de suas igrejas, pois a responsabilidade pela obra são suas e de mais ninguém, chega de papo furado e manipulações!
    Todos tem seus misteres, suas obrigações sociais e familiares, seus ofícios, suas profissões, seus ganha-pãos e não podem fazer jornadas duplas, sacrificando o bem estar de suas famílias, sendo escravizados por religiões.
    Se a membresia participar dos cultos, entregar seus dízimos no templo, sendo um exemplo de honradez e hombridade perante sua comunidade já estará de bom tamanho, não precisará de sacrifício nenhum para ser salvo e conquistar aquele lugar que Cristo previamente já nos predestinou.
    "PERSONALIDADE MARCANTE SIM, PORQUE NÃO!!!
    Chega de manipulações!!!

  25. Olá amigos, sou pastor evangélico, bacharel em Teologia formado na UFRGS e li vários comentários e também o texto em questão.
    Acredito que algumas verdades ficaram bem explicitas no texto de Ruy Marinho, mas a principal delas é que de cristão este amigo não tem nada.
    Somos pessoas que podemos sobreviver sem este comentário infeliz que não acrescentou nada na FÉ de ninguém e apenas colocou em dúvida aquele que estava encima do muro. Lamento.
    Você precisa conhecer JESUS.

    Concordo com Gláucio quando diz que o exagero prejudica a causa e que a crítica exagerada cega o nosso conhecimento e também a nossa fé.

    A verdade é que Jesus, não precisa de marcha para estabelecer o seu REINO. mas prefiro participar na marcha que me traz ESPERANÇA, do que ficar criticando os pecadores redimidos.
    " O meu desejo é que o povo acorde de toda essa utopia prisional, que Cristo não seja utilizado como cabo eleitoral de algum político e que o cristianismo deixe de ser um trampolim para o sucesso de alguém. Marchemos pela ética evangélica brasileira! " Frase do autor que não faz sentido, pois que marcha solitária é esta que não dá crédito a ninguém? É, você só vai ficar no desejo vendo os outros marcharem meu caro… tome uma posição e pare de criticar os que promovem a paz.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui