Mackenzie e Homofobia: A verdade por detrás dos fatos

28
218
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Foto: pastor e chanceler da Universidade Presbiteriana Mackenzie Augustus Nicodemus Lopes desencadea nova polêmica sobre homossexualidade e homofobia. Grupos LGBT organizam protestos em frente á instituição.

Esta semana o debate sobre o tema da homossexualidade voltou a ser pautado pela mídia impressa, televisiva e virtual. Um verdadeiro turbilhão de comentários criticando o pronunciamento do doutor Augustus Nicodemus Lopes, chanceler da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Em seu artigo, Augustus critica o Projeto de Lei 122/06, que pretende criminalizar certas atitudes e opiniões com respeito aos homossexuais. Segundo o reverendo presbiteriano, a lei “parte do princípio que toda manifestação contrária ao homossexualismo é homofóbica (…) uma lei dessa natureza maximiza direitos a um determinado grupo de cidadãos, ao mesmo tempo em que minimiza, atrofia e falece direitos e princípios já determinados principalmente pela Carta Magna e pela Declaração Universal de Direitos Humanos”. Curioso é o fato de que o artigo foi redigido e publicado pela primeira vez em 2007, mas só agora os grupos LGBT se sentiram incomodados por seu conteúdo.

Alguns minutos depois da publicação do texto no site da Mackenzie, uma onda de protestos se levantou entre as redes sociais. A comunidade Gay, bem como simpatizantes do movimento, consideraram o artigo preconceituoso, e a pressão foi tão grande que a Mackenzie foi forçada a retirar o artigo do ar e emitir uma breve nota de esclarecimento. Não há na nota um pedido de desculpas oficial, mas sim uma defesa da liberdade de opinião, afirmando em outras palavras, que tanto gays quanto heterossexuais, bem como representantes de diversas opiniões e credos tem amplo direito de se expressar:

“O Mackenzie se posiciona contra qualquer tipo de violência e descriminação feitas ao ser humano, como também se posiciona contra qualquer tentativa de se tolher a liberdade de consciência e de expressão garantidas pela Constituição”

Assine o Blesss

Insatisfeitos com a retirada do texto polêmico, ativistas LGBT marcaram um protesto em frente à sede do Mackenzie em São Paulo, que deve acontecer no próximo dia 24. Poucas horas depois do convite feito no Facebook, mais de 1900 pessoas confirmaram presença.

Se por um lado a liderança homossexual começa a se articular, por outro lado os evangélicos continuam fazendo pronunciamentos, muitos dos quais são bastante veementes. O ativista pró-familia Julio Severo criticou a postura tomada pelo movimento gay: “os homofascistas nunca trocariam o Mackenzie por uma mesquita como alvo de suas reais manifestações de ódio. Eles tremeriam de medo só de pensar em fazer um protesto na frente da Embaixada do Irã, país que tradicionalmente mata homossexuais!”. Segundo Julio, os homossexuais se aproveitam da passividade dos cristãos.

O pastor Renato Vargens, líder da Igreja Cristã da Aliança em Niterói, antecipou a série de eventos recordando momentos históricos em que a perseguição aos evangélicos foi mais intensa. Sobre o PLC 122/06, ele declara: “Os cristãos evangélicos correm o risco de sofrerem novas perseguições substanciais em virtude do projeto de lei 122 que tramita na Congresso Nacional que se aprovado irá criminalizar àqueles que manifestam suas opiniões religiosas contrárias ao casamento gay”. Ele também diz que “a fé protestante não defende a homofobia. Na verdade, nós cristãos-evangélicos somos contrários a todo tipo de violência física (…) Todavia, acreditamos também que possuímos o direito irrevogável e constitucional de expor publicamente nossa fé conforme claramente afirma a nossa carta magna”

Apesar das discrepâncias teológicas, católicos e evangélicos concordam na questão homossexual. Sobre isso, vale a pena rever o vídeo do padre Jose Antonio, da Canção Nova, que foi censurado no Youtube por ocasião das eleições:

O blogueiro, advogado e antropólogo Valmir Milhomen faz uma analise jurídica do caso Mackenzie:

“A Mackenzie é uma IES (Instituição de Ensino Superior) de caráter confessional: É dizer: o seu ensino é realizado em sintonia com sua cosmovisão cristã. A nota divulgada em seu site (volto a dizer: desde 2007) faz parte da confissão de fé da sua mantenedora. Tanto é assim que a sua visão, conforme consta no site, é: “Ser reconhecida pela sociedade como instituição confessional presbiteriana, filantrópica e de perfil comunitário, que se dedica às ciências divinas e humanas; caracterizando-se pela busca contínua da excelência em ensino, pesquisa e extensão; primando pela formação integral do ser humano, em ambiente de fé cristã reformada (…) a confessionalidade possui fundamento legal. A lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, em seu artigo 20 dispõe que as instituições privadas de ensino poderão se enquadrar na categoria de confessionais, que atende a orientação confessional e ideologia específicas”

Na verdade, o pronunciamento do reverendo Augustus Nicodemus parece ter sido a desculpa ideal para trazer de volta a discussão que dominou o segundo turno das eleições presidenciais, uma vez que a presidente eleita fez um “compromisso” com os religiosos do país através da Carta ao Povo de Deus. Se os religiosos foram preponderantes durante as eleições, tudo indica que após as mesmas tudo voltará a ser como era antes: Grupos LGBT se passando por vítimas e impondo uma ideologia política revanchista, na qual o pensamento cristão sofre forte discriminação, sendo chamado de retrógrado, antiquado. Aqueles que pedem tolerância, são extremamente intolerantes com aqueles que discordam deles.

Que Deus, em Cristo, nos conceda misericórdia e graça para manter o diálogo com os grupos homossexuais, sem contudo, abrir mao das verdades inegociáveis da Palavra de Deus.

***
Fonte: Púlpito Cristão

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

28 COMENTÁRIOS

  1. Aceitar a opção sexual de alguém é direito e dever de todos, mas que uma opção qualquer venha a derrubar ensinamentos bíblicos desde o AT ao NT, isso não pode ser aceitável se, na Constituição do país, está assegurado o direito à liberdade religiosa. O que têm as trevas a ver com a LUZ? Se não pudermos mais chamar de pecado ao que é pecado diante de Deus, então chegou a hora de pregarmos em catacumbas novamente. O que não podemos é temer o homem. Temamos a Deus e mantenhamos nossa consciência limpa diante Dele.

  2. Confesso que fiquei emocionado ao ver o Padre falando de FATOS bíblicos que nós evangélicos não mais pregamos.

    Parabenizo o padre pela chamada de atenção àquelas que o aplaudiam mas não dão a cara a tapa, bem como quando citou que buscamos ao Senhor apenas pelos seus benefícios, mas e a salvação? E o inferno?

    Pois é padre. Parabéns por ensinar aos evangélicos que há um EVANGELHO a ser pregado.

    (não sei vocês, mas que pena que não é um "reformado".)

    Fiquem na paz!

  3. Diziam que eram coitados, amordaçados pela censura
    Agora, desfilam nas bancas e imprimem a própria ditadura
    Pobre de ti, Betsaida!
    Ai de ti Corazim!
    Dessa nossa garganta, virá o juízo do teu fim

    Música da banda Resgate – A Hora do Brasil

  4. Oi Leonardo,

    Por favor, corrija uma informação. O texto da IPB estava no blog do Mackenzie desde 2007. Veja o texto que vc cita, de Valmir Milhomen, onde tem a data correta.

    Goel

  5. Acho que os evangelicos estao mas preocupados com seus orgulhos, do que com esse povo que precisa ser amado, e so analisar o jeito ofensivo de alguns poderosos chefoes de expressarem sua religiosidade atraves de suas midias, vamos parar com esse orgulho de querer defender Deus, ele nao precisa…vamos salvar vidas!

  6. A Igreja Presbiteriana é uma igreja centenária, certo? Logo, ela deixou passar a oportunidade de ter um canal de TV aberto (sob a exejegue de que TV é só para o diabo), certo? Canal esse que poderia mostrar o outro lado da história quando ao que se chama de homofobia, certo? Hoje a IP se defende por meios que, basicamente, somente cristãos acessam, certo? Então há motivos para se chatear, mas não para mais do que isso, até porque tudo que acontece é a vontade de Deus, segundo esse exejegue os homossexuais são a vontade de Deus. Tudo isto já está predestinado a acontecer, então não há motivos para alardes.

  7. Pelo andar da carruagem pressinto que a religião ocidental, jamais vai ajudar alguém sem lhe cobrar algo. A compaixão jamais estará presente em cada um de nós, se não nos vermos na pele daquele que sofre preconceito. Mas a religião que se vê por aí, pugna por todo um mecanismo de dominação, cuja base é forçar o indivíduo a reprimir os próprios sentimentos.

    Isso já começa desde cedo, quando os atos psíquicos originais da criança, através de subornos, são substituídos por meros clichês de convivência social. Sem poder expressar os seus sentimentos, o ser em formação vai se adaptando a um regime de escravidão psicológica dentro de um mundo ilegítimo e estéril.

    Ela, a criança, aprenderá no mínimo, que AMAR, é ter que dominar o outro, e submetê-lo aos seus próprios poderes e ditames.

    Quão difícil é encontrar lugar para o amor no meio dessa engrenagem chamada “sociedade cristã” que tudo confunde: desejo se confunde com fé; dependência se confunde com benevolência; ações egoístas se confundem com amor e altruísmo.

    Será que os religiosos estão realmente preparados para receber os homossexuais em seus templos, sem oprimi-los? Será mesmo que estão preparados para colocar em prática o velho bordão: “VENHA COMO ESTÁS”?

    Senti no insuflado discurso do padre, um cheiro sutil da velha inquisição.

  8. Esses sacerdotes católicos são bem hipócritas mesmo!!!
    Que moral eles têm para falar de moral e valores cristãos,se o quintal deles é pútrido?seu discurso cai no vazio,pois suas práticas estão há milhões de anos-luz de palavras como as desse ´´padre“.
    Mas voltando ao assunto,como disse o Júlio Severo em seu blog,queria ver esses ativistas homossexuais fazerem manifesto em frente às mesquitas muçulmanas em países em que a resposta seria à bala e à bombas,ou em frente à embaixada do Irã,país que MATA homossexuais.
    Provocam uma universidade ligada à uma Igreja evangélica porque sabem que não haverá retaliação violenta,ao mesmo tempo que terão completa cobertura dessa imprensa podre e fajuta.

  9. Dentro dessa discussão, é importante dizer que ATIVISTA LGBBT é diferente do cidadão que assume a identidade gay. Inclusive esses mesmos ativistas são mais ligados ao poderio politico do que na luta pelos "direitos dos gays". Muitos conseguem ser mais preconceituosos que outros grupos radicalmente homofóbicos. Infelizmente, os cristãos brasileiros ainda são extremamente ignorantes nessa questão… assim como em milhares de outros pontos ligados a isso. O radicalismo de Julio Severo e apatia de cristão comuns ou simples "críticos de internet" não tem ajudado em nada no desenrolar dessa situação.

    Uma última coisa. Vale a pena ler o texto publicado em Julho de 2007 na Caros Amigos Nº 124 só pra mostrar que não existe somente o lado "Cristãos versus LGBTT" ou vice-versa.

    http://www.pcdob.org.br/noticia.php?id_noticia=21605&id_secao=8

    Abraços

    Rod

  10. Parabens a Mackenzie, pois defende seus preceitos…chega de tanta hipocrisia…
    Sabemos que nos evangelicos somos contra ao homossexulismo e aprovar a PL122/06 dp jeito que esta formulada, seria um ataque a defesa da liberdade de expressão e livre opinião.Por que todas as vezes que falamos contra homossexuais, vem uma centena de grupos de defesa dos direitos humanos…mas quando as religiões são atacadas em seu direito de expressão…ninguem ta ai….é preciso que nós tenhamos convicção daquilo que cremos…tenho muitos amigos que são favoraveis a causa, mas acredito que o que a sociedade tem que entender que isso naum é um debate só de evangelicos contra homossexuais, mas sim um debate de valores da nossa sociedade. Os favoraveis , acham que é preconceito criticar suas atitudes….mas na verdade naum …o que é preconceito é hostilizar e desrepeitar essa pessoa…mas naum significa que o fato de semos contra estamos sendo preconceituosos, mas sim estamos defendendo nossas concepções e valores.

    se a tal lei for aprovado do jeito que está…estaram rasgando a constituição e elevando os homossexuais a um patamar de cidadão privilegiados…nao tenho nada contra os homossexuais, mas a pratica do homossexuailismo desmoraliza a sociedade Brasileira

    Paz do senhor

  11. Mas o presidente Lula não é chegadão do presidente do Irã?Então os evangélicos podem ficar tranquilos pois tem um cara machoi que manda no |Irã e pode ser nosso aliado no processo de instrução carinhosa no portão da mesquita em que Deus está presente e fará sair os olhos da cara dos nossos adversários.Quando Deus manda ,até o diabo obedese…

  12. Se Deus quisesse criar homem para casar com homem,seria Adão e Ivo,mas não foi assim – foi Adão e Eva.Outra coisa essa é com sal e pimenta //
    Se eles acham certo que um homem penetre com o seu pênis no anus de outro,que eles fiquem a vontade,são livres,agora querer que nós heteros sejam como eles,assim o bicho pega.Essa eu não engulo.Todos são livres em suas escolhas,mas tb são responsáveis,tá? Então tá.
    tito from brasília.

  13. Certa ocasião o primeiro-ministro da Austrália deu uma declaração contudente sobre o movimento gay,nas paradas gays,sujando a cidade e xingado todo mundo.Disse o primeiro-ministro: Que a nação australiana era de viés Cristão,e que tais procedimentos anti-cristãos fere a sociedade australiana,e que por isso proibia tal manifestação,e os homossexuais ativos poderiam livremente deixar a Austrália e procurar outra nação que os adotasse,tá?então tá.
    tito from brasília.

  14. Isso é uma história que vai dar muuuiito pano pra manga!!

    É hipocrita a posição homossexual, liberdade de expressão é um direito civil básico, se eles querem tudo bem, desde que não tirem o direito dos outros.

    Parabéns a Mackenzie pelo posicionamento, só que acho que eles não deveriam tirar do ar a carta!

    Uma pena o padre ter começado muito bem e terminado de forma péssima!

    Leo, ativista pró-família Júlio Severo?

    Huum, não era ele que defendia que milhares de famílias no Haiti foram dizimadas no terremoto devido os diversos "rituais de macumba feitos durante décadas".

    Até certo ponto, cita-lo não mostra problema algum, mas pow, dizer que o cara é pró-familia é uma coisa meio estranha, visto esses antecedentes. E realmente, o cara, um direitista daqueles apoiar o que caras como Olavo de Carvalho fala, me lembra a "igreja republicana de direita" americana. Fica ai o aviso.

    http://pulpitocristao.com.br/2010/01/julio-severo-e-suas-ridiculas.html

    Basta ver a enquete do site do cara!

    Bem, é isso, tirando as devidas excessões, bom texto Leo!

  15. Caso Mackenzie
    Entendo que houve por parte da direção da Universidade o uso de argumentos bíblicos (espirituais) para um universo plenamente humano e não religioso, entretanto, não foi dito nada que configure intolerância contra os homossexuais e sim o defender o direito de opinião… Ciente e atento a esta questão de suma importância humana sugiro que seja lido o meu Blog O QUE É O PLC 122 OU A LEI DITA HOMOFÓBICA? Endereço: http://www.verdaderespeitoejustica.blogspot.com , no qual, trato esse importante assunto e esta Lei em trânsito a partir da Filosofia e do Direito (não uso a Bíblia).
    Atenciosamente JORGE VIDAL

  16. Para o Bem da Família que Deus constituiu desde o inicio (Homem e Munlher os Fez)e preservação da Espécie Humana, que Deus amou de Tal maneira, O senhor Fez macho e Fêmea, O Senhor fez Adão e Eva e não Adão e Ivo. O Senhor deixou de fazer Ada e Eva pra fazer Adão e Eva… Deus sabe o que há de melhooooor…….

  17. Daniel Leal,

    Discordei do Julio no caso do Haiti, e você deve lembrar que o fiz publicamente. Mas concordo com o Julio na questao do aborto e da PLC 122/06. Embora eu creia que ele cometa exageros, as vezes preciso concordar com ele.

    O que estao fazendo com o Mackenzie é de um exagero enorme. As pessoas tem tanto direito de ser homossexual e "Pregar" o homossexualismo quanto o Augustus tem de discordar. O pior de tudo, como eu disse, é que aqueles que pedem "tolerancia" sao extremamente intolerantes com a opiniao alheia. Tanto é assim que já organizaram uma marchinha de protesto para o dia 26.

    Que falta nos faz a máxima de Voltaire: "Discordo do que dizes, mas defendo (com minha vida) seu direito de dizer". Isso nao é direitismo ou esquerdismo: É democracia.

    Graça e paz,

    Leonardo.

  18. Infelizmente a liberdade de expressão e liberdade de culto, direitos conquistados há tanto tempo são restringidos. Amar o próximo não signfica coadunar com a filosofia de vida e práticas do próximo. O desafio do século XXI é compatibilizar a liberdade de expressão e culto à convivência das minorias. A Democracia promove o diálogo entre diversas formas de pensamento de forma igualitária e livre. A manifestação pública de repúdio ao pronunciamento do Pr Nicodemos da Universidade Religiosa Mackenzie não é democrática por limitar a expressão livre de uma parte da sociedade. Infelizmente os valores e princípios preconizados constitucionalmente ainda não foram interiorizados na sociedade….

  19. Brother Leo

    Não discordei em nada do que vc falou, por isso não vejo onde aplicar a frase de Voltaire. Não se se vc entendeu o meu ponto de vista.

    "O que estao fazendo com o Mackenzie é de um exagero enorme. As pessoas tem tanto direito de ser homossexual e "Pregar" o homossexualismo quanto o Augustus tem de discordar. O pior de tudo, como eu disse, é que aqueles que pedem "tolerancia" sao extremamente intolerantes com a opiniao alheia. Tanto é assim que já organizaram uma marchinha de protesto para o dia 26." – Concordo em genero, número e grau.

    O que me chamou a atenção no caso do Júlio "bem" Severo, não é o fato de vc citá-lo (em uma analise mais aprofundada podemos ter alguns problemas sérios, mas isso é outra história), mas chama-lo de pró-família depois do que o camarada escreve é um pouco, pra não dizer muito forçado.

    Não sou a favor da "esquerda", e muito menos da direita, que na história do Brasil, outrora era ela que torturava alguns conhecidos na ditadura militar.

    Não é uma questão política, mas uma questão de preceitos direitistas, que assemelham-se muito com discursos de Pat Robertson nos EUA (quanto a este, não preciso nem falar nada).

    Democracia sempre, concordo com você, desde que tudo passe no crivo do bom-senso, mas isso e assunto pra outro topico!

    Bom texto cara!

    P.S: Andas sumido das bandas do MSN, por onde andas??

  20. Daniel,

    A frase do Voltaire nao se dirige a ti, mas a galera militante LGBT que gosta de chamar os crentes de homofóbicos, de questionar a Bíblia, mas nao aceita que discordem deles.

    Enfim, o axioma de Voltaire cabe bem para aqueles que exigem tolerancia mas sao extremamente intolerantes com os cristaos.

    Graca e Paz,

    Leonardo.

  21. Excelente texto do Pr Augustus Nicodemos. Fico feliz em saber que no meio de cristãos totalmente passivos e muitas vezes acomodados, existem verdadeiros homens e mulheres de Deus que estão dispostos a dar a tapa a cara, a ir à cova dos Leões pelas verdades bíblicas.
    Fico triste, também, com alguns comentários colocados. Creio que não podemos, e não devemos, criticar de forma baixa e sem educação um grupo minoritário ou uma maioria, mas demonstrar amor por cada um, ensinando à verdade que liberta e tras todo entendimento.
    Seique estamos caminhando para um fim, que nos trará para uma eternidade puramente e essencialmente espiritual. E amém por isso!
    Iremos ser perseguidos, quem sabe, e mutios apostarão, mas aos que permancerem firmes, será-lhe-a dadoa coroa. Aleluia!
    Que tenhamos sabedoria para 1. não julgar (para que não sejamos jugamos) 2. amar de forma incondicional ao pecador, seja qual for o seu pecado, sem nos esquecer que o problema é o pecado, e que a nossa luta é contra príncipes e potestades 3. sabermos testemunhar nossa fé, cristã, bíblica, cristocêntrica 4. falar quando necessário, e calar quando necessário, e que ao falar Palavras de Vida Eterna ao invés de abusos e chingamentos sejam o nosso objetivo.
    Que não nos deixemos pensar, agir, fazer no calor da emoção, na carne, mas que todo nosso pensamento, palavra e ação sejam vindos diretamente dAquele que nos tirou nas trevas e nos levou para o seu reino de amor.
    Que a paz estejam convosco, e que o Senhor Jesus seja o nosso guia e a paz reine entre o Seu povo, santo e chamado para ser sal e luz.
    A Ele, Por Ele e Para Ele, que vive e reina eternamente. Aleluia!

  22. Quanto ao artigo do Dr. Augustus, mesmo que fosse escrito ontem seria coerente e, em nada ofensivo a quem quer que seja. Não é preconceituoso e muito menos homofóbico. Esta terminologia "homofobia", atribuída, mormente aos evangélicos é descabida, preconceituosa, pois evangélico (que se preza) ama tanto homossexuais como qualquer outro tipo de pessoa, mas, não necessariamente precisa concordar com suas práticas. Se vivemos, de fato, numa democracia (o que é questionável), temos liberdade religiosa e direito de expressão. Como evangélicos, discordamos do adultério, por exemplo (que é uma opção por este tipo de pecado), mas jamais se incentiva qualquer tipo de violência física ou agressões orais. Tudo o que desejamos é que a pessoa honre o seu matrimônio e seja feliz assim. O mesmo podemos dizer do uso do fumo, do álcool, da droga, etc. (que são opções por estes tipos de pecados), mas não incentivamos ninguém a agredir ou maltratar pessoas, pelo contrário, contribuímos para que sejam tratados e restaurados (como temos vários exemplos). O mesmo dizemos dos homossexuais, que é uma opção (por este pecado); o que desejamos é que possam experimentar a alegria e a bênção de um relacionamento dentro dos padrões determinados pelo Criador e não pelo pecado. , também, queremos ter o pleno direito (constitucional) de expressarmos nossa fé. Temos que ter o direito de dizer como os profetas de Deus falavam: "Assim diz o Senhor", e nesta questão homossexual Deus diz: "semelhantemente, os homens também, deixando o contacto natural da mulher, se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo torpeza, homens com homens, e recebendo, em si mesmos, a merecida punição do seu erro." (Romanos 1.27). Mas sugiro a leitura de Romanos 1.18 a 32. Quem pensa que isso é homofobia, digo que é "uma maneira diferente de pensar" e, tem todo o direito de discordar, mas não de anarquizar. Paz!

  23. A Constituição da República de 1988, no art. 5º, IV, consagra a liberdade de manifestação do pensamento, assegurando a exteriorização da opinião e a ausência de censura. Tal viabiliza a existência de um Estado Democrático de Direito, pautado no respeito aos direitos e garantias fundamentais, e conclama todos a participarem das decisões políticas do país. Dessa feita, opinar contra ou a favor de determinado partido político ou ideologia é direito de todo cidadão.

    O legítimo debate democrático nunca deve admitir a anulação do sagrado direito de expressão de opinião, qualquer que seja seu emitente, pastor ou não. Se assim não for, teríamos de defender a tirania e a censura, o que, indubitavelmente, não é o melhor para o Brasil.

    O respeito à vida e ao próximo, bem como a luta contra a injustiça e a desigualdade social, são uma marca essencialmente cristã, pois “como vós quereis que os homens vos façam, façais vós também a eles” (Lucas 6.31).

    NÃO NOS CALEMOS!

    MANIFESTO-JURISTAS DE CRISTO!

    WOLLNEY RIBEIRO.

  24. Há algo que me deixa feliz : a publicação do pensamento cristão sobre a impiedade e sobre esta prática abominável, que é o homossexualismo. Mas me entristeço deveras, quando no nosso meio, a mão foi e é levíssima quanto a impiedade e práticas abomináveis, a disciplina é um pilar para que haja a Igreja. Não é o homossexualismo o problema que aflige, mas o pecado. Roubar, mentir, adulterar, idolatrar, são exemplos sempre citados em conjunto na palavra, pois não entram nos céus os que tais coisas praticam. Lideres na igreja mentem em prol do "crescimento" da igreja. Lideres aceitam suborno em prol de terem terreno ou melhorias no templo. Membros das igrejas fornicam, se prostituem, e os conselhos são flexíveis.. "Com o puro te mostrarás puro; e com o perverso te mostrarás indomável. Salmos 18:26". Lideres que usam e abusam do seu poder na igreja. Irmãos se sofrermos perseguição por causa de Cristo, bem aventurado somos.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui