Não esqueça o principal

8
465
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Renato Vargens

Conta a lenda, que certa vez uma mulher pobre com uma criança no colo, ao passar diante de uma caverna, escutou uma voz misteriosa que lá de dentro dizia: “Entre e apanhe tudo o que você desejar, mas não esqueça o principal. Lembre-se porém de uma coisa: depois que você sair, a porta se fechará para sempre! Portanto, aproveite a oportunidade, mas não esqueça o principal…” A mulher entrou na caverna, e lá encontrou muitas riquezas. Fascinada pelo ouro e pelas jóias, pôs a criança no chão e começou a juntar ansiosamente tudo o que podia em seu avental. A voz misteriosa então, falou novamente: “Você só tem oito minutos.” Esgotados os oito minutos, a mulher carregada de ouro e pedras preciosas, correu para fora da caverna e a porta se fechou… Lembrou-se então, que a criança ficara lá dentro e que a porta estava fechada para sempre! A riqueza durou pouco, e o desespero durou para toda a vida.

Pois é, o mesmo acontece às vezes conosco. Temos muitos anos para vivermos neste mundo e uma voz sempre nos adverte: “Não esqueça o principal!” E o principal são os valores espirituais, a oração,a vigilância, a família, os amigos, a vida! Mas a ganância, a riqueza, os prazeres materiais nos fascinam tanto, que o principal vai ficando sempre de lado… Assim, esgotamos o nosso tempo aqui e deixamos de lado o essencial: “Os tesouros da alma”.
Caro leitor, a luz deste pequeno conto gostaria que você respondesse para si mesmo dizendo o que o dinheiro tem significado para você?
Lembre-se que lamentavelmente por amor ao dinheiro, muita gente tem negociado seus valores, vendido a moral e abandonado a família e não são poucos que em virtude disto tem perdido seu lar e seus filhos.
Pense nisso!

Assine o Blesss

***
Renato Vargens é colunista no Púlpito Cristão

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

8 COMENTÁRIOS

  1. QUE TIPO DE IGREJA TEMOS SIDO NESTA GERAÇÃO?
    Uma mensagem não muito popular,simples; mas DESAFIADORA para os nossos dias! NÃO deixe de ler. Grande abraço, que o Senhor continue te usando como instrumento nesta geração, fica na paz!

  2. muito bom, nos faz pensar. Creio que o dinheiro seja sim algo necessario nos dias de hoje (infelizmente) devemos ser ambiciosos no sentido de almejar sempre o melhor para nós e nossos queridos, mas sempre mantendo os valores espirituais e nunca querendo derrubar o outro para conseguir algo. Não sei quanto aos outros,mas pra mim esse texto fala sobre liberdade. Será que queremos ser escravos de nós mesmos? dos prazeres terrenos?

    ;D

  3. Bah, meu problema nem é com dinheiro, mas com as fascinações deste mundo tenebroso. Gasto mais tempo lendo coisas inúteis, brincando na Internet do que lendo a Bíblia ou orando. Realmente, tenho esquecido o principal. Obrigado pelo texto. Muito bom mesmo.

  4. OI Renato,tens razão parcialmente,mas não totalmente.O dinheiro é necessário ou a busca da riqueza em si não é um mal a ser exorcizado ,o mal uso do dinheiro ou da riqueza é algo que apaga a nossa espiritualidade.A sua mensagem é aversão a prosperidade.Neemias é um exemplo de homem rico e não se deixou envolver com a riqueza – foi um homem de compaixão que amava os irmãos,confere nas Escrituras e não ví nenhuma restrição de Deus a situação de Neemias.
    Neemias homem rico a serviço do Deus vivo.É isso que devemos cultivar.O amor ao dinheiro é a razão de naufrágios na fé,e não o possuir.O dinheiro é uma bênção divina que se bem usado é uma arma protetora do homem,mas ao contrário é uma maldição.Ser rico ou prospero não é pecado,e ser pobre e arrogante é.Conheço hoje homens ricos que estão atuando junto a pobreza na Africa,um deles é o Bono vocalista do U2,e outro é o pastor Ricka Warren que está investindo a sua riqueza pessoal tb na Africa,em Moçambique,e daí? Valeu ou não valeu ser rico?
    tito from brasília.

  5. Não vejo nada de errado no post. O pr Renato não está defendendo a pobreza e desprezando o dinheiro – ele escreveu que há bens, que sempre devem estar a frente do dinheiro em nossos corações. A mulher que entrou na caverna poderia ter ficado rica sem se esquecer da criança, mais ela ficou totalmente abestalhada pelo dinheiro, que não enchergou mais nada além das riquezas – ficou ceguíssima. Moral da história: não é pecado possuirmos dinheiro, e sim sermos possuídos por ele. Mariom.

  6. A Paz, irmãos!
    Há dias atrás, liguei a TV que estava sintonizada num programa que, a princípio pensava ser de cunho jornalístico, onde uma reporter, muito simpática, mostrava o glamour e o requinte de hotéis de luxo e suas suites presidenciais, os restaurantes especializados em comidas francesas e tudo o que há de melhor e que apenas um seleto grupo de
    pessoas "vips"(privilegiadas)podem se dar ao luxo de desfrutar.
    Em seguida, mostrou também lojas de revendas de veículos importados, os considerados melhores do mundo, tais como Rolls Royce, Ferrari, Mercedes e etc…
    Obviamente que tudo isso a preços astronômicos, somente para a elite, fora do alcance das classes B, C, D e E.
    Depois dessa introdução, surgiu um "apóstolo" da IMPD, do programa denominado "PONTO DE LUZ", o qual dizia que tudo aquilo estava à disposição
    de todo o cristão, bastava apenas crer nas bênçãos e nas promessas de "deus", pois, como estava escrito: "COMERAS O MELHOR DESSA TERRA"…
    Dizia ainda que se você estivesse contente e acomodado com a sua realidade medíocre, com seu salarinho de fome, com sua casinha de favela, seu carro velho, o problema era seu, mas… se quisesse as riquezas que "deus" estava proporcionando a todos os que creem, tudo aquilo estava à sua disposição…
    Nesse ponto, não mais suportei em ficar assistinto, soltei umas imprecações: MISERÁVEL, MALDITO, VOCÊ JÁ FOI VENCIDO NA CRUZ DO CALVÁRIO!
    Em seguida, desliguei a TV.
    Identifiquei ali naquela "pregação", o mesmo demônio que tentou nosso Mestre Jesus Cristo, quando o levou ao pináculo do templo e mostrou-Lhe todos os reinos deste mundo e sua glória e riquezas, dizendo: "TUDO ISSO SERÁ SEU SE PROSTRADO ME ADORARES".
    O impressionante disso tudo, meu amado irmão, é que satanás usa das mesmas estratégias ainda hoje, demonstrando ser profundo conhecedor da palavra de Deus, distorcendo-a completamente a favor da desgraça alheia, porque seu plano e roubar, matar e destruir.
    O grande apelo à conquista das riquesas materiais está completamente fora do contexto bíblico e cristão, devemos lutar para a conquista dos grandes tesouros no céu, onde as traças não picam, a ferrugem não corroem e os ladrões não as roubam, e das bênçãos celestiais e eternas, onde as desfrutaremos com Cristo Jesus, no lugar de delícias inimagináveis que Ele previamente nos providenciou.
    O salmista disse: "Já fui moço, hoje estou velho, mas nunca vi um justo sequer a mendigar o pão".
    Certamente que ele nos conhece e sabe de todas as nossas necessidades físicas e psíquicas e nos proporciona a seu tempo.
    Não devemos andarmos ansiosos por coisa alguma, e esperar somente na divina providência, como nos ensinou o Mestre.
    Que Deus nos abençoe cada vez mais.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui