Sexo cristão, por C. S. Lewis (2)

8
492
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por C. S. Lewis

Para sermos curados, temos de querer ser curados. Todo aquele que pede socorro será atendido; porém, para o homem moderno, até mesmo esse desejo sincero é difícil de ter. E fácil pensar que queremos algo quando na verdade não o queremos. Um cristão famoso, de tempos antigos, disse que, quando era jovem, implorava constantemente pela castidade; anos depois, se deu conta de que, quando seus lábios pronunciavam “ó Senhor, fazei-me casto”, seu cotação acrescentava secretamente as palavras: “Mas, por favor, que não seja agora.” Isso também pode acontecer nas preces em que pedimos outras virtudes; mas há três motivos que tornam especialmente difícil desejar — quanto mais alcançar – a perfeita castidade.

Assine o Blesss

Em primeiro lugar, nossa natureza pervertida, os demônios que nos tentam e a propaganda a favor da luxúria associam-se para nos fazer sentir que os desejos aos quais resistimos são tão “naturais”, “saudáveis” e razoáveis que essa resistência é quase uma perversidade e uma anomalia. Cartaz após cartaz, filme após filme, romance após romance associam a idéia da libertinagem sexual com as idéias de saúde, normalidade, juventude, franqueza e bom humor. Essa associação é uma mentira. Como toda mentira poderosa, é baseada numa verdade – a verdade reconhecida acima de que o sexo (à parte os excessos e as obsessões que cresceram ao seu redor) é em si “normal”, “saudável” etc. A mentira consiste em sugerir que qualquer ato sexual que você se sinta tentado a desempenhar a qualquer momento seja também saudável e normal. Isso é estapafúrdio sob qualquer ponto de vista concebível, mesmo sem levar em conta o cristianismo. A submissão a todos os nossos desejos obviamente leva à impotência, à doença, à inveja, à mentira, à dissimulação, a tudo, enfim, que é contrário à saúde, ao bom humor e à franqueza. Para qualquer tipo de felicidade, mesmo neste mundo, é necessário comedimento. Logo, a afirmação de que qualquer desejo é saudável e razoável só porque é forte não significa coisa alguma. Todo homem são e civilizado deve ter um conjunto de princípios pelos quais rejeita alguns desejos e admite outros. Um homem se baseia em princípios cristãos, outro se baseia em princípios de higiene, e outro, ainda, em princípios sociológicos. O verdadeiro conflito não é o do cristianismo contra a “natureza”, mas dos princípios cristãos contra outros princípios de controle da “natureza”. A “natureza” (no sentido de um desejo natural) terá de ser controlada de um jeito ou de outro, a não ser que queiramos arruinar nossa vida. E bem verdade que os princípios cristãos são mais rígidos que os outros; no entanto, acreditamos que, para obedecer-lhes, você poderá contar com uma ajuda que não terá para obedecer aos outros.

Em segundo lugar, muitas pessoas se sentem desencorajadas de tentar seriamente seguir a castidade cristã porque a consideram impossível (mesmo antes de tentar). (…) Podemos ter certeza de que a castidade perfeita — como a caridade perfeita — não será alcançada pelo mero esforço humano. Você tem de pedir a ajuda de Deus. Mesmo depois de pedir, poderá ter a impressão de que a ajuda não vem, ou vem em dose menor que a necessária. Não se preocupe. Depois de cada fracasso, levante-se e tente de novo. Muitas vezes, a primeira ajuda de Deus não é a própria virtude, mas a força para tentar de novo. Por mais importante que seja a castidade (ou a coragem, a veracidade ou qualquer outra virtude), esse processo de treinamento dos hábitos da alma é ainda mais valioso. Ele cura nossas ilusões a respeito de nós mesmos e nos ensina a confiar em Deus. Aprendemos, por um lado, que não podemos confiar em nós mesmos nem em nossos melhores momentos; e, por outro, que não devemos nos desesperar nem mesmo nos piores, pois nossos fracassos são perdoados. A única atitude fatal é se dar por satisfeito com qualquer coisa que não a perfeição.

Em terceiro lugar, as pessoas muitas vezes não entendem o que a psicologia quer dizer com “repressão”. Ela nos ensinou que o sexo “reprimido” é perigoso. Nesse caso, porém, “reprimido” é um termo técnico: não significa “suprimido” no sentido de “negado” ou “proibido”. Um desejo ou pensamento reprimido é o que foi jogado para o fundo do subconsciente (em geral na infância) e só pode surgir na mente de forma disfarçada ou irreconhecível. Ao paciente, a sexualidade reprimida não parece nem mesmo ter relação com a sexualidade. Quando um adolescente ou um adulto se empenha em resistir a um desejo consciente, não está lidando com a repressão nem corre o risco de a estar criando. Pelo contrário, os que tentam seriamente ser castos têm mais consciência de sua sexualidade e logo passam a conhecê-la melhor que qualquer outra pessoa. Acabam conhecendo seus desejos como Wellington conhecia Napoleão ou Sherlock Holmes conhecia Moriarty; como um apanhador de ratos conhece ratos ou como um encanador conhece um cano com vazamento. A virtude – mesmo o esforço para alcançá-la — traz a luz; a libertinagem traz apenas brumas.

Para encerrar, apesar de eu ter falado bastante a respeito de sexo, quero deixar tão claro quanto possível que o centro da moralidade cristã não está aí. Se alguém pensa que os cristãos consideram a falta de castidade o vício supremo, essa pessoa está redondamente enganada. Os pecados da carne são maus, mas, dos pecados, são os menos graves. Todos os prazeres mais terríveis são de natureza puramente espiritual: o prazer de provar que o próximo está errado, de tiranizar, de tratar os outros com desdém e superioridade, de estragar o prazer, de difamar. São os prazeres do poder e do ódio. Isso porque existem duas coisas dentro de mim que competem com o ser humano em que devo tentar me tornar. São elas o ser animal e o ser diabólico. O diabólico é o pior dos dois. E por isso que um moralista frio e pretensamente virtuoso que vai regularmente à igreja pode estar bem mais perto do inferno que uma prostituta. É claro, porém, que é melhor não ser nenhum dos dois.

Extraído do livro Cristianismo Puro e Simples (Editora Martins Fontes)

***
Do blog Conversa Pornô. Divulgação: Pulpito Cristão

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

8 COMENTÁRIOS

  1. Vamos resumir o bla bla bla desse livro?
    Se o sexo está te causando problemas há algo errado, seja em que situação for e mesmo que voce não esteja percebendo, e não é no sexo próprimente dito que está o x da questão.
    Sexo, alcool, poder e dinheiro são a priori um problema para o ser humano. Se não houver compreensão, analise e conciencia da nossa interelação com essas coisas, não vamos achar uma saida, não vamos criar mecanismos de defesa em relação a elas.
    Tampar a boca do vulcão de nossas pulções é solução de curto prazo.
    Primeira providencia, evite as coisas, lugares ou situações que geram o problema
    Procure entender com clareza como voce se relaciona com questões externas e internas dessa ordem.
    Tenha a pleno entendimento que o mundo é enganador, que tudo que parece desejavel tem um preço, não seja burro de pensar que voce vai tirar um casquinha de graça.
    Substitua seus desejos sexuais por coisas produtivas, tem pessoas que conseguem isso com certa facilidade.
    Não tenha raiva da sua sexualidade, entenda apenas que ela pode trabalhar a seu favor ou contra voce.
    Analise sem sentimentos tolos, qual sua visão em relação as mulheres. As mulheres não são muito diferentes de nós homens, pelo contrário, em alguns pontos são bem mas definidas e ressolvidas. Se voce cair diante de um mulher de más intenções a culpa é sua que foi um bobão de não saber analisar e compreender o básico do relacionamento humano.
    Aprenda e viva o ensino de Jesus, esforça-te se afaste do mal
    Se voce não gastar seu tempo, compreendendo o mundo a sua volta, tudo de alguma forma se será um problema.

  2. Vamos observar com interesse e inteligencia o que disse aquele a qual devemos sempre servir.
    Ouvistes o que foi dito aos antigos; Não cometerás adultério.
    Eu porém, vos digo que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar já em seu coração cometeu adultério com ela.

    Atentar numa mulher para a cobiçar, em bom português, significa: olhar insistententemente seus dotes fisicos, e em sentimento de ato continuo de bobiça, planejar a melhor forma e meio de consegui-la.
    Observe que Jesus da enfase a intenção, ao processo mental e seu resultado, equiparando-o ao ato fisico consumado, penso até que acontecida completamente a primeira parte, se a segunda se consumar já não vai fazer diferença.
    Essse versiculo se emprega as mulheres compromentida e as não comprometidas cujo interesse produzido é apenas cobiçoso e tão somente.
    No prático da vida, no dia a dia, eu pessoalmente não vejo como poderiamos evitar de ter a atenção chamada para uma mulher com aparencia digamos "interessante" bem diante de nós, claro que não estou falando daquela conduta compulsiva de virar o pescoço na rua o tempo todo, não é isso.
    Mas o ponto de entendimento é o que vamos fazer com a conclusão do que os olhos viram, pois até certo ponto nossa mente é involuntária, mas ao tormarmos ciencia do pensamento, a compreensão previa do processo possivel ou previsivel que vem depois, já passa a não ser mais involuntario e sim do nosso interesse. E nosso porto seguro é a plena compreensão do ensinamento de Jesus, é a sua aceitação.
    Não pensem que eu estou aqui na retorica, eu vivo o que recomendo. Por consequencia de oficio, me vejo com certa frequencia em ambientes de mulheres lindas, bem vestidas, cheirosas e todo o resto que a gente ja sabe, mas o que me faz não dar vazão ao ato continuo possivel ou previsivel, é a comprensão do ensinamento biblico, e o entendimento simples que qualquer coisa dali pra frente não convém mesmo!!!

  3. Para a igreja ser fiel é dizimar, honrar é puxar saco de pastor e pecar é transar antes do casamento. Sexo fora do casamento é, sem dúvida, o menor problema das igrejas, pois ele é um pecado oculto e só se escandaliza quando a "pecadora" engravida. É tratada pior que uma prostituta. Ai vem todo aquele blá blá blá de consequência do pecado (que no caso é a pobre coitada da criança que está pra chegar). A educação sexual da igreja se limita a dizer o que é certo e errado, mas aonde ficam os métodos contraceptivos? A maioria dos oradores que pregam o sexo depois do casamento o fizeram antes e se converteram depois. Aliás, muitos moralistas de igreja não nasceram em lar evangélico, ou seja, "curtiram a vida" pra depois dar sermões. Não vejo mal algum no sexo seguro, saudável e com a pessoa que ama. Depois do casamento? O que é casamento? Ir em um cartório e documentar seu "amor" ou pagar um dote, como feito antigamente, à família da noiva ou do noivo? Muitos tem explanações poéticas sobre o que é casamento, mas a pressão da igreja em casar seus membros faz com que os mesmos, muitas vezes, se tornem infelizes, mal amados e arrependidos. Casar? Conhece a pessoa? Há uns cinco anos? Você já passou dos 30? Então casa amigão, mas não faça isso por obrigação ou por peso na consciência. Já vi algumas dezenas de casais virem ouvir conselhos com meus pais com mil argumentos para a separação e o mais comum é o próprio sexo.

  4. Eu nunca vi pastor pregar Cantares de Salomão, nem falam no assunto, da biblia tiram em sua maioria filosofia e auto ajuda, mas em Cantares está o exemplo claro dos valores acima do pecado.

  5. Uma menina linda do campo, chama a atenção do um senhor poderoso que a deseja. Ela não cede aos oferecimentos materiais que poderia adivir de sua aceitação as propostas feitas, pelo contrário, se mantém fiel a seu principios e amor por um campones.
    O Rei por sua vez, poderia ter usado de autoridade masculina sobre ela, de seu poder, mas acaba por entender que deveria abrir mão de uma atitude egoista e prepotente que só resultaria em amargura para ela.
    Não é um livro espiritual, é literal.
    Eclesiastes, muito bom. Mostra que Salomão depois de experimentar as "delicias" todas do mundão chega a conclusão que não vale a pena, que é melhor guardar os mandamentos de Deus.
    Pastor não prega essa partes, no geral se for pentecostal adora falar das guerras, dos desafios com pagãos, a pedrada com estilingue que davi acertou na testa do grandão, se for batista, a mulher do fluxo de sangue é o predileto, enfim, pregaçoes consativa…

    Cantares era lido todos os anos na Páscoa, assim como Rute no Pentecostes, Lamentações de Jeremias no dia 9 do Mês de Abe (agosto), Eclesiastes na Festa dos Tabernáculos e Ester na Festa do Purim.
    Fonte: Biblia de Estudo Dake.

  6. gostei muito desta parte " Todos os prazeres mais terríveis são de natureza puramente espiritual: o prazer de provar que o próximo está errado, de tiranizar, de tratar os outros com desdém e superioridade, de estragar o prazer, de difamar."

  7. Que nojento, como sempre o cristianismo tem uma função:destruir o sexo, inclusive no casamento.É um cancer sem cura esta religião.Se eu casar um dia, Deus me livre da influencia dessa religião tentando destruir a sexualdiade do meu casamento.

  8. Sexo nunca vai deixar de ser uma satisfação para a maioria, seja do modo que for, desde que cause prazer, ele só tem uma restrição, encomoda aqueles que não sabem como fazer bem.
    Se alguém não quer fazer sexo, que não faça, mas quem gosta e não está prejudicando a si mesmo ou a outros que o faça.
    É melhor fazer sexo, do que pagar por profecias carnais e sustentar apóstolos tarados que servem a Mamom.
    Sexo tem mais valor di que esses progrmas televisíveis onde tem um psicopata, perdão, psicólogo da teologia de Geazi, vendendo até a cuéca de Deus…

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui