Aborto já

8
877
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Clóvis Cabalau
Nunca o aborto, ou melhor, o discurso contrário a ele, esteve tão em alta no Brasil. No jogo do voto, vale tudo para cativar seguidores, até mesmo a mudança descarada de discurso, com direito a carinha de santo e postura religiosa patética. O cenário que ora se desenha no país me faz lembrar o nefasto jogo do vale-tudo-por-dinheiro que temos visto e ouvido por aí no dito mundo cristão. Vale mudar o discurso, a postura e até mesmo rasgar o currículo, desde que isso garanta mais e mais seguidores e, claro, muita “gaita” no bolso.

Diante do tema do momento, resolvi propor a campanha “Aborto Já”. É claro que o título é uma forma apelativa e sensacionalista de garantir a atenção dos leitores, principalmente os preocupados com os “zilhões” de bebês que podem ter suas vidas abreviadas por um procedimento abortivo. Vale frisar que se trata tão somente de um joguete verbal para falar de um “aborto” que se faz necessário, pela sobrevivência da noiva imaculada de Cristo.

Assine o Blesss

Ante à gestação do monstro da prosperidade – estou falando de money, business – que cresce no útero de muitas igrejas, “Aborto Já”. Por uma limpeza espiritual que leve ao resgate do evangelho puro e simples; por uma geração liberta de falsos profetas da barganha, “Aborto Já”. Pela formação de cristãos alicerçados na Palavra e não caçadores de bênçãos, “Aborto Já”. Por uma igreja atuante na área social, na formação de cidadãos decentes, éticos, conscientes, e preocupada com o próximo e não com os próprios interesses, “Aborto Já”.

Contra invencionices “bíblicas” e metas absurdas, como as que têm transformado igrejas em organizações, “Aborto Já”. Ilustro o meu protesto com o depoimento de um amigo goiano, que, estarrecido, contou-me sobre uma das práticas de certa igreja de seu estado. Disse-me ele, com base em fatos, que cada líder de célula tem a função de arrecadar uma determinada quantia mensal de seus liderados e, caso a meta não seja cumprida, ele precisa cobrir o “saldo devedor”. Agindo assim, mostra o quando é comprometido com a “obra” e dotado da visão de vencedor. Já tinha ouvido muito caso de desserviço ao evangelho genuíno, mas esse chegou ao patamar dos 10 mais. Por esses e outros seres estranhos que proliferam no organismo da igreja, “Aborto Já”.

Para finalizar, vale um comentário breve sobre o tema que vem “bombando” nos discursos de Dilma Rousseff e José Serra. Como as drogas, não será a garantia de proibição que fará as pessoas deixarem de praticar a violência do aborto. O problema é mais embaixo. E só uma igreja saudável, digna, idônea pode ter moral para combater esses e outros males que desviam o homem dos caminhos do Altíssimo.

***
Postou Clóvis Cabalau, em sua campanha para abortar o monstro da barganha no útero da igreja brasileira, no Púlpito Cristão

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

8 COMENTÁRIOS

  1. Vamos abortar essa idéia de ter que escolher entre o ruim e o pior????

    Todos os 2 estão espalhando suas "lentilhas" em território nacional, no seio da Igreja de Cristo, e os fanfarrões de plantão que aceitam, acabam por divulgar um ou outro.

    Não se venda, não se corrompa, tenha atitude querido!

    Em Cristo, a quem somente seja toda Honra e toda Glória!

    Renato Jr.
    http://blogrenatojr.blogspot.com/

  2. Yuri,

    Cada vez que você entrar aqui, você encontrará este tipo de coisa: Evangelho Puro e Igreja Idônea. E mais: Pregaçao cristocêntrica e soberania absoluta de Deus.

    Esse evangelho sempre existiu, porém, diz a Bíblia, que ele é "loucura para os que se perdem", e esta é a razao porque o evangelho é um escândalo para ti.

    Graça e Paz,

    Leonardo

  3. Eu recebi uma contestação de um frequentados da iurd mandando eu lavar a boca antes de falar deles, eoutras coisas mais q só poderia vir de alguém que nunca leu com espiritualidade uma Bíblia Sagrada,como seu eu fosse um desses cavaleiros templários que andam co uma camiseta diabólica escrita por Lúcifer,(EU SOU DIZIMISTA),é brincadeira,Nunca dei dízimo para nenhum rato,pois tenho a certeza de quem Deus ungiu para realizar suas tarefas espirituais e me aparece um servo da desgraçada teologia da pro$peridade mandado -me lavar a boca ao alar do espetáculo horrendo que se impõe pelo poder satãnico do dinheiro nnum país de comunismo disfarçado de democracia,como se eu servisse `a um deu$ cretino e frio que tá na cara,é um senhor capacho e vira-latas de ordem demôniaca e sustentado pelo submundo da perdição.Eu aprendi a ler Bíblia para não ser enganado por cretinos abortivos e nem sou pastor de bodes,tem gente chamando DEUS pra briga e ainda não se deu conta disso.Essa corja ama o dinheiro mesmo e não tem homem que seja autoridade pra investigar o que se passa por de tráz desta sombría relação entre o mal e o homem,tudo gira em torno de dinheiro sim,o seu deu$ é o diabo co mo disse Jesus,tem o diabo por pai,um assacino homicida desde o principio ,mentiroso,nunca se firmou na verdade,o pai da mentira,$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$.Vem juízo de DEus aí,Deus não se importa com quantidade e sim com qualidade,que Deus estas pessoas pensam que é o Senhor dos exércitos??????????

  4. Leonardo, acho um barato esta coisa de "não gosto disso mas não consigo parar de bisbilhotar"…

    Liga não, logo logo ele se converte, assim como foi com Saulo de Tarso!

    Forte abraço, gostei do post, vou colocar um link do blog no meu.

    Fui!

  5. Quando jovem, enfrentei um dilema. Em certa dificuldades financeiras, Minha mãe relatou-me uma quantia até alta em que ela devia de "dízimo"! Mais tarde um presbítero da Igreja Presbiteriana presenteou-me um livreto de Fernando Cesar Padilha ("Porque Deixei de Ser Dizimista). Aprendi cedo que "dízimo" pertencia a levitas, sacerdotes, e tinha quatro donos: Necessitados, viúvas, órfãos e levitas. Nunca fôra para "construir templos", e nunca fôra pedido de membros de Igrejas; além de ser produtos da Agro-Pecuária (Animais e Plantações).
    Bom, a enquete é sobre os "mercenários". Mas como, também entendeu o Pr. João Ferreira, o tema é igualmente propício. "Vendilhões", "Muambeiros", "Adulteradores da Palavra de Deus (para o benefício próprio)".
    Mas, graças a Deus que revelaste a verdade à alguns, enquanto outros tantos vivem na escuridão. Que pena deles! (Gilson G. de Oliveira)

  6. Muito boa Pastor Joao, poucos sao os que tem olhos e coracao abertos para ver essas coisas tao evidentes na Escritura. Tempos de trevas esses e te digo que logo estarao matando-se uns aos outros em nome de Deus, como nos tempos da inquisicao, tudo pelo poder e pela "grana".
    Servir 'a Deus esta longe disso tudo.
    Tempos de treva e de muita cegueira espiritual.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui