A tragédia do Alagoas: Entre jabulanis e vuvuzelas, o caos no agreste

11
452
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Por Leonardo Gonçalves

A mediocridade do povo brasileiro pode ser medida pelo tamanho do descaso praticado com o seu semelhante. Enquanto todos comentam a “mao santa” do jogador Luis Fabiano, o número de mortos no estado do Alagoas já é de 29, e dado o volume de águas e a quantidade de pessoas desaparecidas, é possível que esta tragédia seja ainda maior que a vivida no Rio de Janeiro em abril deste ano. Se considerarmos que a tragédia no Rio foi o quinto maior desastre natural provocado por enchente no mundo, podemos concluir que a situação é mesmo caótica.

Assine o Blesss

Segundo reportagem publicada hoje no jornal O Globo, um fundo de 70 milhões havia sido designado para prevenção de tragédias naturais. Destes, mais da metade foi destinada ao estado da Bahia. Curioso é o fato de que Alagoas não tenha recebido um centavo sequer, para investir em obras de prevenção, descaso público que redundou no caos que hoje se vive nos 30 municípios afetados.

Não bastasse tudo isso, também estamos em ano de eleições, mas nem os governos estaduais e federais parecem ser a pauta do dia, uma vez que vivemos no Brasil a expectativa do hexacampeonato. Afinal, o que pode importar mais que 22 marmanjos milionários correndo atrás de uma jabulani, o barulho ensurdecedor das vuvuzelas e a campanha “Cala Boca, Galvão!” no twitter com suas #hashtags?

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

11 COMENTÁRIOS

  1. LEO ESCREVEU :"Enquanto todos comentam a “mao santa” do jogador Luis Fabiano, o número de mortos no estado do Alagoas já é de 29…"
    Notícia requentada, não é 29 mortos,mas 41 ,os desaparecidos somam + de 50, e desabrigados 3 mil,tá?
    Não se tratou de 'mão santa' do Luis Fabiana,e nem mão de Deus.Foi gol e o juiz autoridade em campo não anulou.Quem conhece regra pode dar pitaco – há mão na bola,e bola na mão,veja a diferença meu caro Leo.
    Mas,somos amigos,um abraço do tito from brasília.

  2. Márcia Gizella disse… 23 de junho de 2010 16:44
    Concordo totalmente!!! Isso é inaceitável. CadÊ o amor ao próximo? E que patriotismo é este?
    Oi Marcia Gizella,o que vc fêz em favor dos desabrigados ? Posso perguntar? Seu amor já expressou com alguma ajuda efetiva?
    Pois bem,na enchente no Piauí,a minha igreja aki em Brasília entrou de cabeça na arrecadação de alimentos,cobertores e etc. para o povo do Piauí.Juntamos 7 toneladas de alimento,e para o nosso desapontamento o Governo – Aeronáutica se recusou a transportar as 7 toneladas por falta de avião.Os aviões estavam ocupados com a busca do Air France que caiu no mar,e ficamos com mico.Resolvemos então fretar um caminhão para levar a carga,e chegando lá não tinha quem receber a carga.Nenhum pastor,nenhuma igreja se prontificou a receber e distribuir as cestas,ficamos envergonhados e frustrados,e não vamos entrar em outra e pagar mico de ninguém.Os interessados e moradores da cidade,líderes comunitários não se interessaram,e nós em Brasília,longe deles tivemos o nosso coração doador.E o governo Lula não arredou o pé.Não tinha avião e caminhão do governo.Nós tivemos que arcar com tudo,o que ficou pesado.Hoje as finanças não vão bem,estamos no vermelho,mas amor nós temos,só que quem precisa não se interessa.A nossa igreja precisa aprender a ser socorrista,o que não é.No Texas,EUA é uma cidade altruística,qualquer tragédia na cidade o povo se mobiliza sem a intervenção das autoridades,é algo que aconteceu voluntariamente,eles têm o dom de serviço e misericordia.Na Korea do Sul tb,a igreja diante da ameaça de guerra com Korea do Norte se mobiliza com rapidez e eficiência.Isto falta em nós,tá?
    Um abraço e bjo do tito from brasília.

  3. deveria haver uma mobilização nacional da sociedade organizada, imprensa e o governo para que pudessemos montar uma logistica para atender com doações, recursos e serviços essenciais a região, nesta hora tçao triste.
    Mas infelizmente, essa tragédia não mereceu tanto as primeiras paginas de nossos noticiários, quanto os xingamentos do Dunga.

  4. Tito,

    O post é do dia 23 de junho, e os mortos considerados aí sao apenas no estado do Alagoas. Portanto, requentada é a tua marmita, "malero"! rs (=

    Sobre mao na bola e bola na mao, o Luis Fabiano mesmo admitiu que usou a mao propositalmente.

    Yes!

    Inté mais,

    Léo.

  5. Muito pouco tem sido feito para prevenir enchentes e os perigosos deslizamentos de terra. A Bahia recebeu sua verba, mas também sofreu, sendo que muito pouco foi feito pelo governador petista que administra o referido ente federativo. Aqui no Estado do Rio de Janeiro sofremos grandes tragédias em janeiro e depois em abril, mas cadê a aplicação de recursos pelos governos federal, estadual e municipais? Em janeiro de 2007, minha cidade de Nova Friburgo, na região serrana do estado, ficou numa situação de calamidade pública, sendo que muitas comunidades continuam vulneráveis a novas tragédias. Como sempre as autoridades acabam colocando a culpa no mal tempo, mas vejo razões humanas para que tudo isso ocorra. Um dos problemas é a degradação do meio ambiente (esta enchente no agreste nordestino teve como uma das causas o desmatamento visto que a supressão de matas nativas impede a retenção de um volume maior de águas pluviais). Entretanto, outros fatos podem ser também apontados: a ocupação irregular do solo, a falta de planejamento na construção de cidades, a ausência de um estudo técnico prévio que autorize sobre a edificação das residências e a própria pobreza da nossa população que tira do ser humano a possibilidade de escolher os locais mais apropriados para uma família habitar com segurança ambiental. Infelizmente, a torcida não se mobiliza para reivindicar os seus direitos sociais mais básicos. O país pára por causa do futebol, mas o povo é incapaz de se organizar em defesa da moradia, da saúde, da segurança e da educação.

  6. Como o amigo Tito (from Brasislia) comentou, rapidez e eficiência faltam em nós, e nós até temos, só que focadas em outros interesses:

    – Rapidez em terminar logo o relatório para assistir o jogo;
    – Eficiência em conseguir desviar do congestionamento quilométrico para chegar em casa a tempo;
    – Eficiência em deixar o microondas programado para fazer aquela pipoquinha;
    – Rapidez em tomar banho e colocar a camisa da sorte, e por aí vai.

    Quanto a ajudar ao irmão necessitado, -Ah, sim, como faz? Peraí! GOOOOOOL!!! É do Brasil!!!

    Sem falar nessa logística ilógica. não tinha avião pro Piauí? E agora o Lula quer que as empresas que ajudaram o Haiti, ajudem nós aqui do NE. Tomara que disponibilizem um avião, caminhão do Exército e etc…
    E que não façam como daquela vez em SC, em que as pessoas escolhiam as melhores roupas para os seus, e deixavam os "mulambos", como dizemos por aqui, para os necessitados. Vontade de ajudar, tenho muito. mas queria mesmo era ir até lá, e pessoalmente contribuir, pois infelizmente, confio nas instituições, mas não posso confiar nos homens…

    E que a angelical vuvuzela, ops, desculpe, trombeta não sôe durante a copa, pois com certeza, até nós os crentes, a confundiríamos.

  7. Tito,
    Tenho feito, tenho orado elas famílias, tenho chorado e me entristecido, tenho clamado à Deus por Sua misericórdia, e tenho pedido ajuda à quem pode ajudar (financeiramente).
    Se eu pusse daria tudo o que tenho, como não tenho nada, só dois filhos pequenos para criar e educar, é o que tenho feito!
    Quando eles crescerem um pouco mais e se Jesus não voltar antes, vou estar sempre aonde estiver acontecendo algo do tipo. Irei limpar as casas, tratar as feridas, levar consolo com a palavra enfim, tudo o que meu coração arde em fazer mas minhas possibilidades não permitem. Dinheiro não tenho, mas tenho amor.
    Se pelo menos 10% do que está sendo empregado nesta porcaria de copa do mundo tivesse sendo enviado aos desabrigados de todas estas tragédias, com certeza estaria tudo bem melhor. Se uma parte dessas pessoas que foram para a África assistir aos jogos tivessem ido até o nordeste, enfim Tito, eu uso minha boca pra falar, e vocÊ usa o que pode usar!!!!
    Abraço Deus te abençoe!

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui