Ministério de dança homossexual

45
1087
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Por Jonara Gonçalves

Assine o Blesss
Em minhas andanças pelas comunidades orkutianas, eis que me deparo com o vídeo à seguir, onde um “ministério de dança” homossexual composto por membros da Igreja Contemporânea, liderada pelo pastor (sic) Marcos Gladstone, embalados pela letra de Cassiane, apresenta coreografia para a música “500 graus de puro fogo santo e poder”. Pelos gritos e aplausos, deu pra perceber que o grupo conseguiu mesmo subir a temperatura do ambiente.

Com respeito a esta denominação, cabe dizer que não endossamos suas práticas e entendemos tratar-se de um movimento herético. Bíblia e homossexualismo não combinam, e isso é fato. Há nas Escrituras muitas referencias (inclusive neotestamentárias) contrárias ao homossexualismo, não havendo possível reconciliação entre ambos.

[Membros da igreja contemporânea, denominaçao gay, dançam música da Cassiane]

***
Jonara Gonçalves garimpou o vídeo na Comunidade da Assembléia de Deus e publicou no Púlpito Cristão

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

45 COMENTÁRIOS

  1. rapá… eu tava achando que a coreografia tava inspirada na propaganda da Tigre (a "dança do vazamento" – "estica o braço pra lixar…"), aí quando apareceram os leques eu tive certeza…

  2. Lucas,

    Sic é um termo da língua latina cuja tradução literal é "assim". O "sic" é usado por editores, numa citação, para evidenciar que determinada palavra ou frase foi utilizada no texto original, não sendo um erro de tipografia ou ortografia daquele último autor (por vezes como forma de ironia). Por exemplo:

    "O ministro Antônio Rogério Magri afirmou ontem que Fernando Collor é imexível [sic]."

    Neste caso, a intençao foi transmitir que "pastor" é um título que o Gladstone dá a si mesmo, mas que nós do blog P.C. nao concordamos com isso, nem o reconhecemos como autêntico ministro do evangelho.

    Helio,

    Eu pensei que o cara ia tirar uma castanhola do bolso, véio! =)

  3. Concordo que homossexualismo é pecado e que Igreja de gays não tem sentido. Mas o que temos que admitir como Igreja é que nós, em nossa pretensão de continuarmos o Ministério de Jesus aqui na terra, ainda não aprendemos a lidar com o problema do homossexualismo. Em (grande) parte a culpa de existirem essas igrejas de gays é nossa, por nossa incapacidade de conviver com os homossexuais em nossas igrejas o mínimo possível para amá-los com o amor de Deus e propor-lhes uma cura e uma mudança que é por pura graça de Deus, e não pela mudança de comportamento apenas carnal, movida pelo julgamento e que não tem correspondência no interior, que é onde começa toda mudança que Deus faz. É uma mudança proposta pelo amor, não pelo julgamento. DUVIDO que se nós fôssemos de verdade discípulos com o coração de Jesus e continuadores do seu ministério como deveríamos ser, existiria a necessidade por parte de homossexuias ou de qualquer que seja a classe de "pecadores", de criar uma igreja onde eles sejam aceitos. Jesus era assim, bem do jeito que nós não somos, conseguia amar a alma dos homens a despeito de seus pecados e de suas disfuncionalidades oriundas de sua natureza caída. Não defendo os homossexuais, apenas os vejo como pecadores como quaisquer outros, pecadores esses que ás vezes nós parecemos selecionar como amáveis ou detestáveis, curáveis ou incuráveis. Deus não os vê assim. Resumindo, creio que grande parte da culpa pela existência calamitosa de igrejas homossexuais é da igreja (que se diz) verdadeira, mas não sabe amar até que Deus faça a obra.

  4. Ipjord,

    Já disse outras vezes que a igreja, de um modo geral, não aprendeu a lidar com o homossexualismo. Na maioria dos casos, falta amor e empatia da nossa parte.

    Por outro lado, entendo que é impossível nao fazer julgamento, pois a própria palavra, tal como espada, nos confronta e exorta. A palavra julga, irmão.

    Também discordo quando você diz que, "caso a igreja soubesse lidar com a questao homossexual, não haveria igrejas homossexuais". Estas igrejas existem, grosso modo, porque a grande maioria dos homossexuais querem experimentar as benesses da religião, sem renunciar seu prazer predileto. Para eles, o homossexualismo não é um pecado do qual devem se arrepender, mas uma condição que deve ser aceita por toda a cristandade, e também por Deus.

    Dizer que comunidades homossexuais "cristãs" existem porque falahamos em lidar com a homossexualidade é tão absurdo quanto dizer que igrejas triunfalistas existem porque não soubemos lidar com a cobiça humana.

    …Pode ser que se nós tivessemos estimulado a cobiça ao invés de censurá-la, a Igreja Universal do Reino do Macedo jamais tivesse sido fundada. E talvez, se nós tivessemos aprendido a aceitar sem julgamentos a homossexualidade em nossos arraiais (sem jamais julgar o homossexual nem confrontá-lo pela palavra), a Igreja Contemporânea não viria a existir.

    O problema é que, caso isso acontecesse, perderiamos nossa identidade cristã e nos transformaríamos (sim, nós mesmos!) na IURD e na Igreja Contemporânea; nós mesmos seríamos a sucursal gospel do inferno e a igreja dos gays.

    Penso que os extremos são perigosos. Portanto, nem pra lá, nem pra cá. Convém que permaneçamos firmes. Irredutíveis. No evangelho. Mas acima de tudo, com amor e empatia.

    Grande abraço.

    Leonardo.

  5. Pois é, Jonara, concordo com o Ipjord. Acabei de postar um comentário no post de 2009 sobre o casamento de pastores gays (com o qual também não concordo), e disse que se os gays fossem "amados e respeitados" por todos nós, como o Leonardo diz fazer, teriam um lugar nas nossas igrejas e não precisariam criar uma igreja própria. Que tipo de amor é esse que dizemos ter?

    De qualquer maneira, desafio a atirar a primeira pedra aquele que não tiver em sua própria família nenhum viciado em álcool ou droga, ninguém que tenha cometido adultério, nenhuma criança que tenha nascido fora do casamento, ninguém que tenha problemas com sua sexualidade… Que atire a primeira pedra.

    Talita

  6. Já estava impressionada com o post, (A Jonara anda garimpando ummmas coisassss!!!) mas com o comentário, pasmei!!
    Culpa de existir igrejas de gays é nossa?????
    Jesus AMA o pecador, mas ODEIA o pecado! Isto porque nosso pecado faz separação entre nós e Ele!
    Essas igrejas existem porque não querem obedecer aos ensinamentos da Bíblia, então é mais conveniente eu pregar aquilo que me beneficia! “Ah! Eu posso continuar no pecado, Deus é bonzinhuuu”!
    Eu DUVIDO, que nestas igrejas é pregado sobre o pecado da pratica homossexual!

    “Eu” particularmente me dou muito bem com homossexuais, baseado nos que conheço são pessoas formidáveis! Sensíveis, bom ouvintes, carinhosos, companhia muito agradável!

    Agora…., AMAR uma pessoa não quer dizer que vou falar amém para o pecado dela! É só dar uma olhadinha na postura de Jesus! AMAR sim, omitir NÃO!
    E aí está o problema! Quando você prega a verdade da Palavra, os que querem uma vida de santidade com Deus fica, quem quer ficar no pecado não!
    Ser homossexual não é pecado, mas a pratica homossexual é! Isso não tem como negociar!

    Agora, falta de amor, rejeição…, QUALQUER pessoa está sujeita a sofrer dentro de uma igreja! INFELIZMENTE!

  7. É desnecessário – e praticamente inútil – dizer que a abordagem do tema por parte da autora é preconceituosa e se nutre de sentimentos pouco cristãos. Como sei? simples: comecei minha "cruzada" na blogosfera fazendo o mesmo; e até pior. Leonardo me conheceu antes. Mas isso é assunto para outro comentário…

    Eu particulamente acho uma extravagância qualquer tipo de "ministério de dança", pois acho que isto até pode ser um elemento do culto, no tocante à adoração – Davi não dançou?! – mas não pode tomar o foco, se tornando ele mesmo como que a liturgia toda.

    Todavia, quem não é hipócrita concorda comigo em que a crítica é feita unicamente pelo fato de o tal "ministério de dança" ser composto por homossexuais, e não pelo caráter pouco ortodoxo do formato do grupo, por assim dizer.

    Outro aspecto a ser lamentado é a escolha da imagem que ilustra o post. Assisti o vídeo e o figurino dos integrantes do mencionado grupo não se assemelha em nem um pouco ao utilizado pelo caricatural The Village People. Claro que a escolha daquela imagem específica ilustra a forma como "alguém" intimamente encara os homossexuais…

    Sem mais

    Abraços

  8. Não consegui assistir inteiro. Nem precisa.

    ***

    Conforme comentado, precisamos diferenciar a prática do homossexualismo (ou a de qualquer outra atividade reprovada pela Bíblia) da tendência para o homossexualismo.

    Uma pessoa com tendências homossexuais pode ser cristã desde que não pratique o homossexualismo. E uma comunidade cristã esclarecida deve aceitar e apoiar essa pessoa.

    Agora, querer ser cristão e homossexual ao mesmo tempo é incompatível. E querer que a comunidade cristã endosse o homossexualismo é absurdo. O cristianismo autêntico exige mudanças de todos.

    A pessoa tem que escolher o que quer. Conforme dito, querem apenas os benefícios do cristianismo, mas não seu preço.

    ***

    Durante décadas os evangélicos disseram que cada um interpreta a Bíblia como bem entende e que dizer que só uma interpretação é correta seria sectarismo. Também negligenciaram o estudo sistemático da Bíblia.

    O resultado é esse, uma explosão de ensinos e práticas absurdos e a maioria das pessoas mão têm critério bíblico para discernir.

    atos17.blogspot.com

    ***

  9. Isaías Medeiros,

    A idéia foi exatamente mostrar essa manifestação "cristã" homossexual, para incitar o debate sobre a autenticidade de uma fé gay.

    O Village é um estereótipo, confesso. Mas a até a seleçao da imagem foi feita a propósito, e por mim (o editor).

    A pergunta é: Será que o Village escandalizou menos na decada de 70, que o Marcos Gladstone no século XXI? Os primeiros ao menos não associavam suas práticas e músicas a fé; os segundos, no entanto, querem ser reconhecidos como autenticos cristãos!

    Abração para ti. Talvez te ame mais que antes, mas se eu atuasse diferente com você, não estaria sendo sincero.

    Leonardo.

  10. Jo…Imagina o que Jesus faria se chegasse no templo e encontrasse os homens dançando assim… na minha opiniao ele saia chutando td como ele fez quando o povo estava vendendo as coisas no templo…Olha… Jesus amava aqueles "comerciantes" la..kkk mas ele nao deixou barato…e nada a ver dizer que essa "igreja" ai existe por causa dos proprios cristaos, eles nao querem eh mudar de vida, eh mais facil vc fazer parte de uma comunidade que vc pode continuar levando a msm vida do que ser moido pela palavra e renunciar o pecado…CarolBarroso

  11. Dos muitos comentários que li, os mais sensatos, baseados na ética cristã, é aquele que é contra não ao fato do indivíduo ser homossexual, mas é um abusurdo o fato de querer continuar ná prática do homossexualismo que é uma abominação perante Deus, chegando ao extremo de criar sua própria igreja, como desculpa e propósito para continuar no pecado.

  12. Kra eu acredito que gay tem fé..assim como qualquer coutra pessoa..a fé não é errado o problema começa quando vc quer impor a sua fé sobre as outras pessoas..e pra servri a Cristo tem que haver mudança..é umas de suas exigências. Temos que ser diferentes..certo?! sendo assim os camaradas do vídeo acima..tem fé..mais não querem mudar…o que da em nada estão perdendo seu tempo….

    eduardo.

  13. Olá galera. É meu primeiro post no blog… saudações!
    Me chamou a atenção o comentário de Ipjord, lá no início da conversa. Concordo em termos, pois o homossexualismo é tão antigo quanto as escrituras, sendo contemporâneo dos apóstolos e, logicamente, do próprio Jesus. Falta de amor e compreensão aos homossexuais? É bem provável… mas mesmo com todo o amor, como o próprio Cristo e os apóstolos ministravam nos primórdios da igreja, o homossexualismo continuou existindo. É inerente à condição pecaminosa da humanidade, e continuará existindo até a volta de Cristo, como os demais pecados. A "culpa" da existência do homossexualismo não é da igreja, e sim da natureza pecaminosa humana!

    Paz!

  14. Prezado Leonardo

    Obrigado pelas palavras. Também aprendi a amar e respeitar a você e a outros amigos da blogosfera cristã ainda mais a partir da minha necessária auto-análise.

    A questão que está passando batida nesse debate é: Por que tantos homossexuais fazem questão de serem cristãos?? Por que ao invés disso simplesmente não continuam alimentando o estereótipo de "promíscuos", "devassos" e pessoas despreocupadas com a sua espiritualidade?

    Entende o que estou tentando dizer? Existe uma genuina sede de Justiça e uma sincera fome da Palavra de Deus em seus corações. É isto que os faz procurar igrejas inclusivas, cujos líderes entendem suas almas, pois são semelhantes em seus conflitos, em seus anseios e sua sensibilidade.

    Um dos pilares da minha defesa à homossexualidade como algo não-pecaminoso aos olhos de Deus é o FATO de ela ser irreversível e que, assim sendo, deve ser não apenas "tolerada", mas aceita com um mínimo de boa vontade. A saída "mágica" para o conflito, entretanto, não é justa: o celibato involuntário, forçado. Por que somente os homossexuais precisam ser celibatários? Por que apenas eles não podem receber o carinho de uma pessoa querida e retribuir-lhe esse gesto?

    Sim, aceito de ser acusado de fazer uma apologética do ponto de vista do homem, e aceito toda e qualquer crítica em relação a isso. Se você me permite – e não se ofende com isso – o que estou fazendo hoje acerca da homossexualidade segue a mesma linha de raciocínio daquele seu emblemático post em que você defendia o Caio Fábio, mesmo sem qualquer embasamento bíblico textual. E sim também: lembro-me perfeitamente de qual foi a minha postura na ocasião. É exatamente por isso que hoje me obrigo a apanhar calado – ou quase – de qualquer crítica mais pesada sobre meus posicionamentos atuais.

    Um grande abraço do seu admirador, amigo e irmão (?).

  15. Isaías Medeiros,

    Bom saber que o carinho sincero e respeito que sinto por ti, é mútuo.

    A questão principal que permeia seu comentário é: “Por que tantos homossexuais fazem questão de serem cristãos?” . Quero então, deixar de lado alguns corolários e me ater a responder esta pergunta central.

    Primeiramente, quero dizer que me agrada o fato de que haja homossexuais querendo ser cristãos. Porém, é preciso dizer que muitos destes não são cristãos em sua busca. Na verdade, não é o cristianismo que eles querem, mas a religião; é algo que os transcenda. O cristianismo, grosso modo, é ofensivo ao homossexualismo, pois o condena. Eles não querem o cristianismo (ao menos não o pacote completo); eles querem algum tipo de contato com o sagrado, e criaram uma fé alternativa.

    Não existem provas cabais de que o homossexualismo seja irreversível. Na realidade, há muito mais fatores psicológicos que biológicos envolvendo a questão. Eu acho que, afim de se compreender melhor, seria interessante você procurar ler sobre Complexo de Édipo e Elektra. Em minha curta experiência como conselheiro pastoral, pude constatar que este é o fator preponderante em pelo menos 90% dos casos. Meu irmão, eles (e elas) não eram homossexuais por causa de algum gene homoafetivo, mas porque em algum momento de suas vidas tiveram as emoções dilaceradas. Remendar cada pedaço leva tempo, exige paciência e muita oração. Contudo, se há um Deus, então há saída para alguém que teve o coração “arrebentado”.

    Fosse o homossexualismo irreversível, não haveria razão para este debate. Mas como sustentar esta teoria quando vemos homens como o missionário Joide Miranda, ex-travesti, hoje casado com uma linda mulher, e segundo ele mesmo diz, um homem bem resolvido emocionalmente. Ele é apenas um caso famoso, é um cara que esteve em programas de televisão, mas eu conheço casos como o dele em gente anônima como eu e você.

    Eu acho que a igreja não está preparada para lidar, muitas vezes, com o homossexual. Acho que a maioria tem uma idéia de que somos uns “FDP” medíocres e cheios de rechaço, e que esta opinião foi corroborada por fatos. Quantas vezes vi gays sendo olhados de modo diferente, como alienígenas dentro da igreja. Acho que, em tratando-se de ganhar um homossexual, demonstrar amizade e carinho é importante. É por isso que discordo do Julio Severo em suas abordagens. Eu acho que a doutrina dele é correta, mas a atitude dele deixa a desejar. Não basta dizer: “tá errado!”. É preciso ensinar o caminho correto… Mas o bom disso tudo é que há exceções, e eu me esforço para ser uma delas.

    O que eu não admito como forma autentica de cristianismo (e nem nunca vou admitir), é o que faz Marcos Gladstone na Igreja Contemporânea: Pregar um evangelho que não transforma, limitando o poder de Deus em relação à transformação do homossexual. E não somente isso, senão também incentivando a permanência na prática do homossexualismo, ao invés de ensinar os membros a lutarem contra as inclinações da carne, sempre confiados na graça de Deus. É como se eu, mulherengo terrível que fui no passado, quisesse servir a Deus sem necessidade de deixar meu vício predileto (e era vício mesmo; Deus sabe do que falo).

    Sou totalmente indulgente com aquele que, traído pela sua carne, voltou a se relacionar homoafetivamente, sempre que este reconhece que errou e pede perdão. Da mesma forma que sou indulgente com o adúltero que, após se dar conta do erro que cometeu, pede perdão a Deus e segue em frente. Sei que enquanto houver graça, homens e mulheres podem voltar a Deus.

    O problema é que os membros dessa igreja pensam que não há do que se arrepender. Eles não precisam da graça, pois não há nada a ser perdoado, entende?

    Espero ter sido claro. Quanto ao Caio, não é bem assim não. Se quiser falar disso, eu posso te explicar pontualmente a questão, agora que você está mais disposto a ouvir. =)

    Um grande abraço, e que Deus te abençoe.

    Leo.

  16. Isaías

    Não sei se quando você diz "homossexualidade" você está se referindo ao homossexualismo, ou seja, se para você há diferença entre sentir atração por pessoas do mesmo sexo e "consumar o fato" homossexual, tendo relações homossexuais.

    A prática homossexual é pecado, todos nós que cremos no Cristo e em sua palavra sabemos disso. Nao compreendi muito bem o que você quis dizer com "homossexualidade como algo não-pecaminoso aos olhos de Deus". E como sendo irreversível. Assim como o Leonardo Gonçalves também conheço "ex gays" (sim, eles existem…), inclusive pastores.

    Mas como já disse, compartilho com você a idéia de que precisamos nos preparar, e rápido, para lidarmos com o homossexualismo dentro da igreja, mas jamais escondendo a verdade e negando o amor!

    Abraço e paz!

  17. èah… não é diferente mesmo de agumas igrejas héteros. No mundo secular,os homens dançarinos e bailarinos são todos, observem bem, TODOS homossexuais. E agora as igrejas querem aderir isso na adoração a Deus. que horror!!!

  18. Oi Galera!

    Nao quero de maneira alguma que interpretem mau o post.
    Amo a pessoa "homossexual" mas nao a atitude em/de tornar-se homossexual.
    Isso vai contra minha fé em Cristo e contra a bíblia, que por sinal é a mesma que "este" ministério de dança "lê e prega"…
    Deus abomina o pecado (seja o de homossexualismo ou de mentira, adultério, fornicaçao, etc); mas também está disposto a perdoar, basta arrependimento.

    paz…

  19. Prezados Leonardo de Souza, Joanara e a quem interessar possa

    No termo "homossexualidade" – ou ainda "homoafetividade" – está implícito o pensamento de que o comportamento homossexual é natural, saudável e plenamente aceitável.

    Quando se diz que "qualquer cristão sabe que o homossexualismo (sic) é pecado", na verdade se está reproduzindo a rasa mentalidade de boa parte da sociedade dita secular, que encara a questão da mesmíssima forma – com a diferença de que aquela não busca tantos argumentos na religião para tentar justificar seus pontos de vista.

    Repito: o Homem Jesus não pronunciou palavra contra a homossexualidade. Isto é um fato. E "contra fatos não há argumentos".

    Cordiais saudações.

  20. Isaías

    Paz

    Desculpa, meu irmão. Mas ainda não entendi sua posição com relação ao homossexualismo. Se não entendi errado, você acredita que a prática homossexual não é pecado, que "o comportamento homossexual é natural, saudável e plenamente aceitável"?

    O homossexualismo é contra a Palavra, e contra a Palavra, não há argumentos!

    E tenho certeza que não será necessário postar novamente os textos bíblicos que condenam a prática homossexual, pois sei que você é uma pessoal crítica e instruída na Palavra.

    Desculpe se interpretei seu pensamento de forma equivocada, mas é isso que você está demonstrando nos posts!

    Abraço e paz!

  21. Deus no Antigo testamento já tinha dado o seu mandamento sobre o Homossexualismo, certo que aquilo era Lei, mas tenho certeza que essa Lei, como a de não matar, não adulterar e outras não foram abolidas.
    Jesus não fala contra o Homossexualismo, mas quando Paulo ensina que essa pratica não é aprovado por Deus, Ele fala Dele mesmo ou inspirado pelo Espírito Santo?
    Lógico que foi pelo Espírito Santo, e obvio que Jesus concorda com o que o Espírito Santo testifica.
    Uma pessoa não nasce Homossexualismo, Ele desenvolve esse comportamento ao longo da sua vida, pode ser desde criança ou até quando adulto, até o Malafaia ontem no debate do “Ratinho’ conseguiu explicar isso, não existe um Cromossomo Homossexual, isso é provado pela ciência”.
    A Homossexualismo é como o Adultério, como a Fornicação, e quem vive numa vida de pecado não vai ser Salvo isso é obvio, mesmo para quem acredita na Predestinação, Se Você vive uma vida dessa isso quer dizer que Você nunca foi Eleito.
    Raça de Víboras, produzir frutos dignos de Arrependimento.
    PARAAAAAAAAAAAAAA de montar textos para tentar JUSTIFICAR O PECADO.
    Não use a Graça como um alvará para poder PECAR.
    Fiquem na Paz do Senhor o Único tirar as pessoas dessa escravidão chamado Homossexualismo.

  22. Leonardo de Souza

    Paz

    A minha posição é aquilo que eu sinto e vivo. Eu sou homossexual, sou desde que me conheço por gente e decidi parar de lutar contra essa faceta da minha personalidade há pouco tempo. Está claro agora? Creio que sim.

    Eu rejeito o que Jesus rejeitou e me sinto à vontade para praticar o que Ele jamais condenou. Curioso: Jesus pode contradizer a sacrossanta Lei de Moisés, mas não pode contrariar o fariseu Paulo? Homossexualidade é abominação? Tocar em sua mulher quando ela está menstruada também! Está tudo lá em Levíticos. Se é para ser fundamentalista, é para ser até o fim. O fundamentalismo não aceita "jeitinhos". Cumpra-se tudo ou você queimará no inferno, pois não cumprir um único mandamento é como se você descumprisse todos os demais.

    Abraço fraterno

  23. Isaías.

    Graça e paz!

    Você tem razão quando diz que descumprir um único mandamento é como descumprir a todos! E graças a Deus por Cristo Jesus, que cumpriu toda a Lei (que é divina, e não humana) e que nos Deus a oportunidade de sermos também cumpridores da lei, através dEle.

    Você acha que Jesus contradisse a Lei? Jesus cumpriu toda a Lei, não por legalismos, mas por graça e amor. Agora não sei qual o seu parâmetro pala legitimar as práticas homossexuais, ou qualquer outra prática do pecado. Você se posicionou bem quando disse não haver espaço para "jeitinhos". Agora me diga (se desejar): você crê que toda a Palavra foi inspirada pelo Eterno? Você crê na existência da Trindade antes da fundação do mundo, e que tudo foi feito por meio de Cristo, como está escrito no livro de João? Você crê que o mesmo Deus que entregou a Lei a Moisés desceu em forma humana, subiu aos céus, e inspirou as escrituras (inclusive a do fariseu Paulo)? Se você crê nisso, entao vai crer também que o Jesus que professamos condena o homossexualismo, simplesmente por se tratar do mesmo Deus, antes, durante e depois da Cruz.

    Se você crê nessas verdades, temos um parâmetro comum para debatermos. Se não, realmente não há como discutirmos, pois o Deus que creio é imutável, e a sua Palavra é verdadeira, Eterna, sem contradições ou remendos!

    Estarei viajando amanhã de manhã, domingo eu retomo as leituras do post!

    Valeu pela paciência.!

    Paz do Eterno!

  24. Amado Isaias

    Quando fiz uma alusão dizendo que alguns dos mandamentos da Lei não foram abolidos, quis dizer que quando Jesus resume a Lei em apenas dois mandamentos logo os outros se cumprem, pois é impossível Amar a Deus e Amar Ter próximo e viver uma vida no pecado (Viver pecando deliberadamente sem tentar mudar)
    Desculpe-me se expliquei errado.
    Toda a Palavra de Deus foi inspirada pelo Espírito Santo, que provem do próprio Deus, ( Se o irmão não acreditar nisso não tem como debater esse assunto, pois quando a Palavra ir contra alguma situação, ou contra algum pecado, é só dizer que essa parte da bíblia foi inspiração Humana, daí fica fácil não acha?)
    Existe alguns escritos nas Cartas de Paulo, que Ele mesmo diz que aquele conselho era Dele mesmo, mas Paulo deixa isso bem claro antes de cada assunto.
    Eu infelizmente já pude viver uma vida contra a Palavra de Deus, mas mesmo sendo conhecedor da Palavra de Deus nunca quis buscar brechas nela para justificar meus erros, mas tinha a plena convicção que Se não mudasse o meu comportamento além de colher maus frutos aqui nesse mundo, o que estava no porvir seria muito pior.
    Mas Jesus que é riquíssimo em misericórdia, com o agir do Espírito Santo me abriu os olhos e Eu pude mudar.
    Vou te confessar não foi fácil, Eu tive que crer de todo o Meu coração, depois ter a humildade de assumir que estava errado, depois entregar a Minha Vida por inteiro ao Senhor, e o mais difícil fugir da aparência do Mal.
    O que é impossível ao Homem é possível para Deus.
    Fica na Paz do Senhor.

  25. Prezados Leonardo de Souza e Higor Crisostomo

    Sei bem que Jesus cumpriu toda a Lei, pois Ele o fez praticando não uma por uma das suas normas, mas sim interpretando o espírito da Lei (o que ela realmente queria dizer; a sua essência, que é o amor) e vivendo de acordo com ele.

    Acontece que, seguindo a linha de raciocínio proposta pelos amigos, Jesus não teria realmente cumprido a Lei, pois deixou de praticar normas textualmente escritas e que eram interpretadas literalmente.

    Receio desapontar vocês mas não, eu não creio que toda a Bíblia foi inspirada pelo Espírito Santo. O deus do antigo testamento era vingativo, cruel, parcial e simplesmente amava apenas um povo e odiava todos os demais. Os antigos hebreus deram o maior exemplo de xenofobia que o mundo já viu.

    A teologia do AT foi construida a partir dos momentos históricos pelos quais passavam os hebreus. É um registro histórico de um povo, as histórias e as regras certas para que ele chagasse onde um dia Abrão creu que Deus lhe havia prometido.

    Dentro desse contexto, é óbvio que a homossexualidade não apenas não poderia ser aceita, como deveria ser sumariamente proibida e seus praticantes exterminados. Como é que a descendência de Abraão seria "como as estrelas do céu", se os homens não fossem incentivados à procriação? Homossexuais procriam? Aí está a origem da aversão dos judeus pela homossexualidade, aversão esta ratificada (confirmada) em forma de mandamento religioso para possuir um caráter transcendental e inquestionável.

    Forte abraço.

  26. Irmão Isaias

    Você não respondeu Se acredita que as Cartas de Paulo são inspiradas pelo Espirito Santo.

    Se puder esclarecer isso, pois Paulo deixa bem claro que a ato homossexual em Si é pecado, como também o adulterio, a fornicação entre outros.

    Caso o Amado não acredite que o Apostolo Paulo é inspirado pelo Espírito Santo à escrever as cartas, termino por aqui, porque Eu mesmo posso utilizar a biblia da maneira que me convém, para viver uma Vida segundo a Minha concupiciencia, não segundo o que Deus nos orienta na Biblia.
    Fique na Paz do Senhor

  27. Você pode ler em (1 Coríntios 6:9-10 ACF)

    “Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados [homossexuais passivos], nem os sodomitas [homossexuais ativos], nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.”

    Não estou te acusando, só orientando segundo a Palavra de Deus.

    Sei que o Irmão conhece muito bem as escrituras e com certeza irá compreeder.

    Só seu o Irmão não quiser ver pois está bem claro.

    "O pior cego é aquele que não quer ver"

  28. Prezado Higor

    Creio que Paulo era um homem usado por Deus, mas também não consigo ignorar o fato de que ele fora um fariseu e que estava inserido na cultura machista e preconceituosa judaica. Cultura esta que tratava as mulheres de forma muito semelhante à que os seus primos árabes muçulmanos hoje tratam suas mulheres – precisa dizer mais alguma coisa?! – e que tem em comum com esta última a aversão absoluta à homossexualidade e as pessoas dos homossexuais.

    Paulo escrevia epístolas (cartas) direcionadas ora a igrejas, ora a cooperadores do Evangelho, como Timóteo, Tito e Filemon. Note, porém, que várias dessas cartas eram claramente cartas-respostas, ou seja: líderes de igrejas escreviam para Paulo relatando situações específicas que estavam ocorrendo em suas congregações e Paulo as respondia, com base nestas circunstâncias peculiares descritas pelos dirigentes. Querer generalizar certas recomendações do apóstolo sem levar em consideração o contexto em que foram escritas – e para quem se dirigiam – leva a erros graves, como considerar que mulheres devem usar véu (como fazem algumas seitas) ou que os "afeminados" irão queimar no inferno. Os tais não eram repreendidos por Paulo por causa das suas práticas sexuais, e sim por serem idólatras, adorando a deuses e deusas e se entregando a orgias, que eram igualmente condenadas quamndo se tratavam de orgias heterossexuais. O problema era o "se entregavam uns aos outros", e não o fato de um homem se entregar a outros homem. O que era combatido era a promiscuidade, fosse ela hetero ou homossexual.

    Quero ainda lhe dizer que está sendo um prazer dialogar com vocâ, assim como com o nosso amigo Leonardo de Souza. Agradecimentos ao nosso prezado Leonardo Gonçalves por gentilmente permitir este debate em seu excelente blog.

    N'Ele, a autoridade máxima em matéria de salvação.

  29. Irmão Isaias, Compreendi o que o Irmão escreveu, mas continuo acreditando que toda Biblia foi insipirada pelo Espirito Santo, e as recomendações de Paulo acerca da homossexualiadade é a vontade de Deus para nós, e para toda igreja, como também as recomendações sobre a Fornicação, Adulterio entre outras.

    A Maneira que o Irmão escreve é muito boa, como pude ver em seu Blog, mas ainda vejo que o Irmão quer usar a Bíblia para justificar um pecado. (com todo respeito)
    Isso não é correto, Eu já fiz isso algumas vezes, quando não tinha me convertido por completo.

    Fique na Paz do Senhor e que o Espirito Santo possa ministrar em Nossos Corações

  30. Isaías

    É muito bom ver em você o sincero desejo de agradar a Deus com seriedade. Mas como deixei claro anteriormente, se você não compartilha conosco de pontos cabais da doutrina cristã, não há parâmetros para discutirmos acerca de um assunto destacado de forma tão pontuada nas escrituras.

    Qual a sua base para discernir o que foi e o que não foi inspirado por Deus na Palavra? É possível cada indivíduo dar a sua interpretação pessoal para a bíblia, aplicando-a em sua vida, e todos ao mesmo tempo agradar o nosso Deus e cumprir a Sua vontade?

    Não existem dois deuses, um no antigo testamento e outro no novo. Sem o antigo testamento, não há novo. Sem o Deus de Justiça, não há o Deus de misericórdia. Sem o povo escolhido, não há evangelho ao povo gentio, pois "…a salvação vem dos judeus…", a saber, o próprio Cristo. Sem o Deus que cumpre a sua palavra, aboninando o pecado e dando ao ser humano o que ele realmente merece, que é a morte por seus delitos deliberados, não há o Deus que entrega o seu próprio Filho, para redimir o ser humano dessas mesmas culpas. Sem o Juiz, não há o Advogado. Ambos são o mesmo Deus, trino, que cumpre os seus desígnios conforme a Sua perfeita vontade, não se aprisionando ao que nós pensamos a Seu respeito e às nossas concepções a respeito de justiça.

    Do gênesis ao apocalipse a mensagem é uma só: a incapacidade do homem de agradar a Deus, a morte merecida por seus erros, e a providência divina para fazer do homem merecedor do título de "filho de Deus".

    Essa é a essência do amor divino, que me alcançou e me trouxe luz quando andava em trevas, me dando a certeza da perfeição dos seus desígnios, ainda que não os compreenda. é fé!

    Espero ter deixado claro minha posição, e gostaria de também compartilhar a minha satisfação em conversar com você!

    Paz e graça do Eterno!

    Abraço!

  31. uma safadeza completa.

    sou contra toda forma de conduta que venha ser contra as ordens de meu Deus.
    Deus fez somente homem e mulher , não tendo feito nenhum gens de homossexualismo.

    pastor roberto torrecilhas

  32. A fala sério, nao oque pensar, diante de Deus, homoxessalismo é abominavel.
    Estudos sobre homossexualismo

    Homossexualismo na visão bíblica

    Deus criou HOMEM e MULHER e lhes dotou de órgãos específicos e especialmente destinados à reprodução da espécie, chamados órgãos sexuais ou genitais. "Assim Deus criou o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou. MACHO e FÊMEA os criou" (Gênesis 1:27). Homem e mulher possuem genitália apropriada à reprodução. Notem que Deus não criou meio termo, não criou um ser humano que em determinado momento pudesse assumir funções híbridas. Deus não criou um homem com possibilidades sexuais de desempenhar o papel da mulher no ato sexual, e vice-versa. Ocorre que a natureza pecaminosa em função da queda no Éden coloca o homem em rebeldia contra Deus. Pela influência do diabo, o homem continua se rebelando contra o Criador e Sua palavra. A homossexualidade surgiu em decorrência dessa rebeldia. Se o homem assume postura própria de mulher; se a mulher assume funções próprias do homem no ato sexual, caracteriza-se um comportamento contrário à vontade do Criador. Deus nos criou para uma relação heterossexual. Dizer que quem nasce gay morre gay; quem nasce lésbica morre lésbica; que se trata de uma opção sexual válida; que o homossexualismo é uma opção dentre outras; que tudo é permitido desde que satisfaça as partes envolvidas; que não existe pecado; que tudo é válido quando existe amor; que o homossexualismo é genético e por isso irreversível; que a única saída para os pais é aceitar a opção sexual de seus filhos, e tantos outros argumentos semelhantes, são vozes de pessoas que desconhecem o poder e a palavra de Deus. Convém dizer que o diabo deseja destruir o homem, física e espiritualmente, porque o homem é a obra-prima de Deus.

    "Não se enganem, não herdarão o reino de Deus os imorais, os que adoram ídolos, os adúlteros, os homossexuais, os ladrões, os avarentos, os bêbados, os difamadores, os marginais. Alguns de vocês eram assim. Mas foram lavados do pecado, separados para pertencerem a Deus e aceitos por Ele por meio do Senhor Jesus Cristo e pelo Espírito Santo de Deus." (1 Coríntios 6:9-11)

  33. Se o pastor dessa igreja não for homossexual, ele deve estar possesso por dêmonios,eu estava vendo outros vídeos relacinados á este e achei um completo absurdo, o pastor usa palavras de Deus como argumentos pra continuar em pecado, como eles distorcem a palavra do Senhor …!

  34. FABIANA

    isáias com todo o respeito mas por caridade me explique o que eu devo entender qdo leio que:

    “Com homem não te deitarás como se fosse mulher; é abominação” e “Se também um homem se deitar com outro homem, como se fosse mulher, ambos praticaram coisa abominável; serão mortos; o seu sangue cairá sobre eles”.

    Pelo que Deus abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram seu uso natural, no contrário à natureza. 27 E, semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro."

    alguém aqui tá lendo a bíblia errada só pode ser

  35. Fico cada vez mais assombrada com a "adequação" do evangelho. Antigamente a gente se convertia e mudava de vida. Era uma vida nova, íamos nos adequando as verdades encontradas na Bíblia.
    Hj em dia, a gente se "converte" e já que o Jesus se disse "servo", Ele que se vire pra se adequar a nossa realidade. Mto medo!

  36. Ah, gente… O show dos rapazes, foi 'massa'!!!
    O melhor momento? Sem duvida aquele quando os três ao mesmo tempo 'abrem os leques'…
    Que espiritualidade bíblica eles passam…
    O diabo gosta muito de tudo isso!!!!

  37. Sangue jesus te repreenda.Vai se converter
    Levítico 20.13 diz ( Se também um homem se deitar com outro homem, como
    se fosse mulher, ambos praticam coisa abominável; serão mortos, o seu
    sangue cairá sobre eles ).

  38. lamentamos profundamente,nós cristãos heterossexuais,que esses homens que foram criados por deus à sua imagem e semelhança não queiram reconhecer seu erro,o pecado do homossexualismo; as interpretações que os homossexuais fazem dos textos bíblicos que tratam da prática sexual entre homens e entre mulheres são completamente desprovidas de senso ético e de fundamentos de consciência cristã. Ao nobre irmão e amigo isaías só desejo dizer o seguinte : se a homossexualidade não é uma prática pecaminosa e indigna,então deveremos queimar a bíblia sagrada,o livro de deus que jamais em passagem alguma deixa sequer transparecer qualquer concordância com essa prática tão indecorosa e frustrante para a alma dessas pessoas que têm sim sede de deus,mas não da verdade,isto é querem as bênçãos de deus,até mesmo a sua presença;mas não desejam renascer para cristo,não têm sensibilidade espiritual e quebrantamento de coração para ao menos se prostrarem diante do altíssimo e em oração lhe dizerem, " ó deus ajuda-me a vencer a homossexualidade ". querer justificar esse pecado com filosofias humanistas,divagações psicológicas,antropológicas e até mesmo utilizando-se de recursos perpassados por questões metafísicas é querer dizer a deus que ele cometeu um grande erro quando criou adão e eva e os casou e lhes determinou gerarem filhos.ouçam, todos vocês homosexuais de qualquer religião, o fato de deus amá-los nao os exime e nem libera de sua culpa quanto à natureza do que praticam;o prazer sexual por vcês desfrutado é contrário à natureza moral,física,psicológica e religiosa do homem.saiam dessa vida enquanto há tempo.pois o juízo de deus há de vir e não tardará. deus é santo e aqueles que professam o seu nome devem ser santos como ele.graça e paz. ass.rildo.

  39. Paz A Todos Olha Fato Deles Esta Dançando Nun Siguinifica Q São Gays Conheço Muito Rapazer Q Dança e Não São Apenas Gosta q tAH fALANDO iSSO nÃO tEM O q fAZER …..vAI oRA mEU qUERIDO pAZ eSTEJA cOM tODOS

  40. Sou lider de ministerio de dança na igreja, não vi o video mas, comento sobre o tema, meu vice lider era um rapaz que dançava melhor que eu, nem por issso ele era gay, E NÃO E QUE A IGREJA NÃO TEM QUE ACEITAR HOMOSEXUAL. NA PROPRIA PALAVRA DIZ, "VINDE A MIM COMO ESTAS", ENTENDO QUE ESTE TREXO SEJA PARA TODOS HOMOSEXUAIS, LESBICAS, LADROES ASSASSINOS, ESTRUPADORES ETC. NÃO É POR Q ELES SÃO DIFERENTES EQUE SERÃO EXCLUIDOS, MAS SIM DEVEM SER ORIENTADOS QUE ESSA OPÇÃO DE VIDA NÃO CONDIZ COM O QUE DEUS QUER PARA ELES.

    FIQUEM COM DEUS E REFLITAM, SOMOS FALHOS SIM MAS NEM POR ISSO, FOMOS EXCLUIDOS POR JESUS PQ DEVEREMOS EXCLUIR OUTROS?

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui