Vergonha e Desabafo

18
724
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Jofre Garcia
Sinto vergonha!
Quando percebo as virtudes cristãs e as bases que solidificam a nossa fé, serem trocadas por evasivas filosóficas que condicionam a Verdade ao relativismo agonizante da medida do homem, e o Deus soberano sendo transformado em um ser apequenado, surpreso e cheios de sonhos infantis.
Sinto vergonha!
De ver a teologia ser tratada como uma abominação do conhecimento a ponto de muitos ditos “cristãos” aconselharem a fugir dela para não ter a sua “fé” esfriada; ou, sendo tratada como um mero conjunto de doutrinas do saber empírico, gerando teólogos que disputam preciosismos doutrinários em detrimento do povo cristão que anseia por unidade e paz. E assim, o púlpito foi transformado em um moderno areópago para demonstrações de oratória e homilética, em vez de lugar para a manifestação do poder de Deus pela sua Palavra por meio do Espírito.
Sinto vergonha!
Por acompanhar as disputas televisivas de muitos pastores midiáticos e seus ministérios gigantescos despejando promessas que Deus não fez. Brigando por coisas que não pertencem ao Reino, manipulando o telespectador para as vultosas doações numa verdadeira barganha celestial. Sinto vergonha por terem feito da oportunidade de comunicar o evangelho em uma corrida por audiência com direito a demonstração de quem mais expulsa demônios, de quem mais cura, de quem mais realiza feitos miraculosos, etc.
Sinto vergonha!
Quando a Bíblia é cada vez mais usada de acordo com o “achômetro” de cada um, ou como um livro mágico, enquanto fazem das experiências, que são bem pessoais, serem transformadas em doutrinas e normas, criando com isso, cadeias idolátricas em torno dos “vasos” que operam “moveres” que glorificam o homem e não mais a Deus.
Sinto vergonha!
De ver o misticismo, o bruxismo e o paganismo adentrar na Igreja Evangélica Brasileira e cada vez mais a ética, o exemplo e o viver a Palavra com dignidade se tornar um ideal utópico em vez de normalidade cristã.
Sinto vergonha!
Quando calvinista e arminianos se escalpelam em guerras que levam ao desgaste fraterno e o desamor crescente entre os irmãos.
Sinto vergonha!
Que o outrora povo protestante, não mais proteste, não mais examine, não mais discerna; que expressa uma espiritualidade fantasmagórica e caminhe por caminhos que não são os nossos; caminhos que não podemos e que não devemos ir.
Sinto vergonha!
Que este povo, que dantes recebera a alcunha de “os bíblicos” não mais leia, estude, nem perscrute como Bereanos a Palavra que lhes foi dada, e passou a confiar plenamente nos pregadores estranhos e suas “revelações esdrúxulas”, tendo-as como verdade absoluta sem ao menos um exame acurado nas Escrituras.
Sinto vergonha!
Que a Escola Bíblica Dominical, os Cultos de Doutrina e Orações sejam flagrantemente negligenciados e trocados por qualquer entretenimento fácil e alienante.
Sinto vergonha dos cultos centrados no homem e em busca de bens de consumo numa ânsia neoliberal desenfreada e sem precedentes na história eclesiástica, enquanto remissão de pecados e o retorno de Cristo quase não mais constarem nas pautas dos sermões dominicais.
Sinto vergonha de mim, por minha inércia, impotência e vontade de desistir, pelo riso ante as cenas dantescas que se tornaram tão comuns hoje em dia e que deve nos levar a o choro, jejum e oração.
Mas não te renego, nem te desprezo e não desisto de ti, simplesmente por te amar Igreja Evangélica Brasileira.
Em Cristo, que se entregou pela Igreja.
P.S: Tomei por empréstimo o mote da grande poetisa Cleide Canton e sua indignação pelo cenário de corrupção nacional: “Sinto Vergonha de Mim”.
***
Jofre Garcia é colaborador do Púlpito Cristão e editor do Auxílio do Alto.

Assine o Blesss
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

18 COMENTÁRIOS

  1. É,irmão,dá pra sentir mesmo,mas o que podemos fazer é não achar que só os "pastores" autorizados podem promover o evangelho.Temos tantas prerrogativas para o ministério,no entanto,estes laureados não são eficazes na profilaxia contra estes erros.Quer dizer,não basta confiar em seminários,"ortodoxos",centenários,tradicionais,herméticos e exclusivos para gerar vida e conhecimento cristãos.Não se vê ou ouve qualquer movimento mobilizar as massas cristãs para agir contra isso.A marcha pra jesus não compromete ninguém,é mais uma festa para cristãos(?) nominais se promoverem ante outros.Não sou a favor de ordenar pastores sem critérios,mas há muito,as igrejas deixaram de confiar na palavra para confiar na aparência,nível social,econômico,grau de instrução(pode ser sanado!).É o que se vê como parâmetro,as pessoas querem Saul,e não Davi.E os Samuéis de hoje não têm a comunhão do original para lhes socorrer.Sinto vergonha sim!!

  2. Sinceramente, venho sentindo muita dificuldade em indicar uma igreja para alguém que falo de Cristo. Amo meu irmãos em Cristo, mas já não tenho mais prazer de participar da maioria dos cultos. Quando o culto não é realizado segundo a a Bíblia e o Espírito, ele se torna muito cansativo – um verdadeiro xarope.

  3. Concordo em grand eparte. Mas sinto que devo corrigir alguma coisa. O autor disse:

    "Sinto vergonha!

    Quando calvinista e arminianos se escalpelam em guerras que levam ao desgaste fraterno e o desamor crescente entre os irmãos."

    Bom, na verdade os arminianos desde sempre, evitam perder muito tempo em disputas com os calvinistas, mas tratam e de pregar ao não-cristãos e ensinar os cristãos. Nunca vi um arminiano que rejeitasse os calvinistas ou dissesse que eles não são salvos. Infelizmente o contrário é verdadeiro. Não digo que sejam maioria, mas há alguns calvinistas que, no zelo de defender sua interpretação (e tem o direito de defende-la com zelo) chegam ao ponto de desprezar, ofender, difamar. O zelo daquele que tem uma idéia fíxa pode facilmente degenerar em falta de amor…

    Enquanto alguns (eu disse ALGUNS) calvinistas vão difamando sistematicamente os arminianos, nós arminianos, crendo na graça que se manisfesta na diversidade, vamos aprendendo não só com os nossos ministros arminianos, mas também com amados mestres calvinistas, desde o próprio Calvino (abomino quem usa a expressão "porco chauvinista"), Spurgeon, Pipes, Washer, e tantos outros. Pois creio que é sábio aprender também dos mestres de quem discordamos (afinal, em alguma coisa, cada ser humano pensante discorda de praticamente todos os outros).

  4. Também sinto vergonha, o que direi se o texto já falou por mim, tenho receio dos caminhos tomados pelos que se dizem evangélicos, disputadores de audiência a custo de milhares ou milhões de Reais, me parece que o culto se transformou em culto ao dinheiro, casa cheia de membros que querem nada mais e nada menos que a prosperidade material, esqueceram- se da salvação, da conversão, da fé em nosso Salvador. Parece que tudo em seus cultos tem preco, mas qual o preco da salvação que já foi pago com sangue ? O louvor se transformou em show o altar em palco, até onde isso vai?

  5. texto verdadeiro e excelente.
    avelone coberto de razões.
    e nós todos envergonhados por aqueles, que vão para a midia nos expor.dizendo se pastores.

  6. Sentir vergonha é bom mas e a atitude?

    Esta totalmente claro que a confusão esta geral. E qual é a atitude a se tomar? Ficaremos olhando mais do mesmo?

    Sobre a confusão que na palavra de Deus está representada pela Babilonia, o Senhor diz:

    E ouvi outra voz do céu, que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas.
    Apocalipse 18:4

    E um forte anjo levantou uma pedra como uma grande mó, e lançou-a no mar, dizendo: Com igual ímpeto será lançada babilônia, aquela grande cidade, e não será jamais achada.

    E em ti não se ouvirá mais a voz de harpistas, e de músicos, e de flautistas, e de trombeteiros, e nenhum artífice de arte alguma se achará mais em ti; e ruído de mó em ti não se ouvirá mais;

    E luz de candeia não mais luzirá em ti, e voz de esposo e de esposa não mais em ti se ouvirá; porque os teus mercadores eram os grandes da terra; porque todas as nações foram enganadas pelas tuas feitiçarias.
    Apocalipse 18:21-23

  7. QUE PENA EU NÃO TE CONHECER CARA, POIS DESANIMADO COM A ENXURRADA DE FUNDAMENTALISMO QUE JORRA NA NET´, TENHO O IMENSO PRAZER DE LER, AINDA QUE BEM DE VEZ EM QUANDO COMENTÁRIOS COMO O SEU QUE ADMIRO NÃO POR SER ARMINIANO OU CALVINISTA,TRADICIONAL, PENTECOSTAL OU NEO PENTECOSTAL, MAS POR COLOCAR SUAS IDÉIAS COM RESPEITO AO PRÓXIMO, EQUILÍBRIO, CLAREZA E ACIMA DE TUDO AMOR.QUERO ANDAR E APRENDER COM GENTE ASSIM.QUE A PAZ DE NOSSO AMADO SENHOR REINE EM SEU CORAÇÃO QUERIDO.ABRAÇO!!

  8. Pastor,
    Seu desabafo é justo e faz eco no coração de muitos cristãos que, como eu, já decepcionaram-se com vários líderes e não os televisivos, mas os locais. Mas há um fato que precisamos considerar: a igreja está mudando. Isso não é uma prerrogativa moderna e nem esforço deste "Corpo de Cristo" decadente do qual fazemos parte. A igreja vem mudando ao longo dos séculos, desde que Jesus subiu ao céus. O motivo das mudanças é tão simples que chega a ser ridículo, ela muda porque a sociedade muda. Até onde sei, as igrejas são compostas pelos seres humanos desprezíveis, como eu (ou você) que integram essa sociedade maluca e cheia de controvérsias. Sabe qual a novidade que o Sr. revela em seu texto? Nenhuma. Conhecemos a igreja desde que ela foi fundada, a base dela é a mesma: seres humanos imbecis extremamente necessitados da graça de Deus. Sabe qual novidade o Sr. poderia trazer para desiludidos como eu? COMO É QUE PODEMOS APROVEITAR TODAS INFORMAÇÕES ACUMULADAS A CERCA DA HISTÓRIA DA IGREJA CRISTÃ SOBRE O QUE NÃO DÁ CERTO, PARA FAZER COM QUE ESSA INSTITUIÇÃO DE FATO CUMPRA O SEU PAPEL NOS NOSSOS DIAS?

  9. concordo com o texto e os comentarios estamos entrando em parafuso rosca sem fim que vergonha de nossos irmãos teologos que estão impedindo o crescimento do evangelho.em prol de uma doutrina secularista de poder classista e cultural quando vivemos em um pais semianalfabeto.pois tive dificuldade até para entender os comentarios.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui