Liberalismo e Teologia Relacional: O evangelho dos bebês chorões

74
559
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Leonardo Gonçalves

Desculpa por destruir o seu patriotismo hipócrita que ressurge a cada quatro anos, mas há algo que nem a copa do mundo consegue disfarçar: O Brasil é o maior depósito de sucata teológica do mundo. Tudo o que não funciona nos países de primeiro mundo é trazido, adaptado e aplicado aqui na república dos bananas.

Uma das mais recentes porcarias importadas para o nosso país se chama Teologia Liberal. Mas, o que é essa tal de “Teologia Liberal”? Bem, trocando miúdos, podemos dizer que teologia liberal é um movimento teológico com raízes no século XVIII, que mescla doutrina bíblica com filosofia e ciências sociais, propondo uma exegese subjetiva e a relativização do texto sagrado.

Há algum tempo atrás, uns pirados começaram a sobrepor-se à autoridade das Escrituras. Um destes caras, chamado Rudolf Bultmann, disse que é impossível interpretar um texto sem pressuposições, então ele passou a interpretar a bíblia à luz das suas crenças pessoais. Como neste mundo heresia se propaga como mato (e o diabo também dá uma mãozinha neste processo), um monte de babões com vontade de aparecer acompanhou o Bultmann na sua loucura, e logo a coisa se espalhou.

Assine o Blesss

Permita-me um parêntesis, pois quero te explicar o quanto a interpretação do senhor Bultmann e dos seus colegas liberais – tanto dos seus antecessores, como dos seus sucessores – é absurda:

Imagine que você um dia escreva um livro, contando uma história que você considera muito importante, e falando acerca das suas crenças. Digamos que eu receba o seu livro, contando a sua história, e comece a interpretá-lo à luz da minha vida, das minhas crenças e da minha história. O que você acharia disso? Já te imagino dizendo: “Ei, espera aí: Não foi isso que eu disse!”, ao que eu ia responder: “Não importa o que você disse, mas o que eu penso que você deveria dizer”. Seria uma loucura!

Feito este parêntesis, volto aos trilhos para dizer que nenhuma interpretação de texto pode ser mais burra e ao mesmo tempo mais arrogante que as ideias dos teólogos liberais. Ora, o seu texto não deve ser interpretado de acordo com as minhas crenças e minhas ideias, e sim de acordo com as crenças e ideias do autor. E não foi no seminário que aprendi isso, mas nas aulas de língua portuguesa e literatura do ensino fundamental. Gente, isso é óbvio demais!

Porém, apareceram no cenário teológico brasileiro uns caras pirados que querem interpretar a bíblia a luz das suas crenças, e que negam (ou na melhor das hipóteses, reinterpretam) o sentido do pecado, da salvação, da vida eterna em Cristo, e alguns chegam a negar a morte vicária (morte pelos pecados) de Jesus, bem como o seu nascimento virginal.

Alguns destes caras, com seus corações dominados por pressupostos mundanos, praticam uma exegese afeminada e começam a chamar Deus de mãe! Segundo eles, a paternidade de Deus é o reflexo de um principio machista que predomina nas culturas antigas, mas agora, os suprassumos da intelectualidade pós moderna, pastores fracassados que abdicaram da teologia bíblica em virtude de seus pecados e que agora ficam posando de filósofos existencialistas quando na verdade sequer conhecem a obra de Sartre ou Kiekgaard, bagunçam ainda mais o coreto evangélico nacional, pregando uma teologia do Deus “maricas”.

Sinceramente, creio que alguns pastores ao invés da “Água Branca”, andam tomando água turva nas fontes seculares do paganismo pós-moderno, e na tentativa de ser relevantes, acabam pagando de palhaços aos olhos de quem tem o mínimo de conhecimento teológico-filosófico e um pouquinho de discernimento. Outro, ao invés de dirigir os pecadores à Casa de Misericórdia (pois este é o significado da palavra “Betesda”), ensina as pessoas a confiarem num Deus fracassado e trapalhão que há muito tempo atrás perdeu as rédeas do Cosmos e agora deposita toda a sua fé em gente miserável e pecadora como nós. Sim, já não é o homem que tem que depositar sua fé em Deus, mas Deus é que tem que acreditar no homem.

Percebeu o grau da loucura destes pastores?

Seus sermões trazem um pouco de tudo, porque eles são bem ecléticos em suas crenças. De um modo inexplicável, estes dois pastores conseguem reunir o que há de pior em cada sistema teológico, bater tudo no liquidificador, acrescentando ao final uma colher de Open Theism, e assim fazem a sua omelete epistemológica.

Mas esta omelete liberal e neoarminiana tem dado indigestão em muita gente, e penso que é tempo de focar nossa munição em denunciar estes bebês chorões, quase sempre deprimidos em seus artigos, que reclamam de tudo, pregam contra a injustiça social e a disparidade dos povos, mas retiram dos crentes o que eles tem de mais precioso: “A crença em um Deus soberano e criador, o qual tem todas as coisas sob controle, que intervém diretamente na história, fazendo com que todas as coisas cooperem para o bem dos que lhe amam, e dos que por seu divino decreto foram chamados”.

Quem lê, entenda.

***
Postou Leonardo Gonçalves, no Púlpito Cristão

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

74 COMENTÁRIOS

  1. Excelente artigo, já é tempo de abrirmos os olhos para o que estão fazendo coma igreja. Estão focando apenas o Silas com suas sementes e esquecendo-se dos Ed Renes e Gondins que estão a espalhar suas teologias abertas e liberais por aí.

  2. Graça e Paz!

    Bom, salvo algumas declarações dos dois pastores "citados" que não concordo, creio que são bons pensadores e homens de Deus.

    É o risco que corre aqueles que dão a "cara à tapa".
    Prefiro muito mais pastores que às vezes erram por colocarem o "porta-cabelo" para funcionar e não se colocam como detentores da verdade, do que "pastores" que vendem um evangelho falido e totalmente distante da vida real, das pessoas reais.

    No mais, continuo retendo apenas aquilo que é bom, e crendo que algumas vezes o Púlpito Cristão, por também dar a "cara à tapa", erra o alvo.

    Um grande abraço,
    Vinicius Morais
    —–
    Visite: Refletindo a Graça
    http://refletindoagraca.blogspot.com/

  3. Vixe…Acordou com dor de barriga,rsrsrs…
    Deus ser identificado como Pai é, para minha humilde opinião, reflexo sim de uma sociedade patriarcal. Uma humanização para facilitar nosso entendimento a partir de uma referência cultural particular. Deus não é nem homem nem mulher.

  4. Diante deste texto, a mim não me cabe acrescentar comentários e sim Glorificar a Deus pela sua vida e pelo seu trabalho na defesa do evangelho verdadeiro!

    Que Deus te abençoe e te capacite cada vez mais!

  5. Penso que todas as vias podem ser muito bem articuladas quando no estado de direito se faz o uso da mesma para refletir, mesmo que em poucas palavras a respeito de assuntos convergentes a Palavra.

    Ao analisar o estado que a instituição religiosa brasileira se encontra é de dar pena de quem as guia como sem direção, a teologia da prosperidade bate nas portas de todas elas, mas pouquissimos tem coragem de impedir de te-las lá dentro… alguns abraçam a idéia e extorquem seus irmãos na fé..outros só criticam e alguns destes por não saberem pedir se unem na contramão do sistema virgente só para não se sentir fora de "moda".

    Fico muito contente com os poucos homens que tem coragem de expor pensamentos, ainda que passiveis de erros teologicos e aqueles que deveriamos guardar só para nós mesmos, mas o fato é que todos nós deveriamos ter a bíblia como bussula e não nos guiarmos por "Paulo ou Apolo", mas por Cristo… E neste impasse religioso, ter a coragem de falar mesmo que algumas pedras sejam jogadas em nós, mas saber que a nossa falida instituição tem alguns poucos pensadores, pois a igreja tivesse mais pessoas que raciocine talvez não envergaria para as neo teologias que ventilam tanto para um lado como para outro, nisto deveriamos ser bereanos em tudo, tanto para Malafaias, Terra Novas, Hernandes, Gondins e outros… Por que o que a Palavra não fizer outra coisa não fara…JAMAIS!!!

    Qto ao post… muito bom… que cada um reflita, retenha o que for bom e seja um agente de mudanças, que possamos sair do status quo da ignorancia religiosa e sejamos renovamos pelo Espirito de Deus, para toda boa obra…

  6. Nossaaaaaaa Deus!!!
    que palhaçada é essa? Estes irão pagar por tudo oq estão fazendo, daqui á pouco vão adorar á Deus como Deusa? Eles estão juntando tudo oque não presta, pra tentar serem modernos? Quanta heresia!!! Por isso que sempre estou lendo 2° Pedro que fala exatamente sobre os falsos profetas e falsas igrejas dos ultimos dias!!! Deus é Mais

    @CrissoudeCristo – Twitter

  7. Que é isso, Léo? "Dor de cotovelo em Cristo", como diria a Cleycianne? Brincadeirinha, mano…

    Quer dizer que se tu escreveres um livro nenhum crítico no mundo, hoje ou daqui há 2000 anos poderá reinterpretá-lo livremente e à partir do que tu escrevesses chegar às suas próprias conclusões acerca dos temas por ti abordados?

    Um autor escreve para isso mesmo: para cada um extrair suas próprias lições passando por seu filtro de subjetividade (individual, evidentemente).

    Deus é "macho", é cara?! E ele é "hetero" também?! Por que? E como é que ele tem sexo, é um ser corpóreo como nós se ele está em todo tempo em todo lugar?

    Por que é que a metáfora da criação escrita pelos antigos hebreus está correta e não pode ser discutida e tantas outras estão erradas e podem ser amplamente questionadas sem o menor pudor?

    Entre os indígenas brasileiros existe uma crença que eles chamam de "o tempo do sonho" que se refere ao tempo em que éramos desprovidos da razão humana.

    Pois bem: o Gênesis fala da "árvore do conhecimento do bem e do mal", que eu prefiro chamar de "árvore da razão". Depois de o homem (por que dizer "a mulher"?!) provar do tal fruto proibido, passou a ter conhecimento do bem e do mal, isto é, passou a ser autoconsciente, a "morrer", ou seja, a ter a noção de que nascia, crescia e morria. Se ele passou a ser autoconsciente, racional, é porque antes ele não era…

    Disse tudo isso para demonstrar que nós estamos sim condicionados à nossa cultura e não conseguimos ler nada sem os nosso pressupostos. E além disso, podemos crer nas mesmas coisas pelos motivos e caminhos os mais antagônicos.

    Qual é o problema em tu chamares o Deus de "Pai" e outro chamá-lo de "Mãe", desde que ambos estejam falando da mesma Pessoa? Ou será que, assim como as crianças agem, alguém aqui acha que "as coisas tem que ser exatamente do jeitinho que o papai falou, senão tá errado"?… Morte aos sinônimos e ao livre pensamento…

    Abraço.

  8. Se este texto é do Leonardo Gonçalvez alguma coisa esta errada, pois sou da Igreja Batista em " Água Branca " (nome do bairro e não da igreja) e no sabado dia 12 de Junho de 2010 ele ministrou conosco … Outa coisa sou membro a 5 anos e desconheço qualquer pratica relatada acima… lamentavel. Por isso eu odeio CRENTE …

  9. Numa simples frase, meu querido Leo, é que essa omelete de liquidificador quer transformar Deus "à nossa imagem e semelhança".

    Não é o que eu penso de você, meu caro Leo, que determina quem você é. Você é o que é independente do que eu penso a seu respeito. Óbvio demais.'

    Deus é o que está revelado nas Escrituras independente do sentimentalismo de quem quer que seja.

    Abraços,

  10. Paz seja com todos

    O fermento leveda toda a massa.

    simples assim. Os caras podem ser " a madre terea de calcutá", e mesmo assim não tem o direito de introduzir poucas, muito poucas ou alguma heresia. Estão errados naquilo que estão errados.

    No brasil aonde tudo o que vem com um

    "made in…." ja cai na graça do povo e agora fazem o povo cair da Graça.

    Estes senhores que sabem muito e nada sabem de verdade, que negam a propria base da fé cristã estão indo de aml a poir e arrastando a outros juntos com eles.

  11. Simone,

    Fique à vontade para publicar.

    Grande abraço.

    Léo.

    PCamaral,

    Obrigado.

    Resolvi deixar o Silas descansar um pouquinho e cuidar das rapozinhas que andam destruindo o rebanho com idéias bastante sutis.

    Abraçao pra ti,

    Léo.

    Vinícius,

    Lembra da música do Cazuza?

    "Meus heróis morreram de overdose"?

    Pois é… Nada há de novo debaixo do sol.

    Que Deus abençoe a alma destes dois homens, que se embebedaram tanto nas cisternas rotas de um intelectualismo pedante que esqueceram que a única forma de conhecer algo transcendente é a REVELAÇAO.

    Paz e bem,

    Leonardo.

  12. "Desde sempre fui amado, e querido como um filho…
    Escolhido por um Deus que é Pai e Mãe…"
    Sabemos que Deus já usou a imagem da mãe para ilustrar Seu amor.

    O que mais temo não é a postura desses dois pastores, mas sim a sua legião de seguidores. O homem é falho, Deus não.
    Obviamente já aprendi muito com eles, mas não bro mão do meu livre direito de pensar e, fazendo isso, discordo com várias colocações deles.
    Alguns não concordarão com esse texto, mas poucos terão coragem de comentar para colocar suas opiniões. Já pensou eles com a mesma postura dos defensores dos vendilhões do templo? Pega mal…

    Detesto ler Rudolf Bultmann, fiz por pura obrigação: professor da faculdade tem essas coisas: Fazer do que é um prazer, uma penosa obrigação.

    Teísmo Aberto – Estou fora disso, Deus não pode caber na minha mente, assim Ele vira mais um produto de consumo gospel, só que travestido de cool.

    O debate foi aberto e, essa é uma ótima oportunidade para uma reflexão mais séria sobre os rumos que os teólogos brasileiros estão querendo implantar na Igreja Brasileira.

  13. Pastor Geremias,

    Concordo totalmente.

    E como disse no comentário anterior, estes fabricantes do deus pós-moderno esqueceram que a única forma de conhecer algo transcendente é a REVELAÇAO.

    Ao "destruir" a fonte autorizada desta revelaçao, os liberais serraram o galho no qual estavam sentados.

    Que Deus tenha misericórdia deles e de nós.

    Leonardo.

  14. Os teólogos liberais têm a sua claque, que é formada por pessoas que querem o mesmo que eles querem:um Deus bonachão que não exige novo nascimento, nem arrependimento, nem santidade.
    Livros como A CABANA e POR QUE VOCÊ NÂO QUER MAIS IR À IGREJA são um prato cheio para alimentar a ilusão de que Deus não exige nada de nós.Apesar de bem escritos, contêm meias verdades.E o reino de Deus não admite meias verdades.Jesus é a verdade; a Palavra de Deus é a verdade.É nisso que a nossa fé tem que se pautar.
    Jesus falou de extremos;não dá pra ficar em cima do muro;ou você é ou você não é:ninguém pode servir a dois senhores; melhor ser frio ou ser quente, pois morno dá ânsia de vômito;quem não é por mim, é contra mim…
    Sinto muito, mas na Bíblia está escrito que sem santidade ninguém verá o Senhor; que temos que ser fiéis até a morte, perseverar até o fim.
    "Nem todo o que me diz:Senhor, Senhor!entrará no reino dos céus, MAS AQUELE QUE FAZ A VONTADE DE MEU PAI(não é mãe!),que está nos céus."(Mt7:21)
    É não nos conformando com este mundo que experimentamos a boa, agradável e perfeita VONTADE DE DEUS(Rom 12:2), e não sendo amigos dele, pois qualquer que quiser ser amigo do mundo, constitui-se inimigo de Deus(Tiago4:4).E se alguém ama o mundo, o amor do Pai(não é mãe) não está nele.(I Jo2:15)

  15. Leonardo,

    "os suprassumos da intelectualidade pós moderna, pastores fracassados que abdicaram da teologia bíblica em virtude de seus pecados e que agora ficam posando de filósofos existencialistas quando na verdade sequer conhecem a obra de Sartre ou Kiekgaard, bagunçam ainda mais o coreto evangélico nacional, pregando uma teologia do Deus “maricas”."

    Pastores fracassados? me explica, sério, tô por fora. Qual parâmetro vc utilizou para fazer este diagnositco?

    Pecados?? vc tá sabendo de algo, nos conte.

    Vc acha que o Ricardo Gondim e Ed Rene não conhecem Sartre ou Kiekgaard? Desculpe, se entendi errado pode me corrigir, sem problemas.

    abraço

  16. Revelação? Que nada dizem eles! Tudo está nas Escrituras que são interpretadas do modo deles.Orar? Acordar de madrugada para orar? Isso é coisa de 'radical',que para eles são fanáticos.A 'revelação' eu já tenho,e não preciso buscar mais nada(dizem os liberais),e vem com tudo que é podre despejando sobre as ovelhas famintas e preguiçosas,e Paulo na carta aos Efésios fala sobre a necessidade de se receber revelação do Espírito para conhecer,e ter entendimento espiritual,(Ef.1:15 ss).Uma das coisas que eu ouço em pregações e que acho que não funciona,e não tem funcionado para mim é a parábola do filho pródigo,qdo o pregador diz que assim o Pai fez com o filho pródigo,fará com a gente,e nós acreditamos que aquilo vai acontecer,e vivemos com fé cega a beira do abismo.Enganados!
    Ora bolas,em quem acreditar?
    Tito from brasília.

  17. A Bíblia não é mero produto do contexto cultural e histórico em que foi escrita. Não é mero conjunto das palavras de indivíduos devotos, mas limitados, à respeito de seus conceitos a respeito de Deus.

    A Bíblia é produto do Espírito Santo, contendo os princípios eternos do próprio Deus.

    Não, Deus não é homem ou mulher, o homem e a mulher é que são a imagem e semelhança de Deus.

    O Todo-Sábio Ser Eterno produziu e preservou um livro no qual se deu um Nome masculino (YHWH – Jeová) e se apresenta como uma entidade masculina com títulos como "Pai".

    Isso em nada deprecia as mulheres, pois todos somos Imago Dei, as qualidades femininas das mulheres também são reflexo dos atributos divinos. Mas o fato é que o Soberano do Universo decidiu se apresentar como "Pai", não como "Mãe".

    Portanto, querer chamar Deus de "Mãe" demonstra falta de fé na inspiração das Escrituras e desrespeito pela soberania de Deus. É como se dissessem que eles é que decidem como Deus deve se apresentar!

    Provavelmente nem consideram Deus como um Ser Vivo, mas como uma Força impessoal, assim como os místicos orientais. Por que não voltam para a Igreja Católica? Ou para a adoração pagã de deusas-mãe?

    atos17.blogspot.com

    * * *

  18. Leonardo Gonçalves: "O Brasil é o maior depósito de sucata teológica do mundo. Tudo o que não funciona nos países de primeiro mundo é trazido, adaptado e aplicado aqui na república dos bananas".
    Oi LEO,nem tudo é adaptado,é engolido com lata fechada.Diz que a nossa Teologia verde-amarela é fabricada na Alemanha,refinada na Inglaterra,e importada pelo EUA e consumida no Brasil.Veja por exemplo:Ide e pregai a todo o mundo dizem os teólogos americanos,e europeus.VC acha que os africanos,negros,maltrapilhos,pobres poderiam se ocupar de tal "pregação"? Os indígenas brasileiros nús,com o bilau de fora seriam aceitos por nós 'civilizados' como agentes do evangelho? Eles teriam condições financeiras ? Bem,então não força a barra,que isto é utopia,mentira escandalosa.Me parece que Deus é um gozador de nossa cara,mandando o seu 'povo' fazer algo sem que possamos fazer.Os "abençoados" podem,tem dinheiro,mas e outros povos? Então pergunto: Se aplica este princípio a todos? Ao povo do Somalia por exemplo? Ide e pregai…
    Há pacotes que vem dos irmãos do norte,pacotes fechados,são sardinhas enlatadas,onde a igreja brasileira não tem condições financeiras de arcar com o programa,mas tem gente besta que aceita o tal programa e não tem a força de adapta-los as nossas necessidades,e temos uma cultura cá antre nós,de 'Deus por mim,e eu contra todos',não temos o costume e tempo para cuidar uns dos outros,isso exige dinheiro e não temos dinheiro para atender a demanda,então,o evangelho pregado e vivido por nós é UTÓPICO.E isso os liberais fazem vista grossa.Tá? Então tá.
    Tito from Brasília.

  19. Meire,

    Nem quero pensar nisso! Imagina os dois pregando com ternos brilhosos no sabado de manha, babando tudo que é de Israel e pregando a Teologia da Prosperidade?! =)

    No entanto, penso que as idéias de ambos, embora menos populares, sao igualmente prejudiciais.

    Abraçao,

    Léo.

  20. Tito

    Porque é que as pessoas (incluindo você) pensam que para pregar o evangelho a toda criatura é preciso ir à criatura mais distante do mundo, e que ir por todo mundo equivale a ir o mais distante possível?

    Acaso o teu bairro nao está no contexto de "por todo mundo"?

    Você mora em outro planeta, ou seu estado está dentro deste conjunto que nós chamamos de mundo?

    Cada loucura…

  21. A paz esteja convosco irmãos
    A igreja está há anos luz de sua origem. Ao longo dos tempos foi tomando rumo completamente diverso daquele que ensinou Nosso Mestre Jesus Cristo, mesclando ao evangelho crenças pagãs, resquícios de ritos diabólicos, teorias e filosofias humanas, que, desgraçadamente, chegaram até aos nossos dias até com cunho de "dogmas indiscutíveis".
    Na luta empreendida pelos Reformadores Protestantes, suas bandeiras eram para a volta do evangelho verdadeiro, santo e puro, uma vez que a ICAR tinha se transformado numa "Babel", onde o que valia mesmo era a exploração comercial das "indulgências" e os altares viraram grandes balcões de negócios escusos "em nome de deus", vez que visavam apenas e tão somente o lucro e o dinheiro. O ganhar almas para o Reino de Deus ficou em segundo plano, o interessanate era ganhar dinheiro.
    Atualmente, contrariando completamente aqueles princípios básicos da Reforma Protestante, muitos expertalhões passaram a usar as igrejas evangélicas como uma empresa que, obrigatoriamente, tem que ser extremamente lucrativa.
    Introduziram nas igrejas evangélicas técnicas de Marketing, Ciência da Administração, técnicas de convencimento, e métodos de lavagem cerebral, oratória, dentre outras parafernálias modernas, transformando-a num verdadeiro "Monstro Frankeinstein", deformando-a completamente.
    Antes o Espírito Santo escolhia e capacitava qualquer pessoa, por mais analfabeta e ignorante que fosse, para pregar as Boas Novas da Salvação, de sorte que se a pessoa chegasse a ser interpelada por Reis, Príncipes, Governadores, Juízes e demais autoridades, todos ficavam abismados com as demonstrações de inteligência, cultura e grau de convencimento que demonstravam, sendo elas pessoas simples e humildes.
    Hoje em dia, a coisa mudou, o Poder do Espírito Santo dificilmente atua nos púlpitos, e os "grandes homens de deus" não falam mais inspirados pela Mente Divina, mas falam somente baseados em interesses materias e em conhecimentos humanos.
    A postagem acima veio a calhar com o que realmente ocorre no meio cristão evangélico de hoje em dia.

  22. Eu estava começando a gostar desse site, li algumas reflexões muito interessantes aqui, mas dessa eu discordo e eis dois motivos:
    1º deles é o apelo em todo o texto para levantar a polêmica, insultar, ainda que de forma moderada, porque parece que muita gente nos sites e blogs cristãos deu para isso, na esperança de muitos comentários e posts que "bombem". Patriotismo hipócrita? Isso serviu primeiro para vc? Será que se eu pesquisar aqui ou em outra fonte vou encontrar ações (atitudes mesmo) suas que sejam reflexo de uma luta por um país melhor?

    Bom, 2º ponto: as acusações à tais teologias e aos pastores (devo desconsiderar o seu "quase" ato de escrever os nomes deles? por quê? algum receio?) são baseadas em alguma teologia a qual defenda? Calvinismo talvez? Sinceramente espero que não. Tenho visto muitos cristãos sucumbirem às teologias, sejam elas neopentecostais, reformadas, tradicionais e etc. Precisamos da Palavra, do Evangelho, e será que há somente as lentes teológicas para nos fazer enxergá-lo?

    Nem tudo, nem todos serão capazes de acertar sempre. O importante é não estar tão seguro de si assim, afinal, aquele que pensa estar em pé, cuide para que não caia, não é mesmo?

  23. Concordo que "texto não deve ser interpretado de acordo com as minhas crenças e minhas ideias, e sim de acordo com as crenças e ideias do autor". Porém, quero fazer aqui alguns comentários.

    "Alguns destes caras, com seus corações dominados por pressupostos mundanos, praticam uma exegese afeminada e começam a chamar Deus de mãe!"

    Deus não é homem e nem mulher. Ele é Deus. Mas a Bíblia fala das características femininas de Deus. Ainda que uma mãe se esqueça de seus filhos, Ele não se esquecerá de nós. E, como uma galinha, Deus quer nos colocar debaixo de suas asas e nos proteger. Sendo assim, vejo uma grande intimidade com Deus, alguém chamá-lo de Mãe. Inclusive, uma das traduções do Pai Nosso em aramaico divulgada pela internet assim diz: "Pai-Mãe, respiração da Vida, Fonte do som, Ação sem palavras, Criador do Cosmos!"

  24. Será que pode responder algumas das perguntas feitas aqui:
    O texto é do Leonardo?
    Qual sua linha teológica?
    E o comentário do mano da IBEB, onde o Leonardo foi ministrar?

    Ou apenas os comentários a favor serão respondidos?

  25. O grande problema hoje em dia é que existe uma grande parcela de crentes que entende pouquíssimo ou nada de Bíblia, e quando surgem pessoas pregando algo que não condiz com as Escrituras, acatam recebem tudo sem pelo menos questionar. O povo de Deus precisa acordar, despertar, vigiar quanto a esses lobos que vem até nós vestidos como ovelhas para arrebatar as ovelhas de Jesus. Quanta ignorância, quanta falta de conhecimento bíblico, "Jesus quando orava chamava a Deus de 'MÃE', ou de 'PAI'. Queridos precisamos ser imitadores de Cristo, todo aquele que deseja agradar ao Pai deve viver como Cristo viveu, ELE é o exemplo a seguir.

    Que Deus abençoe ao escritor deste blog e a todos.

    Apologética neles.

    Não podemos nos calar.

  26. Alguém poderia me explicar o que de fato consiste os ensinos do Gondim a respeito desse tema?

    Gosto muito de suas pregações em sede de sinceridade, liberdade e singeleza cristã; mas a respeito desse Teísmo Aberto, confesso que sou muito verde.

  27. Mais um dono da verdade. Fico impressionado pois esperava mais bom senso de você, Leonardo. Seu texto é cheio de preconceitos e falta de argumentação relevante. Parece um texto de um adolescente bravo com o pai que não deixa ele sair…rs

    vamos pensar gente!

  28. Paz!

    Nossa, quanto azedume por aqui.
    Ou o irmão está escrevendo sem amor e/ou conhecimento, ou o Ed René é totalmente paradoxal.
    Segue o trecho de uma entrevista dele concedida a uma revista:
    "O cristianismo não é uma religião de espe-
    culação, mas de revelação, isto é, não
    depende do que eu acho, mas da crença
    no fato de Deus revelado, e
    nesse caso, o conteúdo da revelação tem
    autoridade em si mesmo, e independe de
    minhas intuições, percepções e experiên-
    cias." – Revista Seu Mundo nº 07 – Editora Mundo Cristão

    Estranho…

    Abs,
    Vinicius Morais
    —–
    Visite: Refletindo a Graça
    http://refletindoagraca.blogspot.com/

  29. Entendo que é confuso para os generalistas entender uma pregação que diga por exemplo: “que Deus é um Deus poderosamente fraco…” realmente quando ouvi isso, achei que o poder de Deus estava sendo diminuído e sua imagem denegrida, porém, após uma breve explicação, se entende que Deus é poder mas também é amor e que ele por causa de seu amor, misericórdia e graça nos perdoa e nos dá nova chance.. ok até ai seria realmente um Deus que ficou impossibilitado por causa do homem, mas na mesma explicação também se ensina que eus não deixou de ser um Deus Justo, q pede conta de tudo o q passou e q tudo o q se planta se colhe. E esse é o evangelho que acredito, I I Timóteo 1:7, poder, amor e moderação… tudo na balança.. se Deus tem um limite ou não, para q pare de perdoar, ai já é com ele, não vou entrar nesse mérito…
    Acho sim q uma teologia que sugere o caminho da obediência e não impõe a vc uma mudança de púlpito, abre precedentes para uma liberdade de vida desobediente, mas não acho que essa culpa deve ser imputada ao Pastor, pois sugerir não manipula e nos leva a pensar e a questionar em Deus como deveria ser realmente nossa postura, e essa mudança para obedecer, vem então porque eu tomo iniciativa e não porque algum pastor me disse.
    As vezes me canso dos bebes chorões, assim como vc, mas as vezes me canso também dos que se tornam irredutíveis e defensores de seus princípios radicais pois estes normalmente nunca choram diante de Deus…
    A quem diga que essa teologia ou forma de expor é covarde pois não se posiciona e te deixa sozinho sem apoio ou direção, por outro lado ela é coerente pois se até Deus te dá livre arbítrio para decidir, quem é o Pastor pra dizer como eu devo agir…
    Quanto a forma como se vê Deus, nunca se falou na Água Branca pelo menos enquanto eu tenho ido lá, sobre um Deus mãe ou afeminado. O que aprendi lá é que Jesus deve ser nosso referencial de relacionamento com Deus e Jesus chamou Deus de Adonai, Elohim e Abba. Deus Senhor para que eu seja servo, Deus Criador para que eu reconheça minhas limitações e aceite o seu poder sobre mim e Deus Pai para que eu seja filho.
    Resumo da história meu irmão e amigo: Jesus me ensina que devo ser equilibrado
    O ditado vale pra todos: “Manda quem pode e obedece quem tem juízo
    Amo sua vida mano
    Fica em Deus

  30. Léo
    Vou escrever em dois recados
    primeiramente gostaria de dizer q assim como vc, qro crer que buscamos uma Teologia equilibrada, baseada em temperança e moderação e calçada se e somente se for, com fundamento bíblico. Acompanho esse blog e parabenizo sua iniciativa em alertar os menos informados e ampliar a visão dos que não sabem como se posicionar frente a cada nova neoteologia importada.
    Conheço os dois lados da moeda, o Theismo Aberto/Relacional que entre aspas aceita quase tudo e o Theismo Apostólico que não aceita quase nada fora do que seja determinado pelos seus líderes Vice-Querubins… e como muitos que desejam agradar a Deus da melhor forma possível, busco entender e entender a Teologia que já foi revelada na Palavra de Deus e na REVELAÇÃO e direção do Espírito Santo e assim viver por ela.
    Quanto a leitura do seu texto concordo e discordo. Concordo que devemos nos informar, estar atentos e rejeitar novidades teológicas macabras e hereges mas discordo quando o texto generaliza o fato de que 2 pastores ou 2 igrejas estão pregando somente theismo aberto, pelo menos foi essa a impressão que passou a quem leu e isso não é verdade.
    Não defendo homens e nem os sigo, nunca defendi, para alguns também sou rebelde por não concordar com suas idéias teofantásticas, o único que sigo e defendo é Jesus. Frequento a igreja Batista de Água Branca, a Bola de Neve, a Betesda, Batista do Povo. Busco as mais equilibradas e fujo das mais radicais. Assim tenho buscado agregar o novo, retendo o que é bom. Pretendo sim me tornar membro talvez de Água Branca que tem um trabalho social fantástico muito parecido com o que vc faz ai no Peru até onde eu sei e esta é a minha praia também…
    Vale acrescentar Léo, que para a interpretação de um texto, sempre absorvo o conteúdo de acordo com as informações que já possuo do assunto, pois contra fatos não há argumentos e fato é, que conheço de caminhar e ouvir o Pr Ed Rene e pelo que tenho ouvido em suas mensagens não acredito que ele defenda o theísmo aberto, ele parece ser bem equilibrado, usa sempre a base bíblica e quando expôe sua opinião, deixa bem claro que é a sua opinião e que não devemos segui-lo e sim seguir aquilo que a bíblia nos ensina. Sempre questiono tudo o q é pregado.
    Interpretação sempre será pessoal. Seu texto mesmo tem dupla interpretação neste caso para mim…
    continua…

  31. Uai, Jesus Cristo. A bíblia é clara: Deus Pai,Filho e Espírito Santo não é? Aliás, a turma do mormorismo tem uma historiha de que Deus tem esposa, e era à ela que se dirigia ao dizer: "Façamos".!
    Que lametável!!!
    Tem muito lixo por aí realmente, eu li sobre Rudolf Bultmann, a demitologização, enfim. Que presepada!
    Eu hein, tô fora!

    Deus é ai, se Ele fosse meio Pai, meio mãe, estaria escrito lá na Biblia!!!!

  32. Andréa Cerqueira,

    Respondendo à primeira objeçao:

    Todo patriotismo fomentado por uma copa do mundo é hipócrita, mesmo quando termina com o hexacampeonato. E sim, a carapuça serve em mim também. A única diferença em muitos casos, é que eu conheço o quanto sou ruim e estou consciente desta inclinaçao.

    Respondendo à segunda objeçao:

    Tanto a doutrina da Soberania de Deus quanto a sua onipotência sao nao somente bíblicas, mas necessárias e próprias do teísmo. Qualquer ser que seja um pouco menos que absoluto, é criatura e nao pode ser adorada. Há inúmeras razoes – bíblicas, teológicas e filosóficas – que me levam a rejeitar e a refutar a teologia da "dupla dinâmica".

    Paz e bem!

    Leonardo.

    Edu Nunes,

    Obrigado por fazer sua crítica com respeito. Admiro desde agora a sua postura, que em certo sentido, tem mais méritos que a minha forma de abordar certos temas. Parabéns!

    Agora, vamos às consideraçoes:

    Primeiro, parece que pairou uma dúvida quanto ao que o Ed prega. Portanto, se esta dúvida é sincera (e penso que é), deixa eu esclarecer com todas as letras: Ed Renê é um dos propagadores da teologia do Deus finito no Brasil.

    Logo, gostaria de comentar o fato de você fazer uma clara distinçao no teu texto entre Bíblia e REVELAÇAO (sic). Neste caso, entendo que argumentamos com bases diferentes, pois para mim a Bíblia é a própria revelaçao de Deus. Se retirarmos esta base, abrimos as portas para toda classe de sincretismo, subjetivismo e misticismos bárbaros, bem como para filosofias modernas e pós-modernas que se impoem como metodo interpretativo e se sobrepoem a autoridade do texto, modificando a intençao original do autor.

    Creio piamente na sua sinceridade, bem como na fé verdadeira e sincera de muita gente que congrega na IBAB ou na Betesda, mas penso que a heresia ensinada por seus pastores é extremamente perigosa, e principalmente por tratar-se de uma doutrina de sutil aplicaçao e com forte apelo emocional.

    Francamente, meu querido amigo, se o deus pegado por estes caras é o Deus verdadeiro, entao prefiro ser ateu.

    Grande abraço,

    Leonardo.

    Vinícius,

    Sem querer você acertou na veia.

  33. Ao Anônimo:

    Respondendo:

    O texto é do Leonardo?
    R= Sim, é meu.

    Qual sua linha teológica?
    R= Sou contemporanista quanto aos dons, e de orientaçao teológica reformada.

    E o comentário do mano da IBEB, onde o Leonardo foi ministrar?
    R= Nunca fui lá. Vc está fazendo confusao… =)

    Ou apenas os comentários a favor serão respondidos?
    R= Nao; os contrários também serao.

    Porém, se você postar ANONIMAMENTE por aqui de novo, seu comentário nem será publicado. O mesmo vale para os demais anônimos.

    Paz e bem.

  34. Conta a tradição que, na Índia antiga, existia um Guru que costumava se reunir com seus seguidores para orar e também para ajudar os mais necessitados que os procuravam. Assim procediam em todas as suas reuniões.

    Ocorre que o Guru tinha um gato. Assim, sempre que todos se reuniam, o gato começava a se enroscar nas pernas dos que ali estavam presentes, perturbando a concentração. Diante do problema, o Guru decidiu amarrar o gato numa árvore. Dessa maneira, sempre que se reuniam para as meditações, amarravam o gato na árvore.

    Passou-se o tempo. Morreu o Guru. Assume um outro em seu lugar, e continuava o gato amarrado na árvore. Morreu o gato. Como já estavam acostumados a se concentrar com o gato amarrado na árvore, preocuparam-se em arranjar outro. Passou-se o tempo. Morreu o gato. Arranjaram outro gato. Morreu o Guru, mas lá continuava o gato.

    Muitos anos depois, esse grupo estava discutindo somente os temas referentes ao tipo de gato sagrado que deveria estar amarrado na árvore; qual a corda sagrada com qual deveriam amarrar o gato? A raça do gato sagrado. Em qual tipo de árvore sagrada se deveria amarrar o gato sagrado etc.

    Ou seja, tinham confundido completamente o essencial com o acessório. Não tinham tempo para receber os pobres, os miseráveis, para orar e meditar, porque o importante era discutir a cor do gato, tipo de corda etc.

    Nos tempos atuais, o que fazem as religiões e o que discutem os seus aspectos? Não se pode vestir de preto. Não se pode comer isto ou aquilo. Temos de nos voltar para Meca; Temos que fazer determinados tipo de sinais religiosos. Católico que é católico não deve ler livros espíritas. O verdadeiro protestante não pode participar disto ou daquilo. Espírita que é espírita não joga nas loterias. Tal religião é verdadeira – as outras são equívocos cometidos por alguém. O Deus dessa religião é o real. E continua a humanidade a discutir as cores do gato, o tipo de corda e de árvore, esquecidos, no entanto, do essencial que é:
    “o amai-vos uns aos outros”

    Pablo Maranho

  35. Mais um para chamar a atenção com coisas infundadas.

    Ao criticar, tem-se que, pelo menos, provar o que se está criticando.

    Quem lê o texto, "como" vai saber que é verdade? Onde está a prova disto?

    Poderia, ao menos, colocar um link para algumas das supostas heresias defendidas pelos pastores (sub)citados no texto!

    LAMENTÁVEL o caminho por onde os blogs cristãos estão caminhando!

  36. Gente querida de Deus,

    Concordem ou não com o texto do Leonardo, deixem de lado suas inclinações pessoais e amor aos seus gurus e passem a discutir idéias.

    è interessante que ninguém discutiu a teologia, ao contrário, ficam defendendo seus ícones, como costumam fazer os pobres defensores dos hernandes, malafaias, macedos, valdomiros. Agora, se irritam, e defendem seus ídolos kvitzianistas e gondinianos. Parece que muda-se os santos, mas a paixão é a mesma.

    Quem publica seus pensamentos está mais do que careca de saber que eles serão expostos a crítica. Tanto Kvitz quanto Gondim são excelentes críticos de pastores, apóstolos e suas teologias. Então, assim como criticam também estão sujeitos a serem criticados. Nada mais natural e comum. È simples assim!

    E antes de ficar salivando de raiva, eu ouço os dois constantemente (mesmo não concordando com tudo o que dizem) e ainda prefiro eles do que os vendilhões do templo.

  37. Olá brother !
    Cara… quanto confusão por aqui heim, algo tão simples e obvio !
    Achei o texto muito legal, apesar de agressivo, mas isso não o tarna ruim e nem menos verdadeiro. Já cansei de ouvir frases do tipo "Cada um interpreta a bíblia do seu jeito" – Sobre interpretação não foi isso que eu aprendi no ensino médio, eu aprendi que devo estudar todos o contexto para chegar o mais proximo possivel da interpretação correta, eu não posso simplesmente inventar algo só para satisfazer o meu ego.

    Parabens pelo texto, a bíblia deve ser pregada da maneira correta, sem invenções para satisfazer meu ego ou justificar meus erros.

    Se me permitir, eu gostaria de publicar esse texto em meu site:

    http://www.cabecajovem.com

  38. Valeu, Daniel,

    Infelizmente as críticas nao sao bem vindas. Já ouvi Gondim, Ed, já li alguns dos seus livros e publiquei artigos do Gondim neste site.

    Como eu gostaria de que tudo neste texto fosse mentira, e que estes dois fossem baluartes da doutrina crista (como pensam seus seguidores).

    Permanece inalterável o axioma: "O homem é barro".

    Vamos guardar nossos coraçoes.

    Abraçao pra ti,

    Léo.

    Pablo Maranhao

    Nao está em jogo a "cor do gato", mas a soberania e o poder de Deus.

    Se Deus nao é soberano, que garantias temos de que as promessas da Bíblia se cumprirao infalivelmente?

    O teísmo aberto ensindado poe estes pensadores remove toda a base do cristianismo.

    Pregar a teologia relacional equivale a construir uma casa sobre a areia.

    Paz e bem.

    PS: Consegue uma conta no blogger para ti, pois as novas leis de internet nao permitirao comentarios anonimos.

  39. Leonardo, com todo respeito que lhe tenho, gostaria de lhe perguntar se você tem mesmo lido os livros do Ed René, que nem são tantos, e mais: se tem ouvido as mensagens que ele prega no púlpito da IBAB (Igreja da qual é pastor e à qual se dedica).

    Te pergunto isso devido ao fato de que não há tanto material disponível na Net nem na Tv sobre o Ed René, como há do Silas e outros, a partir do qual se possa criticar toda uma teologia do cara.

    As mensagens que ele prega na igreja dele estão disponíveis no site da ibab. E penso ser parâmetro para a avaliação daquilo que ele pensa e ensina. Vale a pena conferir!

    E se por ventura você já leu os livros dele, não entenda meu questionamento como uma pergunta retórica nem arrogante. E, continuando, se leu e continua pensando da forma que pensa, só posso lamentar em sinceridade e amor.

    Atenciosamente.

  40. Léo

    eu creio como vc que a Bíblia é a revelação de Deus, e não creio que o Espírito fala coisas diferentes da palavra não. Apenas quis dizer que quando tenho dúvidas quanto a minha interpretação da palavra, busco o Espírito Santo para me elucidar…e não saio perguntando pra Pastor nenhum… leio busco fontes e busco em Deus…

    Verdade é que lá se prega um Deus finito mesmo, essa parte eu pulo e apago… mas tem muita coisa boa também, não dá pra se concordar com tudo mesmo, e fato é que durante toda nossa caminhada com Deus, sempre devemos ter diversas fontes de mensagens e de homens diferentes, discernindo sempre o espírito do conteúdo pregado..

    E a regra continua sendo a mesma para os que ficam confusos com tantos ventos de doutrina, ler a Bíblia, estudá-la e conhecê-la… ai ninguém te engana..

    Outra coisa importante é não vender barato os princípios de Deus por causa da amizade ou apego a sua comunidade e seus líderes.. para mim a igreja ainda continua sendo de Jesus Cristo até que ele volte, então se está bem envolvido mas não concorda, não tenha medo de pagar o preço e correr risco de perder amigos, com o tempo os que realmente são amigos voltam pra perto de voce e admiram sua postura firme com a palavra… experiência própria vai por mim que já fui humilhado por Pastores de cima do púlpito a vista de toda a igreja, sendo julgado como rebelde… o Pastor outro dia me ligou e pediu perdão…

    Como diria nosso amigo Tio Patinhas Gospel do Programas de TV, em tudo que ouvimos, devemos entender, criticar e determinar…rsrs

    abraço Léo
    tamu junto na visão da palavra mano
    Jesus Inside Forever

  41. Edu Nunes,

    Te entendi.

    – Você, assim como eu, sabe que estes pastores pregam um Deus finito, portanto, diferente do Deus bíblico.

    – Você, assim como eu, crê que nenhum homem diz mentiras o tempo todo, e sempre haverá algo bom que se possa extrair de um sermao destes caras.

    – Você, assim como eu, sabe reter o que é bom e jogar fora aquilo que nao serve, que nao honra a Deus e nem a sua Palavra.

    Perfeito. Nenhum problema com isso.

    Agora, vou te dizer qual é meu temor:

    Temo por aqueles que, diferentes de você, ouvem e acatam tudo sem "entender, criticar e determinar" (Quem diria que eu estaria citando o Silao! kkkk), ou que cegados pela suposta intelectualidade dos expositores, ficam hipnotizados ao ponto de perder totalmente a capacidade de discernir.

    Temo ainda pelos novos convertidos cuja unica "versao" de Deus que conheceram por lá é a do "Deus finito, da Criaturona, do Semi-Poderoso e cheio de fé no homem".

    Grande abraço,

    Leo.

    Beto Ramos,

    Li livros do Gondim, e artigos do Ed René. Também tenho ouvido suas pregaçoes na internet.

    Nao sei porque tanto espanto da sua parte. Nao entendo porque você faz tanta questao de defendê-lo de uma culpa que ele confessa constantemente. Ele já se declarou (assim, com todas as letras) defensor do que ele chama de Teologia Relacional, a qual limita Deus em termos de soberania e poder.

    Mano Beto,

    Com todo respeito que também nutro por você: Se a pregaçao de um Deus Nao-Soberano e Impotente te fascinam, isso é uma pena.

    Eu? Ainda prefiro o Deus da Bíblia, que sabe o fim desde o começo.

    Meu Deus é este aqui:

    “Lembrai-vos das coisas passadas desde a antiguidade: que eu sou Deus, e não há outro Deus, não há outro semelhante a mim; que anuncio o fim desde o princípio e, desde a antiguidade, as coisas que ainda não sucederam; que digo: o meu conselho será firme, e farei toda a minha vontade.”

    Isaías 46.9-10

    Atenciosamente.

  42. Tenho acompanhado a IBAB pelas pregações no site, gosto muito da postura do ED, nao acho esse liberalismo todo, mas acho q ele quebra muito os paradigmas de q deus quebra todos os galhos, tira o mimo da cabeça das pessoas, pra que mesmo com sofrimento, dor, angustia, Deus está lá e que temos que dar graças a ele.
    Não vejo ele como um liberal da fé.
    Assim como descordo com vc, tb jah discordei do ED, afinal nao temos q seguir o evangelho segundo Ed, ou segundo Pupito, ou segundo Malafaia.

    Mas acho que a discussão é valida.

    Abs,

  43. Engraçada a tua atitude, Leonardo Gonçalves… Tu respondes não só aos elogios, mas também às críticas?! É mesmo?! Meu comentário anterior, se muito não me engano não foi exatamente um "elogio", e tu o ignorasse sumariamente. Seria preconceito da tua parte? Ou "somente" desprezo por quem não pensa igual a ti?

  44. Amigo Isaías,

    A resposta aos seus grilos está no próprio texto.

    Todo interprete que professando às Escrituras, nega a sua autoridade, está sobrepondo-se ao texto.

    Quem assim procede, nao crê na bíblia, mas em si mesmo.

    Este é o caso dos liberais. Este é também o seu caso.

    Nao fosse assim, você lutaria contra as suas paixoes ao invés de entregar-se a elas.

    Duro? Sincero.

    Paz e bem.

    Leonardo.

  45. Leonardo, tem certeza de que você não fundiu o Gondim e o Ed René em uma pessoa só? Onde ele declarou que recepciona o Teísmo Aberto (Que você chama aqui de Teologia Relacional)?

    E mais: de onde você tirou a idéia de que "a pregaçao de um Deus Nao-Soberano e Impotente" me fascinam? E não venha me dizendo que o "se" da sua frase impede que ela seja entendida com o teor de afirmação, porque tanto você quanto eu sabemos que não seria verdade!

    Meu caro, por favor, se você quer pregar o Evangelho, o faça; se quer denunciar heresias e distorções, faça também. No entanto, não se feche em um castelo intransponível a partir do qual você não possa mais dialogar sem atacar.

    E outra, já que você diz que eu estou defendendo alguém (e eu só falei do Ed, não do Gondim), preciso dizer que fico impressionado pela maneira com que você falou dos dois. Da forma com que tratou os caras, pareceu-me que falava de alguém cujas declarações (as que você fez) só se justificariam em seu formato se fossem verdadeiros pilantras da fé.

    Talvez você pense isso deles. Ainda que não concorde com tudo o que o Gondim fala e até mesmo o ache repetitivo e cansativo em seus textos, vejo nele sinceridade para com aquilo que prega e faz.

    Agora, se de fato você acha que estes irmãos (sim, eu os tenho como irmãos) não são pessoas de caráter, ao invés de defendê-los aqui, eu me retiro do diálogo de imediato.

    Sinceramente, cara, o Púlpito Cristão parece-me estar se enveredando pelo caminho do sensacionalismo, da polêmica injustificada, da tara por notícias de escândalos (e você sabe do que eu falo, já fiz parte deste blog, lembra?).

    Mano, começa a rever esses textos. E mais, repensa aí se você, enquanto cristão, realmente teria coragem e paz em dizer as coisas que você diz aqui se estivesse na presença tanto dos pastores a quem você critica quanto na presença de cada comentarista.

    Em Cristo, ainda que você ache que o meu seja diferente do seu.

  46. Beto,

    Sinceridade e Verdade sao duas coisas completamente diferentes.

    Completamente.

    Religiosos das mais diferentes vertentes geralmente sao pessoas muito sinceras, mas nem por isso elas defrendem crenças justificáveis ou verdadeiras.

    Sustento cada letra e cada linha do que disse no texto. Estou absolutamente que o Deus dos "teístas abertos" é uma divindade oca de glória e poder, e nao é o mesmo Deus apresentado na Bíblia.

    Penso que cada vez que um pastor assume o púlpito para diminuir Deus de seus atributos e furtar-lhe a glória, este está lutando contra o evangelho, e nao à favor dele.

    E se quiser discutir o tema em apreço, busque um bom embasamento; argumentar com base nas suas emoçoes nao é um caminho legal =)

  47. Os brasileiros além de serem xenófilos, gostam de todo o lixo que vem da europa, lembra do navio cheio de lixo no sul de nossa Patria Amada? Aquele graças a Deus, mandaram de volta.
    Quanto ao lixo 'teológico', que os cabeções girafas comem, dão, vendem e praticam, pensam que os brasileiros são incapazes de lerem a Bíblia e entendê-la pelo poder do Espírito.

    Bah! Todo estudante da Bíblia sabe as deturpações do Teísmo Aberto, uma invenção, disparate de um novo deus que muitos males oferece, e como os espíritas, inventam uma nova salvação e descartam o poder salvador do sacrifício Vicário de Jesus Cristo.

    Sim, Leo, continue escrevendo 'abertamente' contra o Teísmo Aberto, pelo menos voce está mostrando que não tem a cabeça apenas para receber e guardar lixo do 'poço negro' de outros, sua cabeça é para pensar, estudar, filtrar e cuspir fora o lixo que te empurram (pelo menos querem) guela abaixo.

    Bereiano

  48. Mano Leonardo, como é difícil Ser humilde o suficiente quando a Verdade bíblica vem contra nós, e destroem todos os nosso ideais.
    Eu ouço muitas as pregações do Godim, como o Beto disse, Ele me parece sincero e fervoroso em Suas pregações.
    Eu já tinha ouvido alguns rumores que o Gondim é simpatizante do Teísmo Aberto, mas ainda não consegui perceber isso nas pregações Dele, só consigo perceber nos artigos do site Dele.
    Será que o Gondimficou tão traumatizado com a doutrina da Eleição quando jovem, pois foi convidado a se retirar de uma igreja tradicional, e optou por algo que vai totalmente ao contrario dessa doutrina?
    Se Eu continuar ouvindo as pregações do Godim na radio isso pode me prejudicar teologicamente e espiritualmente, mesmo que o teismo que Ele defente é pouco abordado?

    Que Deus continue abençoando Sua Vida!

    Abraço

  49. Higor,

    Nao acredito que o trauma do Gondim tenha sido a doutrina da Eleiçao, mesmo porque ele sempre foi arminiano.

    Deixando isso de lado, penso que o principal é que o Deus da Bíblia é soberano e intervém na história. Tudo que vai além disso é mentira e representa perigo para a fé.

    Quanto à sua pergunta, penso que se você ler e se submeter à autoridade das Escrituras, poderá ouvir e ler o que quiser. Até o Malafaia, rs…

    Grande abraço,

    Léo.

  50. Bereiano,

    O Deus dos teístas abertos é um deus feito sob medida para ateu. Pra mim nao serve.

    Deus pra mim tem que ser abelhudo, se meter na vida da gente, bagunçar ela e fazer de novo… Exatamente o tipo de Deus que a Bíblia apresenta.

    Desse deus que nao tem poder eu quero distancia, pois de fraco, basta eu.

  51. Ufa, até que enfim alguem começa a denunciar o Ed Rene e o Gondin.

    O melhor texto ja feito contra a teologia Liberal neste país.

    Parabéns.

  52. Leonardo
    Eu leio muitos artigos do Pr Ed René, como tb ouço inúmeras mensagens e nunca em nenhum destes eu o ouvi chamar Deus de mãe ou dizer que Deus é finito, ou defender o Teísmo Aberto,gostaria que vc postasse o link da mensagem ou do artigo em que ele prega o que vc diz. Já que o propósito é pra ajudar os que tem pouco conhecimento e aumentar o conhecimento daqueles que como eu, gostam de pesquisar tudo e reter o que é bom. Inclusive eu estou enviando o link do blog do Ed René, onde ele discorre sobre a sua fé e cita ali o Teísmo Aberto, dicordando claramente da crença deles de que Deus não é Soberano. Nesse artigo ele diz crer na onisciência de Deus e que Ele tem o conhecimento e controle total de todos os fatos presentes e futuros. http://outraespiritualidade.blogspot.com/2007/06/os-paradoxos-da-minha-f-parte-1.html
    Desde que li o seu artigo aqui do Púlpito Cristão, mesmo com todo conhecimento que já tinha do que ele, Ed René, prega, resolvi pesquisar mais sobre as bases dessas pregações e sobre em que está firmada a sua crença e até agora, não tive comprovação das preocupações, que vc de um modo tão incisivo, postou.
    No aguardo da resposta,
    a paz,
    Dete Reis

  53. A Paz do Senhor!

    Segue abaixo link para texto do site do Pr. Ricardo Gondim, que discorre sobre a onipotência de Deus. É um texto polêmico, poderíamos chamá-lo até mesmo de herético, mas não me parece fruto de uma mente pirada, de uma exegese afeminada das escrituras, nem baseado em pressupostos mundanos. Pelo contrário, é um texto corajoso, e que levanta algumas questões importantes: Até que ponto Deus microgerencia tudo o que acontece no mundo? Até que ponto o homem é livre, ou que tipo de livre-arbítrio tem o homem? Penso que este texto ajudará os irmãos a entenderem como pensa o Pastor Ricardo Gondim. E deixo outra pergunta: Será que devemos calar sua voz?

    http://www.ricardogondim.com.br/Artigos/artigos.info.asp?tp=61&sg=0&id=2356

    Rodrigo

  54. Oi Leo,

    não resisti, voltei e vou deixar algumas perguntas:

    1) Vc já se interessou por Schleiermacher? (O liberalismo nasce ali. Bultmann chega mais tarde e é mesmo mais pesado).

    2) O AUTOR da bíblia credenciou alguém, além do próprio Espírito Santo, para dar-nos a interpretação correta? A interpretação desse alguém, ainda que pretenda conter aquilo que supostamente o Autor diz, não seria eventualmente falha, pois não passaria de uma interpretação?

    3) O que vc entende por interpretação? O que vc entende por interpetação Bíblica? Há diferença em interpretar um livro comum e a Bíblia?

    4) Você vê algum tipo de conflito na existência de um Deus soberano e bom e a presença do mal no mundo (digamos os genocídios, o estrupro e morte de uma criancinha, ou coisa pior – se é que existe)? Ou será que existe limites em nosso entendimento?

    Acho que já perguntei de mais,

    Abraços,

    Roger

  55. Dete Reis,

    Graça e paz.

    Já havia lido este texto que você me enviou, mas foi bom ter a oportunidade de ler novamente, pois a leitura fez com que eu me sentisse ainda mais seguro em minha posiçao. Me explico:

    Nao posso concordar com as premissas usadas pelo pastor Ed no seu texto, porque elas nao refletem a verdade. Ao usar a anmalogia da janela, e ao citar Leonardo Boff e Frei Beto, ele admite que a verdade, embora possa existir, é incognoscível, chegando a citar Boff quando diz que "todo ponto de vista é a vista de um ponto".

    Obviamente, esta premissa é falsa, pois o cristianismo nao repousa em bases relativizadas ou subjetivas, mas na revelaçao objetiva de Deus, a Bíblia. Nao somos, tampouco, fanáticos ou mesquinhos ao ponto de dizer que a Bíblia contém TODO conhecimento sobre Deus, porém, entendemos que ela contém SUFICIENTE conhecimento. Em outras palavras, embora a Bíblia nao diga TUDO sobre Deus, ela diz TUDO que eu PRECISO saber sobre Ele.

    E é ela quem nos mostra um Deus de gloriosos atributos, poderoso e soberano, governador do Cosmos, que entende o que nao entendemos, que sabe o fim desde o começo e odas as coisas cooperem para o bem dos que lhe amam, e dos que por seu divino decreto foram chamados.

    Porém, ao relativizar e subjetivizar a Bíblia, Ed retira a base solida na qual o cristianismo está construído, e edifica sua casa na areia. Ja nao se trata de certo ou errado, mas de apreensoes diferentes da mesma verdade, pois afinal de contas, "todo ponto de vista é a vista de um ponto" (sic).

    É uma pena e um pesar dizer estas coisas, pois vivemos um tempo em que o cristianismo perde seus referenciais. Gostaria muito que isso tudo fosse um grande engano, mas infelizmente isso nao é assim. Veja, por exemplo, o relato do comentarista Edu Nunes, sobre o "Deus poderosamente fraco", e veja se estou a mentir a alguém neste espaço.

    Quase todos aqueles que já ouviram Ed Rene, o viram surpreender os ouvintes com suas pérolas: "Deus nao tem um plano para a sua vida", ou ainda, como em um dos seus artigos: "Essa coisa de que Deus tem um plano para cada criatura é incoerente em relação à fé cristã" (sic) [disponível aqui: http://outraespiritualidade.blogspot.com/2006_09_01_archive.html%5D. Frases como estas, estejam inseridas no contexto que sejam, estao em total desarmonia com a Palavra de Deus.

    Para terminar este comentário (que é bastante extenso, e peço mil desculpas por isso), gostaria de concluir com uma citaçao do pastor John Piper:

    "A Bíblia ensina que Deus preparou a salvação dos efeitos da Queda antes da fundação do mundo. Assim, ele anteviu que haveria uma Queda e que haveria efeitos dela que careceriam de um plano de redenção. Em 2 Timóteo 1.9, por exemplo, Paulo diz que, desde toda eternidade, Deus havia planejado nos conceder graça em Cristo Jesus como nosso Salvador. … Deus não apenas anteviu na eternidade a escolha pecaminosa que Adão (e Lúcifer antes dele) faria, mas também planejou conceder graça em Jesus Cristo em resposta à miséria. Portanto, dizer que “Deus não pode antever as decisões boas ou ruins das pessoas que ele cria até que crie essas pessoas e elas, por sua vez, criem suas decisões” [19] é supor que Deus não poderia ver infalivelmente a Queda se aproximar e assim fazer planos para ela como Paulo asseverou que ele fez. Desse modo, nossa confiança na realização da redenção seria enfraquecida porque nossa perspectiva de Deus anularia o plano eterno de redenção descrito nas Escrituras".

    Um grande e fraternal abraço,

    Leonardo.

  56. Roger,

    1. Sim, já fiz leituras sobre Schleiermacher. No entanto, nao foi lendo ele que cheguei à conclusao de que os liberais estao pirados; foi lendo a Bíblia.

    2. O interprete da Bíblia é a própria Bíblia, devendo nossas asserçoes dogmaticas estar em acordo com seu contexto, e refletir as intençoes do autor. Embora nosso intelecto e emoçoes representem uma espécie de "filtro epistêmico", o próprio bom senso e a observaçao do contexto leva a discernir que tao longe ou tao próximos estamos da verdade.

    3. A interpretaçao da Bíblia pouco diferere da interpretaçao comum de textos. Porém, devemos fazê-lo com muito mais zelo e cuidado, por crer tratar-se da revelaçao de Deus. Há, porém, um crivo que deve ser sempre observado: A interpretaçao, bem como a sistemática extraída de suas doutrinas devem sempre refletir a intençao do autor, como o carater de Deus.

    4. Nao vejo nenhum conflito na existencia de um Deus bom e na realidade do mal. Já passei dessa fase =)

    Obrigado por perguntar.

    Abraço,

    Léo.

  57. Leo
    graça e paz
    Obrigada por responder, mas continuo a achar que os seus questionamentos não refletem o meu pensamento em relação ao pr Ed.
    Vejamos: vc diz que ao usar a analogia da janela ele diz que pode haver uma verdade mas essa verdade não é a mesma pra todo mundo "todo ponto de vista é a vista de um ponto", foi o que ele citou.Pois bem:
    Eu creio que a Palavra de Deus é a Verdade absoluta inquestionável, e acho que é isso que o pastor Ed tb crê. Entendo que os questionamentos dele não são quanto a Veracidade da palavra, e entendo tb que ao citar a frase acima, do Boff, ele quis dizer que há várias interpretações da Bíblia feita por várias vertentes da teologia e ele tem a dele e entende a Bíblia com uma visão pessoal o que no meu entender todos fazem.
    O que acontece a milhares de anos com a teologia não é isso?
    Cada qual, Calvino ou Armínio e outros, interpretam a Bíblia do seu ponto de vista,e todos tem seguidores que acham que a interpretação de um e de outro é a melhor ou mais correta. Dúvidas existem em quase todas as questões teológicas: salvação, eleição, predestinação, tricotomia, dicotomia, se dorme depois que morre, se vai direto para o céu, milenistas, pós milenistas, pré milenistas,todas as respostas estão na Bíblia, mas cada qual acha a sua própria resposta.E todos, até vc, não tem uma das interpretações que mais lhe agrada, ou que, lendo a Bíblia, no seu ponto de vista, entende como verdadeira?
    O que me fez pesquisar os textos do pr Ed, (que eu de modo algum acho que tem a verdade absoluta no que diz, e nem concordo com todas as suas idéias, assim como tb não concordo totalmente com Calvino e nem Armínio e nenhum outro que já li)o que faz com que eu tb tenha a minha própria interpretação dos textos Sagrados, e que muitas das minhas convicções são fruto de estudar a Palavra, mas tb de ler e interpretar o que os teólogos dizem. De ouvir mensagens, de fazer qustionamentos e de reter o que para mim parece ser o mais certo.
    O que me fez pesquisar os texto do Ed, foi a sua afirmação de que ele cre num Deus finito e que não acredita que Deus conhece, inteiramente a história, e o texto que lhe enviei me mostrou que essa não é a base de sua fé, não é nisso que ele acredita, muito pelo contrário,o texto mostrou-me que ele crê sim, na onisciência de Deus.Citando várias passagens bíblicas que comprovam que Deus controla, tudo, até o que o livre arbítrio do homem,usando todos os erros humanos para os fins que Ele mesmo planejou.
    Mas valeu pelo nosso diálogo e pra que eu continue sempre pesquisando o que os homens falam, escrevem e pensam, sem contudo achar que qualquer um deles seja o detentor da Verdade, pois ela a Verdade Absoluta pra mim é Cristo e sua Palavra.

    Grande abraço
    Fique na Paz

    Dete

  58. Olá Leonardo,

    Eu li o texto e todos os comentários feitos por outras pessoas e por vc.

    Eu estou longe de poder entrar em qualquer discussão teológica mas eu freqüento a IBAB a mais de 10 anos e acho que você realmente está comentendo um equívoco com suas colocações.

    Acho que você está julgando aquilo que não conhece. Quem está na IBAB e ouve o pastor Ed têm muito claro que o que a nossa igreja acredita é num Deus Poderoso, Soberano e principalmente um Deus de AMOR e que o amor do nosso Deus é para todo o MUNDO e não para os cristão, evangélicos, etc.

    Se você efetivamente ouvir as mensagens que são postadas no site da nossa igreja (e não apenas se basear nos títulos delas) você talvez verá que não as suas observações (pelo menos em relação ao pastor Ed pois não conheço muito sobre o Pastor Gondim) não estão muito colocadas.

    De qualquer forma acho que mais uma vez estamos olhando para dentro do nosso mundo religioso e esquecendo que a nossa preocupação é sermos como Cristo e levarmos o Evangelho à TODOS!

    Abraços
    Vanessa

  59. Mano Leonardo Será q Você tá por ai ainda? rsrs

    Eu preciso saber como Eu consigo provar que o Ed é adpto DA TEOLOGIA RELACIONAL, pois Eu mostrei esse artigo para uma amiga Ela ficou maluca….rs com Raiva de mim…rs

    Eu tô procurando aqui no site, Dele mas não tem nada que deixe isso bem claro.

    Fica na Paz do Senhor

  60. Nossa! Fico imaginando como Deus pensa de tudo isso…As pessoas acabam que perdendo tempo, não é mesmo?Perdi meu precioso tempo querendo entender a cabeça de cada um,deixei meu neto vendo tv ao invés de ter ficado com ele mais tempo,pensando que iria aprender alguma coisa.Que estupidez a minha,que deveria é ter desligado esse computador e ter descansado, amanhã vou ter que ir pregar a PALAVRA DE DEUS E NAO ME PREPAREI,MAS DEUS RETIRA DA MALDIÇÃO A BENÇAO.POR QUE VCS NAO PROCURAM EVANGELIZAR MAIS E DEIXAR ESSAS POLÊMICAS PARA QUEM NÃO TEM O QUE FAZER? MISERICÓRDIA!!!

  61. Tem gente aí que não entendeu o recado. Mente cauterizada.
    A Bíblia não é pra ser interpretada al bel prazer humano, nem adaptada às ideologias vigentes. É claro que a crise dos evangélicos passa por uma crise teológica. Tem gente semeando o mal entre nós, e os que não tem preparo, vão cair em armadilhas e se afundar cada vez mais na apostasia.
    Valeu

  62. Joguem pedra no telhado dos outros, mas tomemos cuidado que o nosso também é de vidro.

    Tais teologias são por demais questionáveis, mas não perdem em nada para teologias ortodoxas que incitaram por anos cristãos a se tornarem inertes, olhando para as mazelas do mundo e dizendo: Deus está no controle de tudo.

    Não critiquem teologia com teologia, cairão no mesmo erro do qual criticam. Com isto não digo para deixarem a teologia, ela se faz um mal necessário, porém não a usem para julgar condutas de pessoas. O que diferencia uma teologia de outra não é, para Deus, sua lógica interna, mas muito mais ao que ela INCENTIVA os homens a praticarem: o amor ao próximo.

    Abçs

  63. Junior e Thatty,

    Vi que vc está querendo cursar ETED. Ano passado tivemos uma equipe de missionários da JOCUM aqui, e foram uma bençao para a igreja.

    Quero te animar a que siga aprimorando seu conhecimento e que nunca deixe o amor por missoes morrer. Se fizer assim, é bem possível que um dia a gente se encontre em Piura. 🙂

    Grande abraço,

    Leonardo.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui