As maravilhosas doutrinas da graça

8
428
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Por Renato Vargens

Vivemos dias complicados na Igreja Evangélica Brasileira. Infelizmente o que vemos e ouvimos em nossos púlpitos é reflexo de uma impressionante miscelânea de doutrinas, credos e percepções religiosas.

Do Oiapoque ao Chuí encontramos inúmeras comunidades evangélicas pregando um evangelho deformado, esquizofrênico e ensimesmado onde o que mais importa é a satisfação do cliente.

Assine o Blesss

Isto posto, ouso afirmar que estamos vivendo uma substancial crise de pregação. Infelizmente tanto no Brasil como no mundo, a pura ministração da Palavra de Deus é cada vez menos valorizada. Basta olharmos para as igrejas, que acharemos cultos com ênfase em prosperidade, cura, poder e re-té-té de Jeová.

Caro leitor, diante disto creio que mais do que nunca seja necessário ressaltarmos em nossos dias a importância das antigas doutrinas da graça. Até porque elas podem produzir um enorme bem a igreja brasileira. Como alguém já disse “é uma pena que essas doutrinas tenham sido largamente abandonadas. Precisamos considerá-las melhor, precisamos estudá-las mais profundamente, crer firmemente nelas e pregá-las com convicção, ousadia, sinceridade e graça, para o bem da Igreja, para a conversão dos perdidos e para a glória do nosso Deus.”

Depravação Total: Isso não quer dizer que todas as pessoas são tão más quanto elas poderiam ser. Significa, antes, que todos os seres humanos são afetados pelo pecado em todo campo do pensamento e da conduta, de forma que nada do que vem de alguém, separado da graça regeneradora de Deus, pode agradá-lo. À medida que nosso relacionamento com Deus é afetado, nós somos tão destruídos pelo pecado, que ninguém consegue entender adequadamente Deus ou os caminhos de Deus. Tampouco somos nós que buscamos Deus, e, sim, é ele quem primeiramente age dentro de nós para levar-nos a agir assim.

Eleição Incondicional: Uma ênfase na eleição incomoda muitas pessoas, mas o problema que as preocupa não é realmente a eleição; diz respeito à depravação. Se os pecadores são tão desamparados em sua depravação, como a Bíblia diz que são, incapazes de conhecer a Deus e relutantes em buscá-lO, então, o único meio pelo qual eles podem ser salvos é quando Deus toma a iniciativa de mudá-los e salvá-los. É isso que significa eleição. É Deus escolhendo salvar aqueles que, sem sua soberana escolha e subseqüente ação, certamente pereceriam.

Expiação Limitada: O nome é, potencialmente, enganoso, pois ele parece sugerir que os reformadores desejam de alguma forma limitar o valor da morte de Cristo. Não é o caso. O valor da morte de Cristo é infinito. A questão é saber qual é o propósito da morte de Cristo e o que ele realizou com ela. Cristo pretendia fazer da salvação algo não mais que possível? Ou ele realmente salvou aqueles por quem morreu? A Teologia Reformada acentua que Jesus realmente fez a propiciação pelos pecados daqueles a quem o Pai escolhera. Ele realmente aplacou a ira de Deus para com seu povo, assumindo a culpa sobre si mesmo, redimindo-os verdadeiramente e reconciliando verdadeiramente aquelas pessoas específicas com Deus. Um nome melhor para expiação “limitada” seria redenção “particular” ou “específica”.

Graça Irresistível: Abandonados em nós mesmos, nós resistimos à graça de Deus. Mas, quando Deus age em nosso coração, regenerando-nos e criando uma vontade renovada, então, o que antes era indesejável torna-se altamente desejável, e voltamo-nos para Jesus da mesma forma como antes fugíamos dele. Pecadores arruinados resistem à graça de Deus, mas a sua graça regeneradora é efetiva. Ela supera o pecado e realiza os desígnios de Deus.

Perseverança dos Santos: Um nome melhor seria “perseverança de Deus para com os santos”, mas ambas as idéias estão realmente juntas. Deus persevera conosco, protegendo-nos de deixar a fé, que certamente aconteceria se ele não estivesse conosco. Mas, porque ele persevera, nós também perseveramos. Na realidade, perseverança é a prova definitiva de eleição.

Pense nisso!

***
Postado por Renato Vargens, no Púlpito Cristão

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

8 COMENTÁRIOS

  1. Desculpe, mas pelo menos no meu caso não é adequada a afirmação onisciente "Uma ênfase na eleição incomoda muitas pessoas, mas o problema que as preocupa não é realmente a eleição; diz respeito à depravação". Sinceramente não consigo acreditar na idéia de que Deus tenha, na prática, escolhido pessoas para acompanhá-las indo ao inferno…

  2. Excelente post!

    Só não espere muitos comentários, pois, hoje em dia, infelizmente, polêmica dá mais audiência a posts do que sugestões de soluções eficazes para os problemas das PESSOAS nas igrejas evangélicas brasileiras..

    Deus te abençoe.

  3. Amigo Renato,

    Concordo com você em muitas palavras dias, a respeito das pregações, defeituosas que se espalham por nosso país. Concordo com o esquecimento que há da genuína palavra de Deus, e da verdadeira pregação como centro de nossos cultos. Porém não venha querer falar de teologia tendenciosa aqui como sendo a verdadeira doutrina ok? Se você é Calvinista e adepto a essa teologia, guarde-a pra si ou exponha ela de forma como mais uma doutrina a ser seguida por escolha individual, não como a "doutrina correta" Talvez pra leigos você consiga convencer mas teólogos não!

    Pense nisso !

  4. Olá Renato,

    Parabéns pelo blog. Tenho encontrado alento em muitos textos por aqui. Que Deus continue abençoando e usando vocês.

    Quanto a "expiação limitada" a que você se refere, me pairou a seguinte dúvida: o que fazemos com 1Jo2:2 e 1Tm4:10? Em meu entender a expiação de Cristo se estende a todos e realiza salvação efetivamente aos eleitos, mediante a fé.

    Grande abraço,
    Fernando

  5. Prezado irmão… Exatamente certo. Tudo acima se resume na simples afirmação que muitos não concordam:
    O SENHOR É ABSOLUTAMENTE SOBERANO EM TODO O UNIVERSO.
    Faz o que deseja, como deseja, onde deseja e com quem deseja……Pronto…. Está executado.
    Vaso para honra e vaso para desonra…
    Levanta Jacó e rebaixa Isaú, antes de terem respirado nosso ar contaminado.
    Assim devemos entender DEUS, com seus propósitos absolutos.
    Certamente há alguns textos bíblicos que previlegia o arminianismo, e o homem fica todo realizado, pois no íntimo sente que a decisão de encontrar Cristo Jesus é muito pessoal. No fundo do seu ser pensa: "Como estou ficando melhor, como estou tendo mais amor, afinidade, paciência…Etc. Puxa… Consegui melhorar muito minha vida frequentando a igreja."
    Mas os que tem uma visão mais profunda DA PALAVRA, vai perceber os ABSOLUTOS DE DEUS…
    E aí…. Aí, coloca o rosto no pó diariamente e pede ao Senhor misericórdia pelas nossas misérias, mazelas e pecados, invocando a conquista de Cristo na cruz do calvário para continuar caminhando por esse mundo terrenal e maligno, buscando a tão difícil SANTIFICAÇÃO PESSOAL.
    E ainda digo que nessa atitude prostada e esclarecida teve no início o trabalhar do Senhor Santo Espírito que de um modo muito suave nos levou (os Jacós) aos pés da cruz com o coração quebrantado. EIS UM ABSOLUTO DE DEUS….
    Por ser absoluto do Senhor, certamente envolve uma nuvem de mistério para a maioria no que tange ao processo de SALVAÇÃO.
    MMas quando cai o véu desse conhecimento, adentramos numa nova realidade espiritual, onde entendemos que o próprio SOL está no aguardo das determinações do seu Criador.
    Percebemos a MAJESTADE E SOBERANIA TOTAL do Senhor,controlando êsse universo infinito com seus milhões de SÓIS, Galáxias,Nebulosas, Planetas etc; onde alguns "evangélicos" acreditam que surgiram de uma explosão proporcionada por um taliban espacial. O famoso Big-Bang.
    Na verdade eleição e livre arbítrio NA SALVAÇÃO não combina com a personalidade do homem natural.Quanto ao espiritual, vai precisar de outros fatores mais profundos na Palavra para compreender de modo significativo o que isso representa realmente.
    Se bem que essa dualidade mesmo que persistindo no decorrer do tempo em hipótese alguma,limita a salvação dos eleitos, mesmo que o cristão defenda o arminianismo e o livre arbítrio.
    Para quem quiser maiores complementos, leiam SPURGEON.
    DEUS O ABENÇOE RICAMENTE IRMÃO… irineu@albunsperola.com.br

  6. Então se Eu sou Eleito não preciso fazer nada, posso ficar parado e Deus irá me salvar?

    Acho que a partir de Hj Nem na igreja Vou mais pq Se sou Eleito já estou salvo…
    Fico com a mesma opinião do Amigo e Irmão Bruno.
    Esse texto quis dizer ou seja Calvinista ou Está errado….Pessimo Texto.
    Fique na Paz DO Senhor

  7. Renato, em geral aprecio suas postagens. Mas defendo a crença na Soberania de Deus, não crença na doutrina da predestinação (calvinismo).

    É curioso: você se apresenta como calvinista, mas apresenta uma versão diluída e palatável do calvinismo que no fim podemos nos perguntar se ainda é calvinismo.

    Por exemplo, "total" significa "que abrange todas as partes de um todo, completo, inteiro, absoluto". É o oposto de "parcial".

    Ora: se "depração total não quer dizer que todas as pessoas são tão más quanto elas poderiam ser. Significa, antes, que todos os seres humanos são afetados pelo pecado em todo campo do pensamento e da conduta", então não é depração total e sim depravação parcial!

    O mesmo se repete no restante da sua postagem. Aliás, também não defendo o arminianismo, pois ele do mesmo modo é um calvinismo diluído.

    O que a Bíblia realmente ensina:

    1- Depravação Parcial: a imagem de Deus foi distorcida pelo pecado, mas continua existindo.

    2- Eleição condicional: Deus não obriga ninguém, se tivesse predestinado pessoas ao arrependimento Ele teria predestinado a todos.

    3- Expiação Ilimitada: Jesus morreu por toda a Humanidade e assim a salvação está disponível a todos, embora somente os indivíduos que exercerem fé serão salvos.

    4- Graça Resistível: Deus criou seres livres e responsáveis que podem escolher a estrada larga, o que não diminui em nada seu poder e sabedoria.

    5- Perseverança até o Fim: a salvação é um caminho no qual temos que nos manter até o fim e do qual neste meio tempo podemos sair.

    Atos17.blogspot.com

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui