Afinal, o que está errado com a teologia da prosperidade?

25
516
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Augustus Nicodemus
Apesar de até o presente só ter melhorado a vida dos seus pregadores e fracassado em fazer o mesmo com a vida dos seus seguidores, a teologia da prosperidade continua a influenciar as igrejas evangélicas no Brasil.
Uma das razões pela qual os evangélicos têm dificuldade em perceber o que está errado com a teologia da prosperidade é que ela é diferente das heresias clássicas, aquelas defendidas pelos mórmons e “testemunhas de Jeová” sobre a pessoa de Cristo, por exemplo. A teologia da prosperidade é um tipo diferente de erro teológico. Ela não nega diretamente nenhuma das verdades fundamentais do Cristianismo. A questão é de ênfase. O problema não é o que a teologia da prosperidade diz, e sim o que ela não diz.
– Ela está certa quando diz que Deus tem prazer em abençoar seus filhos com bênçãos materiais, mas erra quando deixa de dizer que qualquer bênção vinda de Deus é graça e não um direito que nós temos e que podemos revindicar ou exigir dele.
– Ela acerta quando diz que podemos pedir a Deus bênçãos materiais, mas erra quando deixa de dizer que Deus tem o direito de negá-las quando achar por bem, sem que isto seja por falta de fé ou fidelidade de nossa parte.
– Ela acerta quando diz que devemos sempre declarar e confessar de maneira positiva que Deus é bom, justo e poderoso para nos dar tudo o que precisamos, mas erra quando deixa de dizer que estas declarações positivas não têm poder algum em si mesmas para fazer com que Deus nos abençoe materialmente.
– Ela acerta quando diz que devemos dar o dízimo e ofertas, mas erra quando deixa de dizer que isto não obriga Deus a pagá-los de volta.
– Ela acerta quando diz que Deus faz milagres e multiplica o azeite da viúva, mas erra quando deixa de dizer que nem sempre Deus está disposto, em sua sabedoria insondável, a fazer milagres para atender nossas necessidades, e que na maioria das vezes ele quer nos abençoar materialmente através do nosso trabalho duro, honesto e constante.
– Ela acerta quando identifica os poderes malignos e demônicos por detrás da opressão humana, mas erra quando deixa de identificar outros fatores como a corrupção, a desonestidade, a ganância, a mentira e a injustiça, os quais se combatem, não com expulsão de demônios, mas com ações concretas no âmbito social, político e econômico.
– Ela acerta quando diz que Deus costuma recompensar a fidelidade mas erra quando deixa de dizer que por vezes Deus permite que os fiéis sofram muito aqui neste mundo.
– Ela está certa quando diz que podemos pedir e orar e buscar prosperidade, mas erra quando deixa de dizer que um não de Deus a estas orações não significa que Ele está irado conosco.
– Ela acerta quando cita textos da Bíblia que ensinam que Deus recompensa com bênçãos materiais aqueles que o amam, mas erra quando deixa de mostrar aquelas outras passagens que registram o sofrimento, pobreza, dor, prisão e angústia dos servos fiéis de Deus.
– Ela acerta quando destaca a importância e o poder da fé, mas erra quando deixa de dizer que o critério final para as respostas positivas de oração não é a fé do homem mas a vontade soberana de Deus.
– Ela acerta quando nos encoraja a buscar uma vida melhor, mas erra quando deixa de dizer que a pobreza não é sinal de infidelidade e nem a riqueza é sinal de aprovação da parte de Deus.
– Ela acerta quando nos encoraja a buscar a Deus, mas erra quando induz os crentes a buscá-lo em primeiro lugar por aquelas coisas que a Bíblia constantemente considera como secundárias, passageiras e provisórias, como bens materiais e saúde.
A teologia da prosperidade, à semelhança da teologia da libertação e do movimento de batalha espiritual, identifica um ponto biblicamente correto, abstrai-o do contexto maior das Escrituras e o utiliza como lente para reler toda a revelação, excluindo todas aquelas passagens que não se encaixam. Ao final, o que temos é uma religião tão diferente do Cristianismo bíblico que dificilmente poderia ser considerada como tal. Estou com saudades da época em que falso mestre era aquele que batia no portão da nossa casa para oferecer um exemplar do livro de Mórmon ou da Torre de Vigia…
***
Augustus Nicodemus escreve para O tempora, O mores. Divulgação: Púlpito Cristão.

Assine o Blesss
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

25 COMENTÁRIOS

  1. Não sou contra a Prosperidade; desde que ela beneficie também os Irmãozinhos, que andam de Bike e fazem longas caminhadas, para irem para as Igrejas levarem seus dízimos e ofertas, muitos ganham salários minimos, passam privações, mas são fiéis.
    Infelizmente tenho visto a prosperidade só para os lideres; se eles prosperam, as ovelhas também tem o mesmo direito.
    Na Igreja primitiva; tudo era em comum, não havia miséria entre as ovelhas, ninguém passava nescessidade (Atos: 4:32-35).
    Dízimos e Ofertas; tem amparo bíblico, não sou contra, desde que seja administrado corretamente.
    A Igreja é a casa do tesouro; deve ter tudo em abundância, palavra, comunhão e socorro.

  2. Ok,Reverendo Nicodemos,concordo com VC em grau,número e gênero.Há homens prósperos na Bíblia ? Há sim.Neemias é um deles,cujos recursos financeiros era para servir seus irmãos escravizados (pagando pela sua soltura),e era um homem rico generoso e acima de tudo homem de oração.Bom exemplo para ser seguido – a riqueza a serviço do próximo.Prosperidade irresponsável não é a prosperidade que Deus gosta.Ficar rico e arrogante não é coisa que Deus gosta,pela contrário Ele abomina o arrogante.E geralmente quem é rico ou fica rico vira arrogante e soberbo,e aí Deus está fora da sua vida.
    Eu creio que Deus não quer que sirvamos a Mamom e a Deus,mas acredito que as riquezas de Mamom podem ser transferidas para o reino da luz.brother tito from brasília.

  3. A teologia da prosperidade não passa de uma muleta emocional.
    "Meu Deus é dono da prata e do ouro."
    Mas você… Você não vive, sobrevive. E pior, sustenta esse sistema religioso dando o que não tem de dízimos e ofertas, sob pena do devorador destruir a sua – combalida – vida.

  4. Com relação ao dízimo – o ato de dar o dízimo na minha opinião,vejo na Bíblia registrado que Abraão contribuiu com o Sumo Sacerdote Melquizedeque. Mas vejo uma sequência de fatos neste evento.Primeiro : Melquizedeque reconheceu Abraão e primeiro lhe abençoou,então Abraão reconheceu em Melquizedeque que ele tinha autoridade espiritual.O pastor abençoando as ovelhas antes de tosquia-las,E isso não está acontecendo.Há dizimistas fiéis que não estão sendo abençoados,bem como não dizimistas enrolados em dívidas impagáveis.Em Malaquias 3:8-10 há bênção sem medida,sem limites,abundante,o que até hoje não ví ninguém ser abençoado com tal bênção.Então eu pergunto: E para nós esta promessa ? Tito o brother from brasília.

  5. O cristão é a casa do Tesouro. Nós somos o Templo do Espírito Santo. Certa vez uma irmã meditando nas riquezas do Templo do AT e falando com Deus a respeito delas, ela então perguntou a Deus o que seria hoje o Seu Tesouro. Passando por um bom tempo, quando ela foi cozinhar, e precisando abrir a geladeira o Espírito Santo respondeu claramente naquele momento: "O MEU TESOURO são as ALMAS".

    Muito bom post, pr Nicodemus.

  6. Prezado Augustus, se por um aborto da natureza, os pastores da prosperidade parassem de pregar a Teologia da Prosperidade ou mesmo a avalanche de curas milagrosas, as igrejas pentecostais perderiam pelos menos a metade dos membros. Você conhece aquela velha frase "o poste não pode fazer pipi no cachorro"? Pois é! Por motivos óbvios não pode. Os evangélicos dessas igrejas (???) querem ser servidos por DEUS sempre. Lembre-se de que multidões seguiam Jesus, o nosso Salvador, quando ele andava pregando, atrás apenas dos milagres que ele fazia. Queriam ser curadas de uma serie de males. Como os pastores diziam que curam e liberam benções que enriquecem, é natural que essas igrejas estejam entupidas de gente.

  7. Amigos,

    A cobrança do dízimo é um jugo que tem causado sofrimentos e angústias para muitos, e impedido que muitas pessoas se integrem à Cristo. Muitos, ao crerem no Evangelho, não se aliam à Cristo de verdade por causa do dízimo e escandalos; enquanto outros não querem nem saber de Deus por não resistirem tal carga nos seus ombros. Este jugo tem feito com que muitas pessoas enfraqueçam na fé; pois quando alguém encontra impossibilidade de apurar os 10% do que ganha para pagar os dízimo, o tal é reputado, pelos pregadores de dízimos, como ladrão e amaldiçoado. Pois ganhando pouco e procurando saldar seus compromissos para manter sua honestidade social e sua integridade quase não lhe sobra nada e o pregador legalista diz que 10% deve ser o mínimo que tem que se dar, apontando para a Ordenança da Lei da antiga aliança mencionada em Malaquias 3.10 para dizer que o tal é ladrão e amaldiçoado. Então este acaba por desacreditar na misericórdia de Deus, e quando vai orar,aquela acusação do pregador soa injustamente nosseus ouvidos: “Você é ladrão e amaldiçoado”
    desanimado na fé e julgando-se sem condição de servir a Deus, acaba se desligando de Cristo.

    Você acha mesmo que Jesus aprova isto? Dizímo é biblico, mas não é cristão! Ainda não entende?

    Tais pregadores legalistas e ususrpadores, com certeza, vão prestar contas com Deus pelo prejuízo espiritual que têm causado à vida dessas pessoas, pois, nesse sentido, o apóstolo Paulo expressamente declara:
    “Aquele que destruir o templo de Deus que sois vós, Deus o destruirá” (1 Co 3.17).
    Poxa, será que está escrito em chinês? É tão difícil de ver que o Templo sois vóis? Se vc`s tem um lugar onde se reunir e este lugar tem despesas, então que apresente as despesas e que se divida pelos frequentadores deste lugar; sejam honestos. Não usem da Palavra para ganhar dinheiro. Quanto a ofertas está mais que claro que é para pobres e necessitados e não para uma obra de outro homem. Pregadores, vão trabalhar! Parem de passar a sacolinha, pois isto escandaliza o mundo todo! Cada um será julgado por sua obra e não pela obra de outro. Faça a sua obra. Ame e ajude ao próximo. É isto.

  8. A teologia da prosperidade está errada, pois, nasce de conceitos errados. Tempos díficeis, onde queremos o mundo e ao mesmo tempo DEUS! O amor ao mundo é inimizade com Deus!!! Sabe, acho que estamos no estado atual graças ao nosso afrouxamento aos cuidados com o mundo. Não consigo conceber a falta de amor quando Deus permite a dor, a falta aos seus escolhidos, Deus não erra. O justo deve viver pela fé! Crendo sempre que Deus é bom, ainda, que as circunstâncias sejam adversas. Nos faltam líderes corajosos que digam não ao mundo e às riquezas, vejo todos como farinha do mesmo saco. Por isso que urge a necessidade de acabar uma vez por todas com a doutrina do dízimo, principio elementar de toda doutrina da teologia da prosperidade.

  9. os "teologos" da prosperidade se valem de textos isolados da Palavra de Deus para defenderem os seus erros,qualquer pessoa com o minimo de noção de interpretação biblica sabe que os que são dão a ensinar desta maneira são desqualificados para tal.Se começarmos a isolar textos do sue devido contexto e da totalidade da biblia,vamos achar respaldo para o assassinato,mentira,inveja,adultério..e por ai vai.Deus abençoe a todos.

  10. Um pedaçinho de uma oração arabe que circula na net. Bem ilustrativo, mas, que não serve de base para a Teologia da Properidade….

    "Meu Deus ! Se me deres a fortuna, não me tires a felicidade; se me deres a força, não me tires a sensatez; se me for dado prosperar, não permita que eu perca a modéstia, conservando apenas o orgulho da dignidade.
    Ajuda-me a apreciar o outro lado das coisas, para não enxergar a traição dos adversários, nem acusá-los com maior severidade do que a mim mesmo."

  11. Augustus Nicodemus sempre acertando na veia.

    Deus abençoe, reverendo. Continue sendo sal da terra e luz do mundo.

    Na Paz que Cristo nos deu.

    Henrique

  12. "Se vc's têm um lugar onde se reunir e este lugar tem despesas, então que apresentem as despesas e que se divida pelos frequentadores deste lugar; sejam honestos. Não usem da Palavra para ganhar dinheiro. Quanto a ofertas está mais que claro que é para pobres e necessitados e não para uma obra de outro homem. Pregadores, vão trabalhar! Parem de passar a sacolinha, pois isto escandaliza o mundo todo! Cada um será julgado por sua obra e não pela obra de outro. Faça a sua obra. Ame e ajude ao próximo. É isto".

    Está escrito em claro e bom português! É dessa linguagem que eu entendo.

  13. Meu chara concordo contigo, dízimo me lembra a circuncisão. Para os defensores do dízimo de Abraão, ele também mandou circuncidar os homens como aliança.

  14. Pois é a raiz dessa teologia vem do dizimo esse modelo falsificado pelo protetastismo e pervertido pelos evangélicos, pois o dizímo é da lei e para os filhos de Israel e para ser recolhido por levitas. o israelita foi subistituido pelo paulista e o levita pelo baiano.

    É assim mesmo se fosse pregada a verdade e o modelo apostolico, não haveria essa bagunça.

    Mas o que está ocorrendo é para cumprir as ecrituras quando pedro fala que no fim dos tempos farão de vóz negócio.
    e que os anti-cristos precedem de vóz.

    E como diz Messias: SAI DELA POVO MEU!

    MAS VAMOS CONTINUAR DENUNCIANDO ESSES FALSOS PROFETAS QUE VEDEN DE TUDO ATÉ ASSINATURA DE TV A CABO.

  15. Acredito que estamos vivendo os fins dos tempos. O que vemos hoje nas igrejas, TV e tantos outros lugares que deturpam a Palavra de Deus com falsos ensinamentos.
    Tudo isso para que se cumpra a Palavra do Senhor quem em breve Ele virá para buscar a sua Igreja. E todos deverão prestar contas diante de Deus. Quando olho para essa nojeira toda, dessa teologias do dinheiro e coloca Deus na parede, vejo o quanto preciso olhar para Jesus e a Cruz. Tudo o que temos é pela Graça. Devemos amar a jesus e segui-lo por amor e gratidão pelo o que Ele já fez na cruz do calvário. Maranata, Ora Vem Senhor Jesus!!!

  16. A teologia da ganãncia é o seu nome verdadeiro.
    Os pregadores desta nefasta ordem mundial, só pensam em si mesmo, não vamos nos iludir, é uma blasfemea, uma vergonha entrar em lugar com título de igreja e perseber que em lugar de palavra que liberta e salva, alguém está esbravejando, quase tendo um derrame cerebral por causa do dinheiro fácil que essa corja de mercenários endemoninhados adoram sem o menor pudor moral ou espiritual.
    Tem que ser muito cretino ou burro pra não ver qie por baixo dessa cortina diabólica está o maligno, manipulando pessoas de mente leve a fim de sustentar os caprichos de homens sem afeto, sem visão, sem temor, sem dominio próprio.
    Qualquer ser humano com o mínimo de aus~encia de massa cefálica sabe que isto é um crime monstruoso contra a humanidade e contra o Espírito Santo de Deus.
    Deus jamais mudaria sua palavra, Deus ama tanto o rico como o pobre, Deus nãi diferencia pessoas por posição social em seu afeto pelo homem.
    O próprio Jesus afirmou categoricamente que é mais fácil um camelo passar num buraco de agulha do que um rico entrar no céu.
    Mas ele não disse que sreiam impossível, mas deixou claro que a mairia dos ricos não querem renunciar ao que possuem para viverem uma vida de plenitude e santidade com Deus.
    Olha o que está escrito em II Pe 02:01 a 03 – I Tm 06:01 a 12. Esta tal teologia é engodo, profanação as palavras de Deus.
    Se Deus quizer prosperar alguém, ele o fará sem se precionado por malditas e abomináveis campanhas.
    Deus não é politico, Deus é santo, estão chamando juízo para suas próprias vidas com essas campanhas sórdidads e mentirosas.
    Saiam destes templos do Diabo, sinagogas de Satanás…

  17. versinhos para os charlatões da teologia da prosperidade

    O mercenário ora e até chora com um olho na Biblia sagrada
    Outro olho, como piolho nos bens da ovelha do sacrificio
    Prega-se prosperidade com ganância e ansiedade, pela ambição desejada
    A ovelha persuadida se convence, oferta o seu pertence em gesto de beneficio
    O mercenário em prece, de boca agradece, mas em silêncio sua alma egoista da risada.

    ———–

    É a realidade da maldade pela lavagem cerebral
    Nesse jogo malogro, ovelha age como incauto menino
    Na esperança que nessa facção alcança solução para todo seu mal
    O apóstolo malévolo apropria-se de igrejas em forma de grande cassino
    Na intenção em adquirir mais uma mansão, para sua arrogância espiritual.

    ————-

    A igreja do pastor lobo onde o fiel bobo deposita seu dinheiro
    Acumula-se grande fortuna do chamado coluna, o imprudente fiel
    Argumentos que agrade, é o suposto milagre, como o laço do passarinheiro
    Fanático doa o que tem, notas de cinco até notas de cem, abelhas da igreja produzindo o mél
    Mél saboreado só pela cúpula dos doutrinadores da prosperidade, de covardes profeteiros.

  18. Quem prega a teologia da prosperidade, é laranja de Satanás.
    Não tem vergonha na cara, tem caso com milicianos e não passa de um gigolô tarado.
    Visitam as viuvas quarentonas e além de satisfaze-las sexualmente, tiram delas todo o seu dinheiro.
    Tem programas na TV, e apoiam a corrupçaão em nome de Mamom, por isso devemos oferecer-lhes o cuspi como tributo.
    O Deus deles é endemoninhado e nazista…
    Jr 17:05.

  19. A prosperidade é de Deus, por ser o dono do ouro e da prata
    A Biblia se contradiz, Lúcifer também diz, e prova ser dono de muito dinheiro:
    O ganhador da sena se prospera pelas dezenas riscadas por uma jogata
    O traficante acumula bastante libras esterlinas por ser o dono da cocaina que destrói e que mata
    O salteador se enriquece, e não se entristece por ser assassino carniceiro
    O pastor mercenário se torna milionário no uso da Biblia e por se fazer milagreiro.

    Promessa de prosperidade pode ser maldade como doença de negociata
    Não é ter rios de dinheiro, como é pregado pelos pastores profeteiros da maldade
    A paz no coração é mais valiosa Bênção, do que o ouro e a prata
    Precisamos do suficiente para uma vida descente, o exagero é vaidade
    Para que três mansões, se uma já é total comodidade?

  20. O Senhor Jesus cumpriu toda Lei e os Profetas; foi claro naquilo q Ele mesmo revogou. Ñ vi em nenhum lugar na Bíblia q Jesus tenha revogado o dízimo. O Apóstolo Paulo em ICo. 16: e IICo.9 – a lei da semeadura. Ele instrui sobre o contribuir com a obra. Sugiro que o senhor examine-se para q ñ saia querendo influenciar pessoas incautas com suas próprias conclusões. Sou cristão praticante da Palavra e ñ confundo imposição humana com o q realmente Deus estabeleceu; o dízimo e as ofertas as dou por fé e com alegria.

  21. Prezado irmão,

    É de muito bom grado que recebo essa palavra, e concordo com quase tudo que você escreveu.
    Eu não concordo com a parte que você diz:
    – Ela acerta quando diz que devemos dar o “dízimo” e ofertas, mas erra quando deixa de dizer que isto não “obriga” Deus a pagá-los de volta.
    Minha opinião (Bruno Delazari) com embasamento bíblico: Malaquias 3:10
    Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois “fazei prova de mim nisto”, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes.

    Bom… Se você me permite.
    Esta claro que em relação ao dízimo, que nós podemos (como diz o próprio SENHOR DOS EXÉRCITOS), fazer prova “nisto”.
    O problema é que quando o SENHOR diz “nisto”, as pessoas confundem.
    Ele diz “Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa…”, e quando Ele diz, e depois “fazei prova de mim nisto”, Ele se refere aos mantimentos e nem sempre ao próprio DINHEIRO.
    Não podemos dar o dízimo com o pensamento de receber o dinheiro de volta com juros e correção. Dar o dízimo significa entregar a Deus o que já era Dele. Não se pode pensar que você esta depositando em uma conta poupança ou algo desse tipo. O problema é o modo como as pessoas enxergam e interpretam as coisas.

    Como já tinha falado, eu concordo com quase tudo que foi escrito, e concordo que essa teoria da prosperidade esta confundindo a cabeça de muitas pessoas!

    Há Deus toda honra, toda glória e todo louvor!
    Fiquem na paz!

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui