O cara mais underground que eu conheço!

46
750
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Márcio de Souza

Pensa bem, quem é o cara mais underground que você conhece? Jello Byafra do Dead Kennedys? João Gordo do ratos de porão? Antoine Lavey da Igreja de satanás? Esses caras são fichinha perto do cara mais underground que eu conheço. Esse camarada, andou por aí nos piores recantos e submundos que poderiam ser freqüentados, teve encontros com todo tipo de gente, é amigo de prostitutas, enfim, o cara era “sangue bom”.

Assine o Blesss

Viveu de forma a causar inveja a muito aventureiro, conhece o ser humano como ninguém e domina as formas de pensar de todo tipo de grupo, sabe lidar com qualquer um. Mas sabe o que é mais maneiro nisso tudo: Ele jamais negociou seus valores. Todos os citados acima, se venderam pra alguma estrutura. Vejamos: Jollle Byafra, virou comentarista pop e político, João Gordo foi fazer programinhas na MTV, Antoine Lavey não passa de um impostor que compilou tudo que Aleyster Crowley escreveu. Mas esse camarada, o nazareno chamado Jesus, Nunca negociou seus valores e a Bíblia diz dele o seguinte: Jesus cristo é o mesmo ontem, hoje e será eternamente.

Nele não há variação de valores! Que sejamos imitadores dEle que não negociou a missão e não dos caras que se diziam os tais e se venderam por umas merrecas.

E no mais, tudo na mais santa paz!

***
Postado por Márcio de Souza, no Púlpito Cristão

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

46 COMENTÁRIOS

  1. Qual a necessidade exata em se proporcionar um texto com estas referências copiadas abaixo?

    O que confere o desnecessário às críticas que devem ser elaboradas com cuidado?

    Um texto reduzido que permeou ao Senhor Jesus Cristo com referências inexatas e sem o devido respeito. Afinal de contas, qual o nosso direito em estarmos como apologéticos?

    Necessitamos sim, fazer mais apologias em nosso meio, e no mesmo instante que criticamos as heresias. Quem sabe um simples alerta, nos estimula a vigiar mais e a querermos agradar menos?

    Eu, creio, que poderíamos reavaliar o comentário e as palavras utilizadas abaixo:

    O cara mais underground…(dói saber que o Senhor Jesus, está sendo chamado de o cara)

    Esse camarada….(???)

    Andou por aí…… nos piores recantos e submundos…..(em que parte, encontramos na Bíblia esta afirmação?)

    Amigo de prostitutas…(qual amizade possuia o Senhor Jesus Cristo com prostitutas?)

    O cara é “sangue bom”….(afirmação com total falta de senso ao Senhor Jesus Cristo. Onde vamos para desta forma?)

    Eu choro, quando imagino a Maravilhosa Graça de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, ser confundida com a atrocidade em se tentar utilizar palavras sem necessidade em sua descrição.

    Meditemos no que está escrito no Livro de Isaías 06:01,02,03:

    "No ano em que morreu o rei Uzias, eu vi também ao Senhor assentado sobre um alto e sublime trono; e o seu séquito enchia o templo.

    Serafins estavam por cima dele; cada um tinha seis asas; com duas cobriam os seus rostos, e com duas cobriam os seus pés, e com duas voavam.

    E clamavam uns aos outros, dizendo: Santo, Santo, Santo é o SENHOR dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória."

    Exemplo de respeito com as solicitações de Paulo, o apóstolo de verdade a quem devemos ser imitadores.

    Inveja a muitos aventureiros…(? ? ?)

    Sinto muito. Me decepcionei e escrevi. Apesar de muitos estarem callados.

    A quem defendemos, quando nos calamos(nos omitimos) e nos submetemos à recusa no expressar nossas opiniões e considerações?

    Possivelmente ao deixar rolar a água sobre as pedras, nos sintamos mais cômodos. É mais fácil estar sem a marca dos revoltados. Pois, é menos dolorido sentir o incomodo do silêncio, e não alertar ao irmão que precisa ser estimulado o conhecer por onde caminha.

    Com temor e tremor ao meu Senhor Jesus Cristo!

    Pr. Newton Carpintero
    http://www.pastornewton.com

  2. Newton Carpinteiro,

    A mensagem do evangelho é absoluta e seus pressupostos são imutáveis e inegociáveis. Porém, embora os valores do evangelho sejam absolutos, o modo de transmitir essas verdades é relativo, podendo (e devendo) variar de acordo ao contexto.

    Apesar da sua ignorância, a pregação do evangelho – considerando o contexto sócio-cultural é uma doutrina bíblica, e de suma importância para a evangelização. Pregar o evangelho é uma iniciativa transcultural, e como eu mesmo já disse anteriormente a ti, Deus não é gospel nem fala em Almeidês revisto e corrigido.

    Entendo e respeito sua admiração pelo “português clássico”, rejeitando neologismos e a fala coloquial, preferindo usar aqueles jargões empoeirados que ninguém conhece. Contudo, isso faz com que seus textos pareçam arcaicos e inacessíveis aqueles que não fazem parte do seu arraial gospel.

    Quer um exemplo? Já te vi algumas vezes usando a palavra “fornicação”, mas: “quem no mundo moderno usa essa palavra?”. Lembro-me que a primeira vez que li isso na minha bíblia Almeida (sim, eu já usei a Almeida. Risos!), tive que buscar um dicionário para descobrir o significado! Qual a razão de sacramentalizar a palavra “fornicação” e demonizar a palavra sexo, ou mesmo transar?

    Outra palavra que é usada na bíblia Almeida é “prostituição”. Contudo, no mundo moderno essa palavra veio a significar “vender o corpo por dinheiro”, mas na bíblia Almeida o significado não é esse. Lembro de uma amiga que transava com o namorado, e que um dia ouviu o pregador dizer que “prostituição” era pecado. Ela disse que pensou: “Ah, isso não é comigo. Afinal, não vendo meu corpo”. Quando, porém, eu lhe disse que transar sem ser casado é pecado, ela não só entendeu, como pediu perdão a Deus e alguns meses depois se casou com seu namorado. Entendeu, Newton? Minha amiga não era gospel, não entendia a gíria do gueto evangélico… enfim, ela não falava Almeidês! E se ela estivesse ouvindo um pregadorzinho de “língua santa”, desses que pensam que falar de sexo no púlpito é profanar o “lugar santíssimo”, ela estaria transando com o namoradinho até hoje, tendo um orgasmo atrás do outro, livre de qualquer culpa e sem desejo de se arrepender.

    Por último, uma recomendação: Destile seu veneno em outra freguesia. De fariseus o mundo está cheio (e a igreja também), e uma opinião esdrúxula e preconceituosa como a sua é tudo que os leitores deste blog não precisam. Enquanto você encerra o evangelho num curral, nós do Púlpito Cristão derrubamos as barreiras transculturais para que ele (e só ele… sem acréscimos humanos e legalismos estéreis) alcance pessoas e transforme vidas.

  3. Newton, deixa de ser fariseu mano… deixa de ser moralista, vc com certeza condenaria Jesus por conversar com prostitutas e jantar com publicanos… Po pensei que vc fosse outro tipo de pessoa mano, mas vejo que o Danilo ta certo…

    Quando vc chama alguém de cara vc ta desrespeitando o camarada? Ah esqueci gente como vc não usa esse palavreado… não sou religiosamente bem preparado pra discutir com vc e nem quero… fique bem…

  4. Cara o Léo ainda foi muito polido com vc porque ele é um lord… mas eu não sou… e vou falar pra vc em bom português pra ver se vc entende: "Por obséquio, faça a bondade de ir tomar banho!" Sou de Jesus acima de tudo, mas visto a camisa do Púlpito cristão e aqui vc não tira farinha não mano… vai baixar em outro terreiro…

  5. O texto bíblico neotestamentário foi escrito em grego koiné, certo? Ao que me consta, essa era a linguagem do "povão" (com suas devidas proporções)… Ele não foi escrito na mais alta linguagem grega, pois seria quase inacessível para o povo compreender…

    Logo, não há problema em contextualizar o vocabulário, desde que a mensagem não seja prejudicada…

    E Jesus andava sim com publicanos e pecadores (dentre eles as prostitutas, as divorciadas…).

    Portanto, não vi problema algum com o texto, muito pelo contrário. Nem todo mundo fala o português culto (nem mesmo nós, que julgamos falá-lo, o falamos durante 24hs…

  6. Triste saber que existe no meio da igreja disfarçados de crentes como você. Repito abaixo as suas palavras, com vergonha e a certeza, que é impossível você ser referência de um cristão:

    "Cara o Léo ainda foi muito polido com vc porque ele é um lord… mas eu não sou… e vou falar pra vc em bom português pra ver se vc entende: "Por obséquio, faça a bondade de ir tomar banho!" Sou de Jesus acima de tudo, mas visto a camisa do Púlpito cristão e aqui vc não tira farinha não mano… vai baixar em outro terreiro…"

    Afinal, quem for sujo, suje-se mais, e o seu testemunho o condena nas suas palavras que serão analisadas por quem de direito e entenderão o que se esconde por dentro de você. É fácil! É simples! Mas, acima de tudo, repito, é triste! Saber que a sua consciência não se envergonha das suas palavras e o querer se destacar de uma maneira exdrúxela.

    Sim! Graças a Deus que os poucos que possam te vangloriar, são os muitos que não possuem realmente uma mudança de vida, digna de poder dizer: Sou um imitador de Paulo, o verdaderio apóstolo. Creio que ele sentiria vergonha da sua maneira ex-trovertida de expôr suas mazelas.

    O Senhor ajude a muitos na igreja a não serem seus imitadores, ou imitadores da sua contaminada decisão diante dos leitores.

    pr. Newton Carpintero – com temor e tremor! Não dos homens que são nuvem passageira, mas do que Vive e Reina para todo o sempre!

  7. Quem não fala corretamente o português tá errado? Então me ferrei!!! hahaha

    Que frescura, o texto está ótimo, ótima mensagem.Esse cara ae tá de frecura mesmo.

    Só uma curiosidade pro Leonardo Gonçalves: Qual é a tradução bíblica que você usa? Manda a dica ae, eu uso a Thompson.

    Valeu!!

  8. Arthur Menassi,

    Além da RC (a clássica, idolatrada pelo Marceneiro), eu uso a NVI – Nova Versão Internacional, BAD – Bíblia al Dia (hispana), RA Revista e atualizada. Uso versões de paráfrases também, como a BLH (Bíblia na Linguagem de Hoje).

    O texto da Thompson em português é a Tradução Contemporânea, que é bem semelhante a RA (pra não dizer idêntica, rs… Pra ser sincero, nem sei se tem diferença). Tenho uma Thompson hispana, mas é RV (Reina-Valera 1960, que significa para o mundo hispano o mesmo que a Almeira Corrigida significa para o brasileiro).

    Abração mano!

  9. Hmph…gente como esse Newton Carpinteiro jah tah em extinção faz mto tempo…Creio q se ele estivesse nos tempos bíblicos, ele com certeza seria um dos fariseus que crucificaram Jesus…
    Pelo Amor de Deus, basta ler a História de Jesus Cristo para se ter uma noção de que ele era um homem UNDERGROUND, e digo isso por q ele n teve burocracia pra falar ao povo como mtos atualmente fazem…gente como vc, caro Newton…Ele era do Povão msm, falava a língua do povão, era um Mestre nas palavras…

  10. "Sim! Graças a Deus que os poucos que possam te vangloriar, são os muitos que não possuem realmente uma mudança de vida, digna de poder dizer: Sou um imitador de Paulo, o verdaderio apóstolo. Creio que ele sentiria vergonha da sua maneira ex-trovertida de expôr suas mazelas."

    rapaiz…agora vc pegou pesado…QUEM É VOCÊ para dizer quem ou não teve uma real mudança de vida??
    Vc é Deus por acaso?? Baixa essa sua moral toda, Pastor…Paulo teria mais vergonha de gente como você, por sua arrogância…Seja mais humilde, leia melhor a Bíblia, rapaz!!
    Não sei como vc consegui ser pastor, pra ser tão arrogante assim!!

  11. "Nem todo mundo fala o português culto (nem mesmo nós, que julgamos falá-lo, o falamos durante 24hs…"

    se você me permite, farei uma pequena correção no teu comentário.
    na verdade, NENHUMA pessoa no mundo contemporâneo fala o português culto, pois o português que falamos nos dias de hoje é apenas uma variação do idioma original.
    ou seja, se você quer falar o português "culto" e rebuscado, fale como os antigos trovadores da idade média.

    ah, não podia deixar essa passar:

    "exdrúxela" by Newton Carpinteiro
    fail.

    HAHA!

  12. Newton Carpinteiro, meu querido, você parece gostar muito de Paulo, então siga o exemplo dele:

    "E eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não fui com sublimidade de palavras ou de sabedoria.
    […]
    A minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito e de poder;"
    1 coríntios capítulo 2, versículos 1 e 4.

    Um abraço, meu irmão.
    🙂

  13. meu caro newton

    nao posso deixar de te dizer uma coisa
    e já que vc gosta do estilo culto da coisa
    vou te falar umas dolorosas verdades
    de forma educada (igualzinho a bater na face de alguem com uma luva e por uma ferradura dentro da mesma)

    A sua posição se torna mais ridícula a cada comentário postado, tua ignorãncia e falta de cuidado no que diz só revela tua falta de preparo. te desafio a falar o nome do seminário no qual se formasse e colocar aqui disponível pro pessoal o número do reitor de lá pra gente dialogar…

    quem é você pra dizer que alguem nao mudou de vida???

    a árvore se conhece pelos frutos, as pessoas que mais criticam são aquelas que menos agem na obra
    já repararam isso???

    se essa é a tua posição diante de uma pessoa que você considera errada eu que te digo:

    TU NÃO MERECES E NAO AGUENTAS O CARGO DE PASTOR!

    na epístola universal de tiago, a bíblia fala que nao nos tornemos muitos de nos mestres para nao recebermos o julgamento mais pesado, … a quem muito é dado muito é cobrado!!!

    e encerro por aqui, lá em Romanos capítulo quatorze te venho com o tapa de luva na cara!
    nao mais irei postar aqui pois vou tar que orar pelo nosso pastor newton, posição essa que ele deveria ter tomado como ministro do evangelho!

    by @rcanj0sn4

  14. Caros irmãos,
    Costumo gostar deste blog, mas a discussão que está se desenrolando é totalmente desconstrutiva. Uma discussão, em certa medida proveitosa, seria sobre o uso de certos termos em certos contextos, uma vez que sim, o Evangelho está acima dos hábitos culturais e portanto, sua linguagem pode assumir formas diversas a fim de que haja boa comunicação com o ouvinte. Assim, talvez, num ambiente underground (ou acadêmico, infantil, indígena, etc), uma linguagem compreensível aos que frequentam tal ambiente é necessária. Mas outra coisa a ser considerada á o tpo de relação a ser construída com Cristo. Realmente, Ele não é um qualquer. Underground Ele foi pelo simples fato de ter-se feito um de nós e isso por si só é um rebaixamento absurdo se considerarmos de onde Ele veio. Mas Ele é o Senhor, o Rei do Universo e um tratamento adequado à sua santidade é um dever do povo que a reconhece e reverencia. Acho que ambos (o Leonardo e o Newton) têm suas razões, pois a adequação deve ser considerada tal como a reverência mantida. O irmão Leonardo, com sua apresentação de Cristo como underground – mas entenda que isso não é "legal", isso é "parte" de sua auto-humilhação para alcançar o pecador; e o irmão Newton Carpinteiro (e não Marceneiro!) em frizar o devido tratamento que ao Soberano é devido. Devemos sim, tratar o Todo-Poderoso, com a reverência devida e isso nada tem a ver com soberda e sabedoria de homens. Aliás, deve-se considerar que recebemos sabedoria e conhecimento de Deus quando por Ele somos iluminados, e isso deve ser valorizado ao invés de descartado por nós. Aos outros que entraram na discussão utilizando-se de ironias, ofensas e sentensas débeis, eu recomendo o arrependimento, pois a coisa virou briga, foi para o lado pessoal e isso os desqualifica, provando que não conseguem tratar de descussões com temperança, sem partir para a passionalidade e ofensas. Tal desrespeito evidente ao próximo, num local de acesso público e irrestrito, traz honra ou desonra àquele que dizemos servir? NUNCA OFENDA AO TEU IRMÃO, E SE O FIZER PUBLICAMENTE, RETRATA-TE PUBLICAMENTE! Nunca concordaremos 100%, mas temos que ser respeitosos, e isso só será possível quando compreendermos que somos uma só igreja. Estamos tão acostumados a combater os erros alheios que não conseguimos ver os nossos erros e estamos cegos para os acertos… Se nos enquadramos nisso somos tolos.

  15. Vocês estão exagerando demais.. Estão perdendo o foco..

    Comparar Jesus com Joao Gordo,Jello Byafra, Antoine Lavey?

    Estão perdendo a noção.

    E ainda criticam o Pr Newton quando ele adverte..

    Pára gente. Acordem. Vocês estão desviando o foco.

    Na Bíblia de vocês por acaso diz que Jesus é comparável com esses caras?

    A Bíblia de vocês (pode ser a tradução ou versão que quiserem) por acaso diz que devemos à ELE toda a honra, toda a glória…?

    E comparar Jesus com esses "UNDERGROUNDS" é dar honra e glória à ELE?

    Sinceramente…

  16. ngm aki comparou Jesus com esse povo minha gente
    apenas dissemos que ele sim eh que foi um underground de verdade, o ser underground nao eh estar à margem da sociedade, ser underground é ser humilde é ser original, é não viver em função de moda ou tendencias, basicamente o verdadeiro conceito de underground quase se confunde com o conceito de cristão, ser humano foi sim uma humilhação para Cristo, mas nao eh pra nós e enquanto esteve na terra Ele nos ensinou como ser um verdadeiro servo e entre essas atribuições está o "ser underground"!!!

    by: @rcanj0sn4

  17. Me digam, o que torna alguém fariseu?
    Pessoas que TACAM PEDRAS (isso aqui não é repreensão, mas escárnio) em outras pessoas (e essas pedras não tem nem um grito/acusação de "-adúltera!", mas um desdenho/acusação de "-fariseu!") então certos?

    Jesus conhecia os corações farisaicos e, saibam, que nem Jesus condenava a doutrina farisaica, mas condenava a forma maldosa (e por que não diabólica) com que disciplinavam os judeus, pois eram hipócritas;

    Mateus 23
    3 Por isso vocês devem obedecer e seguir tudo o que eles dizem. Porém não imitem as suas ações, pois eles não fazem o que ensinam..
    23 – Ai de vocês, mestres da Lei e fariseus, hipócritas! Pois vocês dão a Deus a décima parte até mesmo da hortelã, da erva-doce e do cominho, mas não obedecem aos mandamentos mais importantes da Lei, que são: o de serem justos com os outros, o de serem bondosos e o de serem honestos. Mas são justamente essas coisas que vocês devem fazer, sem deixar de lado as outras.

    Mateus 5:20 Pois eu afirmo a vocês que só entrarão no Reino do Céu se forem mais fiéis em fazer a vontade de Deus do que os mestres da Lei e os fariseus.

    Concluindo, era a hipocrisia que “condenou” os fariseus, Jesus não cansava-se de repetir isso, para que ficasse a nós bem claro!

    Nem o fato de ser fariseu era reprovável, mas a hipocrisia sobrecarregada de maldade que os infestou na época de Jesus;

    Atos 23:9 E assim a gritaria aumentou ainda mais. Então alguns mestres da Lei que pertenciam ao partido dos fariseus se levantaram e protestaram. Eles disseram: – Não vemos nenhum mal neste homem. Pode ser mesmo que um anjo ou um espírito tenha falado com ele.

    E originou-se um grande clamor; e, levantando-se os escribas da parte dos fariseus, contendiam, dizendo: Nenhum mal achamos neste homem, e se algum espírito ou anjo lhe falou, não resistamos a Deus. (Atos 23:9 – ARC)

    Mateus 23
    19 Cegos! Qual é mais importante: a oferta ou o altar que santifica a oferta?
    26 Fariseu cego! Lave primeiro o copo por dentro, e então a parte de fora também ficará limpa!

    Conseguimos perceber o que era um fariseu para que chamemos um irmão de algo do tipo?

  18. Será que queremos mesmo imitar a Jesus quando imitamos diversas atitudes (de não tão boa fama) vistas adotadas pelo mundo? (não estou aqui acusando, mas perguntando a quem quer responder)

    1 João 2:15 Não amem o mundo, nem as coisas que há nele. Se vocês amam o mundo, não amam a Deus, o Pai.

    Um exemplo para exceder a justiça dos escribas e fariseus? Jesus explica:

    Mateus 5
    43 ¶ -Vocês ouviram o que foi dito: “Ame os seus amigos e odeie os seus inimigos.”
    44 Mas eu lhes digo: amem os seus inimigos e orem pelos que perseguem vocês,
    45 para que vocês se tornem filhos do Pai de vocês, que está no céu. Porque ele faz com que o sol brilhe sobre os bons e sobre os maus e dá chuvas tanto para os que fazem o bem como para os que fazem o mal.
    46 Se vocês amam somente aqueles que os amam, por que esperam que Deus lhes dê alguma recompensa? Até os cobradores de impostos amam as pessoas que os amam!
    47 Se vocês falam somente com os seus amigos, o que é que estão fazendo de mais? Até os pagãos fazem isso!
    48 Portanto, sejam perfeitos em amor, assim como é perfeito o Pai de vocês, que está no céu.

    Lucas 12: 1 ¶ Milhares de pessoas se ajuntaram, de tal maneira que umas pisavam as outras. Então Jesus disse primeiro aos discípulos: -Cuidado com o fermento dos fariseus, isto é, com a falsidade deles.

    “Acautelai-vos, primeiramente, do fermento dos fariseus, que é a hipocrisia.” (Lucas 12.1 b – ARC)

    Obs: ARC ou NTLH não diferem muito, mas como preferem mais NTLH, imagino eu, citei ela mais vezes, apesar de eu particularmente achar que a NTLH enfraquece um pouco alguns sentidos textuais e, em questão de maior esclarecimento, prefiro a ARA, apesar de achar, ainda, melhor a ARC para uso geral;

    Desejo que o Senhor guarde em nós um sentimento bom, perfeito e único, proveniente dEle!

    Glorificado Seja Cristo!

  19. e oque seria amar o mundo?…

    quais atitudes do mundo estamos seguindo?

    e se alguém o chamou de fariseu era justamente apontando a hipocrisia mesmo, de se dizer ungido, cristão, mas tomar atitudes indignas da posição que disse ocupar, temos que ser pacientes com os fracos na fé mas com alguem que se diz um dos mestres, alguem que tem em sua mão a responsabilidade por diversas vidas (suas ovelhas)

    merece realmente ser cobrado quanto as posições que deve tomar!

    by @rcanj0sn4

  20. Gente! Como eu perdi isto!

    Leo, sua resposta foi fantástica! Muito me admira a sua paciencia!

    Eu quero crer que toda esta celeuma é criada sempre pelo Pastor Newton que insiste em aparecer nos blogs para censurar as pessoas e, se as pessoas não concordam com ele, o pastor vai e escreve no seu próprio blog ofensas ao desafeto ou acusa alguem de tê-lo ofendido.

    Está muito claro que há diferenças profundas de pensamento entre o Pastor Newton e as pessoas que ela acusa e vice e versa. Contudo, para a Glória de Deus, há também muito em comum. Pois vejo em muitas oportunidades causas legitimas e comuns sendo defendidas.

    Eu creio que seria melhor o Pastor Newton seguir com o ministério dele em paz e deixar os outros fazerem o mesmo.

    De minha parte, não publicarei jamais qualquer comentário deste senhor em meu blog. Melhor assim.

    Fica esta situação do Pastor Newton vir aqui provocar os ânimos e depois ir se queixar de ter sido mal tratado. Acho complicado isto. Joga ele 10 pedras e o ofendido que fique quieto. Um mero sinal de descontentamento… Pronto. Virou desrespeito. Esta atitude não me parece muito saudável.

    Convido os amigos a visitarem os blogs dos ditos agressores e depois visitar os blogs do pastor newton e do labaredas de fogo.

    Ficará facil contatar que não há um unico post em que o pastor tenha sido ofendido nominalmente. Contudo nos seu blog e do labaredas, as manchetes são para recriminar os dito agressores. Contudo, se forem vistos os comentários, fica facil ver que tudo começa com a visita do pastor newton a censurar alguem.

    Fatos são fatos.

    Então pergunto: Se a confusão continuar quem estará a incentiva-la?

    Faço um desafio. Aposto que a primeira pedra será de lá! Se o pastor newton quer REALMENTE acabar com isto, haverá de mostrar sua vontade mantendo-se em seu quadrado.

  21. Prezado Lucas,

    Sobre hipocrisia, gostaria que você julgasse o seguite comentário que deixei no blog do pastor NEwton – acerca deste post – e naõ sei se foi publicado:

    Pastor Newton,

    Fui visitar a postagem de que trata este seu post e percebi que a sua maior reclamação aqui foi reclamar que as pessoas lhe destrataram e o editor permitiu a publicação das ofensas.

    Sem entrar no juizo desta alegação, pude aqui (no blog do pastor Newton) observar que o sr. Isais Medeiros, seu fiel e ex revoltado escudeiro ofendeu o editor do blog o pastor Leonardo Gonçalves de:

    porco e cão. E chamou o ministério do Leonardo de excressência, vulgaridade e que o blog seria um canil.

    Sua atitude para com tal tratamento ofensivo foi publicar as ofensas e agredecer a solidariedade.

    Esta atitude é ,no minimo, contraditória,não é mesmo?

    Ou seja,pode usar de palavreado chulo e ofensas a vontade, desde que seja contra os outros.

    Acho que o senhor deve considerar julgar segundo a reta justiça.

    Danilo

  22. A Paz do Senhor seja com todos nós!

    O Pr. Newton começou emitindo sua opinião, que achei normal, sem exageros, e até lhe dou razão sim!
    Até aí estava tudo bem, era só uma opinião!
    E onde está a ofensa? Chamaram-no de fariseu, aludindo, não a sua hipocrisia, mas digamos, ao que alguns chamam, de "legalismo", ou melhor, a "dura" doutrina farisaica, atribuindo, ao mesmo tempo, como consequência do adjetivo fariseu, a característica de fariseu ao Pr. Newton…

    A partir daí, dificil é não perder a calma, quando praticamente de chamam de "diabo", "víbora" ou outras coisas do tipo, e não queremos que haja tristeza por isso;

    O Pr. apenas falou que se poderia ter mais reverência ao se referir ao Senhor e que se possível usasse o Jesus da Bíblia, não o que criamos em nossas mentes para que Jesus parecesse mais "massa" do que nossos ex-ídolos do mundo; ou seja, não precisamos de fazer a referida alusão de um Jesus usado no parâmetro de um ídolo qualquer… O apostolo Paulo escolheu bem a quem parametrar com Deus, não escolheu a Zeus nem a outro deus grego, mas escolheu um Deus a quem os gregos realmente não conheciam e, assim, pode falar-lhes abertamente sobre o Deus que lhe havia libertado do 'farisaismo cego';

    Não chamem a nínguém de 'fariseu cego' ou de hipócrita, se o mesmo não confessar assim, ou se houverem atos comprovados que lhe condenem, senão, terão de conhecer o coração deles, assim como Jesus só se referiu aos fariseus com pleno conhecimento de causa, para que o julgamento dEle não fosse segundo a aparência, mas segundo a reta justiça!

    Fiquem com Deus!

  23. caro Newton.

    Oq posso ver através de sua "intelectualidade", eh que você é mais um daqueles santarrões que vivem debaixo de um jugo de hipocresia.
    Por favor,não se intitule apologéta,porque de fato você não é.

    Jesus tinha amizades com prostitutas sim,tanto é que se assentou a mesa com diversos pecadores..
    Pois é assim que Jesus infleunciava,ñ era com uma máscara,era se sentando com os pecadores e mostrando a vdd..
    mais você como "Pastor",tem medo de ser mal visto e perder o cargo por evangelizar uma prostituta né?
    POis eu ñ..
    Eu posso perder minha credencial,mais o Evangelho será pregado,pois pregar pro Silvio Santos dá ibope,pregar pra um homossexual,prostituta não.

    leia João 3.16 na sua ARC

    Ah,vai comentar lá no meu blog: http://www.ministeriodosjovens.blogspot.com

    Aqui eu defendi o meu colega de trabalho e a Bíblia de forma mais amena,mais no meu blog com certeza será mais ácido…

    Sem mais no amor do Mestre,

    Wanderson Lima

  24. O que pude perceber nisso tudo é que uns preferem discutir alho enquanto outros cebola, o que quero dizer é, será que termos utilizados pelo Pr. Márcio vão destruir a doutrina de Deus que é baseada no amor e na compaixão? Ou justamente atitudes de julgamento e tentando enquadrar o que os outros dizem como verdade ou mentira, ou pecado, ou blasfêmia.

    Não podemos continuar a discutir sobre o assunto que é totalmente paralelo e como diz o Danilo, em nada irá contribuir para a construção de um Reino dos céus para todos, eu já havia lido esse texto do pr. Márcio e compreendi que ele queria dizer é que Jesus veio para todos e se fez todos por nós, acessível sem nomenclaturas, sem rótulos e nem títulos e muito menos religiosidade, esse é o movimento underground, que se opõe ao que considera injusto e normativo.

    Jesus não nos chamou para outra lei, uma nova regra, mas para o amor e que seja esse o pêndulo que nos faça julgar, não para obter vingança e dizer que estamos certos ou errados, mas para ganhar nossos irmãos. Dizer que não concorda é uma coisa, outra coisa é como dizemos isso.

    Amigos, inclusive o Pr. Newton que não conheço, o melhor comentário para tudo isso é vermos se estamos construindo pontes como disse o Danilo, ou levantando muros entre nós, se estamos ajuntando ou espalhando. Se estivermos fazendo isso, devemos repensar nossa fé, nosso Cristo e principalmente a forma como dizemos que amamos.

    Não estou aqui para dizer quem está certo e errado, pois o blog do Leo tem feito um grande trabalho para o esclarecimento de aberrações, do Danilo, do Pr. Márcio, inclusive o do Pr. Newton. Seria muito melhor se todos nós nos aliássemos para o crescimento desse ajuntamento e não criarmos partidários.

    Paz e bem a todos.

  25. Como vocês se mostram falsos. Em um instante são amigos, camaradas, companheiros. Em outro estão se atracando. Aqui mesmo, nesse blog, em outras publicações, o Pr Newton já foi chamado de "Prezamado", "companheiro de trincheira", etc.. Foi cumprimentado com expressões do tipo:
    "Abraço fraterno", "Um forte abraço", "Abraço fraterno, do amigo", "Fraternalmente,". Seguem os links abaixo.

    http://pulpitocristao.com.br/2009/06/bate-papo-com-uma-celebridade-marco.html

    http://pulpitocristao.com.br/2009/05/pra-nao-dizer-que-nao-falei-das-flores_30.html

    http://pulpitocristao.com.br/2009/05/eu-nao-culpo-o-regis-danese.html

    http://pulpitocristao.com.br/2009/05/quadrilha-religiosa.html

    http://pulpitocristao.com.br/2009/05/junho-de-2009-estarei-no-brasil-agenda.html

    http://pulpitocristao.com.br/2009/04/pastores-ou-gerentes-de-loja.html

    E de uma hora pra outra, a conversa mudou para: "Apesar da sua ignorância"…

    "Por último, uma recomendação: Destile seu veneno em outra freguesia. De fariseus o mundo está cheio (e a igreja também), e uma opinião esdrúxula e preconceituosa como a sua é tudo que os leitores deste blog não precisam. Enquanto você encerra o evangelho num curral, nós do Púlpito Cristão derrubamos as barreiras transculturais para que ele (e só ele… sem acréscimos humanos e legalismos estéreis) alcance pessoas e transforme vidas."

    A mesma coisa ocorreu com o C.R (Cristão revoltado) ou (Isaías Medeiros); "labaredas de fogo", "Theophilo Noturno".

    A mesma coisa que ocorreu em outros "blogs famosos" como o Genizah, do Danilo.

    Quer dizer então que quando alguém se pronuncia a favor do pensamento de vocês, o mesmo é chamado de "prezamado", "companheiro de trincheiras" e por aí vai.
    Mas quando discorda, é chamado de fariseu, hipócrita, ignorante, venenoso, víbora, exdrúxulo, preconceituoso…

    Interessante isso. Ótimo comportamento de pessoas que se dizem cristãos, autênticos, verdadeiros, seguidores e praticantes da palavra de DEUS, pastores, missionários, apologéticos e por aí vai…

    Enquanto vocês ficam trocando farpas, o diabo deve estar rolando de rir disso tudo…

    Falem o que quiserem. O texto foi uma falta de respeito com JEsus Cristo. Sem embasamento bíblico.
    O autor teve a infeliz idéia de comparar JEsus Cristo com João Gordo, Jello Byafra e até mesmo com Antoine Lavey, um satanista confesso.
    Colocou a todos na mesma categoria, tentando no entanto criar uma espécie de "níveis" diferentes. Vejam, está no próprio texto:

    "…Esses caras são fichinha perto do cara mais underground que eu conheço…."

    Sinceramente….

  26. Eduardo,

    Jamais houve falsidade da minha parte. Saudar fraternalmente com um abraço, ou chamar alguém de "prezado" não significa concordancia com tudo o que essa pessoa diz. Na verdade, discordo do Pr. Newton em vários aspectos, mas ele não deixou de ser amado, ou prezado por causa disso. O amor é uma dívida que o cristão tem com todas as pessoas, tanto com aquelas que nos amam, como com quem nos calunia.

    Toda articulação de palavra ao se referir a Jesus é falha. Dizer que Deus é pai, é pouco. Dizer que Jesus é bom, é pouco. Dizer que ele é o cara mais underground que existe é pouco… Palavras são finitas, Cristo é infinito. Quando Márcio citou estes homens, não o fez com a intenção de comparar Jesus a eles, mas de demonstrar o quanto Jesus é superior!

    Será que você não sabe interpretar um texto somples como esse? Meu Deus, são só 3 parágrafos! Será que você não é capaz de interpretar corretamente um texto de 3 parágrafos, ou será que, de tão preconceituoso, só enxerga aquilo que deseja ver?

  27. A pregação do Evangelho e a barreira cultural

    Ou: Do preconceito linguístico.

    A pregação do evangelho é um desafio transcultural, isso porque a essência do evangelho transcende a cultura. Já nos seus primórdios a mensagem cristã ultrapassou a fronteira da cultura judaica, alcançando os samaritanos, os gregos e os romanos. Para pregar suas imperiosas verdades, os apóstolos e escritores sagrados não se valeram da linguagem culta dos acadêmicos, mas do grego simples falado no mercado, o koiné. Desse modo, os primeiros pregadores conseguiram quebrar a primeira grande barreira cultural, a da linguagem, e alcançar aquela população que não tinha acesso à lingua culta. Considerando que estes compunham não menos que 70% da população, podemos concluir que pregar e registrar a história e doutrina de Cristo em koiné foi uma das investidas mais sábias que a igreja já teve.

    Para pregar o evangelho de modo eficaz, Jesus e os apóstolos também tiveram que romper inúmeros paradigmas da religião e cultura judaica. Se o evangelho tinha como alvo os pecadores, então era tempo de abandonar a postura asceta de ermitões religiosos e conviver com os devassos, cumprindo o chamado para ser sal e luz. Os gentios já não eram cães nem impuros, mas objeto do amor do Abba. É por isso que vemos Jesus relacionando-se com pecadores, com homens e mulheres de péssima reputação, e a estes – que eram desprezados pela religião – Ele se apresenta como caminho, verdade e vida. Convidado pelo publicano Levi, Jesus sentou-se à mesa com ladrões e falou a eles do amor de Deus. Ao passar por Samaria, se deteve junto ao poço de Jacó e falou de verdades importantes a uma mulher de vida escandalosa. A mensagem obteve êxito, e aquela mulher acabou se tornando a primeira missionária entre os samaritanos.

    Em Jesus, os paradigmas transculturais começaram a desabar ainda antes do seu nascimento. A kenósis (esvaziamento por ocasião da encarnação) é o momento chave da transculturalização do evangelho. Jesus, o verbo divino, se vestiu de carne. E não era apenas uma roupagem humana; Jesus foi totalmente humano – ainda que divino. A encarnação foi o momento em que Deus abriu mão da glória eterna para experimentar a nossa humanidade. Na sua empatia, o Filho de Deus conseguiu conquistar a nossa confiança e afeto. Ele poderia vir em sua realeza, com carros e cavalos de fogo, e falando a “língua dos anjos”, mas preferiu vir como homem. Sujeito as mesmas limitações, Jesus foi igual a nós em tudo, exceto no pecado.

    Nenhuma cultura, seja nacional, regional ou religiosa, pode se interpor ao kerigma de Cristo. A pregação do evangelho, tal como nos dias de Jesus, deve transpor as barreiras e imposições culturais. Quando necessário, devemos ser como judeus para os judeus, e falar como gregos aos gregos. Nossa bagagem “evangélica” nem sempre traz benefícios a “pregação evangélica”. A linguagem gospel é restrita ao guetho, portanto, eficaz somente dentro do âmbito dos seus participantes. Enquanto os nossos pregadores se mantiverem fechados no que diz respeito à linguagem e a cultura, não conseguiremos impactar a nossa gente com um evangelismo eficaz.

    O verdadeiro evangelista é aquele que abre mão da própria cultura para assumir a cultura daquele a quem deseja alcançar. Jesus fez isso ao assumir a nossa humanidade. Portanto, ninguém que não seja capaz de abrir mão das suas “excentricidades evangelicalóides” em prol dos perdidos deve fazer-se chamar de evangelista, pastor ou pregador do evangelho.

    ***
    Texto em resposta à turba de fariseus de "língua santa" que tem postado por aqui. Para continuar a discussão acerca do evangelho e da cultura, clique aqui

  28. A Paz do Senhor!

    "O verdadeiro evangelista é aquele que abre mão da própria cultura para assumir a cultura daquele a quem deseja alcançar"

    O Verdadeiro Evangelista pregou a Palavra de Deus, mostrando-nos o Caminho, a Verdade e a Vida, o qual devemos imitá-lo;

    Não precisamos de ser "muito loucos", sejamos sabios para o bem e simplices para o mal, isso basta;

    Não temos de ser extravagantes, pois Jesus não foi, teve por objetivo glorificar ao Pai para que, aí sim, o Pai lhe concedesse glória, já que os dois são um!

    Como imaginamos Jesus nos dias de hoje? eu o imagino simples, não sobrecarregado dos costumes do mundo, e você?

  29. O verdadeiro Jesus se vestiu de carne. Veio para os judeus, e nasceu judeu. Frequentou a sinagoga, foi circuncidado… Veio aos homens não como Deus apenas, mas como homem.

    O verdadeiro Jesus frequentava reuniões sociais. Ia em casamento e não recriminava quem apreciava um bom vinho! rs…

    O verdadeiro Jesus andava com os pecadores, porque os amava. Ele os cercava de amizade e afeto.

    Se Jesus estivesse aqui hoje, ele estaria onde as pessoas precisassem dele. Talvez nem fosse à "igreja", rs…

  30. Desculpem, não resisti e vou ter que postar este artigo, que por sinal é excelente e seu autor está de parabéns…

    Peço perdão inclusive ao autor por não tê-lo consultado antes, mas não posso deixar passar, pois se encaixa perfeitamente com os legalistas de plantão que, "para levar o evangelho a todos", numa espécie de "Fome Espiritual ZERO", ou então "Evangelho Para Todos", chegam ao absurdo de comparar Jesus com um satanista confesso. Se vocês não sabem que é, pesquisem na rede sobre “Antoine Lavey”

    Não se trata de ser "capaz de interpretar corretamente um texto de 3 parágrafos", ou talvez seja, mas erro esteja do outro lado. Se as linhas 5,6 e 7 do texto não são exemplos de comparação, entre os indivíduos ali citados e Jesus Cristo, sinceramente…

    A fonte é esta:

    http://levibronze.blogspot.com/2009/03/dez-conselhos-dos-legalistas-de-etica.html DEZ CONSELHOS DOS LEGALISTAS SOBRE "ÉTICA CRISTÃ"

    Cito aqui somente 02 tópicos, mas recomendo a todos a leitura do artigo completo.

    9. Muito embora Jesus tenha dito de forma pública, que os escribas e fariseus, apesar de serem dizimistas, negligenciavam o mais importante, como a justiça, a misericórdia e a fé ─, é atitude reprovável e contrária à ética, o cristão expor aos quatro cantos do mundo uma simples falta (perdoável) dos seus superiores, ainda mais, se eles estiverem sentados na cadeira de Moisés. Está escrito: “E o oferecerá com a oferta sobre o altar, e assim o sacerdote fará expiação por ele, e será limpo”.

    10. Muito embora Jesus tenha se posicionado contra os fariseus que enfrentavam todo tipo de obstáculos para ganhar almas, ocasião em que os denominou de duas vezes filhos do inferno ─, não é de bom alvitre o crente tomar tão irredutível atitude. Está escrito: “Mas que importa? Contanto que Cristo de qualquer modo, seja anunciado, ou por pretexto, ou por verdade…” (Filipenses 1: 18).

    CONCLUSÃO: Por esse manual legalista de "ética cristã", que todo cristão autêntico deve repudiar, Jesus teria sido reprovado com nota zero. Mas, não custa nada perguntar: Se Cristo viesse hoje com aquele verdadeiro e contundente discurso do capítulo 23 de Mateus, seria ou não seria, rotulado de “ANTI-ÉTICO”, pelos donos do poder eclesiástico?

    Ensaio por Levi B. Santos Guarabira, 03 de março de 2009

    Precisa comentar algo mais???

  31. Eduardo,

    "Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. […]" 1 coríntios 9:22

    Isso não é uma questão de comparação, é apenas uma contextualização do evangelho. É apenas falar num "idioma" que os ouvintes entendam.
    Ninguém iria para a Alemanha pregar o evangelho falando em português. Da mesma forma, se você falar com alguém "underground" você deve falar numa linguagem que ele entenda.

    Mas acredito que você não seja desse meio e não conviva com pessoas desse meio, então por isso relevo as suas considerações mais agressivas…

    Mas concordo plenamente, Jesus deve ser reverenciado de todas as formas, devemos sempre manter a postura de submissos. Porém, também concordo com o Leonardo, nenhuma palavra é suficiente para descrever Jesus, palavras são finitas, e Jesus é infinito.
    Mas penso que o Senhor se importa mais com que pessoas O encontrem e se rendam a Ele, do que pelas palavras que usamos para isso… Até porque palavras são limitadas e terrenas, mas quando uma alma perdida encontra ao Senhor há festa no céu.

    Um grande abraço! 🙂

  32. mai uma vez digo Jesus nao foi comparado a ninguem, ele foi mencionado como exemplo pra nós que somos undergrounds, o texto tem este e efeito e finalidade…

    Que aqueles que ese espelhavam e caras como joão gordo e os outros citados, possam se espelhar e Jesus Cristo pois Ele sim foi o verdadeiro underground, agora se os que sao adeptos do portugues padrão deveriam também ser capazas de interpretar texto…

    by: arcanjosna

  33. Isso é fruto da LEI 9.394/96 que proíbe a reprovação em sala de alfabetização. Por isso vemos pessoas escrevendo, falando e lendo mais errado a cada dia que passa.
    Um comentário como esse do "arcanjosna" é um exemplo. É preciso esforço para se entender o que ele quis realmente dizer.
    Outro exemplo é o texto que originou essa discussão. Vejam alguns trechos:

    "…Pensa bem, quem é o cara MAIS underground que você conhece? Jello Byafra do Dead Kennedys? João Gordo do ratos de porão? Antoine Lavey da Igreja de satanás? ESSES CARAS SÃO FICHINHAS perto do cara mais underground que eu conheço.."

    "… Vejamos: Jollle Byafra, virou comentarista pop e político, João Gordo foi fazer programinhas na MTV, Antoine Lavey não passa de um impostor que compilou tudo que Aleyster Crowley escreveu. MAS ESSE CAMARADA, o nazareno chamado Jesus, …"

    (Os trechos escritos em MAIÚSCULO são destaques meus…)

    Isso não é exemplo de comparação? Esses trechos não estão comparando, ou equiparando os personagens ali citados?

    Veja o que a WIKIPÉDIA diz:

    "…Comparação é uma figura de linguagem usada para confrontar qualidades ou ações de elementos. A relação entre esses elementos pode formar uma comparação simples ou uma comparação por símile. É mais facilmente entendida como a APROXIMAÇÃO de dois termos que SE ASSEMELHAM…"

    Se vocês ainda insistem que esse texto não compara Jesus Cristo com os outros elementos alí citados, voltem para a escola. Procurem um professor de português, mostrem-lhe o texto e o questione sobre a comparação.

    Agora veja o que a BÍBLIA diz:

    "…Hebr 12:2 “Olhando para Jesus, autor e consumador da fé”
    "…Isaías 53:11 “Ele verá o fruto do trabalho da sua alma, e ficará satisfeito; com o seu conhecimento o meu servo, o justo, justificará a muitos; porque as iniquidades deles levará sobre si.“
    "…Gálatas 2:16 KJV “Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé (de) Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela fé (de) Cristo, e não pelas obras da lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada…"
    "…“Igualmente hão de surgir muitos falsos profetas, e enganarão a muitos…” Mateus 24:11"
    "…Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo. – 1 João 4:1"
    “Guardai-vos dos falsos profetas, que vêm a vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores.” Mateus 7:15
    “Mas houve também entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá falsos mestres, os quais introduzirão encobertamente heresias destruidoras, negando até o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição.” II Pedro 2:1
    “Amados, não creiais a todo espírito, mas provai se os espíritos vêm de Deus; porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo.” I João 4:1

    Vejam esses artigos:

    http://www.puroevangelho.com/2009/09/igreja-e-sindrome-de-tome.html

    http://solascriptura-tt.org/VidaDosCrentes/ComDeus/Laerton-HVit5-ObreiroFiel.htm

    http://www.militarcristao.com.br/estudos.php?acao=texto&id=11

    http://www.ejesus.com.br/exibe.asp?id=241

    Agora vejam esse exemplo do "oba-oba" atual:

    http://noticias.gospelmais.com.br/pastor-metaleiro-troca-o-iron-maiden-pela-palavra-de-cristo.html

    Pra mim já chega….

  34. Caramba, as pessoas não sabem entender uma simples parábola! Tá igual os teólogos que começaram a reprovar que se chamasse Jesus de Mestre (li num livro um dia desses), pois isso era muito "humano", e Jesus tinha que ser o mais Deus possível, e, por consequência, mais afastados de nós, de nossos problemas humanos.

  35. aí tu tais dizendo com que autoridade que o márcio ´eum falso profeta ou qualquer coisa parecida?????????????
    mano a maldição pode sair da boca, mas ela também reside nos ouvidos de quem ouve sabia!!!
    pode-se tranquilamente dizer algo sem nehuma maldade e outra pessoa se sentir ofendida como foi nosso caso aqui …
    agora tu eduardo, pega uma agulha e estoura esse teu ego pois você não tem autoridade nenhuma para citar os versículos que usou em relação a alguém que só tentou trabalhar pela obra!!!!!!!!!!

    "quem és tu que julgas o servo alheio, para seu próprio senhor está em pé ou cai"

    voltem pri discipulado que eu volto pra alfabetização!!!

    by: @rcanj0sn4

  36. entendo quando o Pr Newton disse para evitar os termos utilizados, imaginem alguem num tribunal jamais chamariam um Juiz de Cara ou Camarada, mesmo sendo íntimo num tribunal não se poderia chama-lo assim mas por outro lado no dia dia fora do seu trabalho as pessoas chegadas não o chamem com toda a formalidade exigida. Particularmente não escreveria um Poema ou uma letra música me referindo a Jesus como o Cara pois prefiro usar outras palavras para Descrever o Rei dos Reis. Oro para que possamos unir forças e não nos degladiarmos Amém fiquem na Santa PAZ
    FUIIIIIIIIIIIIIIIII

  37. Caro anônimo,

    Sem querer você tocou o xis da questão: Algumas pessoas só enxergam Deus como JUIZ… Lamentável. Aliás, deve ser por causa deste mesmo formalismo que alguns pastores obrigam os crentes a se fantasiarem de pinguins (terno preto e gravata) e usarem roupões em pleno verão: Eles vão à igreja falar com o sr. JUIZ.

    Eu, porém, vou à casa do meu PAI. Assim de prático.

  38. Aposto que ainda vou ler aqui Jesus Cristo sendo chamado de…

    doidão
    o grande maloqueiro
    o cara mais maluco do mundo!

    Perto de certos pastores, Xuxa foi extremamente reverente quando se referiu a Deus como "o cara lá de cima". Ao menos ela teve a descência de reconhecer, de alguma maneira, a posição elevada de Deus.

    abraços

  39. O carpinteiro é muito esperto.
    Aos poucos, com esse amontoado de bobagens, ele conseguiu esvaziar a analise do post, e garimpar pra sí toda a atenção e publicidade.
    Ficou famoso o cara!
    Da proxima vez, coloca uma melancia na cabeça e sai pelado na rua.
    A linguista varia com a cultura, todo mundo sabe disto.
    Escandalizam-se por chamar Jesus de Undergroud, mas não se escandalizam com os pecados que praticam todos os dias, em suas intimidades.
    Fariseu é pouco.
    Canalhas, é termo mais apropriado.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui