Bachabazi: Meninos estuprados após festa religiosa no Afeganistão

29
2277
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Jamierson Oliveira

Assine o Blesss
Aprendemos nos primeiros anos de fé, que “todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus”, o que equivale dizer que apesar de coisas boas, toda cultura de qualquer povo está em parte manchada pelo pecado e precisa de redenção (Gn 1:15).

Um exemplo disso, é a chamada bachabazi, festa popular afegã que significa literalmente “brincando com garotos”. Onde mulheres são proibidas de dançar em público, mas garotos são obrigados a dançar vestidos de mulher, e muitas vezes sofrem abuso sexual dos homens das aldeias:

Em uma festa de casamento visita por repórteres da BBC em um vilarejo remoto no norte do país, após a meia-noite, só havia homens, alguns deles estão armados, alguns tomam drogas, e a atenção de todos está sobre um garoto de 15 anos, que dança para o grupo em um vestido longo e brilhante, com sua face coberta por um véu vermelho.

Ele usa seios postiços e sinos presos aos calcanhares. Um dos homens oferece a ele algumas notas de dólar americano, que ele pega com os dentes. O mais perturbador é o que acontece após as festas. Com frequência, os meninos são levados a hotéis e sofrem abusos sexuais.

Os homens responsáveis pela prática são comumente ricos e poderosos. Alguns deles mantêm vários bachas (meninos) e os usam como um símbolo de status, como uma demonstração de sua riqueza.

Os meninos, alguns deles ainda pré-adolescentes, são normalmente órfãos de famílias muito pobres, como o caso de Omid (nome fictício) de 15 anos. Seu pai morreu trabalhando no campo, ao pisar sobre uma mina. Como filho mais velho, ele é responsável por cuidar de sua mãe, que mendiga pelas ruas, e de dois irmãos mais jovens. “Comecei a dançar em festas de casamento quando eu tinha 10 anos, quando meu pai morreu”, ele conta.

“Estávamos passando fome, então não tive escolha. Às vezes temos que dormir de estômago vazio. Quando eu danço em festas, ganho uns US$ 2 ou um pouco de arroz”, diz.

Questionado sobre o que acontece quando as pessoas o levam aos hotéis, ele baixa a cabeça e faz uma longa pausa antes de responder. Omid diz que recebe cerca de US$ 2 pela noite, e que às vezes sofre abusos sexuais de vários homens.

Ele diz que não pode recorrer à polícia por ajuda. “Eles são homens poderosos e ricos. A polícia não pode fazer nada contra eles”, diz.

A mãe de Omir tem pouco mais de 30 anos, mas seu cabelo é branco e seu rosto enrugado. Ela parece ter pelo menos 50.

Ela conta que tem apenas um quilo de arroz e algumas cebolas para o jantar, e que não tem mais óleo para cozinhar.

Ela sabe que seu filho dança em festas, mas ela está mais preocupada sobre o que eles vão comer no dia seguinte. O fato de que seu filho está vulnerável aos abusos está longe de sua mente.

Os garotos dançarinos são recrutados ainda bem jovens por homens que passeiam pelas ruas procurando garotos afeminados entre grupos pobres e vulneráveis. Eles normalmente oferecem dinheiro e comida a eles.

As ruas do Afeganistão estão cheias de crianças que trabalham. Elas engraxam sapatos, mendigam, juntam garrafas plásticas para vender. Elas se dispõem a fazer qualquer trabalho para ganhar algum dinheiro.

Todos os afegãos com os quais a BBC falou sabiam sobre o bachabazi. Muitos afirmavam que ele só existe em áreas remotas. Mas a reportagem acompanhou uma festa noturna em uma área antiga de Cabul, a menos de 500 metros do palácio de governo. Lá, Zabi (nome fictício), um homem de 40 anos, se disse orgulhoso de ter três garotos dançarinos.

“Meu bacha mais novo tem 15 anos, e o mais velho tem 18. Não foi fácil encontrá-los. Mas se você fizer um esforço, pode encontrá-los”, ele comenta.

Ele diz que nunca dormiu com um dos garotos, mas admite que os abraça e beija. Mesmo ao ser questionado se isso também não é errado, ele diz: “Algumas pessoas gostam de briga de cachorros, outros de briga de galos. Todos têm seu hobby. O meu é bachabazi”.

Com um governo omisso e ausente, poucas foram as tentativas das autoridades locais de combater a tradição do bachabazi. Já os religiosos, o Afeganistão é um país muçulmano, afirmam que o Corão não admite tal prática, repudiando-a como pecado. Mas pelo visto, nem mesmo o antigo regime religioso dos talebãs foi capaz que refrear a pecaminosidade humana.

ORE PELAS CRIANÇAS DO MUNDO, ORE PELAS CRIANÇAS DO BRASIL!

OBS: O vídeo demonstra a prática existente apesar da negação das autoridades políticas e religiosas.

***
Jamierson de Oliveira é editor da Revista Povos e Apologética Cristã

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

29 COMENTÁRIOS

  1. Não nos resta opção: temos que orar pra Deus proteger as crianças e pra nos ajudar a mandar mais missionários para países como o Afeganistão. Práticas abusivas e nojentas como essa têm que parar!

  2. Ao observar tais cenas, tudo que poderia dizer com relação a esses seres abjetos e exploradores da miséria humana é: desgraçados, patifes, pilantras, canalhas, nojentos, demônios travestidos de humanos, filhos de satanás, remanescentes de Sodoma e Gomorra! Haja vista que muitos destes verdadeiros gays enrustidos depois de patrocinar um espetáculo horrendo como este, ainda tem a cara de pau de posar na sociedade como respeitáveis pais de famílias e muçulmanos radicais contrários ao que eles denominam de “decadência do mundo ocidental” culpando irracional e fanaticamente a cultura judaico-cristâ por toda a corrupção existente no mundo. Pelo menos no mundo de cultura judaico- cristã do ocidente, monstros como estes ainda são considerados criminosos e punidos com todo o rigor da lei, e no mundo muçulmano cadê o rigor do islã para os mesmos? Que Deus tenha misericórdia dessas crianças!

    A paz do Senhor a todos

    De vosso irmão em cristo:
    Laerte

  3. Argh!!! Coisa repugnante!!!!
    É estarrecedor o texto,bem como o vídeo,onde um garoto é roubado da sua infancia, tendo ao seu redor vermes nojentos esperando o momento certo para o seu ataque.
    Acredito que cenas como essa, deveriam ser mostradas em larga escala pela net.
    Como o Islã permite isso?
    Essa face estava oculta.
    Não sei quem é pior depois de ver esse vídeo: se o diabo ou homens como esses…
    Lamento,lamento e lamento!!!!!!!!!

  4. Lamentável. Que triste realidade.

    Mas cabe aqui um comentário, ''puxando a sardinha'' pro nosso lado:

    Aqui, num país cheio de evangélicos, temos muitos garotos virando travestis, dançando em casas noturnas e se prostituindo.

    E isso é no país inteiro, não é só no nordeste não! Aqui no sul (onde muitos hipócritas dizem ser o melhor lugar do mundo) tem muita homossexualidade. De meninos e meninas.

    O que quero dizer é o seguinte: o Afeganistão é aqui! E o mundo inteiro jaz no maligno. Pode ser país muçulmano, budista, espírita, católico ou evangélico. Pode ser cidade rica ou pobre.

    Que Deus nos oriente como trabalhar para salvar essas crianças.

  5. ia clicar no curti isso… Mas como posso curtir um negócio desse? o texto e a posição do Jamierson foram ótimos. concondo plenamente com ele, vamos orar e se pudermos vamos agir contra esse tipo de abuso… Mas queria q tivesse um botão NAO CURTI ISSO. []s

  6. Carvalho! Credo em cruz como diria minha avó o-O

    Infelizmente essa não é uma realidade apenas de meninos do Afeganistão, temos vítimas de estupro ''religioso'' bem pertinho de nós.

    Fé e ousadia a todos nós. Paz 0/

  7. HIPÓCRITAS,falsos moralistas!Vivem a oprimir as mulheres,apedrejá-las,enforcá-las,quando na verdade tinham que ter vergonha na cara barbuda.As mulheres tem que ser cobrir todas e nem seus rostos podem mostrar,enquanto os canalhas vivem na orgia,praticando a pedofilia…Queria ver se fosse com um dos seus filhos.Ninguém pensa nos sentimentos destas crianças e adolescentes.Depois querem defender essa maldita religião.Que Deus tenha misericórdia.

  8. Olá gente minha,

    A internet é um espaço precioso onde podemos falar das verdades bíblicas e discutir diferentes pontos de vista!
    [Idéias Protestantes] é um blog cristão com esse objetivo. Sem dispensar a seriedade na defesa do Evangelho, e, sobretudo, longe de se adaptar aos modismos e novidades do Cristianismo de entretenimento, o leitor obterá uma mistura bem balanceada de teologia, cultura, denúncia, cidadania e artigos devocionais. No [Idéias Protestantes], você fica sabendo da última novidade do absurdário gospel, mas também não falta material para edificação e reflexões sobre a vida cristã.

    Seja nosso parceiro na divulgação do genuíno evangelho das Escrituras!
    http://ideiasprotestantes.blogspot.com
    [Idéias Protestantes]

  9. Não quero fazer defesa alguma do Taliban. Quero apenas apresentar um "fato histórico e jornalístico".

    Reportagens e levantamentos feitos por antropólogos e históriadores nos últimos cinco anos no Afeganistão, dão conta que o povo afegão aceitou muito bem a dominação talibã, no seu início, pois ela visava "limpar" o país.

    O próprio surgimento do Talibã se dá quando um grupo militar do governo estuprou meninas e meninos em uma vila e os alunos taliban os vingaram.

    Não estou fazendo defesa do hediondo, nem de um lado nem de outro. Estou apenas contando uma história. Real. O Afeganisão estava enfermo no tempo do Taliban, hoje, está em coma.

    O número de estupros, assantos e furtos, no pós-taliban, é alarmante. Para quem não sabe… foi por motivos "moralizantes" que os talibans tomaram o poder.

    É triste sim. Mas não pensem que o Afeganistão será um lugar melhor depois que os EUA saírem da lá. Ou voltará ao poder taliban (que já acontece em alguns lugares do país) ou caíra na mão de alguma ditadura de direita.

    Isso não é "profecia". Isso não mal-agouro. Eu apenas não sou um sonhador que imagina que a igreja vai conquistar o mundo… tempos difíceis.. mais difíceis, são os que se aproximam.

    Deus tenha misericórdia dos afegãs a quem Ele escolheu.

  10. O site da CNN e da BBC de londres, para quem sabe inglês, apresenta alguns dossies sobre o Afeganistão.

    Parte das informações que fiz durante alguns estudos para um livro didático que publiquei no Timor-Leste retirei de lá.

    Na livraria digital da Capes [ periodicos.com ] também é possível baixar algumas disertações, teses e revistas acadêmicas brasileiras e estrangeiras onde muito se pode aprender sobre o Afeganistão.

    Vi que um comentário "criticou" o islamismo, por esta não ser prática islâmica. E não é. Não fazendo defesa do islã e do taliban, foi por práticas em desconformidade com o Alcorão que os talibans foram ao extremo.

    Como a "acusação" de que Osama Bin Laden e Saddan Hussein eram "amigos". Bin Laden odiava a Saddan tanto quanto odeia o Bush, por exemplo. Pois para eles ambos são pagãos.

    É complicado entender isso, mas podemos usar como exemplo nós cristãos.

    Eu mesmo fico revoltado quando dizem que sou "evangélico" como alguém que vá na Universal. Que para mim não é igreja cristã, mas seita-espírito-macumba-cristianizada.

    Lá… acontece mais ou menos o mesmo.

  11. Por favor , assistam e façam chegar aos lideres das Igrejas Cristãs:

    http://www.youtube.com/watch?v=ILwU5GhY9MI

    Legalização da INIQUIDADE e sabe lá o que vem mais…

    "Quem tem ouvidos, … OUÇA!"

    Lideres Cristãos que PODERIAM ajudar muito:
    Marcelo Rossi, Fabio Melo, Chalita e outros Católicos ENVOLVIDOS no EVANGELHO.
    RR soares, Edir Macedo, Valdomiro, Silas Malafaia,
    e tantos outros Evangélicos que aparecem na TELEVISÂO e podem Ajudar nesse Grito no Deserto.

    O Caminho da Porta Estreira será cada vez mais apertado!

    JESUS VOLTARÁ!! Mas Faça a Sua Parte !!

    A Internet é Rápida e dá tempo.. copie, cole e envie para todos. MSN, Twitter, Orkut use tudo!! (claro, se vc não ignorar!!)

    ——–
    Leonardo, Ajuda!!

  12. Sabe…é nojento ver o que acontece nos países islâmicos, mas é bom "mostrar" para os cristãos ( isto é como um "tapa bem dado em nossa cara")pois estamos vivendo um evangelho de fachada, de comodismo, de "venha nós" e o reino de Deus…ah…o "ide" não é pra mim.è tempo de acordarmos do sono da indolência.
    Sabe, vou postar no blog (rosa entre espinhos) este texto(com créditos) pois nossa voz precisa ecoar o mais alto que pudermos.
    Que Deus continue despertando o seu povo…

    Pelos não alcançados, e que serão alcançados que queiram ou não…

  13. "Dentre as criaturas, achais de vos acercar dos varões, deixando de lado o que vosso Senhor criou para vós, para serem vossas esposas? Em verdade, sois um povo depravado!" – Alcorão, "Os Poetas" (26a. sura), 165-166

  14. Não sei qual é pior mesmo, é um video e pessoas falando do alcorão sobre esse horror, ou a pessoal que postou isso. Pela mor de Deus, divulgar horrores é pior ainda de qum faz, aqui em nosso país fazem muito disso em quase todas regiões, isso que esta fazendo é apologia a uma cultura de um povo que não tem o quê comer, invés de cintruir um templo de 300 milhões vocês deveriam ajudar esses menindos dessa cidade e mistrar aqui o sucesso das pessoas que foram ajudadas

  15. O Afeganistão está ocupado pelo Reino Unido e os EUA, potências consideradas de maioria protestante. Onde estão os protestantes destes países? Quem impõe seu poder pela força pode com essa mesma força, se quiser,impor seus costumes protestantes, ou não? Ou podem usar o poder da palvra que liberta…
    Mas isso não é tão importante quanto ter um país ajoalhado aos seus pés em uma área de conflito que se controlado é de suma importância estratégica.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui