2 pesos, 2 medidas – pode? #MEXPLICAISSO!!

10
516
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

***

Assine o Blesss

Marcelo Bittencourt é editor do blog Eu sou mais crente que você e reconhece que não há emprego para músicos em Marte.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

10 COMENTÁRIOS

  1. Bom…

    Seguindo a lógica da charge, não há problema em aprovar a mulher que se prostitui para sustentar sua família.

    Cuidado! Tudo é lícito, mas nem tudo convém. Deus é Deus suficiente para dar aos Seus filhos trabalhos dignos de um cristão verdadeiro, onde a tentação é uma eventualidade, não uma constante.

  2. Amiga do rei, tá falando sério?

    Tá mesmo comparando tocar música em restaurante com vender o corpo???

    Eu heim!!! Quase inacreditável que alguém possa realmente fazer essa relacao.

  3. faço das minhas palavras as palavras do Marcelo:

    "A questão é a seguinte: algumas igrejas exigem os melhores músicos, mas não permitem que eles trabalhem profissionalmente fora do meio evangélico. Então, se não podem trabalhar profissionalmente em outro lugar que não seja evangélico, a igreja teria de assalariar o músico. O fato é que as igrejas, muitas vezes não tem condições de assalariar o músico, o profissional e aceita o trabalho voluntário que é justo e bom. Porém, se ela não permitir que o músico trabalhe fora do meio evangélico, que é um meio por demais restrito ao profissional, como esse se sustentaria? Também acredito que não seja simplesmente um dom, é um talento que é desenvolvido com muito treino e estudo como qualquer outra habilidade humana. Também acredito que um músico que toca fora do meio evangélico merece cuidados especiais como um acompanhamento de discipulado e prestação de contas – mas isso… na verdade, todo cristão precisa fazer, dentro ou fora do meio musical e/ou cristão… pois a tentação vem por vários caminhos…"

    Outra questão é, se prostituir não é uma forma lícita de trabalho, sua lógica foi muito, mas muito infeliz.

  4. Sinceramente, sou músico e tenho muita dificuldade de entender está relação de profissionalismo com ministério.

    Já li outras discussões sobre o tema e vi que a vários pontos de vista diferentes.

    Conheci um amigo que cantava na igreja e resolveu tirar uma grana extra fazendo sertanejo. No começo o discurso era: " Sou vou tocar músicas românticas, e não irei cantar nos dias de culto".
    O fato é que depois de um tempo o cara tava cantando "ai seu te pego, beber cair e levantar, vou pro cabaré… entre outras".

    Sendo assim entendo que: ou a gente ajuda as pessoas a chegarem até Deus ou a gente leva as pessoas para o inferno. Certas músicas vão contra os princípios cristão.

    Sempre aconselhos aos músicos prestarem atenção "onde","o que" e "quando" irão tocar.

    Sou músico a 12 anos. Abraços

  5. A questão é que assim como em outras profissões e funções polêmicas existem músicos e músicos.Porquê um cristão pode ser militar e se preciso for matar alguém e fazer musica,que é uma arte ,não pode?Existem varias funções para músicos que necessariamente não estão ligadas a mundanismo e esbórnia.Pode-se ser musico arranjador em estúdios de produção de jingles,vinhetas,musica instrumental para jogos e filmes,professor de instrumentos e teoria e mesmo que os santarrões não tolerem ou admitam não são todos cantores populares que fazem de sua musica um panfleto do inferno.Há shows de determinados gêneros musicais frequentados por pessoas extremamente civilizadas preocupadas exclusivamente com a arte musical onde não impera a bebida e outras inconveniências. Ironicamente já fui a shows gospel onde recebi latas de refrigerante na cabeça e tive de tolerar uma multidão enlouquecida que parecia macacos pulando.Nada lembrava um culto. E já fui a determinados shows de musica popular onde saí de alma lavada ao ouvir muita poesia em forma de musica e o prazer de ver músicos excelentes executando arte de maneira honrosa sem precisar daquele exibicionismo travestido de louvor de certos "artistas" gospel.

  6. Vamos por partes.
    Eu acho que música merece uma atenção especial.
    A música é diferente de todas as artes. É diferente do teatro, é diferente do cinema, da pintura, da literatura.
    Todas as artes que sitei foram criadas pelo homem, e podem ser usadas para o bem ou para o mal.
    Mas porque a música é diferente, porque a música foi criada por Deus, para o seu louvor. A música foi criada para a adoração.

    Não posso imaginar um músico cobrando para adorar a Deus, assim como não imagino um pastor, ou missionário, ou evangelista combrando para pregar o evangelho.

    Se um músico não consegue sobreviver dando aulas, então procure outra profissão. Se um policial se converte, e está trabalhando nas ruas e corre o risco que matar alguém, mude de profissão.
    Se um dono de motel se converte, mude de ramo.
    É fácil? Não. Mas quem disse que ser cristão é fácil?

    Não posso imaginar um cristão tocando na noite toda a sorte de músicas mundanas, num ambiente onde há bebida, onde há relacionamentos ilícitos, drogas, etc. E no domingo a noite adorando a Deus no altar. Não dá! Muito infeliz essa charge.
    Está na hora de diferenciarmos o santo do profano. Infelizmente hoje já não vemos mais o quanto

  7. "Se um policial se converte, e está trabalhando nas ruas e corre o risco que matar alguém, mude de profissão" –
    Minha cara, por favor guarde sua petulância e sindrome de anjo com voce, e poupe os evangèlicos de passar vergonha com comentários tao ridiculos, ignorantes e presunçosos como este.

  8. Bom, a palavra nos ensina Deus acima de Tudo, acima da grana, acima dos problemas, cara sou músico há mais de 10 anos e nunca me faltou nada, nunca precisei fugir dos princípios lícitos da palavra….agora tomem cuidado quando falam que as pessoas são ignorantes, pois os judeus são ignorantes até hoje rejeitando a verdade, se a verdade for difícil para você não minta para si mesmo ficando sobre o muro, se decida pois o pastor Deus levanta, missionário também, Adorador Deus procura, será que ele tem encontrado mesmo praticando o que o mundo pratica?

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui