Sal que não salga

5
86
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Pe. Antônio Vieira

Vós, diz Cristo, Senhor nosso, falando com os pregadores, sois o sal da terra: e chama-lhes sal da terra, porque quer que façam na terra o que faz o sal. O efeito do sal é impedir a corrupção; mas quando a terra se vê tão corrupta como está a nossa, havendo tantos nela que têm ofício de sal, qual será, ou qual pode ser a causa desta corrupção? Ou é porque o sal não salga, ou porque a terra se não deixa salgar. Ou é porque o sal não salga, e os pregadores não pregam a verdadeira doutrina; ou porque a terra se não deixa salgar e os ouvintes, sendo verdadeira a doutrina que lhes dão, a não querem receber.

Suposto, pois, que ou o sal não salgue ou a terra se não deixe salgar; que se há e fazer a este sal e a esta terra?

O que se há e fazer ao sal que não salga, Cristo o disse logo: “Quod si sal evanuerit, in quo salietur? Ad nihilum valet ultra, nisi ut mittatur foras et conculcetur ab hominibus”. Se o sal perder a substância e a virtude, e o pregador faltar à doutrina e ao exemplo, o que se lhe há e fazer, é lançá-lo fora como inútil para que seja pisado de todos.

Assine o Blesss

Assim como não há quem seja mais digno de reverência e de ser posto sobre a cabeça que o pregador que ensina e faz o que deve, assim é merecedor de todo o desprezo e de ser metido debaixo dos pés, o que com a palavra ou com a vida prega o contrário.

Isto é o que se deve fazer ao sal que não salga.

***
Fonte: UNAMA (Universidade da Amazônia)

(*) Para ler o sermão completo, clique aqui.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

5 COMENTÁRIOS

  1. Paz Leo,

    Gosto de Antonio Vieira, ele tem sermões muito bons, pena que as vezes somos, evangélicos, preconceituosos com os católicos. Pregamos "examinai a tudo retende o bem", mas no fim não fazemos isso.

    Alguém já disse que "toda verdade é verdade de Deus", ainda que na boca de católicos.

    Em Cristo,

    Ednaldo.

  2. Já lí o padreco, agora provando todas as coisas e retendo o bem,é mister que se diga que Vieira em seus sermões nos proporciona boas reflexões,contudo é também mister que se diga que ele despreza os pastores protestantes ,que na sua visão eram apóstatas.Para Vieira a única e verdadeira igreja é a Católica Apostólica Romana e os únicos a pregarem a "verdadeira doutrina"(que inclui o Marianismo, purgatório,infabilidade papal,intercessão dos mortos,etc.)são os padres e bispos e cardeais, nunca os heréticos protestantes, que se não se arrependerem de sua apostasia não serão salvos.rsrsrs!Então ao ler os sermões cuidado para não enaltecer alguém que, se vivo, não teria comunhão com você !!!

  3. A partir do momento em que não se prega o Verdadeiro Evangelho,não temos verdadeiras conversões, e consequentemente não teremos verdadeiros crentes. Teremos um monte de religiosos que frenquentam um "clube de reunião social" (igreja)com duas finalidades apenas: a primeira é retirar a culpa interior de cada um. Como se cada um desses que frequentam esses "clubes"dissessem: "fiz o meu papel com Deus, portanto, agora estou livre para viver a minha vida sem qualquer compromisso com a Palavra de Deus"; a segunda finalidade é ainda mais vazia: expandir sua rede de relacionamento social, é fazerem novos amigos, para um churrasco num final de semana,etc.
    Se pensarmos que se colocarmos 300g de sal em 1kg de carne tornaríamos essa carne tão salgada a ponto de não podêrmos comê-la, o que diríamos de cidades, como por exemplo, Anápolis-Go, onde já se estima que 40% da cidade é evangélica e mesmo assim não vemos mudanças significativas no comportamento das pessoas e dos governantes. Bem, isso é apenas um exemplo. Pegue o seu local de trabalho e faça uma enquete, mesmo que informal. Você virá que a quantidade de "sal" existente ali já daria para salgar, tranquilamente, sua empresa. Mas percebemos que este sal não salga apesar da quantidade, portanto, devemos refletir sobre o Evangelho que estamos vivendo. E se for preciso vamos nos voltar para a Bíblia e começar outra vez. A Palavra de Deus é perfeita, entretanto, os homens querem mudar os Estatutos Divinos, assim como quis e quer satanás para atenderem aos seus próprios interesses. VAMOS ACABAR COM QUALQUER ESPÍRITO DE REBELDIA QUE AINDA POSSA EXISTIR EM NÓS COM RELAÇÃO A NÁO OBEDECER A PALAVRA DE DEUS. NÃO BUSQUEMOS JUSTIFICATIVAS COMO POR EXEMPLO: "NAQUELE TEMPO ERA ASSIM HOJE É DIFERENTE" ORA, O NOSSO DEUS É UM SÓ ONTEM, HOJE E SEMPRE.

    UM ABRAÇO A TODOS DESTE BLOG.

  4. Exatamente, o sal que não salga a terra deve ser lançado fora. Assim como o pregador que não faz diferença para as ovelhas, que não cuida que não alimenta.

    Analisando sob esta ótica, entende-se porque é preparado o caminho do sal em algumas igrejas que se dizem evangélicas.

    Aquele sal que eles pisam simbolizam o próprio pastor deles, que deveria salgar e não salga, então deve ser pisado aos pés, como os fiéis deles mesmos fazem, e ainda pagam por isso; e eles ficam felizes.

    Os que pisam e os que são pisados, pois há muito já perderão a noção do evangelho, se é que um dia tiveram.

  5. Rômulo, muito boa a sua observação, eu não sabia quanto salga somente 300 gramas de sal.

    A realidade de Anápolis/Go é a mesma aqui da minha cidade Sobradinho/Brasília/DF, onde existem 18 quadras e quase 4 igrejas protestante em cada quadra; e não fazemos a diferença.

    E a quantidade de sal para salgar é tão pouca, e a gente não faz a diferença.

SUA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, coloque seu nome aqui