Analfabetismo fucional e evangelho: Apenas uma teoria

17
12
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Daniel Clós Cesar

Eu tenho uma teoria. apenas uma teoria… não doutrina. Posso?

Minha formação acadêmica é de professor (o que não é grande coisa no Brasil, eu sei disso). Hoje já não atuo mais como docente, mas na coordenação acadêmica em um Instituto Federal, que por ser federal, dispõe de muitos recursos que outras instituições públicas (estaduais e municipais) sequer imaginam ter, mesmo na próxima década. Mas também trabalhei em lugares bem mais, digamos, acanhados… e por isso, apenas por isso e mais um monte de leitura especializada que me apoia… posso pensar nessa teoria.

O problema fundamental da igreja (as pessoas que são corpo), certamente é o afastamento do Evangelho apostólico para um evangelho humanista. Mas, junto a isso, outros problemas são associados.

Pesquisas brasileiras, apontam que 75% dos brasileiros são analfabetos funcionais (você pode ler sobre estas pesquisas clicando aqui e aqui, não as tirei da minha cabeça). Trocando por números mais palpáveis, significa que a cada 4 brasileiros, 3… sim, TRÊS, são analfabetos funcionais (em diferentes graus, é claro). Isso significa também, que dos 190 milhões de brasileiros, 142 milhões são analfabetos funcionais.

Ora… mas o que isso cara pálida?

O analfabeto funcional é uma pessoa que consegue decodificar os sinais (letras), ler frases, textos e palavras, mas, não consegue interpretar. Falta-lhe a habilidade de interpretação de textos, que adiquire-se com a prática da leitura e aprofundamento de estudos, duas coisas pouco usuais na sociedade ocidental tupiniquim. Lê-se pouco e investe-se mais em cirurgia plástica que em educação.

Assim, não por culpa deles… mas do ensino no Brasil que é precário… e dependendo das cidades, longe dos grande centros urbanos, tal analfabetismo atinge inclusive o ensino privado. A maioria dos professores brasileiros possuem apenas a formação básica de sua profissão (graduação), e milhões de brasileiros sabem ler, mas não entendem o que lêem.

O mesmo ocorre dentro da igreja, afinal, são os mesmos brasileiros. A Bíblia tornou-se chata, cansativa e complicada. Sim, isso é falta de uma vida espiritual e sim… isso é apostasia… mas também, menos importante mas com alguma importância… líderes evangélicos descobriram que não é preciso se dedicar muito ao estudo da Palavra e no conhecimento do Santo Deus, porque seus seguidores também não o fazem… pelo contrário, esperam que alguém faça por eles… esperam que outro decodifique e interprete.

Desse modo, a pregação ilustrada com muitos contos humorísticos, fatos do cotidiano, performances e malabarismos, “atingem” objetivos que um pregação fundamentada na Palavra não atingiria… pois poucos entenderiam o que se diz.

Esse texto não é… e também é ao mesmo… uma auto-defesa. Nós que regularmente escrevemos e publicamos textos na internet percebemos, a cada dia, uma piora no fazer-se entender. A cada texto que escrevo, percebo a constante necessidade, não de adaptar o texto, mas de construí-lo de forma que o que escrevo possa ser entendido por qualquer um… por este motivo é que não uso o twitter, por exemplo, pois numa sociedade assim, 144 caracteres me parece, como educador, algo absurdo.

No entanto… suspeito… que muito em breve, 144 letras serão muito… e nos comunicaremos apenas com algumas onomatopéias.

Maranata Jesus!

***
Daniel Clós Cesar é professor de história, missionário e colunista (sem twitter) do Púlpito Cristão

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

17 COMENTÁRIOS

  1. Ah, sim, é um ótimo "negócio" para os líderes espertalhões, pois manipulam os cérebros na direção que quiserem, sem nenhuma oposição. Aí fica igual a pinto no lixo, um verdadeiro paraíso de mineração.

  2. Bom dia

    Bem oportuno este texto depois que eu li, fiquei cá com meus botões a pensar…
    A falta de conteúdo (conhecimento básico) em muitos pregadores esta a olhos vistos, não precisa cavar, é verdade, mas por outro lado a uma também certa “erudição” exacerbada que me faz perguntar: a eficiência da pregação da palavra esta sendo mantida com um uso exagerado de tantas palavras “polidas”.
    Se por um lado a um total despreparo para manusear a palavra de forma responsável e bíblica, por outro lado há uma ineficiência nesta transmissão, ineficiência esta causada pelo uso de termos só compreendidos (às vezes nem por eles) por seus anunciadores e uma parcela bem pequena de seus ouvintes.
    E o que é mais triste de tudo isso é constatar que estes exageros aos quais me refiro são (em sua grande parte) praticados por denominações tradicionais históricas (Presbiteriana e outras reformadas), lugares onde ainda se pode ouvir uma pregação expositivamente sadia da palavra de DEUS; agora vejamos, alie-se a isto ouvintes – como diz teu texto – despreparados acostumados a “comer pela mão dos outros” sem preparo pare entender muitas das vezes nem o básico desta difícil língua portuguesa (e suas pegadinhas…rsr), quanto mais entender pregações com palavras difíceis que em sua maioria servem mais para desfiles apoteóticos de “pregadores pavões” e sua retórica extremamente polida.
    De forma alguma acho (antes que os “puristas” me ataquem) acho que púlpito e lugar para pregações de animadores de festa infantil, mas acho também que não é lugar para pregadores secos com mensagens não entendíveis, por uma população que pouco entende de tudo.
    Pelas reflexões acima concluo que os dois (como todo extremo) extremos são prejudiciais.

    Acho que nos falta equilíbrio, equilíbrio em tudo e em todas as coisas.

    “ I Coríntios 14:9 Assim, vós, se, com a língua, não disserdes palavra compreensível, como se entenderá o que dizeis? Porque estareis como se falásseis ao ar.”

  3. Como sempre, o Daniel é mordaz no que fala. Acho que você pode estar muito certo nessa teoria. Se quer uma dica, ponha isso em experimentação. Tire a prova, publique para todo mundo ver e acreditar. Quem sabe se mudem algumas cabeças?

  4. o mais triste é que depois que o pastor ensinou alguma coisa para seus fiéis, nem um estudo comprobatório do erro adianta, pode-se mostrar em vários textos que nosso povo analfabeto não entende, então eles continuar seguindo estes caras que se apoiam unicamente naquela história de Paulo "que não fui até vós em palavra, mas em poder" e coisas do gênero, dizendo que o estudar é enfado da carne e por aí vai, o que vale é a diversão, né?

  5. Pr. João Ferreira

    Concordo plenamente com esta palavra… uma pena pouca gente a conhecer, a ler, a entender.

    Lounge Cuibá

    Tenho aplicado-me a estudos nessa área em minha pós-graduação. Estou enveredando para estudos culturais, letras e o uso de novas tecnologias, que podem, apenas podem, me apoiar nesse pensamento. Quanto à pulbicação de material… hahaha… a quantidade de resposta que já tive que dar para gente que não entendeu "lhufas"…

  6. Daniel,sou professora de português em uma instituição pública(universidade estadual),minha área de especialização é literatura e produção de textos,sei que isso não me abona nem desabona.rsrsrsrs.Moro em um país que não forma leitores e nem se preocupa com isso.Conversar está cada vez mais difícil.Minha graduação é letras,mas também cursei licenciatura em história(a qual não concluí),estou tentando mestrado em uma área em extinção no Brasil:Literatura(kkkk).Sofro em saber que também dentro de nossas instituições de ensino superior,existem pessoas q só decodificam e não sabem ler(muito menos analisar,sintetizar e criticar um texto).A igreja só reflete o que acontece com um país de pessoas que não sabem ler.Quanto ao seu texto,com poucos caracteres,te digo:acabei de virar sua fã! Beijo me twita…kkkkk
    p.s:também não tenho twiter

  7. TEXTO PERFEITO.
    É possível perceber isto no dia a dia, porém é de doer, ver as pessoas não se esforçarem neeeeem um pouquinho que seja, ficam lá esperando vir mastigado tudo que e refere a Bíblia.
    E ai dá no que estamos vendo.

    Um exemplo; dia desses estava a conversar com uma pessoa e falei de algo e ela falou, isto não está na Bíblia, e eu disse claro que está minha irmã, ora isso quer dizer que a irmã nem "desconfia" da existência de algumas verdades contidas na Bíblia, será porque??????

  8. Imagino que muitos (seja por qual motivo for), não deve saber o que é "onomatopéia" e para muitos, o texto ficou "sem sentido ainda", pois não entenderam o que o autor quis dizer com

    "No entanto… suspeito… que muito em breve, 144 letras serão muito… e nos comunicaremos apenas com algumas onomatopéias."

    Deus tenha misericórdia de nós, pois conhecimento é VIDA.

    A Paz do Senhor!

  9. Welandro

    Foi proposital o "onomatopéia".

    Aracy

    A mídia é principal responsável a por a culpa no professores, eu e tu sabemos disso. Mas ela é a principal cultivadora de uma cultura "não"-escolar e pobre. Ela produz dados, não produz nem informação nem conhecimento. Paz seja contigo.

  10. Concordo que a cultura geral do nosso povo é bastante sofrível, gerando até mesmo certas aberrações, tais como pessoas totalmente despreparadas assumindo cargos na administração pública e até mesmo na iniciativa privada.
    Certamente que temos nossa parcela de culpa nessa situação, não diretamente, mas indiretamente, pela nossa omissão de não cobrarmos do governo uma ação enérgica no sentido de que as leis sejam cumpridas e que todas as crianças sejam alfabetizadas e que nossas escolas sejam melhores em quantidade e qualidade e que os professores sejam bem preparados e que tenham um salário digno.
    Discordo, no entanto, quando se referem à Igreja, mesmo porque quando Deus faz a obra Ele a faz por completo e jamais deixa-se envergonhar.
    Senão, vejamos: Cristo escolheu pessoas simples, humildes e iletradas para seus discípulos.
    Dentro de pouco tempo, os vimos pregar com grande autoridade, ousadia e poder do Espírito Santo, "discutindo", no bom sentido, expondo as suas idéias e dourinas com os mestres judaícos, com autoridades e governadores.
    Cristo lhes advertiu que não se preocupassem sobre o que iriam dizer, quando interpelados pelos doutores da lei, por autoridades e governadores, reis e príncipes, porque o Espírito Santo lhes revelaria o que dizer.
    Vemos assim que existe uma grande diferença entre cristãos verdadeiros e pessoas atéias e mundanas, não podemos generalizar, colocando-os no mesmo "cesto" e julgá-los iguais.
    Desde de que o Espírito Santo habita em nós, somos completamente transformados.
    Aleluia!!! Glória a Deus!!!

  11. Borrego Lanudo

    Você está coberto de razão.

    Entenda meu caro. Sob hipótese alguma afirmaria que o Evangelho é para doutos. Isso seria prova de ignorância e de total falta de conhecimento bíblico. Afirmo, que apesar de não ser teólogo, não me encaixo nessa descrição.

    Veja. Estou falando de mundanos que enchem os bancos das igrejas, crentes populares e nominais, não verdadeiros.

    Ora vejamos, neste mesmo blog recentemente foi publicado um vídeo que apresenta um suposto (apenas suposto) pastor afirmando dia e ano da volta de Cristo.

    Isso Lanudo, considero analfabetismo funcional. Pois não entendem oque a Bíblia diz, até um ateu com conhecimento da letra consideraria isso "ferir a doutrina cristã". No entanto, centenas de desinformados, não regenerados e analfabetos bíblicos, seguirão este homem em seus ensinos. E não confirmando-se a volta do Messias, ele simplesmente fará uma pregação de correção e alteração de datas, e estes mesmos perdidos o seguirão.

    Sim, eu creio de todo coração que os realmente salvos não caem nesse engodo… creio sim, que um cristão mais humilde e com pouco estudo, possa ser ludibriado nos pedidos de ofertas, dízimos e em campanhas… mas nunca ir atrás de tamanha heresia como a citada no vídeo.

    Portanto, seu comentário é exato e fidedigno, mas não serve para o que escrevi, pois este texto não se ocupa em aplicar-se aos verdadeiramente regenerados.

    Paz seja contigo.

  12. Daniel,
    Vi o vídeo referenciado e teci comentário a respeito, e torno a dizer: salvo a questão de ano, mês e dia, quem prega sobre a proximidade da vinda de Jesus está absolutamente correto.
    Os sinais estão aí para que todos vejam e até mesmo os sintam.
    Analfabetos bíblicos são aqueles que não tem a sensibilidade de presentir que estamos vivenciando aqueles tempos previstos na Bíblia Sagrada para a vinda de Jesus Cristo.
    O pior cego é aquele que não quer enxergar!
    Nem por isso, quem assim crê, deva sair por aí correndo atrás de ventos de doutrinas heréticas ou até mesmo crendo em falsos profetas.

  13. Borrego Lanudo

    Não é salvo a questão mês, ano, dia, hora…

    O pseudo-pastor do vídeo está totalmente errado.

    não se pode salvar apenas uma parte… salva-se o tod.

    Esse tem sido um dos pilares ruídos dqa igreja contemporâneo: "é, tem coisas ruins, mas também tem coisas boas".

    Não meu caro. Uma árvores não pode dar frutos bons e ruins. Uma espinheiro não é capaz de produzir figos, nem uma figueira, espinhos.

    Começo a pensar que você não conseguiu entender o texto que escrevi. Tampouco o vídeo que viu. Espero estar errado.

  14. Daniel,
    a Paz esteja convosco, meu irmão.
    Entendi perfeitamente seu texto, bem como o conteúdo do vídeo que vi.
    Estou aposentado atualmente.
    Comecei minha carreira no Exército Nacional, onde fui Cabo, depois Sargento da PM, por 08 anos, em seguida Escrivão, por 26 longos anos.
    Em minha faina diária, colhendo interrogatórios de criminosos, declarações de vítimas e depoimentos de testemunhas, colhendo provas técnicas e juntando laudos médicos e periciais, montando e encadernando Processos Judiciais, com o longo tempo no ofício e com a prática adquirida, posso dizer-lhe que cada pessoa em particular tem um modo próprio de ver e apreender certos detalhes que fogem a acuidade mental e visual do outro.
    Assim sendo, notei que dentre duas ou mais pessoas que presenciam o mesmo fato, cada qual apreende em seu subconsciente uma particularidade que fugiu completamente à memória do outro.
    Assim sendo, quando você tem a paciência de ouvir os testigos de várias pessoas, explorando aqueles detalhes particulares que cada um viu, presentiu, vislumbrou e guardou em sua memória, no final, você consegue ter um quadro completo, com riqueza de detalhes, sobre a VERDADE REAL dos fatos, para que o Meritíssimo Juiz possa analisar e ter uma certeza para fazer o enquadramento legal e dar o seu veredito e sentença, condenando ou absolvendo o réu.
    No meu caso, em particular, vislumbrei como correto a necessidade de preparação para o evento "VOLTA GLORIOSA DE JESUS" que está prestes a ocorrer, no vídeo.
    No seu texto, eu digo que os Ministros chamados por Deus para levar adiante a Sua Obra, jamais serão evergonhados por não ter tido acesso a cultura, porque Deus, através do Espírito Santo, suprirá quaisquer eventuais carências, como prova disto citei os apóstolos escolhidos por Jesus Cristo.
    Se você percebeu detalhes que fugiu à minha acuidade visual e mental, o problema é seu, tenho que respeitá-los apenas.
    Não sei quem disse, mas vou repetir: "POSSO DISCORDAR COMPLETAMENTE DA SUA LINHA DE RACIOCÍNIO, MAS VOU LUTAR ATÉ A MORTE PARA QUE VOCÊ TENHA A LIBERDADE DE EXPRESSÁ-LA".
    Que Deus abençoe a todos.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui