Malafaia não é candidato a nada e pode ser candidato a tudo

12
736
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Murillo de Aragão
Em uma boa entrevista à Veja algumas semanas atrás, o pastor Silas Malafaia confirma ser uma pessoa polêmica, mas de posições firmes e claras. Porém, afora as declarações polêmicas, que fazem o prazer da imprensa e do leitor superficial, Malafaia diz algumas coisas muito importantes na entrevista. Uma delas é o fato de acreditar que os pastores podem ter papel político, sim.
Malafaia refuta a intenção de o religioso ser jogado de lado no debate político. Defende que todos podem fazer política, inclusive os religiosos. Vale destacar que ele usa o termo “religiosos” ao invés de “pastores”.
Outra afirmação forte é a de que nunca será candidato a nada. Mas diz que quer influenciar as pessoas e que “não sataniza partido político nem candidaturas”.
Em suas pregações, Malafaia embute muitas reflexões de natureza política, e não apenas no que tange a questões como o aborto ou o homossexualismo. Suas afirmações demonstram que ele é mais do que um pastor; é uma personalidade política com sofisticação em suas articulações.
Com esse tipo de pregação, Malafaia pode ter um imenso potencial eleitoral. Até mesmo pelo fato de que sua vida, pelo menos o que se sabe dela, não envolve nenhum aspecto que entre em contradição com sua pregação.
Com o destaque ganho na seção Páginas Amarelas, Malafaia comprova ser uma das personalidades mais influentes do país nos dias de hoje. E, ao usar essa sua influência para abdicar da possibilidade de ser candidato, prepara-se para ser um poderoso cabo eleitoral. Talvez o mais influente de todos para as eleições de 2014 dentro do mundo evangélico.
Porém, ser candidato presidencial, ou não, não é uma questão simples nem de natureza pessoal. Malafaia, ao dizer que não é candidato a nada, torna-se mais forte ainda como potencial candidato a tudo.
É evidente que uma candidatura presidencial não nasce de uma hora para outra. Tem de amadurecer e depender das circunstâncias políticas e econômicas.
Considerando que o “lulismo” deve ter fôlego para mais uma eleição presidencial, pelo menos, o quadro para 2018 ainda apresenta alguns lugares disponíveis. Em especial, no espectro da “centro-direita” e da “direita”.
Outro ponto relevante é que existe um potencial eleitoral entre os evangélicos que nunca foi adequadamente explorado com a constituição de um partido. Um partido com base em princípios do cristianismo que poderia ultrapassar os próprios limites dos evangélicos.
Por suas múltiplas denominações e divisões, fica difícil acreditar que os evangélicos marchariam unidos ao largo de preferências partidárias “seculares”.
Porém, podem servir de base a uma agremiação partidária forte, assim como os metalúrgicos do ABC foram a base original do PT, que há muito é um partido que aglutina trabalhadores, profissionais liberais, empresários, líderes do terceiro setor, burocratas, entre outros.
É de considerar o fato de que Malafaia tem uma pregação que ultrapassa os arraiais do mundo evangélico. E que tal pregação, fundada mais em valores do que em religiosidade, pode levá-lo a adquirir uma situação política ainda mais forte em seu segmento, e respeitável fora dele.
No mundo evangélico, Malafaia não é o único protagonista. Waldemiro Santiago e Edir Macedo são seus potenciais “concorrentes”. No entanto, Edir Macedo e seu PRB não conseguem deixar de ser vistos como uma força da Igreja Universal, e não dos evangélicos como um todo. Santiago ainda não tem uma estratégica política clara.
Sendo assim, nenhum dos concorrentes de Malafaia tem um discurso tão forte e com tanto potencial político no cenário de médio e longo prazos quanto o seu. E com capacidade de articular uma candidatura e/ou um partido com base evangélica e alcance no mundo católico que seja competitivo ao final da década.
***
O texto é de Murillo de Aragão, cientista político que escreve para o blog O Globo. Divulgação: Púlpito Cristão.

Assine o Blesss
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

12 COMENTÁRIOS

  1. POLÍTICA E RELIGIÃO SEMPRE ANDARAM JUNTAS, AGORA CHEGOU A VEZ DA POLITICAGEM GOSPEL FICAR FELIZ É ANO ELEITORAL E TEMPO DE "PASTORES" MOSTRAREM SEUS REBANHOS:OLHA QUANTAS VAQUINHAS DE PRESÉPIO EU TENHO.ENQUANTO NA BRASILÂNDIA CRENTE FOR SINÔNIMO DE OTÁRIO E MASSINHA DE MANOBRA, OS BOBOS DE TERNOS AGRADECERÃO. PARA SE TER IDÉIA MALAFEIO HOJE NO BRASIL É UM TIPO DE PRESIDENTE GOSPEL NO SEU ESTILO DAR OU DESCE, FALA O QUE QUISER MAS NÃO GOSTA DE ESCUTAR, O POVINHO ADORA. ACHAM QUE POVO DE DEUS TEM QUE SE TRATADO ASSIM MESMO A FOGO E FERRO, ISSO É REFLEXO NOSSA POLÍTICA: UMA PIADA. OS POLITICOS SEMPRE SÃO OS MESMOS,SÃO CARGOS VITALÍCIOS.POLÍTICO É IGUAL A FEZES SÓ MUDAM A MOSCA.ESSA É A NOSSA POLI TITICA.

  2. talvez, estas palavras tenha sido colocado para evidenciar o pastor citado acima como representante de todos os evangelicos, considero esta informação como improvável, pretenciosa e com ausência da verdade, pois, não ha garantia que tenha representatividade de todos os evangelicos.
    nos povo evangélico somos um em Cristo Jesus, e nao no citado pastor.

  3. Idéia estranha.

    É evidente que Malafaia não poderia ser eleito a nenhum cargo majoritário. Não teria votos suficientes. Considerando que ele sabe disso, é improvável que ele se canditate para algum cargo majoritário.

    É evidente também que ele facilmente poderia se aleger na maioria dos cargos legislativos, certamente tem votos para isso. Talvez conseguisse se eleger até para senador. Mas isso já é verdade há algum tempo, e ele jamais se moveu nesse sentido. Se ele nunca se moveu nesse sentido, também concluo que é improvável que ele se candidate para algum cargo proporcional.

    Então me parece um artigo feito no ar, sobre uma hipótese não muito provável.

  4. eu afirmo,com raríssima exceção,a grande maioria de pregadores no Brasil,visam apenas os seus interesses mesquinhos.Os interesses de Deus e sua Santa Vontade,não figura nos planos dos "pastores atuais".Este sr.Silas é uma raposa,assim como outros que se eu fosse elencar aqui não caberiam neste espaço.O que eles almejam é continuar vivendo como lordes,na opulência de forma nababesca,mas é claro às expensas do Evangelho,e ressaltar convém.um evangelho triunfalista e egocêntrico.Eis poque não me deixo se ludibriado por estes vendilhões,e se engana aqueles que acham que eu não tenho respeito por verdadeiros homens e mulheres de Deus.Virei seletivo.Não troco gato por lebre,e Nunca serei títere destes aproveitadores.Não enxerga quem não quer,Malafaia e tantos outros,são lobos vorazes,ávidos por Dinheiro.A Bíblia,O Evangelho é apenas pano de fundo para alcançarem seus vís propósitos.Não me deixo enganar por sugesta,nem tampouco sou bajulador nem puxa-saco de pseudo-pregadores.Foi O Santo Sangue de Cristo que foi Vertido numa Cruz romana,onde a Majestade do Calvário,a saber;Cristo Jesus,foi vilipendiado,humilhado e passou horas de agonia atroz.Pedirei à Deus sabedoria para não desperdiçar o meu tempo com esta corja de Malafaia,Macedo,Valdomiro,RR,Terra Nova,Renascer,Rodovalho.etc.etc..etc.querem ser adoradores?Adorem à Deus e não a estes pregadores fajutos.(p.s.definitivamente,não sou Juíz,e tenho muitos erros e pecados,mas jamais serei um Mané na mão destes crápulas)

  5. Graça e paz!
    embora discordando em pates, acho o Pastor Silas uma pessoa realmente segura no que diz.
    Quem derá, outros Silas, não se acovardassem e também tivessem dessa ousadia.
    pior e muito triste são os que se valem da igreja para fazer politicagem.

  6. O grande problema do pastor silas é que ele se acha por cima da razão . ele não quer receber criticas , pois todos que pensam contrario a ele (prosperidade e outras coisa a mais ) são chamados de babacas , ignorantes ,bundão e outras palavras a mais . sinceramente eu me acho agredido pelo o pastor ,pelo o fato de concordar com sua forma de pensar.penso que é bem melhor ser um humilde babaca que uma estrela arrogante .

  7. outrora eu tinha este sr.como uma referência,pelo fato dele pregar O evangelho autêntico,isto há uns 7 anos atrás.Hoje me desculpem a franqueza,só de ouvi-lo falar me dá asco.Prepotente,se acha,não quer de forma alguma ser contrariado,baseado em refutação do ponto de vista bíblico.Autoritário ao extremo e ainda posa de abnegado,como se isto fosse verdade.He!sr.Silas Malafaia quem te viu,quem te Vê.Hoje quem não te conheça que te compre,e se te comprar vai pagar muito caro.Entre ele rr,valdemiro,edir e tantos outros espertalhões,difícil é dizer quem é o mais velhaco.

  8. Se alguém ligar a TV em minha casa no sabado pela manhã eu aviso logo: Veja bem em que canal vc vai colocar porque eu não quero ouvir a voz deste senhor nem que o anjo entre aqui e diga prara que eu ouça…

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui