Pastores ou gerentes de lojas

9
556
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Eugene Peterson

Assine o Blesss
Os pastores (*) se transformaram em um grupo de gerentes de lojas, sendo que os estabelecimentos comerciais que dirigem são as igrejas. As preocupações são as mesmas dos gerentes: como manter os clientes felizes, como atraí-los para que não vão às lojas concorrentes que ficam na mesma rua, como embalar os produtos de forma que os consumidores gastem mais dinheiro com eles.

Alguns pastores são ótimos gerentes, atraindo muitos consumi­dores, levantando grandes somas em dinheiro e desenvolvendo uma excelente reputação. Ainda assim, o que fazem é gerenciar uma loja. Religiosa mas, de toda forma, uma loja. Esses empreendedores têm sua mente ocupada por estratégias semelhantes às de franquias de fast-food e, quando dormem, sonham com o sucesso que atrai a atenção da mídia.

Será que ainda existem sete mil que não dobraram os joelhos perante Baal? Haverá um número suficiente para sermos identificados como uma minoria? Acredito que sim. De vez em quando, conseguimos identificar-nos um com o outro, e algumas minorias já conseguiram grandes realizações. E deve haver alguns gerentes de loja que estão descobrindo que o ensopado pelo qual trocaram seu direito de primogenitura é sem sabor e estão, com tristeza, trabalhando pela restauração de seu chamado. Será essa tristeza uma brasa, com força suficiente para se tornar uma labareda de repúdio à deserção que havia acontecido? Voltará a Palavra de Deus a ser como fogo na boca deles? Poderá a minha indignação ser como um fole que sopra esse carvão?

***
(*)Na introdução do livro “Um pastor segundo o coração de Deus”
Fonte: Bereiano [Via: Púlpito Cristão]

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

9 COMENTÁRIOS

  1. Deus meu! Deus meu!
    Abra os olhos do povo evangélico!
    Acabei de tecer um comentário na postagem abaixo que versa sobre o mesmo assunto.
    Certa vez, um irmão cansado de ser expoliado, numa conversa com o pastor de sua igreja, comentou se somente poderia pagar o dízimo e dar ofertas regularmente, de acordo com as suas possibilidades.
    O pastor, dono da "verdade", respondeu: Irmão, eu quero ter o prazer de poder abençoá-lo. Quanto mais você investe no Reino de Deus, quanto mais você lançar a semente, quanto mais você doar para a Obra de Deus, mais Deus vai te recompensar.
    Você terá lucros incomensuráveis, colherá cento por um.
    Seus celeiros vão transbordar de tanta abastança.
    Pense somente que você está fazendo um negócio altamente lucrativo em investir no Reino de Deus.
    Para esse pastor, Deus virou um banqueiro e sinônimo de um objeto de barganhas e negociatas, ávido em obter e distribuir lucros nateriais a seus filhos.
    Diante disso, o irmão foi forçado a acreditar que deveria continuar "investindo" na igreja, mesmo que faltasse dinheiro para suprir as suas necessidades básicas e da sua família e pagar as suas contas, porque, segundo o mesmo pastor, o interessante primeiramente é o investimento no "Reino de Deus".
    Engraçado que esse tipo de argumento é completamente falacioso, suas premissas são falsas, porque não encontra respaldo na Bíblia Sagrada, nossa única regra de fé.
    Sendo o Reino de Deus espiritual, não há como querer que façamos algum investimento em dinheiro ou algum bem material nele.
    O investimento que podemos fazer no Reino de Deus é ganharmos almas para Jesus, fazermos boas obras, tais como auxiliarmos os pobres e as viúvas em suas necessidades, socorrermos os doentes, orarmos pelas causas dos desassistidos e menos favorecidos pela sorte… e por ai vai…

  2. Eugene Perteson é um destes teologos que, com o coração totalmente voltado para Deus, não permite que somente uma inquietação permeie sua tragetória. Não, somente isto não é suficiente, Deus esta usando este homem de Deus para abrir os olhos daqueles que um dia foram discípulos e hoje são somente pastores de si mesmos. Meros mercadores do templo, fazendo com que as ovelhas mendiguem algum alimento, pois há escassez de comida na Casa do pão.
    Que estes textos que lemos, sobre estes assuntos tão importantes não venham somente causar uma inquietação, mas que venhamos ser movidos pelo espírito a fazer a diferença onde quer que estejamos! Não basta apenas ser do "grupinho" que não aceita, mas daquele que faz diferente, através de uma vida santa e piedosa. Estou cansado de ver ovelhas reclamarem, sabendo onde há alimento e não se alimentando, sabendo onde há água, mas preferem morrer de sede e ficar gritando.
    Levante-se do chão, busque a Deus. O grito de um silêncio motivado pela presença do Espirito Santo em seu quarto fechado é muito melhor do que gritar sem saber o porque de tanto alvoroço!

    Vamos fazer a diferença! E com certeza sei que começa por mim!

    Fiquem na paz amados de Deus!

    Blog Emunah

  3. Que Deus tenha misericórdia de nós.Precisamos Dele mais do que nunca.O que falta mais acontecer?Ainda bem qu Deus sempre acha e conserva para si uns rabiscos na videira.Toda a Glória a Ele por isso.

  4. Gente, é isso mesmo. Aqui no Recife, tem um monte dessas lojas…inclusive sendo liderada por pastores maçons que já foram gerente de lojas do ramo de cosméticos, o cara faz um monte de programação p manter o pessoal la dentro, presos dentro de uma grande gaiola, mas como a gaiola é linda, toda enfeitada, ninguem questiona e ainda acham ele "o cara"…mas a grande sacada é que o "pastor" é o grande telemarketing, sacou? usa a mídia a seu favor e tome manipulação na cabeça oca dos crentes…é como aqueles caras com um microfone na mão na frente das lojas, atraindo qq um, que não tem o mínimo critério de escolha, incluside de igreja.

  5. Até que ponto é apropriado usar a palavra "vítima" para se referir aos clientes das igrejas, pessoas que:

    1- se agarram tenazmente a exploradores que dizem o que elas querem ouvir e

    2- rejeitam veementemente a ouvir aqueles que dizem o que elas precisam ouvir, as orientações e advertências da Bíblia?

    * * *

  6. se já não existe, daqui á pouco haverá cultos por computador (virtuais), onde após as musiquinhas e o 71 do pr , bispo ou patriarca virtual serão exibidas os tipos de bençãos aos clientes onde você escolhe a bença e clica no carrinho de compra ao lado. tudo isso para comodidade dos troux… digo clientes

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui