O pior tipo de desviado

48
239
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Por Renato Vargens

Certa vez ouvi do Dr. Shedd a afirmação de que em nosso país existem aproximadamente trinta milhões de pessoas que um dia frequentaram nossas igrejas, e que por motivos diversos já não o fazem mais. De fato, é extremamente comum observarmos por todos os lugares deste país, ex-cristãos que distantes da comunhão com Deus, do relacionamento da igreja, e do convívio dos irmãos, mergulharam novamente no pecado.

Bom, antes de qualquer coisa, vale a pena ressaltar que ao escrever este texto não o faço com o desejo de discutir se os crentes em Jesus podem ou não cair da graça, isso fica para uma outra oportunidade. Na verdade, a minha proposta é tratar de forma específica daqueles que pelos motivos mais diversos abandonaram a fé.

Caro leitor, dentre aqueles que outrora frequentaram os nossos templos, encontramos individuos que voltaram a se drogar, a se prostituir, além é claro de cometer do tipo de pecado. No entanto, na minha perspectiva este não é pior tipo de desviado, mesmo porque, tais individuos, reconhecem que estão longe de Deus, chorando em virtude de suas transgressões, sentindo saudades dos momentos que estavam em comunhão com Pai.
Isto posto, ouso afirmar que o pior tipo de desviado não é pecador “descarado”, mais sim aquele que vestido pela roupagem da religiosidade comporta-se como fariseu, criticando tudo e todos, botando em xeque a igreja, tornando-se assim um desigrejado.
Ora, como já escrevi anteriormente bem sei que alguns verdadeiramente se afastaram porque não eram dos nossos, (I Jo 2:19) outros, porque se decepcionaram ou se feriram na igreja, entretanto, ouso afirmar que existe uma outra parcela dos denominados “desigrejados” que se afastaram por não desejarem se submeter a qualquer tipo de governo. Para estes a livre interpretação da Bíblia, prevalece sobre o livre exame, a espontaneidade sobre a organização, as reuniões caseiras sobre as reuniões no templo.

Tais individuos repudiam qualquer tipo de liderança eclesiástica, abominam rótulos e titulos, fazendo o que bem entendem da vida interpretando a graça de Deus de acordo com suas conveniências e interesses demonstrando que estão desviados da fé.
Lamentavelmente é nessa perspectiva, que tem surgido neste país, os caminhos da graça barata, da liberdade sem responsabilidade e de tantos outros mais, cuja mensagem principal é de uma evangelho light onde objetivo final é a satisfação do freguês.
Para piorar a situação boa parte dos “desigrejados”, não desejam nenhum tipo de compromisso cristão. Em geral, essa atitude é gerada por pessoas que cometeram seus deslizes e depois se recusaram a submeter-se ao devido tratamento, pregando um novo “evangelho” onde a graça de Deus foi transformada em álibe para uma vida desprovida de compromisso e santidade.

Caro leitor, entendo perfeitamente que muitos dos cristãos se feriram em virtude dos mandos e desmandos dos coronéis da fé, que com extrema arbitrariedade impuseram sobre o povo de Deus doutrinas absolutamente anti-bíblicas. Entretanto, isso em hipótese alguma justifica o crente em abandonar a “communion Sanctos”.

Assine o Blesss

Prezado amigo, a Igreja foi criada por Cristo. Ela é composta de gente falha, pecadora e cheia de limitações, todavia, continua sendo de Cristo.

Diante do exposto, afirmo sem titubeios que continuo crendo na Igreja do Deus vivo como a única coluna e baluarte da verdade.

Faço minhas as palavras do Credo Apostólico: “Eu creio na igreja, pura, santa e verdadeira”.

Soli Deo Gloria

Renato Vargens

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

48 COMENTÁRIOS

  1. Que nesta data simbólica de "Páscoa", que o verdadeiro sentido da "Vida " de Jesus possa tocar ao coração dos desviados que permanecem dentro das igrejas que possam fazer a passagem abandonando as trevas e passando a Viver na luz de Jesus.
    Que sua boca fique fechada, que suas línguas travem sempre que forem proferir palavras torpes com intuíto de espalhar as ovelhas.
    Que Deus tenha misericóridia de Todos, e que se não for pedir muito Ele já venha tratar com os que se dizem líderes e modificam suas palavras
    trazendo para o povo um evangelho "que chove milagre todos os dias" um evangelho mentiroso onde diz que Cristão não tem lutas, que usam mais o púlpito para enaltecer as trevas que mostrar a beleza da Luz.

    Que o Senhor nos faça refletir sobre as nossas ações usando o seu nome.
    Abraços,

  2. Muito legal Pr. Renato, Deus continue te abençoando grandemente.

    Igrejas que satisfazem o freguês são as mais procuradas, e muitas Igrejas estão se especializando nisso, com disse Spurgeon, em entreter bodes deixando de apascentar as ovelhas.

    Anderson Demoliner

    Sola Gratia

  3. Bom, sei lá, mas acredito eu que existem pessoas desde tipo, seja dentro das igrejas, ou fora delas, pessoas que não desejam compromisso com a palavra ou santidade, etc, estão dentro ou fora dos templos…
    Fiquem na Paz do Senhor!

  4. Léo, graça e paz!

    Eu,melhor do que ninguém, sei de seu posicionamento acerca do tema levantado pelo Renato. E sei também de seu apreço por ele, mas esse tema de deu no saco.

    Até quando este cidadão vai continuar com essa demagogia toda? E até quando você vai permniti que textos sofríveis como este andem sejam visto neste blog?

    Você tem tantos textos lindos, de profundidade e que nos edificam, e fica postanto esses textos que se fundamentam apenas na crença de que o Caminho é Jesus, mas as instituições religiosas são os caminhos do Caminho.Que pregam a Graça, mas creêm como se ainda estivessem no tempo da Lei. Que pregam a liberdade em Cristo, mas não nos deixam livres para sermos nós Nele, e nem Ele em nós. Que vivem alimentando os neófitos com culpas, medos, traumas, neuroses e toda sorte de doença psicológica, emocional e espiritual. Que tem na moral e auto-imagem seu deus. Que em Mamom seu patrono. Que tem no legalismo seu código de conduta e nos fariseus seus pais.

    Até quando mano vamos ter que suportar esse tipo de gente escrevendo neste blog que já ajudou tantas e tantas pessoas, inclusive eu? E olha que eu te acompanho desde quase o surgimento do Púlpito.

    Sinceramente mano, você deveria escolher melhor quem escreve para o Púlpito, porque textos deste senhor é raso, e que só se baseia em um único fundamento: A Instituição religiosa, bem como seus mestres e doutores são os únicos caminhos para se chegarem a Jesus.

    Intermediadores humanos e institucionais para com Jesus, ainda não consegui achar no Evangelho.

    Paz para você Léo e espero que este senhor encontre a paz Nele.

  5. Amado, concordo com a visão do irmão e einclusive estava desigrejado e voltei para uma igreja que não me agrada 00% devido á mesma visão que o Pastor…
    Mas como ficam os pastores coronés, que mandam e desmandam em suas igrejas e tem a garantia que seu "reinado" jamais terá fim e que um novo Junior aparecerá para fazer seu nome permanecer eternamente sobre o maravilhoso ministério que só engrandece á si mas que não ensina o povo á adorar, a evangelizar, á viver em santidade e como poderão ser crentes melhores se não aprenderam á ser assim nem tiveram exemplos??? E como aprenderá esse povo, se mesmo estando na igreja são como ovelhas desgarradas que o pastor não cuida???

    Em Cristo

  6. Jorge SP

    Querendo os calvinistas ou não, o cristão cai sim da graça e, em muitos casos, morrem sem retornar à Cristo…

    Bem, mas para calvino e sua "TEOLOGIA TABAJARA" : SEUS PROBLEMAS ACABARAM!!! Os predestinados já estão salvos para sempre, e aqueles que não são já estão condenados.

    É interessante lembrar(isto para aqueles que evangelizam nos grandes centros)que encontramos pelas calçadas mendigando, muitos que já foram até obreiros, e falo isto com muita tristeza no meu coração, pois sou um que faz este trabalho com alguns poucos irmãos no centro de São Paulo.

    Mas os pregadores de pulpitos domingueiros –
    está cheio nas igrejas…

    Pr. Renato continue a proclamar a verdade do evangelho e nunca jogue a toalha!!!

    Quero terminar declarando o meu respeito e admiração ao senhor e à todos do Pulpito Cristão, e sempre que posso, acesso este site que tem sido uma benção para a vida daqueles que não são marionetes.

  7. Você enlouqueceu?! Como você disse tantas bobagens vou ter que ir por partes..
    “..ouso afirmar que o pior tipo de desviado não é pecador "descarado", mais sim aquele que vestido pela roupagem da religiosidade comporta-se como fariseu, criticando tudo e todos, botando em xeque a igreja, tornando-se assim um desigrejado..” Não entendo como um Pastor não medita e estuda a bíblia, isso que você disse foi totalmente sem hermenêutica e hegexese, como você teve a ousadia de dizer que a instituição igreja é a igreja que o Senhor criou?? A instituição igreja tenta e quase nunca consegue ser a igreja do Senhor. Eu sou a igreja meu querido neófito, esses desviados também podem se crerem em Cristo ser a igreja,eles são infinitamente mais importantes do que a instituição.
    “..outros, porque se decepcionaram ou se feriram na igreja, entretanto, ouso afirmar que existe uma outra parcela dos denominados "desigrejados" que se afastaram por não desejarem se submeter a qualquer tipo de governo. Para estes a livre interpretação da Bíblia, prevalece sobre o livre exame, a espontaneidade sobre a organização, as reuniões caseiras sobre as reuniões no templo.” Acredito que você nunca leu o livro de Atos,então vou te esclarecer como a igreja primitiva se comportava,os apóstolos não tinham que se submeter a nenhum governo,estranho não?! Isso mesmo,não tinha um que mandava,mesmo Pedro que foi o fundador da igreja não mandava nos outros, tanto que foi ate repreendido por Paulo quando estava errado,outra coisa eles não faziam cultos em templos e sim em casas, e sim era tudo espontaneamente,através do mover do Espírito Santo,não havia lugar para religiosidade e tradicionalismo.
    “..Tais individuos repudiam qualquer tipo de liderança eclesiástica, abominam rótulos e titulos..”Pelo que vi você ama rótulos e titulos, interessante que Jesus sendo o que é, era chamado puro e simplesmente de Jesus. “..fazendo o que bem entendem da vida interpretando a graça de Deus de acordo com suas conveniências e interesses demonstrando que estão desviados da fé.” Pelas noticias escandalosas que todo dia lemos até mesmo neste blog quem está fazendo isso é o alto clero da instituição igreja,(pastores ,apóstolos, cantores e os mercenários da fé)

    ”..Lamentavelmente é nessa perspectiva, que tem surgido neste país, os caminhos da graça barata, da liberdade sem responsabilidade e de tantos outros mais, cuja mensagem principal é de uma evangelho light onde objetivo final é a satisfação do freguês.”
    Os maiores culpados desse geração light são os próprios pastores que só buscam seus próprios interesses.
    Medite em Ozeias 4-5 e Timóteo 1-4
    Eu sendo um missionário a mais de 10 anos no campo, me entristeço com um artigo como esse!!.
    Louvado seja o Senhor pela verdadeira igreja de Cristo aqui na terra. A igreja sem paredes,sem placas,sem amarras..

  8. Muitos que seguiam conosco se mostraram bodes e não ovelhas.Sim,porque se especializaram em dar marradas.Isso devido ao seu orgulho,legalismo ,hipocrisia.A ovelha é um bichinho tolo,mas não rebelde.Sim,muitas vezes,se mete em lugares difíceis,em desfiladeiros,mas a hora que se vê em apertos berra por socorro.O bode não.É metido a sabichão,independente.Traça o seu próprio caminho.

  9. Entendo que o artigo está eivado de premissas e lugares comuns, sempre diminuindo o poder e a ação do Espirito Santo de Deus.

    Parece que a Igreja do Senhor Jesus, só sobrevive dentro de instituições e de estruturas históricas e tradicionais…

    Análises mais profundas e sem paixões do sucesso da Igreja primitiva, bem como das alternativas que Deus poderá usar para atingir e salvar a humanidade, nestes tempos finais de apostasia, são sempre feitas com a premissa e visão meramente racional, sem contudo compreender como poderá ser a ação do Espirito Santo.

    Naturalmente muitas das afirmações sobre os motivos do afastamento dos cristãos são verdadeiras, porém muitos saem porque já não veem nas estruturas atuais, a vontade do Pai para o crescimento espiritual de si.

    Mais humildade e auto critica faria muito bem a todos.

  10. Renato, o texto e' bom e ate ja tem alguns louvores a ele por aqui. Repeito sua opiniao, desde que nao venha querer enfiar-me guela abaixo, que os desigrejados estao longe de Deus.
    Mais uma vez vejo, como nos textos anteriores, que voce confunde igreja de Cristo, aquela que estara, santa, pura, imaculada, e que e' invisivel, com a instituicao, desprovida, na sua grande maioria de minimas caracteristicas cristas. E novamente estou aqui colocando a mesma posicao anterior; pode ser que haja desigrejados mais perto e em maior comunhao com Deus do que nos dois juntos.
    Conheco muitos dos que voce chama de desigrejados, com mais compromisso com Deus e com o proximo do que quase todos os que se encontram dentro das igrejas todas as semanas, levando a "gorjeta" pra Deus e esperando receber 100 vezes mais e que se submeteriam sim a "governos eclesiasticos" serios e honestos e que nao colocassem as pessoas que Jesus tirou da escravidao das trevas, na escravidao doutrinaria desta ou daquela denominacao.
    Pelo amor de Deus, nao coloque os que voce trata de "desigrejados" no mesmo caldeirao porque isso cheira a preconceito e fica parecendo que a bronca e' so porque o sujeito nao esta trazendo mais o bolso para participar das reunioes.
    E voce esta totalmente errado quando diz que este e' o pior tipo de desviado. Voce ja parou pra pensar que este pode nao ser a opiniao de Deus a respeito deles?
    Pense nisso!
    Muita bencao e paz pra voce.

  11. Mais um tentando por Deus dentro de uma caixinha de fosforo, associando o graca e salvacao de Deus a suposta "igreja" que ele pensa ser de Dele. Só por esta retorica de pecado, drogas, prostituicao (os poucos pecados que os evangelicos consideram)ja vejo que se trata de um legalista… que pena que o Pulpito Cristao apoie pensamentos como este.

  12. No meu entendimento sr. Vargens,o seu artigo não tras nenhuma contribuição para os tais "desigrejados".Vc fuzila todo mundo e deixa a liderança livre de suas críticas azedas,tipo café requentado.Os "desigrejados" são frutos dos tais 'igrejados na liderança'.Disse Jesus: Ai daquele por quem vem os escândalos,ai,ai e ai,não oi ou olá. O joio e trigo devem crescer juntos,nós estamos sempre na tentativa de nos livrar dos joios,pois somos trigos que logo logo se tornarão novos ou velhos joios.A igreja é composta de gente enferma,com mal humor,feios e bonitos,gordos e magros,ricos e pobres,sorridentes e não sorridentes.Mas nós não queremos esse tipo de igreja, queremos todos rindo e solidários com os tais "ungidões".
    Deus está na Cabana ou na Igreja ???
    tito from brasília.

  13. Se a igreja (instituição) está enferma eu não posso abandona-la, pois lá há milhares de pessoas carentes precisando de cura. Sei que há nela muito coronéis especializados em maltratar ovelhas, mas Deus nos chamou para fazer a diferença. Eu desejo ver a igreja brasileira sarada.

  14. Sr. Renato, leio muito seus textos, mas vi neste os mesmos argumentos dos donos de igreja. Como é do seu conhecimento a igreja evangelica está no geral, decandente, se transformando num circo cada vez mais. Se a sua Igreja não é assim ótimo, mas ela só atende na região em que se localiza. A própria abordagem dos membros das igrejas, que recebem visitantes com desejo de encontrar um convivio razoavel com os irmão em Cristo, é quase que na totalidade equivocado.
    Hoje a igreja evangelica se resume em, musicas chatas e barulhentas, pregações fora de contexto, pedidos apelativos para motivar dizimos e ofertas, lideranças vaidosas e por ai vai.
    Então Sr. Renato eu lhe pergunto, se sabendo disso tudo, onde basea a maior parte das afirmativas que faz no seu artigo?
    Mas de qualquer forma, prefiro crer que não o entendi bem.
    Um abraço
    Paulo
    Belo Horizonte

  15. Para piorar a situação boa parte dos "desigrejados", não desejam nenhum tipo de compromisso cristão. Em geral, essa atitude é gerada por pessoas que cometeram seus deslizes e depois se recusaram a submeter-se ao devido tratamento, pregando um novo "evangelho" onde a graça de Deus foi transformada em álibe para uma vida desprovida de compromisso e santidade. (Renato Vargens)

    Tenho minhas dúvidas sobre quais desses grupos precisam mais de tratamento: se são os “desigrejados (desiludidos com a igreja)” ou os ‘igrejados’ que se consideram religiosamente sadios”

  16. esse papo de submeter cegamente a lideres é o jogo do medo, hipocrisia pura. Os apostolos tinham toda coragem de enfrentar quem estragava a igreja na época. Se o povo sai, nem sempre o povo é o problema, mas sim o fato de buscarem a Deus e não encontrarem nada dele, numa igreja onde se valoriza, quanto temos e quantos trazemos sendo assim justificados por nossa "produção espiritual". Pura hipocrisia.

  17. Não é com esse tipo de argumentação medíocre, que alguém que defende instituições religiosas porque, provavelmente, é sustentado por elas, vai fazer com que os que não as frequentam mais, seja por qual motivo for, voltem a elas.

  18. Caro Pr. Renato:

    Fico triste em ver o senhor utilizar-se do expediente da tergiversação, característica comum da vil liderança eclesiástica que em comum combatemos e denunciamos, para corroborar percepções pessoais que entendo equivocadas.

    E ainda por cima, ater-se ao chavão do "vá ler a bíblia e orar", típico dos anônimos que insistem em fazer-se ouvidos na defesa do indefensável.

    Fazer da aparente parcialidade das informnações recebidas parâmetro suficiente para abstrair o todo é o que me leva a acreditar seu equívoco de julgamento. Sabemos que em um bom curso de aconselhamento ensina-se que devemos ouvir todas as partes para chegar-se a uma conclusão e por fim ajudar quem precisa no que precisa.

    Todos sabemos ser um grave erro julgar algo com convicção por uma parte que pode não ser representativa do todo.

    É o quem minha experiência na "caminhada" tem me ensinado… ainda que haja pessoas que sendo partícipes desse movimento apresentem suas opiniões não nos melhores termos ou ocasiões.

    Eu vejo muita gente falando e pregando coisas sob a égide desse caminho de graça que não são aquilo que realmente se pensa e prega nesse movimento.

    Acredito que este texto tenha sido concebido sob forte emoção… o que venho percebendo ser um viés freqüente em muitas de suas postagens nas últimas semanas.

  19. Belo texto!

    Os "desigrejados" sentiu a dor. Ou ninguém leu os textos de Renato Vargens?

    Acompanho os textos de Renato Vargens lá no CACP.

    Parece que os irmãos não leram o texto direito.

    Pr Renato continua servindo a Deus com a Graça dEle.

  20. Renato Vargens,você enlouqueceu?! Como você disse tantas bobagens vou ter que ir por partes..
    “..ouso afirmar que o pior tipo de desviado não é pecador "descarado", mais sim aquele que vestido pela roupagem da religiosidade comporta-se como fariseu, criticando tudo e todos, botando em xeque a igreja, tornando-se assim um desigrejado..” Não entendo como um Pastor não medita e estuda a bíblia, isso que você disse foi totalmente sem hermenêutica e hegexese, como você teve a ousadia de dizer que a instituição igreja é a igreja que o Senhor criou?? A instituição igreja tenta e quase nunca consegue ser a igreja do Senhor. Eu sou a igreja meu querido neófito, esses desviados também podem se crerem em Cristo ser a igreja,eles são infinitamente mais importantes do que a instituição.
    “..outros, porque se decepcionaram ou se feriram na igreja, entretanto, ouso afirmar que existe uma outra parcela dos denominados "desigrejados" que se afastaram por não desejarem se submeter a qualquer tipo de governo. Para estes a livre interpretação da Bíblia, prevalece sobre o livre exame, a espontaneidade sobre a organização, as reuniões caseiras sobre as reuniões no templo.” Acredito que você nunca leu o livro de Atos,então vou te esclarecer como a igreja primitiva se comportava,os apóstolos não tinham que se submeter a nenhum governo,estranho não?! Isso mesmo,não tinha um que mandava. Mesmo Pedro que foi o fundador da igreja não mandava nos outros, tanto que foi ate repreendido por Paulo quando estava errado,outra coisa eles não faziam cultos em templos e sim em casas, e sim era tudo espontaneamente,através do mover do Espírito Santo,não havia lugar para religiosidade e tradicionalismo.
    “..Tais individuos repudiam qualquer tipo de liderança eclesiástica, abominam rótulos e titulos..”Pelo que vi você ama rótulos e titulos, interessante que Jesus sendo o que é, era chamado puro e simplesmente de Jesus. “..fazendo o que bem entendem da vida interpretando a graça de Deus de acordo com suas conveniências e interesses demonstrando que estão desviados da fé.” Pelas noticias escandalosas que todo dia lemos até mesmo neste blog quem está fazendo isso é o alto clero da instituição igreja,(pastores ,apóstolos, cantores e os mercenários da fé)

    ”..Lamentavelmente é nessa perspectiva, que tem surgido neste país, os caminhos da graça barata, da liberdade sem responsabilidade e de tantos outros mais, cuja mensagem principal é de uma evangelho light onde objetivo final é a satisfação do freguês.”
    Os maiores culpados desse geração light são os próprios pastores que só buscam seus próprios interesses.
    Medite em Ozeias 4-5 e Timóteo 1-4
    Eu sendo um missionário a mais de 10 anos no campo, me entristeço com um artigo como esse!!.
    Louvado seja o Senhor pela verdadeira igreja de Cristo aqui na terra, a igreja sem paredes,sem placas,sem amarras..

  21. Ednelson,

    Sua revolta se dá em virtude das verdades por mim faladas? Pelo que vejo vc deve ser um destes desigrejados que anda por um caminho sem graça, em busca de uma graça que desgraçadamente tem adoecido a alma de muitos.

    Pois é meu caro, lamento lhe informar mas eu continuarei escrevendo sobre o assunto, tanto aqui, como no meu blog. O que vc pode fazer é simplesmente não ler aquilo que eu, o Léo e outros pastores escrevemos sobre o tema, mesmo porque, este é um direito que lhe assiste. Agora, vamos combinar uma coisa? Seja um pouco mais humilde, estude a Bíblia um pouco mais, ore um pouco mais e permita que o Espírito Santo lhe fale ao coração. Quem sabe o Deus da graça te livre da desgraça de continuar andando por um caminho cujas verdades em muito se opoem as verdades das Escrituras.

    Doela a quem doela, continuarei escrevendo.

    Pr. Renato Vargens

  22. Prezados,

    Gostei do post e concordo: somente aqueles que não gostam de se sujeitar a alguma autoridade tem problemas em ser parte da Igreja de Cristo na Terra.
    Digo isso porque sei que nem todos os pastores são realmente habilitados, ou foram chamados para o ofício mas, paciência.
    Procure outros que o são.
    Eu particularmente, não acredito em vida cristã fora da Igreja mesmo sabendo que nossa função no Reino de Deus não está focada apenas no que fazemos dentro das quatro paredes mas, principalmente, fora delas.

    Ouvi falar de uma igreja que tinha uma frase em sua porta de entrada: "Entramos para adorar". E na porta de saída: "Saímos para servir".

    É nisso que eu acredito!

    Graça e paz!

  23. A síntese do texto parece ser: SUBMETAM-SE A MIM, POR FAVOR. Mas, depois que o ser humano conheceu o tal livre-arbítrio, tudo o mais deve considerá-lo, antes de se apregoar algo como sendo verdade.

    Vivemos num mundo em que nem mesmo os pais gritam com os filhos. Portanto, difícil tolerar pastores mandões e ignorantes determinando, como se Deus fossem, o destino e as escolhas dos fiéis. Como diria Nelson Mandela, esta cantilena toda, que visa constranger os rebeldes a uma obediência cega, de todo anacrônica, é uma bobagem e um direito constitucional.

    Da mesma forma, deve o autor relevar a crítica, porque há uma possibilidade ainda que mínima de ele estar equivocado. Se o intuito é exortar a muitos para que revejam sua posição de "desigrejado", tal efeito não será alcançado por tal método, pois, quem tem fé e se afasta das atuais "igrejas", normalmente o faz após intenso conflito e sofrimento. Além, é claro, de tentar fugir para diversas instituições, vindo sempre a se desapontar com a pseudo-liderança, que não tem vocação para conquistar, mas somente para impor.

    Muitos, só porque questionam, são "convidados" a sair, para não turbar o poder dos "donos" das denominações e congregações. As estruturas institucionais da igreja estão corroídas, e só chegam ao topo os desonestos no caso dos neopentecostais, e os cartilheiros (às vezes também desonestos), no caso dos pentecostais.

    Portanto, creio que a causa maior está nos líderes, e não nos seguidores. Mas, também creio que, no atual estágio de coisas, até mesmo discutir culpa tornou-se de todo inútil.

  24. Pastor, existem vários membros no corpo, certamente existem pastores, mestres, profetas, etc. Mas deve-se ter cuidado para não idolatrar a instituição igreja.
    Falo besteira em dizer que os cultos da igreja neotestamentária ocorriam em casas e não em templos?
    A verdade é que a Igreja é um organismo humano, a Igreja é quando 2 ou mais estão reunidos no nome de Jesus, não diz necessariamente respeito a lugar, ainda que possa ocorrer no templo.
    A Igreja é nossa vida em Deus compartilhada com outros irmãos. A chave é a comunhão, e não o espaço físico.
    Ah, sou cristão, congrego regularmente em um templo, mas tenho plena consciência que continuarei sendo parte da igreja, aqui ou em outra cidade, conquanto continue me relacionando, aprendendo e ensinando (com) outros irmãos.
    Mas, ressalto, é absurdo declarar errado um modelo de Igreja que é o único citado no Novo Testamento.

    (Ah, seu artigo sobre os coronéis da fé é ótimo!)

    Um abraço, em Cristo,

    Tiago.

  25. Pelo que entendi, …volto a dizer, pelo que entendi…
    A) A salvação esta ligada diretamente a irmos a um templo que se auto-denomina a casa de Deus, em dias estabelecidos e com hora marcada…
    B) A comunhão com irmaos SOMENTE podera ser feita dentro destes mesmos templos
    C) Obedecer a Deus eh OBEDECER uma lideranca eclesiástica, a qual somente encontramos dentro de um templo
    D) A pessoa dentro deste templo, esta imune totalmente contra todos os tipos de drogas, prostituicoes, alcoolismo dentre outros tipos de desgraca….
    E) a Interpretacao Biblica somente podera ser realizada dentro do templo, e tendo como canal, um homem, afinal de contas fora deste templo, o Espirito Santo nao pode agir
    F) O compromisso cristao e com o templo e seus lideres, e nao com Jesus e sua palavra….
    g) o amar ao proximo, somente e valido, quando o PROXIMO esta DENTRO do templo, fora disto nao vale….
    H) a Graca nao eh Graca mas tem preco….barata ou cara…(???)

    Entendi bem irmao??? Pois eh… se eu entendi, de fato, reconheco que devo comecar a frequentar estes tais templos… afinal no Evangelho que eu leio todos os dias, eu nao encontro estas coisas…

  26. Eu concordo com o mano Ednelson e com o Tito (apesar de respeitar muito o Renato, por causa de minha admiração pelo Pr. Márcio).

    Mas detonar as pessoas frustradas com a "igreja", colocando-as todas no mesmo pacote de depecadores caidos da graça é forte demais.

    Sinceramente também acho que este assunto já deu. Barna e sua equipe fizeram ampla pesquisa sobre o assunto que está no livro Revolution (pesquisa séria).

    Bill Hybles confirma o que muitos críticos dos desigrejados não tem coragem de admitir: "eu como líder, errei".

    Aproveitando Pr. Renato, com humildade, peço que prove do mesmo remédio que pediu ao Ednelson: ao invés de só apontar os coronéis que feriram pessoas, que tal admitir que alguma vez sua atitude produziu um frustrado desigrejado? Acho que esta seria a ponte que ampliaria o debate.

    Estou escrevento em meu blog sobre o assunto.

    Graça e paz, de alguém que ama a Igreja, mas já sofreu bastante nas mãos da "igreja dos homens".

  27. É irmãos,

    Parece que o Pastor Renato Vargens está meio atrapalhado, e principalmente se compromete a sua "vaca sagrada" (a INSTITUIÇÃO igreja).

    É muito radical (um radicalismo doentio)….

    Pastor Renato reveja tuas palavras, mano.

    Assim não dá… você espalha mais do que ajunta…

    Deus tenha misericórdia de nós.

  28. Gostei do texto, e concordo com o Sr. Renato Vargens em muitos pontos. Creio também que a Promessa não invalida os mandamentos de Deus. Não falo de leis cerimoniais. Falo dos mandamentos. Muitos acreditam que a graça aboliu a lei. E que em nome da mesma podem deixar de cumprir um ou outro mandamento. Em suma, podem pecar porque já estão salvos pela graça. Certo que a lei não salva, mas.. nos conduz a Cristo. Não julguemos, mas devemos aprofundar este debate. Já existem muitas Igrejas das mais diversas denominações que pregam o que melhor lhes convém. Em apocalipse 22:15 Ficarão de fora…. e qualquer que ama e comete a mentira. Fiquem na Paz do Senhor.

  29. Pastor Renato Vargens, gostei muito do que escreveu em resposta ao Ednelson, isso realmente mostra exatamente o tipo de lider que o senhor e'. Ja que sugeriu humildade a ele, porque nao toma um pouco pra si?
    Possivelmente esse comentario nao ira ser publicado, mas certamente sera lido.
    Nao queira que eu goste ou concorde com o que o senhor arrota, e isso esta muuuuito longe de ser "verdade", como voce propala.
    Cuidado com o que aponta nos outros e nao se esqueca que com a mesma medida que medimos, seremos medidos… ah, desculpe, na sua Biblia nao deve ter isso, caso contrario estaria escrevendo algo construtivo e edificante e nao procurando destruir mais o que chama de desigrejados.
    Pense nisso!

  30. Parabéns, EDNELSON, bom comentário.

    Renato, responder a um comentário chamando o irmão de REVOLDADO E DESGRAÇADO, é no minimo chato.

    Reveja alguns pontos do seu texto, exemplo:
    "aquele que vestido pela roupagem da religiosidade comporta-se como fariseu, criticando tudo e todos, botando em xeque a igreja, tornando-se assim um desigrejado."

    Será que a igreja de Cristo, a noiva do cordeiro, o corpo de Cristo, a Plenitude daquele que a tudo enche em todas as coisas, é essa instituição que hoje é chamada de "IGREJA"?

    Disser que pelo fato de eu não ter uma carteira de membro da denominação A ou B, faz de mim um rebelde, sem compromisso Cristão, que eu abandonei a "communion Sanctos". etc…

    E uma pena, mas eu continuo te amando.

    Voce terminou escrevendo: "Faço minhas as palavras do Credo Apostólico: “Eu creio na igreja, pura, santa e verdadeira”.

    Tenho a impressão, de que não apenas crê na igreja.

    Veja o parecer de gamaliel em At 5:33-39

    Compartilhe Cristo irmão Renato e seremos edificados como coluna e baluarte da verdade.

  31. 1. Existe um abismo gigantesco entre estar no rol de membros de uma instituição eclesiástica e ser igreja de Cristo.

    2. Crer na igreja não implica crer no sistema eclesiástico predominante em nosso país.

    3. Nem todo desigrejado está em "um caminho de graça barata".

    4. Há pessoas fora das nossas "sinagogas" que fazem muito mais pelo Reino do que muitos líderes convencionados nas muitas instituições religiosas deste país.

    5. Jesus hoje seria chamado de "desigrejado" e apontado como um líder pregando um "evangelho light onde objetivo final é a satisfação do freguês".

    6. Nas minha opinião o pior tipo de desviado está incluído nas convenções, nos púlpitos, nos rols de membros etc.

    7. Antes que me critiquem, digo que estou em uma denominação eclesiástica famosa, mas não sou igreja por causa disso.

    Abraço.

  32. Este é um ótimo blog, não há dúvidas, mas a publicação deste artigo de Renato Vargens é um retrocesso no nível de discussão a que os leitores do site estão acostumados. Parece até discurso de pastor pentecostal de esquina… Ele usa termos os quais sequer reflete o conceito, como "a igreja", "crítica", "livre exame"…
    Fariseu é aquele que não aceita a crítica, que teme a discussão e que impõe seu próprio discurso como verdade única e inquestionável…
    Ainda bem que os "desigrejados" estão sendo notados… Saibam que vão continuar incomodando e se expandindo, pois são o futuro do cristianismo verdadeiro. Cristo e o evangelho estão para muito além da igreja instituição protegida pelos religiosos e cuja prática, em grande parte, se encontra em decadência…

  33. Graça e Paz!

    Sinceramente, este assunto já encheu, não acham?

    Profundamente infeliz o texto e também a resposta do Renato Vargens ao Ednelson. Senão vejamos:

    "Pelo que vejo vc deve ser um destes desigrejados que anda por um caminho sem graça, em busca de uma graça que desgraçadamente tem adoecido a alma de muitos."

    Bem, participo do movimento "Caminho da Graça", e minha alma cada vez mais vive a saúde do Evangelho de Cristo. Inacreditável e extremamente ofensiva, esta afirmação do Sr. Renato Vargens

    Uma crítica infeliz e leviana de quem não conhece o movimento. Ainda pede humilde… Argh!!!

    Sinceramente,

    Marcos Wandré

  34. Gostei do comentário do irmão Karllo parabéns.

    O autor do texto o sr. Vargens mostra-nos claramanete uma falta de conhecimento sobre o assunto, digo isto pq o autor parece não fazer juz ao slogam deste blog: "pulpito cristão, um blog pra quem não é marionete" rsrsrs
    Não é isso que o sr. Renato demonstra, fica claro que ele ainda vive preso a um sistema denominacional religioso que ele chama de "igreja", sistema esse que contribui com a divisão do corpo de Cristo e que tranforma os seus membros em telespectadores cegos e ouvintes parasitas da palavra. Esses membros que eu chamo de marionetes, sim pq se deixam manipular por tudo e por todos e não se esforçam nem um pouco para entender a palavra de Deus por si própria. Sendo que é O Espírito Santo que dá o entendimento.
    Bom eu poderia enumerar aqui a quantidade de absurdos q o autor escreveu, porém prefiro terminar aqui meu comentário e não extender esse assunto.

    Que o Senhor nos abençõe e nos guarde.

  35. PERGUNTAS de um “DESIGREJADO”:

    SERVIR A DEUS é sacrificar o seu lazer semanal do domingo para durante uma ou duas horas discutir o sexo dos anjos e outros assuntos afins?

    SERVIR A DEUS é imbuir-se de um inflamável espírito de triunfalismo que não admite derrotas e desilusões, como se o viver fosse a própria negação do sofrimento?

    SERVIR A DEUS é não questionar nada que vá de encontro às “verdades espirituais” preconizadas pela sua instituição religiosa?

    SERVIR A DEUS é estar diuturnamente preocupado em ganhar o mundo para Cristo, esquecendo os cuidados básicos com os seus, em seu próprio lar?

    SERVIR A DEUS é construir templos suntuosos e colocar líderes impecavelmente vestidos em seus ornamentados púlpitos “cristãos”, para serem vistos como intocáveis e irrepreensíveis oráculos do reino dos céus?

    SERVIR A DEUS é mostrar cada vez mais ostentação e riqueza à medida que a igreja cresce numericamente?

    SERVIR A DEUS é ter muita cautela para não estabelecer com o diferente uma relação espontânea de amizade e afeto, para que ele não o reprove nem o censure?

    SERVIR A DEUS é se martirizar dia a dia, mascarando a sua própria individualidade, numa tentativa inócua de exteriormente, identificar-se com o seu líder?

    SERVIR A DEUS é infundir medo nos corações das pessoas, para que elas se rendam e fiquem passivamente aprisionadas entre as quatro paredes “sagradas” do templo?

    SERVIR A DEUS é vender planos pessoais de salvação em prestações suaves e módicas com juros supostamente menores que os de mercado?

    SERVIR A DEUS é dizer para a criança que se ela não se comportar decentemente na igreja, Jesus fica triste e o Diabo alegre?

    SERVIR A DEUS é trocar a estrutura familiar opressiva por um sistema religioso que desumaniza em vez de humanizar?

    SERVIR A DEUS é torcer pela igreja como quem torce por um time de futebol, onde o que mais interessa é a vitória, mesmo com gol roubado pelo juiz da partida?

    SERVIR A DEUS é abdicar da liberdade de discordar, a fim de manter uma relação de amizade aparente com o seu líder?

    SERVIR A DEUS é nunca tentar fugir dos padrões convencionais do culto evangélico pasteurizado?

    SERVIR A DEUS é ter todo o seu tempo dedicado ao cumprimento das obrigações eclesiásticas?

    SERVIR A DEUS é se imiscuir no meio de multidões ruidosas em passeatas para Cristo, sem atentar que o que elas mais almejam é demonstrar o “poder político” de suas instituições eclesiásticas?

    SERVIR A DEUS é buscar apaixonadamente a hegemonia de sua igreja, mesmo que para atingir este objetivo, tenha que falar mal das outras denominações?

    SERVIR A DEUS é um investimento que fazemos com muito suor e sacrifício, no intuito de lá na frente, recebermos uma grandiosa recompensa?

    SERVIR A DEUS é fazer amigos com as riquezas adquiridas de maneira suja, para depois de lavá-las, serem trazidas ao altar, com o rótulo falso de “dinheiro purificado?

    SERVIR A DEUS é fazer parte de uma engrenagem que para manter a coesão do grupo se faz necessário adiar por tempo indeterminado o amadurecimento pessoal?

    SERVIR A DEUS é deixar de desfrutar as delícias que Ele nos deixou aqui na terra, em troca de uma castradora e violenta religiosidade?

    SERVIR A DEUS é combater compulsivamente os erros dos outros, e fechar os olhos para os demônios que habitam dentro de si?

  36. Pessoal, nao se espantem do Renato defender com unhas e dentes o sistema espiritualmente falido dos templos institucionais.

    Afinal, ele so esta defendendo o proprio bolso, pois é d la q sai o ganha pão dele…

  37. SABE POR QUE ISSO TUDO ?

    Porque o o movimento dos "desigrejados" cresce cada dia mais. As pessoas estão sendo esclarecidas pela Palavra de Deus. É um mover do Espirito Santo tirando o povo de Deus dessa prisão. Nosso pastor é Jesus, sem intermediários. Pastores fascistas ! Deixem o povo de Deus exercer os dons que o ES concedeu a cada um. Dons que edificam o corpo e não "serviços" nos "mnisterios" da igreja, ou melhor, no projeto do pastor.

    Acorda povo !!!!!

    A igreja protestante nada mais é do que uma católica mal reformada !

    A Ele toda honra e toda glória !!!!

    Carla Moreira
    São Paulo – Sp

  38. GRAÇA E COMPROMISSO

    A nossa salvação é Graça, mas foi pago o preço do Sangue do Cordeiro como sem defeito e sem mácula—o Sangue de Cristo.

    A Graça não é barata!

    Tomamos posse dela pela fé, e ela nós vem como favor imerecido.

    Está pago!

    Em meu livro “O Mais Fascinante Projeto de Vida” eu digo que é de Graça, mas custou muito caro!

    Ora, saber disso nos coloca no caminho do equilíbrio entre Graça e Compromisso.

    Em relação a Deus não há barganhas a fazer. Está tudo feito e consumado.

    Em relação à vida, no entanto, ainda há tudo por seu feito.

    Portanto, a salvação gratuita nos conduz a uma vida de grato compromisso com a Causa da Graça de Deus na Terra e entre os homens.

    “Por isso nos esforçamos”—dizia Paulo.

    É esse entendimento aquilo que gera saúde no nosso crer e eficiência na nossa fé.

    Quando essa compreensão nos atinge celebramos a Graça, e nos esforçamos para que ela não seja vã em nossa vida.

    Ora, isso vai de nossa conduta que deve se expressar em dignidade e sobriedade, à nossa participação fiel no trabalho de divulgação da Palavra e de serviço ao próximo.

    A gratuidade da Graça deve gerar responsabilidade e compromisso.

    É uma tristeza observar que quase sempre somente os medos da lei é que geram “fobio-delidade” nos cristãos.

    Eu fico me perguntando:

    Quando surgirá uma geração que amará tanto a Jesus, e que a Ele será tão grata, que exercerá a justiça com mais compromisso do que os escribas e fariseus?

    De fato, os cristãos que dizem ter entendido o dom segundo a Graça, deveriam ser os mais generosos, hospitaleiros, bondosos, e aptos para contribuir em tudo.

    Será que nós não podemos nos oferecer a Deus e à vida como sendo essa geração?

    A geração que doou por amor, que contribuiu por puro privilégio, que se entregou com gratidão, e foi fiel apenas por amor?

    Ou será que precisamos de medos e ameaças a fim de nos mobilizarmos para aquilo que é bom?

    Não te deixes vencer do mal—e nem estimular pelo medo—, mas vence o mal e o medo com o bem e a gratidão!

    A Graça que não nos põe no caminho das boas obras que foram de ante-mão preparadas para que andássemos nelas, ainda não é Graça pela, mas apenas um alívio em relação à neurose da lei.

    A Graça genuína não se justifica por obras, mas mediante a fé; porém, produz obras assim como a vida produz vida.

    No dia que entendermos e praticarmos isso alegre e fielmente Deus gargalhará de alegria!

    Um beijão,

    Caio

    (aquele mesmo, o Fábio… a mais de 5 anos atrás, bem antes desse post do Pr. Renato)

  39. Quando li esse post, tive que reiniciar a leitura do mesmo pois não tava acreditando no que lia. Fui uma das primeiras pessoas a ler, nem comentários havia ainda. Olhei pra isso, indignada comentei com meu esposo e com a cara cheia do cuspe do caro pastor Vargens me deu até desânimo de expor a minha decepção…

    But! Vejo que nem foi necessário! O pastor já ouviu tanto nhé.. Será porquê?

    Te respeito, pastor Vargens. Nem quero criticá-lo por esse infeliz post.
    Em amor, eu quero responder pro senhor a pergunta que eu mesma elaborei no parágrafo acima: Todos esses comentários raivosos (e com razão de o serem) é devido a uma coisa.. A sua falta de cuidado em expor e escarrar suas idéias.

    Cuidado, Pr. Vargens, pra não escarrar sem ao menos pensar, e acabar cuspindo na cara de um cristão perseguido do seu lado! Até pouco tempo eu tava tentando limpar meu rosto pra poder escrever isso aqui pro senhor. Só agora consegui.

    Em amor, em Jesus, (eu te amo Pr. Vargens! como Jesus pediu que eu te amasse.)

    Como a mim mesma, que também sou falha,
    Sua irmã, Evelyn Nadine.

  40. O que igreja?

    O movimento nascido com o Imperador Constantino?

    Ou o nascido em Lutero?

    Qual a luz do NT o que Igreja? Os templos católicos e/ou evangélicos carregados de dogmas que impõe fardos pesados aos homens??

    "geral, essa atitude é gerada por pessoas que cometeram seus deslizes"

    para "igreja" "deslizes" tem algo haver com sexo, pois os deslizes como inveja, avareza, mentira, egoísmo, ira etc possui livre pratica…

    que os homens continuem se libertando da "igreja" e se tornem Igreja de Cristo como os primeiros irmão que não constituíam templos feitos por mão humanas onde Deus não habita, onde o único dogma era o amor, onde o maior era o que mais servia…

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui