Até que provem o contrário, somos hipócritas

18
180
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Geremias do Couto

Assine o Blesss
Por favor, não me tenha por agressivo. O que descrevo nas linhas abaixo é apenas o retrato em preto e branco daquilo que realmente somos. Em minha já longa estrada é o que mais vejo no meio religioso. Até os verdadeiros santos admitem que são hipócritas. Somos o nosso próprio arquétipo. Mas se você é daqueles que “já alcançou grau elevado” acima dos simples mortais siga adiante e nem se dê ao trabalho de ler o texto. Ele foi escrito para os que estão na terra, os que choram pelas suas graves deficiências, os que não gostariam de ser o que são, cheios de falhas, mas ao mesmo tempo se encantam quando se veem abraçados pela graça, que os eleva à condição de pecadores maltrapilhos assentados à mesa no banquete do Grande Rei. É para esses, incluindo a mim, que o texto foi escrito, não para você.

Somos hipócritas quando usamos o nosso verdadeiro perfil nas redes virtuais para “vender” credibilidade, mas não nos causa nenhum asco usar “fakes” de toda ordem para expor a podridão do nosso coração.

Somos hipócritas quando em nossos discursos aparentamos usar e enaltecer a graça, mas, ao contrário, em nossa prática valorizamos com desavergonhada idolatria o sistema religioso.

Somos hipócritas quando usamos a fé em nossos mais diversos relacionamentos para ganhar a confiança, mas, na verdade, o nosso interesse é mesmo construir um reino estritamente pessoal.

Somos hipócritas quando exteriormente demonstramos simpatia por alguém, até com um sorriso maroto nos lábios, enquanto, por dentro, o nosso autêntico desejo é comer-lhe o fígado.

Somos hipócritas quando vestimos uma roupa que não nos cabe e nem nos pertence e queremos com isso que as pessoas acreditem que somos aquilo que não somos.

Somos hipócritas quando usamos a graça como desculpa para pecar, mas não nos submetemos a ela para resistir ao pecado.

Somos hipócritas quando dizemos alto e bom som que os nossos feitos são para a glória de Deus, mas nossa linguagem, em sua mais arguta sutileza, demonstra que, no fundo, são mesmo para a nossa glória.

Somos hipócritas quando criticamos o comercialismo sem escrúpulo que grassa desavergonhadamente no meio evangélico, mas adotamos ao mesmo tempo, ainda que em menor escala, o mesmo comportamento, como “caixeiros-viajantes” pelo país.

Somos hipócritas quando nos tornamos a palmatória do mundo em nome de aparente santidade, mas na verdade isso não passa de biombo para esconder as próprias fragilidades.

Somos hipócritas quando, para demonstrar zelo pela Casa de Deus, não nos constrangemos em expor os “grandes” pecados alheios, enquanto em nossa vida pessoal nos olvidamos dos “pequenos” pecados, que praticamos cada dia.

Somos hipócritas quando desprezamos a integridade e passamos a defender o erro em nome de suposta fidelidade.

Somos hipócritas quando, para aparentar nobreza de caráter, subjugamo-nos à lei, vilipendiamos a graça e, por causa disso, alimentamos cada vez mais o nosso complexo de culpa.

Somos hipócritas quando, em nome de suposta educação, deixamos de ser o que somos com o temor de nos tornarmos desagradáveis.

Somos hipócritas quando, em nome de interesses próprios, abrimos mão de convicções espirituais para receber benefícios de uma circunstância.

Somos hipócritas quando em nossa itinerância tornamos a nossa pregação mecanicista, como se fosse o mero repetir de uma gravação, simplesmente para agregar valor ao “produto” que vamos vender ao final da reunião.

Há remédio contra a hipocrisia? Ela é parte de nossa natureza, que abriga também outros sentimentos nada confortáveis. Lutar contra a hipocrisia em nossa força carnal de nada adianta. Submetê-la ao legalismo da opressão religiosa só faz aprofundá-la. Nosso conforto é simplesmente submeter-nos sem reservas à bendita e doce graça do nosso amado Jesus para que ela seja a força motriz a moldar o nosso caráter e para onde possamos correr todas as vezes em que a hipocrisia, ou qualquer outro maléfico sentimento, aflorar em nossos relacionamentos. Se você é honesto, há de concordar que isso ocorrerá com certa frequência, mas a graça estará ali como o seu abrigo nas horas do fracasso. Chegará um tempo em que esses sentimentos já não terão domínio sobre o seu coração, ainda que vez ou outra queiram manifestar as suas unhas afiadas.

Mas, por favor: não se sobreponha à graça. Ela é suficiente.

***

Geremias do Couto é teologo pentecostal e amigo dos blogueiros do Púlpito Cristão
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

18 COMENTÁRIOS

  1. Depois desse texto que li,me considero mais hipócrita,só Deus para ter misericórdia de mim,e vejo que só estou salvo por causa da Graça de Deus,através de Jesus.

    Como sou pecador,e digno de morte sou,mas vivo pela Graça do meu Senhor.

  2. Esse post tá muito bom, e concordo em genero nº e grau com vc caro irmão.
    Que possamos a cada dia nos submeter a está debaixo da graça do Senhor e entender o verdadeiro sentido dela.
    A paz
    Patrícia

  3. Olá Geremias,parabéns pelo texto. Acho que eu vou pegar um ateu para comentar seu texto. "Sigmund Freud, aos 73 anos, publicou Le malaise dans la culture. No quinto capítulo, ele comenta o preceito transmitido por judaísmo e cristianismo – amarás o teu próximo como a ti mesmo – demonstrando que nenhum outro vai tanto contra a natureza humana quanto este. O homem não é um ser dócil com necessidade de amor, diz ele, mas sua predileção pela agressão considera o próximo como "uma tentação, ao satisfazer sobre ele sua agressão, de explorar sem indenização sua força de trabalho, de utilizá-lo sexualmente sem seu consentimento, de apropriar-se do que possui, de humilhá-lo, causar-lhe dores, de martirizá-lo e de matá-lo". O apetite pela violência, esse desfrute da humilhação do outro, se realiza na organização de sua morte simbólica e social, antes de sua morte física".
    Aguardamos em nossa Deus toda sua misericórdia para com seus filhos.
    Forte abraço – Rogério rogeriomarina@yahoo.com.br

  4. Somos hipócritas quando dizemos ser cristãos, mas julgamos o outro – que religiosa-mente e gramatica-mente "erra" – e usamos nossa posição e canal para envergonhá-lo perante outros suposta-mente "certos". [ótimo texto, Geremias]

  5. É com grata satisfação que vejo um pastor referência nacional na Assembléia de Deus puxar pelo avesso algumas práticas arraigadas de todos os evangélicos, inclusive na estrutura na qual ele serve ao Senhor.

    Ele pode expressar o seu interessante pensamento. Mas, se é o irmão Zé da oficina, seria esfolado vivo pelo império da hipocrisia. Sei do que estou falanndo.

    O texto é pertinente e inteligente, denunciando a idolatria do sistema religioso e as pessoas que diziam que preto era preto, mas basta aparecer uma oportunidade eclesiástica, financeira ou de projeção pessoal particularmente interessantes, dizem que preto é branco.

    Sou hipócrita, não nego. Mas busco a mesma graça suficiente que o pastor Geremias também está a procura.

  6. MUITO CORRETO E OPORTUNO, ESTE TEXTO SINTETIZA MUITO BEM, FIDEDIGNO NO MEIO EVANGÉLICO,LITERALMENTE É O QUE ESTAMOS VIVENCIANDO NO COMPORTAMENTO DOS CRENTES, HIPÓCRITAS,ESSA CHARGE RETRATA O MODELO DO QUE DENOMINAM REINO DE DEUS, E CRISTIANISMO, É TEMERÁRIO, VIROU MERCANTILISMO, DISPUTAS, MÁSCARAS, CLICHÊS, ESTERIÓTIPOS…O QUE OS PSEUDOS APÓSTOLOS,MEGA EVANGELISTAS, RECEITANDO FORMAS DE ENCOSTAR DEUS NA PAREDE E EXIGIR SUAS BENÇÃOS, VENDA DE INDULGENCIAS,COMO EXERCITAR SUA FÉ… SE VOCE NÃO É ABENÇOADO É PORQUE NÃO TEM FÉ PARA DESAFIAR DEUS E POR AI SEGUE, MASSIFICAÇÃO, HISTERIAS, CAMPANHAS,E AINDA TEM A DESFAÇATEZ DE DIZER QUE SÃO HOMENS DE DEUS… "O APOSTOLO PAULO DISSE SEJAM MEUS IMITADORES COMO EU SOU DE CRISTO" É TEMERÁRIO O QUE ESTAMOS VIVENCIANDO…AINDA SE DENOMINAM IGREJA DO SENHOR, MAS QUE SENHOR??? COMÉRCIO,DO EVANGELHO E DA BOA FÉ DOS NEÓFITOS, QUE SÃO MASSA DE MANOBRAS NAS MÃOS DESTES FARISEUS HIPÓCRITAS… NÃO VOS CONFORMEIS COM ESTE MUNDO MAS TRANSFORMAI-VOS PELA RENOVAÇÃO DO VOSSO ENTENDIMENTO QUAL SEJA A BOA PERFEITA E AGRADÁVEL VONTADE DO SENHOR… RUBEM

  7. Sabe qual o mal do ser humano, e nesse me incluo e famoso status, uma espécie de vaidade de ser aquele ser perfeito, que não e, e por saber disso que DEUS mando o seu filho para nos redimir dos pecados, sei que muitas das vezes esquecemos da nossa imperfeição, a ponto de camuflar para não parecermos mal, tipo envergonha, quem sabe com uma baixa estima, afinal ninguém que passa vergonha ou ser acusado de errante, não queremos si humilhar e desse ao posso, porque a questão toda não e DEUS, mais sim os que os outros vão pensar, e assim vamos vivendo com essa falsa aparência que usa como maquilagem, roupas, ou atitudes que não vem de dentro, as quais não tem o mínimo amor na sua aplicação, e que no final nos deixa fora do foco principal que alcançar a vontade de DEUS.

  8. Resumindo seu texto. Qão miserável homens que somos,,,já dizia o Grande Apóstolo Paulo.Vcs sabem qual a diferença de Graça e Misericórdia? Graça é algo que não deveríamos receber de Deus mas Ele nos dá(A salvação) . Misericórdia e algo que deveríamos receber de Deus mas Ele não nos da´( O inferno)

  9. Hoje podemos fazer a leitura de duas grandes seitas no cristianismo, o "catolicismo" e o "protestantismo" que infelismente fogem de todos os ideais que Cristo pregou, buscando simplismente seus próprios interesses. São os Fariseus e Saduceus do Séc. XXI

  10. Bem, tudo mundo sabe que somente pela graça e misericórdia é a razão de não sermos consumidos pela ira de Deus.
    Quem disser que não tem pecado, considere-se maldito, assim como maldito é aquele que confia cegamente em seu semelhante, antes devemos confiar e prestar nosso culto de adoração somente a Deus.
    Isto posto, parabenizo pelo excelente texto do Pastor Geremias do Couto.

  11. Nossa…eu não valho nada mesmo hein?!?!
    Mais vergonha após ler esse texto, impossível!!

    Obrigada por colaborar com a boa obra de Deus e abrir nossos olhos, Geremias!
    É de pessoas como você que Deus se orgulha e até ri de satisfação!

    Leka – BH/MG

  12. Sempre achei que éramos assim – a sociedade é toda hipócrita, mas me perguntava: e a msg de Cristo contra os hipócritas: "hipócrita… hipócrita… " por isso poderias, irmão, continuar esse texto a partir dessa mensagem de Cristo.

  13. O que aconteceu com a regeneração?

    Se o cristão em 10 anos de caminhada com Deus não largou as velhas práticas e modificou seu jeito de ser então deve haver algo errado.

    Não quero dizer que sou santo no sentido de sem pecado mas que os meus sentimentos hoje estão longe de há 10 anos, isso está.

    Vamos, irmãos, busquemos as coisas que são do alto e busquemos a cada dia a morte da natureza carnal.

    Paz a todos.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui