Propaganda política na igreja é crime: Denuncie!

29
4527
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Leonardo Gonçalves

Caro amigo,

Assine o Blesss

Estamos bem próximos das eleições, e como você já deve saber, algumas igrejas evangélicas (e também católicas ou de outras vertentes) têm como costume ceder o púlpito para candidatos discursarem. Toda véspera de eleição é comum ver o altar se transformar em palanque e as portas dos templos se abrindo para toda classe de charlatanismo.

Acontece que esta prática, além de medíocre, também é criminosa. Segundo a Lei 9.504/97 e de acordo com o artigo 13 da resolução 22.718/2008, do Tribunal Superior Eleitoral, fica proibida toda e qualquer propaganda eleitoral dentro de templo. A lei entende que os templos são espaços de acesso comum e não devem ser usados como palanques eleitorais.

Sendo assim, se você notar que estão usando sua igreja como curral eleitoral, DENUNCIE. Precisamos dar um basta nessa politicagem dentro dos templos. Igreja é lugar de louvar a Deus!

Distribuir santinhos, fazer o púlpito de palanque eleitoral e colocar cabresto no eleitor é uma atitude criminosa.

Para denunciar a politicagem na sua igreja, basta procurar a delegacia ou o cartório eleitoral.

Vamos acabar com essa palhaçada!

bjometwitta =)

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

29 COMENTÁRIOS

  1. A matéria completa na Folha:

    PSDB ajuda a bancar evento evangélico com apoio a Serra
    Governo e prefeitura administrados por tucanos destinaram R$ 540 mil a ato

    Durante encontro sábado, pastores trataram o tucano como "futuro presidente" e disseram que fiéis da igreja "não só oram como votam"

    O encontro religioso em que pastores da Assembleia de Deus pediram orações pela eleição de José Serra (PSDB) e o saudaram como "futuro presidente", no sábado, em Santa Catarina, recebeu dinheiro de administrações do PSDB.
    Juntos, o governo de Santa Catarina e a Prefeitura de Camboriú (84 km de Florianópolis), ambos administrados por correligionários de Serra, destinaram R$ 540 mil para a realização do 28º Congresso Internacional de Missões.
    O patrocínio das administrações tucanas representou dois terços dos R$ 800 mil orçados para o encontro -que, segundo os organizadores, reuniu 160 mil pessoas em dez dias.
    O governador tucano Leonel Pavan repassou R$ 300 mil ao evento através de um fundo de fomento ao turismo do Estado. Também convidado a discursar, Pavan, que tenta viabilizar sua candidatura à reeleição em Santa Catarina, foi aplaudido no sábado quando anunciou o repasse feito pelo governo do Estado à organização do congresso evangélico.
    A prefeita de Camboriú, Luzia Coppi (PSDB), bancou R$ 240 mil dos gastos do encontro religioso. A administração custeou instalação de banheiros químicos, climatização do ginásio, aluguel de cadeiras e propagandas na mídia local. Além disso, o município arcará com a despesa de energia elétrica resultante do evento religioso.
    Governo e prefeitura negam que o fato de Pavan e Coppi serem do PSDB tenha relação com a liberação de dinheiro público (leia texto abaixo).
    Promovido pela ONG (organização não governamental) Gideões Missionários, que é ligada à igreja pentecostal Assembleia de Deus, o encontro reservou ao pré-candidato do PSDB à Presidência um tratamento de convidado de honra.
    No sábado à noite, Serra falou para mais de 10 mil pessoas que lotaram um ginásio em Camboriú -a PM não fez estimativa sobre o número de participantes no evento.
    Seu discurso de 12 minutos foi replicado em telões do lado de fora do evento -onde uma multidão se aglomerava- e transmitido para um pool de rádios pelo país e até para o exterior controladas pela Assembleia de Deus ou que mantêm programação evangélica.
    Segundo a organização, 180 emissoras evangélicas transmitiram a fala de Serra.
    Citando a Bíblia, o tucano pediu aos religiosos que rezassem para que ele tivesse "sabedoria para enfrentar as lutas e desafios daqui por diante", mas não pediu votos abertamente.
    Pastores presentes ao ato foram mais explícitos e trataram o pré-candidato várias vezes como "futuro presidente". Um deles conclamou os fiéis a orar pela eleição de Serra para a Presidência. "Esse povo não só ora como vota, haverá um rebuliço no país", disse o pastor Reuel Bernardino, no evento.
    A aparição de Serra diante do público evangélico ocorreu no mesmo dia em que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a pré-candidata Dilma Rousseff (PT) foram a festas do 1º de Maio promovidas por centrais sindicais em São Paulo com patrocínio de estatais federais -o que foi criticado pela oposição como uso da máquina na pré-campanha da petista.
    Indagado sobre as manifestações de apoio dos pastores na noite de sábado, o pré-candidato foi lacônico: "Só faltaria eu dizer que não estou de acordo. O contrário. Todos os votos positivos eu acolho".
    Muito assediado por fieis da igreja pentecostal que gritavam seu nome e queriam fotografá-lo quando deixava o congresso, Serra ergueu os dois braços e fez o "V" de vitória.
    O convite a Serra partiu do pastor Everaldo Pereira, presidente do PSC e um dos líderes da Assembleia de Deus. Da base lulista no Congresso, a sigla deverá apoiar o tucano neste ano.

  2. Olá queridos!

    Posso usar esse post em meu blog, citando caro os devidos créditos?

    Creio que importante que todos saibam disso para que as igrejas pelo Brasil deixem de ser realmente um palanque eleitoral…

    Abraços!

  3. O jornal O Globo de ontem (pág 12-O país)menciona que o pré-candidato ao governo do RJ,Anthony Garotinho,participou de evento organizado pela rádio Melodia, na qual tem um programa diário,que lembrava campanha eleitoral.
    Diz o jornal:
    "…Em um dos momentos conhecidos como "ato profético", Garotinho ajoelha-se.O bispo Marcos Vinícius, da banda Comunidade de Nilópolis, pede a todos que fiquem com as mãos pra cima.O religioso comanda a oração para acabar com a "feitiçaria" criada contra o pré-candidato.A pregação tem cunho político:
    -Garotinho,Deus vai pôr de novo nas suas mãos.A feitiçaria está rolando.Mas vamos repreender.Não haverá resistência, vodu, não haverá nada que vai impedi-lo de tomar posse…"
    Sinceramente, não acho que será mandinga que impedirá a posse, mas o voto consciente de verdadeiros cristãos que não devem votar em quem tem ficha suja.
    Garotinho e Rosinha foram denunciados pelo Ministério Público por várias irregularidades.Benedita da Silva fez viagem particular com dinheiro público e foi investigada pelo sumiço de verba da Secretaria de Ação Social.Manoel Ferreira, que é candidato ao Senado e aliado do Rev.Moon (youtube palestra pedroza parte 13)apóia Garotinho.
    Com toda essa lambança, ninguém precisa se preocupar em fazer macumba, né?

  4. Ótimo post Leonardo, vivi um pesadelo na última eleição, o que apareceu de "amigos" políticos e amigos de políticos (se bem que de amizade não tem nada), o engraçado é que ao fechar literalmente as portas da igreja para esse tipo de circo, consegui alguns inimigos (glória a DEUS), mas agora veja só que interessante alguns já me sondam por e-mail, telefone e até cartinhas convidando para eventos evangélicos com cunho social e visão política……. Vamos nos armar de palavra e conhecimento de leis como a Lei 9.504/97 e passar e a repudiar cada vez mais essa pouco vergonha dentro das igrejas e em pulpitos consagrados.
    GRAÇA E PAZ para todos.

  5. A Paz esteja convosco
    Irmãos, como a igreja hoje em dia virou balcão de negócios, desde os lícitos e até mesmo os ilícitos, posso falar de cátedra porque já fui candidato e já tive vários colegas evangélicos que foram e ainda são envolvidos na política partidária. Nessa época os candidatos costumam vender o patrocínio, através de "doações", não contabilizadas é claro, e há até mesmo dirigentes e pastores que chegam ao descaratismo de comprar vários patrocínios de partidos diferentes, gerando confusões e complicações.
    Quando o político chega na igreja para solicitar o engajamento do pastor em sua campanha, ou seja, para falar bem do político e tentar cooptar a membresia para votar nele, normalmente já se sabe que essa prestação de serviço de "cabo eleitoral" tem um preço, e não é barato, depende também do número de membros que a igreja possui, além do dinheiro pago, existe ainda o tráfico de influência, quando se combina cargos futuros na administração pública, dentre outros favores.
    Estou escrevendo isto porque sei da seriedade do dono desse blog em esclarecer a verdade para todos os seguidores. Que todos fiquem de olhos abertos e não sirvam apenas de massa de manobra pelos espertalhões de plantão.
    Que Deus abençoe a todos.

  6. A Assembléia de Deus de Madureira é mestre em questão de propaganda política!

    Vejam o programa da Ass. Deus do Brás,que dá todo o sábado, acho que meio dia ou 13h. Eles tem até jingle para o "Bispo" Manoel Ferreira,candidato a senador do RJ, e para o tal de Dilmo dos Santos,isso já há 1 ano, mais ou menos.

    Ou seja: compromisso 0 com o povo de Deus, ecompromisso 10 com o poder!

    Maranata!!

  7. Fica o alerta !
    agora o que vai ter de Templos sendo denuciados não esta no Gibi
    principalmente TEMPLOS grandes, os peuenos tbm, mas são menos procurados, pois tem pouco eleitores!

  8. Irmãos,

    Antes de mais nada, sou contra a promiscuidade entre políticos e religiosos em época de eleição. Dos políticos espera-se que façam de tudo para serem eleitos, mas de pastores era de se esperar que mantivessem a dignidade do evangelho. Mas boa parte deles mostram-se pior que os piores políticos.

    Dito isto, pegunto: a referida lei não proíbe a veiculação de propaganda, ou seja, a afixação de material que promova este ou aquele candidato? Parece-me que é disto que se trata, e não há probição direta a que um canditato se apresente numa igreja ou que pastores peçam votos a este ou aquele. É claro que a prática é repugnante, mas será ilegal.

    Só ponderando.

    Em Cristo,

    Clóvis

  9. UMA DAS COISAS MAIS SUJAS QUE EXISTE NA TERRA É A POLÍTICA, IGREJA NÃO É LUGAR DE SUJEIRA. AS IGREJAS DE MAMANGUAPE PB ( ASSEMBLEIAS DE DEUS ) TEM MUITO ISSO.

  10. bom saber pois na minha igreja a instituição manda os pastores falar o nome do canidado que a instituição "apoia". eles obrigam os pastores a falarem e quando questionamos o pastor ele diz: é a instituição que nos manda falar. até santinhos são entregues no fim do culto. é um absurdo eu sou totalmente contra.

  11. Mas nós perseveraremos na oração e no ministério da palavra. ATOS 6.4
    Deus chamou os pastores para pregar e pastorear as ovelhas e está exclusivamente para perseverar em oração e no ministério da palavra e não para ser político, a igreja exerce a mordomia cristã com dízimos e ofertas para que os mesmos não tenham serviço secular, na igreja neotestamentária não vemos JESUS e PAULO se envolvendo com a política de ROMA, o púlpito é para ser pregada a palavra de Deus e o pastor recebeu chamado do céu para o Reino de Deus exclusivo, muitos usam fraudulosamente e fora do contexto o termo DANIEL na Babilônia e JOSE no Egito os quais não faziam parte do sacerdócio e nem eram levitas, e sim foram chamados por Deus numa ocasião especifica o qual é diferente de hoje e diverge do governo de hoje, a igreja de Filadélfia não tinha força política e nem a força da televisão, mas possui a unção e poder do Espírito Santo.

    A igreja do Senhor neotestamentária não precisa de políticos para defender a sua causa e nem tão menos de políticos que mudem alguma coisa, porque sabemos que é de mal a pior, e o que vemos é muito escândalo no meio da Igreja pastores políticos envolvidos com corrupção e que anteriormente começaram com a mesma visão que o ministério da convenção do Recife está equivocadamente planejando. Pastores políticos das Assembléias de Deus em todo o Brasil envolvidos na corrupção do mensalão. Pastores políticos que deixaram o púlpito (oração e ministério da palavra) para executarem coisas que não convém. Anteriormente vimos o Pastor Presidente refutar essas manifestações políticas dentro da igreja o qual o Gestor de Toritama Pastor Francisco Olimpio se envolveu com a política e foi excluso de suas atividades o qual foi para o ministério de Abreu e Lima, em 05 de dezembro de 2008 faleceu com um ataque fulminante no coração! Era um homem novo, desceu a cova, desobediente ao chamado do Senhor?

    Venho carecidamente clamando para que o ministério desta igreja desista urgente desta plataforma política (um abismo chama outro abismo) e convoquem os ministros para orar e jejuar e acreditar na oração da fé em JESUS (Atos 4.29-31; 12.5) diante das dificuldades encontradas pela igreja, no propósito do Reino de Deus, restauração de almas e avivamento na igreja, combatendo contra o mundanismo, secularismo e o conformismo deste século o qual os ensinamentos de JEZABEL vêm se infiltrando e sendo tolerados nas igrejas como a TELEVISAO, POLITICA E O DIVÓRCIO estas três coisas destroem qualquer tipo de igreja. Haverá sofrimento e aflição por causa do mundo e dos seus costumes (II Timóteo 3.12).

    Temos observado em uma grande obra de um fiel e piedoso pioneiro servo de Deus Orlando Boyer intitulado “Espada Cortante – Volume 2” comentário do Evangelho de JOAO capitulo 15 da videira e os ramos e/ou varas que geram bons frutos fala do segredo de vários crentes não terem a alegria da salvação é porque foram cortados pelo Agricultor, e os ramos que estão entres os espinhos (mundanismo, política) ele cita a política. Pastor Político prevarica contra a doutrina do Senhor e não geram bons frutos no apascentamento das ovelhas, oração e no ministério da palavra.
    “O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons.” (ISAIAS 58.1)

    Chorai ovelha, lamentai, uivai todo o meu povo e pranteai no pó e na cinza! (JOEL 1.13)

  12. PASTOR POLITICO?
    Saiu uma nota na Folha de Pernambuco:
    Defecção – O deputado Manoel Ferreira (PR) vai ter um concorrente forte, na Assembléia de Deus, em outubro próximo. O pastor Ailton Alves, líder da convenção do Recife, vai lançar um candidato a estadual (pastor Adauto) e outro a federal (Francisco Eurico).
    Fonte:http://www.folhape.com.br/index.php/caderno-geral/549437-fogo-cruzado-02022010?…

    DEFECÇÃO: abandono de partido, crença ou opinião, falta, desaparecimento, perda, saída. Exclusão de pessoa de um grupo profissional. Ex:
    A defecção de Fulano era há muito anunciada pela sua posição frontalmente contrária a alguns dirigentes do grupo e outros membros.

  13. Também sou contrário a mescla de política com a Igreja. Está errado, a Igreja é casa de oração e não de campanha eleitoral, mas como estou com vontade de polemizar e trazer o debate sobre o tema ai vai. A lei eleitoral proibi a propaganda em templos, mas ela também menciona as palavras clubes e loja. Logo me veio a mente que a lei proibiria a propaganda eleitoral e apoio politico advindo das lojas maçônicas. Mas ai é que está, lá na maçonaria as coisas são todas muito bem camufladas, e políticos vão até estas lojas pedir apoio, e obviamente que nenhum membro ira denunciar o que é apoiado e reprovado lá dentro, pois a irmandade sabe que ao apoiar candidatos terão leis favoráveis aos seus propósitos. Pergunto, os cristão reprovando o apoio a candidatos comprometidos com o cristianismo, não estariam dando um tiro no pé, e tendo de engolir leis como a do aborto, casamento homossexual, etc??Reflitam, já que eu tenho esta dúvida, desejo compartilhar com voces, pois se eu tenho de tê-la, por que não voces??hehheheheh

  14. A Assembléia de Deus – Ministerio de Santos, todos os anos de campanha fazem dos seus pulpitos verdadeiros palanques politicos, chegam ate o caso de fechar as portas das igrejas para distribuirem santinhos, tudo porque o filho do Pr. Paulo Alves Correa é candidato

    Maldito sejam!

  15. "Acontece que esta prática, além de medíocre, também é criminosa. Segundo a Lei 9.504/97 e de acordo com o artigo 13 da resolução 22.718/2008, do Tribunal Superior Eleitoral, fica proibida toda e qualquer propaganda eleitoral dentro de templo. A lei entende que os templos são espaços de acesso comum e não devem ser usados como palanques eleitorais".
    Melhor seria que se publicasse a Lei acima citada para nós sabermos se de fato é assim.Propaganda eleitoral antecipada é proibido,é crime eleitoral,por isso o Lula,Dilma e PT foram multados.A nossa participação politica-eleitoral é um dever cívico e somos tb responsáveis pelos "fichas sujas" que enviaram para Brasília,exatamente porque a igreja não se posiciona.É a história da parábola de Jotão,registrada em Juízes 9,leiam por favor.A igreja na Korea do Sul mudou a situação política do país,foi a igreja quem fêz isso – e lá temos as maiores igrejas cristãs do mundo,tá? Do mundo.
    O Presidente é crente,a maioria no Congresso são crentes,e a Korea que tinha no Hinduísmo a sua relgião tradicional,hoje não é maioria,tá? Para informação dos crentes maus informados.
    Tito from Brasília.

  16. Pastor Abisai disse… 21 de maio de 2010 11:44

    Mas nós perseveraremos na oração e no ministério da palavra. ATOS 6.4
    não vemos JESUS e PAULO se envolvendo com a política de ROMA…
    Tito diz: É melhor que o Pastor Abisai leia melhor as Escrituras.Paulo confrontou os poderes políticos e econômicos e religiosos de sua época,portanto houve sim um envolvimento,Paulo ao visitar a cidade de Eféso. João Batista foi degolado por ter dado pitaco na vida suja de Herodes – o profeta contra o poder político de sua época,e Jesus pagando imposto e chamando Herodes de raposa é um envolvimento com o poder político – denúncia profética eu chamaria.O Brasil é composto de crentes e somos uma força político-eleitoral que os políticos cobiçam.Corremos os riscos de ao nos envolvermos sermos corrompidos,mas que precisamos dos 'justos' no poder isso precisamos,e os do mundo não vão eleger os evangélicos,e se forem eleitos pelos eleitores não comprometidos com o evangelho,o nosso irmão deputado,senador terá que se comprometer com eles.Então o que fazer ? Quem é contra tem alguma proposta melhor para resolver este problema? Agora uma igreja celebrar em culto os envolvidos na Caixa de Pandora aqui em Brasília,é claro que há um erro de visão e tb corrupção – isso eu sou contra.Mas há homens bons e honestos,poucos mas há." Qdo os bons se calam,os maus dominam ".Leiam a parábola de Jotão em Juízes 9 e tire suas conclusões.Tá? Então tá. Tito o brother from Brasília.

  17. o que fizeram com o Deputado Estadual Manoel Ferreira foi uma covardia das grandes, pois o mesmo sempre defendeu a igreja em todos os lados. e agora lançam outros candidatos, eu que ver no final da historia.

  18. Analisem a falta de visão e o embaraço da interpretação em que o prevaricador diz que Paulo envolveu-se com a politica, em que vimos que PAULO apenas pregou para os Reis e Governadores o Evangelho da paz conforme o Senhor diz: E sereis até conduzidos à presença dos governadores e dos reis, por causa de mim, para lhes servir de testemunho, a eles e aos gentios. MATEUS 10.18 PAULO foi com embaixador do Reis JESUS, ele foi como Atalaia de Deus e não como PASTOR POLITICO, a igreja do Senhor é uma igreja apolitica, o reino de DEus não tem nada haver com a politica, e os pastores chamados por Deus devem honrar o chamado do DEus JEOVA. O fato que protesto é o envolvimento da igreja ministério com esse reino que JESUS não pregou, não é o caso de irmãos que lançam na politica tudo bem pode ir, mas a igreja não pode se envolver a luz da biblia a igreja é separada.

  19. Concordo que igreja não deve ser palanque eleitoral, mas penso que nossos lideres podem orientar sim, principalmente agora que estamos na eminencia de uma perseguição religiosa por parte dos homosexuais quequerem nos fazer engolir a podridão deles goela a baixo.Trabalho com muitos tanto homens como mulheres, por isso não me identifico.Mas tenho minha posição como cristã e não quero me enganar votando num sujeito que aprova uma coisa dessas.Sou da area da saude oque este video ede alerta está divulgando é a mais pura verdade. O pior é como ficarão os proficionais de saude cristãos caso a lei do aborto seja aprovada? seremos presos por nos recusarmos a realizar tal ato?que Deus nos guarde!

  20. A paz. Penso que a igreja não deve receber qualquer um mas tambem ajudar na identificação de quem tem compromisso com o reino, há muitos lobos encapados de ovelha.CUIDADO COM OS QUE APROVAM A PL122

  21. Tolos! O homem perece por falta de conheciemnto. Se não tivermos pessoas de caráter, cristãos, nas prefeituras, senados, câmaras, e até mesmo na presidência, como vão impedir as leis que outros que não tem temor a Deus de criarem leis como, a legalização do aborto, prostituição, casamento homosexual?????? Só cristão defenderiam os valores da família, e se eles não estiverem no poder, só vamos assistir a desgraça do mundo por falta de sabedoria e ignorância de muitos!!!

  22. Uma parte por favor! Sou crente em Jesus e o único problema que vejo nos políticos crentes que insistem em se promoverem através da Igreja, é que não prestam contas de seus mandatos. E como não só o povo, mas todo eleitor precisa de resultado e inclusive satisfação de seu canditado, acaba se sentindo usado na época da eleição. Pois, depois que plassa o pleito o crente eleito esquece de quem o elegeu e nem dá a mínima, apoiando-se na máxima de que "crente que pede satisfação é rebelde". Portanto, vamos abrir os olhos porque "o político deve servir no cargo que ocupa e não se servir do cargo que ocupa".
    Só a titulo de exemplo, as leis mais importantes desse ano, que foi a Lei da Alienação Parental, foi de autoria de evangélico? Aí está!

  23. sou membro da madureira e sou contra a politica q o pr manoel ferreira tem feito a favor de um candidato espirita a governo de goias, tal qual os outros 02 sao evangelicos e cristão.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui