Como se trata um herege

0
432
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Por Márcio de Souza

To cansado de comentários como: “Não toque no ungido”; “Não julgue” e por aí a fora. Pensando nisso, resolvi escrever um post para instrução na fé de como devemos tratar um herege.

Assine o Blesss

Bem, vamos lá. O que é um herege? É aquele que ensina o falso caminho. Logo, se ensina algo que provém de mentira, não pode ser colocado no rol dos ungidos, nem precisa ser julgado porque já se condenou. Hoje tem essa frescura de tomar cuidado com o que diz em relação a tal pessoa, no caso dos hereges, essa postura deve ser substituída por “cuidado sobre o que você não fala sobre essa pessoa”.

O ministério profético é composto de denuncia e anuncio e é isso que devemos fazer mesmo, denunciar as estruturas podres e seus criadores e anunciar o Evangelho de Cristo até que Ele venha.

Veja como Policarpo, discípulo dos apóstolos tratava um herege:

“O próprio Policarpo, quando Marcião, um dia, se lhe avizinhou e lhe dizia: “Prazer em conhecê-lo”, respondeu: “Eu te conheço como o primogênito de Satã”; tanta era a prudência dos apóstolos e dos seus discípulos, que recusavam comunicar, ainda que só com a palavra, com alguém que deturpasse a verdade, em conformidade com o que Paulo diz: “Foge do homem herege depois da primeira e da segunda correção, sabendo que está pervertido e é condenado pelo seu próprio juízo” (Tt.3.10-11).

Sabe o que é pior, Marcião perto de uns caras desses de hoje em dia era fichinha meu amigo. Seria engolido pelos profetas da prosperidade com imensa facilidade. E tem gente dando cobertura pra esses marmanjos mal intencionados por aí.

Pra finalizar, herege tem que ser tratado como tal, filho do diabo. E não como coitadinho que precisa de atenção.

E no mais… tudo na mais santa paz!

***
Postou Márcio de Souza, no Púlpito Cristão. Recomendamos a leitura de Teologia & Vida: João, Policarpo e os Hereges

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui