Os cinco solas e a igreja contemporânea

5
698
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Clóvis José

Assine o Blesss
Está cada vez mais difícil distinguir a crença e as práticas evangélicas dos dogmas romanistas. Historicamente, a igreja católica romana tem feito acréscimos ao ensinamento bíblico e modernamente os protestante também tem feito acréscimos, de modo que torna-se necessário reafirmar os Solas da Reforma Protestante.

SOLA ESCRIPTURA
Os romanistas jamais negaram a Bíblia como Palavra de Deus. Porém a ela, e sobre ela, colocaram a autoridade da tradição e a infalibilidade papal, de modo que a autoridade da igreja é que determina a autoridade da Bíblia. Os protestantes, proclamaram o Sola Scriptura, reconhecendo a suficiência das Escrituras e subordinando a ela qualquer outra autoridade, rejeitando qualquer ensino dissonante. Mas os evangélicos de hoje, tem posto à Bíblia de lado e aceitado profecias modernas, visões de anjos, relatos de visitas ao céu e ao inferno, além de se sujeitarem acriticamente a autoridade de apóstolos, bispos e pastores inventivos. Torna-se urgente proclamar de novo: a Bíblia somente!

SOLA GRATIA
Os romanistas também nunca chegaram a dizer que a graça não era fundamental à salvação. Mas à ela adicionaram penitências e sacramentos e até venderam indulgências para que, por elas, o homem fosse salvo. Os reformadores por sua vez afirmaram que a salvação, toda ela, do início ao fim, é obra da graça, sendo que até mesmo o arrependimento e a fé são dons de Deus. O evangélicos modernos tem deturpado a salvação pela graça, seja fazendo a salvação depender mais do livre-arbítrio que da graça, e exigindo sacrifícios financeiros para que o homem torne-se aceitável diante de Deus. É preciso declarar: Graça somente!

SOLA FIDE
Os romanistas sempre deram destaque à fé, mas lado a lado colocaram as obras, como os meios pelos quais o homem é salvo. Lutero e outros protestantes pregaram a justificação pela fé somente, rejeitando com veemência qualquer insinuação de que as obras obtém méritos para com Deus. A igreja evangélica de hoje tem se tornado tão legalista que depôs a fé e em seu lugar adotou um sistema legalista, onde o crente chega ao céu pela obediência e não pela confiança na obra de Cristo. A fé somente, deve ser nossa bandeira.

SOLUS CHRISTUS
Católicos romanos não negam a suficiencia de Cristo, no entanto dão tanta importância à Maria como intercessora que na prática ela é considerada co-redentora. Os protestantes, mesmo respeitando a pessoa de Maria reafirmaram a verdade bíblica de que não há outro mediador entre Deus e o homem, além de Jesus Cristo. Porém, os evangélicos modernos tem feito a salvação depender da mediação de homens e denominações, praticamente endeusando apóstolos, bispos e levitas. Precisamos reafirmar Jesus Cristo somente!

SOLI DEO GLORIA
Os romanistas não negam glória a Deus. Mas a pretexto de uma distinção artificial entre latria, dulia e hiperdulia, tem repartido a glória de Deus com um panteão de santos mortos. Os reformadores foram enfáticos em dar toda glória a Deus, reconhecendo que tudo provém dEle, por meio dEle e para Ele. Os evangélicos modernos tem seguido fórmulas, métodos e rituais prescritos por líderes mais carismáticos que íntegros, dando-lhes uma glória devida a Deus. Precisamos proclamar glória a Deus somente!

A dura realidade é que apesar de todo esforço dos reformadores, os evangélicos de hoje tem retrocedido suas práticas ao catolicismo medieval. Precisamos mais que nunca reafirmar os Cinco Solas.

***
Fonte: Cinco Solas. Postado por Daniel Grubba, no Púlpito Cristão.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

5 COMENTÁRIOS

  1. Muito bem colocado. Os evangélicos não podem criticar os católicos porque cometem os mesmos erros de outras formas tão ruins ou piores.

    1- A opinião pessoal e os dogmas da denominação acima das Escrituras

    2- A presunção arrogante de serem supersantos que na prática não necessitam de Jesus

    3- A imposição de costumes de igreja como se fossem mandamentos bíblicos (ou inversamente a liberação total: que "fé" é essa que não transforma a vida das pessoas?)

    4- A idolatria dos líderes, da denominação ou de si mesmo

    5- O furto da glória de Deus desviada para si mesmo e para outros

    E ainda se julgam os mais fiéis seguidores da Bíblia!

  2. Esse sistema legalista, onde o crente chega ao céu pela obediência e não pela confiança na obra de Cristo é altamente (ou muito baixo) maligno pois essa pseudo "obediência" não é de maneira nenhuma às Escrituras e sim a dogmas e crendices particulares de lideres que manipulam as mentes dos ignorantes das Escrituras para deles tirarem proveito.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui