Como alguns evangélicos enxergam a Bíblia

28
880
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Avelar Jr.

Assine o Blesss
Estava vendo mais uma daquelas infindáveis discussões sobre programas de TV em que alguém demoniza qualquer programa que não seja “gospel”, achando-se, por isso, mais santo que os outros, que estariam sob “influência satânica” por gostarem de ver uma comédia decente (você já deve ter visto debates assim com o assunto música). Todavia, a Bíblia é clara quanto à necessidade de saber discernir cada coisa e escolher bem.

“Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma.” 1 Coríntios 10.23

Tem uma passagem na Bíblia que diz:

“Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso fazei; e o Deus de paz será convosco.” Filipenses 4:8,9

Alguns evangélicos (outros religiosos também, mas não neguemos nossa “pole position” nisso!), entretanto, no afã por viver uma santidade artificialmente projetada, limitada aos ensinos de seu gueto ou mesmo às suas próprias opiniões, alheios a qualquer forma de arte, pensamento ou obra por melhor que seja, talvez enxerguem a mesma passagem como proibitiva de toda e qualquer influência externa, mais ou menos assim:

“Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é GOSPEL, tudo o que é GOSPEL, tudo o que é GOSPEL, tudo o que é GOSPEL, tudo o que é GOSPEL, tudo o que é GOSPEL, se há alguma GOSPELEZA, e se há algo de GOSPEL, nisso pensai.” Ungidenses 4:8

Parece que fora da vida na bolha gospel não há salvação.

Eu me pergunto se esse povo estuda matérias não religiosas, conversa com outras pessoas sobre assuntos normais da vida, lê livros não espirituais, revistas, partituras, rótulos de produtos, bulas de remédios, blogs e jornais, consulta calendários e dicionários, entra em lugares que não sejam templos, toma refrigerante, confecciona listas de compra, canta “Parabéns a Você” em festas de aniversário e joga UNO… (Mas eu não me pergunto se entra no Orkut porque eu já vejo: o Orkut é de Deus, principalmente se for para espalhar boatos contra candidatos a cargos políticos.)

Esse pensamento exclusivista de que tudo que não é “gospel” é mau representa um injusto e leviano julgamento do que é alheio, considerando-o automaticamente nocivo e sem proveito, e isentando-nos da necessidade de sermos criteriosos e maduros, sabendo avaliar todas as coisas e reter o que é bom ao mesmo tempo que influenciamos para que as coisas glorifiquem a Deus e tornem o mundo melhor do que o encontramos.

É como se simplesmente ter prazer em coisas “não-gospel” fosse demoníaco, pecaminoso, não edificante e rendesse milhas aéreas para uma passagem compulsória de primeira classe para o inferno. E como se alguma coisa tivesse que ser chata ou pelo menos não divertida – e ainda por cima “gospel” – para ser automaticamente boa e edificante… (veja Romanos 14.1-17)

***
Avelar Jr não é gospel, mas cristão protestante, e sempre cutuca a galera gospel aqui no Púlpito Cristão

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

28 COMENTÁRIOS

  1. Muito bom o texto Avelar!

    Penso que o problema não é apenas como o povo evangélico enxerga a Bíblia, mas toda a realidade. Em suma, fica claro que a realidade para eles é dividida em sagrada e profana. O que é sagrado? Tudo o que está dentro da bolha gospel e de seu gueto sub-cultural, e o que está fora é profano. Infelizmente, a religião evangélica (como tem sido propagada hoje) é empobrecedora da vida humana.

    Um forte abraço,
    Daniel Grubba

  2. Excelente texto, fico feliz em ver que ainda existem pessoas com um ponto de vista tão lúcido e contrário a esse império comercial que é o mundo "gospel".

  3. Pra acrescentar, Avelar,

    nem tudo que é gospel é verdadeiro,nem tudo que é gospel é honesto, nem tudo que é gospel é justo, nem tudo que é gospel é puro, nem tudo que é gospel é amável, nem tudo que é gospel é de boa fama, em nem tudo que é gospel há alguma virtude, e em nem tudo que é gospel há algum louvor, antes muito pelo contrário, (então) nisso pensai.

    no Amado

    Ielton Isorro
    http://clamandonodeserto.blogspot.com/

  4. Eu sou contra qualquer posição radical a respeito de algo! Dia desses fui a um casamento de um casal cristão e na hora que a noiva entrou ela começou a cantar paro o noivo uma canção conhecida que dizia "…como é grande o meu amor por você…" (creio que vcs conhecem). Uma irmã que estava ao meu lado disse "…ai, já começou o casamento errado cantando esta música do mundo".
    Fala sério, totalmente sem noção! Conheço muitas pessoas que são assim…fanáticas e tudo que não é do meio "gospel" é "mundano". Amo livros de auto-ajuda, que não são de cunho evangélico, como Augusto Cury, mas que me edificam, e recebo as vezes uns olhares tortos de algumas pessoas radicais da minha família e tem sempre alguém que diz: "…você devía era estar lendo a bíblia…" Eu leio a bíblia e é fonte de crescimento espiritual e conhecimento de DEus para mim, mas vou ficar meio bitolada, quem nem aqueles pastores que falam errado e interpretam a bíblia de forma errada, se também não me atualizar e enriquecer minha mente com livros edificantes.
    Concordo plenamente com este texto!Deve haver equilíbrio em tudo!

  5. Esse misticismo gospel é de matar. Falando por exemplo de música, nunca deixaria de ouvir uma boa música pra ouvir a grande maioria dos cantores gospel, com suas letras fracas e rimas óbvias. A grande maioria das pessoas se "desumanizam" depois que vão para as igrejas. O conceito de santidade é por muitas vezes deturpado.

    Flavio Alcantara
    http://www.stayfreak.com

  6. Estes lideres q morrem de medo da Dilma como o profeta Elias, deveriam escrever em suas camisetas,(Sem mim ,nada, podeis fazer)Gospel é o tumumo dos que confiam em si mesmo,mas não passam de marionete.Deus abençoe o pulpito cristão,temos que falar sim,o evangélho está divido entre carnais e santarrões…

  7. Esse pessoal vive oscilando entre o dogmatismo e o relativismo conforme a conveniência do momento, sem qualquer senso de propósito nem convicção esclarecida.

    E quando há melhorias, em geral é com motivação errada, como abandonar costumes religiosos absurdos (tais como mulher não poder cortar cabelo nem usar calça), não porque estudaram a Bíblia e perceberam seu erro, mas só por causa da concorrência das novas igrejas.

    Como muitos evangélicos NÃO enxergam a Bíblia!

    * * *

  8. Esse pessoal vive oscilando entre o dogmatismo e o relativismo conforme a conveniência do momento, sem qualquer senso de propósito nem convicção esclarecida.

    E quando há melhorias, em geral é com motivação errada, como abandonar costumes religiosos absurdos (tais como mulher não poder cortar cabelo nem usar calça), não porque estudaram a Bíblia e perceberam seu erro, mas só por causa da concorrência das novas igrejas.

    Como muitos evangélicos NÃO enxergam a Bíblia!

    * * *

  9. Alias tudo o que e' "gospel" vende muito, logo e' comercio. Tudo que e' "gospel" tem um toque empresarial e funciona tal e qual.
    Tudo que e' "gospel", mostra uma forma moderninha do velho e bom evangelho ensinado por Jesus, que conhecemos de longa data e que nunca teve a intencao de bitolar ou fanatizar ninguem, a comecar por Ele mesmo, Jesus,que bebia vinho, comia e festejava com pecadores, nao condenava adulteros (perdoava-os), e fazia "xixi" como todos nos.
    Deus, gracas a Ele mesmo, e' infinitamente maior do que todo esse bando de alienados e fanaticos doentes.
    Amem…

  10. O conhecimento de Cristo, por meio da Palavra, desde cedo me deu condiçoes de admirar o belo entrtanto o fato de ter crescido em uma igreja das mais radicais, me obrigou a vivenciar diversas experiências constrangedoras que , graças ao Senhor , machucaram mas não apagaram meu desejo de ler , ouvir, aprender, coisas puras , amáveis, de boa fama . Cada vez q encontro este tema no PC me regozijo pela confirmação de que mesmo naquele ambiente repressor o terrível estigma de marionete não venceu de todo…. Eu sobrevivi e , estou aqui . Parabéns pelo texto , continuem nos redimindo .

  11. Sim, claro, claro, mas devemos lembrar sempre que esses que só ficam no meio Gospel, Deus os recebeu por seu. Nada de despreza-los, ou julga-los.Para seu próprio Senhor eles estão de pé ou caem.Mas mesmo que estejam só no mundinho Gospel deles, estarão firme, porque Deus é poderoso pra fimar.

    Fiquem na Paz do Senhor!!

  12. Quando a gente mantém a nossa comunhão com Deus diàriamente, nós nos abastecemos de Deus cada vez mais – passamos a ser cheios do Espírito, e com isto, passamos a não tem ter mais sede daquilo que o mundo possa nos oferecer, mas quando a gente relaxa na comunhão, a gente vai se esvaziando da unção que nos está disponível em Deus para nós, então começamos a sentir o desejo de preencher o vazio do eu interior pelos prazeres do mundo. Na verdade, nem tudo é pecado, mas mesmo assim estas coisas podem nos impedir de crescermos na fé. Em 1 Timóteo 6.12, o Senhor nos exorta que militemos a boa milícia da fé, o que vai nos levar ás riquezas de Cristo. A vida cristã é uma vida de disciplina. Nós, cristãos, muitas das vezes, perdemos muito tempo com aquilo que não nos acrescenta quase nada, ou nada. É a unção de Cristo que nos torna vencedor em todas as coisas. Alguém vai dizer: mas os cristãos primitivos foram levados às arenas como espetáculo – bem, esta é a visão do homem carnal, mas a do espiritual nascido de novo, não. O inferno estremece quando vê que ele não consegue roubar a nossa fé em Cristo diante quaisquer circunstâncias que nos possa ser imposta. Temos que trabalhar na fé que Deus nos deu. Cristo é a nossa Riqueza, é a nossa Alegria. A Bíblia nos exorta a não amar o mundo e as coisas que nele há. Abs.

  13. Viva a boa arte que reflete a graça divina.
    Das esculturas de Aleijadinho, Dammanine e Michelangelo, à genialidade musicada de Cartola, Villa Lobos, Pixinguinha, Radames Ignateli e Jobim , passando pelo lirismo poético de Drummond, Caetano Veloso, Cora Coralina, Elisa Lucinda e Ferreira Goulart.
    Agradeço a Cristo pelo talento deles, que nos faz ver ainda alguma beleza nesse mundo nefasto.

  14. Paz!!!

    O velho duelo entre MUNDO X GOSPEL

    Não sei qual é pior! Aqueles que querem o " gospel" ou aqueles que usam desse discurso como desculpa pra irem aos shows do RUSH, do U2 ( e ver o Bono se esfregando com suas fãs no palco)… e ainda dizem que ele é CRENTE, protestante, católico… sei lá!
    Embora eu venha de uma família de músicos ( daqueles que tocam MPB a noite toda em um barzinho pra ganhar a vida), ter um gosto musical apurado, prefiro colocar no meu mp4 músicas Cristãs, ou gospel como alguns preferem. Mesmo sabendo que não tem a mesma qualidade…
    Muitos usam esse argumento mais do que correto do Avelar, pra esconder sua falta de apetite pela Palavra de Deus e por coisas de cunho Cristão, revelam seu apetite pelo mundo e tudo o que nele há!
    Estou escrevendo porque por mais que eu queira eu não sou igual a Jesus.
    Se eu não vigiar, o pecado me seduz.
    Se eu não vigiar, o mundo e tudo que há nele me fascina!
    Se eu não vigiar acabo dando brechas pro diabo ( aquele que fica procurando alguém para devorar)

    O pecado não era contagioso pra Jesus…
    o Mundo e nem o diabo tinham nada em Jesus…

    Mas será que os apóstolos andaram assim? Se deram a mesma liberdade? Jesus foi tentado em tudo, tudo e não pecou!
    Nós com toda certeza não poderíamos ser tentados em tudo…vamos ser realistas com nossas fraquezas!
    E pra finalizar… o texto de 1 tessalonicenses que diz " julgai todas as coisas e retende o que é bom" em seguida diz pra fazermos "abstinencia de toda forma de mal":

    "Regozijai-vos sempre. Orai sem cessar.
    Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco. Não apagueis o Espírito.
    Não desprezeis as profecias; julgai todas as coisas, retende o que é bom;
    abstende-vos de toda forma de mal."
    1 tessalonissenses 5.16-22

    Rodolfo Coelho

  15. Até que enfim um conteudo que não esteja falando de evangélicos na política, demorou todo site gospel que eu visito ta falando as mesma coisas, credo…

  16. "Na verdade, nem tudo é pecado, mas mesmo assim estas coisas podem nos impedir de crescermos na fé."

    Anônimo, devemos ter em conta que muitas vezes o próprio excesso de religião nos desvia de fazermos o que temos que fazer. Muitas pessoas perdem até a família por se dedicarem demais à religião, e isto também é condenável. Na Bíblia mesma vemos que servos de Deus caíram nesse erro.

    Nem tudo que é do mundo pode ser edificante. E nem tudo que é religião também. As dosagens devem sempre ser observadas para não sermos irresponsáveis com aquilo que Deus nos deu.

  17. Rodolfo,
    Havemos de reconhecer também, que muitos usam do discurso do "GOSPEL" para camuflar sob uma casca de religiosidade, a completa ausência de espiritualidade e de sanidade cristã.
    Abraços!

  18. Avelar, amado, quando a gente busca Cristo, a gente se enche de Deus. Religião é um produto dos infernos, Cristo, não. Quando podemos dizer que Cristo vive em nós, nós realmente não temos o desejo, como as outras pessoas, pelas coisas do mundo. Os cristãos primitivos, muitos deles estavam tão cheios de Cristo que nem deram valor a vida deles, pois se fôsse o contrário, eles não iriam parar nas arenas como sacrifício. Eu tiro por mim, os períodos que mais busquei a Deus, eu deixei de realmente de me ligar em muitas outras coisas que a minha carne gosta prá caramba, até mesmo os entretenimentos inocentes. Eu só queria Bíblia e oração. Quanto mais se busca a Deus, mas fome de Deus se tem. Isto estava partindo do meu interior para foi o exterior, não pela imposição da igreja. Quando eu não busco muito a Deus, sou capaz de ouvir Bach, Mozart, Debussy, Vivaldi, Maria Callas, Chico Buarque, Gianni Morandi, Jimmy Fontanna, Peppino di Capri, Carmem Miranda, Toquinho, Barbara Streisand, Jessé, Connie Francis, Gilbert Becaud, Adamo, Paul Muriat, Bethoven, Waldir Azevedo, Teresa Madeira….e outros talentassos, o dia inteiro. As pessoas talentosas, não nascidas de novo em Cristo, elas não direcionam seus talentos para glória de Cristo, e sim para glória delas. Os talentos do mundo mexem com a nossa emoção, o inimigo trabalha na área dos nossos sentidos, por isto, quando não buscamos muito a Deus, nós também tendemos a ficar cheios de nós mesmo. Quando homem fica o ser humano fica cheio de si, ele, com isto rouba a glória de Deus, como faz satanás. Então estes talentos mexem com os nossos sentimentos, mas não beneficiam os nossos espíritos. Quanto ao louvor daquele servo que realmente adora a Deus, este talento beneficia o nosso homem interior. Tem muito lixo dentro dos louvores que se dizem cristão, nem todo louvor os Espírito aprova. Conclusão: cada um sabe de si, da medida da unção que tem, mas uma coisa é certa, quanto mais buscamos, mais unção teremos. O cristão precisa trabalhar, estudar, e de maneira nenhuma a gente pode se isolar, temos que ser atualizadas, pois, apesar de não sermos deste mundo, estamos de passagem nele. O que não podemos é sermos dominados por coisa alguma, mesmo que seja uma xícara de café.

  19. anonimo,

    quer dizer que se lemos "O menino maluquinho", de Ziraldo, ou as poesinas de Drummond, ou o Tratado da Biogene, de Blaise Paschoal, é porque nao estamos buscando Deus?

  20. Menandro,

    com certeza!

    Como disse, todos em minha família são músicos.

    Minha mãe é cantora. E por sinal interpreta Eliz Regina como ninguém! Meu Pai é guitarrista e violonista e é um dos poucos que eu conheço que toca bossa nova fora do Rio de Janeiro. Mas esse problema de satanizar a música "secular" e "Endeusar" a música gospel os afastou por um período da igreja!
    Esse problema é grave e existe! Mas como um pastor também não posso ser passivo com todo tipo de música! Como cristão preciso abandonar algumas de minhas preferencias musicais, e preciso orientar a todos não como fã do fulano, mas como pastor!
    Ahh e descobri que no meio "gospel" tem muita coisa boa! è o que levo pro meu Pai ouvir:
    João Alexandre, Tales Roberto, Leonardo Gonçalves (aquele cantor adventista cheio de firulas)rsrsrs!!!!! Recentemente Luiz Arcanjo do "Trazendo a Arca" gravou um CD excelente!

    falo exclusivamente da música porque vejo que é onde está a discussão!

    Mas isso aí, concondo também com o comentário do irmão " anonimo " abaixo do meu !

    Fica na Paz!!!!

  21. O rev. Caio Fábio, fez um vídeo, onde ele fala que têm pastores que depois que fazem aquela pregação, saem do púlpito excitados, com grande desejo de terem sexo. O rev. disse que não entende porque isto acontece, mas que pastores já confidenciaram isto para ele. Disse que talvez o cara se sinta muito poderoso diante a mulherada presente (pelo a menos foi o que entendi no vídeo). Bem, eu entendo assim: se o pregador sai do púlpito excitado para o sexo, sempre quando faz aquela pregação, é porque o tal está fazendo a obra movido pela emoção, e não pelo Espírito. O sucesso da pregação lhe sobe a cabeça,e se sentindo o máximo acaba alguns ficando excitados. Existe dois tipos de trabalhadores na obra do Senhor: os que buscam a Deus, e depende do Espírito para trabalharem, e aqueles que pouco, ou quase nada dependem do Espírito, ou os que possuiem motivações erradas ( como busca de status, fama, dinheiro), e acabam apenas movidos pelas emoções, tornando-se falsos obreiros na Seara, muito embora façam parecer que está tudo bem diante de muitos. Buscar a dependência do Espírito, paga-se um preço grande – a disponibilidade de tempo para se comunicar com Deus e esperar a sua resposta, para ver o que Deus quer que faça na sua obra. Por esta causa é que as igrejas estão tomando outro rumo, está tomando o rumo do comércio, da picaretagem, do ocultismo, da ambição, da apostasia, porque não tem o Espírito como condutor na íntegra – sendo assim a igreja passa a perder a verdadeira visão de Deus. Este está sendo o plano de satanás no decorrer dos séculos no meio do povo de Deus – implantar a cegueira espiritual gradativamente. Do jeito que as coisas vão no nosso meio, o quadro está ficando irrerversível.

  22. Rodolfo, concordo contigo.
    É como tudo nessa vida, temos que ser seletivos também no campo das manifestações artísticas, não pelo rótulo ( gospel ou secular ) mas pela essência, qualidade e conteúdo da obra.
    Com relação ao que disse o anonimo abaixo do seu comentário, não há qualquer fundamento lógico, racional ou espiritual para se afirmar que escutar a música do Mozart, Jobim, Billie Hollidary, Paulinho da Viola, Ella Fritzgerald Villa Lobos etc, nos afastará ou nos privará da presença de Deus!
    Forte abraço, na paz de Cristo.

  23. Cecilia,
    Se voce NUNCA ouvir Borzeguin, de Tom Jobim, Bachiana 05 de Villa Lobos, Michelangelo 70 de Astor Piazzola, a Quinta Sinfonia de Bethoven etc,
    realmente,
    você não vai sentir falta.
    A boa música é alimento necessário para uma mente sadia, é inspiração d'alma,
    assim como os cereais, o leite, a agua e a carne são alimentos para nosso corpo,
    e Cristo nosso único e indispensável alimento espiritual.
    Na era temporal, (no hoje), preciso dos três, mas para a Era vindouro eterna, precisarei apenas de Cristo.
    Saudações!

  24. "Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é GOSPEL, tudo o que é GOSPEL, tudo o que é GOSPEL, tudo o que é GOSPEL, tudo o que é GOSPEL, tudo o que é GOSPEL, se há alguma GOSPELEZA, e se há algo de GOSPEL, nisso pensai." Ungidenses 4:8

    Hahahahah! Muito bom!

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui