O dia em que senti vergonha da Bíblia

44
1883
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Avelar Jr.

Assine o Blesss
“…Como os ouvimos falar em nossas próprias línguas as grandezas de Deus?” – Atos 2.11

“Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz” – 1 Pedro 2.9

Eu gosto muito de ler a Bíblia. Tenho uma que considero de cabeceira, apesar das várias versões que tenho. Quando decoro versículos, quando estudo mais seriamente uma passagem e em diversas ocasiões sempre recorro a ela.

Desde que me converti, me alegrei com sua companhia. Temos sido amigos íntimos: íamos ao culto juntos, viajávamos juntos e, mesmo com os traços de idade e o desgaste do tempo, ela ainda está aqui comigo com seus rabiscos, cores, ícones e marcações que desenvolvi.

Lembro-me de que uma vez, eu e minha mãe fomos à casa de uma senhora idosa, amiga da família, cujos alegria e sorriso eram constantes mesmo nas maiores adversidades. Muito religiosa e receptiva, ela era sempre disposta a ouvir falar de Deus; católica devota, ainda benzia quem a procurasse — uma pessoa simples, carinhosa e que, na sua luta pela sobrevivência, talvez nunca tenha frequentado uma escola na vida.

Lembro-me de que pedi-lhe para ler uma passagem da Bíblia: uma daquelas em que Jesus curou alguém, porque ela própria estava enferma. Eu comecei a lê-la muito animado e, à medida que lia, vi quantas palavras pareceriam desconhecidas ou confusas para uma pessoa de pouca ou nenhuma educação como ela.

Obviamente eu iria comentar o texto em seguida, mas fiquei envergonhado de me sentir obrigado a simplificar palavras que a tradução poderia ter evitado a fim de comunicar uma verdade tão bela e essencial. Saí com um sentimento agridoce, pois vi que a versão que quase falava a minha língua — porque o dicionário também frequentava nossa roda de amizade — não falava a língua de muitas outras pessoas, principalmente das mais necessitadas. Eu estava num gueto e não sabia.

Desde então, apesar de conviver com minha “versão de cabeceira” em casa e no púlpito, tenho usado outras versões para evangelismo e também nas atividades da igreja, mesmo vendo algumas pessoas que torcem o nariz para novas traduções, e até mesmo uma visitante — que não sei de onde raios saiu — para mandar meu melhor amigo jogar uma paráfrase dele no lixo em plena Escola Bíblica Dominical.

Se nossas Bíblias não falarem a língua no povo (como Deus costumava falar), vamos esperar pacientemente que os de fora se acomodem ao nosso grupo de amantes de preciosismos linguísticos sagrados anacrônicos e carente de comunicação fluente, para, só então, descobrirem a (nossa “hermética”) palavra de Deus.

***

Avelar Jr é professor de Escola Bíblica Dominical, formado em Direito, servidor público, bibliômano, internauta, orkuteiro de carteirinha e liberto do mundo dos videogames.
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

44 COMENTÁRIOS

  1. Muito boa, Avelar!

    Também sinto vergonha da biblia (leia-se: das traduçoes arcaicas que nao correspondem às necessidades do povo). E isso é mesmo uma grande frescura, pois a biblia foi escrita em Koiné, o grego da plebe, usado no mercado!

    Sinto vergonha da linguagem oitocentrista e dos pastores que pensam que o mundo fala "almeidês revisto e corrigido". Além disso, quase morro de "vergonha alheia" cada vez que alguém censura um sermao simples ou a linguagem "comum" (leia-se: contemporanea) de um pregador…

    Lamentável! Boa sacada, mano.

  2. Oi, trabalho com jovens e adolescentes e sinto o mesmo, e faz um tempo, tenho feito uma "nova" tradução de alguns, chamo de bíblia na linguagem de agora, exemplos:

    Os dedos teclam do que está cheio o coração. Mateus 12:34b

    Cristo Jesus veio para instalar uma banda larga para quem perdeu a conexão com Deus. Lucas 19:10

    Feliz quem anda como Jesus, pára para ouvir sua voz e se senta na mesa para bater um rango irado com Ele. Sl.1.1

    Não seja um mané, se cuida doido, continue nessa parada, assim vai garantir o seu e o da rapaziada! I Tm 4:16

    Se o twitter te faz mal, esquece ele, pois é melhor perder um perfil do que uma reputação inteira. Mt.5:29

    Mostra umas "parada" firmeza "pros" pivete, e quando o maluco tivé barba nem vai pensá na bocada dos mano! Pv. 22:6

    É isso, tenho vários outros… hehe.

  3. Gostei muuuuuuuuuuuuito do texto! Parabéns.
    Tenho que dizer que desanimava quando começava a ler a versão de estudo Almeida que eu tenho, mas da última vez que fui comprar uma Bíblia comprei a Nova versão Internacional! Linguagem simples sem perder o significado, eu particularmente gosto MUITO! É muito bom para mim, e recomendo a todos!

    Abs. (:

  4. Sem dúvida, a linguagen afetada não é atraente e torna o evangelho distante. Pra que esse dialeto "Senhor, preciso de ti" quando queremos dizer: "Paizão, te amo".
    Numa aula com adolescentes, onde Eliseu diz: "Meu pai, meu pai, carros de Israel e seus cavaleiros", eu traduzi a expressão pra eles: "Caraca! Carros de fogo!"- eles se divertiram muito.

  5. eu não tenho vergonha de nenhuma das traduções, acho-as ótimas, entendo que cada uma tem seu devido contexto para ser usado, só precisamos ter cuidado de ao tentar simplificar demais, prejudiquemos o conteúdo com nossa cultura pós-modernista.

  6. NUNCA EM MOMENTO ALGUM DEVEMOS SENTIR VERGONHA DA BÍBLIA, ACHO QUE VC, COMO ALGUÉM PREOCUPADO COM A EXPANSÃO DA PALAVRA DEVERIA TOMAR CUIDADO COM ESSAS EXPRESSÕES, JÁ QUE PODE INFLUENCIAR PESSOAS QUE SÓ QUEREM UMA PEQUENA DESCULPA PARA NÃO LER A BÍBLIA, NÃO PODEMOS ESQUECER QUE TUDO QUE NOS FOI PERMITIDO E NECESSÁRIO SABER SOBRE A BÍBLIA, FOI EXATAMENTE AQUILO QUE NELA ESTÁ E COMO ESTÁ, DEUS NÃO FOI E NEM É IRRESPONSÁVEL.E GRAÇAS A DEUS PARA TODOS QUE TÊM DIFICULDADES COM ALGUMAS PALAVRAS EXISTEM OS DICIONÁRIOS BÍBLICOS E OS CONVENCIONAIS, E PARA OS QUE NÃO TIVERAM LETRAMENTO SUFICIENTE EXISTEM AS DE LINGUAGEM ACESSÍVEIS.

  7. Que deva haver atualização, e até mesmo uma certa unificação das versões do texto bíblico é claramente necessário. O que fica estranho, é quando a coisa passa dos limites, com termos e expressões desnecessárias, beirando ou mesmo chegando a ser histriônico ou ridículo. Como uma certa versão "atualizada", que usa expressões tipo 'Barca de Noé' e 'Arca do Acordo' por exemplo. Algo completamente inútil, pois qualquer ateu ou escarnecedor e seus filhos ou netos sabem, o que são 'Arca de Noé' e 'Arca da Aliança'…! E aí está até Hollyhood, que não deixa estes termos já inteiramente imprimidos no inconsciente coletivo caírem em desuso…!!!
    O filme 'Indiana Jones e a Arca da Aliança' fez até quem não se interessa saber do que se tratava, embora o enredo seja completamente fora
    do contexto e da época, mas deixa claro de que se trata de um poderoso objeto que estabelecia uma ligação entre o povo hebreu e Javé, o Deus de Abraão.
    Na Internet existem cerca de 290.000 páginas citando a Arca da Aliança e cerca de 1.520.000 páginas igualmente citando a Arca de Noé.
    Podem então ficar despreocupados, que ninguém vai entender a palavra 'arca' de forma dúbia ou com significados diferentes nos casos específicos.
    Então, que se procure algo realmente útil pra fazer!…
    E se preciso for, façam uma "Barca do Acordo", para que as coisas não se confundam (rsss…).

  8. Com a devida vênia, com o respeito que deve ser tributado ao Ir. Avelar, homem culto e dedicado à obra (ao que parece), permitam-me discordar.

    É ruim ir na contramão dos outros comentaristas. Mas preciso fazê-lo. Nem todos querem dizer amém!

    Sei que ele (Avelar) o sabe e imagino que não se importa. Adianto que, caso respondida, não farei tréplica. Não me interessa.

    Realmente gosto da proposta do Púlpito Cristão. Visito-o todos os dias. Assim como a outros de mesmo ideal.

    Antes de “tentar” fundamentar minha opinião, preciso fazer uma confissão: tudo o que o Ir. Avelar Jr. escreve, me causa forte incômodo e mal estar. Desconheço a origem disso e me entristeço, vez que sou muito sensível a voz de Deus e canso de ser edificada pela postagem de outros “pulpiteiros”.

    Vencida a primeira dificuldade, darei minha simplória opinião.

    Concordo que a complexidade lingüística da Bíblia, se tornou, talvez, um dos maiores véus do novo concerto. Traduções poderiam resolvê-lo, mas encontrei um caminho melhor. Ao menos para mim.

    As Bíblias de estudo, além de esclarecerem pontos obscuros, enriquecem o conhecimento de quem as lê por trazerem uma enorme quantidade de informações históricas, culturais, filosóficas, dentre outros.

    Penso que diversas traduções têm realmente o trunfo de facilitar a pregação e mensagem. Mas a Bíblia tal como é, estimula o desenvolvimento dos seus leitores, preparando-os, inclusive, a levarem sua mensagem a pessoas de maior nível de instrução.

    Contudo, o que realmente me fascina nisso tudo é perceber que o maior "PhD" é incapaz de compreender ali, certos pontos, que só o Espírito Santo revela. Que só espiritualmente se discerne.

    Realmente me alegro dessa dificuldade, para que ninguém se glorie.

    EU NUNCA SENTI VERGONHA DA BÍBLIA!

    Amanda Leal já foi professora de Escola Dominical, formada em Língua Portuguesa e suas Literaturas, Pós Graduada em Comportamento Organizacional e Gestão de Pessoas, bacharelanda em Direito (4º ano), servidora pública, poetisa, …, e o mais importante: Embaixadora de Cristo.

  9. Boa Kleber Pinheiro! Grande sacada, Leo!
    Excelente, Avelar! A linguagem do povo (que nao quer dizer, baixa linguagem) foi esquecida desde ha muito e nos cultos o pregador finge que ensina (porque 'as vezes nem ele sabe o que a palavra quiz dizer) e o povo finge que entende e todos se fingem "santificados" e "abencoados", quando na verdade, perdeu-se a excencia da mensagem e com isso vamos criando "doutrinas" novas, de acordo com o que cada um "nao entendeu".
    E' lamentavel, mas e; o evangelho do seculo 21.
    Gracas a Deus e a intervencao do Espirito Santo, alguns, raros iluminados, tem-se desdobrado em tentar ir parafraseando enquanto leem para que a mensagem nao se perca.
    E os comerciantes continuam a imprimir como no seculo 8.

  10. kleber pinheiro me desculpe, mas não concordo com vc,pois não gosto deste tipo de reflexões.
    Deus não mudou e não mudará tenho certeza que não esta gostando nadda disso.Jà imaginou vc pregando palavra Deus dessa forma??, eu seria a primeira a sair do templo, casa do meu pai lugar santo, vc não esta sentado entre amigos tomando coca–la e batendo papo do dia a dia .Se as palavras são dificeis…onde esta o dicionario…ele tem significado de cada palavra, e vc passa a ter mais conhecimento e sabedoria tanto espiritual, qto na lingua portuguesa.Desculpe vc não pediu minha opinião, mas vc fez algo que doeu muito.

  11. Lendo o seu post, lembrei-me de uma certa ocasião em que fui convidado a pregar em um lugarejo distante, no interior do interior do Maranhão, num lugar de pessoas bem simples. Fui feliz da vida. Enquanto o dirigente do culto fazia a abertura, percebi muitas pessoas sem a Bíblia. Solícito, ofereci a minha imponente Bíblia de Estudo a uma senhora que estava próxima a mim. Ela, meio envergonhada, respondeu: "Eu não sei ler, não, seu moço". Eu, que havia planejado ministrar uma certa mensagem, recorri, meio sem jeito ao Espírito Santo, pois só Ele poderia me dar as palavras certas, com a simplicidade do Evangelho, para pregar àquelas pessoas numa linguagem na qual elas pudessem compreender. Foi um culto marcante na minha vida, pessoas se converteram, e sai dali diferente. Hoje, criticamos muito aqueles que distorcem a essência da Palavra, as heresias, mas não podemos esquecer que "falar grego" enquanto se prega, ou, como certos pregadores, pregar trechos e mais trechos "em línguas estranhas", não cumpre em nada o básico mandamento do "ide e pregai o evangelho a toda criatura".
    Abraço a todos.

  12. A cidade de Alexandria teve a honra de haver produzido o primeiro instituto cristão de ensino superior. Foi de lá que surgiu a primeira escola bíblica de que se tem notícia. No século II ─ os cristãos veementes partidários da fé ─, eram defensores ardorosos da Bíblia como livro de revelação, e por hipótese nenhuma admitiam que o Livro Sagrado fosse alvo de estudo ou de análise, até porque analisar é examinar à luz da razão. Este deve ter sido um dos motivos que levaram à lamentável destruição de um acervo de quase 700.000 livros da maior biblioteca de todos os tempos.

    Vale aqui a célebre frase: ”Tudo continua como dantes no quartel d’Abrantes

  13. Como trazer os Salmos de Davi para a Linguagem do Povo daqui? Na verdade ali realmente é a cultura da época, do local específico, devemos trabalhar com contextualização. Quanto as palavras de Cristo, realmente é bom q se tenha traduções de linguagem mais acessível, mas creio que essa discussão não vá tão longe. Existe várias traduções, Biblia na linguagem de hoje, Bíblia para jovem, etc., isso já ameniza um problema de responsabilidade do Estado, que é a alfabetização e educação de nosso povo.

  14. Professor. ate concordo com seu comentário. mas sinceramente nao vejo nada demais da bíblia em ser Almeira ou numa linguagem mais antiga. sou lider de jovem e acho interessante palavras que nao fazem parte do cotidiano (nao pensem que sou um cara que gosta de falar difícil) mas fica ate interessante pra um jovem procurar. quando estamos evangelizando. ai sim temos que ser mais simples.
    lembra quando o google num fazia parte de nossas vidas? nossa. estava pensando aqui. era legal demais estudar a bíblia com aqueles dicionários na mesa.

  15. Realmente é de grande importância falar de maneira que o povo entenda e possa ter a oportunidade de conhecer a Deus. Um Deus que nos ama e se manifesta SEMPRE de maneira que possamos reconhecê-lo e entendê-lo.

    O que importa realmente, não é o falar "bonito" mas, falar de maneira proveitosa eficiente, usando a linguagem que cada ouvinte entenda.

    Ótima reflexão, já até programei para publicar no PC@maral. Falar de Bíblia é minha paixão. Falar da Palavra que salva, liberta, cura, restaura e faz milagres deve ser uma constante na nossa vida, porque o mundo precisa conhecer esse Deus maravilhoso.

    Que Deus lhe abençoe!

  16. Olá!

    Muito bom o texto!

    Penso que a questão maior nem seria a versão ou tradução da Bíblia, mas a maneira como nós expressamos a Palavra que inspirou as Escrituras. E isto inclui toda uma postura de comunicação de quem transmite a mensagem. Porém, o segredo de se comunciar bem não estaria no manejo de palavras ou expressões, mas sim na abertura do coração do pregador. Logo, o que eu falo para uma pessoa ou em púlpito só vai chamar a atenção se realmente estou conectado com aquela mensagem. Daí, o fato de se ler a todo instante a Bíblia em público pode tornar-se até uma desconexão. Aí sim iremos nos comunicar melhores do que esse bando de enganadores que têm por aí e se utilizam de técnicas comunicativas, as quais encobrem o que eles são.

  17. A PAZ DO SENHOR A TODOS!
    QUERO DEIXAR AQUI REGISTRADO QUE NÃO CONCORDO COM ESTE KLEBER PINHEIRO EM SUAS PALAVRAS QUE ENVERGONHAM NÃO SÓ A BIBLIA MAS O SANTO EVANGELHO PELO QUAL TEMOS LUTADO EM SUA DEFESA CONF FIL 1:16.
    INFELIZMENTE TAMBEM ACHEI O POST MEIO DESNECESSÁRIO,UMA VEZ QUE QUE EXISTEM DICIONARIOS E OUTRAS MANEIRAS DE COMPREENDER UMA PALAVRA DIFICIL E QUEM FOI QUE DISSE QUE O PREGADOR DA PALAVRA TEM PREGAR DIFICIL SÓ POR QUE USA ALMEIDA CORRIGIDA OU ATUALIZADA?
    EM TODOS AS PALESTRAS,PREGAÇÕES E DISCURSOS,PASTORES,PROFESSORES,POLITICOS E DEMAIS DISCURSANTES TÊM QUE UTILIZAR PALAVRAS ACESSIVEIS AO SEU PUBLICO DO MOMENTO.
    ESTE POST DEVERIA SER REESCRITO E CORRIGIDO PARA QUE NÃO DESSE FORÇA A PESSOAS QUE NÃO RESPEITAM AO SENHOR E SUA PALAVRA E UTILIZAM LINGUAJAR DESCLASSIFICADO E AINDA AUMENTAM OU DIMINUEM PALAVRAS DO TEXTO.
    LEMBRE SE QUE PAULO DISSE AOS GALATAS QUE DEUS NÃO SE DEIXA ESCARNECER E EM APOCALIPSE ENCONTRAMOS O QUE DEUS DISSE SOBRE TIRAR OU ACRESCENTAR NA BIBLIA.
    QUE DEUS NOS ABENÇÕE E TENHA MISERICÓRDIA DE ALGUNS QUE COMPACTUARAM COM UM POST INCOERENTE.
    MARIO CESAR.

  18. A Paz esteja convosco, irmãos
    Li alguns comentários inteligentes sobre a postagem acima, ao passo que alguns demonstraram não ter a mínima noção daquilo que falam, pois simplificar certos termos constantes da bíblia, a meu ver, não significa transformá-los em gírias, pois corremos um sério risco de vulgarização da Palavra de Deus, o qual há muito já não é mais reverenciado como tal, passando a ser simplemente "O CARA LÁ DE CIMA".
    Creio que a Bíblia Sagrada deve ser lida com reverência e respeito.
    Não podemos nos olvidar de que a Bíblia Sagrada por séculos foi oculta do povo e lida em uma língua morta (latim) da qual somente poucos tinham o privilégio de ter acesso.
    O que também devemos saber é que um dia, após a vinda de Jesus e do arrebatamento, muitos a procurarão, ávidos por tê-la, lê-la e comprendê-la, mas não a acharão mais, e se, porventura, acharem-na, já não surtirá efeito prático nenhum para abençoar, transformar e salvar, porque o Espírito Santo não estará mais neste mundo, conforme está escrito em Amós 8, versículo 11 e 12:
    "Eis que vem dias, diz o Senhor JEOVÁ, em que enviarei fome sobre a terra, não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do Senhor.
    E irão vagueando de um mar até outro mar, e do norte até ao oriente: correrão por toda a parte, buscando a Palavra do Senhor, e não mais a acharão."
    Cuidado, reverência, respeito e zelo para com a Palavra de Deus é a essência do verdadeiro cristão.
    Um conselho para quem for adquirí-la que dê preferência àquela que tiver a logomarca da Sociedade Bíblica do Brasil, porque hoje existem exemplares cujas traduções são livres e não condizem com a realidade de uma tradução séria e condizente com os originais gregos e hebraicos.
    Que Deus abençoe a todos.

  19. Uma sugestão com muito respeito para quem acha a bíblia difícil de entender(seja para iletrados ou até mesmo crianças).Eu achava também, até ler o livro "Pescadores de crianças, Spurgeon".Sua opinião a respeito mudará completamente!(não é propaganda,mas traz a tona o assunto em questão,vale a pena)

  20. "Me desculpe meu caro!
    Mas voçê simplismente foi equivocado , no seu post e princípalmente com o título!
    Desculpe pela minha sinceridade!"
    ———————————————
    Caro irmão Valtair,

    Desculpe-me pelo título se lhe ofendeu: eu estava sendo sincero também. Mas pode ficar despreocupado porque tenho plena convicção que a culpa não foi da revelação escrita de Deus.

    Peço-lhe apenas que me aponte os equívocos em que caí quanto ao conteúdo do que escrevi. Não tenho problema com críticas, e até agradeço.

    Em Cristo.
    ———————————————
    Quero agradecer também ao pessoal que comentou e criticou o texto, lembrando-lhes que deixei bem claro que NÃO estou desprezando versões: continuo com minha versão "do gueto" também.

    Apenas me manifestei sobre um incidente que ocorreu de fato na minha vida e que me levou a ter mais prudência em que versão devo utilizar para cada ocasião.

    Grande abraço a todos!

  21. Não sei se é pra tanto. Achei o título meio sensacionalista.
    Trabalho com adolescentes e com evangelismo e acredito ser importante utilizar versões atualizadas dos textos bíblicos, como a NVI, o que não quer dizer que as versões mais antigas sejam arcaicas e que devam ser deixadas de lado.
    Trabalho também com a língua hebraica e as versões mais novas deixam muito a desejar. A tradução já não é fácil, a adaptação dos textos ainda mais complexa. Textos são escritos em contextos que nem sempre podem ser adaptados.

    Mas não concordo também com linguagem que muitas vezes é passada de púlpito.

    Fernanda

  22. Pessoal,

    Toda essa conversa me fez lembrar de uma piada sobre o ilustre Rui Barbosa! rs

    Diz a lenda, que Rui Barbosa, ao chegar em casa, ouviu um barulho estranho vindo do seu quintal.

    Chegando lá, constatou haver um ladrão tentando levar um de seus patos de criação. Ele se aproximou vagarosamente do indivíduo e, surpreendendo-o ao tentar pular o muro com seus amados patos, disse-lhe:

    ___Ahááá!!!! Bucéfalo anácrono!!!… Não o interpelo pelo valor intrínseco dos emplumados bípedes palmípedes, mas sim pelo ato vil e sorrateiro de profanares o recôndito da minha habitação, levando meus ovíparos à sorrelfa e à socapa. Se você o faz por mera necessidade, transijo; mas se é para simples zomba da minha elevada prosopopéia de cidadão digno e honrado, dar-lhe-ei com minha bengala fosfórica, bem no alto da sua sinagoga, e o farei com tal ímpeto que o reduzirei à qüinquagésima potência que o vulgo denomina insignificantes partículas atômicas!!!

    E o ladrão, confuso, pergunta:

    ___ Seu Dotô… Afinal eu levo ou deixo "os pato"????

    kkkkkk… Por isso que eu sempre digo que no pulpito mais vale ser simples e comunicar-se bem, que abusar do idioma e nao edificar. Pastores devem alimentar ovelhas, nao girafas.

    Paz e bem.

    Leonardo.

  23. Não tive vergonha da biblia, mas ja me encontrei em situação onde uma pessoa que estava a evangelizar, reclamou das palavras complicadas que não entendia, de pronto dei de presente uma biblia na linguagem de hoje por se tratar de um jovem, sendo que o resultado foi positivo. Gosto do estilo que meu pastor usa, versão almeida de estudos em cultos mais voltados para a igreja como estudos/ ensinamentos biblicos . Em reuniões tipo: casamentos, funerais, evangelismo, em hospistais e penitenciarias onde se tem um publico misto ele usa a Nova Versão Internacional, sendo assim fica claro para todos.
    Abraço a todos.
    Paulo

    Ah propósito depois de um culto maravilhoso (pregação sobre os milagres de Jesus, por uma amável e admirado Ancião) o irmão de nossa igreja perguntou ao vistante se havia gostado do culto, da mensagem; ao que ele respondeu não entendi algumas palavras – por exemplo Esquife, fluxo de sangue….etc…etc ai o irmão simplificou para : caixão, menstruação crõnica….etc…etc, a partir desse fato nossa igreja entendeu que precisa alcançar os povos com mensagens objetivas e claras sem perder a essência.

  24. Ah talvez gostem dessa,

    "cre no senhor gizuz e ficarás Rico tú e tua casa".

    Oh gloria…
    versão biblia neopentecostal – faculdade da teolgia da prosperidade – Impressão Internacional Dubai.
    kkkkkkkkkkkk
    ah só para os que creem

  25. Paz do Senhor!!!

    Kkkkkkkkkk, quase engasguei de tanto rir do Leonardo e o conto do Rui Barbosa!!!(muito bom!!!)
    È por isso mesmo que Paulo o homem que foi criado aos pés de Gamaliel estava preparado para tudo!!!
    Certa vez ele disse pra Timóteo:

    "Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade. 2 Timóteo 2:15"

    E ele também disse certa vez:

    "Porque, embora seja livre de todos, fiz-me escravo de todos, para ganhar o maior número possível de pessoas.
    Tornei-me judeu para os judeus, a fim de ganhar os judeus. Para os que estão debaixo da lei, tornei-me como se estivesse sujeito à lei, ( embora eu mesmo não esteja debaixo da lei ), a fim de ganhar os que estão debaixo da lei.
    Para os que estão sem lei, tornei-me como sem lei ( embora não esteja livre da lei de Deus, mas sim sob a lei de Cristo ), a fim de ganhar os que não têm a lei.
    Para com os fracos tornei-me fraco, para ganhar os fracos. Tornei-me tudo para com todos, para de alguma forma salvar alguns.
    Faço tudo isso por causa do evangelho, para ser co-participante dele." 1Co 9.19-23 NVI

    Abraço Avelar, Leonardo e a todos que amam a vinda do Senhor! Maranata!!!!

    Rodolfo Coelho de Sousa

  26. Ver os comentários acima só me faz pensar o quanto nós que nos chamamos "cristãos" somos seres bem estranhos. De um lado pessoas que acham que a Bíblia deve possuir uma linguagem arcaica e rebuscada, fazendo com que somente o Pasquale Cipro Neto consiga lê-la por mais de 10 minutos… desta maneira estaria dedicando mais tempo ao Aurélio do que à Almeida… Mas do outro lado existem pessoas que parecem que não entenderam a proposta do post e querem modificar e transformar tanto os escritos da Bíblia que da prá fazer um funk profissa com essas novas versões e atualizações do texto.

    Sei não… as vezes (na verdade quase sempre) eu tenho a sensação que somos equilibrados demais com coisas que deveriamos ser extremistas e intolerantes, mas somos extremistas demais, por vezes fariseus demais, fazendo o maior barraco, com coisas que não deveriam tomar tanto assim o nosso tempo e a nossa atenção…

    Isso pq o Avelar disse no post que gosta de ler a Bíblia… imagine se ele tivesse dito o contrário… ¬¬

    Parabéns pelo post e pelo blog.

    Abraços…

  27. Pois é…

    Não sinto vergonha da Bíblia. Nem poderia, pois é a palavra de Deus, meu "manual de instrução" como costumo brincar. Não sei se por ser neto de professora e muito curioso, não tive muita dificuldade com o vocabulário da minha velha e boa Almeida Assembleiana. Me envergonhei certa vez em uma situação no interior do Ceará, onde crentes muito simples em uma humilde casa e com uma bilia bem surrada pelo tempo, me deram uma verdadeira aula teológica. Puro Espirito Santo, e um dos melhores cultos de minha vida. Atos puro.
    Amém.

  28. Estou pensando em fazer este seminário, apesar de já ter feito um(bem fracote). Conversando com vários irmãos, vejo que muitos estão reclamando de que não sabem nada da Bíblia – sendo que a maioria tem estudo secular. Geralmente esses irmãos são de igrejas que não têm estudos bíblicos e escolas dominicais – o que fazem muita falta em uma igreja – assim penso. Por outro lado, um dos irmãos me disse que estas coisas são arcaicas. Irmão Leonardo, eu gostaria de dar uma sugestão: como muitos não podem pagar, por um seminário, que tal o PC ensinar, ao menos, o básico para as pessoas aprenderem a manusear a Bíblia e aprenderem as doutrinas centrais da Bíblia, isto é, sem grandes profindidades – só umas pinceladas, como dizia meu ex pastor. Abs. Mariom.

  29. Mariom,

    O Renato Vargens comecou uma série de postagens que se chama "conhecendo as doutrinas da Bíblia", que é um resumo das principais doutrinas teologicas cristas. Pode esperar que virao mais posts doutrinarios por aí.

    Grande abraco!

    Leonardo.

  30. A garotada do mundo precisa ser doutrinada também na maneira de falar, e não a linguagem deles se tornar hábito nas igrejas. Os mestres e pregadores não precisam ser eruditassos, mas também pregar em linguagem mundana, cheia de malandragens e gírias – a qual no fundo, no fundo nada mais é que a linguagem inspirada pelo tal zé pilintra – nada a ver com o povo de Deus. Nem 8 e nem 80. É muito bom a gente ler a Bíblia com o auxílio do dicionário da língua portuguesa e o do bíblico – eles são indispensáveis. O meu comentário anterior, a respeito do seminário que vocês estão divulgando, era para estar no outro post. Fiz confusão por estar sonolenta e fazendo feijão ao mesmo tempo. Abs. Mariom

  31. irmaos nao vejo motivo para traduzir tanto, a biblia é um livro completamente espiritual, só quando nascemos denovo que entedemos atraves do Espirito qualquer traducao, pra que deixar entrar essa giria jovem em exagerada ou jargoes dos santaroes irmaos vamos orar mais e pregar mais e Deus vai fazer a obra poi é Dele e nao vai deixar faltar

  32. Este não é o maior entrave dentro e fora (em lares) de templos. O maior problema, foi e sempre será a interpretação preconceituosa de textos (idéias preconcebidas por ter ouvido outras interpretações e jamais ter questionado, mesmo quando não "se encaixava" no contexto). Ou seja é o famoso "copiar e colar" ou "CNTR-C; CNTR-V". E vamos empurrando com a barriga…

  33. Olá pessoal,

    Me perdoem se fui muito exagerado, se usei muita gíria, se falei algo que não entenderam ou se falei bobagem, só creio desnecessário me julgar sem me conhecer um pouco mais, pode ser que depois que me conheçam, me mandem para fogueira com fogo mais alto, mas pelos já me conhecem.

    Na verdade, acho que não entenderam o que escrevi, não estou escrevendo uma nova tradução com linguagem considerada vulgar, tampouco tenho a presunção de mudar algo do que está escrito na Bíblia e esteve escrito por tanto tempo.

    O que faço?

    Tenho várias versões da Bíblia, uso todas elas para pregar (acreditem eu faço isso), ensinar e evangelizar.

    A proposta na “Bíblia na Linguagem de Agora” é propor NÃO uma nova tradução ao texto e sim uma explanação simples aos que estão ouvindo com respeito àquele texto sem perder seus valores e princípios, e creiam, falo em vários lugares, para muitos jovens, adolescentes e crianças, e vez por outra, ouso falar um texto na linguagem que se aproxima da realidade deles e isso está apenas nas eventualidades.

    Exemplo:

    Qual a diferença?

    A boca fala do que está cheio o coração.
    Os dedos teclam o que está cheio o coração.
    Mateus 12:34b

    A análise semântica é a mesma nos dois trechos, mas um internauta, entenderia melhor o segundo texto e o mesmo não perdeu o seu principio que é expor aquilo que está no coração sejam com palavras faladas ou escritas.

    Quando uso determinada linguagem, estou falando de escolas, favelas, rua, igreja, casa, praças, etc. Creio que cada um desses lugares deva ter sua linguagem cultural preservada sem perder os princípios contidos na Bíblia.

    Esse é o meu desafio, comunicar a mesma mensagem numa embalagem diferente, sem mudar seus princípios ou valores.

    E deixo claro, não falo somente assim ou ensino ou prego, falo normalmente como qualquer pessoa considerada normal.

    Acho que estão considerando o Português usado para escrever a Bíblia mais importante do que a própria mensagem contida nela.

  34. Seria mais apropriado se o título fosse "…vergonha DA MINHA TRADUÇÃO da Bílbia".

    Deus inspirou os escritos originais, não as traduções. Logo, embora não seja errado preferir uma versão, não há base para só aceitar e usar esta e condenar todas as outras.

    Mas também não devemos ir ao outro extremo e nivelar por baixo, rebaixando demasiadamente os padrões até o nível das pessoas em vez de ajudá-las a elevar sua capacidade de compreensão.

    Nem um extremo nem outro!

    * * *

  35. irmao kleber pinheiro por isso que o mundo nao se converte por causa do evangelho que passamos . o homem sempre encontra algo para parecer com o mundo,irmao Deus é Santo , o diabo é terrivel e nao esta para brincadeira. Vc acha mesmo que o Senhor Jesus falou na giria para aquele barbaros de antigamente. irmos temos que ter a linguagem de Jesus ou em linguas ou linguas para pregar as nacoes , quer pregar leva um linguagem simples e facil de entender e o Espirito se encarregara de converter o pecador nao se preucupa com isso deixa Deus trabalhar. paz

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui