Haiti, terra do Vodú ou de Cristo?

8
158
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Renato Vargens

Acabei de regressar do Haiti onde participei como preletor de um Congresso para pastores. Sem sombra de dúvidas vivenciei momentos especiais onde pela graça de Deus tive o privilégio de conhecer gente santa e piedosa.

O Haiti é um país de extrema miséria, o que nitidamente se percebe na cidade de Porto Principe. Devido ao terremoto ocorrido em 12 de janeiro, esta pequena nação do Caribe foi completamente destruida. Se não bastasse isso, uma multidão incontável de haitianos não possuem nenhum tipo de recurso financeiro disponível para a reconstrução de suas vidas e familias.


Ouso afirmar que se o Haiti não recebesse ajuda externa, a tragédia seria de proporções muito maiores! No entanto, apesar do caos reinante naquele lugar, a igreja haitiana vivencia lampejos de um genuino avivamento espiritual. Os cultos evangélicos costumam começar às 6:00 da manhã e possuem a duração no minimo de quatro horas. O louvor é absolutamente cristocêntrico e a pregação da Palavra aguardada com expectativa pelos ouvintes.

No tempo que lá estive, não vi nem ouvi reclamações, murmúrios ou queixas por parte dos crentes. Não vi nenhum dos haitianos exigindo de volta o que era seu, nem tampouco determinando prosperidade e riqueza em nome de Deus. Nos dias em que lá estive não vi campanhas de enriquecimento, de quebra de maldição familiar, como também não testemunhei a comercialização de unções escalofobéticas e financeiras.

Assine o Blesss

Caro leitor, os cultos haitianos são lindos e cheios da graça de Deus! Visitei uma igreja em que uma das canções ministradas dizia: “hoje pode ser o último dia para louvarmos ao Senhor, vamos fazê-lo de todo coração.” Fui numa outra Comunidade Cristã que teve o seu templo destruido pelo terremoto e que em virtude disto por alguns meses se reuniu nas ruas. Quando lá cheguei pude presenciar uma multidão de pessoas dispostas a adorar ao Senhor. Na ocasião preguei a Palavra de Deus e pude testemunhar que aquele povo amava ao Senhor por aquilo que Ele era e não por aquilo que Ele podia dar.

Nossos irmãos haitianos vivem como se Jesus fosse voltar a qualquer momento, em virtude disto, eles vestem suas melhores roupas, engraxam seus sapatos, estampando em seus lábios um lindo sorriso.

Durante a conferência para pastores pude ver que a Palavra de Deus possui papel preponderante na liturgia haitiana. As mensagens ministradas durante aqueles dias tiveram a duração mínima de 90 minutos. No entanto, apesar do longo tempo destinado a homilia, pude perceber que ninguém olhava o relógio ansioso pelo fim do culto, como também ninguém se ausentava do auditório para fazer uma outra coisa qualquer.

Prezado amigo, durante todo este tempo em que lá estive, não ouvi um barulho de tambor, como também não presenciei atividades relacionadas ao Vodú. Antes pelo contrário, Porto Principe está lotada de Igrejas evangélicas e de gente que verdadeiramente ama ao Senhor Jesus.

Creio que os que lá estiveram fora profundamente marcados por Deus. Louvo ao Senhor por ter me levado ao Haiti e de ter tido o privilégio de conhecer gente cujo coração encontra-se encharcado de amor pelo Senhor.

Termino este texto com a letra de uma das canções mais lindas que tive oportunidade de cantar naquele lugar.

“Ou sen, ou sen, ou sen
Ou sen Senye
Se toupatou sou laté
Yap di jan ou sen

Ou fidel, ou fidel, ou fidel
Ou fidel Senye
Se toupatou su laté
Yap di jan w fidel

Ou Kapad…
Ou reil…
Ou gran….
Ou pwissan…”

Merci Papa!

***

Renato Vargens é pastor, conferencista, escritor e colunista de vários blogs e sites, entre eles o Púlpito Cristão
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

8 COMENTÁRIOS

  1. Fico feliz em ver que em lugares como o Haiti, rotulados por muitos como terra amaldiçoada e padecendo de necessisddes materiais.

    É um estímulo a mais para seguirmos firmes na genuína fé evangélica e lutarmos contra a idolatria (como era bom o tempo em que os ídolos eram de pedra e barro, era fácil serem lançados fora, hoje osídolos são de carne e osso, aço e rodas, de tijolos e com acabemento fino)

    Permaneçamos na Graça e nela frutifiquemos.

  2. Leonardo e irmãos em geral, foi com muita emoção que lí o texto do Renato.Eu que sou meio durão não resistí e fiquei com olhos rasos d'agua pelo que ele testemunhou, por saber que meus irmãos haitianos (e o povo em geral) estão resistindo com fé a tudo e pela atitude do Renato em ir lá em vez de ficar como certos indíviduos que pra polemizar e aparecer saíram falando burrices,ideias preconcebidas e maldades.Isso é cristianismo, foi a esse Cristo que eu me rendí a vinte anos,é de uma igreja que ama, prega a mensagem do evangelho e é solidária…Não me sinto irmão desta igreja que já se acha no juízo final e com dedo em riste sai condenando este ou aquele com base em argumentos humanos,egoístas e nada cristãos!Não faço questão de fazer parte desta igreja que se comporta como o "Israel de Deus" destruindo "povos estranhos" no velho testamento.O Julio Severo e seus discípulos radicais juntamente com seu mestre o "filosofo" da boca suja Olavo de Carvalho precisam aprender com este bom exemplo!A igreja é uma embaixada do reino de Deus na terra e não deve entrelaçar seus interesses a este ou aquele povo/etnia/cor de pele/cultura.Não a povo mais ou menos abençoado, o que existe é a presença de Deus na terra em meio a todos os povos de maneira indistinta. O que estes direitistas estão fazendo,pregando um eurocentrismo cristão em detrimento de outros povos é tão nocívo quanto o que esquerdistas estão fazendo ao miscigenarem cristianismo e marxismo.Não perdoo (até porquê não houve arrependimento da parte dele) Julio severo ao endossar as palavras do tal consul do haiti(lembram ?).E mais uma vez digo: Se a igreja brasileira, ao deparar-se com a pós-modedernidade e seus dilemas ficar com essa paranóia anti-esquerdista e como alternativa radicalizar rumo a extrema direita, o prejuízo que o neo-pentecostalismo deu a igreja brasileira será café pequeno. A igreja deve ser uma terceira via.Não aos radicais!

  3. Creio que brevemente a AD Vitória em Cristo e a Central Gospel estarão lá ajudando aos nossos irmãos em Cristo frutificarem e restabelecemrem-se do susto. o Alvo é 137 países. Nosso Deus, creio assim, é o dono do ouro e da prata. Orem por nós.

  4. Gostaria de deixar um versículo bíblico, que está em 1º Co 1:27 "Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus também escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes".
    Me inscrevi junto ao Ministério do Exterior para atuar como voluntário no Haiti, logo depois do terremoto. fiz o cadastro e, depois de alguns dias, obtive como resposta que, por ora, não estavam precisando de voluntários, mas que poderia aguardar. Se futuramente fosse necessário, entrariam em contato comigo. Confesso que fiquei triste por não poder estar lá para ajudar. Só me resta orar e interceder a Deus em prol daquele povo tão sofrido. A notícia de que estão se alimentando espiritualmente nas igrejas evangélicas alegrou-me, porque "FELIZ É A NAÇÃO CUJO DEUS É O SENHOR".

  5. Ué não tem ninguem pra questionar o testemunho do Renato vargens? Cadê os "cristãos" eurocentristas que acham que Deus é patrimonio dos anglosaxônicos ,que aliás ,abastados e cansados do lixo teologico que os alimentou outrora e nos alimenta hoje em dia, já se tornaram ateus e coisas do gênero a muito tempo,se é que um dia foram "um povo cristão" pois, indivíduos se tornam cristãos não sistemas politicos ou estados. Essa igreja intitucional está cada vez pior.Abaixo a ideologização politica do cristianismo!!!! Nem direita nem esquerda VAMOS OLHAR PRA CIMA.Abaixo a influência de julio Severo e seu papa Olavo "boca suja" de Carvalho e de esquerdistas, relativistas do evangelho.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui